Franck Talleu: “Eu sou o homem com a blusa contrária aos bons costumes”.

Excertos de matéria de Tempi.it – 12-04-2013 | Tradução: Fratres in Unum.com* – Vamos falar sobre Franck Talleu, diretor de educação católica em Soissons, Laon e Saint-Quentin, casado, pai de seis filhos adotivos, abordado em primeiro de abril, levado para a delegacia e multado porque estava no parque com seus filhos vestindo uma blusa com o logotipo estilizado de uma mãe e um pai de mãos dadas com duas crianças. “Manter atitude contrária aos bons costumes, esta foi a primeira coisa de que me acusaram os policiais”, diz Talleu para tempi.it. “Eu apenas ri e respondi: será fácil contestar isto que escreveu”. A blusa trazia o símbolo da Manif Pour Tous, uma organização que tomou por duas vezes a ruas com um milhão de pessoas para protestar contra a lei do casamento e adoção gay do governo socialista de Hollande. A lei foi aprovada hoje no Senado e agora retorna à Câmara para aprovação final [ndr: onde foi finalmente aprovada no último dia 22] .

Senhor Talleu, mas eles somente o detiveram porque o senhor usava uma blusa que tinha sobre ela o desenho de uma família normal?

Tudo estava ocorrendo bem. No decorrer de primeiro de abril, que na França é feriado porque é segunda-feira de Páscoa, eu decidi ir com a minha família até o Jardim de Luxemburgo, onde sabíamos que encontraríamos muitas pessoas que participaram da Manif Pour Tous. Temos amigos que vivem perto dos jardins e uma vez que nos encontramos na internet, decidimos usar as blusas do evento para nos reconhecermos.

Mas que tipo de blusa?

Não são em si instrumentos de propaganda, porque nela não está escrito nenhum slogan: apresentamos somente o logo da manifestação, que é um papai e uma mamãe que têm pelas mãos os dois filhos, mostrando de modo claro que a família é constituída da união de um homem e uma mulher. Os jardins estão localizados próximo ao Senado, por isso é considerado um local sensível porque a lei sobre o casamento deveria ser apresentada ao Senado poucos dias depois. Há também os guardas que protegem o Senado. Num certo momento, os guardas vieram e me pediram para tirar a minha blusa ou encobri-la. Eu pedi uma explicação, dizendo que não era minha intenção provocar ninguém, porque eu não vejo nada de chocante ou provocador no símbolo. Em seguida, já com um um tom mais elevado, os guardas disseram que iriam lavrar uma ocorrência e eu respondi que eles não tinham o direito de lavrarem uma ocorrência pelo fato de que eu estava vestindo uma blusa. Então eles me pediram para acompanhá-los até a delegacia, que está localizada no meio dos jardins e lá eles lavraram uma contravenção.

Com qual motivação?

Inicialmente, de acordo com o código de contravenções: “Manter atitude contrária aos bons costumes”. A coisa foi muito divertida, comecei a rir e disse: “Será fácil contestar o que você escreveu”. Então, junto com um de seus colegas, encontraram uma outra razão, que foi esta: “Organização de uma manifestação lúdica sem autorização”. Eu disse a ele: “Mesmo assim a contestarei”. Fizeram-me uma [notificação] de contravenção, eu a contestei e, em seguida, eles me disseram que seria aberto um processo no Tribunal Administrativo. Mas para deixar a delegacia, a polícia obrigou-me a tirar a minha blusa da Manif. Eu cedi à ordem, não havia mais nada a se fazer, a não ser esperar com minha família, que estava do lado de fora. Fiquei detido por cerca de uma hora.

A família na França é contrária aos bons costumes?

Na França a lei sobre o casamento homossexual foi aprovada pelo Senado e agora retorna à Câmara para uma segunda apreciação. É uma lei que permite o casamento entre pessoas do mesmo sexo e adoção, porque na França o direito de adotar é consequência do casamento. Esta lei é muito perigosa, pois baseia-se na teoria do gênero. Esta teoria tem 30 ou 40 anos e é apoiada pelos movimentos LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, trans). São movimentos muito violentos a partir do ponto de vista intelectual e após a publicação de artigos, no meu caso, recebi muitos insultos vindo da parte deles, mesmo que a sua violência seja, antes de tudo, intelectual. Pessoas que enfatizam o fundamento natural da família, defendendo o modelo preferencial da família, são consideradas susceptíveis de criar problemas na França, porque existem aqueles que querem, por todas as maneiras, que um par gay seja colocado no mesmo plano da família. Isto é denunciando, entre outras coisas, pelos apoiadores do casamento republicano, que se opõem a esta nova lei.

Como é que seus seis filhos reagiram vendo o pai de repente sendo levado por agentes?

Minha esposa cobriu imediatamente sua blusa e isso me deixou com raiva porque é uma atitude que vai contra o bom senso. Minha esposa e eu adotamos seis filhos e eles são muito comprometidos na causa contra esse projeto de lei, isto porque eu sei como as crianças precisam de um pai e uma mãe. Meus filhos mais velhos estavam entusiasmados: quando voltei eles me perguntaram se eu havia sido torturado, se eles conseguiram me fazer falar. Eles criaram a imagem de um pai que está resistindo! Minha filha já havia espalhado a notícia da minha desventura no Facebook enquanto eu ainda estava na delegacia de polícia. Entre os nossos filhos, há também dois com síndrome de Down e que não entenderam muito bem o que estava acontecendo. Minha esposa explicou-lhes que seu papai voltaria imediatamente e disse para que eles fossem procurar os ovos de chocolate escondidos, como temos por tradição. Outro filho mais novo, que tem seis anos de idade, começou a perguntar o que estava acontecendo, porque ele tinha notado a discussão um pouco acalorada com os agentes. Não foi fácil, mas tivemos que explicar para ele o que poderia acontecer e que os agentes, ao mesmo tempo que representavam a lei, estavam errados na sua avaliação e que, neste caso, podemos discutir com eles. No que diz respeito à educação e no que diz respeito à autoridade, criou-se uma situação problemática. Mas eu acho que teria sido mais grave obedecer aos agentes e esconder o que é simplesmente um símbolo que representa a família tradicional.

A liberdade de expressão está ameaçada na França hoje?

Houve um grande silêncio sobre a conduta da Manif Pour Tous. Meu caso chegou aos jornais, eu tenho tratado com ironia para não dramatizar, mas foi retomada somente pela imprensa politicamente favorável à família tradicional. Nenhum veículo de imprensa independente publicou a notícia. Sabemos muito bem que a mídia francesa não divulgou os eventos relacionados à Manif Pour Tous de uma forma objetiva. Há uma reclamação formal no Ministério do Interior que diz respeito ao número de manifestantes, pois fazemos um grande esforço para obter as fotos aéreas do evento para termos uma contagem exata. O lobby LGBT é muito presente no mundo da mídia e da cultura, e é sentido por todos. Deixe-me dar um exemplo: A Manif Pour Tous fez um anúncio no jornal de esquerda Le Monde, que se demonstrou aberto a publicá-lo. Mas houve uma reação violenta de um personagem como Pierre Bergé, um amigo homossexual de Yves Saint Laurent, que tem como alvo o jornal por ter publicado o anúncio. Há o desejo de minar a liberdade de expressão.

Como você se sente depois do que aconteceu?
Meu caso permitiu que o público se torne mais consciente do perigo que pode representar a teoria de gênero. Eu sou responsável pela educação católica na minha diocese e colaborador do bispo sobre estas questões. O sexo é inserido nos programas das escolas de ensino médio, através das ciências naturais, a biologia. Que se fale nas escolas não é um problema e nem que se estude esta teoria como uma das muitas ideologias também não é um problema. O problema é que ela foi imposta na biologia, e sendo uma teoria, você deve estudar no campo da filosofia. Por outro lado, o ponto fraco desta teoria é que ela não é estudada no bachalerado de ciências, é simplesmente concebida em disciplinas de ciências literárias. É claro que esta é uma teoria científica do gênero e não pode ser aceita a partir do ponto de vista das escolas católicas, mas você pode discutir a forma de estudá-la. Hoje, no entanto, esta teoria está fazendo sua entrada nas áreas de ensino fundamental, pois o governo está preparando uma legislação a este respeito e isto é um problema, porque os alunos dessa idade não têm um espírito crítico.

* Nosso agradecimento a um caro frater pela preciosa tradução.

Tags:

18 Comentários to “Franck Talleu: “Eu sou o homem com a blusa contrária aos bons costumes”.”

  1. Se eu não acreditasse em Deus e no Seu plano divino, eu diria que nasci na época errada. Na época certa, numa sociedade normal e decente, pessoas que promovem publicamente a destruição da família, dos valores cristãos e o extermínio de milhões de seres humanos pelo aborto deveriam execradas publicamente e, dependendo do caso, sentenciadas com pena capital pelo Estado.

  2. O mais impressionante de tudo isso é que o meio fagtrad se comporta de maneira idêntica. Se alguém critica seus líderes leigos homossexuais ou demonstra o menor interesse em constituir família, é prontamente achincalhado, difamado e segregado por eles todos.

  3. Não sou simpático do Arnaldo Jabor, mas nesta ele acertou em cheio:

    “Antigamente o homossexualismo era proibido no Brasil. Depois passou a ser tolerado. Hoje é aceito como coisa normal. Eu vou-me embora antes que passe a ser obrigatório”.

  4. Realmente, estamos vivendo sob o poder de satanás, conf. visão do grande papa Leão XIII. Todavia, qdo for realizado o Terceiro Segredo de Fátima, o seu poder será destruído. Já, agora, a “antiga Serpente” começa a perder o seu poder. É por isso que o demônio se tornou ainda mais agressivo e descarado: destrói matrimônios, persegue a família legítima, promove o aborto e a pedofilia, fomenta discórdia entre as autoridades (veja o caso do STF X Cong. Nacional) e até entre as almas consagradas (padres contras bispos, cardeal X cardeal…), provoca homicídios… Devemos, pois, nos proteger com o jejum e a oração, sobretudo a oração comunitária (“onde dois ou mais estiverem em meu nome”…), bem como levar conosco objetos bentos (crucifixo de S. Bento, pai do exorcismo…). Penso, que deveríamos retomar o uso de água benta, pois os dias são maus!

  5. Caros amigos, encaminhei esta notícia para minha ex-paróquia em Belo Horizonte-MG (Santa Teresinha do Menino Jesus da Santa Face), cuja “santa das rosas” é de origem francesa (Lisieux), que eu saiba. Veja a seguir a resposta que recebi da ref. paróquia:
    “Prezado Sr.
    Peço-lhe a gentileza de não mais enviar-nos emails.
    Atenciosamente,
    Maria Elyzia – Secretária Paroquial

    Paróquia santa Teresinha do Menino Jesus da Santa Face
    Rua Campos Elíseos, 540 – Barroca
    Telfax 31- 3334 1244
    Belo Horizonte – MG”

    Eu não deixei ainda Igreja Católica Apostólica Romana tendo em vista que me assemelho a João Batista, uma voz que clama no deserto. Atualmente, tenho viajado muito a trabalho pelo país afora. O que tenho presenciado de anti-testemunho de religiosos favoráveis à ordenação de mulheres, casamento gay, fim do celibato, “teólogos da corte (Teólogos da “Ideologia da Libertação”) não está escrito no gibi. Realmente, sobrará apenas “um pequeno rebanho” de fieis que defenderá a Sã doutrina diante dos homens e da própria Igreja nos últimos dias. Não tenha dúvidas, seremos entregues aos tribunais e “Sinagogas”. Preparemo-nos! Gostaria de deixar registrado que o povo russo (católicos Ortodoxos) será o povo no qual Deus será mais glorificado, pois eles não acabarão com os templos e, muito menos, com a Eucaristia (sacrifício perpétuo), conf. denunciado pelo profeta Daniel na terrível “Abominação da Desolação”. Quem viver, verá!

  6. “Meus filhos mais velhos estavam entusiasmados: quando voltei eles me perguntaram se eu havia sido torturado, se eles conseguiram me fazer falar.” Hoje parece ser só imaginação de criança, logo será nossa realidade. Me lembro das palavras do cardeal Francis George: “Espero morrer em meu leito; meu sucessor morrerá na prisão, e o sucessor dele morrerá mártir na praça pública”.

  7. E o grupo fumem cujas mulheres andam com os seios a mostra, por acaso a Justiça francesa as levaram para a delegacia por atentado contrário aos bons costumes?

    O que me impressiona é a atitude dos policiais já doutrinados ideologicamente nas academias de policia pela doutrina maçônica do homossexualismo cultuada no bode preto hermafrodita.

  8. A verdade é uma só: o guarda em questão deve ser homossexual e abusou das suas prerrogativas policiais para discriminar um homem heterossexual convicto de suas opiniões. Essa é a verdade nua e crua, escancarada na nossa cara. Daqui a pouco ser heterossexual e monogâmico será motivo de escárnio e

    É a cultura suicida que irá trucidar o Ocidente democrático diante da ascensão do despotismo sino-asiático. Prefiro estar com Cristo, uma vez que este jamais desamparou o homem. Aliás, a Igreja deve mudar com urgência o seu eixo de evangelização, o Ocidente está um estágio de putrefação moral e espiritual tão profundo que só resta para a salvação desse mundo a evangelização da África e da Ásia.

  9. Em breve, num país perto de você…

  10. Duvido que ele foi preso so pela camisa. Tem algo nao revelado!

  11. Diogo
    26 abril, 2013 às 4:57 pm

    Não sou simpático do Arnaldo Jabor, mas nesta ele acertou em cheio:

    “Antigamente o homossexualismo era proibido no Brasil. Depois passou a ser tolerado. Hoje é aceito como coisa normal. Eu vou-me embora antes que passe a ser obrigatório”.

    GOSTEI DIOGO. POR ISSO REPRODUZI NOVAMENTE.

  12. O que são bons costumes para os franceses? Dois pervertidos se beijando no mesmo jardim, em a famílias e crianças?
    França, França, para ti, que és a filha primogênita da Santa Igreja, para que se emendasse não bastaram as humilhações durante a IIa Guerra Mundial, quando Hitler desembarcou em Paris, já tomada pelos bastardos nazistas.
    Será preciso humilhação maior? Se por causa das perseguições liberais à Igreja, sofreste tamanha humilhação, qual será a tua sorte por admitir o vício, do qual até os demônios se enojam? A mesma de Sodoma e Gomorra?

  13. Abuso de autoridade, prisão ilegal sem acusação formal de crime ou contravenção devidamente tipificados, constrangimento ilegal, etc. por parte da polícia.

    Quero ver quem vai processar esses covardes – tudo maçônico no judiciário. Onde estão os ativistas dos “direitos humanos”, que só servem para defender bandidos, não para proteger cidadãos de bem perante abusos de autoridade?

    Quando uma civilização se rebaixa moralmente, qualquer civilização imediatamente superior a domina. A história o confirma.

    O negócio dos “humanistas” é destruir a civilização ocidental para que, naturalmente, asiáticos ou africanos a dominem (a América Latina ainda está pior) – como ocorre nas zonas proibidas (“no-go zones”) de cidades européias, cheias de guetos islâmicos afro-asiáticos ou de macumbeiros africanos.

    Nem precisa invadir a Europa, pois já cai de podre sozinha como o Brasil.

  14. Bom, estudei a teoria do gênero citada no texto na Universidade neste semestre que se passou agora. É certo que ela é uma teoria que possui um alto grau cientificista, mas não há como negar que a verdade é uma só: os indivíduos são APENAS homens ou mulheres. O que é isso, meu Deus?! Agora as pessoas querem criar inúmeras variações dos sexos para lésbicas, gays, bissexuais, drags, e afins? Onde está a racionalidade destes adeptos de tal teoria?
    Além disso, este testemunho é muito triste, apesar de ser muito edificante. Ora pois, da mesma forma que eles têm o direito (não legítimo) de lutarem por suas causas, será que os seus opositores não têm o direito de lutarem pelas suas? Como as pessoas favoráveis as causas gays não conseguem entender que a Igreja não se fecha ao ser humano, mas ao seu pecado?!
    Gosto muito de usar o seguinte exemplo: existem 10 pessoas numa sala, as quais uma delas fuma, as outras 9 por consequência, não. Com absoluta certeza, esta pessoa só vai ter duas opções: ou sair para fumar e depois voltar, ou não fumar durante o período em que estiver dentro da sala. Se odeia o fumante? Não, se odeia o cigarro!
    Pax Domini sit semper vobiscum.

  15. “Quando o filho do homem voltar, ainda haverá fé sobre a terra?”

  16. Sou cristão evangélico e quero dizer que concordo que isso tudo é um sinal do fim dos tempos, como Jesus Cristo advertiu no evangelho de S. Lucas 17:26-30: “Como aconteceu nos dias de Noé, assim também será nos dias do Filho do homem. Comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca, e veio o dilúvio e os destruiu a todos. Como também da mesma forma aconteceu nos dias de Ló: comiam, bebiam, compravam, vendiam, plantavam e edificavam; mas no dia em que Ló saiu de Sodoma choveu do céu fogo e enxofre, e os destruiu a todos; assim será no dia em que o Filho do homem se há de manifestar”.
    Ora, todos sabemos como era Sodoma…
    Eu creio que Cristo está perto de julgar a humanidade por sua rebeldia e seu hedonismo, expresso nas palavras de Nosso Senhor, acima.
    Em tempo: onde consigo a imagem da camiseta? Vou mandar fazer uma para mim.
    Deus abençoe a todos.

  17. Se há algo não revelado Sr. Jairo, então o que é ?

  18. Eu avisei em outro post a próxima guerra vai ser as famílias contra Sodoma e Gomorra…