Saúde é o que interessa, o resto não tem pressa. Inclusive o Cardinalato.

Surpresa pela postergação da criação de Becker como Cardeal.

The Tablet, 10 de fevereiro de 2012 | Tradução: Fratres in Unum.com

A surpreendente decisão de postergar a criação do Pe. Karl Becker, um jesuíta professor de teologia próximo ao Papa Bento XVI, como Cardeal no consistório do próximo sábado, em Roma, causou espanto entre os confrades do sacerdote.

Um comunicado da Sala de Imprensa da Santa Sé, na semana passada, anunciou que a cerimônia estava sendo postergada “por motivos de saúde”, mas que o Pe. Becker, que lecionou na Universidade Gregoriana desde a década de 70, seria feito cardeal “privadamente, noutra ocasião”.

Fontes jesuítas disseram ao The Tablet que o Pe. Becker, embora aos 83 anos, goza de “plena e boa saúde”. Eles afirmavam que ele ficou surpreso e “constrangido” pela mudança dos acontecimentos, tendo já mandado fazer suas vestes cardinalícias, enviado convites a amigos e parentes e organizado a recepção.

Entenda o caso: O misterioso anúncio da não criação cardinalícia de Padre Karl Becker, SJ, no próximo consistório.

8 Comentários to “Saúde é o que interessa, o resto não tem pressa. Inclusive o Cardinalato.”

  1. Pronto, está desvendado o mistério. Na bagunça da cúria, já sabemos quem ordenou a “enrolação” para o novo cardeal. Dizem que as imagens foram gravadas numa reunião de um departamento da Secretaria de Estado.

  2. [MODE BOM CATÓLICO ON] Ele devia, em respeito à vontade do Papa de não fazê-lo cardeal, não espalhar notícias sobre seu bom estado de saúde. Só isso já é bastante para provar que não seria bom cardeal: é um rebelde que desmoraliza as decisões do Papa. Mais uma vez está provada a sabedoria de Bento XVI. [MODE BOM CATÓLICO OFF]

  3. Certamente desagradou ao aparelho do vaticano … falando em humilhações o Cardeal Ottaviani foi muito, muito mais humilhado.

  4. O cardeal Ottaviani foi muito mais humilhado, mas permaneceu fiel ao papa até o fim.

  5. O Cardeal Ottaviani foi fiel a Doutrina de Sempre, ele nunca foi fiel ao erro da missa nova!

  6. Aliás, a humilhação por ele sofrida foi justamente ter o microfone desligado quando ele defendia a Missa. E quem desligou era fiel ao papa.
    Está justamente aí a questão: ser fiel aos homens ou a Deus?

  7. Alguém tem algum link da biografia do Cardeal Ottaviani ou pelo menos uma parte que conte esse acontecimento do microfone?

  8. Ailton,

    O fato do microfone desligado, bruscamente, por um represetante da tal comissão de cardeais e bispos, você verá no livro “O Reno se lança no Timbre, o Concílio Desconhecido” ( se a consulta for na edição brasileira da Permanência)