As congregações gerais começarão na segunda-feira.

Por Le Salon Beige | Tradução: Fratres in Unum.com – A primeira reunião preparatória do Conclave foi convocada para a manhã de segunda-feira no Vaticano. O Decano do Colégio dos Cardeais, Cardeal Angelo Sodano, enviou uma carta a todos os cardeais eleitores (com menos de 80 anos) e aos não eleitores para lhes solicitar que participassem da primeira congregação geral, a partir das 9:30, na “Aula nuova del sinodo”, onde ocorrem os sínodos dos bispos e diversas conferências organizadas pela Santa Sé.

Nestas congregações, os cardeais poderão abordar os assuntos da Igreja que consideram importantes (cada cardeal deve falar por alguns minutos sobre um tema de sua escolha), o que permite tanto avaliar os desafios enfrentados pela Igreja, como permite aos eleitores ter uma idéia inicial dos cardeais que serão mais capazes de liderar a Igreja em meio a estes desafios.

O Cardeal indica que as congregações continuarão até que cheguem todos os Cardeais eleitores. Só então é que eles definirão a data do próximo conclave. O cenário mais provável é de um conclave convocado para a semana seguinte [à chegada dos cardeais].

15 comentários sobre “As congregações gerais começarão na segunda-feira.

  1. Se tem um assunto que entrará em pauta com certeza é a força da nova mídia, ou seja, os blogs católicos conservadores. Quem sabe até o frates não seja comentado? Mesmo porque há visualizações deste blog que vieram do vaticano.

    Lembremos que no passado houve Papas que foram eleitos por aclamação e quem sabe a enquete ao lado faça toda diferença.

    Curtir

    1. Lucas, não temos nenhuma pretensão de fazer pressão ou qualquer coisa do tipo, ou mesmo de receber qualquer reconhecimento… deixemos isso para os sites maiores. Nós fazemos só o que está ao nosso alcance.

      Curtir

  2. “Nestas congregações, os cardeais poderão abordar os assuntos da Igreja que consideram importantes (cada cardeal deve falar por alguns minutos sobre um tema de sua escolha), o que permite tanto avaliar os desafios enfrentados pela Igreja, como permite que os eleitores tenha uma idéia inicial dos cardeais que serão mais capazes de liderar a Igreja em meio a estes desafios.”

    Ave Maria, rogai por nós.

    O que será que eles vão discutir hein? Deus nos livre e guarde.

    Curtir

  3. A ótica geral desses cardeais é progressista …ou seja vão voltar a falar de reforma da cúria , da Igreja , do exercício do poder eclesial …não creio que os assuntos realmente necessários que são os da crise da fé dentro da Igreja serão a pauta.

    Curtir

  4. Esses cardeais me irritam, se já sabiam que o papa ia renunciar com data e hora marcadas, já tinham que ter ido pra lá!

    Curtir

  5. O Fratres é um blogue muito importante dentro do Brasil, negar isso é ser muito invejoso (a).
    Há vários casos que ele foi fator determinante. Mas dizer que o Fratres pode fazer a diferença num conclave – por mais que se seja bem intencionado e agradecido por este blogue existir -, é ridículo!

    Curtir

  6. Oração para a eleição do Papa

    “Ó Deus, Pastor Eterno, que governais o vosso rebanho com solicitude constante no vosso amor de Pai, concedei à Igreja um pastor que vos agrade pela virtude, e que vele solícito sobre todos nós. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.”

    Curtir

  7. Com certeza um dos tópicos das congregações gerais será o Vaticano II, a hermenêutica da continuidade, os tradicionalistas e a FSSPX. Claro que vão debater sobre este assunto que se tornou uma das maiores pautas do pontificado de Bento XVI e que ainda não está resolvido. Eles sabem que, querendo ou não aprovar a Sociedade de são Pio X é relativizar o último concílio da Igreja. Fora os demais assuntos que também são complexos, os problemas da Cúria, a resistência dos bispos em relação ao Papa Bento, etc. Eu queria ser um mosquitinho.

    Curtir

  8. Na realidade creio que os cardeais não irão tratar da FSSPX e dos tradicionalistas.Essa pauta era de Bento XVI não deles , com excessão talvez de Canizares , Ranjith e Burke.Depois de um pontificado marcado por divisões internas a tendência é que o colégio busque um homem de diálogo e síntese, um homem que consiga transitar nos meios de comunicação para reabilitar a “imagem” midiática da Igreja.A tendência e que seja um progressista capaz de contentar a opinião pública.Escrevam isso : a tendência mais forte é a de termos um novo “Paulo VI”.Outra quesão é que sem um nome forte o colegio fica a deriva de quem tem poder de influencia.Então temos dois grupos de pressão que é a Cúria dominada por italianos e o episcopado alemão líder do lobby progressista.Ambos os grupos são um problema.

    Curtir

  9. Caro Ferretti

    eu disse blogs conservadores no plural e todo o trabalho é como uma suplica aos céus deste e de tantos outros blogs. Em relação a enquete ao lado, do mesmo jeito que os teologia da libertação querem um cardeal progressista nós sonhamos com um conservador.

    Além do mais, a lógica de Deus é o contrário do mundo. Qual a proporção deste blog com a Globo e a Canção Nova? Mas bastou uma postagem para destruir com os planos da esquerda católica via Chalita e Edinho Silva de transformar os católicos em militantes abortistas e pro casamento homossexual.

    Isso prova que Deus é quem age. Que Nossa Senhora intervem. Nós nada podemos, somos como diria São Luis Maria Grignon de Montfort, somente vermes e miseráveis pecadores.

    Curtir

  10. O mais importante será ver quem terá os DIAGNÓSTICOS que expliquem os sintomas que serão lá debatidos. Os problemas, nesse caso, são menos importantes que descobrir a causa e as formas de combatê-la.

    O papa Bento XVI foi sempre muito perspicaz nesse ponto, desde quando cardeal.

    Curtir

  11. As discussões sobre a situação canônica da FSSPX não serão o objeto de maiores apreciações por parte dos cardeais. Temos um papa demissionário que assim procedeu muito em razão pelo caos administrativo e moral da Cúria. Este é o problema central que certamente definirá os rumos do conclave. Evidentemente que não se pode descurar dos aspectos doutrinários, pastorais e teológicos que também concorrem para a escolha do pontífice. Mas a “pauta” administrativa deve se sobrepor. Até porque, enquanto a Cúria não estiver amarrada nas mãos do Papa, a Igreja ficará refém, sob todos os aspectos, do imobilismo administrativo. Ou seja, se se elege um Papa santo, mas o deixam cercado de lobos, teremos diante dos olhos não um processo de reavivamento espiritual da Igreja, mas um genuíno “martírio branco”, isto é, o sacrifício de um pontífice sem que seu sangue seja derramado.

    Curtir

  12. Com a Modernidade que invadiu a Igreja tudo pode acontecer neste conclave, menos darem importância a FSSPX.

    Curtir

Os comentários estão desativados.