Bispo de Bauru sobre reclamações contra Padre Beto: “Agora veio do mundo inteiro. Há quatro anos que recebo queixas. Mas a maioria das reações é tudo gente de bom senso”.

Vídeo: Diocese de Bauru.

14 Comentários to “Bispo de Bauru sobre reclamações contra Padre Beto: “Agora veio do mundo inteiro. Há quatro anos que recebo queixas. Mas a maioria das reações é tudo gente de bom senso”.”

  1. Como disse a Fernanda no outro tópico, está na hora de a Igreja parar de ser tão boazinha e começar a ser “cara de pau” como esses tipos de padres são. Ou seja, começar a enviar para a residência desses senhores boletos de cobrança por todos os gastos elevados feitos para formá-los, até mesmo no exterior, a fim de que eles, uma vez ordenados, falassem em nome da Igreja, o que a Igreja ensina, e não suas “opiniões pessoais”.

    Um Padre não é ordenado para sair por aí emitindo “opiniões pessoais”, e sim para falar o que a Santa Igreja manda. Engraçado que na hora de viver às custas da Igreja e do dinheiro do povo a Santa Igreja não é um problema. Esse senhor dito “padre” deveria ter vergonha na cara e decência.

    Não é uma questão nem mesmo de Fé ou Religião, é uma questão de coerência, de caráter humano mesmo. Se ele não quiser ser católico e nem Padre é decisão dele, não temos nada a ver com isso. Mas que tenha, ao menos, caráter de devolver para a Igreja o dinheiro gasto com sua formação.

  2. Não participa da comunhão diocesana (não participa de reuniões, retiros, encontros…) Não obedece ao bispo diocesano. Não pensa em se retratar. Há 4 anos está sendo advertido verbalmente. Não se arrepende do que fez. O senhor bispo mesmo disse que o Núncio pediu que algo foi feito.
    Ou seja: já passou da hora de sofrer sansões mais graves, não? Já passou da hora deste senhor Beto ser suspenso de ordem, afastado do área da educação, distanciado da sociedade.
    Que o senhor bispo tenha pulso firme e não se deixe levar pelas chantagens emocionais.
    Oremos todos.

  3. Coragem Bispo, coragem, leve esse caso até as últimas conseqüências, se precisar leve até ao Vaticano, faça isso pela sua Igreja; vamos apoiar o Bispo continuando a enviar e-mails, peçam para outras pessoas enviarem também.

  4. De fato esta nossa época é doente e tem horror a falar com clareza. Custa muito chamar heresia de heresia, herege de herege, lobo de lobo?

    De qualquer forma, parabéns ao bispo de Bauru e que Deus o abençoe e ilumine pra que leve até o fim o enquadramento do padre Beto, aliás podiam aproveitar e enquadrar o chará dele que é frei, já que este falou as mesmas bobagens em entrevista recente a revista esquerdista Isto É!

  5. Eu acho que o Bispo de Bauru tem muita paciência; 4 anos conversando com esse Padre Beto e ele continua na desobediência. Acho que esta sim na hora de calar esse Padre. Agora imagina ele fazendo parte da pastoral da comunicação e da educação os ensinamentos que ele leva a todos que participam dessas pastorais…

    Sou a favor de calar sim o Sr. Padre Beto… Deve ser afastado de todas as suas atividades pastorais e religiosa, silêncio total…

    Ele não representa Deus nem segue os ensinamentos de Jesus Cristo…

  6. Que Nossa Senhora da Rosa Mistica ajude muito esta diocese e ao Ex.º Revmo. Senhor Bispo!

  7. De acordo com as revelações do Bispo sobre o tal pe. beto, ele é pior do que se apresenta.

  8. Amigos, tenhamos paciência e por ora apoiemos o senhor bispo. Ele já receberá ataques e perseguições demais para nos unirmos aos inimigos da Igreja. Rezemos para que ele se mantenha firme!

  9. Também não ouvi nenhuma menção ao Núncio. O sr. Bispo parece estar muito constrangido e desconfortável com essa situação.

  10. Gostei da fala do Bispo, mostrou ser um bom pastor, quiçá, todos os bispos do Brasil resolvessem agir ante aos impropérios proferidos pelo clero tupiniquim, que gosta tanto de seus ensinamentos próprios, mas não o da Igreja. Me veio a memória agora, a homília de um padre redentorista em Goiânia, já bastante idoso, disse que “o que sai lá em Roma é para Roma, na roça aqui a gente faz de outro jeito, do nosso jeito!”

  11. Ele n vai se retratar, percebe-se na expressão do bispo isso e ele vai ter que excomungar!

  12. Assistindo a esse vídeo percebemos que a situação é bem mais grave que eu imaginava. A mim dá a impressão de que o Beto se acha melhor que os demais padres da diocese. Gostei do que o bispo respondeu quando o padre disse que queria promover debate.

  13. Meus Irmaãos SALVE MARIA!

    O momento agora é de apoiar o bispo, para que ele encontre em nós da tradição um braço amigo e acolhedor. De certo os comunistas irão “cair de pau” em cima dele. Devemos ganhar ele para o nosso lado. Devemos lembrar que estamos no Brasil do século XXI. Podemos dizer que essa atitude foi quase algo inédito, ainda que de forma branda. Vamos enviar mensagens de felicitações ao bispo, apoiando ele na medida. É uma boa oportunidade para que ele veja que os tradicionalistas não são “cães raivosos” como os esquerdistas pintam. Ao contrário, queremos apenas o bem da Igreja e estamos dispostos a apontar severamente o erro, mas acolher com bondade e mansidão aquilo que é certo.

    Vamos apoiar o senhor bispo para que ele não se sinta desamparado e tenha o impulso de voltar atrás. Por mais absurdo que parece, e o é, devemos empurrar-lo a fazer o que é certo.

    Outra coisa importante. Não devemos esquecer que nossa luta “não é contra homens de carne e sangue que temos de lutar, mas contra os principados e potestades, contra os príncipes deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal (espalhadas) nos ares.” (Ef. 6,12). O padre Beto não é nosso inimigo, mas suas idéias perversas é que são. Se ele está passando por um processo de disciplina, devemos rezar por ele, pedindo a Deus que converta seu coração À Reta Fé.

    Vamos apoiar o bispo, escrevendo cartas de apoio e mobilizando nossas felicitações. Sejamos sensíveis ao mover do Espírito Santo, que pode estar soprando na diocese de Baurú, limpando o que há de perverso para que se inicie um processo de restauração. Deus faz milagres das maneiras mais incertas e nós temos que estar atentos a isso.

    Sejamos soldados de Cristo, não guerrilheiros. O Soldado sabe a hora certa de agir e age com ordem. E a hora é de rezarmos pelo padre, pela diocese, pelo bispo e apoiar-lo em sua decisão corajosa.

    In CHRISTO,

    Sentinela Católico.

    http://www.sentinelacatolico.com.br