Líderes religiosos exigem a libertação dos bispos sírios sequestrados.

Por Charisma News | Tradução: Fratres in Unum.com – Dois bispos sírios sequestrados por milicianos islâmicos no dia 22 de abril continuam desaparecidos. Mar Yohanna Ibrahim (Metropolita Siríaco-Ortodoxo) e Dom Boulos Yazigi (Metropolita Greco-Ortodoxo) foram capturados nas proximidades da cidade de Aleppo, centro comercial e industrial da Síria, hoje devastada pela guerra civil.

Yohanna Ibrahim (esquerda) e Boulos Yazigi (direita): os dois bispos sírios sequestrados continuam desaparecidos.

Yohanna Ibrahim (esquerda) e Boulos Yazigi (direita): os dois bispos sírios sequestrados continuam desaparecidos.

Líderes religiosos de todo o mundo uniram vozes pelo pronto retorno de ambos.

Os raptores, ainda não identificados, abduziram aos religiosos enquanto os mesmos empreendiam ações humanitárias em favor da minoria cristã síria, de acordo com o relato de expatriados sírios que vivem nos EUA. Seu motorista [um diácono] foi morto no ataque.

Desde 2011, mais e 70 mil sírios morreram devido à guerra civil entre as forças leais ao presidente Bashar El-Assad e os rebeldes islâmicos que querem depô-lo.

Em comunicado emitido no final de semana passado (27-28 de abril de 2013), a Organização de Cooperação Islâmica conclamou a ‘imediata e incondicional’ libertação dos bispos, afirmando que este ato de sequestro violento contradiz os princípios islâmicos, assim como a alta estima tida para com clérigos cristãos (sic!).

[NOTA DO TRADUTOR: Esta conclamação a princípio soa como justa. Mas é em verdade contraditória, pois os rebeldes do conflito na Síria são radicais islamitas patrocinados pela Arábia Saudita, pelo califado de Omã e pela Turquia. Porém, isso é plenamente plausível dentro do conceito da ‘Takkyia’, a qual basicamente é uma dissimulação, ensinada e preconizada, da doutrina islâmica de sua ‘verdade essencial’, em favor de ganho da confiança e boa vontade de outrem. Em Fevereiro de 2013, dois padres, um armênio católico (Michel Kayyal) e um greco-ortodoxo (Isaac Mahfud) foram sequestrados. Ainda não há notícias sob seus paradeiros.

Abaixo, uma mostra do respeito islâmico à Cristandade, seja ela Católica ou Ortodoxa.

Homem posa com paramentos litúrgicos.

Homem posa com paramentos litúrgicos. Foto: RT.com

Igreja destruída. Foto: RT.com

Igreja destruída. Foto: RT.com

Esta conclamação veio após apelos feitos pelas igrejas Grega, Siríaca e Melquita, e também do apelo feito por Sua Santidade, o Papa Francisco, para que os bispos fossem rapidamente devolvidos às suas comunidades.

Em Nova York, Sua Eminência Timothy Cardeal Dolan, presidente da Conferência dos Bispos Católicos dos Estados Unidos afirmou que o sequestro dos bispos e o assassinato do motorista “pesam gravemente nos corações das pessoas de boa vontade”. E acrescentou “que o sequestro de dois homens de paz constitui sinal de terrível violência, a qual destrói a matriz da sociedade síria”. Por fim, assegurou que a Conferência dos Bispos Católicos dos Estados Unidos “trabalhará insistentemente junto a todos os canais disponíveis – a Santa Sé, os organismos internacionais, a comunidade diplomática” para garantir a libertação dos bispos e o fim das hostilidades na Síria.

O bispo Greco-Melquita de Aleppo, Dom Jean-Clement Jeanbart, disse à agência AsiaNews que as igrejas católica e ortodoxa “fazem seu melhor” para trazerem de volta os bispos, mas não entrou em detalhes a respeito. Segundo Dom Jeanbart, “no momento, ninguém entende a motivação para este ato e quem está por detrás destes criminosos”.

Dom Jeanbart ainda disse que a luta em Aleppo se intensificou nesta semana e que uma das regiões cristãs da cidade foi bombardeada com granadas de morteiro. Por isso, quatro pessoas morreram e diversas casas foram destruídas.

“A situação é terrível, ninguém está seguro, nem mesmo os cristãos”, os quais vêm tentando manterem-se neutros neste conflito.

O sobrinho do bispo siríaco-ortodoxo, Jamil Diarbakerli, que representa a Organização Democrática Assíria, disse ao World Watch Monitor (grupo de vigilância de direitos humanos) que os bispos cristãos escolheram permanecer na Síria, apesar dos perigos.

[NOTA DO TRADUTOR: isso é verdade e consonante com as palavras de Dom Gregorios III Laham, Patriarca Greco-Melquita Católico, que enérgica e publicamente afirmou “Não emigraremos!”.

O berço é local onde se conhece uma criança, onde ela, após ter nascido, se desenvolve e floresce para a vida. A Síria é o berço da Cristandade. Em Antioquia foi fundada a primeira sede apostólica, por São Pedro, Príncipe dos Apóstolos. Em Antioquia, os seguidores de Nosso Senhor foram pela primeira vez reconhecidos como cristãos. A caminho de Damasco, Saulo se converteu e tornou-se São Paulo de Tarso.

Da mesma forma, como há muito tempo é na China e no Vietnam, no Iraque e no Líbano, a Síria tem em si a Igreja que sofre. Este fato é agravado pelo legado que a Igreja tem neste país.

A Síria nos deu santos como Santo Ignácio de Antioquia, São João Damasceno, São João Crisóstomo, Santo Efrém e São Maron. Soframos juntos com eles e tomemos um pouco de sua cruz, por amor a Nosso Senhor, que pisou aquela terra. A quem for possível, que ofereçam a Sagrada Eucaristia recebida em intenção à Igreja que sofre na Síria.]

* * *

O Fratres agradece imensamente a um caro amigo, filho da Igreja do Oriente, pela tradução e comentários.

Tags:

28 Comentários to “Líderes religiosos exigem a libertação dos bispos sírios sequestrados.”

  1. Assim como no Egito, esses militantes muçulmanos na Siria estão fazendo de tudo para que Governos ocidentais intervenham dando-lhes armas e apoio para derrubar o Governo. Assim que tomam o poder eles dão uma banana pra quem os ajudou e massacram toda a população cristã impondo a sharia como lei do país. São uns malditos e dissimulados.

  2. Poderiam mandar o tal padre Beto como representante brasileiro para dialogar e refletir com os cabeças de trapo.

  3. O islamismo ordena a matança de quem não abraçar as crenças deles. Sempre foi assim. Que hipocrisia é essa? Os islâmicos querem a paz? Comecem oferecendo-a!

  4. Aaah, quanta maldade com os islãs!
    Quero refletir, fazer reflexão e pensar como o CVII, vamos todos juntos caríssimos, nas palavras da primavera do dogmático entender bem a coisa:

    A religião do Islão

    3. A Igreja olha também com estima para os muçulmanos. Adoram eles o Deus Único, vivo e subsistente, misericordioso e omnipotente, criador do céu e da terra (5), que falou aos homens e a cujos decretos, mesmo ocultos, procuram submeter-se de todo o coração, como a Deus se submeteu Abraão, que a fé islâmica de bom grado evoca. Embora sem o reconhecerem como Deus, veneram Jesus como profeta, e honram Maria, sua mãe virginal, à qual por vezes invocam devotamente. Esperam pelo dia do juízo, no qual Deus remunerará todos os homens, uma vez ressuscitados. Têm, por isso, em apreço a vida moral e prestam culto a Deus, sobretudo com a oração, a esmola e o jejum.

    E se é verdade que, no decurso dos séculos, surgiram entre cristãos e muçulmanos não poucas discórdias e ódios, este sagrado Concílio exorta todos a que, esquecendo o passado, sinceramente se exercitem na compreensão mútua e juntos defendam e promovam a justiça social, os bens morais e a paz e liberdade para todos os homens.

    http://www.vatican.va/archive/hist_councils/ii_vatican_council/documents/vat-ii_decl_19651028_nostra-aetate_po.html

  5. Jesus ja nos advertia que “os filhos das trevas são muito mais espertos do que os filhos da luz”. Todos nós sabemos que o objetivo do Islã é implantar o “califado”. Quando eles perceberam que a tal “democracia” é a vaca-sagrada do Ocidente e que em nome dela vale tudo, decidiram posar de “vitimas” de seus Governantes pra angariar a simpatia internacional.
    Quem não se lembra das matérias apoiando manifestantes islâmicos na Libia, Egito, Tunisia…etc? O mais interessante nisso tudo é que aquele mesmo povo que estava lá reinvindicando “democracia” “liberdade” etc, foi o mesmo que foi às urnas pra votar em candidatos muito mais tirânicos que os seus antigos governantes. Esse mesmo povo que gritava “democracia” nas praças do Cairo, apoia 100% um regime de sharia.
    Foi assim que a tal Irmandade Islâmica saiu da lista do terror direto para o poder no Egito. E bastou chegar ao poder pra começae a perseguição à minoria copta e os incêndios de igrejas.
    Na Siria não será diferente, esse sequestro dos Bispos cristãos e destruição de igrejas é só uma amostra do que virá pela frente.
    E depois disso há quem defenda “diálogo com o Islã” em nome do ecumenismo. Eu só me pergunto, que diálogo pode haver entre a luz e as trevas?

  6. Ana Maria, depois da sua postagem, falar mais o que???

  7. Uma correção
    Yohanna Ibrahim é nome secular dele, o nome religioso dele é Mor Gregorios

  8. Curiosamente os Estados Unidos e também a própria União Europeia têm ajudado a que os radicais mulçumanos cheguem ao poder nos países arábes. Nós vemos que na Siria há todo um esforço para derrubar o actual presidente e a oposição que é ajudada pelos Estados Unidos e União Europeia são os islamitas. Qual é a intenção diabólica que está por detrás deste interesse?

  9. Síria – o berço da Cristandade e Antioquia de São Pedro – neste momento devemos ser solidários em nossas orações com a cristandade ortodoxa e pedir a Santo Ignácio de Antioquia, São João Damasceno, São João Crisóstomo e Santo Isaac de Síria a intercessão.
    Agradecimento aos Fratres por ter publicado com muita sensibilidade esta matéria.

  10. Ana Maria,

    olha, falando a verdade. Realmente o CVII dizer os maometanos honram a virgem Maria é porque eu acredito que até um islamita reze um rosário, mas esperar isto de um católico progressista, jamais.

    Mas por vias das duvidas fico com o Dante Aliguieri que colocou o Maomé divido em duas partes no inferno por dividir a cristandade. A Santa Faustina Kowalska no seu diário diz que satanas promove e muito o budismo e o islamismo por serem falsas religiões.

    Quanto aos bispos e eventualmente padres que sejam sequestrados e mortos eu pouco me importo porque o atual clero sempre trabalhou para que os católicos perdessem sua fé e nunca se importaram em converter os infiéis ao catolicismo. Cristo disse no diário de Santa Faustina para que aproveitassem o tempo da misericórdia porque quando chegasse o dia de Sua Justiça Ele viria como um justo juiz. O Dia da Misericórdia está acabando para a Cristandade e para quem ainda não acordou o islã está em guerra contra nós.

  11. Permita , Oh ! Bom Deus , que eles ainda estejam vivos !

  12. As palavras de Renato Lima, atrás, incitam à discriminação e consequentemente à desunião entre cristãos; denotam desconhecimento mais profundo dos fatos, um pragmatismo gasto, anacrônico e rançoso; e, ainda, “paixão pela discórdia”, uma atitude pueril… Perdoe-me ele, mas suas palavras não se “afinam” com a substância, a essência das palavras de Jesus ! É justamente por causa dessas “posições” raivosas, contra Frei Beto, Boff, Casaldáliga e, agora, o ex-padre Beto, posições estas que acometem a grande maioria dos católicos atualmente, que mais se assemelham a “teólogos de almanaque”, foi que me afastei da Igreja, pois minha consciência não me permite “comungar” com essa suposta maioria, por suas postagens “raivosas”, incompreensíveis e favoráveis ao desamor. Não ! Prefiro orar e meditar só, no silêncio… “enquanto a caravana passa ! ” .

  13. Devemos rezar pela Igreja que sofre,mas precisamos também nos unir para denunciar a perseguição e os crimes que são cometidos contra os cristãos nos países comunistas e islâmicos. Só com nossa mobilização a imprensa talvez passe a denunciar esses crimes e os governos, talvez, tomem alguma medida para protegê-los. Afinal quase todos esses países querem ajuda financeira e boas relações com o Ocidente.

  14. Os islâmicos negam todo o Credo (para eles, NSJC era um reles profetinha, não morreu na cruz e nem ressuscitou, abominam a SSma Trindade), seu dia santo é sexta-feira (comemoram a morte de Cristo), raptavam cristãos ou pagãos para os venderem como escravos ( matavam e saqueavam nas cidades costeiras do Mediterrâneo, dando origem à pirataria e ressuscitando a escravidão), matam quem não abraça as crenças deles e o Corão está cheio de sandices.

    E o Vat II os coloca lado a lado conosco! É mesmo a apostasia e a ignorância! “Chegou a hora das trevas.” O problema é que os islâmicos só recebem exortações para matar e odiar (desde sua fundação).

    Não deixem de se informar sobre isso em:
    http://perigoislamico.blogspot.com.br/

  15. Pelo que eu saiba CVII não foi dogmático… ou estou equivocado?

  16. Poderiam mandar o tal padre Beto como representante brasileiro para dialogar e refletir com os cabeças de trapo. (2)

  17. Do catecismo de São Pio X:

    225) Quem são os infiéis ?
    Os infiéis são aqueles que não foram batizados e não crêem em Jesus Cristo,
    seja porque crêem e adoram falsas divindades, como os idólatras; seja porque, embora
    admitam o único Deus verdadeiro, não crêem em Cristo Messias, nem como
    vindo na pessoa de Jesus Cristo, nem como havendo de vir ainda: TAIS SÃO OS MAOMETANOS
    e outros semelhantes.

    O islamismo ainda admitindo um único Deus é uma religião de infiel e de pessoas infiéis. Dá para confiar?

    O CVII não foi dogmático, logo, graças a Deus, não se tem obrigação de se aderir a tudo o que ele diz, ou a tudo o que ele prescreve.

  18. Ludgero, a OTAN fornece armas e treinamento aos guerrilheiros islâmicos porque querem instalar tiranos “teocráticos” no poder por lá (foi assim na Líbia).

    Assim, multiplicam a ameaça iraniana para começarem uma guerra mundial envolvendo Israel e seus aliados (OTAN), Rússia, fornecedores de armamentos e banqueiros para financiar essa desgraça toda – um grande negócio lucrativo.

    Uma terceira guerra mundial já foi planejada pela maçonaria (Albert Pike) desde o século XIX! Aí, virá o reinado do Anticristo e todas as suas desgraças. Já podemos sentir o cheiro de enxofre…

  19. O Ocidente apoia essas revoluções por dinheiro, obviamente. O plano é transformar todos aqueles países em uma espécie de Arábia Saudita – fundamentalista, mas aliada financeira das grandes corporações americanas e europeias. Também não é segredo pra ninguém que as lideranças dessas corporações ocidentais e suas marionetes nos governos não tem nenhum apreço ou consideração pelos cristãos.

  20. Tárcius Vianna de Noronha, não são minhas palavras que incitam à discriminação; são as atitudes de “Frei” Beto, Boff, Casaldáliga e do “padre” Betão que faz isso. Eles que são preconceituosos!

    Se esse pessoal acha que o islã é lindo e maravilhoso, que eles sejam honestos e vão até esses países e dialoguem com os cabeças de trapo. Eles estão sendo hipócritas!

    É muito fácil esse pessoal mais acima bancarem os ecumenistas em países como o Brasil onde a maioria da população é cristã. Eu quero ver eles fazerem isso em países de maioria islâmica.

  21. É muito fácil esse pessoal mais acima bancarem os ecumenistas em países como o Brasil onde a maioria da população é cristã. Eu quero ver eles fazerem isso em países de maioria islâmica.(2) MUITO BEM COLOCADO, RENATO.

  22. São João Damasceno disse em (De Fides Orthodoxa) que islamismo não é paganismo, mas é heresia.

    Não posso negar que islamismo é demoníaco, mas acho que também devemos saber, que o mais perigoso não é islamismo, mas é modernismo, é budismo, é new age.

    Durante o regime otomano, a fé cristá não foi manchada, os gregos, arménios, sírios e coptas preservaram a sua fé, mesmo pagando impostos altíssimos.
    E vamos ver hoje, modernismo está direitamente atacando a fé cristã, budismo está infiltrando no cristianismo, e new age, nem quero falar, é o pior que existe.

    No Irã, os cristãos arménios e assírios tem direito de beber bebida alcoólica, mesmo fora da missa, e as mulheres cristãs tem direito de não usar véu.
    E na França? se alguém dizer mal do homossexualismo vai preso.

  23. N. Prado, o sagrado CVII, dogmático e primaveral diz tudo, faz tudo kkkkk

  24. Prefiro orar e meditar só, no silêncio… “enquanto a caravana passa ! ” .
    Rompeu o silêncio pq? Volte ao silêncio, nós agradecemos!

  25. Pois eu acho que a CNB do B deveria mandar uma comissão formada pelo Boff ,Betto,Padre José Oscar Beozzo e mais alguns;até mesmo o excomungado do senhor Beto ,para que entrem em um diálogo fraterno e ecumênico com esses sequestradores.Quem sabe,após iluminadas reflexões,não conseguem a liberdade dos bispos!

  26. @ LUCAS JANUSCKIEWICZ COLETTA

    “… Quanto aos bispos e eventualmente padres que sejam sequestrados e mortos eu pouco me importo …”

    Me impressiona tua ‘caridade’.
    Por eles rezarei então a minha parte e a tua, e, rezarei por você também.

    Em JMJ.

  27. Jairo: nos vemos no dia do juizo final, rezo para que estejamos do lado direito e não junto com este clero modernista que estará do lado esquerdo.

  28. Que absurdo!

    Hunf!

    Onde está o entendimento da liberdade religiosa na cabeça deste islamista mostrado na foto?

    Possivelmente está no mesmo lugar que o entendimento de liberdade religiosa existente nas cabeças de muitos católicos tradicionais, que impossibilitados pelas circunstâncias não podem desta forma se manifestar.

    E sentindo-se ofendidos e acovardados pela posição minoritária mantida em face de uma guerra religiosa com um inimigo mais numeroso, são os primeiros a defenderem o principio de LIBERDADE RELIGIOSA propagados pela revolução francesa, a qual tem por inimiga.

    Claro, teologicamente entraríamos numa discussão sem fim sobre este tema. Mas, ao descer para o mundo real, nos vem a pergunta:

    Hipócritas ou estúpidos?

    Vinícius