Foto da semana.

Padre Silvério Schneiders, da diocese de Santa Cruz do Sul, celebra missa crioula em Capitão, no interior do Rio Grande do Sul. Foto: IG.

* * *

Aos leitores que desejarem encaminhar sua mensagem às autoridades eclesiásticas:

DOM CANISIO KLAUS – BISPO DIOCESANO DE SANTA CRUZ DO SUL

Fone/Fax: (51) 3713-3733
E-mail: coordenacao@mitrascs.com.br

NUNCIATURA APOSTÓLICA – DOM LORENZO BALDISSERI

Av. das Nações, Quadra 801 Lt. 01/ CEP 70401-900 Brasília – DF
Cx. Postal 0153 Cep 70359-916 Brasília – DF
Fones: (61) 3223 – 0794 ou 3223-0916
Fax: (61) 3224 – 9365
E-mail: nunapost@solar.com.br

CONGREGAZIONE PER IL CULTO DIVINO E LA DISCIPLINA DEI SACRAMENTI
Eminência Reverendíssima Dom Antonio Cardeal Cañizares Llovera, Prefeito desta egrégia Congregação,
Palazzo delle Congregazioni
Piazza Pio XII, 10
00120 CITTÀ DEL VATICANO – Santa Sede – Tel. 06-6988-4316 Fax: 06-6969-3499
e-mail: cultidiv@ccdds.va; vpr-sacramenti@ccdds.va

SECRETARIA DE ESTADO DA SANTA SÉ:

Eminência Reverendíssima Dom Tarcisio Cardeal Bertone
Palazzo Apostolico Vaticano
00120 Città Del Vaticano – ROMA
Tel. 06.6988-3438 Fax: 06.6988-5088
1ª Seção Tel. 06.6988-3014
2ª Seção Tel. 06.6988-5364
e-mail: vati026@relstat-segstat.va; vati023@genaff-segstat.va ; vati032@relstat-segstat.va

CONGREGAÇÃO PARA A DOUTRINA DA FÉ

Eminência Reverendíssima Dom William J. Levada
Palazzo del Sant’Uffizio, 00120 Città del Vaticano
E-mail: cdf@cfaith.va – Tel. 06.6988-3438 Fax: 06.6988-5088

CONGREGAÇÃO PARA O CLERO

Eminência Reverendíssima Dom Mauro Cardeal Piacenza:
Piazza Pio XII, 3 00193 – Città del Vaticano – ROMA
Tel: (003906) 69884151, fax: (003906) 69884845
Email: clero@cclergy.va (Secretário)

SUPREMO TRIBUNAL DA ASSINATURA APOSTÓLICA

Eminência Reverendíssima Dom Raymond Cardeal Leo Burke.
Piazza della Cancelleria, 1 – 00186 ROMA
Tel. 06.6988-7520 Fax: 06.6988-7553

Tags:

57 Comentários to “Foto da semana.”

  1. Estou indignado com tamanho sacrilégio a Cristo Eucaristico!!!
    Mandei um e-mail ao Bispo dessa diocese, em nome de mim e de muitissimos jovens e vocacioandos que não suportam ver tamanha desonra a Jesus!

  2. Eu sou aqui do Sul. QUE VERGONHA! Enviei as mensagens.

    Fique com Deus.

    Em Cristo,
    Flavio.

  3. Como não derramar lágrimas?
    Sempre a perda do sentido de Sacrifício. Uma grave deficiência na formação sacerdotal que leva à degeneração da formação laical, com se percebe pelos leigos segurando o churrasco e o chimarrão. No lugar da Tradição da Igreja, as tradições da cultura profana descontextualizadas. No mesmo “site” onde está a foto a Missa tridentina e a melquita são niveladas com as “missas” afro, crioula e sertaneja, como se as primeiras também fossem “exóticas”.
    Rezemos pela conversão dos clérigos e pelo esclarecimento dos leigos. Não obstante a gravidade da situação, quero crer na capacidade desses sacerdotes de repensar o que fazem, quem sabe auxiliados pelos seus bispos e estes pelo sucessor de São Pedro.
    Que Deus abençoe a todos os que, de modo respeitoso e misericordioso, não obstante a indignação, contribuírem com a sincera expressão de repúdio a tais práticas abusivas perante as autoridades competentes, solicitando-lhes as medidas disciplinares e pastorais cabíveis.

  4. Quando a gente pensa que os progressistas inimigos da Igreja já fizeram de tudo, eles conseguem se superar. Enquanto não se tomarem medidas eclesiásticas mais rígidas – como um syllabus, por exemplo -, a hermenêutica da continuidade só ficará com alguns que tomam a reforma como um super-dogma libertador da concepção tridentina da Igreja.

  5. Há bem da verdade,os absurdos estão por toda parte,como nós aqui do Fratres sabemos bem.Na matéria do ig mostra outros descalabros,como a missa sertaneja do Pe.Periquito.

    E no fim da matéria tem um self service de missas,ao gosto do freguês,entre elas a missa em latim.

    Os inimigos da Igreja devem ficar com sorriso de orelha a orelha com esta bagunça toda.

    Fiquem com Deus.

    Em Cristo,

    Flavio.

  6. http://delas.ig.com.br/comportamento/as-missas-exoticas-que-conquistam-cada-dia-mais-fieis/n1597586882460.html
    vejam a aberração da reportagem: As missas ‘exóticas’ que conquistam cada dia mais fiéis. Ela coloca em pé de igualdade a Santa Missa tridentina com essas aberrações.

  7. No mesmo “site” onde está a foto a Missa tridentina e a melquita são niveladas com as “missas” afro, crioula e sertaneja, como se as primeiras também fossem “exóticas”.

    vejam a aberração da reportagem: As missas ‘exóticas’ que conquistam cada dia mais fiéis. Ela coloca em pé de igualdade a Santa Missa tridentina com essas aberrações.

    É verdade,padre Madre e padre Bruno. É duro de ver a missa de sempre sendo tratada deste jeito.

    Fiquem com Deus.

    Flavio.

  8. Pe. Marcelo.

    Isso se faz há anos. Os Bispos? é claro que sabem e, quando não aprovam, se omitem, dando um consentimento implicito.
    Agora: como exigir uma Missa corretamente celebrada se o Neocatecumenato teve aprovação pelo Papa? como posso falar a uma amiga protestante sobre se converter e valorizar a Missa se ela vê essas coisas?
    A situação dos fieis no Brasil (e no mundo) é muito triste.

  9. As barbaridades se repetem e nenhuma providência efetiva é tomada.

  10. Terrível!!!
    “Como não derramar lágrimas?”[2]

  11. “EIS QUE O FUMO DE SATANÁS ADENTROU A IGREJA” E o que Lutero queria conseguiram seus seguidores, a destruição da Santa Missa enquanto Sacrifício.
    Igualar Cristo na Eucaristia a um pedaço de carne qualquer e a uma bebida qualquer é apostasia, heresia, abominação.

    “Pois a minha carne é verdadeira comida e o meu sangue verdadeira bebida”

    É como se Cristo fosse um pedaço de carne que pode ser jogado aos cães, meu Deus até quando?

    Domine, miserere nobis.

  12. Interessante! E há quem não acredite que a fumaça de Satanás verdadeiramente se instalou em nossa Santa Igreja.
    Para nós, pobres e pecadores leigos, já não será fácil passar pelo crivo do juízo final, porém para os que se comprometeram a exercer o Sacerdócio, ai ai ai…A chapa do capeta estará bem quente para fritá-los ao ponto.

  13. Flávio, compartilho a vergonha contigo, ao ver símbolos do nosso estado serem usados para profanar a Santa Missa. É um desrespeito duplo, apesar da Missa merecer respeito e reverência muitíssimo maiores.

    Imagino – com muito pesar – o resto da celebração. Será que serviram um pedaço de picanha junto com o Corpo de Nosso Senhor?

  14. Reverendo Pe. Bruno

    Eu gostei da matéria sobre as missas exóticas. Posso até estar enganado, mas a meu ver, ficou como um contraposto: de um lado, os fieis que buscam a Tradição, a Missa de sempre. De outro, as “missas” exóticas, sejam elas afro, sertanejas, ou crioulas, como o subtítulo enumera.

    Além disso, deixa claro que foi o Concílio Vaticano II que abriu as portas para essas aberrações. E que é em função disso que se busca a volta da Liturgia Tradicional.

    E para completar, ainda fez uma divulgação da Missa Tridentina em São Paulo, que se Deus quiser, pode receber mais pessoas descontentes com a modernidade e que nem sabiam da existencia dessa Missa.

    Ou então, é apenas um surto de otimismo exagerado que me pegou…

  15. ainda nao consigo acreditar nessa cena!!!!DEus levanta te e manifesta teu poder, perdão Senhor, perdão! porfavor vamos rezar rezar e rezar!

  16. Não é uma Missa.
    Não pode ser uma Missa !
    É um ritual de alguma seita “exótica” em que o celebrante usa alguns elementos parecidos
    com os usados por sacerdotes da Igreja Católica.

  17. “Quem sabe auxiliados pelos seus bispos e estes pelo sucessor de São Pedro”.

    Com certeza, padre, auxiliados pelos seus Bispos…
    Pena que hoje, uma maioria esmagadora de cães mudos e covardes, não tem a coragem de fazer o que fez, por exemplo, D. Antônio Rossi Keler, que proibiu, peremptoriamente, esse ato nojento e asqueroso, da forma que acontecia, a tal “missa crioula”, em sua Diocese.
    Muitos Bispos estão como que sedados pela pestilenta, imunda e falsa “inculturação” advinda da também asquerosa e diabólica “teologia” da “libertação”… da MALDIÇÃO…
    Algum Bispo do sul se juntou a D. Antônio? Não… É melhor agradar a Deus e ao diabo ao mesmo tempo, é mais cômodo…
    Rezemos pelo Papa e pelos pouquíiiiiiiissimos Bispos fiéis a ele, que não temem serem fiéis ao verdadeiro Concílio Vaticano II e não aos mais de trocentos espíritos infernais do concílio que invadiram a Igreja nas últimas décadas, e desvirtuaram-no totalmente.

  18. De novo, n é do mesmo do ano passado?

  19. Piedade dos teus Sacerdotes Senhor, piedade do teu povo da tua Igreja, misericórdia. Eis que nos destes o mais Santo e Sagrado e nós transformamos no mais ridículo e profano, Pelo teu Corpo e teu Sangue tenha compaixão de nós, pois não merecemos nada do que nos destes!
    Comparar a Carne do filho de Deus com a carne de um animal? Olha só ao ponto que Tu chegaste Igreja do Senhor, olha só onde colocastes o teu Rei, tu fazes o mesmo que fez Herodes, que fez Pilatos!
    Olhando para essa imagem Senhor nunca mais em minha vida quero participar da Tua Santa Missa destra-ido, sem atenção, sem respeito, mas quero entrega-me todo, dai-me tua graça Senhor só ela me basta e nada mais. Eterno Pai, eu Vos ofereço o Corpo e Sangue, Alma e Divindade de Vosso diletíssimo Filho, Nosso Senhor Jesus Cristo, em expiação DOS NOSSOS PECADOS e do mundo inteiro.

  20. Eu não derramo lágrimas coisa nenhuma, derramo desaforos: Se esses padrecos cretinos fazem isso é porque seus “ordinários” são mais cretinos e mais ordinários do que eles. Essa cambada não é modernista é bem pior… São oportunistas, corruptos, enganadores e traidores até do concílio que os pariu. isso não é a igreja, não é missa. Isso é uma seita safada, que usa os templos católicos e o nome da Igreja para se promover. Mesmo com toda essa safadeza reinante pelo mundo, Bento XVI aprova a seita “neocatecumenal” piorando ainda mais a situação. O Papa dá uma “martelada no cravo e outra na ferradura” e ultimamente ele tem errado tanto o cravo, que corre o risco de acertar o próprio dedo. Miséria!…

  21. Israel TL, eu já não gostei da reportagem, porque com ela percebi o que está de fato acontecendo na Igreja e é o que até a FSSPX teme, que a tradição, o rito romano tradicional, sejam apenas mais um “carisma” da pluralidade atual católica. Cada um fica aonde se sentir melhor, Tradicional, RCC-Protestantismo Neopentecostal, TL, Caminho – Protestantismo Histórico, etc.

  22. Francisco de Assis Lima, concordo em 100% com vc!
    do concílio que os pariu. Nossa frase de 2012!

  23. “Porventura não tendes casa onde comer e beber?”

    “Se alguém tem fome, coma em casa. Assim vossas reuniões não vos atrairão a condenação.”

    I Cor 11

  24. MANDEI OS E-MAILS. TOMAR QUE HAJA ATITUDES DE ROMA.

  25. Alessandro Martini
    Esses bispos temem perder a ‘vida mansa” que levam. A maioria deles é preguiçosa, parasita, vivem no conforto de seus apartamentos nas áreas “nobres” das cidades, andam em carros de luxo, são arrogantes e desprezíveis. Lembra-se da resposta que aquela “raposa mitrada” de Uberaba deu aos leitores deste blog, no final do ano passado sobre a Missa Católica? Eles agem assim… Com desprezo. São a prole de Helder Câmara. O “pau torto” morreu mas a cinza torta continua servindo de guia para os párias atuais. Eles não se dão ao respeito. Então eu não os respeito como bispos e nem os considero. Não é porque o “lobo” está travestido de “ovelha” que eu vou achar que este é inofensível.

  26. Thiago

    Você está certo.

  27. Se algum sacerdote é pego celebrando a Santa Missa Tridentina pelo seu bispo, ele sofre uma advertência tamanha, sem fundamento.
    Mas se algum sacerdote como esse é pego, escutamos: “ é a cultura do povo, precisamos nos aproximar desses homens e mulheres na vivência cultural“. Sou gaúcho, e como Católico Apostólico Romano da verdadeira Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo, suplico o perdão por esse “crime“ litúrgico cometido, que nos afasta do real sentido da celebração do Santo Sacrifício.
    Não fiquemos quietos com essas heresias cometidas por esses homens, que estão cada dia mais distantes de se tornarem “In Persona Christi“.

  28. Só Jesus pra colocar as coisas nos eixos dentro da Igreja Católica. É muito triste ver uma foto dessa.

  29. Mais um absurdo.
    Mas fiquei com uma dúvida:

    Será que o Bispo sabe do ocorrido ?
    (é claro que deveria orientar os padres).

    Pouco tempo atrás, aqui mesmo, foi colocada uma matéria
    sobre uma dessas profanações (acho que Foz de Iguaçu) e o Bispo
    agiu. Ele tinha ido para aquela diocese há pouco tempo.

    É claro, que deveriam promover e ensinar a liturgia corretamente, mas
    não sei se também são obedecidos.
    Já vi isto ocorrer: o Bispo pediu que se fizesse algo, ortodoxo,
    e alguns padres ignorarem.

  30. Um sacrilégio para com Nosso Senhor Jesus Cristo eucarístico. Trata-se de uma abominação. A Igreja está se perdendo em seu modernismo exacerbado. É necessário nos atentarmos para as orientações dos documentos da Igreja, e também devemos nos espelhar na liturgia papal, sempre muito conservadora e adequada. Vou providenciar uma queixa ao Bispo diocesanó, bem como à Cúria Romana, não podemos permanecer inertes. Deus queira que o Bispo diocesano não seja um “Grande Liturgo” como o fajuto de Uberaba, mas que realmente seja um Bispo comprometido com a causa da Igreja, do povo e da sagrada liturgia. Estou estupefato! Uma vergonha! Um grande pecado! Rezemos por este pobre sacerdote.

  31. Christiano apareceu. Cadê o Osires???

  32. Corrigindo: “…não vou achar que este é inofensivo.”

  33. Como Deus Pai pode enviar graças por meio de uma “missa” profana dessas! Só atrai sua ira!
    E não adianta falar das boas intenções do padre celebrante porque o culto é indigno em si.

    Para aqueles que tem a graça de assistir a Missa Tridentina:
    – rezem pelos menos uma Ave Maria nela em reparação a essa blafesmia contra o Senhor que nesses tipos de “missa” é verdadeiramente humilhado.

  34. Salve Maria,

    Digam se não é de doer o coração?
    Digam se não é de causar comoção?
    Digam se não é de gerar uma profunda dor, revolta, raiva… ?

    Que triste, que miséria, que desgraça.

    Isso é uma Padre? Foi para isso que ele passou 9 anos num seminário?

    Quanta tristeza, quanto sacrilégio.

    E os Padres que amam a liturgia bem celebrada, que seguem estritamente as Rubricas Romanas, que ousam celebrar o Rito Tridentino,
    Que ousam utilizar as mesas de comunhões, que ousam ensinar que o Corpo e o Sangue, a Alma e a Divindade de Nosso Senhor Jesus Cristo, só pode ser dada a uma alma verdadeiramente Católica e em estado de Graça, onde estão?

    O que acontecem com eles?

    Onde estão os poucos Sacerdotes que seguem estritamente as normas da Sacrossantum Concilium, da Rendemptionis Sacramentum, que leram ou ouviram falar do Motu Próprio Summorum Pontificum e que ao menos tiveram a boa intenção de ao menos estudá-lo?

    Pq se permite celebrar algo desse naipe acima, se permite celebrar uma missa carismática, cheia de canções e manifestações pentecostais (protestantes), se permite celebrar uma Missa sertaneja, crioula, afro e outras missas profanas… pq se permite fazer o que não é permitido o que é profano, mas não se permite fazer o que é permitido?

    Porquê meu Deus?

    Pq se um Padre ousar rezar a Missa Tridentina em sua Paróquia ele é punido, mas fazer uma babaquice liturgica qualquer ele é louvado?

    Pq se permitem músicos fazerem algazarras com suas gutitaras, violões e baterias antes da Missa, mas não se impõem o silêncio para que as almas rezem e contemplem o Santo e Supremo Sacrificio que irão tomar parte?

    Tudo isso será que é punição por nossos pecados?

    “Senhor, meu Deus, peço-vos que os bons e santos Sacerdotes que temos se tornem mais santos ainda e que compreendendo o mal que se instalou em Vossa Igreja, se entreguem com vítimas em Vossas mãos e que com suas ações ensinem as almas a eles confiadas o verdadeiro caminho da Santidade e da Santa Liturgia que nos conduz a Pátria Celeste. Que Vossos bons sacerdotes, consigam enchergar o que muitos leigos já enchergaram e que outros tantos outros bons Padres com horror e tristeza também já viram.

    Senhor Meu Deus, que todos os maus Padres, que utilizam para se autopromoverem o Sacerdócio que Vós os destes se arrependam. Que os sacerdotes que fazem de Vosso Altar um palco, que profanam Vosso Sacríficio, que relativizam Vossa Santa Doutrina, caiam prostrados ao chão em lágrimas de arrependimento e assim voltem a Vós.

    E que todos nós, que mesmo vacilantes como Pedro, mesmo pecadores como Madalena, mesmo desvalidos como o cego de Jericó, possamos arrependidos, amá-Lo. E que com nossas orações e sacríficios possamos também reparar tantos sacrilégios e profanações.”

    Lúcio Clayton
    “Santíssima Trindade, Pai, Filho, Espírito Santo, adoro-Vos profundamente e ofereço-Vos o Preciosíssimo Corpo, Sangue, Alma e Divindade de Jesus Cristo, presente em todos os sacrários da Terra, em reparação dos ultrajes, sacrilégios e indiferenças com que Ele mesmo é ofendido. E pelos méritos infinitos do Seu Sacratíssimo Coração e do Coração Imaculado de Maria, peço-Vos a conversão dos pobres pecadores.”

  35. Lamentável, triste e vergonhoso.

    Sem palavras.

  36. É necessário providencias drástica.

    Encaminhem os e-mails para as autoridades eclesiásticas… Eu já encaminhei o meu

    REDEMPTIONIS SACRAMENTUM

    [77.] A celebração da santa Missa, de nenhum modo, pode ser inserida como parte integrante de uma ceia comum, nem se unir com qualquer tipo de banquete. Não se celebre a Missa, a não ser por grave necessidade, sobre uma mesa de refeição[159], ou num refeitório, ou num lugar que será utilizado para uma festa, nem em qualquer sala onde hajam alimentos, nem os participantes na Missa se sentem à mesa, durante a celebração. Se, por uma grave necessidade, deva-se celebrar a Missa no mesmo lugar onde depois será a refeição, deve-se mediar um espaço suficiente de tempo entre a conclusão da Missa e o início da refeição, sem que se exibam aos fiéis, durante a celebração da Missa, alimentos ordinários.

  37. O peão da churrasqueira e a guria do mate, na minha opinião, são inocentes. O padre, com uma cara de burro velho, chego a pensar que também não sabe o que faz, e duvido que tenha tocado numa encíclica papal nos últimos vinte anos! Portanto rogo: Pai, perdoai-lhes, eles não sabem o que fazem!

    Já o BISPO…

    Seria mais eficaz contactar o Patrão do CTG – Por um Movimento Tradicionalista Gaúcho laico, pelo amor de Deus!

  38. Marcelo, você disse que Dom Keller proibiu a missa crioula em sua diocese. Admiro muito esse grande bispo, mas até onde sei ele não as proibiu, simplesmente emitiu um documento colocando alguns limites e dando algumas orientações para que esse tipo de missa fosse realizada. Veja:

    http://www.diocesefw.com.br/novo/bispo/notas_pastorais.php?cod_npa=6

    Você tem alguma fonte que mostre o contrário? Se tiver, me informe. Obrigada!

  39. Seria interessante que tantos leigos preocupados com o bem da Igreja tivessem entrado no seminário! Teríamos padres melhores, donde sairiam bispos melhores, dos quais talvez tivéssemos um Papa melhor. É um mistério a escolha livre que Nosso Senhor fez no passado de traidores, como Judas Iscariotes e São Pedro. Parece-me que ele continua a fazer o mesmo através de pastores limitados e maus, como eu mesmo e bispos evidentemente pecadores como eu. Talvez seja para santificar ainda mais os santos pela humilhação, como se dissesse: eu decidi valorizar este pecador pela minha Divina Providência e não a ti. Quanta humildade deve ter Nossa Senhora, consciente de que o sacerdócio não é mérito humano, ela que não consigo imaginar dizendo desaforos a ninguém, embora sempre franca com todos. Mas talvez alguém consiga fazer o que não consigo e esteja imaginando desaforos na boca da Virgem silenciosa.
    A mim parece-me claro que basta a denúncia por escrito e com identificação clara do denunciante ao respectivo bispo e a outras autoridades competentes. A motivação deve ser o bem da Igreja e a correção medicinal dos culpados, como todos desejamos quando fazemos algo grave, embora creia que só eu tenha pecado com tanta gravidade. Para agir no foro externo são exigidos os instrumentos adequados, que o artigo indica mui adequadamente ao final, como de praxe em artigos similares.
    Não quero escandalizar ninguém, mas penso que esses sacerdotes, com a formação que recebi, seriam grandes santos, muito zelosos pela celebração dos sacramentos. Eu, ao contrário, com a formação deles, faria coisas muito piores, tão pecador e miseravelmente fraco sei que sou sem a graça de Deus antecedendo e acompanhando meus atos. Não que não tenham aprendido coisas boas na formação, mas fizeram uso da hermenêutica da descontinuidade de um jeito que talvez os formadores não previram.
    Agradeço a todos que puderem dar-me o que me cabe, que é a humilhação, última tentativa de Deus para salvar-me da danação eterna.
    Que Nosso Senhor abençoe a todos e, é claro, a todas!
    Por fim o Coração Imaculado da Virgem de Fátima triunfará. Estou certo disso.

  40. Relatório das mensagens enviadas: 1) Como sempre,recebi a confirmação que na CDF leram meu email.Já da nunciatura,recebi a confirmação de que não leram.Geralmente acontece sempre assim.
    E dos outros endereços não recebi nada,como sempre.

    Fiquem com Deus.

    Flavio.

  41. Na minha Diocese, no último domingo na posse do novo pároco da minha paróquia, o Rvmo. bispo diocesano, Dom Zeno Hastenteufel, também teve seus momentos dignos de uma reportagem:
    1. Ele entregou ao novo pároco no rito de posse: a chave do sacrário e o … microfone.
    Sim, em nossa diocese o rito de posse não prevê a entrega das chaves da Igreja, nem a apresentação do confessionário ao pároco. Apenas as chaves do sacrário e o microfone. Coisas do bispo antecessor de dom Antônio Keller em Frederico Westfallen…
    2. Mas isso não foi o pior. No momento da comunhão, os coroinhas da paróqui colocaram-se de joelhor para receber a comunhão das mãos do sr. Bispo. Ele deu a comunhão, visivelmente consternado com o fato. Após a Missa, ele procurou a responsável pelos coroinhas da paróquia e instrui que isso não voltasse a se repetir. Onde já se viu distribuir comunhão na boca e de joelhos… O Concílio Vaticano II aboliu esta prática. Hoje ela é proibida na Igreja. Estas foram suas palavras. Esta diocese que já teve como bispo uma figura como Dom Boaventura Kloppenburg hoje está entregue nas mãos de um herege. É lamentável.

  42. Kleber Santos

    Também sou da Diocese de Novo Hamburgo e o nosso Excelentíssimo Bispo faz a entrega do microfone em todas as posses sacerdotais. Por sinal, o microfone faz parte do brasão de Dom Zeno:

    Aliás, aproveito para informa-lo de que esse ano a Missa Tridentina começará a ser celebrada em Novo Hamburgo. O sacerdote já está aprendendo o rito, e já há igreja, paramentos, e acólitos disponíveis. Se lhe interessar, mantemos contato.

    No coração de Cristo,

    Israel

  43. Parabens ao padre Silvério por esta belissima missa, nós gauchos honramos a Deus com nossas mais caras tradições, nossas vestes são decentes e recatadas, nossa cultura valoriza os valores Cristãos, ao contrário de certas regiões que se dizem a locomotiva do país onde até mulheres com vestes escandalosas se dirigem a mesa da comunhão parecendo um desfile de modas, mas ai pode, elas geralmente são de alta sociedade e lembram a estes pseudos conservadores o tempo onde a alta hierarquia da igreja convivia e muito bem com a nobreza e as oligarquias em seus salões, e onde o povo servia como capacho para sustentar a opulencia destas classes, enquanto ele vivia grande parte submetido a escravidão. e aqui em nossa região felizmente temos bastante padres que vãp continuar a rezar missas com ritos da cultura gauchesca pois cada povo honra a DEUS com os costumes de sua cultura, Deus é universal, Deus não pertence a uma cultura ou civilização exclusiva, não é o Latim também uma forma de cultura, por sinal Jesús provavelmente nem sabia falar em latim, sua lingua materna era o aramaico, e seu dia santificado era o sabado, e o resto foi invenções dos homens. Portanto parem de menosprezar a cultura gaucha, se não gostam de nossa cultura peguem suas trouxas e se mandem a lá fresca.

  44. É infelizmente a Igreja ainda é flagelada por esse tipo de absurdo, tomara q o bispo dessa diocese não seja conivente com esse tipo de abuso que é um verdadeiro ultraje á todo o sacrifício e áurea Cristológica que compõem a Santa Missa…por outro lado agradeçamos pelo Santo Padre que reina glorioso na Cátedra de Pedro e nos da riquíssima instrução e exemplo do verdadeiro mistério que envolve o amor á Cristo… e só nos resta cada vez mais tentar afastar esse perigo das nossas Igrejas, combatendo essas atitudes e rezar pela verdadeira conversão! Abraço…

  45. Caro Genivaldo Serra, PAZ

    Não se trata de cultura se trata de obediência, honra e respeito, se o Sr não conhece as Doutrinas da Santa Igreja, leia este artigo 77 do REDEMPTIONIS SACRAMENTUM

    [77.] A celebração da santa Missa, de nenhum modo, pode ser inserida como parte integrante de uma ceia comum, nem se unir com qualquer tipo de banquete. Não se celebre a Missa, a não ser por grave necessidade, sobre uma mesa de refeição [159], ou num refeitório, ou num lugar que será utilizado para uma festa, nem em qualquer sala onde hajam alimentos, nem os participantes na Missa se sentem à mesa, durante a celebração. Se, por uma grave necessidade, deva-se celebrar a Missa no mesmo lugar onde depois será a refeição, deve-se mediar um espaço suficiente de tempo entre a conclusão da Missa e o início da refeição, sem que se exibam aos fiéis, durante a celebração da Missa, alimentos ordinários.

    O Rev. Padre que o fez deveria saber disso não?

    No calvário com a virgem Mãe de Deus aos pés da Cruz não tinha churrasquinho e chimarrão tinha?

    Em desagravo ao SSMO Sacramento

    “Santíssima Trindade, Pai, Filho, Espírito Santo, adoro-Vos profundamente e ofereço-Vos o Preciosíssimo Corpo, Sangue, Alma e Divindade de Jesus Cristo, presente em todos os sacrários da Terra, em reparação dos ultrajes, sacrilégios e indiferenças com que Ele mesmo é ofendido. E pelos méritos infinitos do Seu Sacratíssimo Coração e do Coração Imaculado de Maria, peço-Vos a conversão dos pobres pecadores.” (Sto Anjo de Portugal aos pastorinhos).

    Repense um pouco sobre isso o Sr esta certo enquanto a falta de modéstia de muitas moças e senhoras na missa, mas o ocorrido é falta grave como consta no Documento acima mencionado, OK.

    Abraço.

  46. O Genivaldo aí em cima recordou-nos um assunto de estupenda relevância, matéria para uma dissertação litúrgico-teológica de Monsenhor Gherardini ou dom Schneider: o mui decente traje das prendas (isto é, das fiéis) no “rito” crioulo-gauchesco. Sob o espírito neoconservador salva-vidas do Concílio podemos afirmar que é a única coisa “católica” desse negócio. O resto consiste num fandango com uma Consagração no meio.

    Sua avó ia à Missa trajada de prenda, Genivaldo? Que ótimo, que bonito! Mas E O VÉU que ela usava sobre a cabeça, por quê não continuou nessa sua “tradição”?

    Se o defensor da missa crioula se vale do traje das fiéis pra defendê-la e não do rito em si, admite o [b]antropocentrismo[/b] do rito. Na mesma perspectiva enquadram-se os carismáticos, que de modo tão histriônico reprovam a ida de seus membros a festas e bailes do mundo, e promovem eles mesmos as cristotécas carismáticas, os bailes carismáticos. Se for pecar, peque em nome de Cristo, aconselhou-lhes Lutero.

    E um problema um pouco mais urgente que este: seus heróicos antepassados, os campeiros, iam A QUE MISSA? À “missa crioula” com gaita e violão ou à [b]Missa Romana[/b] com órgão e latim? A “missa crioula” é uma tradição inventada.

    Você afirma que o clero do passado se beneficiava de amizade com nobrezas e oligarquias. Se as mesmas nobrezas e oligarquias prezavam pela justiça e pela defesa da Fé não há tanto problema. Mas e os clero atual, em amizade de rancho e fogão com a esquerda que governa o país, o PT? Não é a mesma coisa? Acusação hipócrita. Mudou a nobreza (para a torpeza), mas a amizade e os benefícios continuam.

    Afirma você que Jesus falava aramaico e guardava o sábado, e que o resto foi inventado pelo homem? E a “missa crioula” foi inventada por quem? Acaso o padre Potrilho a recebeu dos anjos do céu?

    Ninguém aqui está depreciando a cultura gaúcha. Estamos depreciando uma profanação eucarística, um sacrilégio que requer punição. O Preciosíssimo Corpo de Nosso Senhor exposto junto a um espetão de churrasco. Cristo ali não é mais o Redentor da humanidade, virou arroz de domingueira!

    Sou paulista e sou contrário às eventuais “missas caipiras” com quentão, pipoca e buscapés que ocorrem por aqui. Esses “ritos circenses” surgidos após o Vaticano Segundo não se coadunam com a Tradição católica e apostólica de dois mil anos. Os festejos populares das culturas gauchesca, caipira, nordestina e o escambau vieram DO catolicismo, e não o contrário. A Missa não pode derivar da quermesse, é a quermesse que vem após a Missa, sempre celebrada com extrema reverência e contrição.

  47. Dizem que certas culturas honram a Deus. Vá bem. Partamos deste pressuposto e serei obrigado a concordar quando alguém me disser que os nudistas e ‘pelados de plantão’ honram a Deus muito mais que os que se vestem. Afinal, Deus criou o homem nu, todo o mais é ‘invenção humana’. Tchê!

  48. Mas que GRANDE NOTÍCIA!!!!
    A Santa Missa rezada na Diocese de Novo Hamburgo.
    Mas, por favor, não comente isso muito. Se o nosso bispo descobrir ele proíbe a Missa e excomunga o sacerdote.
    Na atual crise que vive nossa diocese (como diz Dom Antônio Keller, fazemos parte do deserto que é a Igreja no RS), já me dou por satisfeito em assistir a Santa Missa quando é rezada com zelo e respeito. Cito o exemplo do pároco da Paróquia N.S. da Piedade, Mons. Inácio Schuster. Acredito que um dos poucos padres da Diocese a celebrar corretamente a Santa Missa, no Rito Novo. Aliás, acredito que seja o único que, no momento da consagração, substituiu o “por todos” pelo “por muitos”, mesmo sem o pronunciamento oficial da CNBB.
    Oremos, então para que a Santa Missa do Rito de S. Pio V passe a se realizar na nossa diocese.

  49. Caro Kleber

    Eu pertenço a Paróquia Nossa Senhora da Piedade e concordo em tudo que falaste sobre o Mons. Inácio Schuster. Por sinal, se algum dia precisares de alguma orientação ou conselho recomendo muito falar com ele.

    Quanto a celebração da Missa Tridentina, não vou só comentar, mas divulgar pelos quatro cantos da nossa Diocese. Se nosso Excelentíssimo Bispo nos impedir, colocaremos a causa nas mãos de Nossa Santíssima Mãe. Aliás, se a Missa realmente chegar a ser celebrada, já será por uma imensa graça dela.

  50. Aliém do mais, a Missa Tradicional não é nenhuma missa clandestina. Segundo o Summorum Pontificum, o Bispo não pode mais probi-la, mas assim mesmo, ele tem o direito de saber tudo que ocorre em sua diocese, e nós temos o dever de informá-lo. Por isso, creio que teremos de falar com ele mesmo assim. É mais prudente.

  51. Infelizmente a culpa dessas aberrações esta na mal formação que os seminaristas recebem nos seminários diocesanos que são quase todos o todos progressistas, deixem eles estudar as piores filosofias e teologias, que não recebam doctrina católica senão mistas cheias de exoterismos (como os livros que a gente ver nas edições Paulinas, Paulos, Loyolas, ecc…, que recebem exemplos de sacerdotes que não usam batinas, que estão de social ou leigos o tempo todo, que não confessam, que deixa o povo iniciar uma missa batendo palmas e assim terminam, com puro sentimentalismo empalagoso. Infelizmente a culpa não e deles, são dos que estavam antes, dos que não conhece e não sentem com a Igreja que `e Santa Catolica Apostólica e Romana. Rezemos rezar pelo o aumento de santas e concretas vocações sacerdotais.

  52. Israel,
    concordo contigo quando dizes que a Santa Missa não é clandestina. Mas depois do que ouvi no último fim de semana, quando ele disse que a comunhão na boca e de joelhos estava proibida na Igreja, eu não duvido nada…
    Quanto ao fato de comunicar ao Bispo, é claro que ele deve estar ciente de tudo o que acontece. Eu apenas fiz uma brincadeira ao dizer que ele não deveria ficar sabendo…

  53. Inocentar um padre pelo seu erro é cometer outro erro. Qualquer pessoa que queria mudar consegue, ainda mais um padre.

  54. Eu entendi o que quis dizer, Kleber, pois também já pensei muito sobre isso. Quis deixar bem claro a situação lembrando que o Fratres é muito frequentado.

    Até hoje ele nunca me negou a comunhão quando me ajoelhei diante dele, nas missas que ele celebra. Mas sempre pode ter uma primeira vez.