O fator Maradiaga.

Por Hermes Rodrigues Nery * | Fratres in Unum.com –  No dia seguinte à renúncia de Bento XVI, Leonardo Boff foi entrevistado por uma emissora de televisão e disse que o seu candidato preferido a Papa seria o Cardeal hondurenho Óscar Andrés Rodríguez Maradiaga, SDB, arcebispo de  Tegucigalpa, este sim, segundo Boff, amigo da “Teologia da Libertação” e seu próprio amigo – o que ele diz sobre o purpurado pode ser conferido aqui, a partir dos 5:10.

Cardeal Maradiaga no comando.

Cardeal Maradiaga no comando.

Pois bem, Maradiaga foi escolhido pelo Papa Francisco para ser o Coordenador do Conselho de Cardeais que irá apresentar, agora em outubro, propostas para a chamada “reforma da Cúria Romana”. Em entrevista divulgada hoje por Info Católica, o prelado declara que as reflexões da comissão que ele encabeça conduzirão a “algo muito interessante” para a Cúria.  Nas confidências, hoje pacificamente aceitas como autênticas, de Francisco a um grupo de líderes religiosas latino-americanas podemos ler: “A reforma da Cúria romana é algo que pedimos quase todos os cardeais nas congregações anteriores ao Conclave. Eu também a pedi. A reforma não posso fazer eu, estes assuntos de gestão… Eu sou muito desorganizado, nunca fui bom nisso. Mas os cardeais da comissão a levarão adiante. Aí estão Rodríguez Maradiaga, que é latino-americano, que está na dianteira…”.

Mas quem é Óscar Andrés Rodríguez Maradiaga, predileto de Boff e a pessoa de confiança de Francisco?

Maradiaga teve um braço de ferro com Bento XVI, em maio de 2011, quando este se opôs que Lesley-Anne Knight fosse reeleita secretária-geral da Cáritas Internacional. Maradiaga, então, presidia a instituição que, na visão de Bento XVI, havia perdido sua identidade católica. Atesta este fato o que recordamos, de passagem: a Caritas brasileira é financiada nada mais nada menos que pela abortista Fundação Ford.

Com o veto de Bento XVI, Lesley-Anne Knight foi acolhida para secretariar o grupo “The Elders“, que reúne 12 líderes mundiais anciãos, presidido por Nelson Mandela e do qual faz parte Fernando Henrique Cardoso. A entidade propõe, entre outras coisas, como explica Monsenhor argentino Juan Claudio Sanahuja, “o acesso das mulheres ao ministério sagrado das denominações cristãs”. Seus membros são financiados pela Open Society, de Georges Soros.  Poder-se-ia depreender, dessas ligações, algumas das motivações pelas quais nossos pastores atualmente preferem não se apresentar como “obcecados” por temas morais?

Ainda sobre “The Elders”, o meu professor de Bioética, Monsenhor Michel Schooyans, assim explicou em uma de nossas aulas na PUC-RJ, em 2010: “Limitar-nos-emos aqui a ressaltar a hostilidade desse grupo de “The Elders” face às Igrejas cristãs que se recusam a ordenar mulheres.  Eis como se argumenta: assim como os espaços da atividade secular, anteriormente reservados aos homens, tornaram-se acessíveis às mulheres, assim também os espaços da atividade religiosa, hoje reservados aos homens, devem ser abertos às mulheres” (Ver um resumo do pensamento dos Anciãos aqui, e aqui citado como fonte . Para mais informações ver a página da entidade).

Além de delegar a Maradiaga a coordenação do grupo de Cardeais para estudar a reforma da Cúria, Francisco sinalizou que ele terá força e aval no que proporá, pois, na sua última e controversa entrevista, quando o padre Antonio Spadaro lhe lembrara que “o estilo de governo da Companhia implica a decisão por parte do superior, mas também o atender ao parecer dos seus ‘consultores'”, Francisco respondeu, com precisão: “Sim, devo acrescentar, no entanto, uma coisa: quando entrego uma coisa a uma pessoa, confio totalmente nessa pessoa”.

Ocorre que Maradiaga, a quem Francisco confiou os estudos para a reforma da Cúria, faz parte do “Religions for Peace” (cf. página 18 deste documento), entidade que , junto com os “The Elders”, vêm trabalhando para mudar os princípios morais e a disciplina da Igreja Católica, entre outras medidas, como conta Sanahuja em “Poder Global e Religião Universal”, “para impor uma nova ética ou religião universal que consinta, por um lado, no relativismo moral e, por outro, na idolatria da lei positiva – a lei civil – o que é fruto de consensos parlamentares ou políticos que vão mudando ao longo do tempo para servir  aos interesses de quem esteja no poder. Obviamente, o grande inimigo deste programa é a doutrina imutável de Jesus Cristo anunciada aos homens pela Igreja Católica”. Os “The Elders” e a “Religions for Peace” fazem parte das forças globalistas para minar a moral católica. E então, diante disso, como explicar que um Cardeal da Santa Igreja Romana faça parte dos quadros de similar organização?

Tais fatos merecem estudo e reflexão.

* Prof. Hermes Rodrigues Nery é especialista em Bioética pela PUC-RJ. 

29 Comentários to “O fator Maradiaga.”

  1. “E então, diante disso, como explicar que um Cardeal da Santa Igreja Romana faça parte dos quadros de similar organização?”
    Por acaso não seria um lobo em pele de cordeiro? Ou uma pobre alma cega espiritualmente?

  2. Só resta rezar… Tentei ter paciência e boa vontade, mas o pior cego é o que não quer ver: Francisco é um desastre!

  3. Dois entes são a resposta do Prof. Hermes Nery, a quem muito estimo. Primeiro: O Concílio Vaticano II. Segundo: a Ecclesiam Suam, a qual disse o que era o Concílio Vaticano II.

  4. À memória nos vem Shakespeare: “há mais mistérios entre o céu e a terra do que supõe nossa vã filosofia”. Pois estamos diante de mais um mistério: o “mistério da iniquidade”.
    O fato do mar não ultrapassar as areias da praia é outro mistério… a não ser que um tsunami no fundo jogue seus limites pra além das cidades fortificadas.
    Diante do tsunami que se abateu sobre a Igreja só nos resta o consolo e a garantia do Espírito Santo de que não seremos devorados pelo abismo se nos mantivermos firmes na fé, pois nenhum desses impostores terão a assistência divina pra proclamar suas heresias em caráter oficial:

    “o Espírito Santo não foi prometido aos sucessores de S. Pedro para que estes, sob a revelação do mesmo, pregassem uma nova doutrina, mas para que, com a sua assistência, conservassem santamente e expusessem fielmente o depósito da fé, ou seja, a revelação herdada dos Apóstolos.” [Cap. IV, Denzinger 1836]

    Essa é a nossa garantia! Ainda que o próprio Demônio sente na Catedra de Pedro, de lá ele poderá proferir opiniões, pareceres, heresias e até blasfêmias, mas nunca em caráter oficial ou como Doutrina a qual somos obrigados a obedecer, pois como já nos advertiu São Paulo:

    Mas, ainda que alguém – nós ( Apóstolos e sucessores) ou um anjo baixado do céu – vos anunciasse um evangelho diferente do que vos temos anunciado, que ele seja anátema.
    Repito aqui o que acabamos de dizer: se alguém pregar doutrina diferente da que recebestes, seja ele excomungado! (Gálatas 1:8-9)

  5. Opinião do Boff é descartável (e no caso do papado, qualquer uma!!!). A democracia elegeu o Lula, a teocracia elegeu o Papa. Se Boff prefere x ou y, como Frei Betto e outras figurinhas “católicas” de esquerda (e até de direita!!!) também o fazem, azar o deles. É a escolha de Deus que define o Papa, e Nele sim devemos confiar. No mais, temos de rezar ainda mais por novos e iluminados operários para a messe, como São Pio X, porque estamos necessitados… Ad Majorem Dei Gloriam!!!

    • Desculpe discordar, Diogo, mas não é Deus quem escolhe o Papa, mas sim os Cardeias reunidos em conclave. Como ficou bem claro na eleição deste, a fumaça, branca ou preta, que determina se o papa foi escolhido ou não, é produto de química e não de um pode sobrenatural.

    • Prezado Carlos, Salve Maria!!!

      Na verdade mantenho o que disse querido: é sim Deus quem escolhe o Papa, na pessoa dos cardeais reunidos em Conclave, como disseste. Ainda que as intenções desses cardeais não sejam boas, a eleição papal apenas revela essa escolha sobrenatural. Se este Papa, ao ser eleito, não renuncia a si mesmo, não toma sua cruz, e não segue o Salvador, essa é outra questão. Mesmo Papas péssimos de outrora (Alexandre VI está aí para não me deixar mentir), se bem não fizeram, não se exprimiram de forma a encher o Templo de Deus da fumaça do Maligno. Por outro lado, Papas de início duvidoso na Igreja foram depois fundamentais na sua História, como Pio IX não me deixa mentir também. Dessa forma, minimizar ao processo químico e à manipulação política a escolha do Vigário de Cristo significa duvidar da promessa final desse mesmo Cristo no fim do Evangelho de Mateus: “Eis que estou convosco, todos os dias, até a consumação dos séculos” (Mt 28,20).

      Louvado Seja Nosso Senhor Jesus Cristo!!!

  6. Se é bom para o Boff, é ruim para a Igreja.

  7. Nunca tive boas referências de Maradiaga, exceto no episódio da última crise política de Honduras, em que ele ficou contrário ao governo radical de esquerda, episódio este em que o Brasil fez triste figura, acusando o fato de “golpe”.
    Quanto ao papa, é aquele ditado: “diz-me com quem andas…”. Mas a vitória acachapante dele não indica o nível do Sacro Colégio? Francamente, só nos resta a oração e a firmeza.
    Mas que sirva de lição. Quando se pensa estar no fundo do poço, pelo visto sempre tem uma portinha lá embaixo que conduz ainda mais abaixo…

  8. Cremos com profunda convicção na promessa de Nosso Senhor Jesus Cristo de que a Igreja sempre foi e sempre será protegida pelo Espírito Santo.

  9. Confesso que logo no início do pontificado de Francisco tive boa vontade e até tolerei certas bobagens, muitas das quais puderam ser testemunhadas por todos quando da sua visita a Jornada Mundial da Juventude.
    Também “deixei de lado” o passado do então cardeal Bergoglio, amigo de maçons, rotarianos e rabinos.
    Mas na medida que o tempo passou, não posso mais “deixar de lado” quem era o cardeal Bergoglio.
    Enquanto felicita os islâmicos pelo Ramadã, persegue aqueles que são fiéis a sã doutrina.
    Silencia quanto a matança de cristãos não só na Síria, mas em todo o Oriente Médio.
    Não posso mais fazer “ginástica hermenêutica” para defender o indefensável (como fazem inclusive alguns bons sacerdotes). Suas entrevistas desastrosas revelam sua indiferença em relação a temas como aborto, homossexualismo, etc. É lamentável.
    Sua reforma não visa eliminar a corrupção na Cúria. A corrupção presente na Cúria é pretexto para promover uma reforma que vise isolar definitivamente o que resta de bom na Igreja, ou seja, os tradicionalistas.
    Quando chegamos numa época em que um ex-KGB como Putin expressa as palavras que deveriam ser expressadas pelos Sumo Pontífice, é porque as coisas estão estranhas e algo de muito diabólico está acontecendo nos bastidores.
    A cada dia que passa, as noticias revelam que o Papa Francisco tem a intenção velada de reabilitar a teologia da libertação. Só não o faz explicitamente para evitar maiores desentendimentos.
    Ele se assemelha muito a Barack Hussein Obama: ambos tem um projeto de mudança e ambos demonstram que não tem envergadura para tal empreitada. Então surge a pergunta: se eles não tem capacidade para isso, porque foram alçados ao poder?
    Obama prometeu mudar os EUA para melhor. O resultado é que a cada dia aquele país está piorando economicamente e socialmente. Francisco prometeu reformar a Cúria. O que temos visto até agora é nada mais do que a promoção da perseguição aos tradicionalistas.
    A verdade é que o Papa Francisco, aos poucos, vai destruindo tudo o que Bento XVI erigiu. Talvez tenha sido escolhido no conclave para isso mesmo: destroçar o cristianismo residual que subsiste na Igreja e na sociedade ocidental.
    Definitivamente, o Vaticano está ocupado por toda sorte de maçons, sionistas, socialistas, liberais, etc.
    Infelizmente, a Igreja Católica não é uma ilha em meio aos três grandes projetos globalistas: o ocidental, o eurasiano e o islâmico.

  10. Cada dia mais preocupado. Especificamente aqui no Brasil, se a CNBB já era o que era no pontificado de Bento XVI, daqui um tempo seremos orientados a cantar A Internacional ao final de cada Missa.

  11. A cada dia que passa, o pontificado de Francisco vai me dando náuseas.
    Sr. Ferreti, uma boa notícia por favor!
    Vontade de juntar minhas “trochas” e ir “sim bora” para FSSPX!

  12. Gercione,
    Parece que a situação descrita por São Paulo em Gálatas 1:8-9, citada por você, já deixou de ser um caso hipotético!

  13. É….parece que a gaivota prateada (ou larus argentus ou simplesmente Francisco) está aos poucos afugentando o Espírito Santo..ou será que..a muito botou para correr?

    https://fratresinunum.com/2013/04/13/a-gaivota-e-a-pomba/

    Sei não, sei não. Só conjecturas ,claro, mas que foi sinal de Deus, disso não tenho nenhuma dúvida!

  14. Parabéns ao Prof. Hermes por seu excelente trabalho e sua firmeza na sua atuação como leigo!

    Eis mais uma prova de que a maçonaria administra o Vaticano. O Anticristo já está sentado em Roma desde João XXIII e só se enraíza mais com o auxílio do clero herético neo-anglicano. Chegaram os tempos!

    O protestantismo, o paganismo das outras “religiões” e a “igreja conciliar” já são a religião dos demônios e dos maçons, a religião universal da nova era, o endeusamento do homem e do bezerro de ouro. Os mesmos satanistas de sempre da política e das conspirações intra e extra-palacianas!

    Permaneçamos fiéis à tradição da Igreja. Essa é a parte contra a qual as portas do inferno nunca prevalecerão.

    O clero anticristão e suas instituições satânicas – Cáritas e etc. – não precisam contar com um centavo meu.

  15. Mais uma passagem bíblica que faz cair por terra o discurso modernista: I Coríntios 11, 5-16 fala do uso do véu, algo tão “trivial” que já está em desuso por obra dos tais modernistas. Pois para o simples uso do véu, o Apóstolo São Paulo afirma veementemente no versículo 16: Se, no entanto, alguém quiser contestar, nós não temos tal costume e nem as igrejas de Deus.

    Use a lógica se não tiver fé: se para o uso do véu São Paulo é tão rigoroso a ponto de fechar até a discussão, o que São Paulo, Apóstolo do Senhor!, diria a respeito do que certas pessoas querem transformar a Igreja de Deus?

    Só lembrando que no mesmo capítulo 11 da primeira carta aos coríntios, São Paulo relata a instituição da Eucaristia, pouco depois do uso piedoso do véu nas mulheres.

  16. Ah, FRATRES, para quê tanto espanto?
    Afinal, eles são “tutti buona gente!”
    Coisas piores, muito piores virão…
    E, para acalorar este final de semana primaveril, com ares tão gélidos quanto a Fé de muita gente por aí, “aquela perguntinha incômoda”:
    ESSA IGREJA CONCILIAR É SÉRIA?
    Quem viver, verá!

  17. Eu, diferentemente do ilustre autor, não me pergunto “como explicar que um Cardeal da Santa Igreja Romana faça parte dos quadros de similar organização?”, mas “como um tipo desses chegou a ser um Cardeal da Santa Igreja Romana”? Quem o colocou lá? A Pequena Sereia? Claro que não!

    Enfim, nada disso é uma surpresa. Pode nos chocar, mas não pode nos surpreender. Desde o momento em que apareceu no balcão de Praça São Pedro, Bergoglio deixou claro a que veio. Somente os ingênuos ou os românticos esperaram dele o que ele nunca quis ser. É tempo de sacos e cinzas…

    • PESSOAL, entendam: a curia nao sera reformada pro caso de corrupçao. essa proposta e mto antiga e provem de grupos marxista que entraram na igreja no pos concilio. os papas paulo VI, JPII passaram os seus pontificados sofrendo por tudo isso. e foram acusados de nao cumprirem o concilio pq se recusou a ser somente bispo de roma.
      A PROPOSTA É A DE DESCENTRALIZAR O PODER DA IGREJA, dando as conferencias episcopais status (NO CASO DO BRASIL A CNBB), inclusive FRANCISCO na ultima entrevista disse sobre a quantidade de reclamaçoes de ortodoxia q chegavam a roma e que podiam ser resolvidas pelas conferencias.
      ISSO POSTO, podemos concluir, pelos membro do conselho (pq esse povo adora conselho)… É QUE PORA EM PRATICA ESSA PROPOSTA. O QUE ABALARA MTO A HIERAQUIA DA IGREJA, VALOR DIVINO DEFENDIDO POR NOSSA SENHORA.
      a

  18. Uma ilustração interessante seja a foto fake ou de verdade. Lembrou-me o atentado do 11 de setembro, segundo o governo americano. Mariaga seria um dos sequestradores, nós seriamos os sequestrados. O avião irá colidir com as duas torres gêmeas católicas que a fé e a moral. Bom, nem preciso dizer quem seria o Bin Laden…que medo!

  19. e mais… A IDEIA DE DEMOCRATIZAR A IGREJA E RECHAÇADA EM TODAS AS MENSAGENS DE NOSSA SENHORA, e nao vemos os cardeais fieis defenderem essa proposta.COMO VÃO REORGANIZAR ALGO QUE DEUS ORGANIZOU.

  20. Quando Bergoglio foi eleito flei para vários amigos de quem se tratava : alguns preferiram não ver.Eu desde então já me preparava para o pior.Esse papado é uma ponta de lança para a realização definitiva daquela apostasia da qual fala o apóstolo.Preparem-se pois estamos perante dias terríveis.

  21. Nós vivemos uma época muito difícil. Mas o que mais me chama a atenção é que, embora tenhamos acesso a muitas informações, perdemos a esperança de milagres e conversões. Só acreditamos nas nossas opiniões e nosso jeito de ser católico em clube de capela ou gangues virtuais. A letra mata, é a cara do nosso tempo!!!!!
    “Nunca antes na História da Igreja tivemu cunpanerus tantus dotores em achislogia pessimista papal”.

    A coisa está feia e ficará pior MAS Deus virá em nosso socorro. É isso. Ou não?!

  22. Rezar e muita penitência… muita penitência.

  23. Cristo vence – quanto a isto não resta dúvida. Agora, além de rezar e fazer penitência, deve-se fazer alguma coisa, tomar alguma ação….

    Ad Jesusm per Mariam

  24. Caros amigos em Cristo, confesso que estou bastante tranquilo como as atitudes levadas a cabo por
    Sua Santidade o papa Francisco. É claro que o joio encontra-se misturado com o trigo. Se até o Filho de Deus (Jesus Cristo) foi traído por um dos seus apóstolos (Judas), o que se poderia esperar da figura do papa, sucessor de Pedro no comando da barca?
    Não sei o motivo para tanta polêmica e desgaste de energia desnecessária. Basta confiar nas palavras do próprio Jesus: “Tu és Pedro e sobre essa pedra edificarei a minha Igreja e as portas do Inferno jamais prevalecerão (Mateus 16,18). Será que tal ordem foi REVOGADA?!? Caso afirmativo, favor me avisar, combinado?
    Se Deus é por nós, quem será contra nós? Que venham as perseguições, que venham as crises, que venham as tempestades… pois até os nossos fios de cabelos estão contados.
    “Não tenham medo”, confie inteiramente na Santíssima Trindade que governa o Universo. Quer mais?!?
    A cada dia basta o seu mal. Fiquem com Deus.
    Encerro com o famoso poema de Santa Teresa Dávila:
    “Nada te pertube, nada te amendronte, tudo passa, só Deus não passa”.
    Feliz a nação cujo Deus é o Senhor dos Exércitos!