O que esperar da Via Sacra em Copacabana.

Via Sacra “politizada” da JMJ teve um veto do Vaticano, diz diretor da encenação

Uol – O diretor artístico Ulysses Cruz, responsável por um dos eventos mais esperados da Jornada Mundial da Juventude –a encenação da Via Sacra ao longo da avenida Atlântica, em Copacabana (zona sul do Rio) na próxima sexta-feira (26), com a presença do papa Francisco–, promete um evento “politizado”, com muitas referências aos problemas atuais dos jovens.

“É tudo alusivo. Mas, evidentemente, as críticas, as reivindicações, os desejos e as ansiedades dos jovens estão lá, para quem quiser procurar e compreender”, disse em entrevista ao UOL. “O texto relaciona o sofrimento de Jesus na cruz com o sofrimento do jovem hoje, com as mazelas que aparecem diante do jovem hoje em dia.”

A encenação proposta por Cruz foi aprovada pela Arquidiocese do Rio de Janeiro e passou, ainda, pelo crivo do Vaticano, que vetou uma cena apenas, na qual jovens encarnariam motoboys pilotando possantes motocicletas.  “Concordei plenamente”, diz Cruz sobre o veto. “Achei que eles tinham toda a razão, dada a violência, na verdade, da cena em si”.

A Via Sacra vai percorrer um trecho de 900 metros na avenida Atlântica e será encenada por cerca de 400 pessoas, todas voluntárias. Além destes, Cruz convidou os atores Eriberto França, Murilo Rosa, Cassia Kiss e Narjara Tureta, além da cantora Elba Ramalho e da apresentadora Ana Maria Braga, para breves participações especiais.

São 14 estações, a última delas no palco onde estará o papa Francisco. Ele verá a encenação das 13 estações anteriores por um telão. “Cada quadro tem muitas sugestões, de muitas culturas, inclusive a cultura pop, e também Shakespeare”, promete Cruz.

Diretor da TV Globo, com trabalhos em novelas (“Eterna Magia”), e programas variados, incluindo uma passagem pelo “Domingão do Faustão” e o especial “Criança Esperança”, Cruz levou parte de sua equipe para ajuda-lo na montagem da Via Sacra e, também, na preparação para a vigília que será realizada no sábado, véspera da grande missa que será rezada pelo papa Francisco em Guaratiba, no domingo (28). Segundo o diretor, todos estão trabalhando de graça, cedidos pela emissora.

Escolha sua, uma das atrações da Vigília será o cantor Luan Santana. “A presença do Luan vai atrair para este momento um grupo de jovens que provavelmente estariam dispersos”, conta o diretor.

10 Comentários to “O que esperar da Via Sacra em Copacabana.”

  1. Será que a Globo se “converteu” ? Não havia notado anteriormente em outras visitas papais, tamanha cobertura do canal Globo News. Espero que isso seja para o bem.

  2. Via Sacra “politizada” com referências a cultura pop com direito a atores não-católicos…No passado escolheram Barrabas e hoje escolhem Frei Betto

  3. E o aborto? Ninguem se lembrou de abordar este tema?

  4. Não é novidade. Estamos habituados à Via-Sacra politizada da Campanha da Fraternidade…

  5. “A presença do Luan vai atrair para este momento um grupo de jovens que provavelmente estariam dispersos”…. Então… o que querem dizer com isso? que a presença do Papa não é suficiente?

  6. Pois não é senhor Luis! Agora está explicado a cobertura praticamente integral do canal Globo News. E, diga-se de passagem, até o momento a melhor em termos de cobertura jornalística e imagens.

  7. O texto da Via Sacra já estava faz tempo no site do Vaticano. Tem uma menção explícita ao aborto na quarta estação, e algumas outras citações bem interessantes, como à secularização da Europa. Não sei o que o diretor do Criança Esperança está inventando, mas se o texto for o que está no site do Vaticano, vai ser uma via sacra interessante — no bom sentido.

  8. “Concordei plenamente”, diz Cruz sobre o veto. “Achei que eles tinham toda a razão, dada a violência, na verdade, da cena em si”

    Ora se ele sabia disso por que propos ? Palhaçada!

  9. Depois do Pai Nosso em Latim cantado pelos monges do Mosteiro de São Bento e a encenação da Primeira Missa, a coisa virou para um prumo infinitamente mais interessante.

  10. Fiquei muito feliz em saber que a via sacra vai denunciar o aborto! Apoio que sejam denunciadas todas as injustiças sociais, desde que não nos esqueçamos de que o aborto e a eutanásia são violências contra as crianças, os idosos e os enfermos.