Estilo do Papa Francisco muda voo papal.

Cidade do Vaticano, 22 de julho de 2013- 05:53 am – CNA/EWTN News | Tradução: Fratres in Unum.com – Enquanto embarcava no avião para o Rio de Janeiro e à 28ª Jornada Mundial de Juventude, o Papa Francisco trouxe sua abordagem “pés no chão” sobre si mesmo, carregando sua própria bagagem e optando por conversas individuais com os jornalistas, em vez de uma coletiva com todo o grupo.

O primeiro sinal visível de simplicidade do Papa Francisco surgiu quando ele embarcava no avião, um Airbus Alitalia 330, no aeroporto Fiumicino, de Roma, na segunda-feira, com uma mala de couro preta na mão.

Enquanto a imagem não seria incomum para outros passagens, o fato não passou despercebido por observadores do Vaticano, que observaram que nenhum outro Papa, na memória recente, carregou sua própria bagagem.

E enquanto a ação foi pequena, ela captura o estilo “pés no chão” e agradável de Francisco que se apresentará de diversas maneiras durante os próximos eventos da Jornada Mundial da Juventude.

A imprensa que acompanha o avião papal também saboreará a forma de agir do novo Papa.

Durante os pontificados do Beato João Paulo II e Bento XVI, era tradicional que o Papa realizasse no avião uma sessão de perguntas e respostas com os jornalistas a bordo.

Mas o Padre Federico Lombardi, diretor da Sala de Imprensa do Vaticano, explicou aos jornalistas em um briefing, em 17 de julho, que o Papa, em vez, passaria parte do voo conhecendo os jornalistas que estão na viagem, tendo discussões informais com eles.

No Rio, o Papa Francisco também decidiu fazer algumas mudanças. Ele não usará o papa-móvel blindado quando estiver no Brasil e usará simplesmente o jipe aberto em que ele aparece todas as quartas na Praça de São Pedro, disse pe. Lombardi.

Quanto à sua programação nos próximos dias no Brasil, o primeiro Papa Latino Americano da Igreja fez alguns acréscimos pessoais na agenda elaborada para Bento XVI.

Ele visitará uma das “favelas” do Rio, a favela da Varginha, fará uma parada no hospital São Francisco, na Providência — onde os franciscanos cuidam de viciados em álcool e drogas — e viajará a Aparecida, o santuário nacional do Brasil e local onde os bispos da América Latina e do Caribe aprovaram, em 2007, um documento visando revitalizar a fé do continente.

O avião do Papa aterrissará, após uma viagem de 12 horas e 15 minutos, no aeroporto do Galeão – Antonio Carlos Jobim, às 16 horas locais.

Ele será recepcionado pela presidente do Brasil, após cerca de uma hora, no Palácio Guanabara, e outros líderes civis e religiosos. A viagem do Papa Francisco ao Brasil durará de 22 a 29 de julho e é a sua primeira viagem além-mar como pontífice.

8 Comentários to “Estilo do Papa Francisco muda voo papal.”

  1. Segundo informações ultra secretas que vazaram do aeroporto de Roma, ao passar no raio x foi verificado que a bagagem do papa contém :
    Um breviário, a Sagrada Escritura, um livro espiritual, documentos particulares, um computador pessoal (para ler o fratres e as vezes concordar ou discordar) ….pasta de dente, escova de dente, etc,

    brincadeiras a parte,

    o pior de tudo é chegar no Brasil e dar de cara com a Dilma Aborto . . .

  2. Que o Papa pelo menos na hora dos discursos, seja Papa e se faça ouvir. Mas não posso negar que estou preocupado com o que ele irá dizer…. Rezo para que ele faça discursos que agradem a Deus, não ao mundo em crise clara de valores e de maturidade, que ele não seja populista também!

    Ontem a Globo fez uma reportagem aproximando o Papa da TL…. É PREOCUPANTE!

  3. É isso mesmo! o Papa é o sucessor do Apóstolo Pedro, e não o sucessor dos Reis dos Estados Pontifícios! Isso mesmo! Sem pompa e circunstância!

  4. As missas circenses de Aparecida não tem graça alguma, mas dizer que bispos da América Latina e do Caribe aprovaram, em 2007, um documento visando revitalizar a fé do continente, realmente é a piada do século!
    O tal documento foi aprovado em 2007? Já estamos em 2013 e pelo que eu vejo a “fé do continente” desde então só tem trilhado ladeira abaixo.

  5. Só continuo católico pela graça de Deus, por que se fosse depender da humildade do papa..

  6. Ho!HO!Ho!

  7. Medo de roubarem seus documentos e escritos… Como fizeram com nosso querido Bento XVI.

  8. «Só continuo católico pela graça de Deus, por que se fosse depender da humildade do papa»..[2]