13 comentários sobre “Um bispo na tormenta.

  1. Eu já assisti. Altamente recomendado, especialmente nesses tempos de intensos relativismos religiosos, é bom ver o exemplo de alguém que contra tudo e contra todos soube ser verdadeiramente fiel a Jesus Cristo e a sua Igreja, e soube levar muitos outros a fazerem o mesmo.
    Dom Lefebvre é o verdadeiro Santo de nossos tempos e penso que o atual clero católico vai ter que melhorar muito pra ser considerado digno por Deus de proclamar essa verdade.
    Que o seu exemplo nos faça entender qual o custo que devemos pagar para seguir ao Senhor e nos leve a permanecermos fiéis, mesmo que caiam todos aqueles em quem confiamos.

    Curtir

  2. A Santa, Doutora e Reformadora;Tereza De Ávila ensinava às suas religiosas para não trilharem por caminhos novos, mas por aqueles já batidos pelos Santos. Esse Bispo da Santa Igreja Católica, não vou citar o nome, uma vez que não importa quem disse mas o que foi dito, nesse caso o que foi feito. Tomando desde o nascimento da Santa igreja até a morte do Bispo, não se vê nada que vá de contra aos mais de dois mil anos da Igreja. Sua Fé, tornou-se atos em defesa de seu Senhor, seu Pastor. A todo ser humano é dada a graça de ser Cristão, ser filho de Deus; caberá a esse fazer a sua escolha, sua profissão. Mesmo sendo repudiado pelos seus irmãos, pelos seus amigos, não negou ao seu Senhor. Não estou aqui idolatrando, estou apenas atestando o que a história recente trás: rebelde, excomungado, infiel. Mas qual foi seu pecado? Sua falta grave? Ora Nosso Senhor foi condenado pelas leis daquele povo, contudo nada de pecado, entenda-se pecado desobediência voluntária contra lei de Deus e da igreja. Indagados por Nosso Senhor não souberam dizer por qual pecado estava sendo condenado. Seguir o caminho trilhado pelos Santos, este foi seu pecado? Teve um companheiro, digo assim porque ele mesmo vai dizer para seus padres de Campos; ” Transmiti aquilo que recebi.”; nada que vinha dele, e por sua vez de seu companheiro de Fé. Aquilo que os mais de 200 papas, defenderam, que milhares de santos deram o sangue, a vida. Outros milhares levaram uma vida em perfeita santidade para não ofender a Deus. O tesouro que os missionários levaram aos 4 cantos do planeta. as santas consagradas em seus claustros, em sua vidas ativas na caridade como os órfãos, doentes, davam o testemunho do verdadeiro Amor de Deus: a Santificação para Salvação.

    Quod semper, quod ubique, et quod ab omnibus creditum est. [Vicente de Lerins, Commonitorium 2.3] Isto sempre, em toda parte e por todos foi tido por verdadeiro.

    Curtir

  3. Indico também o livro de Monsenhor Lefebvre ” Do Liberalismo à Apostasia – a Tragédia Conciliar ” assim entenderemos melhor o pensamento desse grande bispo. Esse livro também está a venda na editora permanência.

    Curtir

  4. Meu DVD chegou ontem, e não esperei nem a pipoca para assisti-lo. O documentário, muito bem produzido e repleto de depoimentos históricos, que vão de dom Helder Câmara ao cardeal Ottavianni expressando-se em francês, produziu em mim um turbilhão de sentimentos: emoção, gratidão a Deus pela vida desse santo prelado e seu heroísmo, confiança, mas também tristeza e raiva pelo atual estado de coisas na Igreja. Em suma, é um filmão!

    O engraçado nesse post é que “alguém” negativou todos os comentários dos fratres. É bom saber que temos anti-leitores assíduos! Recomendo-lhes também o filme. Irão surpreender-se com o depoimento de sacerdotes africanos em “plena comunhão” do Gabão e de Dakar a respeito do arrogante “cismático” Marcel Lefebvre…

    Curtir

  5. O DVD chegou hoje e não perdi tempo para assisti-lo. Impressionante! Mas me deixou triste por ver no que os homens transformaram a Igreja de Cristo…

    Curtir

Os comentários estão desativados.