Padre Renato Martins, Diretor Executivo do Setor Atos Centrais JMJ Rio 2013, fala sobre artistas participantes do evento.

Palavras do reverendíssimo Padre Renato Martins em nossa caixa de comentários que, pela sua importância, publicamos neste post.

Anúncio dos Cantores e Artistas que estarão na JMJ

Comentário 1) Mais de trezentos cantores passarão pelos palcos de Copacabana e Guaratiba, cantores de todas as partes do mundo! No meio destes mais de trezentos cantores católicos, estarão quatro católicos que não seguiram a carreira de cantores de músicas religiosas. Também estarão na Jornada, alguns artistas famosos que ofereceram seus dons voluntariamente, para participarem deste projeto, por acreditarem que a JMJ, é uma grande oportunidade de transformação da juventude e da sociedade. Qual o pecado que há nisto?

Padre Renato Martins é o diretor dos Atos Centrais (Foto: Paulo Dizaró/JMJ Rio2013)
Padre Renato Martins é o diretor dos Atos Centrais (Foto: Paulo Dizaró/JMJ Rio2013)

Me entristeceu profundamente, as mensagens postadas nas redes sociais, mensagens enviadas por WhatsApp e outros meios de comunicação. Católicos atacando cristãos! Em meio a tantas criticas, me chamou atenção as dirigidas ao jovem Luan Santana! Porque criticar a participação de um jovem, que conquistou a fama de forma honesta, começou a trabalhar tão novo desejando conquistar os seus sonhos? Talvez alguns possam me dizer, que algumas letras de suas musicas não são adequadas! Concordo com aqueles que disserem isso! Mesmo assim, isso seria motivo para criticar tão duramente a participação de um “pecador” se assim desejarem chama-lo? Se alguns pensam que sim, eu discordo! Relembrem o que disse Jesus: Os sãos não necessitam de médico, mas, sim, os que estão doentes; eu não vim chamar os justos, mas, sim, os pecadores ao arrependimento. Marcos 2:17

Eu creio que a Jornada Mundial da Juventude, será para todos os jovens peregrinos, cantores e artistas, uma grande oportunidade para o fortalecimento da fé, aproximação de Cristo e conversão. Deus tem caminhos para nos chamar a uma nova vida!

Nós não temos o direito de tentar impedir os planos de Deus! Se alguém tivesse me impedido de entrar na igreja a 28 anos atrás, só porque eu era protestante, eu não teria tido a oportunidade de conhecer e me apaixonar pela igreja católica!

Se o nosso comprometimento com Cristo fosse tão forte, como as criticas que saem de nós, não precisaríamos de uma Jornada Mundial da Juventude! Não seria preciso que o Papa nos relembrasse a ordem do Senhor: Ide e fazei discípulos entre todas as nações! Estaríamos tão imersos nesse compromisso de fazer discípulos, que não procuraríamos excluir os discípulos!

Pe. Renato Martins
Diretor Executivo do Setor Atos Centrais JMJ RIO 2013
Executive Director for Main Venues WYD RIO

Comentário 2) O repertório do jovem Luan Santana, será uma música católica em homenagem a São Francisco!

96 comentários sobre “Padre Renato Martins, Diretor Executivo do Setor Atos Centrais JMJ Rio 2013, fala sobre artistas participantes do evento.

  1. Concordo plenamente… O cara abre mão de um cachê de pelo menos 300 mil Pra fazer um show voluntário na jmj e o povo ainda mete bronca.
    Está na hora de o pessoal abrir os olhos, a igreja é de todos e cada vez está mais aberta, isso sim é amor condicional… Só falta parar de pegar no pé da maçonaria e iniciar um dialogo com eles que também são nossos irmãos e homensde bons costumes.

    Curtir

  2. Mesmo assim, isso seria motivo para criticar tão duramente a participação de um “pecador” se assim desejarem chama-lo? – Ô amiguinho, por que não chamaram logo a Daniela Mercury, então?

    Curtir

  3. Clero miserável esse do Brasil e do mundo. Vem Espírito Santo, reformai esse clero e a todos nós batizados que fazemos parte do corpo de Cristo pois o corpo de Cristo está em estado putrefato a começar pela tal CNBB que espalhou ainda mais o câncer do pecado na Terra de Santa Cruz.
    São Felipe Néri, São Padre Pio e Santa Maria Mãe de Deus, rogai por nós pecadores.

    Curtir

  4. Concordo com o padre.
    Acho que seria legal também o Fratres chamar seus leitores para rezar pela Jornada, pois é isso que cabe a nós!

    É claro que há algumas coisas confusas… mas não há duvida que a JMJ vai trazer muita força para a Igreja no Brasil, vai suscitar muitas vocações.

    Rezemos pela JMJ!

    Curtir

  5. A desculpa agora é que todos são pecadores???
    Senhor Marcos Fernandes, você deu sua desastrosa opinião no blog errado, te prepara que lá vem chumbo!
    Vergonha dessa JMJ!
    E dessa comissãozinha que tá organizando o evento no Brasil.
    Vergonha! Vergonha! Vergonha!

    Curtir

  6. O problema é o conteúdo das canções, mais do que os cantores.

    Marcos Fernandes, diálogo com a maçonaria? Com golpistas, regicidas, incendiários e destruidores de costumes e de civilizações fantasiados de gente caridosa? Enlouqueceu? É o mesmo que pedir o BOPE para negociar com bandidos perigosos!

    Curtir

  7. Ah tomá banho, como que um cantor que recolhe peças íntimas da moças durante os shows pode ser um exemplo para a juventude católica…

    Curtir

  8. O problema Padre, é que esse papo de “acolher” (leia-se: aggiornamento) está em uso na Igreja há 50 anos e os frutos já demostraram que é ruim. A Igreja é literalmente uma MÃE desde o Concílio vaticano II e nem assim o mundo nem a Igreja melhorou.

    Padre, então faça o seguinte: considerando que você é um organizador, faça você mesmo uma manifestação anti PT, anti-socialismo, anti Ideologia GAY, etc. No momento, isso é muito mais importante do que músicas de Luan Santana e afins. Padre, porque Alba Ramalho não foi chamada? Ela está sofrendo o pão que o diabo amassou em lutar contra o aborto.

    Padre, faça isso e esse blogg aqui bem como a grande parte dos Católicos estarão lhe apoiando!!

    Curtir

  9. Padre, Assim disse nosso senhor: De a Deus, o que é de Deus, e aos homens, o que é dos homens. Se é um evento religioso, se espera no mínimo cantores religiosos. Por que em todos os eventos mundanos, vocês não medem esforços para colocar músicas religiosas entre eles!!! Descubra realmente a sua identidade como ministro de Deus, ao qual só a Ele se oferece o louvor e a Glória, e não a mesquinharias mundanas e profanas!!!

    Curtir

  10. O bom foi que reverendíssimo padre acima citado, ainda utilizou da figura em questão, como um exemplo de trabalhador, que conseguiu a fama de forma digna e honesta.
    Quer dizer que pra ser reconhecido por um padre da minha amada Igreja eu tenho que seguir o exemplo aí?!
    Revolta aqui!!! Isso é um absurdo!

    Curtir

  11. Parabens ao padre, chega de farisaísmo na Igreja!

    como disse o Papa Francisco recentemente: “As pessoas devem encontrar na Igreja as portas abertas e não fiscais da Fé ! “

    Curtir

  12. Republicou isso em O ANUNCIADORe comentado:
    Em meio às criticas pela participação de cantores seculares na JMJ alguém resolveu responder. Concordo com o Padre em vário pontos, mas discordo ao usar a passagem de Marcos 2 – 17. Realmente Jesus não veio para os sãos, mas os pecadores. Isso não qualifica um evento católico abrir espaço para cantores seculares apresentarem suas músicas de letra duvidosa e desonrosa a doutrina e os ensinamentos da Igreja. Cristo veio para os pecadores e foi para o meio deles, os converteu e os levou consigo em sua caminhada. A JMJ tem feito o caminho inverso. Traz para si as coisas do mundo e as adota como normal.
    Espero que realmente o cantor Luan Santana e outros já falados pela mídia cantem não suas músicas “estouradas” no mundo vazio de amor, mas músicas que estejam “estouradas” na igreja. Que falem da paz, amor e principalmente de Cristo. Leiam a matéria.

    Curtir

  13. Bom saber que será uma canção franciscana, embora, dependendo do momento, possa soar mais como uma homenagem ao Papa Francisco (por que não deixam claras as coisas?). Ao menos uma parte do dissabor não teria acontecido se as coisas estivessem claras desde o começo. E olha que não faltaram questionamentos sobre o assunto e sobraram respostas evasivas ou pela metade. Basta pesquisar nos arquivos do Fratres e de outros tantos blogs católicos.
    Espero que Luan Santana reveja seu repertório após a JMJ, pois “amar não é pecado”, mas sexo sem casamento é.

    Curtir

  14. Reverendíssimo padre, com todo o respeito peço que assista à entrevista concedida por dois diretores artísticos da JMJ à TV Globo: http://globotv.globo.com/rede-globo/bom-dia-rio/t/edicoes/v/organizadores-anunciam-artistas-que-participaram-dos-atos-centrais-da-jmj/2660330/

    Ainda com o devido respeito, gostaria de perguntar-lhe: numa jornada em que estarão reunidos milhões de jovens de todo o mundo, por que não resgatar a identidade católica hoje muito perdida — nossos símbolos, credos, devoções e, de modo muito especial, o sentimento de sacralidade e piedade? Por que optar por “coreografias”, por exemplo, que protestantizam o encontro e dão o aspecto de que o jovem deve ser igual a tudo o que está aí? Vejamos o exemplo que São João Bosco dá aos jovens em suas exortações! O que pede a eles? Agora comparemos com o que faz nossa jornada!

    Ademais, causa muito transtorno o tipo de discurso adotado pelo segundo diretor entrevistado. “Diálogo”, “fazer pensar” é o tipo de fala que víamos sair da boca, por exemplo do recém-excomungado padre Beto! Que identidade católica observamos nesse tipo de postura?

    Rezo para que a JMJ não seja motivo de escândalo.

    Curtir

  15. Justo e esclarecedor. Acho legal as pessoas defenderam suas posições com fatos como fez o padre (sobretudo, nesse caso, dizendo que os cantores de músicas não-religiosas cantarão músicas religiosas e não as dos seus repertórios – o que era o mais preocupante), não com blábláblá (do tipo “Ohh, que horror, que absurdo, estão julgando, são fariseus, chorei litros de lágrimas”; ou então com discursos ininteligíveis de “mudança”, “sonho”, “utopia”, “alienação”, etc), coisa de gente sem conteúdo, que só quer enrolar (em geral por alguma causa não confessável). Nesse caso, mesmo quem não concorda é capaz de entender.

    Curtir

  16. Obrigado Pe. Marcelo Gabert por ser também porta-voz do que penso. Cristo separou claramente pecado de pecador. Não estamos nos opondo à participação do ser humano Luan Santana, filho querido de Deus, pecador como nós, da JMJ. Que seja também para ele, como para todos, uma oportunidade de conversão. O que se teme é a divulgação internacional da imagem de um artista que, quer queiramos ou não, está vinculada a canções que definitivamente não levam os jovens à castidade e a fazer o que Deus quer. Não é uma questão de ser fiscal da Fé, mas se não guardarmos a Fé e os seus valores consequentes, já não se poderá distinguir a Igreja do Mundo. Abracemos o irmão Luan Santana, mas tenhamos profundo repudio por qualquer mensagem contrária ao Evangelho, frequentemente encontrada em suas canções e, como já disse, inevitavelmente ligada à sua imagem.

    Curtir

  17. Concordo em partes, de fato a igreja precisa acolher aos pecadores para que assim um dia os salve.
    Por outro lado, a grande critica não é ao fato de que eles vão ao encontro. Mas que esses que são conhecidos por suas músicas, um tanto quanto eróticas,se apresentem como modelo para os milhões que lá estarão.

    A intenção do beato ao criar a JMJ era que os filhos afastados da Igreja tivessem um novo contato com ela e voltassem. O voltar exige que esses percebam que existe uma clara separação do que é “da igreja” e o que não… Não é difícil imaginar que Luan Santana não seja uma referência nesse sentido de união à Igreja no seu completo, sem julgamentos, apenas a imagem que temos dele como artista. Eu penso em balada, dança… não em igreja quando o ouço.

    Uma coisa seria, por exemplo, permitir que prostitutas vão à santa missa, outra bem diferente é deixá-las dar catequese.

    obs: Sei que a analogia foi pesada, mas é no escândalo que as pessoas entendem facilmente o que é dito.

    Curtir

  18. Para bom entendedor, ponto é letra. Se um diretor executivo do evento se expressa assim, valha-nos, Nossa Senhora!

    Curtir

  19. Por mim (se eu fosse algo ou alguém), sequer os ditos “artistas católicos” ficariam. A histeria gospel dos carismáticos, importadas da heresia, passam longe, muitíssimo longe, de algo que se possa denominar “arte católica” ou música católica.

    Quem são ou deixam de ser Luan Santana, Fafá de Belém, não importa. Sou fã do cantor Falcão justamente pela irreverência de suas canções, e me perguntem se eu gostaria de vê-lo na JMJ.

    Curtir

  20. E, quanto ao primeiro comentário, podia jurar que era ironia. Mas vai ver que ele deve ter muito amor “condicional” (sic) no coração.

    Curtir

  21. Uma Igreja com Santos da envergadura de um S. Tomás de Aquino, um Agostinho, um Vicente de Lérins, um Francisco Xavier, um Antonio de Pádua, um Dom Bosco (este deveria ser o modelo da JMJ não?), um Padre Pio, um Inácio de Loyola, um Vicente de Paulo, um Camilo de Lélis, um João da Cruz, uma Teresa de Ávila, uma Teresinha do Menino Jesus, uma Edith Stein, um Pio X, um João Maria Vianney, enfim, entre muitos outros, precisa recorrer a uma idiotice destas pra evangelizar?!

    Não meu caro Pe. Renato, é dos tesouros da Santa Igreja, tesouros estes encarnados nos seus Santos e Santas, Doutores e Doutoras, Santos Padres e Papas, que o mundo hoje mais tem necessidade, que os jovens mais tem sede e não sabem!

    Deus tenha misericórdia de todos nós, mas especialmente deste clero modernista que vive de esconder os tesouros da Santa Igreja, preferindo apresentar ao mundo uma caricatura mal-feita de religião!

    Virgem Santíssima, rogai por nós!

    Curtir

  22. Temos que abraçar a todos? Sim, e verdade para traze-los a conversão a única Igreja de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, mas o que na verdade se ve é uma mundanizaçao da Igreja, trazidos por certos sacerdotes que com seus discursos politicamente corretos e usando das palavras santas de nosso Deus para nos convencer que nos que aceitamos a sã doutrina não temos caridade. agora eu pergunto; quantos destes sacerdotes que convivem com artistas conseguiram que estes se convertessem de fato as Verdades propagadas por nosso Senhor e sua Igreja? A luta contra o aborto, da qual Elba faz parte, é apenas uma parte de uma defesa da Lei Natural, que deveria fazer parte de todo homem de boa vontade , independente de confessionalidade, A união publica de certos sacerdotes que pessoas midiáticas e formadoras de opinião, opinião estas sempre ambíguas, que causam um grande mal aos católicos, que diga-se de passagem pouco ou quase nada conhecem da Doutrina de nossa Igreja! Então do meu modesto ponto de vista o mal causado por estas uniões é muito maior. Me digam qual personalidade se converteu ao catolicismo? Quem? xuxa? tony ramos? E vamos então ao Luan Santana? Suas letras pervertem todo o conceito de moral, despejado em seus shows a uma gama de jovens que andam perdidos e que assimilam por suas letras um modo de vida que em nada ajuda,mas ao contrario os levam a perdição. Nosso senhor se trouxe a Ele muitos pecadores e como resultado foram CONVERSOES! Os nossos jovens estão carentes de VERDADEIROS exemplos, não desta ambiguidade que estas personalidades apresentam a eles! Não somos fariseus hipócritas que vivem cacando pecadores, mas temos que separar o certo do errado, e com estas propostas relativas isto fica impossível! E a Igreja, sem sua doutrina salutar para a salvação das almas, que tem de ir ao encontro do mundo, sem destemor, e não trazer o mundanismo para dentro da Igreja,pois além de não salvarem as almas que estão no mundo, perderão almas que estão dentro da Igreja.Se o reverendo padre considera que este rapaz Luan Santana ganha sua vida de maneira honesta, com suas musicas promiscuas que pervertem o conceito de amor com eros, e que influenciam uma gama incalculável de jovens, fica difícil qualquer tipo de dialogo com base nas Verdades.

    Curtir

  23. Caro Padre Martins:

    Todos nós estamos cansados de saber do espetáculo triste que são essas Jornadas Mundiais da Juventude que ao contrário do que o senhor declara, é um péssimo testemunho do que vem a ser um verdadeiro Católico. Me desculpe a franqueza, mas até os protestantes conseguem realizar algo mais digno do nome cristão do que esses encontros de má-formação cristã patrocinados pelas autoridades da Igreja.
    Acabo de chegar de uma verdadeira jornada da Juventude onde 12 jovens sacerdotes ( todos com idade abaixo dos 30 anos) e mais 5 diáconos foram ordenados. A atmosfera, o clima, o decoro, a música, o comportamento é incomparável com o que já vimos em todos esses encontros sacrílegos.
    Deixo aqui o link com as imagens para o senhor meditar e comparar, depois que o seu evento terminar. Esse sim podemos chamar de uma Jornada Mundial da Juventude Católica, já que ali haviam leigos e clero de todas as partes do mundo professando uma mesma Fé:

    Curtir

  24. Quanto amadorismo… tanto em matéria de evangelização quanto de organização de eventos de massa. Esse padre precisa aprender: 1) Cristianismo é para pessoas que não têm medo de serem coerentes e proféticas sempre! E isso não tem nada a ver com uma mentalidade “total flex” que ele confunde com a mensagem do Evangelho. Jesus jamais disse que “podia tudo e todos” na Igreja dele, mas sim teceu um chicote de cordas e expulsou aqueles que transformavam a casa de Deus em balcão de negócios! 2) Quando você chama para um evento de evangelização um sujeito com um repertório como “longe do papai vc perde a linha…” e outras pérolas, ainda que ele não cante essa música, e sim outra de letra cristã, a associação já está feita. E o “artista” sabe disso muito bem, daí a sede de participar de um evento com público tão grande. Não tem nada a ver com busca de conversão, que é um processo totalmente diferente, e um padre deveria saber disso… Me desculpe, Pe. Rento Martins, talvez fosse melhor que o senhor tivesse ficado na igreja evangélica, uma Universal da vida por exemplo. Acho que combinaria mais com o senhor.

    Curtir

  25. E para finalizar, estes artistas nada oferem a Igreja de Cristo´, pois são pessoas egocêntricas e vaidosas que vislumbraram nesta oportunidade uma grade vitrine!

    Curtir

  26. Discordo completamente. E chega de a Igreja ficar aplaudindo a bajulando pagãos e pessoas que promovem o marxismo cultural. Enquanto isso os verdadeiros católicos são cada vez mais perseguidos, aqui em Porto Alegre simplesmente terminaram com a Missa Tridentina.

    A hierarquia da Igreja Católica hoje em dia o que mais faz é cometer injustiças atrás de injustiças e está cada vez mais “amiga do mundo”, na contramão do Evangelho, que manda que “odiemos o mundo” e suas vozes.

    Esses cantores todos do mundão promovem aborto, camisinha, sexo antes do casamento, divórcio, enfim, toda a agenda do marxismo cultural e o que a Igreja faz? Indica eles para promover shows, isso é escandaloso.

    Não faço parte dessa nova igreja escandalosa que inventaram, graças a Deus. Faço parte da Igreja Católica de São Pio X, Pio XII, Padre Pio etc. Isso que inventaram não é a Igreja Católica, acordem.

    Curtir

  27. Luan Santana de graça na Jornada – Maneira de se promover na mídia (ele está apagado no momento)
    Luan Santana de graça na Jornada – Estão correndo o risco desse menino levar vaia la, ao que parece ninguém o quer lá.
    Luan Santana de graça na Jornada – Sendo vaiado, irá gerar uma critica maior ainda na Igreja Católica, que ja é tão perseguida injustamente.
    Luan Santana de graça na Jornada – PQ? Quantos cantores Católicos bons e quantos melhores do que ele, que não precisa ser bom no caso, estão aí para animarem e adorarem a Deus com suas vozes.
    Luan Santana de graça na Jornada – Se temos que acolher a todos, porque não chamamos ele para um retiro de conversão ou espiritualidade, desses que duram três dias? Não seria uma forma de misericórdia?
    Luan Santana de graça na Jornada – Pelas letras dele, não parece ser de um jovem que se dispões a evangelizar, estranho do nada ele se oferecer.
    Luan Santana de graça na Jornada – Porque não façamos algo com o radicalismo em Deus, porque essa insistência e secularizar a nossa fé?

    Curtir

  28. A estrutura da JMJ pode ser criticável, as dancinhas e etc. Mas aí o problema não é com quem vai cantar lá, é com a estrutura em si do evento (com shows, músicas e danças), que resume muito bem quais as principais características de grande parte do Catolicismo hoje – ao menos no Brasil – principalmente quando envolve jovens. Se queremos criticar, que saibamos dar nomes aos bois. Se tirassem os cantores que não cantam músicas católicas estaria tudo bem? Saibamos dizer claramente qual é o problema.

    Acho que o padre respondeu bem as críticas em relação à presença de celebridades no evento. Foi a primeira resposta objetiva que li depois de muitas respostas evasivas por parte da organização. Foi a isso que elogiei e parece que tem gente que se doeu.

    Tenho grandes desconfianças sobre o teor do que vai acontecer na JMJ, mas isso não me impede de identificar uma resposta clara a um ponto específico (mesmo que não concorde plenamente com ela). Meu temor vai mais da falta de profundidade de certas abordagens da fé que devem pipocar por lá, além das terríveis análises que devem sair daí (gente falando de “energia da juventude”, “sede de mudança”, com segundas e terceiras intenções), além – é claro – daquilo que planejam os inimigos da fé para esse momento. Mas mesmo assim ainda rezo para que as coisas dêem certo.

    Curtir

  29. A capacidade do padre de tergiversar e não entrar no cerne da questão é espantosa, esse é um tipico texto que não é feito pra convencer por via demonstrativa mas por via psicológica, com argumentos que apelam mais para emoção que para a razão.
    É uma argumentação feita pra iludir e ludibriar, invertendo a polaridade da questão, assim quem está criticando a presença do Luan santana na jmj (e não a pessoa dele) é que esta errado, e não quem o convidou para tal evento.

    caberia uma simples pergunta ao Reverendo Sacerdote: se mais de trezentos cantores passarão pelos palcos, o que Luan Santana acrescentará para a santificação e a conversão da juventude, que deveria ser o intuito de tal evento?

    Curtir

  30. Reverendíssimo Pe. Renato Martins,

    O senhor tem todo o direito de não gostar das críticas, assim como nós temos o nosso direito de concordar com as opções feitas quanto aos cantores que atuarão na JMJ e das demais atividades nela envolvida.

    Todavia, não é por isso que devemos manipular os fatos. O senhor acertadamente diz: “Nós não temos o direito de tentar impedir os planos de Deus! ” A questão é saber se essas escolhas são planos de Deus ou planos dos homens. Pelo que aprendemos Deus tolera algumas escolhas feitas pelos homens para delas tirar proveito maior no futuro. Dizer que tudo é plano de Deus não parece ser compatível com o que aprendemos.

    Muitos de nós aqui nos entristecemos com algumas escolhas por representarem grandes expoentes do modernismo (no caso de padres e religiosos) e outras, como no caso de Luan Santana, por representarem o que há de mais mundano em termos de música popular. Ninguém aqui está condenando o Luan Santana como pessoa, mas tão somente a escolha dele pelo COL para servir de modelo aos jovens. Ou o senhor não conhece a psicologia humana? É da natureza humana ser atraía pelos apetites sensuais. Já vivemos uma crise federal na Igreja em grande parte motivada pela invasão de valores mundanos, por então trazer esses expoentes do mundanismo para os jovens?

    Repito não se trata de nenhuma condenação de Luan Santana ou de quem quer que seja, mas tão somente de quem fez essas escolhas para dá-las aos jovens.

    O senhor fala em fortalecimento da fé e conversão. Deus é todo poderoso e pode se valor de quaisquer eventos religiosos para trazer as pessoas para perto de Si, mas nós homens temos a obrigação de fazermos o melhor pela nossa conversão e do mundo inteiro e uma das maneiras é expormos essa fé da maneira mais clara e ortodoxa para quem nos ouve. O mundanismo mesclado com catolicismo não leva ninguém a Fé Católica mas sim a uma doutrina relativista, como já condenava nosso amado Bento XVI.

    E fazendo minhas as palavras do leitor Machando acima questiono-me por que não oferecer relatos sobre a vida dos santos no lugar de tantos shows? Por que a JMJ tem que ser tão dançante e saltitante? Por que não poderia ser uma oportunidade para verdadeiramente enriquecer a cultura religiosa ao invés da cultura mundana?

    Rezo sim por esses jovens, para que cheguem sãos e salvos e tirem o melhor que puderem, mas rezo especialmente para os padres e bispos, para que neste momento de grande crise consigam, pela graça de Deus, se conscientizar de seu papel de médicos de almas e “outros Cristos”.

    Curtir

  31. Percebem-se na declaração do padre pelo menos duas confusões teológicas graves: uma entre a ordem da natureza e a ordem da graça, e outra entre o campo dos princípios e o campo da prática. Que valor sobrenatural tem o fato de Luan Santana ser jovem, rico, famoso e ter uma multidão de adolescentes bobinhas a seus pés (pois duvido que em outra coisa se resumisse, afinal, os seus “sonhos”)? E, por outra, será que o escândalo de convidá-lo resulta realmente do fato de ele ser um pecador (o que todos nós somos) ou, pelo contrário, de que ele representa uma cultura que perdeu a NOÇÃO de pecado, perda essa que, segundo Pio XII, constitui a maior tragédia da nossa época? Que um sacerdote não saiba fazer essas distinções ilustra, a meu ver, a terrível crise da Igreja.

    Curtir

  32. Não podemos julgar, e não acho que ninguém esteja julgando quem participará da JMJ; mas é perceptível que muitos cantores, sejam de músicas católicas ou não, acabam banalizando a JMJ a um mero retiro festivo, onde a mensagem e o compromisso com Deus ficam em segundo plano, depois da diversão.

    Meu medo é que a “festa” se torne mais importante que a celebração da Igreja, o que é nítido nesta Jornada…. Infelizmente! Anunciam mais as atrações do evento, como se elas fosse o principal, que o objetivo da Jornada: este é o erro. O principal sempre deve ser Jesus, a cabeça da Igreja, e o objetivo anunciá-Lo e fazer mais fiéis.

    Curtir

  33. “A Cruz Sagrada seja a minha Luz. Não seja o dragão o meu guia. Retira-te satanás. Nunca me aconselhes coisas vãs. É mau o que tu me ofereces. Bebe tu mesmo o teu veneno.”
    Amém!
    Amém!
    Amém!

    Curtir

  34. Estes jovens “pecadores” devem estar pensando em tirar proveito de outras formas…quem não sabe, o mundo deles e até de artistas ditos “católicos” são duvidosos em se tratando de castidade. Pois bem, os camarins e os pró-shows destes artisitas é regado a muita luxúria e devasidão. “Bons” exemplos para os nossos jovens que já se acostumaram a não encontrar castidade em nenhum lugar…!

    Curtir

  35. Este jovem declara ter frequentes relações sexuais com suas fãs adolescentes e guarda suas calcinhas. Agora os organizadores da JMJ pretendem “acolher” Luan Santana oferecendo palco e platéia para ele se apresentar.
    Eu me ponho a refletir se depois da JMJ, ele voltará a cantar as mesmas músicas eróticas de antes, praticar fornicação e guardar peças íntimas de suas fãs levando a mesma vida mundana e depravada que sempre levou em sua carreira. Se assim for, o “acolhimento” do pecador de nada adiantará.
    Se Luan Santana continuar tão mundano quanto antes, os organizadores estariam atirando pérolas aos porcos .
    E aí devo concordar com os comentários de alguns leitores. Mais adequado seria convidá-lo para outros eventos da JMJ: assistir as missas, receber aconselhamento espiritual, fazer uma boa confissão e ganhar de presente um catecismo. Mas será que ele estaria disposto a perder o tempo dele para isto? Se não ele não estiver realmente disposto a mudar de vida, então a JMJ será para ele apenas uma oportunidade de se promover como cantor. Isto não é “caridade”. É oportunismo.

    Curtir

  36. Ferreti,
    Uma boa sugestão de matéria para o blog seria fazer uma sondagem das futuras apresentações do Luan Santana depois da JMJ. Se este rapaz continuar a cantar as mesmas músicas eróticas e colecionar calcinhas de fãs, o “acolhimento” dos organizadores terá sido inútil. E isso será uma boa lição para aqueles setores dentro da Igreja que insistem em “acolher” o pecador sem condenar o pecado.

    Curtir

  37. Eu não concordo… eu não julgo a fé de ninguém, mas para mim cada coisa em seu lugar. Não concordo com Luan Santana nessa festa, era para ser um evento religioso, onde o artista principal não é Luan Santana… ahhh, indignada e revoltada!!

    Curtir

  38. O problema não é ele ser um cantor secular ou pecador. Provavelmente os outros cantores também pecam. O problema é o teor das música dele, que são como o decote: incitam ao pecado alheio. Exagero? Vejamos um trecho da última música dele:

    “Perto de papai você é santinha
    Quando o sogrão não tá, você perde a linha
    Não vai embora não, deita aqui na cama
    Se seu pai te perguntar, você tá com Luan Santana”

    Hoje a sexualidade desregrada é incentivada em vários meios, e há um grande trabalho das Igrejas, Grupos de Oração e famílias para explicar aos jovens que esse comportamento não apenas desagrada a Deus, como também destrói a integridade espiritual e psicológica dos jovens. Um artista cantando músicas com esse tema, por mais que não siga o que canta, inconscientemente instiga jovens a segui-la.

    Curtir

  39. Se então, tão enfática e apaixonadamente, a palavra chave é mesmo a acolhida, por favor Padre Renato Martins, não fique tão “profundamente entristecido” com as mensagens de insatisfação postadas pelos fiéis nas redes sociais não, mas pelo contrário dê também a mesma acolhida a elas e, mais ainda, não se faça hostil. indiferente ou insensível a este clamor, mas, pelo contrário, acolha e faça valer todo este anseio destas vozes : NÃO QUEREMOS O ESCÂNDALO DO ESPETÁCULO DE UM PECADOR PÚBLICO NA JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE NÃO. MUITO MAIS QUE ACOLHER OS PECADORES, O QUE ESTÁ EM JOGO E OFERECER AOS JOVENS, EXEMPLOS VIRTUOSOS QUE OS CONFIRMEM NA FÉ E NÃO QUE OS CONFIRME NA SEDUÇÃO DO MUNDO !

    Curtir

  40. Os cantores católicos do evento farão o aggiornamento musical – instrumentos de botequins, letras heréticas e danças sensuais.

    Qual a diferença entre os cantores católicos e os nãos católicos? Gostaria de responder. Estes, os nãos católicos, fazem o que fazem e tem seus méritos por que pertencem ao mundo e não lhes são dadas coisas do céu(cerceadas pela pseudo-nova-evangelização) senão o que o mundo lhes dá. Mas, aqueles, cantores católicos, eu os acho muito piores. Estes pervertem a música religiosa e a sacra. Aberrações travestidas de catolicismo. Confundem com mundo, e lhes fazem ficar pior.
    Só pode ser deboche do demônio. De certo, ele não vai perder uma dança.
    Tudo que este evento fará, sem exceção, será aviltar a Deus.

    O principal ator, sem duvidas, que atuará e se divertirá muito; pulando, dançando e cantando no meio da multidão tem nome:

    LEGIÃO.

    Olha Padre, não posso deixar de dizer, o senhor conseguiu me assombrar.

    basiliocrusoe@gmail.com

    Curtir

  41. É isso aí, irmãos! Que comentários lúcidos esses últimos! Parabéns pela intervenção, Cleir! Rezemos para que a JMJ não seja apenas um show/vitrine de oportunismo e não produza frutos contrários aos queridos por Deus! Christo nihil praeponere!

    Curtir

  42. Luan Santana com a suas calcinhas, Ana Maria Braga e a sua propaganda pró união gay. E não bastasse isto, o Comitê Organizador da JMJ anuncia as atrações com grande destaque, como se fosse um “Rocking Rio” espiritual, em que as estrelas do espetáculo seriam esses artistas (o que não são) e como se os jovens fossem para o evento a fim de assistir seus shows. Deveria ser um momento de profunda vida interior e renovação espiritual, mas a JMJ está sendo anunciada como um megaevento padrão global. Infelizmente, alguns se sentem incomodados quando essas verdades são lembradas pelos aguerridos cristãos do Fratres. Não importa, com, sem ou apesar de JMJ, continuaremos buscando conservar a sã doutrina de Deus e nada antepor ao amor a Cristo.

    Curtir

  43. Porque Deus Filho se encarnou, adquirindo a natureza humana, vivendo e morrendo como um homem, exceto no pecado, e deixando a Sua Igreja, para que fosse Seu Corpo Místico prolongado na Terra até a consumação dos séculos?
    Porque Deus Eterno e Todo-Poderoso rebaixou-se à condição humana, sujeito ao sofrimento e a morte?
    Foi por falta do que fazer?
    Foi por tédio?
    Foi para arrancar admiração alheia?
    NÃO.
    Fez tudo isso porque é a mais perfeita forma de resgatar as almas do caminho do mal que conduz ao INFERNO.
    Para que as almas pudessem ser salvas, Jesus Cristo veio ao mundo para oferecer gratuitamente e de bom grado a salvação a TODOS.
    Até mesmo para Caifás, Anás, Judas Iscariotes, Hitler, Stalin, Nero. Até mesmo para os que queimaram a dentista viva, por só terem achado com ela 30 reais.
    Até mesmo por mim!
    Mas esta salvação gratuita depende do interesse e da disposição humana em permitir ser salva por Deus. Se Deus veio lá do céu e ofereceu a todos a possibilidade da salvação, por outro lado não obrigou a ninguém a amá-lo e a deixar de pecar contra a vontade.
    Veio para todos, mas muitos se salvam. E a maioria rejeita esta mão estendida, e opta pela porta larga.

    Um lâmpada serve para iluminar. comida serve para comer, uma tesoura serve para cortar. Tudo na vida serve para alguma coisa.
    Quando uma lâmpada queima, perde a serventia; quando uma comida estraga, não presta mais. Quando uma tesoura fica cega, não corta. Sua finalidade é perdida.

    Para que serve um padre? Para que serve a Igreja?
    Servem para manter presente Jesus Cristo tanto em forma física (pelos sacramentos, especialmente a Eucaristia) como em forma espiritual, através do ensino e custódia do Evangelho e suas consequências.
    Se um padre não for um outro Cristo, se a Igreja prega outra coisa que não seja o Evangelho integral e fiel ao espírito de Cristo, IMEDIATAMENTE DEIXAM DE TER SERVENTIA.

    Ora, padre, é dogma de fé obrigatório a todo católico que, em virtude da Igreja ser o próprio Corpo Místico de Cristo, de ser sociedade perfeita (Igreja Santa com membros pecadores que não a mancham, pois o pecado pessoal é antes uma não-observância dos preceitos de Cristo do que uma cumplicidade do pecador com Deus), então a Caridade, a Prudência, o Amor de Deus e do Próximo por amor a Deus não excluem as palavras de Cristo ao dizer:
    “dai a Deus o que é de Deus e a César o que é de César”
    “entrai pela porta estreita, pois largo é o caminho da perdição, e muitos os que o trilham”.
    “afastai-vos de mim, malditos, ide pro fogo eterno reservado a Satanás e a seus anjos”.

    Padre,
    Cristo comeu com os publicanos, conversou com prostitutas, tratou com cobradores de impostos e beijou os pés de pecadores.
    Mas em todas essas ações, ele deixou bem claro o recado; NÃO PEQUEIS MAIS.
    Fez tudo isso com o propósito único de arrancar as almas do Diabo. Fez tudo isso para marcar fortemente e definitivamente cada pessoa que se aproximou, para que dali em diante ela se CONVERTESSE, buscasse a Deus acima de tudo e decretasse guerra atroz a todo e qualquer pecado, sem descanso.

    Portanto, a Igreja deve viver disso: os católicos e principalmente o clero devem ser obcecados em vigiar segundo a segundo sobre cada gesto, cada pensamento, cada ato, e se tudo está totalmente orientado a Deus.
    E todo o bem que fazemos é nada e muito menos do que deveria ser feito. Se é que fizemos algum bem na vida.

    Não importa que venha o papa ou um anjo do céu até a JMJ. A pergunta INTERNA que cada católico envolvido está sendo feita?
    Tudo o que está sendo feito é desinteressado, no sentido de alheio à VONTADE própria, ao INTERESSE próprio?
    Tudo o que está sendo feito visa homenagear a Deus e somente a Ele, o tempo todo, e todo o tempo?
    Tudo o que está sendo feito é realmente uma chance imperdível de fazer com que milhões de jovens de vida morna (ou pior) saiam do encontro inebriados do Amor a Deus e ódio ao pecado, e disposição de mudança radical de vida?
    Se a resposta for um SIM sincero, que Deus multiplique o sucesso em abundância.
    Se a resposta for um talvez sem certeza, jogue a toalha.

    Deus não precisa de mim, nem de ninguém. Deus não é mendigo. Para Deus não se dá menos do que O MELHOR. Se existir a mínima intenção de dar algo a Deus que seja menos do que tudo, melhor NÃO DAR.

    A JMJ busca o que?
    – Será que a intenção não seria apenas juntar gente, onde o papa e os artistas fariam antes o papel de celebridades, de pop-stars?
    – Será que a intenção não seria a de promover apenas um grande evento, onde muita gente ficaria em evidência, com o ego inflado ou sedento de reconhecimento, como essas bandinhas católicas que tocam para serem conhecidas, para terem fãs, para terem papel de destaque na vida paroquial, etc etc etc, que apelam até mesmo para o pentecostalismo, desfigurando a Igreja de Deus e fazendo-a parecer apenas mais uma opção religiosa dentre tantas, neste mundo em que Deus é refém de um grande supermercado de religiões, e as pessoas é que acatam o que querem e se quiserem, moldando a Igreja a seus costumes, ao invés de diminuirem para que Deus nElas cresça.

    Em suma:

    A JMJ visa atrair os pecadores para lá anunciar a Jesus Cristo com tamanha força, e pregar contra o pecado com tamanha ousadia, que mude realmente a disposição das pessoas e seja um marco para um resto de vida íntegro e empenhado em propagar a Deus e combater o pecado,
    ou é mais um pretexto para se fazer um Woodstock, onde as pessoas terão muito entretenimento, muitas estrelas, muitas figuras ilustres, muita ocasião para exibir talentos, para se mostrar, para atrair multidões e poder exibir um poderio questionável?

    Fará com que o amor a Deus seja tão grande até o esquecimento de todos,
    ou fará com que o amor próprio seja tão grande a ponto de dar a Deus algo que não seja o melhor?

    Curtir

  44. Nos eventos que o Papa Emérito Bento XVI participou aqui em SP, não teve a participação de nenhum artista secular. Até mesmo o pe Marcelo foi barrado pela Arquidiocese, mesmo assim a juventude e o povo em geral foram ao encontro de sua santidade.

    Vale lembrar que ninguém precisou pagar taxas para ir aos eventos.

    Curtir

  45. Se o Luan Santana deseja se converter, chamem ele para entrar em alguma igreja qualquer e rezar, silenciosamente e anonimamente. E que depois e confesse. E não que ganhe destaque cantando num evento católico como se ele católico fosse. Evento católico, canta católico, deveria ser simples assim.

    Curtir

  46. Permitir que alguém faça um show não é, nem nunca foi sinônimo de acolher a pecadores, nem sequer passa essa ideia, é muito forçosa a ideia de que está se acolhendo a pecadores com esses shows.
    Quando você coloca alguém em um palco de um movimento de massas você o elege como simbolo aglutinador, e que simbolo pior que artistas como Luan Santana para a JMJ ? A ideia que você passa com isso é de que você pode ser um pecador inveterado, não buscar a conversão, ter um plano de vida baseado no pecado não ter verdadeiro arrependimento e está tudo bem.
    O simbolo fala mais que as palavras.

    Curtir

  47. ai ai ai JMJ…. quantas esperanças!!!!

    Papa Francisco que a cada dia nos surpreende, nos surpreenda durante a Jornada…
    Oremos e oremos muuuito por ela.

    Muitas guerras foram vencidas pelo rosário, espero que esses bons católicos não o abandonem durante a Jornada e nesses dias que a antecedem.

    Curtir

  48. Não concordo com musicas mundanas em eventos religiosos. Inclusive não as adoto nas festas de minha paróquia. Penso que nos eventos da Igreja, músicas que conduz ou proporciona a oração.

    Mas uma coisa que me chamou a atenção em vários comentários, como estas pessoas que dizem ser piedosas ou pietistas, sabem a letra imoral destas músicas. Engraçado, nunca tinha ouvido tais músicas.

    Não é no mínimo curioso. Se estas pessoas se dizem tão religiosas, como podem estar por dentro de tais letras.

    Fiquei pensativo. Na verdade, se revelam que não são tão piedosos assim. Seria até bom não citar no site tais letras, que são imorais, e como foi falado assim, pode levar ao pecado.

    Mas para defender uma causa, se baseiam até em músicas imorais. Como foi tão falado. Onde vamos parar?

    Curtir

  49. O Papa não compareceu ao concerto em que se executou a 9ª sinfonia de Beethoven e querem obrigá-lo a ouvir Luan Santana… Os participantes da JMJ poderiam imitar Francisco e deixar seus lugares vazios durante o indesejado show do sertanejo universitário.
    Aos organizadores da Jornada: essa história de não condenar, dialogar vem sendo repetida desde o CVII e até hoje não converteu ninguém; o que poderia converter o cantor ( caso ele correspondesse à graça) seria algum padre ensiná-lo que incentivar a promiscuidade entre os jovens por meio de músicas erotizantes e praticar a fornicação ofende a Deus, Nosso Senhor que ordena que seus filhos sejam puros – cantar uma musiquinha para S. Francisco não irá apagar seus pecados contra a castidade.
    E, Padre Renato – o senhor que nos oferece um exemplo tão edificante ao abandonar a heresia protestante e se tornar sacerdote da única Igreja de Cristo – ninguém está impedindo o Luan de entrar na Igreja mas Nosso Senhor ensinou que quem quiser segui-lo deve renunciar a si mesmo; o Luan que renuncie a sua vida imoral e será muito bem acolhido pelos católicos.

    Curtir

  50. O engraçado é que quem quer viver os ensinamentos da Santa Igreja não recebe tanto acolhimento. Será que foi chamado um coral de gregoriano para ser apreciado nesse evento?
    Quem está na frente, por menos que seja se torna exemplo, ainda mais na situação de desorientação que nós católicos nos encontramos.

    Curtir

  51. Se o sr. padre se entristeceu, imagina a juventude católica que luta contra o pecado, contra as músicas sensuais, que diariamente da testemunho da fé… Nós é que deveríamos estar muito triste em ver um cidadão que nada tem haver com a jornada cantar uma cancão dos maiores santos de nossa Igreja! Triste!!!

    Curtir

  52. Uma das letras da ‘canção’ desse notável que conquistou a fama de forma honesta:

    http://letras.mus.br/luan-santana/te-esperando/

    Eu nunca ouvi uma canção desse individuo e jamais teria chegado ao seu conhecimento se não fosse pela JMJ. Ouvi parte dessa canção só para formar um juízo, mas não consegui ouvir mais do que 30 segundos.

    Suas músicas deviam ser consideradas uma agressão aos ouvidos inclusive das pessoas desprovidas de qualquer sentimento religioso. Numa nação mergulhada na apostasia aonde o lixo intelectual é elevado ao topo da fama, não é de admirar que pessoas como Luan faça algum sucesso.

    Mas que criaturas com essa recebam convite para participar de eventos católicos, só me comprova da não catolicidade do evento.

    Curtir

  53. Lamentavelmente, a Jornada Mundial da Juventude-JMJ fechou o patrocinador oficial da alimentação:
    McDonald’s. A escolha foi totalmente infeliz, pois além de oferecer sanduíches não recomendáveis para consumo humano (excesso de sódio e gordura), esta rede de fast-food só busca o lucro fácil e, agora, com as bênçãos da Igreja. O lucro sempre em primeiro lugar! Na penúltima posição vem a saúde dos cristãos.
    Este fenômeno tb ocorre com as livrarias ditas católicas: Vozes, Paulinas… que comercializam livros esotéricos e, muitos deles, anticristãos. Os católicos estão num beco sem saída: se correr o bicho pega, se ficar o bicho come.
    Então, que venha o “combo do peregrino”: sanduíches e acompanhamentos (Coca-cola, batata frita…).
    Faltou apenas a absolvição do pecado da gula e a criação de uma McHóstia.
    Como diria o mosquito da dengue: “É o fim da picada”!

    Curtir

  54. FRATRES;
    Para quê tanto alarde? Tanto “escândalo”?
    Os FRATRES não se deram conta de que essa JMJ é mais um evento da igreja cãociliar?
    O que esse arremedo de igreja tem oferecido ao mundo?
    Nada mais que escândalos.
    Nosso Senhor já disse o que deveria ser feito com aqueles que oferecem somente escândalos… Lembram-se da pedra de moinho atada ao pescoço?
    Não há nenhuma incompatibilidade entre os artistas e a neo-igreja.
    Afinal, “Deus é Dez!”
    Mas não se preocupem tanto com isso.
    Ademais, seria muito prudente que a Comissão organizadora começasse a se questionar não com nossos “protestos” diante dos shows da moçada, afinal somos retrógrados, hiper-ultra conservadores, “tridentinos”, reacionários, entre outros lindos adjetivos pejorativos que essa gente nos tem rotulado.
    Seria prudente que se preocupassem com os protestos dos indignados…
    Será que a acolhida fraterna que essa gente tanto fala, sua proximidade com o pensamento esquerdista seriam suficientes para acalmar a “multidão indignada”?
    E a “minoria violenta”?
    Eles não deveriam se esquecer que na “base marxista”, a qual eles tanto elogiam, tem como fundamento: “Religião, ópio do povo”.
    Quanto aos shows, bem, isso será muito ao gosto do cãociílio das maravilhas.
    Terá a presença de gente muito inspirada pelo espírito cãociliar, como os padres cãotores.
    No mais, será um show…
    E para quê a tal “espiritualidade”?
    Afinal, “Deus é Dez!”
    Isso, de espiritualidade, conversão de vida, piedade, são coisas antigas, cheirando a mofo…
    Tal qual os “Tesouros Espirituais”, com terços, visitas ao Santíssimo, Jaculatórias, Mortificações…
    Isso é coisa de um passado horrendo da Igreja. E foi o Papa Francisco quem disse isso a seus amiguinhos da CLAR, e a imprensa do mundo todo divulgou… Só não leu e não se iinformou quem não quis.
    Essa tal “piedade católica” é coisa para gente retrógrada, hiper/ultra conservadora, reaças, doentes, “tridentinos”… Como somos nós, que lemos e comentamos neste “nosso” Blog.
    Mas não é nenhum motivo de espanto!
    Bem já nos avisara o Santo Profeta Jeremias, bem como a Santíssima Virgem em várias Aparições, especialmente em Quito, la Salette e em Fátima (a Aparição cujo Segredo foi “manipulado” por Ratzinger & Cia Ltda, tudo gente do cãocílio).
    Fico somente com a alegria de pertencer àquele “resto de Israel” que claramente falam as Sagradas Escrituras… Aqueles que não se deixaram seduzir pelo mundo…
    Quanto à essa gente, seus showmissas, suas assembleias ecumênicas, suas JMJ e todos os outros frutos pútridos e fétidos da desgraçada primavera cãociliar, apenas peço ao Bom Deus que tenha misericórdia dos pobres fiéis que são ludibriados por essa falsa igreja, essa pantomima cãociliar…
    Guardo minha Fé.
    Não me misturo com esses hereges, porém, espero que a Igreja se recupere desse tempo de trevas, a “noite triste”, pelo qual está passando.
    Afinal, nosso Senhor venceu o poder do maligno!
    Porém, rezemos, pois coisas muito piores virão!
    Rezemos muito, estudemos o Catecismo de São Pio X, Guardemos nossa Fé!
    Pois somente assim teremos como enfrentar o terrível Julgamento Final, que essa falsa igreja cãociliar não mais fala a seus pobres e iludidos fiéis!
    Sejamos fiéis a Nosso Senhor Jesus Cristo e à Sua Santa Igreja, não a esse arremedo mambembe e tristemente cômico que se intitula “igreja conciliar” ( na verdade cãociliar – uma vez que essa desgraça de concílio e seu famigerado “espírito do concílio”, como vivia pregando o ex-papa, vem do cão, do tinhoso, do capeta, o pai da mentira e do ecumenismo!) .
    Não nos deixemos arrastar pelas falsas ilusões oferecidas pela grande apostasia!
    Afinal, como disse a Virgem Santíssima em la Salette:
    “(…) e Roma perderá a Fé e tornar-se-á a sede do anticristo!”
    Rezemos e não nos escandalizemos com essa tal JMJ, afinal isso é mais um dos frutos da igreja cãociliar.
    E alguém, em sã consciência pode dizer que ESSA IGREJA CONCILIAR É SÉRIA?
    Bom final de semana a todos!

    Curtir

  55. Amigos, este jovem luan santana é simplesmente boi de piranha,e enquanto nós nos fixarmos nele,outros escandalos passarão despercebidos… Se o luan santana nao cantar, entao fica tudo bem? Claro que não! O cerne da JMJ esta comprometido, com ou sem este garoto.

    Curtir

  56. Estimado pe. não há necessidade de comprarmos cd deste tipo de “artista”, para conhecermos pelo menos uma parte da letra da música…uma das estratégias neomarxistas, é o total empobrecimento da cultura e o emburrecimento das massas, este garoto é so mais um entre tantos( ivete sangalo, xuxa, vitor e leo, novelas, rock in rio, etc). Basta entrarmos num supermercado, loja, shopping,para percebermos o fundo musical, que normalmente pertence a estes artistas. Então nosso subconsciente vai sendo formado por este tipo de “cultura”, e muitas vezes sem que percebamos ficamos repetindo mentalmente ao menos o refrao.
    Paz e bem

    Curtir

  57. De fato, São Paulo tem razão quando disse que chegará um tempo em que não será mais possível suportar a sã doutrina. Rezo e peço a Deus que me dê forças para suportar sempre a sã doutrina, com vista dos bens eternos.

    Curtir

  58. Com todo respeito, não concordo com isso: proibir dos referidos cantores irem de espontânea vontade a JMJ seria anti-cristão, convidá-los ou aceitar que eles cantem, apresentem seus espetáculos, é ir contra a fé de milhões de jovens e do povo de Deus.Como filhos de Deus devem ser apoiados e acolhidos num evento com este, mas semear suas músicas profanas e mundanas eu acho que é exagero dos organizadores do evento.Reflitam mais, pensem mais e não firam o coração dos jovens sedentos de Deus.PAX+++

    Curtir

  59. É Tarcisio, pelo jeito vão continuar com sede, pois o que lhes darão será vinagre. O evento não é catolico(é catolico-travestido). Pode ser confudido com lançamento de uma maquina da modernidade ou o lançarmento de uma nova marca de cerveja. O rapaz que começou sua vida cantando em igrejas não é o principal problema. Ele não é o unico. O padre já informou: “Mais de trezentos cantores passarão pelos palcos de Copacabana e Guaratiba, cantores de todas as partes do mundo…” Quanta surpresa não teremos.

    Rezar pela conversão do clero. Sem clero santo, não há jovem santo, nem povo fiel.

    Rosários, rosários, rosários e mais rosários.

    Curtir

  60. O fato do dito “cantor” ter aberto mão do seu cachê não quer dizer nada. O seu cachê vira “merréca” frente a possibilidade de cantar para o Papa, em um evento mundialmente conhecido e ter o seu nome e foto estampado em jornais do mundo inteiro. Ou seja: o mais puro interesse comercial por parte desse “cantor”. No mais, é uma vergonha e fico pensando quantos pais estão deixando seus filhos saírem em caravanas, excursões e coisas do gênero, na ilusão de que serão evangelizados. Tenho um menino de 3 meses, e já decidi que se um dia houver algo do tipo neste país novamente, com certeza não deixaria ir.

    Curtir

  61. DISCORDO DO Pe RENATO: SE APRECIASSEM MESMO A JMJ DEVERIAM COMPARECER A ELA COMO PARTICIPANTES, COMO A TODOS.
    NÃO COMO ARTISTAS!
    O problema é que o “acolher” a que se refere o pe Renato poderia significar “relativismo ou modernismo”, de adeptos de um cristianismo “light”, adaptável, pertencente mesmo à DITADURA DO RELATIVISMO.
    A Igreja tem se esforçado desde o Vaticano II facilitando o acesso de todos, mas a sabe que cessão como desejam compromete o essencial, e o que mais necessitamos no Brasil é algo como a CNBB e mais religiosos pregarem e liderarem passeatas anti o marxista PT, anti ideologia gay, anti aborto, anti corrupção e defenderem o cristianismo católico tradicional.
    No momento, dispensam-se as irrecomendaveis músicas de Luan Santana, da carnavalesca Ivete Sangalo, Cassia Kiss – seria K.I.S.S? – etc., péssimos exemplos comportamentais e exterioridades, nada mais.
    A convidada especial deveria ter sido Elba Ramalho; porque não ela e outros aliados a seus ideais; acho muito estranho tê-los deixado de lado, preferindo os globalistas…
    Esses cantores profanos são vazios, quase todos apoiadores de ideologias marxistas, comportam-se como relativistas, cujas mensagens só possuem niilismo, e suas presenças nem deveriam na JMJ serem cogitadas, menos ainda de se apresentarem, desvirtuando o ambiente de oração e reflexão.
    Porcarias desse naipe temos o ano todo em todos os lugares, e seriam grupos interessados em desvirtuar a JMJ, transformando-a em mero show.
    Vamos iniciarmos os protestos contra?

    Curtir

  62. Para quem ainda não viu, CN também publicou “Mais de 300 artistas subirão aos palcos dos Atos Centrais na JMJ”, e, excepcionalmente, permitindo comentários. Paz e Bem!

    Curtir

  63. Benção, reverendíssimo padre!

    Ouço discordar. Quando o senhor buscou a igreja, para se converter, buscou aqueles que já eram católicos: padres, religiosos. E os pobres jovens desorientados que vão a JMJ, vão buscar a conversão em Luan Santana? Coitados!

    Se o Luan tivesse indo como FIEL, entenderia e aceitaria o que o senhor falou. Mas como exemplo para conversão? NUNCA!

    Curtir

  64. As pessoas estão com uma história danada com essa elba ramalho que diz que se converteu em Medjugorge. Haja buraco para enfiar as caras quando ela começar com os papinhos de que foi abduzida novamente …

    Curtir

  65. Já que todo o mundo lê o Fratres (até inimigos declarados da Igreja e condenados por vários Papas!!) quero deixar um recado para o Padre Renato Martins, Diretor Executivo do Setor Atos Centrais JMJ Rio 2013: padre, “nunca vou perdoar o senhor” [pra quem n sabe, essa frase ‘nunca vou te perdoar’ nasceu na eleição presidencial “dilma nunca vou te perdoar por me fazer votar no serra) por me fazer sentir inveja dos protestantes por terem o Silas Malafaia. E quando lembro da entrevista dele arrasando a Marília Gabriela, e lendo suas palavras me vem a mente aquela frase da Bíblia:
    Digo-vos que, se estes se calarem, as próprias pedras clamarão.
    Lucas 19:40

    Admiro pedra, pq n tenho padre!

    ***********************************
    Muitas explicações no comentário por caridade, anda aparecendo muita gente lenta por aqui!

    Curtir

  66. Bom dia, Padre Renato Martins.

    É triste ver atores globais na Jornada Mundial da Juventude, se eles fossem tal necessários, não seria necessário a JMJ, pois eles estão todos os dias fazendo cenas de sexo na tv aberta ou em filmes nacionais.
    O mais triste é ver a atriz que será Maria santíssima, uma mulher que esta no terceiro casamento, praticou aborto, usou drogas e gosta de praticar vários tipos de meditações, e é envolvidas com coisas ligadas a astrologia.
    Me desculpa mais não consigo encontrar justificativas para essas atrocidades, pois temos muitos artistas católicos, se houvesse somente uma chamada encontraríamos diversos artistas, que além de atuarem bem, poderiam passar aquilo que Maria viveu, por meio da espiritualidade, que nós católicos vivemos.
    Vejo vocês na contramão quando chamam o diretor do Criança Esperança, que leva emoção para as pessoas doarem, e depois se juntam num programa sem nível para dar um milhão, a quem melhor faz o mal.
    Que Igreja vocês querem levar aos jovens? A Igreja de Cristo? Ou uma igreja relativista, onde tudo pode?

    Curtir

  67. “Porque criticar a participação de um jovem, que conquistou a fama de forma honesta…”

    Isso tudo é de um sentimentalismo piegas que dá nojo.Com esse tipo de encontro a ” La Woodstok”
    vai se perder a oportunidade de catequizar e converter verdadeiramente os jovens.
    Lembro-me do depoimento de uma mocinha que participou da ultima JMJ feita na Alemanha sob Bento XVI.Estava eu numa catedral e o padre pediu que ela subisse ao altar e desse seu depoimento de conversão.De barriguinha de fora e calça jeans apertada disse um monte de besteiras sentimentalistas como “foi maravilhoso”,” o papa fez ver a minha vida” e etc…Se, sob Bento XVI, que era rígido, não houve conversão, que frutos obteremos desse encontro com atores e cantores que servem ao mundo?

    P.S. sou contra a qualquer JMJ sob qualquer papa e lembro que a primeira JMJ inventada por João Paulo II foi chamada de “Woodstok Católica”.

    Curtir

  68. Que Igreja vocês querem levar aos jovens? A Igreja de Cristo? Ou uma igreja relativista, onde tudo pode?

    Curtir

  69. Porque não convidá-lo então a ser mais um peregrino buscando a Graça da confissão,o desejo da conversão e participando das orações na Vigília? No Palco,queremos pessoas comprometidas com o Evangelho de Jesus Cristo,se não são Santos,que pelo menos tenham o desejo de ser.

    Curtir

  70. “A Cruz Sagrada seja a minha Luz. Não seja o dragão o meu guia. Retira-te satanás. Nunca me aconselhes coisas vãs. É mau o que tu me ofereces. Bebe tu mesmo o teu veneno.”
    Amém!
    Amém!
    Amém! Que a Cruz Sagrada seja realmente nossa LUZ na jornada da juventude , que os cristãos que iniciaram o movimento contra a programação do JMJ , não seja capaz de proliferar, pois é assim sempre , alguns aparecem para tentar desconstruir todo trabalho das formiguinhas de Deus que incansáveis se doaram, deixaram seus afazeres diários para se dedicarem ao evento evangelizador e alguns tentam de toda maneira estragar a santidade do evento. Se perceberem esses articuladores querem derrubar cada vez mais nossa igreja, serão verdadeiramente católicos ? Se analisarmos com calma, verificaremos que eles conhecem tudo da vida dos artistas, o que fazem etc.O verdadeiro Cristão está envolvido na evangelização e não preocupado com o que canta ou deixa de cantar esse ou aquele artista, mas o que trará de bom para a jornada. Esses artistas ao meu ver atrairão milhões de fiéis ou leigos a nossa igreja,esses artistas farão uma pequena participação no JMJ e essa pequena participação terá uma imensa repercussão que os atraídos por eles terão a oportunidade de participar do momento santo que acontecerá no local: Como A SANTA Missa a Mensagem do papa para nossas vidas. Entendo e gostaria que todos abrissem a mente para compreender que a proposta penso que não seja de EVAnGELiZAR os ARtistas , mas a EVANGELIZAÇÃO que se dará através da presença deles no evento. (Que a santa Cruz seja a nossa luz .Nao seja o dragão meu guia,É mal que tu me ofereces , bebes tu mesmo teu Veneno. São Bento intercedei por todos nós, pela jornada Mundial da Juventude e pelos organizadores e toda igreja católica .intercedei pelos que só criticam possam entender a grandeza e santidade desse evento para os católico.

    Curtir

  71. Eu acho um absurdo tem muito cantor católico ai que rala com força para comprar um violão para tocar na Santa Missa, muito cantor Católico ai que rala para viver a castidade, que rala para viver aquilo que a Santa Igreja fala, e Luan Santana vai tocar ? ele só de subir em um palco que aonde o Santo Padre vai estar ja e uma ofensa para mim, logico que todos somos pecadores, mais isso não se leva em conta aqui, até porque devemos na JMJ, defender a Santa Sé, defender a Santa Igreja e suas tradições, não colocar um cara desse para cantar, Sou Católico e Luan Santana jamais vai me representar, e nem muitos organizadores, e também todos abertos a essa teologia da libertação. Eu sou Católico e quero a Igreja firme e forte, mantendo suas conficções que sempre levou ao seu povo a Salvação. Debate com maçonaria ? protestantismo ? judaismo ? nada disso até porque só na Santa Igreja Católica a Salvação em nunhum lugar longe dela vc vai encontrar isso. não existe debate existe mostrar a Salvação que só a Igreja tem esta graça deixada por Jesus Cristo

    Curtir

  72. Queria profundamente ir a JMJ,Para ouvir músicas Católicas, ver o santo padre o Papa Francisco e estar do lado de jovens que Fazem a diferença, mas estou vendo que aos olhos do padre Renato Martins nossa conversão que é a mudança de hábitos seculares, não passa de um simples encontro com Deus e com a igreja. não! não é isso que nós jovens da igreja vivenciamos e queremos, logo que optamos pela igreja e por Cristo, queremos seguir com pessoas que também seguem a Deus e a Igreja, sendo o Luan Santana ,menos de todos o mais adequado pra representar uma juventude sedenta de Deus nesse mundo. Enfim Luan Santana não me representa!
    Eu quero aquele que é a luz do Mundo e não o Meteoro da paixão, Ouviu Padre Renato?!!!.

    Curtir

Os comentários estão desativados.