O texto oficial da Via Sacra de hoje.

Conforme o Missal divulgado pelo site da Santa Sé – de autoria dos famosos Pe. Zezinho e Pe. Joãozinho:

1ª ESTAÇÃO 

Jesus é condenado à morte
Um inocente foi condenado.
Ele trouxe um projeto de vida.
Ele quis libertar os irmãos.
Veio propor que seu povo tomasse a história nas mãos.
E foi condenado a morrer.

Meditação:

Senhor Jesus, Cristo Redentor, eis-me aqui! Fui atraído pelo teu divino Coracão. Venho das fronteiras do
mundo. Sou missionário e encontro no meu caminho
muitos jovens inocentes que todos os dias são condenados à morte pela pobreza, pela violência e por todo
tipo de consequências do pecado que nos machuca
desde as origens da humanidade. Quero seguir teus
passos na certeza de que tudo posso n’Aquele que
me fortalece e se Deus é por nós, quem será contra nós? (Cf. Fil 4, 13; Rm 8, 31-32).

2ª ESTAÇÃO

Jesus toma a cruz aos ombros
Assumiu uma cruz que não era dele.
Ele disse que a vida é coragem.
Que é preciso lutar sem cessar.
Veio ensinar que é preciso mudar
o que é trevas em luz.
E eis que lhe dão uma cruz.

Meditação:

Senhor Jesus, Cristo Redentor, eis-me aqui! Fui convertido pelo teu divino Coração. Tomaste sobre os
ombros minhas dores e misérias (Cf. Is 53, 4). Era
minha a cruz que te feriu. Quero completar o teu
sacrifício em minha vida, deixando-me tocar por tão
grande amor e dando testemunho com as palavras e
com o exemplo ali onde o mundo precisa. Levarei
para sempre a tua cruz no meu peito e as tuas palavras
no meu coracão. Quero ser instrumento deste amor
que nunca se cansa de amar.

3ª ESTAÇÃO

Jesus cai pela primeira vez
A cruz foi ficando pesada.
Ele disse que a vida é ternura.
Que é preciso saber perdoar.
Veio mostrar que até mesmo quem erra
tem Deus como Pai.
E ao peso da cruz ele cai.

Meditação:

Senhor Jesus, Cristo Redentor, eis-me aqui! Nas
quedas sou animado pelo teu humilde Coracão. Sou
voluntário numa comunidade de recuperação de jovens que caíram na dependência química. São
vítimas de um comércio violento e cruel. São desfigurados e
corremos risco de permanecer no chão. Vejo teu rosto
na face de cada um deles. Ensina-me a ser como o
bom samaritano que, para além dos discursos, tem
coragem de levantar quem está caído à beira do caminho e cuidar de suas feridas (Cf. Lucas 10, 25-37).
Neste gesto de solidariedade salutar, ensina-me que
somente em ti encontraremos a total transfiguração.

4ª ESTAÇÃO

Jesus encontra sua aflita mãe
Dor de filho, dor de mãe!
Ele via o valor das mulheres.
E as mulheres buscou libertar.
Veio mostrar que a mulher traz em si
o mistério do ser.
E vê sua mãe a sofrer.

Meditação:

Senhor Jesus, Cristo Redentor, eis-me aqui! Contemplo a profunda comunhão de amor entre o teu Coração e o coração de tua mãe. É uma comunhão redentora! Aquela troca silenciosa de olhares no caminho da
cruz fala mais do que qualquer discurso ou palavra.
A dor do filho é realmente a dor da mãe. Isto me faz
pensar nas lutas em favor da vida da sua concepção
até o seu fim natural. Nós mulheres temos uma vocação muito forte para defender tudo o que vive. Não
podemos aceitar a violência de quem se acha no direito de interromper uma vida indefesa. Queremos proclamar com tua mãe: O Senhor fez em mim grandes coisas. Derruba do trono os arrogantes e eleva os humildes. Manifesta a forc¸a de seu braço e nos sustenta nos caminhos da nova evangelização (Cf. Lc 1, 46-55).

5ª ESTAÇÃO 

Simão Cireneu ajuda Jesus a carregar a cruz
Converteu-se enquanto ajudava Jesus.
Sua cruz carregava cansado.
Esmagado de tanta opressão.
E eis que um colono que chega
do campo levou sua cruz.
Sofria também com Jesus.

Meditação:

Senhor Jesus, Cristo Redentor, eis-me aqui! Fui chamado pelo teu divino Coração. Sou um jovem vocacionado a caminho do sacerdócio. O teu apelo ressoa
muito forte no meu interior: Quem quiser ser meu discípulo, tome sua cruz e siga-me! Mas nem sempre compreendo que a luz passa pela cruz. Ao carregar
um pouco do teu fardo quero aprender os caminhos da configuracão a ti. Que um dia eu possa dizer: eu vivo, mas não sou eu que vivo; é Cristo que vive
em mim(Cf. Gal 2, 20). Faz de mim um ministro transparente. Livra-me da tentação dos primeiros lugares e ensina-me a ser um bom pastor, que dá a
vida para congregar teu povo na unidade.

6ª ESTAÇÃO

Verônica enxuga o rosto de Jesus
A mulher que não se calou.
Tinha um rosto de homem do povo.
Tinha marcas de luto e de dor.
Tanto sofreu que de escarros e sangue se desfigurou.
Mas alguém o seu rosto enxugou.

Meditação:
Senhor Jesus, Cristo Redentor, eis-me aqui! Sou consagrada ao teu divino Coração no servic¸o ao meu
irmão. Não posso me calar quando encontro nas
vias-sacras da vida tantas vítimas de uma « cultura de morte »: mulheres prostituídas e famílias na miséria,
enfermos sem atendimento e idosos desprezados, migrantes sem terra e jovens desempregados, pessoas
excluídas da cultura digital e minorias tratadas com
preconceito… a lista é grande, meu Senhor. Ao enxugar as lágrimas, o suor e o sangue do rosto destes
irmãos e irmãs vejo maravilhada que a tua face
fica estampada no lenço da minha solidariedade
(Cf. Mt 25, 31-46). Ensina-me a sempre unir mística
e militância, fé e vida, céu e terra, porque o Pai é nosso
e somos irmãos, mas o pão também é nosso e somos
cristãos, ou seja, gente que acredita no milagre de repartir.

7ª ESTAÇÃO

Jesus cai pela segunda vez
Quem caiu subindo, caiu para o alto!
Ele disse que a vida é um presente.
Para quem não parou nem cansou.
Leva nos ombros com garra e coragem
a cruz dos irmãos.
E mais uma vez cai ao chão.

Meditação:
Senhor Jesus, Cristo Redentor, eis-nos aqui! Encontramos em teu Coração a nossa morada. Desde que
começamos a namorar ensaiamos o jeito certo de
construir uma família que tem papel fundamental
na transmissão da fé e da vida. Contemplando a tua
paixão entendemos que tudo isso foi por amor. Aprendemos, porém, que as nossas paixões não são um
fundamento seguro. Só constrói sobre a rocha, quem
edifica no amor (Cf. Mt 7, 24-27). Dá-nos a sabedoria
de comec¸ar a construção pelos fundamentos e não
pelo telhado. Ensina-nos que cada escolha exige renúncias. Se cairmos, Senhor, seja sempre avançando
e nunca desistindo. Mesmo nas quedas, não permita que nos afastemos de ti.

8ª ESTAÇÃO

Jesus consola as mulheres de Jerusalém
Vocação de mulher: do berço até a cruz.
No caminho por onde ele ia.
A sofrer quase só sem ninguém.
Algumas mulheres chorando seguiram Jesus sofredor.
Eram mães solidárias na dor.

Meditação:

Senhor Jesus, Cristo Redentor, eis-me aqui! No teu
Coração tão humano aprendi o valor salvífico do
sofrimento e da dor. Completo na minha carne o
que falta aos teus sofrimentos pelo teu Corpo, que
é a Igreja (Cf. Col 1, 24). Não posso esquecer que a
redenção se realizou pela tua cruz, ou seja, pelo teu
sacrifício. Isto me ensina que a dor faz parte da condição humana e é
tocada inteiramente pelo teu amor
que salva. Isto não me leva a uma resignação alienada,
mas me faz consciente de que algumas dores são oportunidades para me unir à
tua cruz. É um mistério que apenas quem sofre unido a ti pode discernir na medida
certa. Ensina-me que na hora da dor melhor do que
falar sobre Deus é falar com Deus. A prece consola mais que a explicação.

9ª ESTAÇÃO

Jesus cai pela terceira vez
Depois disso, não mais caiu!
Outra queda e já é a terceira.
E ele cai de cansaço no chão.
É como tantos que sofrem de fome de amor e de pão.
E sucumbem de tanta opressão.

Meditação:

Senhor Jesus, Cristo Redentor, eis-me aqui! No teu
Coração de mestre encontrei a Verdade. Venho do
mundo dos estudos. Eles fazem parte da minha missão
neste momento. O conhecimento e a ciência me encantam, mas muitas vezes me seduzem e até induzem
a imaginar que não preciso de ti. Mas meu coração
tem sede de um amor e de uma verdade que superam
os amores e as verdades desta terra. Apenas na tua
Verdade encontro a sabedoria eterna. E neste tesouro
encontro as forças para não mais cair. Apenas quem
encontra a Verdade, para além dos limites do corpo,
fica verdadeiramente de pé.

10ª ESTAÇÃO 

Jesus é despojado de suas vestes
Era pobre e mais pobre morreu!
Arrancaram-lhe as vestes que tinha.
Sortearam a que lhe restou.
Tão despojado e não tendo mais nada
a si mesmo se deu.
Era pobre e mais pobre morreu.

Meditação:

Senhor Jesus, Cristo Redentor, eis-me aqui! Teu
Coração me ensina tantas maneiras de promover a
comunhão. Faço parte desta geração que nasceu
conectada por meio da Internet. Sei que as redes sociais são uma possibilidade para construir relações
verdadeiras, mas exigem muita atenção para não ficar
refém das forças de dispersão que despoja ma juventude de sua identidade. A manipulação da inteligência
é uma delas. Isto nos pode levar à alienação dos
direitos religiosos, sociais e até políticos. Olhando para
o teu despojamento total no caminho da cruz eu
peço em nome de minha geração: que a tua grac¸a
nos ensine os caminhos para evangelizar o « continente digital » e nos deixe atentos à possivel dependência
ou confusão entre o real e o virtual, correndo o risco
de dispensar o encontro com as pessoas por contatos
na rede.

11ª ESTAÇÃO

Jesus é pregado na cruz
Feita de dois riscos foi a sua cruz.
Tendo dois assaltantes ao lado.
Foi pregado na cruz que levou.
Crucificado, agredido insultado, Jesus perdou.
Ao algoz que o feriu e matou.

Meditação:

Senhor Jesus, Cristo Redentor, eis-me aqui! No teu
divino Coração encontrei a verdadeira liberdade.
Estou consciente daquilo que disse João Paulo II: « a pior das prisões é um coracão fechado ». Milhões de
jovens estão presos cumprindo pena por um erro
cometido. Teu olhar de perdão no alto da cruz me
faz pensar que é possível mudar de vida. Ensina-me
que a tua cruz uniu a terra e o céu e os teus brac¸os
abertos acolhem a todos, até quem está na prisão (cf. Mt 25, 43).
É bom saber que amas não apenas quem é
justo e santo, mas também o pecador
(cf. Rm 5, 8). Obrigado, Senhor, pela tua imensa compaixão!

12ª ESTAÇÃO

Jesus morre na cruz
O autor da vida aceitou morrer.
Esmagado ferido e vencido.
Derrotado ele nem reagiu.
Agonizou e expirou como quem nada pode fazer.
É a vida que vemos morrer.

Meditação:

Senhor Jesus, Cristo Redentor, eis-me aqui! Em teu
Coração encontrei a vida e a vida em plenitude. Conheces bemos limites de minha condição física. Vivo
um tempo difícil de purificação. A doença é a minha
cruz. Aceita-me unido a ti neste momento. A certeza
de que estás comigo faz cada minuto valer a pena.
Gostaria de viver muitos anos, mas o que é isso diante
da eternidade? Então, Senhor, fortalece em mim a fé,
a esperança e a caridade. E que eu escute de tua boca
a frase que consolou tantos doentes e sofredores: « Tua
fé te salvou, vai em paz! » (Cf. Lc 8, 48).

13ª ESTAÇÃO

Jesus é descido da cruz
Maria e os discípulos o descrucificaram.
Parecia estar tudo acabado.
Jesus Cristo descia da cruz.
Morto e sem vida Maria o recebe sem nada falar.
É meu povo que eu vejo a chorar.

Meditação:

Senhor Jesus, Cristo Redentor, eis-me aqui! É maravilhoso escutar as lições do teu divino Coração.
Passo os dias no silêncio de sons e palavras. Não consigo ouvir com os ouvidos, mas escuto tua voz em
meu coração. Ao ver-te descido da cruz, repousar no
colo piedoso de tua querida mãe, sinto que todos os
discursos são insuficientes e uma única palavra já
é demais. Existem momentos em que o silêncio e a
contemplação falam muito mais. Ensina-me a descrucificar os meus irmãos. Que o meu testemunho seja
um silencioso grito de amor e de solidariedade.

14ª ESTAÇÃO

Jesus é sepultado
Semeado no silêncio fecundo.
Sepultado na rocha mais fria.
Nada mais se podia esperar.
Ia com ele o projeto de vida que veio ensinar.
É meu povo escondido e a rezar

Meditação:

Senhor Jesus, Cristo Redentor, aqui estamos, envia-nos! (Cf. Is 6, 8). Queremos ser um só coração e
uma só alma. Iremos a todas as nações da terra para
dar testemunho de que encontramos o verdadeiro
caminho para a vida. A semente de tua Palavra caiu
em nossos continentes. Não ficará sepultada na terra.
Ensina-nos a cultivá-la para que nasçam os frutos de
uma nova evangelização.

– Que o Leste Europeu seja marcado pela paz e pela liberdade religiosa.

– Que a Europa supere a agressiva onda de secularização pelo anúncio corajoso da fé.

– Que a África supere a violência e construa a Igreja como famíla e a família como Igreja.

– Que a América do Norte reconheça as culturas que afastam do Evangelho.

– Que a América Latina e o Caribe encontrem caminhos para superar a injustiça e a violência.

– Que a minoria cristã da Ásia seja presente como semente fecunda, mesmo quando perseguida.

– Que a Oceania sinta mais fortemente o compromisso de anunciar o Evangelho!

(Texto inspirado na Mensagem Final do Sínodo
da Nova Evangelização para a transmissão da fé, n. 13)

15 Comentários to “O texto oficial da Via Sacra de hoje.”

  1. Via da libertação?

  2. EXCELENTE. Nem eu esperava um texto como esse. Tratou de problemas que vão desde a pobreza física até a arrogância do homem moderno em negar a Deus e idolatrar a ciência. A mensagem final foi ótima. Agora sim me parece que esta jornada é católica.

  3. Santa Maria, Mãe de Jesus, rogai por nós!!! Eu não vejo a hora dessa JMJ chagar ao fim. Certamente, será um dos momentos de mais triste memória para os Tradicionalistas brasileiros.
    P.S.: eu não disse no outro post que o Padre Dehon sentiria vergonha dos ‘zezinhos’ de sua ordem? Eis aí…

  4. Muitas petições de Missas de degravo depois desta JMJ.

  5. Pe. Zezinho e Pe. Joãozinho
    Parabéns pelo trabalho de evangelização através deste texto da via sacra.
    Nos toca o coração, num processo de reflexão e de mudança!
    Stela – Tubarão

  6. e..ponde PIEDADE nisso!

  7. Muitas petições de Missas de desagravo depois desta JMJ [2].

    Esse pe. Zezinho já me causava desconfiança quando eu era criança e minha mãe o assistia quando cantava na tv. Depois disso ele vivia consolando o Roberto Carlos quando a mulher dele morreu, não é? Vivia na Caras… Que tristeza… incrível como só recebemos mensagens tristes desses homens que deveriam nos dar conforto e segurança na Fé.

    Antes eram os sacerdotes e religiosos a guiar os fiéis e recolocá-los no bom caminho quando falhavam. Agora para mantermos a Fé parece que temos que ficar longe dos nossos pastores… Antes um católico podia olha para Roma com felicidade, agora olha e prefere se recolher em oração e ter que pensar… Tempos terríveis os nossos! Mater Boni Consilii, ora pro nobis!!!

  8. O cunho TL desse texto, que só fala em lutas e mudança, que é
    vazio em espiritualidade e que tem citações
    distorcidas da Sagrada Escritura, fica bem claro no final:

    “Que a América Latina e o Caribe encontrem caminhos
    para superar a injustiça e a violência”.

    A América Latina precisa, antes, encontrar caminhos de superar
    os ataques à Verdadeira Fé Católica pela TL Marxista, isso sim!

    Afinal:

    “Não temais aqueles que matam o corpo, mas não podem matar a alma; temei antes aquele que pode precipitar a alma e o corpo na geena”. (Mt 10, 28).

  9. “Jesus é condenado à morte
    Um inocente foi condenado.
    Ele trouxe um projeto de vida.
    Ele quis libertar os irmãos.
    Veio propor que seu povo tomasse a história nas mãos.
    E foi condenado a morrer.”

    Heresia completa, um LIXO. Projeto de vida? Propor ao povo que “tomasse a história nas mãos”? Tem que ser muito ALIENADO MENTAL para não ver aí a “fumaça de Satanás”, a “abominação da desolação”, a simples e pura aplicação do MARXISMO na Teologia.

    Mas 90 % dos católicos hoje é alienado, então 90 % das pessoas que vão ler isso que escrevi ou não vão entender, ou vão achar que estou sendo “exagerado”. Digo e repito: tem que ser muito tonto, muito “idiota útil” ou muito mal-intencionado para não ver aí a aplicação do MARXISMO na Teologia católica.

  10. Esses são padres ARTISTAS ou Artistas que são Padres ?

  11. “Jesus é condenado à morte
    Um inocente foi condenado.
    Ele trouxe um projeto de vida.
    Ele quis libertar os irmãos.
    Veio propor que seu povo tomasse a história nas mãos.
    E foi condenado a morrer.”

    Só a primeira estrofe já entrega o teor TL do texto. “Libertar os irmãos”? Jesus veio nos SALVAR! Propor que o povo tomasse a história em suas mãos é o mesmo que dizer “revolução do proletariado”. Como a Arquidiocese do Rio pode tolerar uma apropriação tão gritante da ralé marxista justamente da Via Sacra? Lamentável. E por que à América Latina prometem sempre o “pior”, como se a injustiça e a miséria não estivessem, em última análise, vinculadas à falta de amor e fé do nosso próprio povo? Que a América Latina seja genuinamente catequizada, isso sim, para que a mensagem do Senhor efetivamente adentre os corações e sare as nossas misérias.

  12. TL vivíssima. Pe Zezinho nunca deixou de ser. O Pe. Joãozinho flerta com ela e não é de hoje.O mesmo de sempre: Marxismo embutido na teologia.

  13. Também senti um cheiro sufocante de “vermelho” no ar. Nossa Santa Igreja está sendo atacada por dentro e por fora sistematicamente, o que me encoraja diante de tudo isso são as palavras de Nossa Senhora de Fátima – “E por fim meu imaculado coração triunfará”.

  14. O bla bla bla da TL… como sempre nos textos da Via Sacra da CNBB… oooo povo!!! “Projeto de vida… Libertar os irmaos… Tomar a Historia nas maos… e foi condenado a morrer… e onde fica o pecado original, a redençao ??? Afff coisas da terra de Santa Cruz…. Ate quando???

  15. Alguns dos comentários são excelentes.Entendo a ingenuidade de outros, que nada percebem neste texto de antievangelização e militância laicista/igualitarista da chamada Via Sacra. Gostaria de saber como ajuda-los a sair da ignorância arrogante. Arrogante porque, sem preparação para compreender o que são mensagens implícitas, atratores e pressões conjunturais/contextuais,apresentam não a argúcia mas a ingenuidade das crianças e dos autistas, vendo tudo “muito bonzinho”em tudo. Este texto é também militância TL, “apostolado”PL e mais que isto.Diogo usa palavras acertadas para comentar.Além dos recursos sobrenaturais, ajudaria que, com humildade, nos preparássemos para uma “guerrilha de Deus”, não no sentido falsamente romântico do termo, mas no de atacar ineperadamente, sair de cena depressa, voltar a atacar noutro ponto inesperado.Em comentário anterior sugeri que poderíamos colocar mensagens curtas, talvez cartazes, em momentos especiais, que ampliariam muito a repercussão.
    Isto em tempo curto, para evitar a “repressão”dos encarregados da “moderação”, da “seguranca do Papa”e outras desculpas que a censura do mal está usando. O casal que, levando crianças( uma de colo) comungou com os dizeres”Pare o Aborto” fez isto, e com excelência. Alguem, quando postei minha sugestão, disse que isto seria antiético, por estarmos usando o que os adversários usam. Realmente, não consegui entender. Jesus mesmo elogiou os filhos das trevas, quando disse que, em várias ocasiões, são mais astutos que os filhos da Luz.Somente por que algum adversário de verdadeira vida é inteligente, e/ou eficaz, isto torna a inteligência, a criatividade, a “santa violência” má? O Reino dos Ceus é dificil de alcançar, e somente os violentos o arrebatam. Por mais que se tentem floreios exegéticos, filológicos, hermenêuticos, considerando que Jesus falava aramaico e não português, jamais esta frase será transformada em “e somente os submissos bonzinhos o alcançarão”. Disse Ele que veio trazer o fogo e a espada, e dividir família.Claro, mais ainda, disse Ele: quem ama, cumpriu a lei. Não há contradição, há complementação.