Ecumenismo será tema do encontro do Papa com seus ex-alunos.

Canção Nova Notícias – A partir de quinta-feira, 30, até segunda, 3, os ex-alunos do professor Joseph Ratzinger, hoje Papa Bento XVI, se reunirão para o tradicional encontro anual de verão, em Castel Gandolfo. O grupo é formado por docentes religiosos e leigos que discutiram teses nos anos em que Bento XVI foi professor.

O encontro deste ano terá como tema “Resultados ecumênicos e questões de diálogo com o Luteranismo e o Anglicanismo”, e será inspirado no livro do presidente emérito do Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos, Cardeal Walter Kasper,.

Os participantes serão acolhidos na manhã de sábado pelo Papa, que participará do dia de trabalhos. No domingo, 2, o grupo estará no pátio da residência, para a oração do Angelus. O encontro se encerrará oficialmente na segunda-feira, 3, depois da celebração da missa.

A 36ª edição do encontro terá a presença, dentre outros, do presidente da Conferência Episcopal Austríaca, Cardeal Christoph Schoenborn, e do presidente do Pontifício Conselho para o Diálogo Ecumênico, Cardeal Kurt Koch. Também estará lá o representante evangélico Ulrich Wilckens, que traduziu e comentou o Novo Testamento e cujas obras têm grande importância para o ecumenismo.

O primeiro encontro do então professor Ratzinger com seus doutorandos foi depois de sua nomeação como arcebispo de Munique e Frisinga, em 1977. Desde então, o evento se repete a cada ano, centrado em um tema escolhido pelo Pontífice dentre uma série de propostas.

6 Comentários to “Ecumenismo será tema do encontro do Papa com seus ex-alunos.”

  1. Quais foram até hoje os frutos do ecumenismo do Vaticano II? É a pergunta que não quer calar. Alguns anglicanos só se tornaram católicos porque a venda que tampava os seus olhos caiu quando o anglicanismo se afundou de vez no modernismo. O Santo Padre sabe e conhece as dificuldades, tomara que seus esforços teológicos diante dos alunos sejam para a glória de Deus e o bem das almas.

  2. Christoph Schoenborn estará presente também? Céus! Mas só vai dar gente boa nesse encontro! Rezemos para que todo esse pessoal se converta à Única Igreja de Cristo, a Santa Igreja Católica Apostólica Romana! Que o Santo Padre os evangelize no poder do Espírito Santo e que, pela Graça de Deus, o tal Cardeal Schoenborn — que tem nome de cerveja — se converta!

  3. Infelizmente o teólogo Ratzinger, tem largo apreço pelos autores protestantes. As principais teses do atual pensamento modernista são tributárias do protestantismo liberal dos séculos XIX e XX. Há quem mencione, também, a influência da mística judaica.
    Sandro Magister, comenta esse mesmo fato: “O Papa se faz aluno, tendo dois protestantes na cátedra” (tradução livre (http://magister.blogautore.espresso.repubblica.it/2012/08/28/anche-il-papa-si-fa-alunno-con-due-protestanti-in-cattedra/)

  4. Eu sinceramente espero que o Papa diga alto e bom som aos seus ex-alunos, como S. Paulo:

    – Há uma só fé e uma só Igreja, a Católica Apostólica Romana, fora dela não há salvação, todas as outras religiões são Seitas e Falsas. Ecumenismo é Heresia.

    – Jesus nos enviou para converter os pagãos e hereges batizando-os em nome do Pai, do Filho e do espírito Santo.

    Que Jesus ilumine o Papa e lhe dê coragem.

  5. Que o encontro seja sinal do ecumenismo na fé em Cristo. Que possa frutificar em dons para a Igreja e seus fiéis.

  6. Encontrar ex professor, hoje papa, com assunto de livro do kasper (que afirmou que Jesus NÃO ressuscitou) pelo amor de Deus!