Ano da Fé e Nova Evangelização: Frei Betto é destaque na Canção Nova, Arquidiocese de São Paulo, Rádio Vaticano e… no portal de notícias Santa Sé!

Mas, afinal, há algum redator católico nestes veículos?

Matéria de 14 de janeiro de 2013 da Rádio Vaticano, divulgada também pelo portal de notícias da Santa Sé:

Portal de notícias da Santa Sé destaca prêmio concedido a Frei Betto.

Portal de notícias da Santa Sé destaca prêmio concedido a Frei Betto.

Frei Betto recebe prêmio José Martí 2013 da Unesco

Nova York (RV) – A Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (Unesco) concedeu o Prêmio José Martí 2013 ao teólogo mineiro, Frei Betto. Segundo a Unesco, o religioso tem trabalhado para promover a paz universal.

Frei Betto, que deve receber o prêmio em Cuba, falou à Rádio ONU sobre a distinção. Segundo ele, o caminho da paz é o mesmo que foi pregado pelo profeta Isaías, 700 anos antes de Jesus Cristo. Ele disse seguir a receita bíblica em seu trabalho e em suas ações.

“A paz tem que vir da justiça. Para isso, eu tenho lutado e este também é o significado do prêmio, que é um reconhecimento de todos que lutam nesta linha assinalada pelo profeta Isaías”, frisou o religioso.

Frei Betto que foi preso pela ditadura militar duas vezes no Brasil nos anos 60, disse que muitos jovens hoje são engajados, mas segundo ele, as drogas ainda são um problema preocupante.

De acordo com o teólogo, a juventude atualmente precisa de mais ideologias.

“Na minha geração aquela que tinha 20 anos nos anos 60 do século 20, havia drogas. Mais a incidência não era tão grande porque nós éramos viciados em utopia. E estou convencido de quanto mais utopias menos drogas, quanto menos utopia, mais drogas. E o mundo hoje carece de utopias libertárias. Hoje, as grandes ambições são de bem-estar material. Não há uma preocupação altruísta. Hoje, os herois da juventude não são mais aquelas pessoas como Gandhi, Che Guevara, Mandela, Luther King. Hoje, não. São as celebridades da moda, do mundo pop, do esporte” – destacou.

O prêmio será entregue a Frei Betto na Terceira Conferência Internacional sobre o Equilíbrio Mundial, que se realizará em Havana, Cuba, no fim deste mês. (MJ/Rádio ONU)

E outra matéria, de 8 de janeiro, agora da Arquidiocese de São Paulo, veiculada também pela Canção Nova:

Professores e estudantes comentam estudo da teologia hoje

“Não se pode entender o mundo atual e suas perspectivas sem um mínimo de conhecimento teológico”, afirmou Carlos Alberto Libânio Christo, o frei Betto, frade dominicano e escritor, em um artigo elaborado para discutir a importância do estudo da teologia. Há, no Brasil, várias faculdades e institutos que se dedicam ao ensino sério de uma teologia inserida na realidade. “Ora, se olharmos em volta”, continuou o frade, “vemos que a teologia se faz necessária e atual”.

Segundo frei Betto, os desdobramentos do Concílio Vaticano II exigem um novo perfil de Igreja e uma nova evangelização, na qual os leigos desempenham papel preponderante. “O aprendizado da teologia permite compreender melhor as resistências de setores católicos às decisões do Concílio. Enganam-se aqueles que pensam ser a teologia uma “metafísica dos anjos”. Ela é um amplo leque de possibilidades de apreensão do mistério que imprime à nossa existência um caráter transcendente”, disse.

Assim, o conhecimento teológico pode suprir a necessidade de uma atualização catequética, tornando a experiência do fiel mais madura e plausível ao mundo de hoje. “O estudo da teologia articula conhecimentos religiosos com outros ramos do saber, como filosofia, antropologia, ecologia, astrofísica”, afirmou frei Betto em seu artigo.

O livre docente em teologia e professor da PUC-SP, Afonso Soares, recordou o escritor e também teólogo Rubem Alves, ao falar ao jornal arquidiocesano O SÃO PAULO sobre a teologia na sua vida. “Teologia, dizia Rubem Alves, é o que conseguimos falar diante do mistério, ou seja, a partir de nossa experiência de Deus. Pensar que o teólogo explica ou descreve o mistério é falso. Para mim, estudar teologia sempre foi um exercício de tradução do que está consignado como revelação divina para categorias que tentem dialogar com os anseios do homem e da mulher de hoje”, declarou.

Gabriel Frade é casado, pai de três filhos e leciona teologia na Universidade Salesiana, no Mosteiro de São Bento de São Paulo e na Faculdade de Teologia Paulo VI. Para ele, é fundamental um laicato bem formado para contribuir nas diversas frentes que demandam a presença qualificada da Igreja.

“Apesar de os documentos da Igreja atribuírem grande importância na formação do laicato, constato que o campo do estudo da teologia para os leigos é ainda restrito. Vejo que lecionar teologia é fruto da aspiração do Vaticano II, que nos apresenta a Igreja não em chave de poder, mas em chave de comunhão fraterna”, comentou Gabriel.

“Certamente, temos motivos para ter esperança numa Igreja capaz de corresponder aos desafios da vida moderna. Os cursos para leigos ministrados nas paróquias, regiões e as faculdades são caminhos que, apesar das dificuldades, nos tornam mais conscientes e conhecedores da própria fé. Com a graduação em teologia, tenho a perspectiva de uma formação mais sólida para o testemunho e exercício pastoral”, declarou à reportagem o estudante do 3º ano de teologia da PUC-SP, Gilberto Macedo, que também é candidato ao diaconato permanente.

19 Comentários to “Ano da Fé e Nova Evangelização: Frei Betto é destaque na Canção Nova, Arquidiocese de São Paulo, Rádio Vaticano e… no portal de notícias Santa Sé!”

  1. É uma vergonha sem tamanho… Pior é que ele não é apenas “teólogo” é frade dominicano conforme qualquer um pode ver no site http://www.dominicanos.org.br/ que, aliás, é um site de apologia marxista travestido de site católico! É uma vergonha o que fizeram com a ordem dominicana que eu tanto admiro.

  2. Não me surpreendeu a publicação da entrega do prêmio ao teólogo da Teologia da Libertação. É pura notícia. Surpreendeu-me, sim, que isto seja veiculado por meios católicos brasileiros.
    Este teólogo, junto com Leonardo Boff entre outros, é também responsável pelo estado lastimável de nossa Igreja Católica no Brasil. Mas não é o único. Ele serve a um propósito maior. Basta ver onde ele estava quando soube da meñção de seu nome como ganhador do prêmio.
    Curioso notar a compreensão que Frei Betto tem de teologia. Não me parece a Teologia que tem nomes como São Tomás de Aquino e Santo Agostinho como alguns expoentes máximos; mais parece uma ciência que mistura outras tantas mais algumas águas sujas com o objetivo de vender uma visão de igreja mais aceitável ao mundo moderno. É a questão da fé que deve se adaptar ao mundo moderno, sob o risco deste não aceitar aquela. Um total absurdo!
    Triste constatação: boa parte da junventude dos anos 60 e boa parte da de hoje ainda tem assassinos como Che Guevara por heróis. Certamente, uma falha grotesta e maldosa do ensino de História em nossas escolas.
    Esse teólogo da reportagem sequer fala de Jesus Cristo, não como herói, nem tampouco como Caminho, Verdade e Vida. Parece que Nosso Senhor não merece ser mencionado. O que vale são as ideologias, as utopias e etc. Mas ambas vão parar na mesma lata de lixo.

  3. Atualmente estou lendo o livro A VERDADE SUFOCADA, e me causa consternação ver como a condução da revolução marxista, inspirada pelo diabo para a destruição da Igreja e dos homens teve em frei Betto e em inúmeros clérigos, religiosos e hierarcas da Igreja os mais fanáticos entre os mais fanáticos entusiastas. Quantos destes padres, por amor a uma ideologia falsa e anti-natural, foram responsáveis diretos pelo sangue de tanta gente inocente.
    É um desabafo, mas lamento o fato da ditadura ter sido uma dita MOLE, pois estes elementos, uma vez deixados vivos, terminaram por assassinar muito mais almas, coisa que não teria acontecido em outras circunstâncias… A caquética direita brasileira hoje em dia levou a fama sem deitar na cama. Deveria ter deitado na cama. Deveria ter sido dura MESMO, como foi Cuba, o Cambodja e semelhantes.

  4. Em tempo de crise, de inundações, de muita chuva. Tudo que não é bom, sobe. São papeis, garrafas, vasilhas usadas. As enxurrada levam bem alto para longe.
    Nos dias atuais, acontece o mesmo. pessoas que deveriam estar refugiadas num deserto, fazendo penitência dos seus inúmeros escândalos que praticou na Igreja. Para receber do Nosso Pai de misericórdia, o perdão de seus pecados.No entanto, é promovido pela mídia, como um grande benfeitor da sociedade. Suas ideias socialistas ou comunistas são aceitas pelos progressistas, com a maior naturalidade.
    O mundo, como dizia Pio XII. Perdeu a noção; que é amar e ofender a Deus. Então vemos tudo isso, acontecer com a maior naturalidade. Vamos rezar, fazer penitência, para que Deus nos defenda de um dia, nós também acharmos natural o erro e a verdade; no mesmo nível de igualdade.
    Joelson Ribeiro Ramos.

  5. Eis aí as digitais de Stalin encontradas em “Frei” Betto (que não deixa de ser cúmplice de milhões e milhões de mortes)!

  6. “Na minha geração aquela que tinha 20 anos nos anos 60 do século 20, havia drogas. Mais a incidência não era tão grande porque nós éramos viciados em utopia.”

    Tudo droga, nem sei quem faz mais estrago do que a outra, o problema é que a utopia é a droga coletiva.
    Deus tenha piedade de nós.

  7. Ai que dó do profeta Isaías! Ele bem que podia pedir a Deus para mandar fogo. Fogo do céu. Manda fogo, meu Senhor!

  8. FRATRES;
    Nada de espanto ou escândalo.
    Afinal, essa é a igreja conciliar.
    Frei Betto é um dos melhores exemplos dos frutos da primavera conciliar. Parecer “encarnar” em suas atitudes os conceitos emanados no concílio das maravilhas, afinal é ecumênico, socialista, liberal/modernista e evidadentemente, anticatólico.
    O último post já evidenciava mais um dos frutos conciliares:
    https://fratresinunum.com/2013/01/15/dom-muller-ordinariato-para-luteranos-moderados-que-veem-no-vaticano-ii-realizacao-dos-ideais-de-lutero/
    FRATRES, como sempre comento por aqui, diga-se de passagem, quando meus comentários não excedem em críticas ácidas e, portanto, “vetados” pelo nosso Moderador, acredito que vindo dessa igreja conciliar nada é impossível.
    Despreza-se a Doutrina ensinada a quase dois milênios em nome da desgraça conciliar.
    Hoje, essa igreja conciliar é tudo, exceto Católica.
    Não digo isso para “provocar” os neo-con, porque esses pobres coitados mal conhecem a Doutrina Católica, só uma deturpação conciliar, cujos frutos vemos nestes post’s.
    Estar em comunhão com essa igreja é estar em comunhão com gente desse quilate: hereges, apóstatas, ateus e comunistas…
    O próprio Apóstolo São Paulo nos disse que “viriam tempos em que se teria pruridos de se ouvir a verdade, preferindo-se as enganações”…
    É triste, porém, real.
    Guardemos nossa Santa Fé.
    Busquemos nosso refúgio nas orações e na devoção à Virgem Santíssima.
    Justamente Ela, quem nos avisou:
    “(…) e Roma perderá a Fé e tornar-se-á a sede do anticristo”.
    Do jeito que as coisas vão indo, temo que nem o anticristo queira ter sua sede em Roma, uma vez que essa igreja conciliar não parecer ser nada séria…
    Pra terminar, “aquela” perguntinha incômoda:
    É COM ESSA GENTE QUE O MONS. FELLAY QUER ESTAR EM PLENA COMUNHÃO ?
    Senhor, tenha piedade de nós!
    Cristo, tenha piedade de nós!
    Senhor, tenha piedade de nós!
    Nossa Senhora de la Salette, rogai por nós!
    Rogai pelo que sobrou da Igreja, após a desgraça conciliar!

  9. “Frei” Betto??? O que “foi preso pela ditadura militar duas vezes no Brasil nos anos 60”???
    Por que foi preso mesmo??? Por ajudar terroristas não é???

    Bom, se não me engano, segundo o Papa Pio XII em 1949 e ratificado pelo Papa João XIII em 1959, todo católico que colabora com o comunismo, recebe excomunhão ipso facto. E o que o “frei” Betto faz desde os anos 60??? Portanto apenas um exomungado.

    Agora o que eu não entendo, como o portalde notícias da Santa Sé da destaque a isso? Engraçado, se aparece um padre, defendendo a ortodoxia, a tradição, esse sim é o perseguido…

    Nossa Senhora já alertou em Fátima, mas parece que muitos resolveram dar de ombros.

  10. Vocês se surpreenderam com o fato de o Frei betto ser destaque na midia da CN? Eu me surpreenderia se a Canção Nova fizesse um destaque sobre os livros do padre David contra o aborto e o casamento homossexual.

    Da CN só sai heresias e heresiarcas.

  11. Na Canção Nova teve Missa tridentina domingo. Desta vez cederam um palco lateral, no evento chamado “revolução jesus”. Ainda não foi transmitida (o gran momento da transmissão está quase chegando, minha gente!), mas os neocons já estão a aplaudir emocionados! Com esse “afago”, a Canção Nova sossegou mais uma vez o ânimo bravio da “direita católica” (cf. Corção). Isso aí é apenas o retorno ao cotidiano.

  12. Is 5,20: Ai de vós os que ao mal chamais bem, e ao bem mal, que tomais por trevas por luz, e a luz trevas, que tendes o amargo por doce e o doce por amargo.
    Parece-me que a Canção Nova é um mosaico colorido: tem tudo para todos e faz alternancias no seu milk shake doutrinario: Pe Paulo Ricardo, doutrina católica tradicional 100% católica, vale a pena aprender e apreender; depois pentecostalismo protestante, dos RCCs auês, após, um recheio de relativismo com o revolucionario Pe Fabio de Mello disfarçado de ser da TL, daí inclui no cardapio umas pitadinhas de ideologia marxista, taí frei Betto para não desmentir, e sua escolha para o premio deveria merecer não aplausos, mas censuras da CN por ajudar a comunizar o mundo e combater o cristianismo e não o evidenciar, e outros de quebra, e já teve o Edinho e Gilberto Carvalho mestres em ideologia comunista em programas.
    Não foi à toa que varias pessoas já têem deixado de contribuir com a C Nova, inclusive lá em casa e amigos.
    Só de admitirem o protestantismo pentecostal em seus programas de retiros e outros eventos daria ideia que adotam também o relativismo, suficiente para que não nos merecessem nossas audiencias e contribuições.
    Salvo o pe Paulo Ricardo

  13. A ONU premiar esse infeliz não é estranho. Vergonhosa é a propaganda disso por parte da CN (vamos concordar que isso também não chega a ser surpreendente) e sobretudo da Santa Sé.

  14. Com a aposentadoria de Hans Küng, Frei Betto poderá ser o novo engenheiro da Religião Universal (cf. “O Poder Global e Religião Universal”, Monsenhor Juan Claudio Sanahuja (Ecclesiae).

  15. LOGICAMENTE, COM A FORÇA DO PRÍNCIPE DESSE MUNDO E SEUS COMANDADOS, JÁ QUE O TEMPO QUE LHE RESTA É POUCO…
    EXISTEM MAIS FREIS BETTOS DA VIDA EM CIRCULAÇÃO, JOIOS EM MEIO AO TRIGO EM PLENO CRESCIMENTO…
    GRAÇAS SEJAM DADAS A ELEITORES DE COMUNISTAS, COMO DO PT…
    A Igreja passa por um período serio de turbulencias como nunca; vejam na net, li-o recentemente, o discurso do grande bispo D Manuel Pestana Filho sobre as possiveis infiltrações de maçons, comunistas e protestantes no Vaticano II, citando o Cardeal Bugnini agindo como agente protestante, suspeito de ser idem maçon e a tentativa de se unir aos protestantes à força, do Mons. Benelli e o caso do bispo(?) de Kiev, coronel da KGB…
    Há mais altos hierárquicos infiltrados ou subvertidos denunciados como promotores de ações de tal natureza…
    Há muitas mais denuncias de infiltração desde a década de 30 na Igreja por 2 agentes dissidentes ou arrependidos de Stálin: Bella Dodd e Yuri Bezmenov, dentre mais.
    A propria Teologia da Libertação, a Marxologia da Subversão foi um dos frutos dos dissensos à Igreja, de seu interior, no intuito de a implodir, a serviço de outras “potestades”; seriam seus ex sacerdotes e leigos agentes infiltrados na prestação de tal obra de contribuirem para desvirtuar os ensinamentos do cristianismo, simplesmente socializando-os.
    E bom notar que os que votam em partidos comunistas como no PT e seus candidatos colaboram na direção de darem alento a movimentos contra a Igreja…

  16. Os cursos para leigos que são ministrados na minha cidade, atualmente, vão contra tudo o que o Catecismo da Igreja ensina. Ou seja, o leigo não conhece teologia mas crê naquilo que os pais sempre ensinaram: diabo, a volta de Jesus, milagres bíblicos, obediência ao Papa, etc. “Padres” vão e ensinam que tudo o que tem na bíblia é mito e que o papa é “só mais um na trupo dos apóstolos falíveis”. O fiel passa a acreditar, afinal, o padre ensinou.

  17. Clero hippie delirante… e ainda têm seguidores e admiradores…

    Frei Betto promovendo a religião universal da ONU e do Vaticano II…

    O povo tolo segue os padres, não a doutrina.

    Seguiriam Lutero se ele fosse bispo ou padre no Brasil ao invés de confrontar suas heresias com o catecismo.

    Por isso, seguem os dominicanos e franciscanos marxistas, outrora inquisidores e preservadores da fé.