Beneditino ligado à FSSPX celebra Missa na Abadia de Michaelsberg. Com empurrãozinho do Vaticano.

Ao final da história milenar da abadia beneditina, em Michaelsberg, foi celebrado novamente aquele rito para o qual a igreja conventual foi construída.

Kreuz.net, Siegburg | Tradução: Fratres in Unum.com – Em 25 de maio, o Beneditino [amigo] da FSSPX, Padre Bernhard Huber, celebrou uma magnífica Missa Solene na igreja da abadia de Sankt Michaelsberg.

A cidade de Siegburg, com 40.000 habitantes, fica a 35 quilômetros a sudoeste de Colônia.

O Mosteiro Beneditino local foi dissolvido após uma história de quase mil anos. Atualmente, ele está sendo convertido em hotel e futuramente servirá à deformação de adultos liberais.

A casa gloriosa é mal administrada

Padre Huber celebrou a Santa Missa no contexto de uma peregrinação com mais de cem tradicionalistas da região de Michaelsberg.

Os peregrinos agradeceram pelos quase mil anos de história do mosteiro.

Ao final da missa eles entoaram a canção “Ein Haus voll Glorie schauet weit über alle Land, aus ew’gem Stein erbauet von Gottes Meisterhand”.

A letra da canção foi composta pelo padre e poeta Pe. Joseph Mohr († 1848), em vista da Abadia (agora dissolvida) em Michaelsberg.

Empurrãozinho do Vaticano na Arquidiocese de Colônia

A Missa Antiga em Michaelsberg foi aparentemente possibilitada por uma intervenção do Vaticano, conforme relato do sítio do distrito alemão da FSSPX.

Assim, em seu sermão, o Padre Huber agradeceu às autoridades do Vaticano pela permissão de poder celebrar a missa aos peregrinos.

Isso sugere que, a princípio, existiam dificuldades junto aos responsáveis da Arquidiocese de Colônia.

Tags:

3 Comentários to “Beneditino ligado à FSSPX celebra Missa na Abadia de Michaelsberg. Com empurrãozinho do Vaticano.”

  1. E isso também sugere que, a princípio, o Vaticano está bem disposto a favorecer a Tradição, ainda que a passos lentos.

  2. Poderiam entregar a Abadia aos Beneditinos ligados a FSSPX, melhor destino não há. Mas parece que estão mais interessados em ganhar dinheiro do que almas, já que, será um hotel.

  3. Triste fim de um magnífico edifício Católico onde dezenas de pessoas puderam se santificar e vivem gloriosas com Jesus no Céu. Vai virar hotel, terrível desgraça, todos sabemos quanto se peca em hotéis. Por que não voltar a ser o que foi por 1000 anos, fontes de graça e santificação de almas?