Missa do Papa em Aparecida – Ao Vivo.

Tags:

6 Comentários to “Missa do Papa em Aparecida – Ao Vivo.”

  1. Está me surpreendendo a missa do Santo Padre em Aparecida. Primeiro, três invocações no kirye, segundo, homens de boa vontade no glória e não homens por ele amados. Órgão? Nunca antes na história do santuário se viu tal coisa, silêncio sagrado após o Evangelho que foi cantado, nem parecia o mesmo santuário que já abrigou até missas circenses. Isso mostra que quando se quer celebrar dignamente a liturgia se consegue. Possa Deus abençoar para que se perpetue essa boa celebração no santuário e pelo Brasil afora.

  2. Acompanhei a Santa Missa até o Credo. Concordo com o Flávio. A Santa Missa foi celebrada dignamente para os padrões Paulo VI. Eu gosto de ver Missas Paulo VI bem celebradas pois tenho a certeza ainda maior de que essa forma de se celebrar o Santo Sacrifício de Nosso Senhor não é digna dele nem de nossa Fé. Por mais que se esforcem (e não é que se esforçaram tanto… acho que as melhores Missas Paulo VI que já vi foram em São Pedro na época de Bento XVI, bem melhores do que a de hoje em Aparecida) a coisa não vai… Vamos esquecer o “pronunciamento” de dom Damasceno de Assis antes da celebração (horrível) vamos esquecer o canto do salmo por uma senhora (que ainda por cima era ruim), vamos esquecer as palmas depois do Evangelho de Nosso Senhor e depois da homilia do Santo Padre. Mesmo esquecendo tudo isso, a celebração é mais festiva do que sacra, é “bobinha”, é feminina (não sei se me explico bem com esse termo) é chata e intelectualmente pobre. É pobre também na sua capacidade de nos mostrar os Mistérios de Deus e de nos levarmos a Ele.

    Se é assim que queremos evangelizar os jovens, cada vez mais bem formados e preparados, não acho que convenceremos muita gente… Jovens querem descobrir Deus e não ir ao show da xuxa, serem chamados de baixinho e beijinho beijinho, tchau tchau…

  3. É comovente ver a atenção e o cuidado de Mons. Guido Marini ao Santo Padre. Que grande cerimoniário!

  4. Seria muito bom ver o Mons. Guido Marini cardeal e futuro papa, para ele dar à liturgia um bom cumprimento. Mas é só sonho mesmo….

    Ainda tenho esperança que o Papa Francisco vai fazer alguma coisa boa no âmbito da liturgia. A esperança é a última que morre.

  5. Assisti um breve trecho pela Redevida no almoço e desliguei. Não que a cerimônia não estivesse minimamente digna, mas não suporto “comentadores” de um rito que conheço desde que me entendo por gente. E comentadores de uma missa em português! Que necessidade ridícula e orgulhosa essa do católico brasileiro: comentar a missa, como se fosse um jogo! Se eu necessitava de Redevida e Canção Nova para assistir transmissões de missas papais, viva! não necessito mais! Assistirei a gravação na íntegra à noite.

  6. Todo esse aparato tem servido para desviar a atenção sobre os graves problemas que ocorrem agora mesmo em Roma, a Corrupção no Banco Ambrosiano e no IOR, os acobertamentos da pedofilia, o Loby Gay. E no Brasil a situação econômica, a incapacidade do governo PTista de governar o país.
    A abertura da JMJ parece a abertura de um evento olímpico mundano. O papa só veio apertar as mãos dos políticos e fazer média com a classe dominante. “acaso é o favor dos homens que eu busco??”. Pobre não tem condições de participar desse evento que foi feito para jovens de classe média e alta.
    FAzer procissão, penitência que é bom nada. O papa podia ter chamado todos os bispos e padres e ter feito uma reunião de dois dias com todos eles para retificar o apostolado deles….nada disso.
    A visita desse papa me dá a triste impressão de um político em campanha querendo se eleger para alguma coisa que não sabemos. E isso me dá medo !

%d blogueiros gostam disto: