Atentado contra a Virgem negra de Czestochowa, símbolo nacional da Polônia.

virgemPor Religión en Libertad | Tradução: Fratres in Unum.com – Neste domingo [dia 9] pela manhã um homem de 58 anos tentou danificar o ícone da Virgem negra de Czestochowa, que está sob a custódia do mosteiro de Jasna Gora, no sul da Polônia.

O agressor arremessou um objeto contra a imagem, que é muito venerada por todos os poloneses e, após o pontificado de João Paulo II, que a visitou várias vezes como Papa, também por milhões de católicos em todo o mundo.

“Os vigias do mosteiro reagiram imediatamente e detiveram o homem, entregando-o às autoridades”, explicou a porta-voz da polícia local de Czestochowa, Joanna Lazar.

Segundo informações, a imagem da Virgem, protegida por um cristal, não sofreu danos, embora alguns dados indiquem que o objeto lançado teria sido um vasilhame de tinta preta. Ainda não se sabe as motivações do homem detido.

O ícone chegou ao país em 1382 proveniente de Bizâncio e, desde então, forma parte da identidade nacional polonesa, sendo-lhe atribuídos numerosos milagres.

Tags:

4 Comentários to “Atentado contra a Virgem negra de Czestochowa, símbolo nacional da Polônia.”

  1. Não seria a primeira vez que ela sofrera atentados. O mais grave, ao final do qual são atribuídos vários milagres, aconteceu na madrugada do dia da Páscoa, do ano de 1430, o Santuário de Nossa Senhora, onde apenas os frades e alguns peregrinos se encontravam, foi repentinamente invadido por bandidos. Arrancaram do altar o quadro, jóias, cálices e tudo de grande valor, jogaram tudo numa carroça, pondo-se em fuga.

    Por descuido o quadro caiu da carroça e quiseram o recolocar, mas não o conseguiram. Do castelo mais próximo, vieram soldados armados e puseram-se imediatamente atrás dos bandidos.

    Os bandidos percebendo o que acontecera e não conseguindo recolocar o quadro no veículo, o chefe dos bandidos, na iminência de ser apanhado, encolerizou-se, golpeou-o diversas vezes com a espada e fugiu apressado. Ao chegar no local, soldados, peregrinos e frades [franciscanos], encontraram o quadro partido em três pedaços e o rosto de Nossa Senhora dolorosamente ferido.

    No Brasil, ela se assemelha um pouco e alguns até chegam a confundi-la com o quadro de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, de devoção redentorista.

  2. esse é apenas um dos milhares de inimigos que a nossa santa igreja tem nesse mundo de cultura pagã e podre outrora cristão o que nos resta á da bom exemplo e implorar misericordia

  3. Malditos iconoclastas !

  4. Interessante relato Cleiton Robsonn , pois eu não sabia desse fato histórico.