A Igreja em sua mão.

Um segundo símbolo é o fogo, que no Antigo Testamento muitas vezes é associado a Deus para mostrar duas propriedades. A primeira é a intensidade de seu amor ciumento, que anima sua aliança com o homem (cf. Dt 4,24). É esta intensidade que se lê nos olhos de Jesus Ressuscitado: “Seus olhos eram como chama de fogo” (Ap 1,14a). A segunda é a capacidade irrestringível de vencer o mal como um “fogo devorador” (Dt 9,3). Assim também “os pés” de Jesus, no caminho por enfrentar e destruir o mal, tem o brilho do “bronze brilhante” (Ap 1,15).

A voz de Jesus Cristo então, “como o som de muitas águas” (1,15c), tem o ruído impressionante “da glória do Deus de Israel” que segue rumo a Jerusalém, mencionado pelo profeta Ezequiel (cf. 43,2). Seguem ainda três elementos simbólicos que mostram o quanto Cristo Ressuscitado está fazendo por sua Igreja: a mantém firme em sua mão direita – uma imagem muito importante: Jesus tem a Igreja em sua mão – fala a Ela com o poder penetrante de uma espada afiada e revela o esplendor de sua divindade: “Seu rosto era como o sol que brilha em todo o seu esplendor” (Ap 1:16). João se sente tão tomado por esta maravilhosa experiência do Ressuscitado, que perde as forças e cai como morto.

[…]

Na terceira e última fase da primeira parte do Apocalipse (Ap 2,3), o leitor propõe à assembléia uma mensagem na qual Jesus fala em primeira pessoa. Dirigida às sete igrejas situadas na Ásia Menor, próximo a Éfeso, as palavras de Jesus partem da situação particular de cada igreja, para depois se estender às igrejas de todos os tempos. Jesus entra na realidade de cada igreja, enfatizando luz e sombra, fazendo um apelo urgente: “Convertei-vos” (2,5.16; 3,19c). “Guardai o que tens” (3,11), “praticai as primeiras obras” (2,5); “Sejais zelosos, portanto, e vos convertei” (3,19b)… Esta palavra de Jesus, se ouvida com fé, imediatamente passa a ser eficaz: a Igreja em oração, acolhendo a Palavra de Deus se transforma.

Catequese do Papa Bento XVI sobre a oração no livro do Apocalipse – 5 de setembro de 2012.

9 comentários sobre “A Igreja em sua mão.

  1. Gostei da Imagem. Pode-me informar sobre detalhes, autor, lugar, significados (claro que é o dia do Juizo Final, mas eu que vivi no progressismo dito católico ainda tenho muitas dificuldades de fazer determinadas analises).

    Curtir

  2. Imagem com estilo russo, creio eu…
    Ferretti, meu amigo, de onde tirou a figura? Belíssima, por sinal!

    Curtir

Os comentários estão desativados.