Foto da semana.

Milão, 2 de junho de 2012 – Estádio San Siro, VII Encontro Mundial das Famílias com o Papa: Em Milão, cada região pastoral da arquidiocese é representada por uma cor que, unidas, geram uma bandeira que recorda a do movimento gay.

Tags:

33 Comentários to “Foto da semana.”

  1. Misericórdia, ó Pai Eterno, pelo Sangue de Jesus!

    Pai Eterno e Misericordioso, defendei o Papa e a Santa Igreja:

    “Nós Vos oferecemos pelas mãos de Maria Santíssima o preciosíssimo Sangue de Vosso Divino Filho; oferecemos também as lágrimas da Virgem Santíssima pela Purificação da Terra e Conversão dos homens, pela fidelidade dos Vossos escolhidos, pela Vitória da Santa Igreja e Triunfo do Imaculado Coração de Maria.

    Ó Maria, nossa Mãe e nossa esperança, rogai a Deus por nós e por todos. Imaculada Maria, Mãe de Deus, rogai por nós. Jesus, Maria, Misericórdia! São Miguel Arcanjo, São José, São Pedro e São Paulo, protectores de todos os fiéis da Igreja de Deus, e de todos nós; Anjos e Santos do Paraíso, pedi e implorai Misericórdia para toda Humanidade, pelos merecimentos infinitos do preciosíssimo Sangue do Nosso Divino Redentor. Amén.”

  2. Prezados, na Itália está e a bandeira da paz. E não do movimento gay.

    http://it.wikipedia.org/wiki/Bandiera_della_pace

    • Caro Wendell, diversos vaticanistas relacionaram esta bandeira à do movimento gay. Na realidade, como dito, trata-se de uma bandeira que representa as regiões pastorais da arquidiocese de Milão. Nós não dissemos que é a bandeira do movimento gay, mas que recorda, remete a ela. Ainda mais em um encontro MUNDIAL das famílias, onde boa parte dos participantes sequer imagina que tal bandeira na Itália é a da paz…

  3. Embora tenha origem bíblica «coloquei o meu arco nas nuvens, para que seja o sinal da aliança entre mim e a Terra.» (Gen 9, 13), a bandeira da PAZ em Itália é representada desde a década de 60 do século XX com as cores do arco íris e com a palavra PACE ao centro. Distingue-se da bandeira do movimento gay, que aparece nos anos 80 do século passado, por ter 7 cores incluindo um tom de azul suplementar e as cores frias aparecerem em cima ao contrário desta última com o vermelho no topo e que só tem 6 cores.
    Neste caso, e embora tendo 7 cores a ideia da bandeira da Paz, fica comprometida pela sequência da apresentação das cores.
    Obrigado!

  4. Surpreende-nos a totalíssima falta de piedade ou a execrável ignorância bíblica por parte do autor que associa esta foto ao movimento gay, dizendo que as cores do arco-íris, sinal da Aliança de Deus, da Paz de Deus, são uma identificação desta cultura antinatural!
    Não podemos desprezar um sinal bíblico, escriturístico e cristão, somente porque ele foi desvirtuado; o que dói é ver que cristãos é quem estão a identificá-lo com tal, demonstrando assim que cumprem a vontade da cultura gay, pela qual são derrotados, pois negando um símbolo próprio, são espaço para os que o desvirtuam!
    Certamente não conhece o autor nada além que o Brasil ou se demonstra devoto da cultura. Os arco-iris e suas cores são antes de tudo, sinal da paz, é comum encontrá-lo, estendido em panôs mesmo nas igrejas.. Arco-íris = Paz que nasce na primeira comunidade eclesial que é a família, por isso presente no Encontro Mundial em Milão e que, somente de famílias instauradas em Cristo, poderá verdadeiramente brotar.
    Viva o Arco-íris, viva a paz, abaixo a ignorância que de crassa passa a supina!

  5. Senhor Flávio, faça-nos o favor… cristãos estão a identificá-lo como tal?!? O mundo inteiro conhece a praga desta bandeira. Se infelizmente o arco-íris está associado a este movimento nefasto, é evidente que os católicos não vai sair todos serelepes por aí vestidinhos de arco íris. Infelizmente a idéia que o MUNDO INTEIRO faz de uma bandeirante com o arco-íris hoje é a do movimento gay. Só não vê isso quem não quer. E ainda tem a cara de pau de acusar os cristãos!!!

    Tinham que colocar então uma legenda na bandeirante com toda esta explicação “piedosa” sua, pois tudo quanto é jornal identificou a bandeirante como sendo a do movimento gay! E eles não são cristãos!!!

  6. Neste vídeo do Canal do Vaticano no Youtube pode ser vista essa bandeira claramente.

    Quando eu a vi, logo me lembrei das cores movimento gay. Mas não quis relacioná-la com esse movimento . Será que os organizadores desse evento das famílias com o Papa teriam o desplente de fazer tal afronta ao Papa e a Cristo? Meu do céu! Espero que não! Mas tudo é possível, não acham? Isso bem que poderia ser esclarecido.

    Benedetto XVI: “L’egoismo è nemico della gioia”.

  7. Queiramos ou não, infelizmente essa bandeira arco-íris é identificativa com o movimento gay e seus militantes. Poucos identificam hoje em dia a bandeira multicolor com o Arco-íris que Deus quis que selasse uma das Suas alianças com o homem, graças à propagação das ideias imorais e pelo hasteamento dessa bandeira pelos militantes gayzistas.

    Aliás, mal abri o post e vi a foto, mesmo antes de ler o texto, foi exactamente isso que pensei “Credo, parece a bandeira gay!”, ideia que bani do pensamento, até ler o que estava escrito. Pelos vistos não fui o único a associar essa bandeira com os gays e acredito que muitas pessoas fizeram o mesmo.

    Todos os esforços são poucos para evitar o pecado e sua propagação e isso devia ser tido em conta pelos organizadores. Ainda para mais, com a presença do Papa!

    Já para não falar do uso indevido que os simpatizantes da depravação sodomita poderão usar para argumentarem contra a Santa Igreja e perverterem a sua Doutrina que CONDENA (palavra tão proibida!) os actos homossexuais.

    Senhor, tende piedade da Vossa Igreja e do mundo inteiro.

  8. Correção: “Meus Deus do Céu!” e não “meu do céu”. Foi um lapso meu na digitação.

  9. o arco-íris não é propriedade do movimento gay.

  10. Sr. Ferretti, minhas considerações respeitosas:

    “…diversos vaticanistas relacionaram esta bandeira à do movimento gay.”

    Vaticanistas = mídia sensacionalista. Eles adoram ver o circo pegar fogo e não estão nem aí para a Igreja.

    “Nós não dissemos que é a bandeira do movimento gay, mas que recorda, remete a ela.”

    Tudo bem que não foi dito que é a tal bandeira, mas dizer que remete a ela é um pouco de exagero e ter um olhar voltado só para o aspecto negativo, que aliás merece ser deixado de lado. Ela remete sim ao arco-íris e só.

  11. Não acredito que os organizadores tenha tido esta intenção malévola.

  12. Caracas, peguem a bandeira…até a ordem das cores é igual…não tem como isso ser por acaso.

  13. Ocorre há muitos está confusão sobre símbolos. A mesma coisa, com o Pelicano. Muitos veem no alto de loja maçônicas e pensam que é um símbolo da mesma, e não é.

  14. Se um movimento anti-catolico usar uma cruz(claro que e’ possível) vamos deixar de usar a cruz?

  15. Caro Flavio Josepho, pendure essa bandeira na porta da sua casa e conte-nos quem veio lhe visitar…

  16. De fato, o arco-iris é usado pelos gayzistas. Eles se apropriaram de algo que
    não é deles.
    Na verdade,como foi dito, é um simbolo da Aliança de Deus.
    Faz parte da “guerra cultural”: vamos retomar o que é nosso !!
    E ensinar o que de fato simboliza o arco-iris.

  17. Caros irmãos, a paz de Cristo!

    Salve Maria

    Temos que vigiar sobre essas associações que fazemos. A notícia diz que a bandeira foi feita pensando nas regiões pastorais. Que razão temos para desconfiar disso? A princípio, vem-nos à mente a bandeira do ativismo político gay, porém é verdade que há uma bandeira da paz, que se inspira nas Sagradas Escrituras quando Deus diz a Noé que não ferirá mais a criação pelo dilúvio e produz o arco-íris como sinal dessa promessa.

    Ora, como disse Flávio, estamos errando ao dizer tão apressadamente que o que vemos na foto é a bandeira do movimento político gay ou algo que deva lhe fazer referência. Pois estamos caindo numa das armadilhas da guerra cultural: estamos ajudando nossos irmãos e irmãs a ficarem condicionados a ver um arco-íris e entender que ali está o sinal do movimento político gay. Agindo como estamos, estamos entregando nas mãos dos ativistas gays um símbolo cristão.

    Quando Flávio disse que somos nós, cristãos, que estamos vendo na bandeira um sinal do ativismo gay, ele pode estar certo. Pois qual dos sites de ativismo gay está noticiando isso como uma conquista sua? Qual deles está alardeando isso? O caso é que nós estamos fazendo isso por eles.

    Enquanto isso, sob os nossos narizes outros símbolos nossos são corroídos e nem nos damos conta. Um deles é a Santa Cruz. A arte moderna desfigurou nossos crucifixos dentro de várias igrejas. Voltando o olhar para o crucificado, ao invés de ver um homem (ferido, em agonia porém sereno), vemos um cotonete de três pontas, sem expressão facial, irreconhecível. Quem se lembraria da Paixão do Senhor vendo aqueles crucifixos? Ora, estão fazendo mais do que isso. Há igrejas que querem banir a Cruz para mostrar apenas a Ressurreição.

    Ou seja, até onde posso compreender, estamos gastando nosso tempo, dando de bandeja nossos símbolos para os pagãos e para os inimigos da Cruz, julgando que estamos os denunciando, mas, de fato não o estamos, pois estamos fazendo isso dentro da lógica distorcida que eles criaram e que querem impor a nós.

    Vigiai e orai, como diz Nosso Senhor.

  18. Gente, este site, como sabemos, é de fato comprometido com a verdade e com a Santa Doutrina Cristã. Mas, desta vez, é preciso pontuar: na Europa, o belíssimo e significativo símbolo do arco-íris NADA TEM A VER com o movimento gay. Não deixemos as deturpações da nossa sofrida América Latina se tornarem maiores que a beleza autêntica dos símbolos que, desde a sua origem, remetem-nos à Graça do Pai! Afinal, tem algo mais CRISTÃO que a Luz que, ao encontrar uma gota d’água, refrange-se nas sete cores?

  19. Prezado Wandell Mendonça esta “banderola” de fato não é a bandeira do movimento gay; ela é bem pior e vou dizer porque: Esta “bandeira” simbolizando o “arco-iris” é a bandeira do pluralismo em todos os sentidos; e, foi adotada pelos movimentos de gays, lésbicas, travestis, transsexuais, hippies, sectários “religiosos”, pacifistas heréticos, naturalistas de “todo tipo”, ecumênicos e com outros mais, (Alguns dentro do clero), formam uma súcia de inimigos da Fé. A “sua bandeira da paz italiana” não é tão ingenua quanto o senho pretende fazer crer. O Papa e os bispos italianos sabem disso melhor do que eu. Isso é uma lástima.

  20. Que besteira é essa de associar uma bandeira a aliança de Deus com Noé? Quem é o ignorante aqui dando vivas ao que não sabe e se arvorando a “mestre” do que pensa saber? O “simbolo” da aliança é O ARCO IRIS e não a “bandeira do pluralismo”. Para os defensores desses dita “bandeira da paz”, eu aconselho a pesquisarem melhor no que chamam de cultura gay, para não falarem bobagens desse tipo. Durante a última Grande Guerra (Nos campos de concentração), os nazistas obrigavam aos judeus homosexuais a usarem no peito, pregado ao casaco, uma “Estrela de Davi” na cor rosa; e, aos demais homosexuais, da mesma forma, um “triangulo rosa”. Logo após a guerra os homosexuais começaram a pesar em usar uma bandeira que representasse todos os formas de “liberdade e de pensamento”. A bandeira com as cores do arco-iris (Não estou falando de uma pintura em forma de um arco-iris), é uma bandeira gay e pluralista. Defender isso que está nesta foto como “bandeira da paz” na atual conjuntura dos acontecimentos: ou o individuo é ignorante ou usa de má fé.

  21. Ad maiora, ad altiora!!!

  22. A bandeira remete ao gayzismo, essa é a realidade, gostem ou não. Se os organizadores do evento resolvessem estender uma bandeira com uma mulher e um homem nu, usando ambos um tapa sexo em forma de folha de árvore, certamente isso não remeteria à Adão e Eva.

  23. Pessoal, não nos esqueçamos da própria cor vermelha que foi roubada pelo comunistas.
    A cruz invertida, que muitos indentificam com o anticristo, foi usado pela Igreja muito antes, como um símbolo petrino, já que São Pedro foi crucificado de cabeça para baixo.

  24. Caros irmãos,
    Sabemos que de fato a bandeira com o Arco-íris nos remonta aquela utiilizada pelo movimento homossexual e seus adeptos. Porém, como já dito por um de nós, não é propriedade de tal movimento e não necessita, portanto, de uma declaração formal da Santa Sé ou do Arcebispado de Milão.

    Particularmente não teria utilizado desta bandeira para não gerar “tumulto” ou conflito.
    Mas já que foi utilizada não há motivos para maiores escândalos!

  25. Gostaria de ter alguma notícia mais substanciosa sobre esse importante encontro mundial das famílias. Parece que o Santo Padre levantou a voz contra temas considerados “tabus”: casamento entre pessoas do mesmo sexo etc. A cor da bandeira é muito pouco e não passa de mera especulação.

  26. Nossa Senhora, às vezes me espanto: tem gente que vê fantasma em tudo! É um tal de caça às bruxas! Sei lá, parece um pouco de obsessão. Acho que é preciso limpar as lentes…

  27. Lucas, tem alguns vídeos no canal do Vaticano no Youtube sobre esse último encontro do Papa com as famílias. Os vídeos são pequenos mas vale a pena ver.

    http://www.youtube.com/user/vaticanit

    O próximo encontro das famílias com o Papa será na Filadélfia nos EUA.

  28. Não sei se a minha impressão está correta, mas, às vezes, eu acho os europeus tão extravagantes, tão “excentricos”, tão fora da realidade, vivendo num mundo da fantasia, longe da realidade mesmo quando as coisas ao redor vão contra eles. Falo, por exemplo, da perda da fé, do abandono da religião, dando espaço para supertições e crença anti-cristãs e católicas. Mas o que isso tudo tem a ver com as cores dessa bandeira do encontro do Papa com as famílias? Ora, raios! como dizem os portugueses – será que eles não imaginavam que essa semelhança com as cores do movimento gay poderia gerar polêmica e mesmo assim usaram as benditas cores. Eu acho que os europeus deveriam parar de querer inventar e deveria fazer as coisas com discrição. Essas cores foram extravagantes e bregas! Que não usassem bandeira nenhum, nem cor nenhuma. E pronto!

  29. A cruz invertida, para os católicos é a cruz de São Pedro, uma cruz parecida se não idêntica é usada no meio satânico e ocultista como símbolo de profanação ao sacrifício de Jesus Cristo, mesmo assim uma não tem nada haver com a outra. Vejo que não há diferença entre este exemplo e a bandeira da foto.

  30. Uma correção: Falo, por exemplo, da perda da fé, do abandono da religião, dando espaço para supertições e crença anti-cristãs e ANTI-católicas. E não simplesmente católicas como escrevi. Foi um lapso meu na digitação.

  31. Algumas pessoas tem citado aqui a cruz invertida como argumento a favor do uso da bandeira que foi usada no encontro das famílias com o Papa, mesmo ela tendo semelhança com a bandeira do movimento gay. No entanto, esse argumento e outros semelhantes NÃO são VÁLIDOS, porque o significado SUPOSTAMENTE cristão da cruz invertida e o significadO bílbico do arco-íris perderam a sua força. Nenhum padre ou bispo vai usar uma cruz invertida, pois ela tem um significado satâncio. De forma semelhante acontece com as cores do arco-irís, pois a sua simbologia cristão se desgastou, a sociedade não é mais cristã, nem mesmo os cristãos sabem mais dessa simbologia. Admitindo que os organizadores desse evento da família com o Papa usaram aquela bandeira com significado cristão, isso foi uma imprudência, pois o evento não era um evento fechado entre cristãos apenas, mas foi um evento transmitido pela mídia para o mundo todo. Logo houve de fato a possibilidade de a badeira ter sido associada às causas do movimento homossexual.

    Estou insistindo nessa questão, porque não se pode a pretexto de um conhecimento erudito que a maiorida das pessoas não tem, querer impor um significado conhecido apenas por uma minoria insignificante.

    De forma semelhante, São Paulo falava do escandalo que alguns cristãos estavam causando ao comerem carnes sacrificadas aos idolos. O Apostolo das Gentes falava que se para uns isso não era causa de pecado, essas pessoas, no entanto, não deveriam fazer isso, se tal ação faria os outros pecarem.