As duas primeiras nomeações episcopais do Papa Francisco para o Brasil.

Foram anunciadas hoje as duas primeiras nomeações episcopais realizadas pelo Papa Francisco para o Brasil: Dom Liro Vendelino Meurer, atualmente bispo auxiliar de Passo Fundo, é nomeado novo bispo diocesano de Santo Ângelo, RS; e Dom Moacir Silva, até agora bispo de São José dos Campos, é o novo arcebispo de Ribeirão Preto, SP.

Tags: ,

26 Comentários to “As duas primeiras nomeações episcopais do Papa Francisco para o Brasil.”

  1. Dom Moacir é um grande homem, tenho certeza que como em nossa Diocese de São José dos Campos, fará em Ribeirão um grande e belo trabalho eclesial!

  2. Meu novo Arcebispo é Dom Moacir. Alguém sabe algo a seu respeito?

  3. Vejamos se o D. Moacir vai ajudar o grupo tradicional de Ribeirão com a Missa São Pio V e o canto gregoriano.

    Que ele seja o oposto do D. Joviano (bispo que me crismou e que na epoca era bispo da diocese de São Carlos) e que invadia terra junto como o movimento criminoso MST que é cria da pastoral da terra da esquerda católica.

    Dizia-se que o seria o D. Paulo Sergio que iria para Ribeirão. Azar de uns sorte de outros.

    E agora ensino o D. Paulo Sergio e outros bispos e padres carreiristas: foi apoiar Edinho Silva e seu programa católico de aborto e união homossexual acabou rodando na carreira. Tem que fingir que é conservador, aí sim sob na hierarquia.

  4. Mandem Dom Keller pra cá! pelo amor Deus!!!!!!!!!!!!!! Ou Dom Fernando Guimarães!!!!!

  5. Homem de poucas palavras e profunda oração!

  6. Luis Missao deixa de bispolatria! Essa diocese é uma peneira, cada rombo impressionante!

  7. Conhece nossa diocese? Para poder dizer tais coisas?

  8. Moro nela!

  9. Que Deus abençoe as duas dioceses!
    Tenho um carinho especial por ambas, São José é onde nasci e vivo atualmente, em Ribeirão Preto passei 5 anos da minha vida e tive a grata oportunidade de conhecer a Missa Tridentina e fazer bons amigos.

    Não sou alguém muito bem informado das situações internas da cúria Joseense, mas o que é possível dizer de Dom Moacir é que de fato não ama o rito antigo, porém foi sempre benévolo com a comunidade que tem a missa e os demais sacramentos no rito antigo, dando até mesmo o uso irrestrito de ordem ao sacerdote que aqui celebra a santa missa.

    Em termos de disciplina a coisa infelizmente não corria bem. Mas pode ser que melhore em Ribeirão, quem sabe… Dom Moacir viveu a vida toda em São José, pode ser que com um clero que não conheça seja até mais firme. Veremos. E penso que se o pessoal da Igreja São Benedito não terá problemas com relação à Missa Antiga. Desde que saibam lidar com o novo bispo, é claro.

    Na verdade, o que me preocupa agora é quem virá para São José! Virá um bom e experiente bispo de fora? Ou novamente teremos algum padre do clero diocesano sagrado bispo?

  10. Não sei o que tem a reclamar. Dom Moacir é um grande bispo!

  11. O problema desta diocese n é a cúria ( a exemplo da gangue do Vaticano), os fatos aqui são visíveis nas paróquias e na vida do clero.

  12. Seria muito bom para nós ter mais um dos nossos sendo sagrado como Bispo, acredito muito na possibilidade do Padre Geraldinho ou do Padre Pedro ambos de Jacareí serem o novo bispo diocesano!

  13. Eita! Não fico nem um pouco animado com isso, não. São José precisa de alguém com pulso firme. Um bispo com mais experiência e não de um que venha pegar experiência aqui… Os padres de Jacareí não conheço. Cogitam há tempos também o padre José Roberto Palau.

  14. O padre Geraldinho passou muito tempo na paróquia coração de Jesus no Bosque dos eucaliptos e o Padre Pedro é muito conhecedor da cúria, tem muitos amigos bispos.

  15. Dom Moacir é um bom homem, de boas intenções, mas com uma formação não muito tradicional. É um fruto de seu tempo, com visões moderadas que abarcam uma pitada de TL. Tolera tudo e todos, inclusive a missa tridentina, e nunca se posiciona claramente sobre nada. É isso o que o pessoal de Ribeirão pode esperar.

    O que São José precisa é de um bispo que venha de fora. Aqui há uma corja de maus padres que fazem o governo paralelo na diocese. O bispo, no fim das contas, não manda em nada e impera na diocese uma mescla de TL e RCC, cada uma prevalecendo sobre a outra onde for necessário para atrair mais pessoas e $$. O nível do clero é baixíssimo e o seminário é um dos piores do Brasil, vocações zero e bons candidatos sendo despedidos por não se adequarem ao “perfil” marxista da formação. Não sei se Dom Moacir é refém ou cúmplice dessa gente. Padres Cândido, Edinei, Paulo Renato, Roberto Paulo…

    Quanto aos nomes citados por um comentarista acima, duvido que sejam considerados. O único, talvez, seja o pe. Roberto Palau, que tem a formação acadêmica necessária, mas é improvável que saia novamente do clero diocesano o seu novo bispo.

  16. No clero de São José dos Campos, hoje, n há ninguém com competência para ser bispo. Essa diocese tem uma coisa estúpida: formar seus bispos. Mas uma coisa digo para encerrar: Dom Moacir demorou, mas colocou fim na zona que era a festinha das Colinas e proibiu homilia propaganda política… só n impediu a missa pro prefeito comunista petralha. Amém, irmãos?

  17. Conheço vários bispos de hoje, devido à falta de formação e grande decadência do clero, particularmente nos seminários; que mal dariam bons sacristãos. Também, falo como testemunha, que há cardeal brasileiro que no máximo seria um bom pároco.

    Quando os tempos eram outros, os párocos que se dedicavam única e exclusivamente aos seus paroquianos.

    Por vezes, tinham que fazer a defesa de casos particulares devido à dureza acertada dos bispos, quanto a natureza do problema do fiel em questão.

    Ao contrario, hoje, os paroquianos recorrem aos bispos, quando os padres aplicam a doutrina cristã e aqueles aliviam suas heresias ou pecados graves.

  18. Não tenho as informações necessárias para chegar às mesmas conclusões que o Alcides.
    Contudo, minhas impressões são bastante convergentes. Sobretudo, no tocante ao seminário e ao “centrismo” de Dom Moacir, mas, como já disse, não tenho os dados necessários que me permitam afirmar as mesmas coisas, sem medo de cometer injustiça.

    E além do nome do pe. José Roberto Palau, outro nome que creio ter força é o do pe. Eduardo Fraga e Silva que já vinha crescendo e construindo a típica formação acadêmica para ser bispo. Vamos ver.

    Rezemos para que Deus tenha misericórdia de nossa diocese e inspire o papa Francisco a nos mandar um bom bispo vindo de fora.

  19. E estamos aguardando a nomeação de um novo bispo para a diocese de Marília… faz tempo já!

  20. Pobres Católicos da linda Riibeirão Preto…
    Mais um…
    Vamos ver no que dá.
    Esse aí, pelo menos parece ser mariano.
    Hummm… sei não…
    Enfim, essa é a igreja conciliar.
    Nada a dizer, apenas a penitenciar-nos e a rezar.

  21. Ana Maria Nunes(repeteco, explico: está em outro comentário que fiz).

    Ana, na verdade estamos dentro de um saco de baratas. Algumas barrigudas outras menorzinhas. E quando o saco é sacudido….humm!

    ps. espero que não tenha nojo de baratas.

    Seu amigo.

  22. Meu amigo, Basílio, tenho nojo sim, claro! Mas enfim, às vezes Deus nos dá baratas para enxergarmos a lesma que há em nós ou domar o leão para ataques específicos.

  23. Ana, não podiria ser diferente.Nojo de barata é da natureza, infelizmente(ou felizemente se considerarmos que seja provação) temos que conviver com elas. Saber como expurga-las, outro departamento.

    Por enquanto seu amigo.

  24. Ana, afinal ninguem quer comer um bolo com pedaços de baratas dentro. Pior quando não se sabe.

    Ainda,

    o amigo.

  25. Basilio, aí que tá, n é outro departamento. A convivência com bichos internos é processo de aprendizagem e nisso está o meio de meter o pé e resolver. Confessionário mata bichos e salva a alma.

    Bem, quanto ao bolo com barata, ainda acho que há presença real nele em algumas docerias, nem todas! Mas observe que até os satanistas creem nisso, n é mesmo?! Baratas com Fé!!

    Por enquanto e ainda sua amiga, mas isso é vc quem decide!

  26. Pensei nun nome que foi,digamos ,afastado do meio ,por conta de seu perfil ,visto que chegou de Navarra e não faz tanto tempo assim e devido a sua formação ,tem pelo menos mais cultura,que a média !Padre Wendell