O ranking dos “pastores” mais ricos do Brasil, segundo a revista Forbes.

UOL – “Religião sempre foi um negócio lucrativo.” Assim começa uma reportagem da revista americana “Forbes” sobre os milionários bispos fundadores das maiores igrejas evangélicas do Brasil.

A revista fez um ranking com os líderes mais ricos. No topo da lista, está o bispo Edir Macedo, que tem uma fortuna estimada em R$ 2 bilhões, segundo a revista.

Em seguida, vem Valdemiro Santiago, com R$ 400 milhões; Silas Malafaia, com R$ 300 milhões; R. R. Soares, com R$ 250 milhões; e Estevan Hernandes Filho e a bispa Sônia, com R$ 120 milhões juntos.

Edir Macedo, fundador e líder da Igreja Universal do Reino de Deus, além de ser o pastor mais rico do Brasil, possui templos até nos Estados e um jatinho particular, de modelo Bombardier Global Express XRS, estimado em R$ 90 milhões.

Macedo tem 10 milhões de livros vendidos, alguns deles extremamente críticos à Igreja Católica e a algumas religiões africanas.

Seu maior movimento aconteceu na década de 1980, quando adquiriu a rede Record, a segunda maior emissora do Brasil. Além disso, é dono do jornal “Folha Universal”, que tem uma circulação de 2,5 milhões de exemplares, e da gravadora Record News.

Seguindo os passos de Macedo, Valdemiro Santiago é ex-pastor da Igreja Universal do Reino de Deus. Após se desentender com o chefe, ele fundou sua própria igreja: a Igreja Mundial do Poder de Deus, que tem 900 mil seguidores e mais de 4.000 templos, muitos deles adornados com imagens dele. Sua fortuna é estimada em R$ 400 milhões.

Silas Malafaia é líder da Assembleia de Deus, a maior igreja pentecostal brasileira. Entre os pastores, ele é o mais polêmico, e se envolve frequentemente em controvérsias com a comunidade gay do Brasil, já que declara ser o maior opositor ao casamento gay.

Ele também é uma figura proeminente no Twitter, onde possui mais de 440 mil seguidores.

Em 2011, Malafaia, cuja fortuna é estimada em R$ 300 milhões, lançou uma campanha a fim de arrecadar R$ 1 bilhão para a sua igreja, com o intuito de criar uma emissora de televisão global, que seria transmitida em 137 países. Os interessados podem contribuir com somas a partir de R$ 1.000, e em troca receberão um livro.

Já o cantor, compositor e televangelista Romildo Ribeiro Soares, conhecido como R. R. Soares, é possivelmente o mais multimídia entre os pastores brasileiros. Fundador da Igreja Internacional da Graça de Deus, R. R. Soares é uma das faces mais regulares da TV brasileira.

Ele também é ex-membro da Igreja Universal do Reino de Deus, além de ser cunhado de Macedo. Autointitulado “missionário”, tem uma fortuna estimada em R$ 250 milhões. Seu jatinho particular, de modelo King Air 350, custa “apenas” R$ 10 milhões.

Fundadores da Renascer em Cristo, o “apóstolo” Estevam Hernandes Filho e sua mulher, a “bispa” Sônia, possuem mais de mil igrejas no Brasil e no exterior – várias delas na Flórida, nos Estados Unidos.

Com uma fortuna estimada em R$ 120 milhões, o casal foi manchete dos jornais internacionais em 2007,quando foram presos em Miami sob a acusação de levarem consigo mais de R$ 100 mil não–declarados. Algumas notas estavam escondidas em meio às páginas da Bíblia, segundo agentes norte-americanos.

Eles voltaram ao Brasil um ano depois, onde respondem por outros crimes, entre eles a queda do teto de um de seus templos, que deixou nove pessoas mortas em 2009.

Entre seus ex-fiéis mais conhecidos, está o jogador de futebol Kaká, que doou mais de R$ 2 milhões no período em que frequentou a igreja. Ele deixou a instituição após as denúncias de fraude envolvendo o casal Hernandes.

Ser um pastor evangélico no Brasil é o sonho de muitas pessoas, de acordo com a Forbes. Diferente de muitas igrejas protestantes, que requerem que seus pastores tenham uma graduação, as igrejas neopentecostais brasileiras oferecem cursos intensivos para “criar” pastores com um custo de R$ 700, para poucos dias de aula.

Não é apenas uma questão de dinheiro – Malafaia, por exemplo, chega a pagar salários de R$ 20 mil a seus pastores mais talentosos – mas também de poder, segundo a reportagem.

Muitos pastores brasileiros conseguiram passaportes diplomáticos nos últimos anos. Alguns, especialmente os mais ricos, são cortejados por políticos em época de eleições. Para finalizar, igrejas são isentas de impostos.

Crescimento os evangélicos

A Forbes também destaca o crescimento dos evangélicos no Brasil –de 15,4% para 22,2% da população na última década–, em detrimento dos católicos. Hoje, os católicos romanos somam 64,6% da população, ou 123 milhões de brasileiros. Os evangélicos, por sua vez, já somam 42 milhões, em uma população total de 191 milhões de pessoas.

Para a revista, um dos motivos do crescimento de religiões evangélicas se dá graças à teologia da prosperidade, segundo a qual o progresso material é resultado dos favores de Deus. Enquanto o catolicismo ainda prega um olhar conservador sobre o além-vida, os evangélicos –sobretudo os neopentecostais– são ensinados a ter prosperidade nesta vida.

A fórmula parece estar funcionando. De acordo com a revista, os evangélicos formam uma parte da nova classe média brasileira, conhecida como classe C. Enquanto isso, os mais ricos e os mais pobres permanecem católicos.

Os evangélicos não só usufruem de seus bens como doam uma parte de sua renda à igreja – prática conhecida como “dízimo” e que também está presente em outras religiões cristãs. Isto faz com que certas igrejas pentecostais sejam negócios altamente lucrativos, e seus líderes, milionários. É a chamada “indústria da fé”.

30 Comentários to “O ranking dos “pastores” mais ricos do Brasil, segundo a revista Forbes.”

  1. Essas são as Igrejas Prostitutas a qual o Livro do Apocalipse chama de “A Grande Meretriz”. O incrível é que alguns evangélicos chama a Igreja Católica Romana de Prostituta e esquecem -se de olhar para a verdadeira que está bem debaixo dos seus narizes.

  2. Não precisa dizer mais nada…

    Católicos!!! Não se preocupem com essas pessoas…

    Tenho pena de muitos protestantes que vivem para dar contra testemunho da Igreja Católica. Pobres protestantes!!! Se eles ao menos vissem como nós, católicos, nos preocupamos com eles!!!

    O numero de evangélicos cresceu no Brasil? Verdade. Mas vejam o motivo: “Para a revista, um dos motivos do crescimento de religiões evangélicas se dá graças à teologia da prosperidade, segundo a qual o progresso material é resultado dos favores de Deus. Enquanto o catolicismo ainda prega um olhar conservador sobre o além-vida, os evangélicos –sobretudo os neopentecostais– são ensinados a ter prosperidade nesta vida”.

    Pra que se preocupar com pessoas assim???

    Devemos nos preocupar é com a crise DENTRO da SANTA IGREJA… ao ver noticias como essas, não me preocupo mais… o numero de protestantes pode crescer ainda mais no Brasil que eu nem vou me importar…

    Eu vou me importar é com os movimentos carismáticos e pentecostais que invadem a SANTA IGREJA, que se aproximam, e muito, dessas igrejas evangélicas…

    Católicos, LEVANTEM!!! Devemos é “tomar a Cruz” e seguir nosso Bom Deus; prosperidade nesta vida??? pra quê???

    Rezemos pela Santa Igreja, e que Deus abra os olhos e não os bolsos dessas pessoas… Amém!!!

  3. Eis os vendilhões do templo, a escória mais abjeta de toda súcia de hereges e cismáticos rompidos com a Igreja de Cristo.

  4. Agora os católicos poderão responder na mesma moeda aquele mesquinho argumento de protestantes que falam que o Vaticano é muito rico e deve dar toda a riqueza aos pobres. Se uma pessoa que pertencer a uma dessas seitas mencionadas falar isso para mim, eu já posso responder a mesma coisa:

    “O teu “pastor” fulano de tal é muito rico. Manda ele doar toda a riqueza para os pobres.”

  5. Certo. são picaretas e enganadores da “boa fé” dos tolos. Agoooora quando é que essa revista vai fazer a mesma coisa com essa padrecada modernista de auditórios e praças lotados, que são exatamente iguais a esses picaretas neo protestante? A igreja modernista e pós conciliar em nada pode criticar esses empresários; até porque ela é responsável por essa “avalanche”. Ela chega a ser pior que eles. Eles são os autênticos vendilhões; Essa “Roma” modernista é mais fraca e por tanto pior, porque é um “arremedo”, uma imitação barata da miséria “rica” e luxuosa desses infelizes. As “obras de caridade” que esses miseráveis modernistas fazem é só uma forma de encobrirem suas riquezas e a vida luxuosa que ostentam; com roupas. casas, carros importados etc.Tenho nojo eterno de toda essa promiscuidade de la e de cá. Vade!

  6. Isso só mostra que, no Brasil, ninguém pensa!

  7. Isto só mostra como o povo está sedento de Deus. Uma vez que os padres e bispos não oferecem mais o suave banquete da doutrina católica, mas apenas o veneno modernista, o povo vai atrás das bolotas de porco dos protestantes. Até quando?

  8. Bons tempos aqueles da Inquisição!

  9. O DIABO DÁ COM UMA E TIRA COM A OUTRA…
    As seitas relativistas no mundo atual progridem muito devido ao afastamento da Igreja Católica, de sua doutrina rígida para quem quiser seguir a Cristo de modo conveniente, mas o mundo de hoje é muito instigado por Satanás e as doutrinas que inspira a muitos de pregarem, oferece religiões de conveniencias, como de pronto atendimento aos desejos de um cliente, como se fora balcão de negocios, e em um povo se formação cristã devida o terreno fica fértil para o aparecimento de ervas daninhas como essas.
    As pessoas que conheço e não são poucas nesse sentido, disseram-me que estão lá por ter obtido isso ou aquilo; parece-me que quando uma pessoa entra para uma seita dessas o diabo sabe mexer na parte sensível dela, brinda-a com alguma coisa e ganha-a para a seita e a si.
    Quem procura e pratica a religião oferecedora desse situação mostra que crer e servir a Deus depende de proporcionar a si isso ou aquilo, um balcão de negocio em que o pastor não passa do comerciante intermediario e ele o cliente, fazendo ele de Deus apenas de seu servidor de meros interesses.
    Aí esta o pior de tudo: quem cai nessa das seitas troca sua fé por quinquilharias de curas, milagres, normalmente falsos, bem sabemos, pela vida eterna que não perece.
    Tenho varios exemplos próximos a mim de frequencia por dezenas de anos de parentes meus e no fim da vida estão algo deseperados e inquietos e cada dia que passa mais enfermos e complicados estão…
    É bom frisar também que a instigação de seitas proviria da maçonaria, de seus tributários partidos socialistas e comunistas para facilitar a relativização da sociedade, por a mesma assim estando ficar mais fácil dominar…

  10. Pequenas igrejas (seitas), grandes negócios!!

  11. Eu tive uma irmã que, infelizmente, já faleceu, que era fanática pela Igreja Universal do Reino de Deus, do “bispo (?)” Macedo. Ela deixou minha mãe quase sem nada, para “pagar” o dízimo que era alto, principalmente para ela que não tinha renda nenhuma, mas mesmo assim, os pastores exigiam o pagamento em espécie… Tenho um cunhado que também pertenceu a essa seita e me disse que quase ficou sem nada, pois os pastores queriam tudo, em troca de algumas “orações” para o crescimento financeiro dele. Enfim, são vários os casos que cada um de nós tem para relatar que eu ainda não entendi porque a Polícia Federal ainda não deu em cima desses criminosos que além de arrecadar somas altíssimas em dinheiro, não pagam imposto algum porque no Brasil, as “igrejas” são isentas de pagar qualquer tributo ao erário. Não está passando da hora de o Poder Público do nosso país colocar atrás das grades esses delinquentes que vivem dos incautos adeptos da Teologia da Prosperidade?

  12. 1 – “Os filhos de Levi, revestidos do sacerdócio, na qualidade de filhos de Abraão, têm por missão receber o dízimo legal do povo, isto é, de seus irmãos”. (Hb 7,5)
    2 – ““Dirás aos levitas: quando receberdes dos israelitas o dízimo que vos dei de seus bens por vossa herança, tomareis dele uma oferta para o Senhor: o dízimo do dízimo”. (Nm 18,26)
    3 – “Um sacerdote da linhagem de Aarão acompanharia os levitas quando recebessem o dízimo; e os levitas trariam o dízimo do dízimo à casa de nosso Deus, para as salas que servem de depósito”. (Ne 10,39)
    4 – Não creio que esteja interpretando errado. O dízimo religioso é de 1%; sendo que os 9% restantes são para os órfãos, viúvas e estrangeiros necessitados de ajuda.

  13. Mais para frente deverão fazer o ranking dos Padres midiáticos mais ricos do Brasil:
    Em primeiro lugar o “Fashion de Mello”
    E as comunidades mais arrecadadoras de dinheiro:
    Em primeiro lugar a “Canção Nova”.
    Sem contar os Santuários…
    $$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$

  14. O flagrante e avassalador crescimento do protestantismo no Brasil, reserva, em seus alarmantes indicadores estatísticos, uma constatação que, embora passe tantas vezes no mais completo desapercebimento, se reveste da mais alta importância e significado. Esta constatação cabal não é outra se não que o fato de que, quanto mais o protestantismo se expande, mais se elevam, também concomitantemente, os índices de criminalidade e violência em nosso país. Quem quer, que, com a devida imparcialidade e isenção, venha a se debruçar sobre o assunto e analisar detidamente a questão, irá se confrontar com um diagnóstico no mínimo embaraçoso para os protestantes : O cruzamento entre os dados estatísticos alusivos ao aumento da criminalidade e violência no Brasil e os índices referentes à expansão protestante no cenário nacional, revela, de forma irrefutável, o quanto os estados brasileiros mais protestantizados vêm a ser, ao mesmo tempo, os estados mais assolados pelo crime e dominados pela violência. Como a realidade desta estatística comprova, os maiores celeiros do protestantismo em território brasileiro são, também, as unidades da federação detentoras dos mais lamentáveis recordes entres as ocorrências criminais.
    Quanto às fortunas amealhadas por estas tais ” LIDERANÇAS EVANGÉLICAS “, uma análise ainda mais profunda pode ser feita : Correlacionar o capital acumulado por cada líder, com o tempo de criação da denominação por ele fundada. Surpreendentemente, o 2o. apontado no ranking de riqueza, da revista Forbes, lidera a denominação fundada há menos tempo. Não é de se admirar, pois ele é um dos detentores do copyright de criação do ” TRÍZIMO ” ( como pode ser visto aqui: http://www.youtube.com/watch?v=YhJDFa0e210 ) . E ainda chega ao ponto de alegar textualmente que este ” TRÍZIMO ” representa a Santíssima Trindade : Pai , Filho e Espirito Santo ( !!! ) . O sucesso comercial dele é tamanho que tem despertado a ira dos seus demais congêneres listados ali pela Forbes. O que, volta e meia, vem a suscitar, entre eles, verdadeiras QUERELAS DE BUFÕES ( ou numa linguagem a eles mais apropriada : EMBATES DE CÃES RAIVOSOS ) .

  15. Não deixa de ser pitoresco que os seguidores de Lutero, que teria organizado a r(d)eforma protestante por causa da corrupção da Igreja na época (!!!) hoje estão quase todos ficando milionários. Como diria um pastor aFORTUNADO: ” TEMPLO É DINHEIRO !!! “

  16. JÁ OUVIU FALAR EM BRIGA DE FOICE NO ESCURO?
    Tá aqui.
    Nessa historia de pastores milionarios o que vejo é uma briga, disputa no cacete, por ex, do Valdomiro Santiago x Edir Macedo, dando impressão de 2 cães ferozes se abocanhando pois o 1º tirou muitos clientes do 2º, o que gerou entre os 2 as controversias que estão na midia. Mas existem outros agindo de igual modo entre si.
    Mesmo os outros, quando montam uma igreja e a coisa vai prá frente, outro monta ali para concorrer com ele, e muitos estão montando igrejas até nos fundos de quintal para arrecadar e complementar as rendas familiares; tem sido bom negócio.
    Parece que a coisa funciona assim, pois nem botequim de pinga existe quanto igrejas evangélicas, e a maioria funciona igual a qualquer centro espírita ou terreiro, os tais das gritarias e gente rolando ao chão e o satanismo rolando brabo lá dentro tomando posse de todos.
    E OS MILAGRES PROPALADOS? Creio que daqui a uns dias as empresas de saúde pedirão concordata, medicos irão mudar de profissão por inexistirem clientes, e quebrarem-se os laboratorios por falta de vendas, afinal os pastores quebrariam a todos…
    OLHE QUE O QUE FALEI NÃO ESTOU SONHANDO, NÃO!
    É MENTIRA, TERTA?

  17. De fato, a Igreja Católica hoje vive tantos problemas, que não precisamos nos preocupar com eles. Ora, a situação só chegou a esse ponto por falha dos Católicos.

    As seitas preenchem um espaço espiritual vazio nos fiéis católicos, espaço esse que o próprio Catolicismo o esvaziou. Hoje, ir à missa já é um sacrifício em virtude os padres que ser ver.Eles são “coordenadores”, “funcionários eclesiástico”,simples assim!

  18. A igreja católica fez a opção preferencial pelos pobres, deixou de ensinar mandamentos e administrar os sacramentos e os pobres abandonaram a católica e foram procurar algum alivio na seita protestante.

    O maior problema é que como ensinou São Pio X, a heresia modernista é a soma de todas as heresias, então este catolicismo que aí está (RCC, TL, Canção Nova) ainda é pior que os evangélicos, pois enquanto muitos católicos são socialistas, pro revolução francesa e revolução de 68 do sexo, drogas e rock, muitos protestantes não aceitam estas imundices doutrinárias.

    E muitos abandonaram a católica desde que deixaram de ensinar coisas basicas como anjos e demonios, paraiso e inferno, bem e mal, pecado e virtude, etc.

  19. Aproveitando dois dados do testemunho de JLima, gostaria de fazer um comentário/denúncia:

    1 – “os pastores exigiam o pagamento em espécie… ”
    2 – ” (…) não pagam imposto algum porque no Brasil, as “igrejas” são isentas de pagar qualquer tributo ao erário.”

    Tenho um colega de trabalho que se tornou protestante pentecostal há mais ou menos vinte anos. Apesar de dizer aceitar a doutrina ele é muito crítico quanto alguns pontos, poderíamos dizer que ele é protestante não praticante (ou alguma coisa neste sentido).
    Certa vez ele me disse uma coisa que a mim fez muito sentido sobre o fato das “igrejas” não pagarem imposto e sobre a conveniência da oferta ser feita em dinheiro em espécie. Disse ele que todo o dinheiro que é depositado no banco na conta da “igreja” chega lá somente com a nominação de “dinheiro de oferta” e como não é necessário provar a procedência do dinheiro, junto com o valor das ofertas estão também o dinheiro de tráfico de armas e tráfico de drogas. Fazendo isso, eles conseguem despistar muitas evidências de seus crimes.

    Frente a estas acusações podemos tirar pelo menos duas conclusões:

    1 – Muitas “igrejas” são abertas somente para lavar dinheiro de tráfico de armas e drogas;

    2 – Alguns pastores juntam ao seu trabalho “religioso” vários outros empreendimentos criminosos e lavam também o dinheiro por meio das ofertas.

    O negócio é feio e se a gente vasculhar, cada vez mais encontraremos crimes mais hediondos que outros, é uma pena que muita gente, sedenta de Deus, sem ouvir a Sã Doutrina dos sacerdotes católicos que apostataram da fé ou são covardes, acabe sendo enganada por esses bandidos. Os padres são frouxos até na pregação, só falam abobrinha, os pastores são bons de lábia e falam de Deus, para enganar, mas falam de Deus, e o povo quer ouvir respostas espirituais para seus questionamentos, se a resposta verdadeira está ausente a mentira convence com muito mais facilidade.

  20. O fato do crescimento do protestantismo… é a falta de padres PADRES! Que deixam o povo na ”Santa Ignorância ”

  21. Concordo com Heitor. Some a isso a tendência mundana ao ter…

  22. Esses “pastores” crescem devido à omissão do clero em ensinar a sã doutrina.

    O clero só quer saber de burocracia, de ativismo fútil sócio-político (TL – que espantou os pobres, carentes de Deus, para igrejolas de garagem ou centros espíritas), de destruir o magistério e a fé tradicionais (transformando os católicos em liberais e, depois, ateus práticos), banir as devoções (quinhão arrecadado pela RCC, que as usa para atrair os pobres católicos ao protestantismo neopentecostal – mesmo fim dos liberais), de abandonar o rebanho e deixá-lo sem orientação espiritual.

    Isso me preocupa!

    Os católicos já começam a ser perseguidos em escolas, hostilizados nas ruas, advertidos no trabalho (se usam um crucifixo ou medalha visíveis), ridicularizados na família (se forem tradicionais), questionados por suas faxineiras ignorantes dentro da própria casa, os insultos abundam, o martírio psicológico aumenta, os especialistas da TV mandam em seu lar, etc.

    A criminalidade aumenta, as mães solteiras estão virando a norma , a família virou um bando de selvagens, o trânsito está cada vez mais assassino, a ética no trabalho e nos negócios cada vez mais parecida com os espetáculos dos circos romanos me preocupam também. Isso acontecia bem menos no Brasil católico (realmente mais católico em qualidade, não em quantidade).

    A fé católica decai em número e em qualidade.

    Curiosamente, nas seitas protestantes, ninguém protesta se o “pastor” extorquir os dízimos ou dizer às moçoilas de roupinhas justas ou curtas que se vistam decentemente; ninguém reclama da duração e do “moralismo” nos cursos de preparação de noivos (elas ouvem caladinhas a carta de S.Paulo mandando a esposa ser submissa ao marido, ao contrário das modernistas “católicas”, rebeldes “esbanjando sensualidade” nos corredores das igrejas); ninguém protesta sobre os bens e propriedades dos “pastores”; todos participam das lavagens cerebrais das “escolas dominicais” a manhã inteira sem choro nem vela. Mas quando eram católicos…

    Eis o fim do Brasil apóstata: a ruína dos valores e da civiilidade.

    Quanto menos católico, mais selvagem. Acabaremos dominados por hordas barbáricas.

  23. N sei quem é a pessoa que assina como Confraria de São João Batista, pode ser que discorde dela em outros assuntos, mas neste comentário 7:58, realmente, foi muito feliz!

  24. Vcs estão agressivos demais. Cadê o espírito ecumênico que diz: devemos procurar o que nos UNE. Ser vendilhões da palavra é coisa secundária.

  25. Tudo isso é reflexo da ignorância religiosa do povo brasileiro, os números divulgados de 123 milhões de católico e 42 milhões de protestante é mentiroso. Aos protestante cito Ez 34″ai dos profetas que apascenta às ovelhas para si” há um só rebanho um só pastor. A verdade é que 60% dos católico são superticiosos nas suas devoções e praticam sincretismo religioso. 90 % dos protestantes, exceto as minorias tradicionais, praticam sincretismo religioso, curanderismo , adivinhações e não tem finalidades espirituais e sim materiais temporais como a prosperidade e bem estar.Para comprovar o que estou falando, leiam o tratado da devoção a nossa senhora de são Luís Maria Grignon de Montfort, que adverte os devotos escrupulosos, superticiosos , interesseiros e exalta a devoção santa.O catecismo também fala sobre a teologia da devoção e da oração.

  26. É vergonhosa essa exploração da fé. O uso dela como forma de “ganhar a vida”. Sua própria vida. Enquanto a função original é ganhar vidas. Vidas dos que precisam de alento espiritual, salvação.
    Essa é a proposta do cristianismo, tanto protestante, quanto católico. Esse é o cristianismo.

    Tal absurdo denunciado na matéria é lamentável. Nos faz lembrar de quando Martinho Lutero denunciou os abusos cometidos com as vendas de indulgências pela igreja Católica Apostólica Romana.

  27. Caro Willian,

    Como responderia um “saudoso” professor: “Indulgências não se vende, meu filho!!” Ou seja, Martinho Lutero enganou você também!!

  28. O pior são os evangelicos seguidores q são vitimas dessa lavagem serebral!

    Se jesus foi enviado por deus para ser exemplo, nao li naada na biblia disendo q jesus ficou rico!

  29. Quem será que escreve em nome de FAMULUS COR MARIAE? Redige muito bem. Mas, que ele me permita, duvido muito de sua conclusão relativa aos dados estatísticos sobre o crescimento da violência e criminalidade no Brasil, que ele associa à expansão do protestantismo. Seguindo seu raciocínio, uma coisa em mim reagiu: “Que é isso, espera lá, será isso mesmo?” Não, não sou estudiosa do assunto. Apenas, impressionada, sinto sua avassaladora disparada no mundo todo, principalmente no Brasil. Dou muita atenção ao assunto. René Girard, seu grande estudioso, nos ensina que a violência é a questão primordial das sociedades humanas. E aqui no Brasil, tenho visto muitas explicações para seu crescimento entre nós. A maioria não me convence. Mas quando o filósofo Olavo de Carvalho e o Pe. Paulo Ricardo tratam do assunto, eles me fazem ver a procedência do que dizem. Para eles, a disparada dos números da violência que aconteceu aqui nos últimos tempos tem duas causas principais: a dissolução da família e a infiltração/dominação do marxismo cultural em todas as esferas influentes da vida brasileira: escolas, igrejas, mídia, movimentos sociais e políticos… Quem se interessa pelo assunto não pode deixar de ler o que essas duas cabeças luminosas têm pensado e escrito. Faça isso, “FAMULUS”. Já errei tanto na vida que falo de cadeira: dar o braço a torcer, diante dos fatos e de uma explicação melhor do que a nossa, é uma graça…