Reunião na Congregação para a Doutrina da Fé analisa situação da FSSPX.

Fratres in Unum.com | A agência austríaca Kath.net informa que a Congregação para a Doutrina da Fé (CDF) iniciou ontem, terça-feira, a sua assembléia no Vaticano. A plenária será dirigida pelo Prefeito da Congregação, Cardeal William Levada. Pertencem também à Congregação para a Doutrina da Fé os Cardeais Kurt Koch e Walter Kasper, como peritos para o ecumenismo, bem como o Arcebispo de Viena Christoph Schönborn. Igualmente, o bispo de Regensbugo, Gerhard Ludwig Müller, de 64 anos, é membro da congregação e está cotado como um dos três favoritos para suceder Levada, na nomeação prevista para abril.

Um dos temas da assembléia seria, segundo Kath.net, o exame da questão envolvendo a Fraternidade São Pio X. O dicastério analisaria a resposta de Dom Bernard Fellay, superior geral da Fraternidade, relativa às condições formuladas pela Congregação de Levada para uma reconciliação.

Novas negociações ou uma ruptura definitiva?

Continua Kath.net: “A questão crucial é saber se as melhorias [no Preâmbulo Doutrinal] exigidas pelos lefebvristas serão consideradas alterações na causa ou meramente reformulações. No primeiro caso, a resposta romana provavelmente significaria a ruptura definitiva. No entanto, caso a maioria dos peritos da CDF esteja disposta a considerá-las como reajustes permitidos, isso soaria como uma nova rodada de negociações. O caminho do meio seria congelar a situação atual primeiro. A CDF identificaria uma discordância ainda existente em pontos essenciais, e isso explicaria porque a priori uma maior integração da Fraternidade na Igreja seria impossível. Assim ambos os lados  manteriam as aparências”.

23 Comentários to “Reunião na Congregação para a Doutrina da Fé analisa situação da FSSPX.”

  1. “[…] os Cardeais Kurt Koch e Walter Kasper, como peritos para o ecumenismo, bem como o Arcebispo de Viena Christoph Schönborn.”

    Case closed.

  2. Schonborn e Kasper ???? Isso só pode ser piada ….Jesus o que fizeram de tua Igreja ? Lobos tomaram de assalto Roma e a Santa Sé.Se algo sair favorável a FSSPX será um milagre dos grandes.

  3. Dom Walmor também esta em Roma, para essa plenária!
    My God!

  4. Se aprovaram o catecismo do Kiko, não deveriam encontrar problemas no uso do Tridentino e no de São Pio X. Ainda mais quando não existe ruptura, mas continuidade…

  5. Providencial. Quem sabe um dia, depois de Bento XVI…

  6. A seguir: cenas do próximo capítulo.

  7. Eu ainda acredito que a FSSPX possa voltar à comunhão ainda neste pontificado, Bento XVI não deixará que essas conversações terminem em nada. Oremos, porque a maioria dos clérigos que estarão nessa sessão defendem o Vaticano II com unhas e dentes.

  8. Nossa! Isso não se parece com aquela anedota do lobo e o cordeiro debatendo o que vão comer no almoço? A diferença é que aqui tem mais lobo :)
    Cuidado Dom Fellay!

  9. Bem…
    Com toda essa gente… Hummm, boa coisa não há de ser…
    Se sair alguma “proposta” aparentemente “interessante” para a FSSPX poder-se-á ter certeza de que toda essa “boa vontade” não passa de mais uma armadilha…
    Uma trampa, ou melhor ainda, uma teia, na qual, após se cair, jamais se despregará…
    Como disse acima, com toda essa gente, nada de bom sairá!
    Se sair, boa coisa não é…
    Afinal, ninguém manda a raposa tomar conta do galinheiro…
    Acorda, Alice! Você não está no concílio das maravilhas!!!

  10. Nada de novo debaixo do sol…

  11. Não tenho a mais leve brisa de esperança que estas discussões entre a FSSPX e o Vaticano mudem para melhor o rumo das coisas. Só não digo que todo o esforço da Fraternidade é inútil porque isoladamente podem haver vitórias, um ou outro cardeal pode se convencer e creio que os relatórios das discussões ficam arquivados para gerações futuras. Fora isso… “Tudo como dantes no quartel d’Abrantes”.

  12. Ao término desse chá de senhoras fofoqueiras lá no avTicano, será que vão distribuir aos participantes balõezinhos coloridos? O Schonborn adora…

  13. Errata: onde está avTicano, leia-se Vaticano.

  14. O Papa e Roma já se rebaixaram demais correndo atrás da FSSPX. Se a FSSPX fosse católica já teriam assinado o acordo proposto pelo Vaticano e deixariam de ficar fazendo novas exigências. Os verdadeiros católicos conforme nos ensina a tradição são aqueles que obedecem ao Papa e não ficam relutantes em aderir completamente ao Vigário de Cristo. A FSSPX movida pelo orgulho e arrogância se acha no direito de colocar condições para aderir a Igreja. É muita petulância para quem se diz guardiã da tradição!

  15. Sílvio se vc não entende o contexto é melhor não omitir opinião alguma.
    A Fraternidade é e sempre será católica.

  16. Acredito que o Papa e Roma saibam do valor da FSSPX e o que ela representa,a ortodoxia da doutrina católica,que não pode e não deve ser negociada.Meu caro Sílvio Bortolini,é um dever ser contra o modernismo ,o próprio CVII não é dogmático,com um pouco de boa vontade pode-se perceber os estragos causados pela falta de fé e convicção de nós católicos que fomos deixados a mercê de nossas próprias convicções com relação aos ensinamentos de Cristo que nunca deveriam ser deixados a livres interpretações.A tradição está fazendo exatamente como você espera : obedecendo ,obedecendo a doutrina de sempre,os concílios dogmáticos,e consolando muitos católicos que “insistem”no ” orgulho” e “arrogância” .

  17. Eis um exemplo de pseudocatólico: “Sílvio Bortolini”:

    “Os verdadeiros católicos conforme nos ensina a tradição são aqueles que obedecem ao Papa e não ficam relutantes em aderir completamente ao Vigário de Cristo.”

    Então, no dia em que o Papa (este ou um futuro) reformular o Missal e, a partir de uma comissão formada por peritos “católicos” e pais e mães de santos, elaborar um novo missal, em cuja Missa serão oferecidos em sacrifício, não somente o Corpo e Sangue de Cristo, mas também algumas galinhas pretas; se eu não aderir de corpo e alma à novidade, eu deixarei de ser católico, sr. Sílvio?
    O senhor assistiria a uma Missa onde os fiéis rezariam o “Pai-Nosso” também na língua iorubá, além do vernáculo (ou mesmo o Latim)? Onde de um lado os fiéis comungariam e do outro tomariam “banho de pipoca”?
    Gostaria de saber a sua sincera resposta, sr. Sílvio.
    Poder ser?

  18. O Papa é o vigário de Cristo, conforme a expressão de Santa Catarina de Siena: “…é o doce Cristo na Terra”. O Papa goza da assistência do Espírito Santo, sendo o representante de Cristo na Terra. Assim sendo, conforme a tradição, a fé e os dogmas da Santa Igreja Romana , todos aqueles que querem ser verdadeiramente católicos devem se submeter ao Romano Pontífice. Quem está ao lado do Papa está com Cristo haja o que houver. Quem não quer estar com o Papa não pode ser católico ainda que se defina como tal. O Papa é o supremo legislador, doutor e mestre da Igreja. Somente ele têm autoridade para julgar e definir questões canônicas e litúrgicas. Somente ele tem o poder de interpretar, legislar, alterar, e revogar as leis canônicas e litúrgicas estabelecidas por seus antecessores. Somente os protestante e pseudo-católicos julgam-se no direito de usurpar as funções papais , atribuindo a si mesmos o julgamento daquilo que cabe exclusivamente ao sucessor de Pedro. A plena comunhão com o Papa aliada a obediência total ao comandante da barca de Pedro são requisitos imprescindíveis para todo o verdadeiro católico: é isso o que nos ensina a verdadeira Tradição e é nisto que creio.

  19. a FSSPX está e sempre esteve em comunhão plena com a Igreja e o Santo Padre! Ocorre simplesmente que a FSSPX não tem status canônico, que a FSSPX sempre desejou ter mas sem haver a venda da Fé, mas por motivos escusos a hierarquia não concedeu!

  20. Sílvio

    Enquanto Roma seguir o Vaticano II, ninguém deve obedecer. Um bom católico é o que se mantém bem longe do modernismo que tomou conta de Roma. A FSSPX é e sempre será católica, independente do que Roma acha ou deixa de achar.

  21. Silvio,hoje temos a Colegialidade que limita a ação do Papa .O Vaticano tem na sua maioria modernistas que trabalham e legislam para o modernismo.ninguém na FSSPX deixa de reconhecer a autoridade Papal,mas existe o problema da ortodoxia que deve ser resolvido,mas com a ambiguidade dos documentos propostos dificultam essa compreensão.a Igreja sempre foi muito clara antes do CVII.Nós devemos nos moldar aos ensinamentos de Cristo,combater as paixões,resistir aos pecados,crer no inferno.E não alterarmos ,abrandarmos a doutrina para não causarmos constrangimento e discussão.infelizmente hoje,a confusão está instalada e só a Verdade pode resolver.E a Verdade é Cristo e só Cristo que salva ,mas para tal devemos fazer a nossa parte vivendo uma vida cristã e combativa,em primeiro lugar combatendo a nós mesmos,e para isso precisamos de sacerdotes que nos instruam ,não que todas as religiões são iguais,não que Nosso Deus é o mesmo que o deles,não exite uma forma de fazer isso e não menosprezar o Sangue De Cristo na Paixão,as dores de Nossa Senhora.Rezamos para que a Fraternidade tenha êxito,porque é isso que ela defende,e ela não tem medo de enfrentar as diversidades e muito menos as opiniões contrárias .

  22. Sílvio Bortolini

    Aí que tá, a FSSPX é mais Católica que vc.

  23. Faço minhas as palavras do Marcelo:
    “a FSSPX está e sempre esteve em comunhão plena com a Igreja e o Santo Padre! Ocorre simplesmente que a FSSPX não tem status canônico, que a FSSPX sempre desejou ter mas sem haver a venda da Fé, mas por motivos escusos a hierarquia não concedeu!”