Os Exercícios Espirituais, “Um tesouro que Deus concedeu à sua Igreja nestes últimos tempos”. Entrevista com Padre Daniel Maret.

Neste período da Quaresma, quando muitos procuram um retiro para refazer seus bons propósitos no crescimento das virtudes, procuramos um especialista para tratar do que se pode chamar de retiro por excelência: os Exercícios Espirituais de Santo Inácio de Loyola. Padre Daniel Maret, sacerdote suíço da Fraternidade São Pio X, superior do priorado Padre Anchieta, de São Paulo, nos fala sobre este tesouro que Deus concedeu à sua Igreja nestes últimos tempos”.

Fratres in Unum (FIU) – Padre, primeiramente, gostaríamos de agradecer a sua gentileza em nos conceder essa entrevista. Para iniciarmos, conte-nos, por favor, sobre o seu discernimento vocacional,  a sua família, sua entrada e vida no seminário até alcançar o sacerdócio.

Padre Daniel Maret.

Padre Daniel Maret.

Padre Daniel Maret (PDM) – No que diz respeito aos exercícios espirituais, o interessante não é saber muito sobre o pregador, exceto que ele é um sacerdote ordenado em 1979, devidamente formado graças a Dom Lefebvre, cuja preocupação era a boa formação sacerdotal, e que teve a graça de conhecer, no seminário de Écône (Suíça), o Pe. Barriel, que foi o braço direto do Pe. Vallet, um Jesuíta que se dedicou inteiramente aos exercícios espirituais e que fez esta adaptação dos exercícios de 30 dias para cinco dias. O Pe. Barriel nos comunicou a ciência dos exercícios espirituais de Santo Inácio.

FIU – Agora, passemos ao tema da nossa entrevista, que são os Exercícios Espirituais de Santo Inácio. Sabemos que diversos distritos da Fraternidade de São Pio X realizam esses retiros regularmente. O senhor poderia apresentá-los aos nossos leitores?

PDM – Os exercícios de Santo Inácio são o método mais recomendado pela Igreja ou, como diz o Papa Pio XI: “o código mais universal e mais sábio das leis da salvação e da perfeição das almas”. O Pe. Barriel se empenhou a fundo para ensinar este método no seminário com a viva recomendação de Dom Lefebvre.  Animado por santos como São Francisco de Sales, Venerável Louis de Blois e tantos outros autores espirituais, bem como por Dom Lefebvre, os sacerdotes da FSSPX se dedicam a esta obra de regeneração.

FIU – Em que ele difere dos demais retiros espirituais e qual é a atualidade de Santo Inácio, numa época em que testemunhamos uma secularização crescente dentro e fora da Igreja?

Pe. Barriel (esquerda), que foi o braço direto do Pe. Vallet (direita), um Jesuíta que se dedicou inteiramente aos exercícios espirituais e que fez a adaptação dos exercícios de 30 dias para 5 dias.

Pe. Barriel (esquerda), que foi o braço direto do Pe. Vallet (direita), Jesuíta que se dedicou inteiramente aos exercícios espirituais e que fez a adaptação dos exercícios de 30 dias para 5 dias.

PDM – Este método, fruto de muitas penitências e orações da parte de Santo Inácio para obter do Céu uma orientação espiritual em tempo de desorientação, é “um tesouro que Deus concedeu à sua Igreja nestes últimos tempos …” (Ven. Louis de Blois). O Papa Pio XI ensina na sua encíclica Meditantibus Nobis que dentro dos demais retiros certamente louváveis, o método de Santo Inácio ocupa o primeiro lugar e foi sempre honrado e aprovado total e repetidamente pela Santa Sé e que serviu para estabelecer Santo Inácio como Mestre principal e especialista dos exercícios espirituais. O fruto é uma “espiritualidade afastada de todos os falsos misticismos” (Mens nostra, Pio XI). Em outras palavras, para responder a sua pergunta, os problemas de laicismo, secularismo etc., que são problemas de relacionamento do homem com Deus, vão encontrar a solução nesta regeneração espiritual produzida por este método.

FIU – Qual a diferença básica entre os retiros de Santo Inácio ministrados para os próprios sacerdotes da Fraternidade e para os leigos? E há diferença entre os retiros para homens e mulheres?

PDM – Sempre um exercício é diferente porque é o próprio exercitante que faz o exercício com este método prático e sob a vigilância do pregador. É o Espírito Santo que trabalha com a sua numerosa possibilidade de agir diferentemente. Um mesmo método bem prático e sábio para todos, mas um exercício apropriado para cada um.

FIU – Há restrições ou condições (idade, formação,etc.) para os que desejam participar de um retiro de Santo Inácio?

PDM – A Igreja chama-o “o Código mais universal e sábio…”. Então, ele é para todos os adultos. Para os adolescentes, há uma adaptação que consiste em parcelar, bem como para os homens que não têm muito tempo.

FIU – O senhor poderia nos contar algumas curiosidades sobre fatos já ocorridos nos retiros?

PDM – Um homem já idoso e muito culto, que testemunhou não ter ainda conhecido algo tão simples, mas tão completo e profundo. Ele chorava por ter passado tanto tempo sem ter tido conhecimento deste método, confessou que a sua vida teria sido muito diferente.

FIU – São muitos os relatos de conversões de participantes dos retiros de Santo Inácio pregados por padres da FSSPX [publicamos um deles em Janeiro de 2009]. O senhor poderia nos relatar algum caso que o senhor presenciou?

PDM – Há muitos testemunhos de recuperação de boas disposições, mas para falar de conversão é necessário consultar os Padres das paróquias ou os Padres que são responsáveis pela casa de retiros, que recebem muitos testemunhos de conversão e que acompanham os casos com mais tempo. Eu sou apenas um Padre empenhado no ministério e que teve várias ocasiões de pregar.

FIU – Por último, gostaríamos de perguntar se, a exemplo do que já acontece no Distrito Alemão, a Fraternidade de São Pio X no Brasil tem planos de realizar encontros de formação com padres diocesanos simpatizantes e amigos da Tradição, tanto para o ensino dos retiros de Santo Inácio, como para o debate teológico.

PDM – O voto existe e já tivemos a sorte de acolher Padres na formação doutrinal anual. Cada ano programamos alguns dias de formação. Quanto aos exercícios, seria bom poder ajudar os sacerdotes a conhecer este método aqui no Brasil. Ao menos, uma vez por ano, organizamos um retiro, em que convidamos todas as pessoas, leigos (homens ou mulheres), sacerdotes seminaristas.

6 Comentários to “Os Exercícios Espirituais, “Um tesouro que Deus concedeu à sua Igreja nestes últimos tempos”. Entrevista com Padre Daniel Maret.”

  1. Salve Maria!

    Sou fiel do priorado de São Paulo há quase três anos, mas apenas nesse último feriado de carnaval que pude conhecer os Exercícios Espirituais de Santo Inácio, pregados pelo próprio padre Maret. Além da sabedoria e da simplicidade cativantes desse sacerdote, pude receber muitas graças com um método tão objetivo, mas ao mesmo tempo tão rico. A principal foi um norte para manter minha vida de piedade em meio à agitação da cidade grande e aos afazeres diários, através de meditações sobre a vida de Cristo e de sua Paixão. Recomendo a todos que tiverem a oportunidade que participem dos próximos retiros. É um auxílio certo para nossa alma.

    Em Jesus e Maria,
    E.M. Cíntia

  2. Cíntia,

    Vc é uma privilegiada com esses retiros e seus exercícios espirituais que tão bem faz a nossa alma. Certa vez ouvi de um sacerdote que fazer retiro era frescura. Quanta diferença, não?

  3. Participei já de um retiro com um padre diocesano tradicional. Era uma adaptação dos exercícios espirituais para poucos dias. Realmente, como disse o revmo. Pe. Daniel, é a cura dos males no relacionamento do homem com Deus e um método livre de todo “falso misticismo”. Quando estive lá, não tive a graça, a compunção e a Fè do homem que chorou por encontrar os exercícios, mas vi que durante anos nunca havia participado de um retiro digno deste nome. Só lá conheci um retiro verdadeiramente católico.

  4. Padre Maret, eis aí um padre sem maldade! Somos, nós paulistanos, privilegiados pela presença, bondade, mansidão e sabedoria deste nosso Vianney “brasileiro”.
    Vivam Cristo e Maria!
    Agradecimentos também ao Fratres in Unum pela oportuna publicação.

  5. como é bom ler todos esses artigos da fraternidade, enchem nossas almas de alegria, Eu nunca fiz um retiro de santo Inácio, mas sonho um dia fazê-lo, sei da importância de um retiro, sou católica tradicionalista durante toda a minha vida,venho de uma família religiosa graças a Deus. Rezemos para que Nosso Senhor proteja esses Padres, Que vivem na santa fé.

  6. Acho que esse padre é um santo.