Foto da semana.

Dom Dimas Lara Barbosa, arcebispo de Campo Grande, e seu zelo na administração da Sagrada Comunhão.  Missa celebrada por ocasião de início de semestre letivo no Instituto Teológico João Paulo II, da arquidiocese de Campo Grande.

“Não está permitido que os fiéis tomem a hóstia consagrada nem o cálice sagrado «por si mesmos, nem muito menos que se passem entre si de mão em mão»”, diz o nº 94 da Instrução Redemptionis Sacramentum, emanada sob o pontificado de João Paulo II.

Mas aos “estudantes de teologia” atuais, “cristãos adultos” que são,  qualquer observância de normas provenientes de Roma é anacrônica. Mesmo aquelas emanadas sob o próprio Papa ao qual se dedicou este “instituto teológico”.

29 Comentários to “Foto da semana.”

  1. Que triste espetáculo é a desobediência de clérigos!

    O que dizer?

    Ficamos sem palavras diante dos abusos litúrgicos; parece que certos clérigos fazem um ESFORÇO DIDÁTICO para que os fiéis “ENTENDAM” que Jesus não está presente na eucaristia…….!!!!!!!!!

    Aqui na minha diocese de São Miguel Paulista,em São Paulo, há vários padres que entram e saem da igreja sem fazer qualquer reverência ao Santíssimo Sacramento!

    O que esperar desta geração?

  2. É repugnante esta cena. É um exemplo de plena comunhão relativa. Só obdecem quando lhes interessa.

  3. Absurdo é porque voçês não viram as peripecias que meu bispo faz aqui em minha diocese. É de sair correndo. E mais, o desreispeito não se converge só com a Santissima Eucaristia, mas com todos os ritos litúgicos, todos mesmo.

    A mais recente e que eu estive presente foi um belo AMEM, igual ao que se canta após a doxologia na final da oração eucaristica, cantado “após a homolia” em vez do tão grandioso e “santo silêncio” para reflexão pessoal.

  4. “Não está permitido que os [b]fiéis[/b] tomem a hóstia consagrada nem o cálice sagrado «por si mesmos, nem muito menos que se passem entre si de mão em mão»”, diz o nº 94 da Instrução Redemptionis Sacramentum. Sim, está correto, mas e os infiéis? Talvez Dom Dimas imaginasse que o rapaz da foto, não era tão fiel assim. Da [b]hermenêutica conciliar[/b] pode-se esperar tudo, não?

  5. Alguém tem o e-mail de D.Dimas???????????????

  6. Na minha paróquia em todas as missas é oferecido aos fiéis a Comunhão sob as duas espécies; Corpo e Sangue de N.S. Jesus Cristo. Fiquei consternado quando cheguei de férias e vi que os fiéis eram obrigados a “PEGAREM” a Eucaristia ao invés de receberem na boca. Quando indaguei o motivo, quase fui apedrejado. É horrível, as pessoas ficam confusas; não sabem de recebem na boca ou se pegam… é muito triste. Graças a Deus ainda não me proibiram de comungar de joelhos e na boca.

  7. “Perigosíssimos” amigos;

    Não há que se admirar desses abusos, afinal, eles são parte da Nova Igreja, a Igreja Conciliar!
    O “mega acontecimento” fez que os bispos se tornassem os “liturgos diocesanos” onde tudo é permitido e louvável, exceto a Missa Gregoriano-Tridentina, isso nunca!

    Creio que todos aqui conhecem a Bíblia Sagrada.

    Então peço-lhes a gentileza de ler o Livro do Profeta Jeremias, onde vocês verão que esta apostasia já fora anunciada há milênios… E o castigo aí está!
    Só não vê quem não quer!
    Como o ditado: “o pior cego é aquele que não quer enxergar…”

    Lembro-me de uma frase do Santo Evangelho, à qual deveríamos repetir quando vemos os bispos da igreja conciliar realizando atos sacrílegos:

    “Convertei-vos e crede no Evangelho!”

    “Minoria radical, grupo perigosíssimo”, está mais que na hora de rezarmos mais, estudarmos mais, porque cada dia vemos mais trevas e escuridão na igreja conciliar…

    Espero que os bispos desta igreja, confiando nesse “mega acontecimento conciliar” (by arcebispo Oppermann – Uberaba – MG.) possam ver os frutos conciliares, sem a “paixão pelo mega acontecimento”, mas sim a dura e fria realidade e perceberem que se tornaram nada mais nada menos que sucessores do Apóstolo JUDAS ISCARIOTES!

    Façamos muitas orações e penitências pela nossa conversão e a conversão desses lobos em pele de ovelhas!

    Espero que pelo menos eles, os apóstatas sucessores do ISCARIOTES, tenham a dignidade mínima de respeitar as determinações do Papa, ou ter a hombridade de assumir que a CNB do B é uma igrejola separada…

    De toda apostasia, livrai-nos Senhor!
    De todos os falsos pastores, livrai-nos Senhor!

  8. Aproveitando o gancho da matéria anterior, em que um irmão sugeriu que os anti-religiosos internacionais fizessem protestos também em Meca, mas não são homens o suficiente para tal, vale lembrar do furor com que reagem os maometanos cada vez que sentem que sua religião é “profanada”, como no histórico episódio das charges na imprensa dinamarquesa. Os islâmicos sentiram sua “fé” cruelmente profanada por aqueles desenhinhos e seguiu-se a onda de reação que o mundo viu. JÁ NESSA IMAGEM OCORRE UMA PROFANAÇÃO DE FATO da Fé cristã católica, uma irreverência nefanda e o pior dos sacrilégios. Fosse nos tempos do heroísmo cristão (ou ao menos da seriedade católica), esse Bispo desleixado e infeliz deveria temer sair à rua e ser esfolado vivo pelos fiéis.

    Mas como hoje tudo é brando, tudo é “compreensão”, tudo é diálogo, agüentemos!…

  9. Culpem o Concílio. Eu prefiro culpar o ser humano. Nada mais humano que a desobediência.

  10. “Estou obcecado pelas confidências da Virgem à pequena Lúcia de Fátima. Essa insistência de Nossa Senhora diante do perigo que ameaça a Igreja, é um aviso divino contra o suicídio que representaria a alteração da fé, na sua LITURGIA, na sua teologia e na sua alma (…) Virá o dia em que a Igreja duvidará como Pedro duvidou. Ela será tentada a crer que o homem se tornou Deus, que seu Filho é apenas um símbolo, uma filosofia como tantas outras, e nas igrejas os cristãos procurarão em vão a lâmpada vermelha em que Deus os espera” – Cardeal Pacelli, futuro Papa Pio XII.

  11. Urbano Silvestre, o colchete que vc usou para grifar a palavra é usado no orkut. Para grifar a palavra no WordPress ao invés do colchete, vc usa os simbolos que tem nas teclas da virgula e ponto final.

  12. Este reverendíssimo sacerdote subiu muito de cargo e é devido a sua plena com o Papa.

  13. O famoso “Self-service” eucarístico, prática absurda, escândalosa e “semi” apóstata, eu diria, é prática muito comum aqui em Recife em retiros privados de encontros da RCC e co-relacionados.

    Já participei de vários.E sofri em todos! Houve certa vez, que, ao questionar o sacerdote o porque dele admitir isso, a resposta dele é tão sofrível que você não sabe até onde vai a má fé, ignorância mesmo ou de fato uma decisão pela desobediência.Me parece que é um tipo de cultura”: os sacerdotes admitem isso dependendo do público e do meio.É claro, contando com a boa fé dos leigos que não querem bater de frente com os padres.

    Eu bato de frente, por isso ando só.

    Em Cristo,

  14. Olá Ana Maria Nunes, obrigado pela correção!
    Quem me dera o único problema que tivéssemos de considerar fossem a falta ou presença destes.

    Salve Maria!

  15. Dom Dimas é uma tragédia para o epicospado católico:Modernista até os ossos!Estamos abandonados e não mãos de Deus pois Roma pouco se preocupa com a qualidade dos Bispos confiando cegamente nas indicações da herética CNBB.A apostasia chegou já não tenho mais dúvidas!

  16. Até parece que não havia desobediência antes do concílio!!!!

  17. Partilho com todos os leitores, a tristeza em ver um sucessor dos apóstolos cometendo esses abusos com a Sagrada Eucaristia.
    Penso que deveriam viver o Santo Sacrifício com mais piedade e devoção. E parar de rir do sangue de Nosso Senhor Jesus Cristos e dos tantos e tantos mártires, que por amor a Santa Igreja derramaram seu sangue.
    Rezemos pelos bispos de nosso Brasil, para que sejam realmente bispos da terra da Santa Cruz.

    CHRISTUS IMPERAT.

  18. Prezado Rodrigo Freitas, desobediência a Igreja tem desde a época dos apóstolos, sendo Judas Iscariotes o símbolo máximo. O problema não é exatamente esse, o problema é que hoje não se aponta mais a desobediência como tal, muito menos se toma as devidas providências. E uma coisa puxa a outra: como um comete uma barbaridade e “fica tudo bem”, um outro começa a querer cometer sua própria barbaridade… e chegamos aonde chegamos.

  19. Apenas complementando minha mensagem: em contraposição a essa tolerância com as barbaridades, há a intolerância, preconceito ou ao menos uma desconfiança com quem quer fazer tudo da melhor forma possível, como sempre se fez na Igreja até meados do século XX.

  20. Caro amigo Renato Campello;

    Esses NEOCON são hilários…
    Creio que desconhecem o mínimo de História e Filosofia, quem dirá Teologia séria…
    Creio que conheçam os “comentários do concílio vaticano II, por Costinha ou Dercy”, porque dizer essa que “Até parece que não havia desobediência antes do concílio!!!!” Fala sério…
    Esse “amiguinho” NEOCON nem sabe que havia o Santo Ofício, uma Congregação séria, de quando a Igreja de Roma era Católica…
    Quando se desobedecia, chamava-se a atenção, de modo cristão, porém, seriamente.
    Caso houvesse nova desobediência, bem, o desobediente era punido…
    Hoje, graças à “democracia eclesial” , fruto do “mega acontecimento conciliar” (by arcebispo Oppermann – Uberaba MG), tudo é bom, tudo é compreensível, tudo é louvável, tudo é festa, porque até a liturgia é feliz, é alegre… “Deus é dez!” Então, como dizia Dostoiévski: “onde não há Deus, tudo é permitido!”
    Bem, dentro desse permissivismo conciliar, onde tudo é permitido e louvável, salvo a exceção da Missa Gregoriano-Tridentina, os NEOCON têm a mais absoluta certeza de que são os “fiéis servos do senhor”, na verdade não se sabe qual senhor… Pode ser desde o senhor dos anéis ou o senhor que vende pipocas na praça da matriz… A Ivone Gebara, o Padre Zezinho ou o Padre Fábio saberão informar…
    Caso não saibam, é só falar com o Chalita ou o Mau$$enhor$ …
    Nós não podemos é perder nosso tempo em dar explicações para essa gente que acha tudo uma “graciiiiiiiinhaaaaaa” (by Hebe Camargo, a ecumênica apresentadora de TV). Devemos sim recomendar-lhes leitura e estudo!
    Ler o Livro do Profeta Jeremias, onde, certamente, irão encontrar realidades às quais jamais pensariam que alguém as anunciasse, ainda mais há quase dois milênios atrás…
    Assim, os NEOCON poderão entender que essa igreja conciliar nunca foi nem será a “Esposa Eleita do Altíssimo” a “Jerusalém Fiel” que o santo Profeta fala, mas sim a outra, aquela pela qual a iniquidade se fez presente no templo do Altíssimo, aquela que se entregou ao Baal… aquela que entronizou o ser humano, suas paixões e suas fantasias no lugar do Deus Altíssimo…(vide o discurso do Papa Paulo VI ao Seminário Lombardo: “Por uma fresta a fumaça de Satanás penetrou no templo de Deus” – e veja bem, este foi o Papa resposável pelas “inovações conciliares”!!!)
    Bem, creio que nós devemos é rezar, cada vez mais para a nossa conversão e a conversão de todos esses que creem seguir a Verdade, porém, são como Nosso Senhor disse: “cegos guiados por outros cegos”!
    Rezemos!
    E, caro Renato, “perigosíssimo” amigo do FRATRES, juntemos nossas forças, pois a luta apenas está começando…
    Santos John Fischer e Tomas Morus, intercedam por nós!
    Abraços e recomendando-me às suas orações:

    Felipe Leão

    • Caro Felipe Leão, “Se os fiéis da antiga lei cantaram da cidade terrena: “Se eu me esquecer de ti, ó Jerusalém, paralise-se a minha mão direita; fique presa a minha língua ao meu paladar, se eu não me lembrar de ti, se não tiver Jerusalém como a primeira das minhas alegrias” (Sl 136,5-6); com quanto maior ufania e júbilo não devemos nos regozijar por habitarmos a cidade edificada sobre o monte santo, com pedras vivas e escolhidas, “tendo por pedra angular Cristo Jesus” (Ef 2,20;1Pd 2,45). Realmente não há coisa mais gloriosa, mais honrosa, mais nobre, que fazer parte da Igreja, santa, católica, apostólica, romana, na qual nos tornamos membros de tão venerando corpo” (Pio XII, Mystici Corporis). A Igreja de Roma permanece Católica e o será até o fim dos tempos. Confiemos nisso, amigo. Abraços.

  21. Eu estou com um caso contra um padre no Tribunal Eclesiástico aqui no rio. Quando eu for lá talvez eu formalize uma queixa contar D. Dimas, ou deveria me queixar ao Núncio Apostólico? Seja como for não adianta nada se não marcar em cima, caso contrário nenhuma providência será tomada.

  22. E dá para acreditar que houve a Consagração???
    Teria ela acontecido realmente através destas “mãos e orações” deste tipo de Sacerdote????

  23. Prezado amigo Ferretti;

    Primeiramente gostaria de parabenizá-lo por este espaço realmente Católico, por transmitir tantas notícias, infelizmente, algumas não tão boas para nós que defendemos a Santa Fé Católica!
    Gostaria também de desculpar-me se acaso em meus comentários pareço expressar um certo desprezo a Roma. Bem, tal qual você, e todos os Católicos do mundo, aprendi em casa e no Catecismo que Roma é a sede de Pedro, onde está o Sucessor do Príncipe dos Apóstolos. Porém, confesso que diante de tantas situações que tenho visto nestes meus 36 anos de vida, que me fizeram ficar muito triste e repleto de dúvidas quanto à Roma “Mãe e Mestra da Verdade”, exemplos não faltam, porém, creio que o pior deles é Assis, I, II e III…
    Continuo crendo, apesar de tantas amargas decepções, que Roma é o centro, o Coração da Fé, e peço, insistentemente em minhas orações e mortificações que Roma se converta e que o Santo Padre tenha forças para fazer a tão esperada “Reforma da Reforma”.
    Posso parecer um tanto duro em relação às posições às quais defendo. Apesar de toda a formação na área biológica, tenho uma grande paixão pela Filosofia e claro, pela Teologia, interessando-me muito pelos Santos Profetas, de uma maneira especial por Isaías, Jeremias e Elias, que tanto falam à minha alma.
    Creio firmemente em Nosso Senhor Jesus Cristo, e nestes 08 anos de trabalho como médico, tenho presenciado fortes momentos onde a Fé demonstra a evidente força do Divino Salvador. Vejo milagres em meu trabalho, sendo o maior deles a força daqueles que encontram no Coração de Jesus o amparo e a solução de tantas enfermidades!
    Uma vez mais me desculpo se acaso tenha parecido repleto do “complexo atirromano” (inclusive um dos livros mais interessantes que tenho e li de Von Balthasar), pois, não era esta a minha intenção.
    Não vou mentir-lhe, mas tenho muito medo das negociações da FSSPX com Roma, uma vez que percebe-se claramente que há um certo receio da Obra do imortal D. Marcel Lefébvre, o qual tive a honra de conhecê-lo, ser crismado por ele e tê-lo como exemplo de força, de Fé e de luta por Cristo, tal qual Santo Antanásio há muitos séculos.
    Creio que minha origem semítica me leva à uma desconfiança muito grande e, depois, por viver na divisa de Minas, casado com uma mineira, tornei-me bem mais desconfiado ainda!
    Caro amigo, espero que minhas desconfianças em relação a Roma estejam totalmente infundadas e erradas, realmnete espero em Deus! E, que não seja real a profecia de La Salette: “(…) e Roma perderá a Fé e se tornará a sede do anticristo!”
    Uma vez mais lhe agradeço a atençãoe me recomendo às suas orações, a fim de que possa crescer em meu coração este sentimento filial e de confiança a Roma, e juntos rezemos para que Roma se mostre como na Marcha Pontifíca “Não vencerão as potências do inferno, mas a Justiça e o doce Amor Fraterno! Salve, salve Roma, o teu sol não tem poente, vence refulgente toda treva o erro e o mal!”
    Rezemos Ferretti a fim de que Roma vença o erro e o mal do concílio liberal-maçônico e se mostre em todo esplendor “Católica até o fim dos tempos”!
    Uma vez mais, recomendando-me às suas orações, seu irmão em Cristo, Nosso Senhor,

    Felipe Ioseph Leão Steiner

    • Felipe caríssimo, suas aflições são (ou deveriam ser) as de todo católico sensato… E que graça enorme ter sido crismado por Dom Lefebvre! Sim, redobremos nossas orações pela Igreja. Um grande abraço e rezemos uns pelos outros. Que Nosso Senhor tenha misericórdia de nós. Exsurge Domine!

  24. Ferretti;

    Corrigind: Santo Atanásio, realmente.
    Descupe-me, e abraços.
    Creio que este “mail” não será publicado, uma vez que é uma comunicação pessoal.
    Abração;

    Felipe Leão

  25. Aí, Ferretti;

    meu teclado está muito ruim.
    Obrigado pelas palavras, obrigado mesmo!
    Reze por mim!
    Como diz meu confessor:”Um santo faz o outro e, juntos, fazem a Igreja de Cristo”!
    Abração;

    Felipe Leão

  26. O bispo da minha diocese deixa isso ocorrer nas paróquia e até mesmo dentro da própria catedral, fora as missas no ginásio da sé diocesana em que se consagra as partículas em tacinhas de vidro. Isso está como um câncer na Igreja.