Esclarecimento sobre simpósio na FAJE e PUC-MG.

Por FAJE – A Comissão Organizadora do IX Simpósio Internacional Filosófico-Teológico da FAJE e do V Simpósio Internacional de Teologia e Ciências da Religião da PUC-MG lamenta que a promoção de um evento de grande magnitude – realizado paralelamente na FAJE e na PUC-MG, de 2 a 4 de outubro – esteja causando alguns inconvenientes.Com o tema “Secularização, Religião e Sociedade”, o Simpósio tem o objetivo de discutir a questão atual do lugar e da importância da religião e, em particular, do cristianismo na sociedade de hoje. Para que haja um grande debate sobre o tema, foram convidados especialistas de várias áreas do saber. São professores/doutores escolhidos a partir da excelência de seus currículos acadêmicos e de suas competências profissionais. Atuam em diversas universidades e faculdades, não apenas ligadas à Igreja, mas também públicas e leigas, do Brasil e do exterior.  As conferências, seminários e comunicações do Simpósio tratarão de temas que envolvem Educação, Cidadania, Estado e Religião, sob os mais variados aspectos. O evento foi criado neste formato, porque o desejo dos membros da Comissão Organizadora é que os participantes conheçam posicionamentos diferentes sobre o mesmo assunto e formem suas próprias opiniões, segundo uma visão crítica. Os professores convidados a se pronunciar não necessariamente expressarão o pensamento das instituições promotoras do Simpósio ou da Comissão Organizadora. A apresentação desses posicionamentos diferentes será, a cada vez, objeto de debate, num clima de honestidade intelectual. Recordamos que a expressão de posições teóricas concorrentes ou contrárias entre si, em ambiente de diálogo e discussão, constitui característica fundamental da vida acadêmica. Desejamos promover o diálogo, na busca do bem comum, pois esta é uma das principais características e práticas das Instituições de Ensino Superior da Igreja Católica.Lamentamos que, em alguns meios, as informações sobre o Simpósio e sobre as instituições que o promovem tenham sido mal interpretadas e distorcidas. Solicitamos que a verdade seja restabelecida.Renovamos nosso compromisso com os valores do Evangelho, com a dignidade humana e o direito à vida. E colocamo-nos à disposição para posteriores esclarecimentos.

Para mais informações, acesse a ementa do evento: http://www.faculdadejesuita.edu.br/simposio

Cordialmente,

Comissão Organizadora do Simpósio FAJE; PUC-MG.

20 comentários sobre “Esclarecimento sobre simpósio na FAJE e PUC-MG.

  1. “honestidade intelectual” – Eis um exemplo daquilo que George Orwell chamou de duplipensar.

    Quer dizer que Genézio Boff no ano passado é intelectualmente honesto?
    Quer dizer que a Dra. Fischmann e o grupo do qual faz parte, o Grupo de Estudos sobre o Aborto (GEA) usam de honestidade intelectual? Com seus dados manipulados e inventados sobre o aborto?

    Pior do que isso, só uma instituição católica abrindo espaço para os inimigos da Igreja.

    Curtir

  2. A Dra. Roseli Fischman – que falará sobre o laicismo justificando o direito ao aborto como direito à autonomia da mulher, “faz parte do Grupo de Estudos sobre o Aborto (GEA), que “conta com o apoio do Ministério da Saúde e da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência e seu foco é capilarizar a discussão do tema do aborto sob o prisma da Saúde Pública e retirá-lo da esfera do crime.” Entre seus participantes o GEA declara outras organizações, como por exemplo, as Católicas pelo Direito de Decidir e o Ipas Brasil, que possuem a mesma finalidade, além do Ministério da Saúde e da Secretaria de Política para as Mulheres. Para alcançar seu fim o GEA “produz novos materiais e estimula a difusão de informação e dados de pesquisas através de entrevistas e matérias nos veículos de comunicação do Brasil e no mundo e realiza seminários, colóquios e encontros com mais parceiros nessa iniciativa.” Tudo isso para descriminalizar o aborto. Para se ter ideia da importância do GEA, alguns dos seus membros e o próprio grupo tiveram importância na discussão e julgamento favorável ao aborto de fetos anencéfalos pelo STF na ADPF 54.
    Pró-aborto, a Dra. Roseli realizou nos anos de 2007 e 2008 o projeto “Ensino Religioso em Escolas Públicas: legislação e normas e seu impacto sobre a cidadania e os direitos sexuais e reprodutivos”. Tal projeto teve como financiadores as Católicas pelo Direito de Decidir e apoio financeiro da MacArthur Foundation (ambas abortistas) com consultoria do GEA.”

    Curtir

  3. COMO A “DITADURA DO RELATIVISMO” ESTÁ BEM ACOLHIDA NOS MEIOS SUPOSTAMENTE CATÓLICOS, HEM?
    Leonardo Boff, bem sabemos, é da esquerdista Teologia da Libertação repassadora de doutrina católica socializada, ensinando o marxismo sob capa de doutrina católica para enganar os incautos, sempre ligada ao PT, irmãos gêmeos.
    Aliás, em BH existe um famoso bispo D José M Pires, discípulo das ideias do marxista D Hélder e, dentre mais em seus 50 anos de “episcopado”, comemorou com o PC do B na cidade de Contagem-MG numa celebração.
    A Dra. Fischmann faz parte do Grupo de Estudos sobre o Aborto – GEA – que “conta com o apoio do Ministério da Saúde e da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência e seu foco é centrar a discussão do tema do aborto sob o prisma da Saúde Pública e o descriminalizar, reduzindo-o a pretensa ajuda à mulher.”
    Pessoas desse naipe deveriam ser formalmente recusadas num ambiente católico; que de bom possuem para nos repassar? Nós é que os deveríamos evangelizar, NÃO O CONTRARIO!

    Curtir

  4. A Universidade deve ser espaço de discussão, troca de ideias e experiencias, os comentários acima estão focando na religião em si e a proposta do evento não é essa, mas possibilitar debates.

    Curtir

    1. Salve Maria! Irmãos não adianta a universidade dizer que será um debate de posicionamentos diferentes sobre o mesmo assunto, quem bem conhece essas pessoas que vão ministrar as palestras sabe bem a arma ideológica que elas usam, para convencer as pessoas que estão presas há um ensino medíocre que é completamente manipulado aqui no Brasil, eles não querem alunos que pensam e sim mentes manipuladas para atingirem seu fim.

      Curtir

  5. Se quisessem realmente um debate, haveria entre os palestrantes alguém de pensamento conservador. So ha debate entre diferentes. Neste evento, so ha iguais: modernistas infiltrados e disfarçados x modernistas assumidos

    Curtir

  6. MODO IRÔNICO > ON

    Parem de criticar! Vocês não leram o que o Papa Francisco disse? O GEA e o Boff buscam o Bem! Cada um ao seu modo, com o seu “bem particular”, trilham um caminho ao lado do nosso, católico, e que irá se encontrar no futuro! Parem de besteiras!
    _______________________________________________________________________________

    Percebem o tamanho do problema que Francisco criou com seus comentários? Continuo sem palavras…

    Curtir

  7. A PUC foi idealizada pelo Cardeal Leme, Padre Leonel Franca, Tristão de Ataíde, entre outros, para ser um local de estudo com inspiração católica. Embora laica ela deve ter ao menos uma conotação minimamente católica. Portanto, a sua secularidade não chega a ponto de permitir discussões como a do aborto. Se assim não for está se traindo os ideais da PUC convertendo-a em uma mera instituição caça-níqueis.

    Curtir

  8. Neide Abreu: preliminarmente: de onde desceu esta revelação infalível e completa, de que a universidade deve ser espaço de discussão, troca de ideias e experiências, assim sem mais?
    Uma universidade deveria ser isto e muito mais.
    O que significa, especificamente, gerando diferença, de – finição, a adição do termo Católica à palavra Universidade?
    Nada?
    Em qualquer universidade cabe se falar sobre religião, digo-o de passagem, e sempre se “fala”, seja de modo implícito, seja explícito, seja neutro, a favor ou contra.
    A proposta DOS CRIADORES do evento pode não ser essa, que Neide critica, mas e daí?
    Qual é a proposta de uma Uni – versidade, e especialmente, de uma universidade CATÓLICA?
    Possibilitar debates PARA QUE?
    Analisando-se bem, talvez se descubra que se quer possibilitar certas aparências de debate, com restrições a vários assuntos e formas de abordagem, para, de fato, fazer-se uma militância tendenciosa, rígida e fanática a favor de determinadas posições filosóficas, religiosas “excêntricas”, cosmovisionais específicas e outras.
    Seguramente que, entre as reais metas, estará o incentivo ao conteudo da “saramandáica”Ideologia de Gênero, o trabalho de imposição de um relativismo seletivo( seletivo porque, para tais relativistas, certas posições são “pétreas”: não se pode colocar nada que, mesmo indiretamente, leve à compreensão de que o homossexualismo é uma doença mental, adquirida e curável, não se pode evidenciar a crueldade de qualquer aborto provocado, sua feiura macabra, tétrica, letal, o fato de que, em qualquer procedimento abortivo, sempre sai MORTA pelo menos UMA PESSOA,etc,etc).
    Qualquer questão, hoje em dia, é fortemente relacionada com a promoção do incremento da promiscuidade e patologização sexual, e de procedimentos de controle populacional( tanto “preventivos”
    quanto abortivos, assassinos), mesmo quando se esteja falando de amor ao próximo, pedagogia, extração e exportação de nióbio, controle de áreas estratégicas, egoismo, fuga dos deveres através da insistência alienada em “direitos” e muito mais.
    Em muitos inocentes úteis, há uma fanatização contra o que consideram ser antiquado, antilibertário, etc, classificando aí muita coisa que é, de fato, libertária( respeitar os deveres para com os outros, por exemplo, garante os legítimos direitos dos outros), inocentes uteis estes que são massa de manobra para muito discretos( de fato, os mais altos, ocultos) manipuladores de grandes massas e grandes acontecimentos, manipuladores estes bem conscientes de suas reais metas, métodos e instrumentos, entre os quais os midiáticos e os bancários.

    Curtir

  9. Viva Cristo Rei!Salve Maria Puríssima!

    Prezado Luíz Fernando,só discordo de vc quando diz que :”A Igreja Católica está trilhando o seu caminho para o fim”,aliás,não sou eu principalemnte quem discorda mas antes é Nosso Senhor Jesus Cristo quando diz que “As portas do inferno não prevalecerão”.Ela será reduzida a um pequeno rebanho,mas como foi criada por Deus,é impossível de acabar.
    Senhora Neides Abreu,se caso tiver desempregada ou um dia vier a estar,tente uma vaga na igreja vatII q com certeza conseguirá com esse argumento mundano

    Curtir

  10. A conversa de sempre da Puc e da Faje (ex-ISI, porque nem Santo Inácio lhe prestou) que se enquadra perfeitamente no Syllabus pela desculpa de querer ouvir opiniões divergentes com honestidade quando, desde o início, são desonestas as heresias e quanto mais ouvidas mais fortalecidas. Estudei lá, comecei Teologia lá e posso dizer: tudo cilada na mais estrita estratégia dos insurrectos como Satanás. Agora, vai dizer isso para eles que lhe dirão que você é maniqueísta e que é impossível ao homem separar o bem do mal (a heresia de Maniqueu nem foi isso que o marxismo divulgou equivocadamente) ou que você demoniza todos ou que não se sente seguro para defender suas convicções e o blá, blá, blá que vai levando a juventude para o saco deles e tratando de calar a divergência. Tudo isso, na verdade, é recusa de autoridade objetiva para com o subjetivismo diluir a autoridade evidente delegada por Deus até que se consiga a marxista ditadura reflexiva ou de retorno, que deixa o Estado cada vez mais instruso (até na religião) e com ele a igreja que lhe é subserviente no laicismo (entenda-se religião revolucionária estatizada).

    Curtir

  11. Meu consolo é saber que Santo Inácio de Loyola não vai deixar isto barato quando estes cidadãos forem ao seu juízo particular do qual nenhum de nós escapará! Rezo pra que se convertam antes disto!

    Curtir

  12. É impressionante como essa gente que, diga-se de passagem, já tem toda a mídia a seu favor e inclusive, em muitos casos, patrocínio dos órgãos governamentais, e que não preza precisamente pela honestidade intelectual, encontra apoio numa instituição que se intitula católica e que, ingenuamente ou nem tanto, pensa ser uma espécie de espaço dedicado à busca honesta da verdade como se vivesse ainda na pacata e cristã sociedade medieval que viu florescer a Universidade (essa sim com U maiúsculo, não as atuais).
    Que apoio encontram hoje os que defendem a sã doutrina?
    Fora de instituições eclesiais praticamente nenhum e agora, pelo visto, dentro de instituições ditas eclesiais tampouco! Os mesmos que gritam de fora conseguiram infiltrar-se no âmbito interno e calar, também aqui, os filhos da luz. O espaço que deveria servir de contraponto a tudo o que se vê por aí é amansado e domesticado pelos inimigos de Deus, o sal perde o sabor, a lâmpada vai para baixo da cama…
    “Minhas ovelhas vagueiam em toda parte sobre a montanha e sobre as colinas, elas se acham espalhadas sobre toda a superfície da terra, sem que ninguém cuide delas ou se ponha a procurá-las. Pois bem, pastores, escutai a palavra do Senhor: Por minha vida, oráculo do Senhor, já que por falta de pastor foram minhas ovelhas entregues à pilhagem, e serviram de pasto às feras, pois os meus pastores não têm o mínimo cuidado delas, e que, em vez de as pastorear, só têm procurado se fartarem eles próprios, por isso, escutai, pastores, o que diz o Senhor: Eis o que diz o Senhor: Vou castigar esses pastores, vou reclamar deles as minhas ovelhas, vou tirar deles a guarda do rebanho, de modo que não mais se possam fartar a si mesmos; arrancarei minhas ovelhas da sua goela, de modo que não mais poderão devorá-las” (Ez 34, 6-10).
    Antes essas palavras, que se fazem ainda mais claras no contexto atual e dispensam qualquer explicação, só nos cabe perguntar onde estão aqueles pastores que, segundo o próprio Papa, devem ter “cheiro de ovelha”?

    Curtir

  13. Como morador de Belo Horizonte e tendo um filho estudando no colégio jesuíta da cidade, devo confirmar a declaração inicial de Luiz Fernando: “a PUC Minas e a FAJE são duas sinagogas de Satanás”, pura e simplesmente. É a verdade nua e crua, doa a quem doer e custe o que custar. Os teólogos da Corte (João Batista Libânio e seus companheiros) fazem estragos cada vez maiores no rebanho de BH e, por reflexo, pelo mundo afora. Mas a culpa é somente deles? É evidente que não! Penso que a culpa é do próprio pastor que conduz a arquidiocese de BH, dom Walmor Oliveira de Azevedo, pelo pecado da OMISSÃO (o mesmo de Pilatos). Os bispos, como sucessores dos apóstolos, receberam a missão de Santificar, Ensinar e Governar, a eles confiada no âmbito de sua Igreja Particular. Lamentavelmente, tanto os bispos como os superiores religiosos (jesuítas, franciscanos, mosteiros…) são omissos na sua missão confiada pelo próprio Cristo. “A quem muito dado muito será cobrado”, nos advertiu o próprio Jesus (lucas 12, 48).
    Detalhe final: o reitor da PUC minas é o bispo auxiliar de BH, Prof. Dom Joaquim Giovani Mol Guimarães, e o Grão-chancelar da PUC é o arcebispo de BH, D. Walmor. Realmente, “o joio está mistura com o trigo”. Rezemos pelos nossos pastores.

    Curtir

  14. É, mas parece que a Puc vai acolher um simposio da “OAB” ou de um advogado com a participação da Marta suplicy em que um dos paineis será a união de homossexuais e o direito da mulher – diga-se aborto.

    E aí PUC, como é que fica?

    Curtir

  15. Universidade católica não pode ser espaço de discussão, e sim de exposição apenas do Catolicismo. Quem ficar contrariado, que procure outra universidade.
    Pluralismo só é bom quando favorece o Catolicismo.
    Temos que usar a estratégia esquerdista ao máximo que não contrarie o Catolicismo! Saul Alinsky contra Saul Alinsky, Gramsci contra Gramsci.

    Curtir

Os comentários estão desativados.