Milagre Eucarístico em Buenos Aires.

Por Le Salon Beige | Tradução: Fratres in Unum.com* – Em 1996, quando o papa Francisco era bispo auxiliar sob o Cardeal Quarracino em Buenos Aires, um milagre eucarístico notório ocorreu. Foi o próprio papa atual que pediu que o fato fosse fotografado e que o examinou de perto. Os resultados foram surpreendentes.

Aos 18 de agosto de 1996, às 19h, o padre Alejandro Pezet dizia a missa na igreja que se encontra no centro comercial da cidade. Logo quando ele acabava de dar a santa comunhão, uma mulher veio lhe dizer que ela havia achado uma hóstia que alguém havia jogado no fundo da igreja. Dirigindo-se ao lugar indicado, o Pe. Alejandro viu a Hóstia suja. Como ele não podia consumi-la, ele a colocou num pequeno recipiente com água e o guardou no sacrário da capela do Santíssimo.

Milagre Eucarístico de Buenos Aires

Na segunda-feira 26 de agosto, abrindo o sacrário, ele viu para seu grande espanto que a hóstia se havia tornado uma substância sangrenta. Então, ele informou o ocorrido a D. Jorge Bergoglio que deu instruções a fim de que a hóstia fosse fotografada de modo profissional. As fotos, tiradas em 6 de setembro, mostram claramente que a hóstia, que se tornara um fragmento de carne sangrenta, havia aumentado bastante de tamanho. Durante alguns anos a hóstia permaneceu no sacrário, tudo era mantido em segredo. Como a hóstia não sofria nenhuma decomposição visível, D. Bergoglio decidiu enviá-la para análise científica.

Aos 5 de outubro de 1999, na presença dos representantes de D. Bergoglio, elevado a arcebispo nesse ínterim, o Dr. Castanon retirou uma amostra do fragmento sangrento e o enviou a Nova York para análise. Como não queria influenciar os resultados do exame, ele decidiu esconder à equipe de cientistas a origem da amostra. Um dos cientistas era o renomado cardiologista e patologista médico-legal, Dr. Frederick Zugibe. Ele afirmou que as substâncias analisadas foram identificadas como sendo verdadeiros carne e sangue contendo ADN humano. Ele declarou ainda que:

“a matéria analisada é um fragmento do miocárdio que se encontra na parede do ventrículo esquerdo, perto das válvulas. Esse músculo é responsável pela contração do coração. Deve-se lembrar que o ventrículo esquerdo do coração age como uma bomba que envia sangue para todo o corpo. O músculo cardíaco está num estado de inflamação e contém um número importante de glóbulos brancos. Isto indica que o coração estava vivo no momento em que a amostra foi coletada. Eu afirmo que o coração estava vivo visto que os glóbulos brancos morrem fora de um organismo vivo. Eles têm necessidade de um organismo vivo para os conservar. Assim, sua presença indica que o coração estava vivo no momento da coleta dessa amostra. Alias, esses glóbulos haviam penetrado os tecidos, o que indica ainda que o coração fora submetido a um estresse intenso, como si seu proprietário tivesse recebido golpes severos no nível do peito.”

Dois australianos, o jornalista Mike Willesee e o jurista Ron Tesoriero, foram as testemunhas desses testes. Conhecendo a origem da amostra, eles alucinaram diante da declaração do Dr. Zugiba. Mike Willesee perguntou então ao cardiologista quanto tempo os glóbulos brancos poderiam permanecer vivos se eles proviessem de tecido humano conservado na água. O Dr. Zugibe respondeu-lhe que eles teriam deixado de existir depois de alguns minutos. O jornalista revelou então ao cientista que a substância donde provinha a amostra havia inicialmente sido conservada em água ordinária durante um mês e que em seguida, durante três anos, ela fora conservada num recipiente com água desmineralizada, e somente depois desse tempo que uma amostra fora coletada para análise. O Dr. Zugibe ficou muito desconsertado ao considerar o fato. Ele declarou então que não havia nenhum modo de explicar esse fato cientificamente. E perguntou ainda:

“O senhor precisa me explicar uma coisa: se essa amostra provém de uma pessoa morta, que razão teria no fato de que, durante o exame, as células da amostra estavam em movimento e pulsavam? Se esse coração pertence alguém morto em 1996, como se explica o fato de que ele ainda esteja vivo?

Somente então Mike Willesee revelou ao Dr. Zugibe que a amostra analisada era de uma Hostia consagrada que se havia misteriosamente transformado em carne sangrenta. Estupefato pela informação, o Dr. Zugibe respondeu:

“Como e por que uma Hostia consagrada pode mudar seu caráter e se tornar carne e sangue humanos vivos permanecerá um inexplicável mistério para a ciência – um mistério totalmente além de sua competência.”

Em seguida, o Dr. Ricardo Castanon Gomez tomou as disposições para que os relatórios do laboratório concluídos após o que se chamou de milagre de Buenos Aires fossem comparados àqueles elaborados pela analise do milagre de Lanciano, ainda dessa vez sem jamais revelar a origem das amostras de teste. Os peritos que procederam a essa comparação concluíram que ambos os laboratórios haviam analisado amostras oriundas da mesma pessoa. Eles assinalaram ainda que ambas possuíam sangue tipo AB positivo. Este mesmo sangue continha características de um homem que nasceu e viveu no Oriente Médio.

Somente a fé na extraordinária ação de Deus pode oferecer uma resposta razoável!Deus quer que nós estejamos conscientes de que Ele está realmente presente no mistério do Sacramento da Eucaristia. O Milagre Eucarístico de Buenos Aires é um sinal extraordinário atestado pela ciência. Através dele, Nosso Senhor Jesus Cristo quer despertar em nós uma fé viva em Sua Presença Real na Eucaristia, real e não simbólica. É somente com os olhos da fé e não com olhos carnais que nós O vemos sob a aparência do pão e do vinho consagrados. Na Eucaristia, Nosso Senhor nos vê e nos ama e quer nos salvar.

* Nosso agradecimento a um caríssimo amigo por gentilmente nos fornecer sua tradução.

51 comentários sobre “Milagre Eucarístico em Buenos Aires.

  1. Eu não preciso de milagres para saber que Jesus está vivo e presente na Sagrada Eucaristia. Então esse tipo de notícia não aumenta nada a minha Fé.

    Nada contra a notícia, acho interessante postá-la sim. Mas não muda em nada a Fé do católico. Ninguém terá mais ou menos devoção por conta desse fenômenos, inclusive acho que esse é um dos motivos pelos quais Deus não faz milagres. Quem acredita, tem Fé não precisa ver nada, nem sentir nada. Apenas acredita com base na autoridade de Deus que se revelou.

    Curtir

  2. Quando eu disse “Deus não faz milagres” quis dizer de forma ordinária, como regra. Até porque eu acho a vida em si um “milagre” constante de Deus…. eu vejo os milagres de Deus todos os dias. O crescimento de uma planta, o cantar de um pássaro, a perfeição da natureza, o nascer de uma criança etc., enfim, a todo momento Deus está fazendo “milagres”, então quem não vê o Criador no cotidiano não serão esses “milagres extraordinários” que mudaram essa cegueira espiritual.

    Curtir

  3. Estava aguardando que essa matéria fosse colocada aqui no Frates para saber mais sobre o assunto com a colaboração dos colegas leitores.

    Ainda bem que veio, em santo tempo.

    Curtir

  4. Meu Deus, eu creio, adoro, espero e amo-Vos.
    Peço Vos perdão para os que não crêem, não adoram, não esperam e não Vos amam.

    Curtir

  5. Eu não preciso de milagres para crer em Jesus Eucarístico, mas fico maravilhada quando vejo que a ciência não consegue explicar o milagre que creio somente pela minha fé. Portanto, acho necessário que todos saibam que tem muita coisa que a ciência não explica, que fica estupefata diante de coisas assim. Mostra ao mundo materialista que existe verdadeiramente Deus.

    Curtir

  6. Meu Deus, eu creio, adoro, espero e amo-Vos.
    Peço Vos perdão para os que não crêem, não adoram, não esperam e não Vos amam.

    Curtir

  7. Senhor Diogo,

    O milagre ocorre de forma inversa, ou seja Nosso Senhor, neste tipo de milagre; Se permite mostrar sua natureza real deste Diviníssimo sacramento. Diferentemente de quando faz sob as especies de Pão e Vinho.

    Mas, qual seria a razão de milagres como esse? O que Deus quer nos dizer?

    p.s. por falar em milagres hoje li uma matéria de jornal “tupiniquim”(local) que uma argentina, de nome Carolina Balbuena, disse ao jornal “La Nación” que após benção do papa Francisco teve efeitos milagrosos em recuperaração de cancer que estava em estágio avançado. Se alguem puder trazer esclarecimentos, agradeço.

    Curtir

  8. Nós não precisamos de milagres, mas os ateus precisam e com urgência! Obrigado Senhor por nos concederes estas graças maravilhosas!

    Curtir

  9. O que o Diogo falou é de uma ignorância fabulosa. Quantos e quantos se converteram, inclusive nos dias de hoje!! depois de milagres acontecidos nas suas vidas. A história da greja está repleta desses testemunhos. Muitos abriram os ohos diante da grandeza de Deus e se converteram sim, é uma dádiva enorme que Deus nos dá, e um pecado não reconhecê-la.

    Curtir

  10. “Depois disse a Tomé: Introduz aqui o teu dedo, e vê as minhas mãos. Põe a tua mão no meu lado. Não sejas incrédulo, mas homem de fé. Respondeu-lhe Tomé: Meu Senhor e meu Deus! Disse-lhe Jesus: Creste, porque me viste. Felizes aqueles que crêem sem ter visto!”

    Resumindo, eu também não preciso ver milagres eucarísticos porque CREIO na Presença Real sem precisar de provas.
    No mais, o que me entristece é ver que enquanto o próprio Tomé, ao receber a prova que buscava, caiu em si e proclamou: meu Senhor e meu Deus, os religiosos de hoje, nem diante de uma prova como essa se convertem e passam a ter mais respeito e reverência pelo Sacrificio de Cristo.
    Um milagre dessa natureza deveria ser suficiente para converter o atual Papa num ferrenho defensor da Tradição da Igreja, porque toda a reverência, todo o respeito, toda a devoção e comportamento do Católico tradicional nada mais é que consequência óbvia da Fé inabalável na Presença Real do Corpo, Sangue, Alma e Divindade de Jesus Cristo em todos os sacrários da terra.
    Infelizmente, cegos pelo Humanismo, eles só conseguem ver Deus no homem e não através dos Milagres que por pura misericórdia Deus ainda nos permite testemunhar.
    E o Evangelho de São João prossegue: “Fez Jesus, na presença dos seus discípulos, ainda muitos outros milagres que não estão escritos neste livro. Mas estes foram escritos, para que creiais que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus, e para que, crendo, tenhais a vida em seu nome”.
    Rezemos para que através desses milagres, as autoridades da Igreja caiam em si e livres da cegueira e dos laços do Maligno comecem a restaurar a Igreja de Cristo.

    Curtir

  11. Sensacional !

    A missa rezada pelo padre Alejandro Pezet foi a Missa Nova?
    Se foi, indica então o cuidado que se tem com o Coração Sacratíssimo do Senhor presente na hóstia consagrada nestas missas fora a profana comunhão na mão!O Coração do senhor jogado no fundo da Igreja para ser pisoteado.Isso é mais um motivo para o papa acabar com a comunhão na mão.

    E alguns sedevacantistas afirmam que a consagração das Missas Novas não são válidas.Portanto taí um exemplo da validade da consagração e por que o Senhor é profanado nessas missas.

    Curtir

  12. Não devemos menosprezar tantas pessoas que necessitam de milagres, nós mesmos em algum momento podemos necessitar de algum sinal extraordinário de Deus. Se o próprio Deus quis conceder esse milagre, é porque ele era necessário e devemos louvá-lo e bendizê-lo por sua infinita sabedoria e misericórdia!

    Curtir

  13. É um portento do amor de Deus! Não há a mínima dúvida Já tinha visto esse vídeo do Dr. Castanón na Internet bem antes da eleição do cardeal Bergoglio ao papado. Há diversos outros milagres portentosos assim. Quem quiser saber mais, tem um livrinho muito bom chamado Milagres Eucarísticos da Arte Press.

    Gostaria de saber dos irmãos argentinos como esse milagre foi tratado em nível nacional à época dos resultados laboratoriais. Onde ele se encontra atualmente?

    O vídeo é bem anterior à eleição do papa, mas porque não foi tão divulgado antes, sendo tão surpreendente quanto o de Lanciano?

    Curtir

  14. “Não preciso de milagres para crer na Eucaristia”
    Ok, agora vá rezar por quem não crê em vez de anunciar vossa poderosa Fé aos irmãos.
    Perdão a ignorância
    Pax et Bonum!!

    Curtir

  15. Sempre tem um “fervoroso” para dizer que não precisa de milagres para acreditar nas coisas santas. Os milagres, ainda que venham por causa dos incrédulos, são maravilhosos para dar crédito à Igreja de N. Senhor diante de um mundo materialista principalmente nos dias de hoje. Mais uma coisa: esses tais “fervorosos” (diferente dos verdadeiros fervorosos) são os que mais afastam as pessoas da verdadeira Igreja.

    Curtir

  16. Tirem uma dúvida minha.. sabemos que no momento da consagração, ocorre a Transubstanciação. Agora esses milagres, como em Lanciano e em Buenos Aires, poderia ser chamado de Transmaterialização, já que a houve transformação da matéria em carne e sangue, e não somente a substância?

    Curtir

  17. Cuidado com esta história.
    O ideal seria procurar por declarações oficiais da Arquidiocese de Buenos Aires sobre o assunto na altura, ou solicitar esclarecimentos agora, algo que o Fratres ou alguém com melhores conhecimentos de espanhol do que eu poderia ter a caridade de fazer.

    Tenho visto esta história em vários blogues, mas sem confirmação pelos órgãos competentes na Igreja.

    Vi vários vídeos com este Sr.Ricardo Castanon Gomez e o mínimo que se pode dizer sobre as suas credenciais é que são suspeitas. o então Cardeal Bergoglio, se de facto o escolheu para consultor, poderia ter escolhido bem melhor…

    Nada me faria mais feliz do que atestar este milagre, mas não podemos ser ingénuos e tratar um tema deste com leviandade. Se se confirmar, até eu vou a Buenos Aires! E vivo em Portugal…

    Curtir

  18. Ricardo, a matéria em toda a consagração se tranforma. O que não se transforma é a aparência(o acidente). Mas a matéria se tranforma exatamente em Corpo e Sangue, Alma e Divindade de Nosso Senhor Jesus Cristo!

    Curtir

  19. “Nós não precisamos de milagres, mas os ateus precisam e com urgência! Obrigado Senhor por nos concederes estas graças maravilhosas!” – por Fábio Tavares. Sem mais o que falar! Deus, simplesmente Deus.

    Curtir

  20. Se milagre convertesse ATEU, Lanciano e os corpos incorruptos dos Santos em Catedrais da Europa seriam chamariz e lugares de peregrinação não de Católicos mas sim de ateus e incrédulos. Os milagres e sinais estão lá espalhados por todos os locais do berço da Cristandade. Tive oportunidade de ver desde a Espanha à Itália vários que estão lá pra qualquer um testemunhar. No entanto a Europa virou aquele deserto em matéria de Fé e freqüência nas missas dominicais. Santuários e locais de peregrinação viraram apenas local de turismo religioso onde os poucos padres que ainda guardam alguma fé, precisam chamar a atenção dos turistas que não mostram o menor sinal de respeito pelo ambiente sagrado.
    Não menosprezo os sinais de Deus, mas assim como com esse monte de “aparições suspeitas” eu não vejo uma genuína mudança de vida e de comportamento naqueles que dizem testemunhar tais eventos. Onde está a santidade de vida e de costumes?
    Imagine se o próprio Jesus em carne e osso aparecesse diante de um de nós? A reação normal de qualquer um seria se atirar aos Seus pés e fazer a proclamação de Fé de São Tomé: Meu Senhor e Meu Deus! Esse é o mesmo Jesus que vem em cada Missa, o mesmo para o qual Querubins e Serafins se prostram entoando: SANTO, SANTO, SANTO.
    Mas onde está a fé daqueles que se dirigem ao Senhor dos Exércitos com a mesma linguagem que se dirige aos seus cachorros? Santa Tereza de Avila dizia que a única coisa que ela temia era a SANTIDADE de Deus. Ela tinha medo de se deparar com o TUDO tendo que encarar o seu próprio NADA. Desculpem-me, mas não vejo mesmo essa atitude naqueles que correm atrás de sinais extraordinários. Para muitos é apenas curiosidade e o prurido de escutar novidades.

    Curtir

  21. Maravilhoso! Os milagres de Deus acontecem na hora certa, com a frequencia certa, nos lugares certos, e com as pessoas certas!

    Curtir

  22. A presença Real. É uma verdade tão patente no mundo católico, que muitas vezes. O milagre acontece para provar aos homens incrédulos, que Deus existe, as verdades católicas estão aí, para dizer em pleno século XXI, o que a Santa Igreja afirmou no seus primórdios, continua patente em nossos dias.
    Será por que não foi propagado com maior intensidade no nossos dias? Este fato tão extraordinário? Será que não vai interessar ao progressismo este milagre?
    Joelson Ribeiro Ramos.

    Curtir

  23. David, sem entrar no mérito das qualificações do Dr. Castañon [não se pode desacreditá-lo sem evidências], creio que o importante é saber como o fato foi tratado após os resultados das investigações. Todos estão falando nesse caso após a eleição do cardeal Bergoglio, mas os vídeos são bem anteriores. O que as matérias não mencionam é o que o Cardeal Bergoglio fez após os resultados para fortalecer a fé do povo na Eucaristia. Houve uma procissão? Fez-se um relicário próprio? Ele foi transladado para alguma basílica?

    Então, é preciso que os próprios argentinos de Buenos Aires (ou até brasileiros que viviam lá à época) nos contem como o milagre foi anunciado e tratado e onde se encontra hoje em dia.

    Curtir

  24. Sendo verdadeiro ou não…

    Digo do fundo da minha alma…

    GRAÇAS E LOUVORES SEJAM DADOS A TODO MOMENTO
    AO SANTÍSSIMO E DIGNÍSSIMO SACRAMENTO!!!

    Curtir

  25. Fico muito feliz com este post do Fratres. Em alguns dos meus comentários depois da eleição do Papa Francisco, fiz menções a esse milagre. Alguns motivos me levaram a isso. Aqui, Deus seja louvado, encontro uma grande reverência pela liturgia católica, o que leva muitos comentaristas a expressarem todo o seu horror aos abusos que hoje nela ocorrem. Para mim, grande parte desses abusos vem do desrespeito à presença real de Cristo na eucaristia, poderíamos dizer até que vem da falta de fé nela. E então? Em Buenos Aires, sob o olhar do Cardeal que viria a ser Pastor Maior da Igreja que professa a presença real, mas que abriga um rebanho enorme que a renega, dirigido por teólogos inimigos do cânone católico, acontece esse milagre, verdadeiro prodígio. Um sinal para todos os incrédulos, pela imensa misericórdia de Deus que chama todos à conversão, à salvação. Um sinal especial para Francisco, para que tome, sob sua especial missão de apascentador, a responsabilidade de conduzir a barca de Pedro à reverência amorosa a Jesus Eucarístico, que se faz carne para ser alimento vivo para nós, para nos possibilitar entrar em comunhão com a Divindade. E é impressionante a profunda reverência do Papa na hora da consagração e quando comunga. Muitos têm frisado que Bergoglio é um homem que preza muito o fazer-se exemplo. Se a Igreja se mirar no amor de Francisco a Jesus Eucarístico, sem dúvida, um renovado fervor tomará conta de mais e mais católicos e – quem sabe? – de incrédulos que, por causa de Francisco, chegarem ao conhecimento desse milagre de Buenos Aires. Nesse caso, cabe-nos divulgá-lo, não?.

    Curtir

  26. Pois é, as pessoas se profissionalizam em observar plantinha, passarinho e afins e acabam indo mecanicamente na Missa e por fim perdem o encantamento pela nossa razão de ser Católico: e o verbo se fez carne!

    Curtir

  27. Diogo,
    Alguns comentaristas aqui já lhe apresentaram seus argumentos, que achei preciosos, sobre a importância desses milagres e de sua divulgação. Negar isso não seria até fazer um juízo temerário de Deus, que, em Sua providência, permitiu o prodígio? Mas eu quero sugerir-lhe a leitura da pequena introdução que o filósofo Olavo de Carvalho escreveu ao apresentar um vídeo do Dr. Ricardo Castañón sobre essa questão e outras, todas pesquisadas por ele. o texto de Olavo é uma pequena pérola que dá gosto de ver e ler. Encontra-se no Mídia Sem Máscara e seu título é “Lembrete de Natal 2012”. Pesquise no Google e encontrará.

    Davi,
    Todos têm direito de duvidar de matérias semelhantes à aqui divulgada, como você fez. Mas será que você está mesmo tão por dentro das pesquisas do Dr. Ricardo Castañón para depreciá-las com tamanha ênfase? Conheço estudiosos, pelos quais tenho grande respeito, que fazem referências bastante elogiosas a esse cientista.

    Curtir

  28. Quem vivenciou um milagre eucarístico como este, certamente será um cristão mais vigoroso e privilegiado, como a Sua Santidade o papa Francisco. Que milagre auspicioso! Realmente, este fenômeno religioso incrementa a nossa mísera fé (menor que um grão de mostarda) na presença real do nosso Deus Santo, Deus forte e Deus imortal presente nas hóstias consagradas e, muitas vezes, abandonadas nos sacrários pelo mundo afora. Na Eucaristia – o Santíssimo Sacramento do altar – encontra-se o Corpo e o Sangue, a Alma e a Divindade de Nosso Senhor Jesus Cristo, o mesmo de ontem, de hoje e de sempre…

    Curtir

  29. Eu preciso Senhor, dos seus milagres todos os dias…e eu os tenho recebido em formas de cartas de amor, desde o meu despertar, até o meu adormecer. como o Diogo disse, a vida é um milagre constante, em todos os momentos de nossas vidas sentimos a presença divina, qto mais na SANTÍSSIMA EUCARISTIA…

    Curtir

  30. O curioso agora é ver que o Papa Francisco jamais se ajoelha depois da Consagração.

    Será que este portentoso milagre não o convenceu?

    Curtir

  31. Léa Nilse Mesquita,

    Se me pudesse facultar os nomes dos estudiosos que a ele fazem referência agradecia imenso.

    A quem vê nas minhas dúvidas um ataque, não se trata de desacreditar ninguém. EXATAMENTE por não estar dentro das pesquisas do senhor é que desejo ser esclarecido. Ofendo alguém por isso?

    Quero apenas conhecer as qualificações, algo legitimo quando alguém se apresenta como cientista. Ora em que Universidade trabalha/trabalhou, que publicações relevantes tem nas áreas em se apresenta como especialista?

    Se de facto tudo foi confirmado em laboratório, por que não divulgar os relatórios e suscitar a fé nos ateus?

    Como bem referiu a Maria, o importante é saber como agiram as autoridades se de fato foi provado cientificamente tudo aquilo que é afirmado. Agradeço que alguém me esclareça neste ponto.

    Curtir

  32. Eu já havia lido algo sobre este milagre, mas não com todos os detalhes que li aqui. Esse milagre me fez pensar em muitas coisas. Essa semana mesmo, eu comentei aqui e falei da tentação de perder a fé na Igreja Romana, pois que, vemos protestantes e ortodoxos tomando posições que agradam a Deus ao passo que bispos católicos pisam a verdade e se ajoelham perante o mundo. Porém vendo esse milagre eucarístico não tenho o que dizer, a não ser, pedir perdão a Deus pela fraqueza da minha fé e agradecê-Lo por tão grande misericórdia, que não se contenta em nos dar certezas sobre sua doutrina mas se encarna à olhos vistos para nos provar que Sim Ele é Jesus e está na Santa Igreja Romana. Para mim essa notícia foi um sinal do Céu.

    Curtir

  33. O fato de o milagre não ter sido mais divulgado antes não deve ser entendido como uma dúvida ou reserva da Igreja em relação à sua autenticidade. O milagre de Lanciano, um dos mais famosos milagres eucarísticos, só passou a ser mais conhecido depois da popularização da internet. E ainda hoje há um grande número de pessoas, provavelmente muito maior do que imaginamos, que não conhecem o milagre de Lanciano, quanto mais o de Buenos Aires que aconteceu recentemente e, por isso, ainda não foi estudado por outros científicas. Mas é de se crer que será!

    Às vezes, a dúvida mais atrapalha do que ajuda. Será que os dados que temos não são suficientes para darmos créditos a esse milagre?

    Só por precaução, eu fiz uma pesquisa na internet e em todos os sites em que encontrei sobre o milagre, não havia dúvidas sobre a autenticidade do mesmo. Só em um site ateísta e outro protestante é que eu encontrei negação do mesmo. Os sites católicos tem sido unânimes em afirmar a sua autenticidade.

    Curtir

  34. Os sinais externos da sagrada ação de graças são a matéria do sacramento – pão, vinho e sacerdote licitamente ordenado, juntamente com as sagradas formas das palavras ditas com verdadeira intenção.

    Ocorre, então, as nossas indignações diante do rito novo para a missa, reforma do papa do Paulo VI, que -embora nossa fé -, agora avilta e corrompe os fatos da fé do Santo Sacrifício do Calvário reatualizado.

    Antes, a sagrada liturgia corroborava e fortalecia por sinais sensíveis. Tanto quanto nas orações rezadas, nos objetos usados, na arquitetura do próprio prédio da igreja, nas ações das pessoas… ou seja, todo o ambiente convergia para o sagrado e alimentava a piedade externa.

    A maneira ordinária de estar diante de Jesus sob a aparência de Pão, quando exposto para a devida adoração ou de outras formas de exposição, é aquela assentida pela fé, de joelhos. Pois, aí está o Tudo diante de nós. E as nossas disposições devem ser coerentes com tal fato. No âmago, seria total submissão a sua vontade e leis.
    É a revelação externa da nossa fé a disposição de joelhos quando se pode ajoelhar (talvez possa ocorrer um impedimento invencível), assim ocorre também com nossas disposições internas. Quantos estão de fato de joelhos na alma? Só Deus o saberá.

    Enfim, da revelação da Hóstia Divina, no seu aspecto de Pão; mostrou-Se, Deus; parte de Seu Corpo Divino aos olhos humanos (distinto dos olhos da alma justificada pela fé) o Sangue do Coração preciosíssimo de Cristo.

    Tal ocorrência em Buenos Aires deixa-se cercada de muitos mistérios:

    O mistério em si mesmo da revelação real da substancia Divina e este não quero discorrer por ser muito longo e já haver muito material confiável para isso.

    Mas, outro mistério me intriga: o fato ter ocorrido justamente em Buenos Aires, quando aquela diocese tinha em seu ao governo o bispo auxiliar Dom Bergoglio, um dos responsáveis para ser verificar o fato, e este ser agora o Santo Padre.

    Há algo de impressionante e providencial nisso? Veremos.

    Curtir

  35. Prezado David,
    Você me pede os nomes dos estudiosos que conheço e que me deram boas referências do Dr. Ricardo Castañón. Não vou fazer isso porque não têm eles as credenciais que você exige para levar alguém a sério (títulos universitários, publicações em revistas especializadas). Aliás, meu respeito por eles começou exatamente no momento em que, atuando na área científica universitária, a abandonaram por desencanto com o tipo de pesquisa e publicação que ali viam exigida e praticada. Pelo que me parece, você é português, talvez desconheça o fundo do poço a que chegou a vida pensante no Brasil. Para um cientista aqui conhecer o Dr. Ricardo Castañón só pode estar fora da universidade, interessando-se por campos de conhecimento que transcendem as especialidades. É o caso desses ‘meus’ estudiosos. Ao conversar com eles sobre o milagre de Buenos Aires, me disseram que o Dr. Castañón era um neurocientista respeitado, com muitas pesquisas na área da psicologia. Mas essa é uma informação que você pode obter no Google. Não imagino quais sejam os cuidados que você tomou ou que esclarecimentos obteve para suspeitar das credenciais desse cientista. Seria bom se nos informasse a respeito disso. A questão aqui, porém, não é o Dr. Castañón, já que, segundo o texto deste post, ele pegou o bonde da pesquisa em suas estações finais, só fez as comparações de seus resultados com os obtidos por ele em outras investigações, sobretudo a de Lanciano. Mas eu lhe pergunto: diante de todos os dados levantados, das provas de que as substâncias analisadas [a hóstia] eram carne e sangue contendo DNA humano, provenientes de um músculo cardíaco que ainda pulsava no momento do exame microscópico, que sofrera intenso estresse, provavelmente por ter recebido golpes no peito, o que lhe vem ao espírito? E depois? Com a comparação feita com as amostras de Lanciano, com a conclusão de que eram de sangue oriundo da mesma pessoa, aquela pessoa com características de homem que nasceu no Oriente Médio, o que você pensa? Apenas que é preciso ter cuidado com esse tipo de notícia? É bom lhe esclarecer, David, que tomei conhecimento desse milagre lendo Olavo de Carvalho, que postou o vídeo do Dr. Castañón como mensagem de Natal em 2012. Acompanho Olavo há quase 17 anos. Em todo esse período, nunca o vi apresentando exemplos de ações, pessoas, acontecimentos que fossem propositadamente enganadores, de charlatães. O cuidado que você pede ao Fratres, David, o Olavo sempre tem. Você conhece Olavo de Carvalho? Não? Procure conhecê-lo, isso é indispensável para quem procure caminhos de verdade no meio de tanto engano, de tanta enganação espalhados por esse mundo afora, em que todos estamos envolvidos e mergulhados.

    Curtir

  36. Pedro Pelogia,
    Você nos informa que não vê o Papa Francisco ajoelhar-se depois da consagração, como se isso pudesse indicar desrespeito pela presença real. Você já reparou também como ele manca e muito? Pelo que parece, por problema nos joelhos. Não poderia ser por isso que ele se vê obrigado só a curvar-se reverentemente diante do altar?

    Curtir

  37. Lo llamativo es que a pesar del Milagro, tan cercano a Francisco, permita y hasta él mismo siguió dando la Comunión en la mano siendo Cardenal. Y además no es amigo de la patena.

    Curtir

  38. “Meu Senhor e meu Deus!”

    Conclusão: na Missa nova, também é possível consagrar as espécies.

    Padre sem fé é que não consagra (é bom perguntar ao padre se ele crê e tem intenção de consagrar – e se não “inventa” a forma). A falta de fé (pensar que é um pãozinho de “comunhão de irmãos”) é que tornou o sacrifício raro – segundo as mensagens de N. Sra. de Bom Sucesso.

    Corpo e sangue, alma e divindade de NSJC!

    Curtir

  39. Façamos reparações pelo Sacratíssimo Coração do Senhor profanado nas Missas Novas.

    E da Rússia uma sensacional notícia para nosso consolo.
    Depois de 96 anos é permitida a Procissão de Corpus Christ pelas ruas de São Petersburgo(antiga capital da Rússia católica).
    “…
    While Pope Francis was leading the Corpus Christi procession in Rome, something was happening in Russia that hadn’t happened in 96 years: the Blessed Sacrament was being carried in procession through the streets of St. Petersburg, the historic capital of Russia (see: “http://www.romereports.com/palio/russian-faithful-allowed-corpus-christi-procession-after-95-years-english-10214.html#.UbHSnfm1GSp”).

    Neither the Orthodox Church, nor the government intervened to stop the procession from taking place. This is, in a word, astounding. After almost a century of suppression, Catholics were permitted to carry Our Lord in public procession along the thoroughfares of the city that served as the capitol of Russia when it was still a Christian nation. What does this portend?
    …”
    Fonte :http://fatima.org/news/enlarchive/enl0613web.asp

    Curtir

Os comentários estão desativados.