“Oxalá fosse verdade tanta beleza”.

Da página no Facebook do Reverendíssimo Padre Rafael Navaz Ortiz, superior do Distrito Latino-americano do Instituto do Bom Pastor:

Mons. Nicola Bux chama a Mons. Fellay:

“Na plena comunhão eclesial, com a grande família que constitui a Igreja Católica, a vossa voz não será asfixiada, o vosso comprometimento não será negligenciável nem negligenciado, mas poderá dar, com o de tanto outros, frutos abundantes que de outra forma permaneceriam desperdiçados.

Oxalá fosse verdade tanta beleza:

Não é que eu ignore a boa vontade de Mons. Nicola Bux, mas a realidade tem sido outra e está mostrando o contrário pelo tratamento dado ao Instituto do Bom Pastor (IBP) por parte dos bispos do Chile, em especial de Santiago e seus arredores… que não toleram o IBP com sua especificidade recebida da Santa Sé e consagrada na aprovação de seus estatutos; se nega a ele inclusive sua existência canônica. É o desprezo e o desdém, o abandono e a dispersão como formas modernas de perseguição eclesiástica dessaa parte da “grande família católica”, “obras são amores (desamores, neste caso) e não boas razões”. É o “grande pecado” de celebrar exclusivamente o rito antigo e o compromisso estatutário de colaborar com o Papa, enquanto seja possível, numa visão do Concílio Vaticano II à luz da Tradição.

Rezemos!

Créditos ao leitor Eduardo Gregoriano.

16 Responses to ““Oxalá fosse verdade tanta beleza”.”

  1. Meu Deus do céu! É escandalosa demais essa perseguição de tantos prelados católicos aos sacerdotes que querem celebrar a missa no Rito Tridentino, bem como aos fiéis que desejam assitir a missa no Rito Tridentino. Onde fica a obediência ao Sumo Pontíce? O Santo Padre não está obrigando os bispos e padres a celebrar a missa Tridentina, mas apenas dando liberdade para aqueles que a querem. Mas Deus é maior do que a perseguição desses prelados que são inimigos da missa Tridentina. Deus há de triunfar através do Coração Imaculado de Maria!

    Viva o Papa Bento XVI!

    Ó Maria, concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós!

  2. Ainda que açucara, a carta de Nicola Bux é um grito de quem precisa de ajuda: todos nós.

    E ainda que dolorosamente, é melhor sofrer com a hierarquia do que sem ela.

  3. A situação não é fácil. Mas precisamos manter-nos fieis à Igreja, mantendo-nos fieis aos princípios. É preciso pedir à Nossa Senhora do Bom Conselho que guie nossos caminhos. Prometo minhas orações.

  4. Estranho teor desse comentário de um prelado católico conservador, mas não tanto por se tratar de algo jogado no facebook.

    A FSSPX me parece está sendo convidada a lutar do lado de dentro do Vaticano. E é essa luta cheia de desprezos e injustiças a qual o Padre Navas está acostumado que eles (da Fraternidade) devem esperar.

    Por que afirma “Oxalá fosse verdade tanta beleza”?. Por acaso nãe é verdadeira a beleza do caminho do calvário? Se não houver confiança nas promessas de Cristo, aí é feio mesmo.

    As palavras do Mons. Nicola Bux são belas porque são verdadeiras.

  5. As duas partes têm razões, pois a Santa Sé precisa sim da atuação da FSSPX na Igreja, é urgente que isso ocorra para ontem. Mas, ao mesmo tempo, todos nós sabemos que não faltarão perseguições e rixas, mas isso faz parte, quem é fiel a Jesus Cristo é perseguido. Mas existe uma grande diferença quando se está amparado pelo braço do Papa.

  6. “…é melhor sofrer com a hierarquia do que sem ela.” Interessante, pois o que assim pensaram foram absorvidos pela hierarquia em seus erros modernos. Não se nega a hierarquia do Papa e dos bispos, mas é preciso que voltem ao caminho da Tradição de vinte séculos.

  7. Há alguns anos Mons. Fellay muito sabiamente nos alertou que a “oficialização” canônica, longe de nos dar liberdade, iria nos aproximar do inimigo, enfraquecer nossas armas e acerar ainda mais os ataques modernistas contra a doutrina e o direito de sempre.
    De forma nenhuma se põem em dúvida a intenções do Santo Padre, mas sabemos que uma coisa é o Pontífice, outra a cúria romana modernista e outra ainda as conferências episcopais… Acordo com Roma é assinatura da própria sentença de morte.

    “Que Vos digneis humilhar os inimigos da Santa Igreja, Vos rogamos: Ouvi-nos Senhor!”

    Que a Virgem Santíssima nos defenda.

  8. Parabéns Sidney pela ponderação sábia e profunda! Ofereço minhas orações e sacrifícios pela reconciliação!

  9. Concordo com o Sidney Gozzani.

    Os modernistas trabalham dentro da Igreja e se a FSSPX quer mudar as coisas tem que estar dentro da Igreja também.

  10. Caramba. chego a duvidar até que de fato é um padre que escreveu isso.

    O Pe. Bux não escondeu nada. Escreveu bem claro é nítido.

    É para “brigar” dentro da Igreja. Não disse que vai ter um tapete
    vermelho e flores, em cada diocese, aguardando a FSSPX.

    Pelo contrário, vai enfrentar forte oposição. Só que estará
    “plenamente” na Igreja. E mais, com autoridade para agir em
    nome dela.

    É claro, existe um grupinho sedevacante (não tão) oculto, que
    quer a FSSPX fique eternamente na posição de “crítico” da Igreja.

  11. As palavras do R. P Navas soam tristes e desiludidas para um egresso da FSSPX (assim como os fundadores do IBP). Será que ele constatou que a realidade nas Conferências Episcopais, – espécie de filiais de Roma, só que com autonomia dela (!?) – a teoria do “reconhecimento” é bem diferente na prática?

    O “sofrer” resignado na crise que a Igreja atravessa não é sentimento católico, é acomodação.
    “Ai daqueles que ao mal chamam bem, e ao bem, mal, que mudam as trevas em luz e a luz em trevas, que tornam doce o que é amargo, e amargo o que é doce! Ai daqueles que são sábios aos próprios olhos, e prudentes em seu próprio juízo!” (Is 5, 20-21)

  12. E quem disse que a FSSPX está fora da Igreja ? Quem está fora da Igreja é a CNBB , é o Chalita , é o Fábio de Melo , é o Leonardo Boff , Hans Kung, muitas ordens religiosas ,etc e por uma razão simples : não tem mais fé!

  13. É engraçado, para não dizer triste, ler que a FSSPX está fora da Igreja…

    É como disse o Rafael: “Quem está fora da Igreja é a CNBB , é o Chalita , é o Fábio de Melo , é o Leonardo Boff , Hans Kung, muitas ordens religiosas ,etc e por uma razão simples : não tem mais fé!”

  14. Salve Maria,

    A pergunta fundamental é: Para poder “voltar em segurança para Roma” a FSSPX terá de aceitar o tal Vaticano II?

    Se tiver que aceitar é melhor ficar onde está.

    Salve Maria.

  15. Enfim, alguém dos que conciliam Tradição e (falsa)obediência teria que tirar os pés das nuvens uma hora e ver a realidade, não é?

    Sabe quando é que o IBP vai colocar seus padres em paróquias? A depender do episcopado modernista que os têm nas mãos, N-U-N-C-A. A não ser sob condições.

    Quero ver quem é o bispo, por mais conservador que seja, que dê paróquias a padres que sejam contrários à Missa Nova, ao Ecumenismo, à Liberdade Religiosa e à Colegialidade Episcopal – e que manifestem estas afrontas à Fé Católica publicamente.

    A menos que… Se comprometam a omitir o que desagrada aos bispos, tornando-se cães mudos e enganando os católicos com suas cumplicidades.

    E se a esperança é uma renovação no episcopado, sinto informar, mas Bento XVI continua autorizando a sagração de modernistas, ou seja: a sangria permanecerá, basta ver D. Avis e sua púrpura cardinalícia, ou os contínuos estímulos à RCC, Neocatecumenato e mais outros exemplares desta fauna escandalosa.

    Fauna esta que tem uma jaula também para certas cacholas quixotescas.

Trackbacks