Mensagem do Papa por ocasião da Semana Nacional da Família 2013: A vida deve “sempre ser defendida, já desde o ventre materno”.

Por CNBB – No último dia 6 de agosto, o Papa Francisco enviou uma benção apostólica para os fiéis, comunidades e paróquias que participam, no Brasil, da Semana Nacional da Família. A programação, que ocorre entre os dias 11 e 17 de agosto, faz a reflexão do tema “Transmissão e Educação da Fé Cristã na Família”. O evento é animado pela Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família da CNBB.

A seguir, a íntegra da mensagem do Papa Francisco:

Vaticano, 6 de agosto de 2013

Queridas famílias brasileiras,

Guardando vivas no coração as alegrias que me foram proporcionadas durante a recente visita ao Brasil, me sinto feliz em saudá-las por ocasião da Semana Nacional da Família, cujo tema é “A transmissão e a educação da fé cristã na família”, encorajando os pais nessa nobre e exigente missão que possuem de ser os primeiros colaboradores de Deus na orientação fundamental da existência e a segurança de um bom futuro. Para isso, “é importante que os pais cultivem as práticas comuns de fé na família, que acompanhem o amadurecimento de fé dos filhos” (Carta Enc. Lúmem Fidei, 53). Neste sentido, os pais são chamados a transmitir, tanto por palavras como, sobretudo pelas obras, as verdades fundamentais sobre a vida e o amor humano, que recebem uma nova luz da Revelação de Deus. De modo particular, diante da cultura do descartável, que relativiza o valor da vida humana, os pais são chamados a transmitir aos seus filhos a consciência de que esta deva sempre ser defendida, já desde o ventre materno, reconhecendo ali um dom de Deus e garantia do futuro da humanidade, mas também na atenção aos mais velhos, especialmente aos avós, que são a memória viva de um povo e transmissores da sabedoria da vida. Fazendo votos de que vocês, queridas famílias brasileiras, sejam o mais convincentes arautos da beleza do amor sustentado e alimentado pela fé e como penhor de graças do Alto, pela intercessão de Nossa Senhora Aparecida, a todos concedo a Benção Apostólica.

Francisco

Anúncios
Tags:

26 Comentários to “Mensagem do Papa por ocasião da Semana Nacional da Família 2013: A vida deve “sempre ser defendida, já desde o ventre materno”.”

  1. Podia ter falado isso aqui durante a JMJ na cara da Dilma !!!

  2. “Desde o ventre materno” parece-me expressão mais fraca do que “desde a concepção”.

  3. Depois que a casa queimou, não adianta prevenir.

    Este tipo de procedimento a muito tempo que é usado, isto é, depois do fato consumado aparece para “salvar a pátria”, Conheço isto como autodemolição da Igreja!!!!!!

  4. Ficar de olho, nesta semana com a discussão sobre o Código Penal: http://www.senado.gov.br/noticias/radio/programaConteudoPadrao.asp?COD_TIPO_PROGRAMA=4&COD_AUDIO=430172

  5. Muito tarde, Santidade. Muito tarde.
    Talvez algumas vidas poderiam ter sidos salvas do ódio abortista, se Vossa Santidade tivesse se manifestado a tempo.

  6. Como disse o Pe. Marcelo Gabert, o papa Francisco, além de tarde, já começou manifestando-se mal, de modo fraco e dúbio.

    ”Desde o ventre materno” não é o mesmo que ”desde a concepção”, como é a linguagem tradicional.

    Se não me engano, os muçulmanos também defendem a vida ”desde o ventre materno”, só que a partir do quarto mês de gravidez. Ou seja, para os muçulmanos, o direito à vida ao nascituro não começa desde a concepção, podendo haver aborto no intervalo correspondente entre a fecundação e o quarto mês.

    Lamentável!

  7. Como diz o ditado: “Agora a Inês está morta!”
    Demorou muito.
    Se tivesse dito isto aos 45′ do segundo tempo, na missa de encerramento da JMJ bem na cara da Ranger Vermelha do mal, talvez tivéssemos salvo muitos inocentes.

  8. Note que é a linguagem fraca e ambígua sempre utilizada pela CNBB. Não é CONTRA O ABORTO, mas apenas PRO-VIDA… Este termo bem expressa a moleza de quem não quer combater, não quer contundir os maus. PRO-VIDA é uma linguagem ecumênica de quem não quer ser contra, como deu exemplo (divino) NOsso Senhor Jesus Cristo, com sua linguagem SIM-SIM; NÃO-NÃO.
    E este termo “desde o ventre” é outra forma mole de se exprimir, para não contundir aqueles que não aceitam (erroneamente, é claro) que a vida inicia-se na concepção. Os islâmicos, por exemplo, que aceitam o termo “desde o ventre”, mas não aceitam “desde a concepção”, como está largamente comprovado até pela ciência.
    Mas, em qq. caso, ainda que fosse com essa linguagem mole, se tivesse dito isso diretamente endereçado à presidente Dilma, certamente o maldito PLC 3/2013 (a lei do aborto) não teria sido aprovado por ela. E aprovado logo depois que o papa virou as costas, 4 dias depois que retornou para Roma.

  9. Nossa …só isso? nada de tirar o atraso e pedir a suspensão das mortes dos nossos indefesos inocentes?????esta atitude condiz com o silêncio ofertado na JMJ.

  10. Fratres, sejamos sensatos…

    A dona Dilma e sua corja petista aprovaria esse passo macabro a caminho do aborto, mesmo que o Papa tivesse falado claramente durante a JMJ; isso é claro, foi só mais um degrau que o Brasil desceu para aprovar o assassinato do aborto em breve…

    Para o Papa não ser mais ignorado num pedido seu, coisa que tem acontecido há muito tempo, a diplomacia vaticana não deixou que ele fizesse papel de bobo, tanto que na entrevista no avião ele respondeu a uma jornalista, que perguntou por que ele não foi enfático nesse ponto e noutros, ele disse: “a Igreja é clara na sua doutrina sobre esses assuntos”, a jornalista retrucou: “e a posição do senhor”, ele respondeu: “eu sou filho da Igreja”…

    É claro que esse projeto seria aprovado…

    Muitíssimo mais vergonhoso e deplorável é o silêncio perverso, omisso e diabólico da dona cnbb, com sua presidência e suas mil parafernalhas. Com a cara mais lambida do mundo D. Leonardo lança uma
    nota enssossa e nojenta, pedindo que algunnnns pontos do tal projeto assassino fossem revistos…Ah, D. Leonardo, D. Damasceno e companhia…vão dormir….OMISSOSSSSSSSSSSSS!!!!!!!!!!!!!!!!

    Numa Conferência de mais de 300 Bispos, só D. Antônio Rossi e mais um Bispo do sul lançaram uma denúncia clara e inequívoca do engodo macabro que é esse projeto; os outros….silêeeeencioooooo, omissãooooo, covardiaaaaaaa. Onde está D. Rifan, D. Fernando Guimarães, D. Murilo, D. Edney, D. Orani, D. João Wilk. D. Washington Cruz, Cardeal Falcão, D. Taveira, D. Sérgio Rocha, D. Walmor Oliveira, etc….
    Esses não são tl, mas, se deixam amedrontar, por comodismo ou carreirismo, pelas cirscunbtâncias e pela cúpula tucunzada que ainda reina da dona CNBB…

    Por isso, dona CNBB, pode mandar seus milhões de subsídios para as paróquias, pode mandar suas análises e projetos para serem debatidos por nós, eles ficarão arrumadinhos no fundo da sacristia até a próxima limpeza para serem solenemente queimaaaaaaaados, porque nem para o vaso sanitário servem…

  11. N sei, vcs parecem que bebem e usam a net.
    Vamos ser sinceros: se o papa tivesse atingido o gosto de vcs que o acusam de omissão O QUE IRIA MUDAR? Os petralhas iram se converter e invadir os confessionários da JMJ??? O aborto n seria aprovado?

    Há anos NADA é feito pelos católicos no Brasil e muito menos pela cnbb e agora o “culpado” é o papa?

    A culpa do aborto ser aprovado É da cnbb, e dos católicos vagabundos que ficam votando no BBB, assistem novelas, oferecem o quarto da casa para os filhos n precisarem pagar motel, as piedosas famílias que vão aos domingos na missa e aprovam a filhinha a usar pílula e ter relação sexual com o namorado ou incentiva ‘o cara’ a usar camisinha.

    Ah, esqueci que os 3 milhões de baladeiros são todos virgens! Deixa pra lá, viu!

  12. “Se o Papa pode falar contra o aborto em Roma, por que não pode fazer o mesmo no Brasil, justamente na ocasião em que ele está aqui e o Parlamento brasileiro está votando a respeito? Ser contra o aborto é uma coisa, outra coisa é omitir-se de falar a respeito num momento decisivo e no lugar onde isso é mais necessário.”

    Olavo de Carvalho

  13. Lógico que ele tinha que dizer isso agora. Já fez média com o mundo, agora quer fazer média com os católicos bobocas, afinal de contas o negócio é fazer caber gato e cachorro neste balaio gigante… Enojado…

  14. Uma mensagem amigável digirida apenas aos catolicos. Pois o Papa deste o inicio de seu pontificado sinalizava, e agora já é bastante claro, que “cada macaco no seu galho”; ou seja quem é budista que siga o ensino de buda, que é maometano siga o de maome…assim, para todos os efeitos, o Papa consdidera o que é verdade para cada contexto de uma crença. Não diz de forma categorica as verdades universais e não condena aqueles que as contraditam.

    Na midia profana e maldosa, assim se deu a entender a noticia: o papa “defende”, ou seja, que o Papa defende apenas um ponto de vista e não uma verdade inegociável e condenadável para aqueles que a contrariam.

    De outra forma, me parece aí, na mensagem, que isso só se aplica aos cristãos. Por ser bastante imprecisa a colocação do Papa “já desde o ventre materno” ainda por não mencionar qualquer condenação aos fatos e atos contrários.

    Então, tudo isso me leva a pensar – intimismo, A estratégia do Papa no momento é não fazer proselitismo.religioso? Quanto isso vai custar? Não sei. O juizo é do Papa que tem as chaves de São Pedro. Se está esperando uma providencia Divina para que ainda haja o triunfo do catolicismo no mundo? Outra vez digo que não sei. Estaria ele “arriscando” agir assim conforme sua inspiração?

    Das circunstancias da igreja hoje e considerando o momento de exceção até que as coisas voltem ao claro ensino de regra verdadeira de que fora da Igreja não há salvação, são propósitos dos mistérios de Deus? Ou seria mera e leviana especulação de meu juizo humano?

    Que S.Sª Virgem Maria me ajude!

  15. Salvaguar os” direitos humanos” é um principio que tem consequências positivas, mesmo para penalizar quem pratica o aborto sem justificação .

  16. Como diria o Robin: “santa ambiguidade, Batman!”. O que é proteger a vida já desde o ventre materno, se não se explica que é desde a concepção? Porque nosso Santo Padre e nossos Bispos são tão macios enquanto os abortistas e gayzistas são tão claros, tanto no falar quanto no escrever?

  17. Parafraseando Olavo de Carvalho: “(o Papa) Falou sim (contra o aborto). Falou em todos os lugares onde o Parlamento NÃO ESTAVA decidindo a respeito naquele momento. Só não falou onde tinha de falar.”

  18. Sinceramente, se nem a cnbb, nem muitos padres, nem boa parte dos leigos ditos católicos obedecem ao Papa, vocês acham que Dilma obedeceria?

  19. A omissão, meus caros, a omissão é um pecado horrendo. Uma coisa é falar e não ser considerado; outra muito diferente é se calar quando se poderia contribuir para alterar as coisas. Cada um contribui segundo suas possibilidades; se o mundo está de pernas pro ar, péssimo. Mas o papa não falar prevendo que não iriam considerá-lo, e por causa disso silenciar, aí está o horror da coisa.

  20. Gente, estão condenando o Papa porque ele falou que a vida deve ser defendida já “dentro do ventre materno”. E acham que ele deveria ter falado “desde a concepção”. Então eu pergunto a vocês: a “concepção natural” acontece, por acaso, “fora” do ventre materno? Será que o Papa não tinha em mente “desde a concepção” quando se expressou “dentro do ventre materno”? Para mim, pelo menos, ele se referiu, nas entrelinhas, a “desde a concepção”. Respeito o ponto de vista de vocês e espero que respeitem o meu.

  21. Papa Francisco no Brasil:

    Umas 50 vezes a palavra pobreza, nenhuma vez a palavra ”aborto”.
    Que o Papa leve a omissão dele junto de volta pra Roma.

  22. Ygor, é claro que Dilma só obedece ao Foro de São Paulo e ao PT. Mas não será por isto que vamos deixar de falar bem alto nossas opiniões. Quanto a fiéis, padres e bispos, cada um deve saber o tamanho do buraco à frente. Aí vale o aforismo de que quanto mais alto pior o tombo. Eu não quero nem passar perto do precipício.

  23. Crucificar alguém é muito cômodo, e vcs estão fazendo o quê por tudo o que condenam o Santo Papa???????????Participam de alguma entidade que luta contra e conscientizam as pessoas?? Em suas famílias como debatem o assunto?? Já mandaram quantos documentos, contra o aborto, para Dilma?? Em vez de falarem, falarem contra ajam, e ajam com sabedoria. Cada um faça a sua parte, mesmo que seja um beija-flor frente ao oceano…Paz em Cristo
    Ana Marcia- MS.