Três Ave-Marias pelo Papa Francisco.

942183_403478319760221_1200038401_n

“Buona sera! Grazie tante per la vostra presenza nella casa della mamma di Roma, della nostra Madre. Viva la Salus Populi Romani. Viva la Madonna. E’ la nostra Madre. Affidiamoci a lei, perché lei ci custodisce come una buona mamma. Io prego per voi, ma vi chiedo di pregare per me, perché ne ho bisogno. Tre “Ave” per me. Vi auguro una buona domenica, domani. Arrivederci. Adesso vi do la benedizione – a voi e a tutta la vostra famiglia. Vi benedica il Padre Onnipotente… Buona domenica.”

“Boa noite! Muito obrigado pela vossa presença na casa da Mãe de Roma, da nossa mãe. Viva a Salus Populi Romani. Viva a Madonna. É  a nossa Mãe. Confiemo-nos a ela, porque ela nos guarda como uma boa mãe. Eu rezo por vós, mas peço que rezeis por mim, porque eu preciso [de vossas orações]. Três “Ave” por mim. Desejo-vos um bom domingo. Até logo. Agora vos dou a bênção – a vós e a toda a vossa família. Abençoe-vos o Pai Onipotente… Bom Domingo”.

Palavras do Santo Padre, o Papa Francisco, em sua visita à Basílica de Santa Maria Maior no último sábado, 4 de maio de 2013, para a recitação do Santo Rosário.

* * *

Papa Francisco na Basílica Santa Maria Maior: com Maria, sempre livres e corajosos para fazer opções boas e definitivas

News.va – Ser livre não significa fazer o que se quer, seguir as modas do tempo, passar de uma experiência a outra e permanecer adolescente por toda a vida; liberdade significa fazer opções boas e definitivas na vida, como Maria – foi a mensagem do Papa Francisco, ontem à tarde, ao fim da oração do Terço na Basílica de Santa Maria Maior, por ocasião do Primeiro Sábado deste mês mariano. Antes do momento da oração o Santo Padre, com o beijo do Crucifixo, havia tomado posse da Basílica Liberiana, saudado pelo Cardeal Santos Abril y Castelló, Arcipreste da Basílica.

Era pela segunda vez que Papa Francisco rezava a Maria Salus Populi Romani, imagem da Virgem Maria muito querida à Cidade de Roma e conservada no mais antigo templo mariano do Ocidente, a Basílica de Santa Maria Maior, e ontem colocada sobre o altar para a ocasião. A primeira vez tinha sido no dia 14 de Março, poucas horas depois da sua eleição como Papa, quando quis colocar sob a protecção e bênção da Mãe de Deus o ministério recebido. Desta vez, no primeiro sábado do mês de Maria, o Santo Padre toma posse da Basílica Liberiana e, recitando os Mistérios Gozosos do Rosário, aponta Nossa Senhora como a mãe que dá saúde aos seus filhos. Como uma mãe, Maria ajuda-nos a crescer, a enfrentar a vida, a ser livres, explica o Papa. E crescer significa não ceder à preguiça que deriva do bem-estar, da vida cómoda, significa sim assumir as próprias responsabilidades e deixar-se levar pelos grandes ideais.

Maria nos ensina também a não evitar os problemas e os desafios da vida, como se esta fosse uma estrada sem obstáculos. A Virgem conhecera igualmente momentos não fáceis e por isso pode ajudar os seus filhos a olhar com realismo para os problemas, a não perder-se neles, a saber como superá-los, sublinha o Papa.

Daí a exortação do Papa Francisco a não termos medo das opções definitivas no tempo em que é muito forte a sedução do provisório, dizendo: “somos vítimas de uma tendência que nos empurra à provisoriedade… como se desejássemos ficar adolescentes por toda a vida! Não tenhamos medo dos compromissos definitivos, compromissos que envolvem e afectam toda a vida! Deste modo a nossa vida será fecunda”. Maria nos ensina a estar abertos à vida, fecundos no bem, na alegria e esperança, e a sermos sinais e instrumentos da vida, concluiu o Papa.

Tags:

10 Comentários to “Três Ave-Marias pelo Papa Francisco.”

  1. O Papa Francisco tem feito ótimas, simples e pontuais homilias e discursos.

    Provavelmente irão criticar pela foto o fato do Papa estar sentado ao invés de estar de joelhos mas mesmo assim é para mim muito piedoso e altamente benéfico ver Sua Santidade rezando o santo terço.

  2. Pessoa de idade avançada, têm dificuldades de ajoelhar.

  3. Tem muito coisa boa no que Sua Santidade fala. Gostei muito do trecho “somos vítimas de uma tendência que nos empurra à provisoriedade… como se desejássemos ficar adolescentes por toda a vida!” . Perfeito retrato da realidade. Lembra a oração de Clemente XI:” Fazei que seja(…) exato no cumprimento do dever e circunspecto e constante nas resoluções que tomo”.

    Rezar pelo Papa é um dever de todo católico. Espero que os que ouvirem esse pedido tenham coragem de ir além de 3 “Aves”.

  4. Rezemos pelo papa Francisco, como nos pede. Pelo bem de toda a Igreja!

  5. Ele tem problemas no joelho, por isso anda mancando. Não pode ficar ajoelhado por muito tempo.

  6. Já ouvi dizer que o Santo Padre enquanto cardeal era membro da sociedade chestertoniana da Argentina. Parece-me muito verídica a informação, pois essa homilia parece ser muito influenciada pelas idéias do grande Chesterton.

  7. Me agrada muito a espiritualidade mariana desse papa. Rezemos para que suas palavras encontrem ouvidos receptivos.

  8. Eu não compreendo o sarcasmo de certos leitores sempre que é publicada uma notícia sobre o Santo Padre. Ele recita o rosário, pede nossas orações e alguém menospreza porque deveria fazê-lo de joelhos! Como assim?

  9. D. Orani, que vai presidir uma celebração em Fátima neste ano, já confirmou que o papado de Francisco será consagrado à Nossa Senhora, a pedido do próprio Papa. Coisa melhor o Papa Francisco não poderia fazer…
    Sem dúvida a Mãe de Fátima não o desamparará.
    Deus o conserve!

  10. Me perdoem a ousadia, mas vi nesta foto uma imagem que muito me agradou.
    Olhando para o papa na foto, concentrado em sua oração, ao mesmo tempo concentrado e absorto, totalmente entregue à oração, me veio à memória SS Pio XII.