Carta de Frei Tiago de São José sobre o fim do Mosteiro Carmelita Tradicional de Atibaia, diocese de Bragança Paulista, SP.

Fonte: Confraria Nossa Senhora do Carmo

Leia também: Bispo de Bragança Paulista expulsa Frei Tiago e Mosteiro Carmelita Tradicional de sua diocese.

Anúncios

70 Comentários to “Carta de Frei Tiago de São José sobre o fim do Mosteiro Carmelita Tradicional de Atibaia, diocese de Bragança Paulista, SP.”

  1. Esse frei é católico de mais!

  2. Foi um elogio.

  3. Conheci o Frei Tiago em 2009, quando tive a única oportunidade de ver o rito carmelita. Não foram externados os motivos da contenda, o que dificulta a formulação de um juízo. Contudo, gostaria de manifestar meu apoio e o desejo de que Frei Tiago encontre logo um bom lugar para continuar seus trabalhos.

  4. É realmente triste saber que uma obra ,como do Frei Tiago de São José, que resgata o tipo de espiritualidade tradicional que formou tantos santos na Igreja seja objeto de tal tratamento de expulsão da diocese, possivelmente por não corresponder com o ideal progressista e socialista que reina na Igreja do Brasil. Esse ato traz prejuízo para o povo católico que vê nesses religiosos um caminho de santificação e de transformação de suas vidas rumo à uma vida interior e de santificação.
    Rezo pelos religiosos carmelitas antes de os conhecer, pois sabemos que eles e outros que optam pela tradição sofrem o que Nossa Senhora de La Sallete tanto avisava, perseguição e difamação; possivelmente eles são e serão vítimas de difamação, de mentiras e de outras coisas terrríveis.
    A vida religiosa é assim, só santos passam por isso, é sinal certo de santificação. Em contrapartida os “religiosos da mídia” prestam serviço de Judas Escariotes, osculam a Igreja e a entregam ao inimigo; transformam a fé em uma “revolução cultural socialista”, um verdadeiro show ” sentimentalóide e de oposição ao sacerdócio, não querem rezar a Santa Missa, preferem fazer show e desfilar com os símbolos da vaidade… e o que o povo faz, aplaude e diz é ele o “cara” que mudou minha vida!
    Até o respeito à vida religiosa o leigo perde com esses exemplos! Frei Tiago de São José, não o conheço pessoalmente, mas pela carta nota-se a brandura e postura de um verdadeiro filho da Igreja, que Nossa Senhora do Carmo os guie e proteja, nuncam abandonem a fé verdadeira pela vida “fácil ” que os religiosos da mídia levam, pois a santificação não está nesse pseudo-apostolado do progressismo, mas no que os Carmelitas Tradicionais de Atibaia se proporam a fazer imitando Nosso Senhor que não foi aceito pelo povo escolhido, hoje o povo escolhido dito “católico do Brasil” expulsa Nosso Senhor abraçando o progressismo-socialista vigente nas paróquias e cantando e dançando diante do altar ” vivas” ao clero progressista que até então canta vitórias contra a Tradição, mas está próximo a promessa de Nossa Senhora : ” Por fim meu Imaculado Coração triunfará”.

  5. Realmente parece ser um homem da Igreja. Parece saber sofrer as contradições e ver nelas a mão de Deus e sem sair a criar “igrejas paralelas”.

  6. Se fosse a instalação da quadrilha marxista de Boff. O Bispo cederia até a residência dele.

  7. Não há nenhuma “petição online” (a el estilo marxista) para dar um “basta” neste excelência-não-tão-reverendíssima?

    Alguém poderia nos informar e ou, criar uma?

  8. Caríssimos,

    Primeiro: Frei Tiago é convocado e informado, por Dom Sérgio, que deverá deixar a Diocese e continuar os seus trabalhos em outro lugar.
    Pergunta: Qual o motivo (os)? O Bispo proibiu-lhe de dizer?

    Segundo: Frei Tiago ressalta a aprovação episcopal e explana acerca do Rito Próprio adotado pelo Instituto, as autorizações e etc.
    Pergunta: Frei Tiago quis deixar aqui uma pista acerca desta contenda?

    Terceiro: Frei Tiago diz que o Bispo tem um plano pastoral diferente para aquela Capela…!
    Pergunta: Que planos são esses?

    Conclusão: Fica explícita a aversão de S. Excia. Dom Sérgio aos movimentos Tradicionais Católicos da Igreja e que, provavelmente, no futuro, naquela propriedade, seja instalada uma casa de retiro RCC ou Comunidade de Vida Carismática!

    Toda esta situação é vergonhosa!

    OMNIA INSTAURARE IN CHRISTO

  9. Quem já criou um grupo para reza do rosário pelo Bispo?

  10. Conheci Frei Tiago esse ano e percebi nele a sua luta e amor por esse carmelo.
    Nas nossas conversas ele me contou que o bispo diocesano tinha tudo contra o tipo da espiritualidade tradicional carmelitana e pricipalmente a Santa Missa antiga.
    Creio eu que esse foi o motivo maior para expulsarem de sua Diocese.
    Rezo pelo frei e pelo seu carmelo. Deus e a Virgem do Carmo, não nos desampará.
    Amém.

  11. Pq os fiéis n se organizam como fizeram os que ficaram a favor do Padre Michel? Aqueles sim demonstraram ter sido bem orientados, rezaram publicamente. Quem tem boca vai a Roma.
    Pq o frei n recorre à Roma?
    Como Roma autoriza punir alguém que cumpre a ordem do Papa no motu proprio?
    A Montfort é tão ‘poderosa’ pq n ajuda o Frei?

  12. Frases interessantes de Dom Sérgio Aparecido Colombo, ditas na Homilia proferida no 2º dia da Novena da Padroeira do Brasil.

    “Nosso Deus é o Deus da Paz”.
    (…)
    “Pelo seu SIM [de Maria, na Anunciação] , o filho unigênito de Deus assume um corpo para RECRIAR a humanidade ferida pelo pecado. Por isso, acreditamos que no sim de Maria JÁ ESTÁ O SIM DE TODA A HUMANIDADE PARA A REALIZAÇÃO DA VONTADE DO PAI”.
    (…)
    “E assim o Verbo, Palavra de Deus que se faz carne, ASSOCIA-SE à Virgem, e nele, TODA a humanidade se reencontra e é reconciliada.
    (…)
    “O sofrimento de Maria ultrapassa a perda física do Filho para encontrar-se com O DRAMA DE FAZER A VONTADE DE DEUS. Seu sofrimento tem O MESMO VALOR que o sofrimento de Cristo…
    http://www.a12.com/santuario/academia/artigos.asp?art=80&lang=pt

  13. Alguém tem uma ideia de que escrever na petição? Estou a pensar a cria-la, mas não sei necessariamente como proceder… E nem para quem envia-la.

  14. Bom dia!

    Gostaria de sugerir, como o Alex disse acima, que fosse criada uma petição on line, para que a comunidade do Frei Tiago não seja “despejada”. Porém, só pode criar uma, alguém que tenha um site/blog (foi o que entendi, ao ler os requisitos para se criar uma petição on line). Como não o tenho, sugiro que quem tiver um, crie esta petição, para podermos participar.

  15. não podemos ficar de braços cruzados… o que podemos fazer de concreto para ajudar o Frei?

  16. Um dos maiores santos de todos os tempos, São Luiz Maria Grignon de Montfort, perdeu a conta de quantas vezes foi expulso de uma Diocese pelo Bispo.

  17. Nem tudo na Igreja se resume à luta Tradição versus Modernismo, nem o rito tradicional é único critério de avaliação, nem o que sai ao público é sempre suficiente para conhecer a realidade das coisas.

  18. Luís-Maria

    Concordo com teu comentário. Tem que escutar melhor o Bispo para ver o que está por trás de tudo. O fato de estar sendo celebrada a Missa Tridentina não significa, necessariamente, que a razão esteja com o Frei.

    Eu não opino sobre o assunto, pois não conheço nenhum dos dois. Por isso, como disse antes, seria interessante ver melhor as razões do Bispo.

    Acredito que possa ser um caso de perseguição injusta sim e que a razão possar estar sim com o Frei. Mas não dá para emitir um juízo sobre isso somente com o que nos foi passado….

  19. Luis e Diogo: Mas é isto que estamos pedindo e querendo desde o inicio. Uma palavra do bispo.
    Vejam o video e se emocionem.

  20. kkkkkkkkkkkk

    Engraçado ver todo mundo canonizando o sacerdote só porque celebra no rito tradicional. Vê-se que são pessoas de critério.

  21. Acho mesmo que o bispo deveria manifestar o PQ?, até porque EU PERGUNTO: PORQUE QUANDO NÓS REBANHO LIGAMOS PARA ELE , ELE GRITA NO TELEFONE? E FALA COM GROSSERIAS? Porque ainda, quando postamos algo no facebook da diocese eles apagam ? porque mando e-mail fazendo perguntas querendo esclarecer e eles NÃO respondem? SERÁ QUE QUEM DEVE TEME ?

  22. Não estamos CANONIZANDO o padre, e sim defendendo TODA UMA OBRA, TODO UM CARISMA. que cresceu deu frutos (graças ao trabalho manual do PADRE). o Rito Antigo entra nas desculpas de desobediência que o Bispo diz né,? MAIS DEIXAR MORRER TODA UMA COMUNIDADE assim ? que cresceu, deu frutos. VEJAM O VÍDEO POSTADO A CIMA!

  23. Aguardo o link da Petição a Favor do Mosteiro, se alguém a fizer, assino com gosto.

  24. O sacerdote que celebra o rito tradicional e tem a intenção de o fazer como a Igreja determina e o Sacríficio da Santa Missa o exige necessita que o celebrante seja no mínimo piedoso. Na missa nova é impossível se falar que não se comete profanações diárias, isso diante da recepção “nas mãos”, dancinha, músicas anti-litúrgicas, palmas, etc; não parece que se tem a intenção de celebrar o Sacrífico da Missa, a palavra sacrifício parece não ter semantica na missa nova.
    De fato não há como dizer que o sacerdote que celebra a missa de sempre é santo, mas piedoso ele deverá o ser no mínimo. Apesar do sarcasmo do Srº Vinicius Farias, a verdade é essa e o critério de piedade pré-existe; agora no missal novo o padre pode celebrar até em pecado mortal, desde que ele se confesse após em algum momento… sinceramente acredito que muitos não o façam, e isso sem ser sarcástico, pois é algo muito sério, aliás, a missa nova já tem um quadro de negação e contradição em sua própria criação, ela imita o culto luterano, aliás esse é bem sarcástico como fora seu fundador apóstata.

  25. Alguém sabe como fazemos esta petição e como elaboramos?

  26. Eu conheço o Frei Tiago, conheço o mosteiro e sei que uma enorme injustiça está sendo feita!!!! o mosteiro fica em lugar de dificil acesso, se chove não dá p/ chegar, é um lugar pobre!!! Mas a devoção do Frei e dos irmãos é uma coisa incrivel… as irmãzinhas entrando ou saindo da capela, é de chorar!!!!
    Isso não é justo! Não está certo!!!

  27. Mayara, conte-nos o que o Bispo grita ao telefone… conte-nos o que se diz por aí como desculpa para a expulsão… a senhora parece estar um tanto mais inteirada do assunto que a maioria aqui.

    De qualquer maneira seria bom que, junto a qualquer manifestação, procurássemos agilizar uma busca por novo local para os Carmelitas… talvez essa mudança produza um crescimento da Congregação.

    No mais, não devemos esquecer do mais importante: rezarmos e oferecermos jejuns e penitências pedindo a Misericórdia de Deus para o bem da obra e de seus integrantes.

    Frei Tiago, caso queira, entre em contato comigo para vermos a possibilidade de virem para minha região, que também está no interior de São Paulo, ao noroeste do estado. E-mail: apologista_@hotmail.com ou dsfcatolico@bol.com.br

  28. De fato, Não podemos afirmar que Frei Tiago fora expulso devido a forma de vida eremítica, mas por causa da Santa Missa Tradicional no Rito Carmelitano, assim como o Padre Anderson de Niterói e outros no interior de São Paulo. Porém, o reverendíssimo padre Tiago deveria regularizar sua situação junto a Santa Sé, pois como pode um homem estudar e ser ordenado no Rito Oriental Melquita e depois sem mais nem menos começa a rezar o Santo Rito Latino sem pedir dispensa? Se não houvesse vontade própria não haveria inferno, diz São Bernardo de Claraval.

  29. Engraçado, não é Vinicus Farias?

    Se falamos de um sacerdote que temos por piedoso por celebrar o rito tradicional, você ri em nossas caras! Não é você aquele que vem aqui no Fratres dizer que o carisma do Regnum Christi é a benedicência? Pois bem, eu o contraditei, dizendo que é só na aparência, e eis que você prova isso!

    Também não é você que todas as vezes que se fala da LC, vem tentar nos induzir a pensar que um sacerdote é piedoso pelo simples fato de ser da LC?

    Benedicência? Sei!!!

  30. Caro Diogo,

    Agradeço em nome da Comunidade, já pedindo que Nossa Senhora do Carmo te abençoe. Na verdade suas palavras são as primeiras não só de apoio mas de ajuda concreta. Quanto a desobediência não sabemos mesmo do que se trata. Você conhece algum Bispo em sua região capaz de acolher os irmãos pois esta questão realmente nos preocupa, principalmente as irmãs. Andréia

  31. oLÁ Diogo, com maior prazer irei contar, ligamos lá para agendar uma reunião com o Bispo de uns 20 leigos mais ou menos para saber ao certo o que está acontecendo.. ANTES MESMO DE DIZERMOS O MOTIVO DA LIGAÇÃO… SÓ AO DIZER QUE ERA A RESPEITO DO MOSTEIRO SANTO ELIAS.. ELE GRITAVA BERRAVA ” MOSTEIRO SANTO ELIAS? O QUE É ISSO?” “O FREI É UM ENGANADOR” “ELE NÃO É FREI ELE É UM PADRE COMO QUALQUER OUTRO” ENTRE OUTRAS COISAS…. EU LIGUEI COMO QUALQUER OUTRO LEIGO PODERIA LIGAR.. ESSA É A MELHOR FORMA DE UM PASTOR TRATAR O SEU REBANHO????

  32. Vinícius Faria, engraçado mesmo é vc dizer que lê livros de fundador pedófilo que morreu impenitente!

  33. Mayara,

    ligue de novo para o bispo, mas desta vez grave a conversa, coloque no YouTube e daí poderemos todos conhecer a serenidade do bispo.

  34. Lembram que o bispo de El Paso (USA) perseguiu furiosamente o reverendo padre Michael Rodriguez, entre outros motivos, justamente por que queria ficar com o dinheiro que os fiéis davam generosamente para a capela de San Juan Bautista? (…”Dom Armando Ochoa vem a público para fazer uma declaração bombástica: O Reverendíssimo Padre Michael Rodríguez teria se apropriado indevidamente de fundos doados para a execução de obras em sua antiga paróquia San Juan Bautista”!
    https://fratresinunum.com/2012/01/18/a-guerra-na-diocese-de-el-paso-continua-padre-michael-rodriguez-sofre-mais-um-ataque-sangrento/ )

    Pois é…

    No “Comunicado ao Povo de Deus” emitido pelo bispo de Bragança paulista, o último parágrafo da 1.a página é bastante significativo:

    “É importante lembrar que todas as doações feitas pelos fiéis para as obras de apostolado numa igreja diocesana, são feitas não para quem as recebe, mas para a igreja diocesana, que é responsável por todas as obras de apostolado”.

  35. Bem lembrado João! Os fiéis têm todo o direito de saber para onde estão indo suas doações e doar para empreendimentos que sejam católicos e não um fundo diocesano indistinto, confiando apenas que a diocesar empregará o dinheiro da melhor forma possível.

  36. Estou aguardando mais esclarecimentos das partes, para emitir algum juízo.!!

  37. Por que o bispo não precisou qual a desobediencia do padre em questão ?

  38. Em caso de dúvida quanto à legalidade de algum ato do ordinário local, o sacerdote tem todo o direito, se for o caso, de procurar o Tribunal Eclesiástico, em primeira, segunda instância, e até recorrer à Roma, mas isso deve ser feito pelos diretamente interessados.

    No mais – as palavras belas e sábias do Hebert Rezende:
    ” A vida religiosa é assim, só santos passam por isso, é sinal CERTO de santificação.”

  39. Apoio o sr Bispo neste caso. E foi a Santa Sé que assim decidiu. Não cruxifiquem as pessoas sem conhecimento de causa.

  40. A Santa Sé proferiu uma decisão e ela não o faz baseada em nada senhores. Agora, o que a Santa Sé jamais fará e nenhum membro da Igreja, é denegrir a pessoa de ninguém. Sábios os que preferem mais informações pra chegar a uma conclusão. Sábios os que procuram os fatos sem crucificar a esmo. Fiquem em paz!

  41. Faltam informações mais claras de ambas as partes sobre os detalhes do problema, não obstante muito se possa conjecturar com pouco risco de juízo temerário. Recomendaria uma solução discreta, por exemplo, a procura de outro bispo, em outra região, para uma conversa. Nada me parece sem solução, sobretudo pela discrição e respeito na resposta do padre e pela falta de clareza da parte do bispo quanto à tal “desobediência”. Havendo acolhimento não só das pessoas, como da disciplina do grupo, o que não é tão fácil assim, cabe a quem acolheu providenciar direta ou indiretamente o que seja necessário para a regularidade. Carta belíssima esta do “Frei Tiago”, a quem agradeço se por mim rezar!

  42. Com todo respeito ao Frei Tiago, diante do conteúdo da carta do Bispo, o conteúdo em resposta da carta do Frei Tiago me parece quase que uma aceitação/confirmação do que o Bispo insinuou. Num momento tão grave em que a derrota é certa, em que a sentença é dada publicamente, não haveria mais nada a fazer a não ser trazer tudo totalmente às claras e deixar claro qual foi o problema com o Bispo, deixar claro o que o Bispo disse na audiência (claro, em relação às acusações e não a outros detalhes desnecessários). O Bispo parece deixar claro em sua carta que houve alguns contatos com o Frei e que devido a estes contatos é que se encontrou os motivos para a expulsão. O estranho é que em momento algum o Frei diz “não houve contato algum”, ou se houve ele não diz “houve contato e a conversa foi esta”, ou algo como “se o Bispo nos expulsou, só pode ter sido uma interpretação extensiva disto e disto”. Frei Tiago em sua carta simplesmente repete o trabalho que desenvolveu (e ótimo trabalho parece), como se ele quisesse sublinhar mais o trabalho do que o atrito com o Bispo em si, sendo que, tudo indica ser momento para se defender…

    Mas enfim, talvez seja exatamente a forma que o Frei Tiago encontrou de sofrer de forma quase que solitária tudo que pode ter ouvido do Bispo…

    Cada vez mais óbvio que com estas autoridades “renovadas”, não há diálogo, somente alguns acordos quase sempre caros demais.

  43. No dia 14 de novembro liguei para a Cúria da Diocese de Bragança Paulista e conversei com o chanceler, Mons. José Corrêa. As justificativas apresentadas por ele para expulsão dos carmelitas: 1. Não são carmelitas e Frei Tiago é, em verdade, Pe. Cristian Spinola Montadon, incarnando na Arquidiocese de Aparecida; 2. Somente o Pe. Cristian tinha permissão para experienciar a vida eremítica e que a criação posterior do Carmelo foi um ato irregular; 3. O bispo está agindo de acordo com orientações da Santa Sé, especificamente da Congregação para Vida Consagrada. Informou-me que para mais detalhes eu poderia procurar o Cardeal Braz de Aviz; 4. Citou fatos que comprometem a moral do frei e que eu não registrarei aqui.
    Logo em seguida o bispo me ligou confirmando tudo o que o chanceler disse e, muito nervoso, informou-me que o Frei Tiago estava muito bravo comigo por estar defendendo o Carmelo ( oi? o senhor pode repetir?) .Disse que eu tinha todo o direito de buscar esclarecimento mas ele próprio só levantou acusações fragmentadas e frases de efeito como : ” você não sabe quem é Frei Tiago” . Diante de um quadro tão escabroso perguntei se não era caso para intervenção policial, a fim de evitar que o suposto mal se espalhasse para outras dioceses. O bispo, D. Sérgio Colombo, afirmou que o frei necessitará da aprovação do bispo da nova diocese e, muito provavelmente, o bispo deste lugar entrará em contato com D. Colombo que lhe informará a situação perigosíssima que envolve o frei Tiago, que não é frei.
    No entanto, Dom José Maria Piheiro, bispo emérito de Bragança Paulista, afirma, em documento datado do dia 15 de setembro de 2011: “Declaro, em virtude de não terem sido localizados os devidos documentos, que recebi os votos perpétuos do Frei Tiago de São José, numa cerimonia ocorrida publicamente em 31 de maio de 2009 na cidade de Mairiporã, dentro de celebração da Santa Missa.
    Atesto também que, desde junho de 2007, investi o Frei Tiago no cargo de Prior do Mosteiro Santo Elias, dos Irmàos Carmelitas Eremitas, confirmando este instituto de direito diocesano, que havia sido fundado na época de Dom Bruno Gamberini, autorizando a receber noviços e usarem o hábito próprio, enquanto fui Bispo da Diocese de Bragança Paulista”.
    Se efetivamente há acusações tão graves contra o Frei Tiago , a postura colérica do Bispo D. Sérgio Colombo e a falta de justificativas fundamentadas publicamente não ajudam os leigos na compreensão do caso e cria um clima de insegurança. Se até o bispo deve obedecer o Papa ( ou não é isso?) e, se quem conhece o Carmelo Eremítico sabe que tudo o que eles fazem está de acordo com o Magistério da Igreja, quem realmente age em desobediência? Quais são os fatos ocultos e graves que maculam o trabalho deste Carmelo?
    Conheci pessoalmente o Frei Tiago e os carmelitas e nunca ouvi nenhuma orientação contrária à Tradição da Igreja Católia. Muito, muitíssimo pelo contrário. Há seriedade e cuidado no trato das coisas de Deus e este zelo inspira e atrai pessoas dos mais diversos pontos do país…como eu, que não moro em Atibaia.
    Se um pai afirma aos filhos que estes seguiram um farsante mas não mostra quais eram as farsas e, se além disso, o tal farsante age publicamente de acordo com os preceitos divinos, é natural que os filhos passem a desconfiar da sanidade do pai ou , então, sintam-se inseguros e incapazes de discernir o bem do mal. Creio que o bispo D. Sérgio Colombo pode estar corretíssimo ao expulsar o Carmelo de Atibaia, mas quando não justifica com clareza e responde aos seus filhos grosseiramente , levanta sobre si próprio a sombra da injustiça e falta de honestidade. Só cabe rezar, tanto pelo Carmelo como pelo Bispo…e muito mais pelo Bispo…
    Encerro com um trecho do livro ” O Diário da Felicidade” do monge ortodoxo Nicolae Steinhardt: “Milhares de diabos me formigam quando vejo como o cristianismo é confundido com a tolice, com uma espécie de piedade tola e covarde, com uma beatice, como se o destino do cristianismo não fosse senão deixar o mundo ser escarnecido pelas forças do mal, e ele, em si, facilitasse as más ações, dado que é por definição condenado à cegueira e à paraplegia.
    Em parte nenhuma e nunca Cristo nos pediu para sermos tolos. Chama-nos para sermos bons, brandos, humildes de coração, mas não idiotas. Como poderia gloriar a tolice Aquele que nos aconselhou a estarmos entre atentos para não sermos surpreendidos por Satanás? … Deus ama a inocência , não a imbecilidade”.

  44. Ora Frei Tiago, ou melhor vamos chamá-lo pelo nome Pe Christian, vivemos em sociedade, temos direitos e obrigações. Os padres têm regras. Mas o sr quer viver em nossa Diocese sem seguir regras? Temos Agostinianos em nossa Diocese, inclusive em nosso Conselho, não estou vendo eles serem expulsos!!! Aliás temos muitas ordens aqui, todos abraçam seu ministério sem problemas… O sr está querendo dizer pra todos que está sendo injustiçado pelo Bispo, pelo conselho de Presbíteros, pelo Assessor Canônico, pela Santa Sé, enfim por toda a Igreja? Me responda, por que não ficou em Aparecida onde ordenou-se? Quando há mais perguntas que respostas fica tudo mais estranho…

  45. “Se fosse a instalação da quadrilha marxista de Boff. O Bispo cederia até a residência dele”
    Assino em baixo!

  46. Qual a linha “pastoral” da diocese ?

    Alguém pode falar sobre a diocese ?

  47. Cara Paula (23 novembro, 2012 às 6:55 pm),
    O seu apoio a o “sr.’ Bispo e a sua advertencia a não condenar sem conhecimento de causa pre supõe que você conheça os motivos do Bispo, então nos ajude a entender tanto quanto você nos falando as causas reais,por que esta de “desobediencia” não cola por que se todos os padre desobedientes fossem espulsos talvez ficariamos com 5% e se isso fosse aplicado aos leigos suponho que não passaria de 3%.
    Enfim a justificativa de que “foi a Santa Sé quem decidiu” também não esclarece nada. Você sabe que até o S.Padre Pio foi interditado e o fundador dos Legionários teve seu processo arquivado. Nem sempre a verdade chega a Roma, na maioria das vezes não chega mesmo.

    In Jesu.

  48. Sei dizer que não é a primeira vez que vejo padres ligados à Tradição serem expulsos e DIFAMADOS, infelzmente…mas até agora tinha sido casos unitários. Um mosteiro inteiro expulso consegue ainda ser mais grave. Não conheço o Mosteiro e nem o Frei mas tenho ótimas referências. Pelo trabalho, pela fé, pela firmeza e coragem. Foram quantos religiosos expulsos com essa decisão? E expulsou e pronto? Prá onde vão? Espero que essas vocações não sejam jogadas ao vento por essa intervenção. Que Deus tenha misericórdia e piedade de todos nós.

  49. Ora comentários como os da srª Helena são no minimo ridiculos. “Temos Agostinianos em nossa Diocese, inclusive em nosso Conselho, não estou vendo eles serem expulsos!!! Aliás temos muitas ordens aqui, todos abraçam seu ministério sem problemas…” . Caro FREI TIAGO DE SÂO JOSÈ (sim é FREI segundo afirma Mariana 24 novembro, 2012 às 4:08 am:”Dom José Maria Piheiro, bispo emérito de Bragança Paulista, afirma, em documento datado do dia 15 de setembro de 2011: ‘Declaro, em virtude de não terem sido localizados os devidos documentos, que recebi os votos perpétuos do Frei Tiago de São José, numa cerimonia ocorrida publicamente em 31 de maio de 2009 na cidade de Mairiporã, dentro de celebração da Santa Missa.
    Atesto também que, desde junho de 2007, investi o Frei Tiago no cargo de Prior do Mosteiro Santo Elias, dos Irmàos Carmelitas Eremitas, confirmando este instituto de direito diocesano, que havia sido fundado na época de Dom Bruno Gamberini, autorizando a receber noviços e usarem o hábito próprio, enquanto fui Bispo da Diocese de Bragança Paulista’.”) se para ser verdadeioramente um Religiosos so senhor tem que passar por isso conte com nossas orações.
    Minh cara srª Helena ser agostiniano, ou qualquer outra ordem, não nos dá garantia de Ortodoxia, pelo contrário, o que temos visto é uma terrivel crise na vida religiosa o expemplo mais evidente é o santuario de Aparecida, mas vamos crer que os agostinianos de sua diocese realmente sejam Catolicos, você acha que o seu BIspo iria ter coragem de mexercom eles? Lembro-me de um caso semelhante na diocese de Anapolis com a Arca de Maria, Dom Pestana, um santo Bispo, os acolheu e ajudou, quando chegou seu sucessor prontamente quis interferir na vida da Fraternidade dificultando sobre tudo sua vida em outras dioceses, mas em outras congregações eles não ousou interferir, como os Franciscanos da Imaculada.Pois bem,isso http://www.diocesedebraganca.com/osdb/noticias/formacao-e-santa-missa-em-cachoeira-do-piria em sua diocese, e em muitas outras é muito bem vindo. Certo?

    In Iesu

  50. Nada está bem esclarecido nesta situação, nem os motivos reais do Bispo Dom Sergio Colombo, nem os motivos do religioso em questão. Quem “paga o pato” é sempre o fiel, aquele que necessita dos sacramentos, aquele que tem fome e sede de Deus e que na atual conjuntura do cinquentão senil e depravado concílio é obrigado a “engolir” os sapos de uma liturgia vazia, protestantizante e forjada. É uma morte lenta, agônica e dolorosa que experimentamos todos os dias com padres e bispos nada ortodoxos em sua doutrina e postura que não aceitam aqueles que fazem diferente e retornam ao caminho da Verdade e da Tradição.

  51. É evidente, para quem não tenha nenhum problema de idéias obsessivas, que o problema do Frei não foi desobediência, ou que ela não fora a causa determinante da “expulsão”!!!
    A respeito desse Bispo, sei que é centralizador e regrador, o que me parece bom, pois alguns padres faziam o que queriam nessa diocese. Extirpou das paróquias a história de “bater palmas pra tudo” (auditório evangelico) e me parecia até apoiador de algumas tradições populares da paróquia de sua Cátedra.
    Mas, como já opinei bem acima, o problema parece ter sido o dinheiro doado à comunidade do frei (aliás, o bispo anterior fez uma declaração, mas será que isso corresponde tb. à verdade ?). Assim, imaginar que o problema se deveu só pelo fato de o mosteiro ser tradicionalista, é um tanto precipitado.
    Sei também que o Sr. Bispo recebeu titulo de cidadão bragantino logo depois que chegou à Diocese,…

  52. Cara Mariana,

    Você disse no ítem 4 da sua última mensagem em que refere as justificativas de um Monsenhor de Bragança, que ele teria apontado fatos conra a moral do frei… esses supostos fatos seriam de si (se verdadeiros, é claro) capazes de – sozinhos – justificar a expulsão, ou são fatos de menor importância? São fatos imputados contra ele de qual ordem? Em relação a quê? Dinheiro, bebida, mulheres, jogos, maledicência?

    Deixei meus e-mails, caso queiram entrar em contato… tive em mente duas dioceses vizinhas daqui, mas como o Bispo Dom Sérgio disse, antes que outros Bispos os aceitem provavelmente ligarão para Dom Sérgio e se ele está tão nervoso assim, irá difamar tanto os carmelitas que ficarão sem aceitação. Então a hora é de se esclarecer tudo… e se for o caso atuar de maneira mais forte no exercício da legítima defesa. Frei Tiago pode escolher apenas sofrer com isso, mas se está sendo injustiçado de fato, alguém deve defendê-lo.

    Peço gentilmente esclarecimentos.

  53. Desculpem, senhores, está claro que pretendem apenas defender, não procurar a verdade. Vou fazer minhas as palavras de alguém aqui na página, complementando que há duas coisas que todo cristão deve ter em seu coração sacralizado:
    Primeiro: a Igreja não toma decisões baseada em conversas de botequim mas em fatos comprovados. Segundo: a Igreja não denigre a imagem de ninguém.
    Entendo o sentimento de vcs. Mas creio que todos nós temos deveres e obrigações ou será que alguém aqui está querendo dizer que só devemos fazer o que nos convém? Não temos regras? Quando elmos a Bíblia só gostamos de algumas páginas e as aceitamos como prática e outras ignoramos e deixamos de lado? Cristo não ensinou isso mas seria bom, prazeroso. Mas não funciona assim. Os padres seguem regras. Acaso Pe Christian deseja estar acima dessas regras? Quando ordenou-se em Aparecida não ficou naquela Diocese por que? Ao ser chamado diversas vezes para resolver suas questões com esta Diocese (que tem regras) não se prontificou a resolvê-las por que? A Santa Sé proferiu orientação a respeito. O Conselho de Presbíteros desta Diocese e o Assessor Canônico confirmaram e só depois DE MUITAS CONSIDERAÇÕES a Diocese tomou decisão. Será que a Igreja TODA está mesmo cometendo uma injustiça? Quando há mais perguntas do que respostas algo soa estranho.
    Apoio a decisão tomada com a certeza em meu coração de não cometer nenhum erro.
    Deixo aqui um abraço fraterno a todos.

  54. Não deixa de ser interessante vermos que os bispos ainda são capazes de expulsar religiosos de sua diocese. Por que, então, não resolvem os problemas com padres e religiosos que espalham a heterodoxia e que de dentro da estrutura da Igreja insuflam os fiéis a deixarem de ser católicos – velada ou publicamente? Se um bom número de pessoas achava que os bispos estavam de braços atados, que temiam que o prejuízo (espiritual, obviamente) de expulsões dos hereges superaria os benefícios, estamos vendo que não é assim, que quando querem os bispos sabem mandar em suas dioceses. Então, por que a situação escandalizante que vemos em nosso país? Só dá pra concluir que nas dioceses onde sobram os escândalos há conivência dos bispos (sem atenuante de que tinham receio, ou as “mãos atadas”).
    Em relação ao caso em particular, essa diocese deve estar em situação exemplar, e todos celebram conforme orientação de Roma desde a posse deste bispo, correto? É de se supor também que antes de sua chegada, a diocese tinha vários problemas (já que os bispos anteriores aprovaram a presença desses religiosos “tão problemáticos”). Alguém da diocese poderia confirmar se é assim?

    Agora, uma reflexão. É curioso como hoje em dia se pode modificar a liturgia, criar grupos com práticas de outras religiões, falar mal do Papa, reescrever o Catecismo, se aliar com qualquer tipo de político, e se alguém reclama vem praticamente um uníssono falando de tolerância, de abertura, que os tempos mudaram. No entanto, a burocracia canônica (não sei se nesse caso foi desrespeitada, nem estou subestimando a importância de regras) é defendida com unhas e dentes, e o “papel do leigo” (que hoje em dia praticamente tem o “direito” de celebrar a Missa), nesses casos, é o de obedecer sem questionar – aliás, o melhor é nem perguntar – qualquer ordem e medida burocrática diocesana, senão ele é “desobediente”, “orgulhoso”, “está fazendo o papel do demônio no mundo” e provavelmente é “feio” também.

  55. Frei Tiago, alguma coisa que eu possa ajudar. Muito triste com isso.

  56. Caro Marcelo!
    Quer saber a linha pastoral da Diocese? porque ? Seria para concluir que os dois estão certos mas que estamos falando de linhas diferentes? Mas se a decisão da linha vem do Bispo então o Frei (que é Frei sim) não fazendo parte desta linha deve sair então? Se sim, os dois estão certos mas a condução do caso, conforme falado pela Mariana foi colérica demais!!!
    Salve Maria

  57. Queriam um abaixo assinado para pedir ao bispo?
    Cá está http://www.peticaopublica.com.br/?pi=P2012N32486

  58. Frei Thiago fique de joelhos na frente de dom Sergio para ver se ele se lembra do que é perdoar um discipulo seu!

  59. Pelo visto, o bispo quer resumir a coisa a um problema financeiro… O frei não terá recolhido as esmolas dominicais para o caixa da diocese? Pela vida simples que leva (ele não come carne, nem nada gorduroso, só legumes refogados, por puro espírito de sacrifício), eu duvido que o monge queira ficar rico. Vale lembrar que na mesma diocese estão os opulentos Arautos do Evangelho, que nadam em dinheiro e ostentam uma riqueza nada monacal. Quanto darão esses ao caixa da diocese para lá ficarem? Quanto custa ficar na diocese de Bragança?
    Entretanto, todos sabemos que uma questão financeira seria, nesse caso, apenas uma desculpa. A raiva mesmo deve ser pelo fato do frei Tiago não celebrar mais a missa nova. Ele fez um voto de nunca mais celebrar outra missa senão a do rito carmelitano antigo. E esse aspecto deve irritar sobremaneira o cúpido prelado.
    Se o frei tivesse direito a uma palavra que explicasse isso…, tudo seria diferente. Urge pedir explicações!

  60. É sabido de muitos diocesanos de Bragança Paulista a afinidade de S. Excia. com as Diretrizes da CNBB.
    Também é de conhecimento de muitos que considera a liturgia tradicional um atraso. Deve ficar feliz, quando um padre, como o Coordenador Diocesano de Pastoral, a saber, Pe. Orestes de Oliveira Preto, celebra missa com jovens no chão (e há quem diga, com pão de queijo!)…

    Conheci a obra de Frei Tiago e confirmo que seu eremitério fica totalmente afastado do bairro mais próximo, de modo que nada atrapalharia a “ação pastoral” da diocese… Não obstante a isso, ainda muitas almas procuram aquele local de oração para rezarem e terem atendimento espiritual, uma vez que fora dali são poucos os lugares a quem recorrer na diocese…

    E também uma última informação, aquele terreno (do qual compõe uma capela de 1712 e um conjunto de prédios construidos por Frei Tiago, e do qual a diocese receberá de “mão beijada”) será ofertado a Comunidade Fala Senhor, de um senhor chamado Junior Silva. Tal “comunidade” se diz ser adepta a Renovação Carismática Católica (ainda que a própria estrutura da RCC a renegue, já que tal “comunidade” não segue sua estrutura e orientações) e atualmente possui sua sede em Mairiporã. Esta entidade tem se apoderado das instituições diocesanas de modo muito estranho, sendo seu fundador – casado e pai – coordenador diocesano da Pastoral da Comunicação.

    Cabe-nos agora, saber o que será feito com aquela capela (que se não fosse Frei Tiago passar por lá, ninguém daria um vintém!) bem como aqueles imóveis orçados em 600 mil reais…
    Ofereçamos nossas orações por aquela comunidade eremítica!

  61. Sou morador do Bairro e tenho acompanhado todo o trabalho que o Frei realizou, alem da Capela que estava totalmente abandonada, com o telhado caindo, ele recuperou com a ajuda da comunidade e alguns amigos, alem disto fez um Salão Paroquial, o Mosteiro e tantas outras obras e no entanto nunca pediu dinheiro para as obras, foram todas doações espontaneas, alem disto nunca abandonou a questão da religiosidade e da fé, porque como diz a propria escritura de que adianta FÉ SEM OBRAS, mas hoje infelizmente estão dando mais valor a Padres que gravam CD E DVD, valorizam e querem show, gostaria muito que o Frei permanecesse realizando as orações que o mundo tanto precisa.

  62. É muito triste e não da para entender , depois de tudo o que o FREI THIAGO realizou durante estes dez anos que assumiu uma capela que estava literalmente abandonada pela diocese ,porem DOM BRUNO acreditou que efetivamente o FREI de alguma forma desse vida e luz para as pessoas e este lugar , e o tempo provou que DOM BRUNO estava certo em ter confiado no FREI THIAGO, o que não da para entender é que só agora depois de tudo pronto o Sr BISPO vem dizer que a obra não era permitida, peço por caridade que o Frei possa permanecer realizando seu trabalho onde ele está.

  63. É com imensa tristeza que leio esta matéria… Tive a oportunidade de conhecer Frei Tiago e o mosteiro, um local agradabilíssimo e com grande espiritualidade. Pode constatar a dedicação do Frei e sua atenção aos fieis. Que ele possa encontrar um novo local e dar mais frutos ainda quando estava em Atibaia . salve Maria.

  64. Quem tiver facebook : http://www.facebook.com/flos.carmeli.9 vejam as fotos antes e depois dessa Obra!
    Quem não tem vejam esse blog: http://confrarianossasenhoradocarmo.blogspot.com.br/ tem apenas uma fotomais acredito que irão postar mais!

  65. Quem criou essa petição ? ^^

  66. Salve Maria!!!
    Para quem deseja apoiar a causa euma boa causa divulguem!!!

    http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoAssinada.aspx?pi=P2012N32486
    Não podemos deixar morrer o que é Bom e Certo e deixar o obscuro nos vencer!!!!

  67. Evangelho segundo São Mateus: ” Bem-aventurados sereis quando vos caluniarem, quando vos perseguirem e disserem falsamente todo o mal contra vós por causa de mim. Alegrai-vos e exultai, porque será grande a vossa recompensa nos céus, pois assim perseguiram os profetas que vieram antes de vós.”
    “Sereis odiados de todos por causa de meu nome, mas aquele que perseverar até o fim será salvo. Se vos perseguirem numa cidade, fugi para uma outra. Em verdade vos digo: não acabareis de percorrer as cidades de Israel antes que volte o Filho do Homem. O discípulo não é mais que o mestre, o servidor não é mais que o patrão. Basta ao discípulo ser tratado como seu mestre, e ao servidor como seu patrão. Se chamaram de Beelzebul ao pai de família, quanto mais o farão às pessoas de sua casa!”

  68. Embora ainda esparsos os fatos e obscura a verdade desse episódio, o comentário feito por “Adolfo” reforça a existência de pretensões economicas por detrás da expulsão do mosteiro. Não obstante, esse fato não elide o fato de que a referida instituição estivesse irregular.
    Contudo, certo é que o Sr. Bispo não pode agir sob pretextos para extinguir uma instituição que vinha dando bons frutos, especialmente colhidos da atitude e carismas dos freis, como se vê pelo carinho com que são tratados pela comunidade e frequentadores das missas e do mosteiro.
    A carta do Sr. Bispo, em face dessas circunstâncias, deveria ser mais eloquente e específica, e se não o foi é porque nada de grave ocorreu. Com certeza, alguma rusga deve ter ocorrido entre o Frei Tiago e o Bispo em sua “fiscalização” da instituição, muito provavelmente em relação ao rito da missa adotado.
    Entretanto, a via do bom dialogo serviria muito mais, àqueles que pretendem a manutenção do mosteiro e de seu carisma especial, devendo-se assim fazer uma petição mais apropriada, pedindo esclarecimentos ao Sr. Bispo acerca do destino da comunidade viva que se formou em torno daquele mosteiro, a qual ele não pode desprezar ou abandonar, sob pena de grave omissáo agora de sua parte.

  69. Completamente perplexo com tal atitude desse Dom Sergio….. Conheço o trabalho do Frei Tiago desde o inicio ….. Realmente estamos cercados de lobos em peles de cordeiros ……

  70. Frei Tiago, deixo aqui meu total irrestrito apoio , conheço teu trabalho de amor em divulgar o catolicismo claro, moderno , objetivo e com muita razão em cada homilia desde os Capela no Clube e sabemos de sua capacidade superior de nos ensinar a vida católica, um absurdo este bispo bragantino estar sendo contra tudo que você semeou de bondade um ABSURDOOOO, certeza que Jesus iluminara nossos caminhos , temos fé e paciência que tudo se resolvera bem ! Mantenhasua posição estamos com você hoje e sempre, seja capaz de compreender e resolver este pequeno impasse diante de tudo que você já fez !!
    Forte abraço BRUNO SCARABOTTOLO de Fortaleza/CE