Frases da semana.

O nome de d. Odilo cresce em mais de um continente. As pessoas têm conversado entre si. O telefone não para. Se percebe que há um interesse muito explícito por d. Odilo. Vocês [jornalistas] podem divulgar, dos cardeais brasileiros, elementos que podem apresentá-lo como um bom candidato.

Palavras de Monsenhor Antonio Luiz Catelan, assessor dos cardeais brasileiros no pré-conclave, à Folha de São Paulo.

* * *

cardinalgeorge_146_07

“Todo mundo conhece o terrível caso do Padre Maciel. Quem estava envolvido nisso? Isso certamente é considerado [na escolha do novo sucessor de Pedro]. Mesmo se com toda boa fé eles estavam convencidos de que ele era um homem de Deus — e eles estavam –, isso não ajudará. Agora o caso é de conhecimento público… as pessoas sabem quem estava associado a ele [Maciel]. Isso contribuiria para um senso de que esta não é a direção a seguir”.

Declarações do Cardeal Francis George, arcebispo de Chicago, ao jornal Chicago Tribune, sobre as possibilidades no conclave dos cardeais da cúria romana envolvidos no caso Marcial Maciel.

* * *

Saudações novamente de Roma, a Cidade Eterna, a Sé dos Santos Pedro e Paulo! Saudades! São já dez dias desde que deixei a arquidiocese, e como diz a velha canção, “Eu quero ir para casa!”.

Do post de 8 de março, sexta-feira, do Cardeal Timothy Dolan, arcebispo de Nova York, em seu blog.

* * *

“O papa deveria comprar uma casa numa favela e morar lá”.

 Dom José Maria Pires, de 94 anos, arcebispo emérito de João Pessoa, em entrevista ao Estado de Minas.

* * *

O Papa deve ser fiel ao Evangelho. Ele não pode dizer: de agora em diante mudamos o que está no evangelho de Jesus Cristo. Por exemplo, em matéria de aborto, as coisas não vão mudar. Por mais que o mundo inteiro fale, não acontecerá. Não ocorrerá que se permitam novas uniões sacramentais após o divórcio. Não se trata de conservadorismo. Nossa posição são os mandamentos da lei de Deus, com eles damos uma resposta ao mundo de hoje.

Assim falou o Cardeal Geraldo Majella Agnelo, arcebispo emérito de Salvador, ao Vatican Insider.

* * *

Cardeal Walter KasperEu sugeriria a ele que não se deixasse ser usado por ninguém. O risco de que o governo da Igreja sofra a influência dele é muito grande. Ele fez uma escolha específica, que supõe um passo atrás. Ele, portanto, tem que ser discreto. Evitar se envolver com problemas relacionados ao governo da Igreja. Depois, eu conversaria amigavelmente com ele sobre o que agrada a nós dois, teologia.

Conselho que o Cardeal Walter Kasper daria a Bento XVI ao reencontrá-lo.

* * *

“A mídia vem com todo tipo de nomes exóticos como potenciais papas, mas quem na verdade vai votar neles?”

Palavras de um membro italiano da cúria ao vaticanista Giacomo Galleazzi.

* * *

O Papa ideal não existe”.

Segundo o Cardeal Arcebispo de Bordeaux Jean-Pierre Ricard.

* * *

Clique para ampliar.

Clique para ampliar.

Quando se pergunta quem elege o papa, é comum ouvir a resposta automática: os cardeais. Na verdade, à luz da fé, quem elege ou escolhe o papa é o Espírito Santo, a Segunda Pessoa da Santíssima Trindade, ou seja, Deus mesmo.

Do artigo “Quem elege o papa?”, publicado por Zenit, de autoria do doutor canonista pela Lateranense Edson Luiz Sampel.

22 Comentários to “Frases da semana.”

  1. Já não era sem tempo! Finalmente o Vaticano resolveu colocar uma mordaça nesses Cardeais americanos ( com exceção do Burke, of course!) que parecem ter se transformado em “media whores”, ao invés de se concentrarem na missão para a qual foram convocados: a eleição do novo Pontifice:
    http://www.npr.org/2013/03/07/173687577/vatican-manages-pope-selection-process
    É por isso que estamos diante dessa enxurrada de noticias a respeito desses ilustres Cardeais americanos que ao invés de passar esse tempo em oração e diálogo com outros Cardeais do mundo inteiro pra se conhecerem melhor, dedicam esse tempo precioso a “prestar contas” aos piores inimigos da Igreja: jornalistas ávidos por escândalos e por reportagens destinadas a influenciar o processo eleitoral.

  2. “O papa deveria comprar uma casa numa favela e morar lá”.

    Dom José Maria Pires, de 94 anos, arcebispo emérito de João Pessoa, em entrevista ao Estado de Minas.
    Então vossa excelência poderia já começar dando o exemplo….

  3. E impressionante como muitos se esquecem tão rápido os bons exemplos. Bento XVI, deixa um exemplo explicito de humildade e desapego. Ao que o mundo chama poder, nós chamamos serviço ao Evangelho. Chegou o momento de muitas vozes políticas – amantes do poder – se calarem. Deixem Deus agir! Ele sabe o que é melhor para sua Igreja.

  4. O Espírito Santo é a SEGUNDA pessoa da Trindade? Isso é piada?

  5. A ZENIT esta sabendo legal! kkk

  6. “O Espirito Santo é a SEGUNDA pessoa da Santíssima Trindade? Esse cara se quer presta a atenção quando faz o “sinal da cruz”; se é que verdadeiramente o faz..
    Esse tal de dom José Maria Pires (“dom pelé”) ainda vive?… vaso ruim não quebra fácil mesmo. Esse comunistoide velho, pária de Helder Câmara é um dos maiores inimigos da fé Católica. É como sempre digo: O lobo velho pode perder os sentidos porem não perde o instinto de lobo.

  7. “… entra Papa e sai cardeal”.
    Senhor, eu gostaria muito de ver … como Papa. Acredito que ele é um santo homem. O senhor sabe. Seja feita a Sua vontade. Inspira os nossos cardeais por uma escolha justa.

  8. “O Papa deve ser fiel ao Evangelho. Ele não pode dizer: de agora em diante mudamos o que está no evangelho de Jesus Cristo. Por exemplo, em matéria de aborto, as coisas não vão mudar. Por mais que o mundo inteiro fale, não acontecerá. Não ocorrerá que se permitam novas uniões sacramentais após o divórcio. Não se trata de conservadorismo. Nossa posição são os mandamentos da lei de Deus, com eles damos uma resposta ao mundo de hoje.”

    Palavras realmente irretocáveis de dom Geraldo Majella. É Deus e não o mundo rege a Igreja.

  9. Há certas coisas que simplesmente não fazem sentido. Por exemplo, uma pessoa que quer que a Igreja aprove aborto, que sancione adultério (novas uniões após divórcio) ou dê aval a casamento gay, vai mesmo começar a frequentar a Igreja depois disso?
    E se começar a frequentar, o que mesmo ela estará buscando nessa igreja sacrílega? Só o prazer de estar lá sentado ouvindo músicas de mau gosto cantaroladas por padres cantores? Só a permissão de receber hóstias por puro ritual já que não acreditam em nenhuma doutrina da Igreja, inclusive a da Presença Real e da Transubstanciação?
    Uma vez fui reclamar com um padre a respeito de uma pecadora pública que não só era “leitora” durante a Missa, como também assídua na comunhão sacrílega e o que ele me respondeu foi que “nem Judas foi excluído da mesa da Eucaristia”.
    Então essa é a mentalidade desses prelados: do banquete, da festa, do fraternidade que é a Missa, ninguém pode ser EXCLUIDO! E essa Igreja que “exclui gays, adúlteros, abortistas…etc” precisa mudar pra se adequar aos tempos modernos.
    Ora, quem vive uma vida de total rejeição a Deus e sua Palavra, não busca a Igreja senão mediante o arrependimento, conversão e a decisão própria de mudar de vida.
    É no momento em que tal doente cai em si e vê que está precisando de remédio, que entra a Igreja e seus ministros pra ampará-lo e servi-lo com os meios de santificação.
    O grande mal desses prelados modernistas é querer fazer o contrário: diluir a Fé pra atrair o mundo, como se a Igreja fosse uma empresa vendendo um produto.
    O problema é que além do mundo não se converter ( igrejas vazias e fechando as portas que o diga!) ainda se voltam cada vez mais furiosos contra eles.
    Um dos dons do Espírito Santo é a inteligência…que infelizmente anda escassa pelo que podemos ler através das palavras e frases desses Cardeais.

  10. “Nossa posição são os mandamentos de Deus …” Eis o que Nosso Senhor Jesus Cristo nos ensinou!- e parece hoje uma descoberta!
    A Igreja não deve se curvar perante o mundo, mas o mundo perante a Igreja!
    Antífona: ” A lei de Vossa boca, para mim,
    vale mais do que milhões em ouro e prata.”

  11. D. Geraldo falando de forma ortodoxa!!! É… Conclave faz milagres…

  12. José Maria Pires, o homem que acabou com nossa arquidiocese…
    E depois dele, nada se re-ergueu.

  13. Gercione Lima, seu comentário foi brilhante. Eles querem fazer da Igreja uma péssima mãe, que apenas passa a mão pela cabeça mas não corrige. Ora, qual é a mãe amorosa, que querendo o bem do seu filho, não o corrige? Querem nos fazer acreditar que o amor é aquele que estimula o erro. Falsa caridade! Ó ORTODOXIA, quanto AMOR há em ti!

  14. Em meus livros e artigos publicados,procuro sempre usar expressões claras porém comedidas e elegantes.
    Porém quando vejo padres e bispos com conversas ambíguas sobre inclusão, “até Judas não foi excluido da Mesa Eucarística”e outras expressões hipócritas, tendenciosas e militantes da Idelologia de Gênero, acredito que é necessário que alguém diga que é muita safadeza dizer isto e, ao mesmo tempo, ter atitudes de condenação veemente ao que chamam de homofóbicos, machistas, nazistas, comunistas
    ( bem estes, varia: muitos fazem uma diferenciação bem condescendente…), fundamentalistas, conservadores,”carolas”, membros da Fraternidade São Pio X, e outros. Bicha pode, “homofóbico”
    ( coisa que não existe, nem na psiquiatria, nem na psicopatologia, nem juridicamente) não pode. “Casamento”de pervertidos pode, canto Gregoriano não. É pura militância a favor da feiura, da morte, da perversão, em última análise ao que se chama de rebelião dos anjos caidos. Existem questões difíceis a respeito dos Sacramentos, de certos Dogmas( que não são decisões arbitrárias de uns tantos Prelados, mas emissão de opiniões – e decisões – de pessoas qualificadas, sobre as Verdades contidas na Revelação, que não provieram de decisões ou consensos humanos), e nas Escrituras lemos: provai de tudo, escolhei o que é bom. Mas o fato de existirem questões difíceis não justifica que alguém se fantasie de clérigo( muito útil para comprar passagens aéreas com desconto, para jantar de gráça nas residências de senhoras devotas, etc) e, ABusando da autoridade eclesiástica que portam, difundirem proposições totalmente contrárias ao Credo. Tendo dúvidas, deveriam tirar a batina( opa! já tiraram, há muito tempo… é só expressão retórica.A batina de hoje é apenas virtual, pois a roupa visível, muitas vezes, nos faz ver somente uma camiseta de griffe e umas bermudas ), declarar-se leigos fora da Igreja e então afirmarem suas crenças, seus dogmas especiais. Fingir de católico( o que implica em acreditar mesmo na Presença Real, na Trindade, nos Sacramentos, etc) e pregar teses marxistas, protestantes, esotéricas, etc, é desonestidade de militantes não cristãos infiltrados na Igreja e, na maioria das vezes, agindo com consciência de que o fazem de má fé.

  15. Que D. José Maria Pires se digne dar o exemplo (2) , adquira seu pequeno imóvel improvisado e se mude para uma “comunidade”, “pacificada” ou não. Verá que o paganismo reinante (liberalismo) na mesma não a permite ser um local onde impera a paz, o amor, a alegria, a concórdia, etc., ao contrário do que telenovelas e “pagodes” tentam nos convencer.

    Espírito Santo, segunda pessoa? O autor é catequizado?

    Card. Dolan parece não gostar de Roma. Se ele ganhar, ele transferirá a Sé para Manhattan? Ou o escândalo da pedofilia norte-americana vai impedir um próximo Papa americano?

    Card. Kasper gosta de teologia? Só se for a protestante.

    Sábio, o último comentário (Arcebispo de Bordeaux).

  16. Não existe e não precisamos de um “papa ideal”. Precisamos de um Papa Católico. É tudo que precisamos e esperamos de um Papa.

  17. ELEONORA MENICUCCI TRABALHOU COM ELE…
    ELE É NOSSO VELHO CONHECIDO…
    O Arcebispo emérito da Paraíba D José Maria Pires é velho conhecido de ser comunista e estar ao lado deles, como do famoso Pe belga José Comblin, como do PT. Em 1968, o Pe. Comblin, então professor no Instituto Teológico do Recife, tornou-se tristemente célebre no Brasil, quando um documento de sua autoria, não destinado à publicidade, caiu nas mãos da grande imprensa brasileira. Até hoje não se sabe de como isso se deu, mas uma vez conhecido, causou um imenso rebu.
    Era um estudo reservado que deveria servir de subsídio à Conferência do Celam, realizada em Medellin naquele mesmo ano. Em linguagem clara e sem rodeios, o Pe. Comblin preconizava, como meios válidos para derrubar as estruturas sociais vigentes, a revolução na Igreja, a subversão de todos os poderes constituídos no país: a derrubada do Governo, a dissolução das Forças Armadas, a instituição de uma ditadura socialista férrea, alicerçada em tribunais de exceção, e aparelhada para reduzir ao silêncio –– pelo terror –– os descontentes; não logicamente se diferindo de regimes ultra autoritarios e repressivos de Cuba, Coreia do Norte, China etc., em que as pessoas são máquinas prestadoras de serviço ao deus-Estado muito aprovados pelo PT – e logicamente seus eleitores que querem ser futuros de “coleira no pescoço e fecho éclair na boca”…
    Interessante que os comunistas detestam os capitalistas mas eles praticam um fortemente repressivo CAPITALISMO DE ESTADO…
    A atual ministra pró aborto Eleonora Menicucci trabalhou à sua época no “Centro de Direitos Humanos” na arquidiocese da Paraíba junto a Dom José Maria; sua gestão como bispo era conhecida como muito “defensora dos direitos humanos”, bem ao estilo do PT…

  18. “O papa deveria comprar uma casa numa favela e morar lá”.

    “Dom José Maria Pires hoje mora numa bem montada casa de jesuítas, no bairro Planalto, em Belo Horizonte”

    http://clippingmp.planejamento.gov.br/cadastros/noticias/2013/3/4/modernos-mas-nem-tanto

    “O bairro Planalto é uma região privilegiada de belo-horizonte devido as proximidades com a região da Pampulha o bairro Planalto é hoje um dos bairros mais ricos de belo-horizonte pois devido a movimentação bancária (circulação de dinheiro) que ocorre devido aos vários bancos localizados no bairro, hoje é considerado um bairro de luxo entre os belorizontinos.”

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Planalto_(Belo_Horizonte)

  19. Ué, como pode Dom José Maria Pires (arcebispo emérito da Paraiba) dizer tal frase se o mesmo reside numa mansão em Belo Horizonte, no bairro da pampulha (uma das melhores regiões de BH) e próximo ao aeroporto da pampulha. Seu lema é: “Faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço”. Para eles vale a máxima de Jesus: “raça de víboras, sepulcros caiados, hipócritas…”

  20. D. José M. Pires recomenda para os outros o que não deseja para si…isso não é nada católico!

    A maldição do Pe. Comblin “pegou”: já estamos triturados neste país.

    A aborteira petista já defendia o direito de matar o próprio filho ou de dar golpes de Estado ao custo de sangue alheio e financiamento “vermelho”, e contava com a ajuda do Prelado?

    Deus dá tempo para as pessoas se converterem (94!)…mas certas pessoas esgotam a paciência divina.

  21. O arcebispo D Jose Maria Pires disse que “o papa deveria morar na favela, que o Vaticano serviria no máximo para receber diplomatas e que a Igreja se afastou das pessoas, na página de frente do jornal o “Estado de Minas”.
    Em sua arquidiocese teria recebido a atual ministra super a favor do aborto – estaria no lugar de Dilma para fazè-lo – Eleonora Menicucci a pedido de frei Betto – logo de quem – e aí instalado o primeiro grupo de feministas – as feminazistas – cujo nome seria Maria Mulher, com mulheres do bairro Alagamar , tendo estado por anos junto com o Padre Joszef Comblin, o tal que montou um esquema para tomar de assalto o poder no Brasil e montar uma ditadura nos moldes bolcheviques.
    Eu vi sua foto e participação na Unisinos dos congressistas da Teologia da Libertação junto com o PT aqui no Fratres, mas a foto dele sumiu.
    Hoje faz conferencias pelo Brasil levando suas ideologias e comemorou 70 anos de sacerdocio – que socialista sacerdocio – na cidade de Contagem, em Minas Gerais, sabe com quem? Com os militantes do PC do B e PT…
    Chamá-lo para conferenciar, ou Boff ou Betto = dá no mesmo!