Amanhã: Missa Pontifical de Dom Athanasius Schneider em Belém.

Santa Missa Pontifical no Rito Latino Gregoriano celebrada por

Dom Athanasius Schneider, bispo auxiliar de Maria Santíssima em Astana, Cazaquistão.

Sábado, 25 de agosto de 2012, às 10 horas

Catedral Metropolitana de Belém do Pará

8 Comentários to “Amanhã: Missa Pontifical de Dom Athanasius Schneider em Belém.”

  1. uma pergunta a se fazer: por que ele esta perdido no Cazaquistão?

  2. Glória a Deus!

  3. J.B., segundo o que eu sei, ele foi deportado para o Cazaquistão no tempo do comunismo, e se radicou lá. Corrijam-me se eu estiver errado.

  4. A Santa Missa foi maravilhosa! Senti-me como se estivesse, por um breve período, pisando na Jerusalém Celeste.

  5. Guilio, quase isso. Se bem entendi do conteúdo da Wikipedia alemã, os pais de D. Athanasius eram alemães “de sangue”, oriundos de uma colônia alemã na região da Bessarábia (atualmente corresponde à Moldávia e ao litoral sudoeste da Ucrânia); após a II Guerra Mundial, o governo soviético os deportou de Berlim Oriental para os Urais, mais precisamente no Quirguistão soviético, país onde nasceu D. Athanasius.

    Depois de passar por outros países – Estônia soviética, Alemanha Ocidental, Brasil (onde foi ordenado padre e trabalhou por duas ocasiões) e Vaticano, mudou-se enfim em 2001 para o seminário teológico de Karaganda, Casaquistão, onde seria sagrado Bispo alguns anos depois.

  6. pelo que li foi que ele quando pequeno foi unto com seus pais, estava fugindo do governo não me lembre se nazistas ou comunas, mas é a mesma coisa.

    a minha pergunta foi no sentido de colocar ele como arcebispo de São paulo, do Rio, Munique ou qualquer lugar onde ele possa fazer mais (ele já faz muito) do que como auxiliar no Cazaquistão. Ele é um ótimo bispo coisa rara por esses lados. Alem de ter um ótimo nome: Athanasius!

  7. Obrigado, Pedro de Beaufort. J. B., com certeza, e acrescento ainda Curitiba à lista dessas cidades, hahaha.

  8. Somente um acréscimo ao comentário de Pedro de Beaufort. Ele veio para o Brasil porque era membro da ordem da Santa Cruz. Veio para estudar teologia. Foi ordenado no Mosteiro Santa Cruz em Anápolis-GO. Mais tarde era membro do conselho geral dessa Ordem e morava em Roma. Lá o seu antigo Bispo (de Karagandá, Casaquistão) o conheceu e fez um apelo para que ele fosse ajudá-lo no seminário, uma vez que ele fala russo fluente. Atendendo ao pedido desse Bispo, a direção de sua Ordem, não sem sacrifício, abriu uma pequena comunidade no Casaquistão que exisitiu lá até a sagração de D. Athanasius. Com sua sagração episcopal a Ordem intuiu que sua missão lá, por hora estava cumprida e fechou a pequena estação. Mais tarde, D. Athanasius foi transferido de Karagandá para Astana, capital do país.