Promovido (e devidamente removido).

Foi anunciada hoje a elevação de Monsenhor Guido Pozzo à dignidade de Arcebispo e sua designação como Esmoleiro de Sua Santidade, o Papa Bento XVI.

Como anunciávamos no último dia 2 de outubro, “Monsenhor Guido Pozzo, até o momento Secretário da Comissão ‘Ecclesia Dei’, seria nomeado Esmoleiro de Sua Santidade, o Papa Bento XVI. Embora promovido à dignidade de Arcebispo, ele deixaria um cargo de importante influência na política eclesial para passar à função de burocrata de gabinete. Com pouco mais de três anos na Comissão Ecclesia Dei, Pozzo não foi muito bem avaliado em sua atuação no diálogo entre Santa Sé e Fraternidade São Pio X, sendo frequentemente acusado de intransigência na defesa de suas posições pessoais. O esmoleiro pontifício faz parte da Casa Pontifícia e é delegado pelo Santo Padre para conceder a Bênção Apostólica por meio de um diploma em pergaminho, assim como para exercer a caridade para com os pobres em nome do Papa com modestas contribuições”.

3 Comentários to “Promovido (e devidamente removido).”

  1. Mission accomplished …

  2. Pois é, agia em seu nome e não em nome da Verdade Revelada por Nosso Senhor Jesus Cristo, tem agora a grande oportunidade de se redimir e se santificar fazendo caridade. Acabou recebendo uma grande graça, pois, de nada adianta dizer : ” Senhor, Senhor, se não fizer caridade…” , a fé é morta , como nos diz S. Paulo.

  3. A remoção de monsenhor Guido Pozzo e a nomeação de Dom Di Noia para vice-presidência da comissão foi algo que considerei relativamente bom para as negociações com a FSSPX, mas acho que a presença de Dom Gerhard Muller – posso esta sendo pessimista demais – ainda vai causar complicações.

    Por outro lado Cañizares e Di Noia formavam uma boa “dupla” na Congregação para o Culto Divino e Disciplina dos Sacramentos. A saída de Di Noia da congregação desarmonizou o pensamento litúrgico de suas pessoas chaves e sua troca por Arthur Roche foi simplesmente decrepita.