A Maçonaria escreve ao Papa Francisco: “Coloque fim às divisões que atingem nossas relações”.

Apresentamos a seguir o comunicado de imprensa do “Sereníssimo Grande Mestre da Grande Loja da Itália” U.m.s.o.i. (Unione Massonica Stretta Osservanza Iniziatica), Gian Franco Pilloni — divulgado em seu perfil no Facebook –, no qual afirma ter escrito uma carta ao Papa Francisco. 

Roma, 9 de outubro de 2013 – “Com extrema comoção e infinita alegria, me dirijo a Vós Santidade, para fazer-Vos uma humilde requisição a fim de que se trabalhe para pôr fim às divisões que atingem as relações entre a Igreja Católica e a Maçonaria, com a esperança de que finalmente possa reinar a justa serenidade entre as duas partes, colocando fim às divergências que ainda hoje elevam um muro entre as relações”.

Começa com estas palavras a carta enviada pelo Sereníssimo Grande Mestre da Grande Loja da Itália U.m.s.o.i Gian Franco Pilloni a Sua Santidade, o Papa Francisco. Um verdadeiro e próprio pedido de paz e de aceitação, que funda as suas bases sobre valores e princípios comuns às duas realidades.

“[…] não somos um componente adversário da Igreja Católica por Vós Dignamente representada, mas antes, pelo contrário – continua a carta – as nossas estradas são paralelas, de fato, a pensamos como Vós quanto à totalidade dos problemas que afligem a sociedade contemporânea. Como Vós, nós trabalhamos para um mundo de paz e pelo respeito ao ser humano sem distinção alguma e pelo respeito absoluto por todas as religiões”.

A história da diatribe entre Igreja e Maçonaria começa já em 28 de abril de 1738, quando Papa Clemente XII, com a Carta Apostólica In eminente, coloca em guarda os crentes contra a Maçonaria, dai em diante ela foi condenada por diversos Papas em quase 600 documentos.

Em 1983 desaparece do novo Código de Direito Canônico a palavra “excomunhão” contra os maçons. Para silenciar as vozes insistentes por uma grande mudança, em 26 de novembro de 1983, Joseph Ratzinger, o então prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, confirma o juízo da Igreja acerca das associações maçônicas e, logo, a inscrição a elas permanecem proibidas sob pena de exclusão dos sacramentos: “Quem se inscreve na Maçonaria comete pecado mortal e não pode aceder à comunhão. O juízo da Igreja permanece, portanto, inalterado”. Na carta enviada pelo Grande Mestre Gian Franco Pilloni ao Santo Padre, coloca-se o acento propriamente sobre as consequências que este fechamento causou ao longo dos anos.

“A posição que a Igreja teve e ainda tem – explica Gian Franco Pilloni na carta –  penaliza os Irmãos Maçons de Credo Católico, constringindo-os a professar a fé à margem da Igreja e fazendo com que se sintam quase como intrusos ou fiéis pouco desejados”.

Já por ocasião da inauguração da sede romana da Praça Campo Marzio, em setembro de 2012, o Grande Mestre da Grande Loja da Itália U.m.s.o.i tinha buscado desfazer o senso comum ligados ao pensamento corrente sobre a Maçonaria: “Não se trata de um lobby de uma sociedade secreta. A natureza da Maçonaria é humanitária, filosófica e moral. Estimula a tolerância. Pratica a justiça, ajuda aos necessitados, promove o amor ao próximo. A Maçonaria deixa a qualquer um dos seus membros a escolha e a responsabilidade pelas próprias opiniões religiosas e tem uma relação de respeito absoluto para com qualquer religião. É apolítica e impõe aos seus membros os deveres de lealdade cívica. Se tivesse caráter secreto, não teríamos aberto uma sede em Praça Campo Marzio, diante das Instituições”.

O fechamento da Igreja e de grande parte da opinião pública, porém, jamais deixou de existir. “Peço a Vós, Santidade, um esforço para eliminar completamente as intolerâncias agora superadas nas nossas relações, publicamente, aceitando, pois, esta minha súplica a Vós –   conclui o Grande Mestre Gian Franco Pilloni na carta – para transformar os nossos templos em templos para a paz, lugares de encontro, lugares de testemunho, dos mais altos e elevados sentimentos de solidariedade e de fraternidade humana”. Perguntamo-nos agora se Sua Santidade Papa Francisco decidirá responder a esta carta, acolhendo este ramo de Oliveira [ndr: conhecido como símbolo da paz] e colocará “fim” ao eterno confronto entre Igreja e maçonaria. >> FIM DO COMUNICADO.

Créditos: Lo Sai – nosso agradecimento ao caríssimo amigo Gederson Falcometa pela tradução.

Tags:

54 Comentários to “A Maçonaria escreve ao Papa Francisco: “Coloque fim às divisões que atingem nossas relações”.”

  1. Viva o Relativismo!

    • Como escrito no grande livro dos maçons, Moral e Dogma, do Soberano Pontífice da Maçonaria, Albert Pike (que tem até estátua na cidade de Washington D. C): “Lúcifer, o portador da Luz, não duvide!”. E agora querem diálogo entre Lúcifer e São Pedro. O próprio Concílio Vaticano II foi declarado pelo Cardeal Ratzinger como a Revolução Francesa (maçônica) da Igreja Católica, como detalhou a fonte o Padre Paul Kramer no livro o Derradeiro Combate do Demônio. Ratzinger depois arrependido, espero eu, parece ter feito um papado mais fiel a Igreja Católica que seus antecessores modernistas pós-concílio. Pois apesar de querido o Papa João Paulo II seguiu o panteísmo, espero que sem intenção, como nas rezas de Assis com idólatras. Agora o Papa Francisco, que tinha um programa com um Rabino seguidor do Talmud (livro sudo-kabalista diferente da Torah) na TV Canal 21 de Buenos Aires, muito chegado ao diálogo com kabalistas, vejamos o que vai fazer. Espero que o ditado diga-me com quem andas que te direi quem és não se aplique ao querido Papa Francisco

  2. Bom, agora nos sabemos quem e’ que aconselha o Papa pelo telefone!

  3. Não ficaria surpreso ao saber que um Papa que pretende canonizar João XXIII possa atender esse pedido. Já imagino surgirem lojas com o nome “Jorge Mario Bergoglio”.
    Só nos resta rezar, e muito…

  4. Que se convertam, se arrependam, confessem e recebam a eucaristia. Aí terão a reconciliação que tanto desejam.

  5. Deus tenha misericórdia de nós. Livrai-nos desse mal.

  6. Entendo esta carta enviada ao Papa como proselitismo maçônico e um chamado à conversão de Francisco ao credo maçônico.

    Será que o Papa, por sua vez, responderá como Vigário de Cristo, apostolicamente, com um chamado à conversão do mação grão-mestre à única Igreja fundada por Nosso Senhor?

  7. haja paciÊncia para a matreirice dos ateus e dos mal intencionados

  8. Satanás tentou a Cristo e agora o representante daquele vem tentar o Vigário.

  9. Meu pai é maçon e eu tenho relações com o mesmo agora aceitar divorcio e homossexualismo como faz meu pai aí já é outro assunto. O que querem os maus é que os bons se pervertam e aceitem leis que vão contra os mandamentos divinos. Por que nós é que temos que ceder a pressões de gente que luta contra o Reinado de Jesus Cristo nesta terra?

    Caro “zio” della massoneria italiana: perche voi massoni non lascianno il pensiero imorale del divorcio e del matromonio omossexuale? (caro “tio” da maçonaria italiana: por que vocês maçons não deixam o pensamento imoral do divorcio e do casamento homossexual?)

    É, pelo jeito continuaremos a ter divisões entre nós católicos ultramontanos é vós. Quem provoca divisão aqui neste mundo não somo nós.

  10. Bizarro: ele, o gran mestre italiano, identifica os seus princípios com os do Papa… que tempos vivemos, quanta confusão… aterrador!

    Então foi por isso que Cristo morreu na Cruz?!?!:

    “Como Vós, nós trabalhamos para um mundo de paz e pelo respeito ao ser humano sem distinção alguma e pelo respeito absoluto por todas as religiões.”

    Nos Corações de Jesus e Maria.

  11. Como se a igreja pós conciliar não já fosse inspirada nas idéias da revolução – ou seja, da maçonaria. A maçonaria não tem tudo que deseja com o Vaticano II? Liberdade Religiosa (Liberdade) – Colegialidade (Igualdade) – Ecumenismo (Fraternidade).

    Imaculado Coração de Maria, salve-nos! Salve a Igreja!

    Quando Deus quer castigar os homens, manda a eles maus pastores, já ensinava São João Eudes.

  12. “… Joseph Ratzinger, o então prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, confirma o juízo da Igreja acerca das associações maçônicas e, logo, a inscrição a elas permanecem proibidas sob pena de exclusão dos sacramentos: “Quem se inscreve na Maçonaria comete pecado mortal e não pode aceder à comunhão. O juízo da Igreja permanece, portanto, inalterado”.

    A palavra “inalterado” já diz tudo e ponto final.

  13. Papa Francisco, chegou a hora beber água!!! Já estou vendo, (ops) digo, lendo, ok meu caro maçon, seu pedido será atendido.

  14. Se o “Sereníssimo Grande Mestre da Grande Loja da Itália U.m.s.o.i Gian Franco Pilloni” se sente à vontade em escrever uma catrta ao Papa Francisco nestes termos, podemos supor que o maçon viu brechas para isto. Ou seja, ele percebe que o Papa está flexibilizando demais, bajulado pela imprensa que dessa forma atua na auto estima do Papa. O Papa intui que quanto mais flexibilizar, mais a midia o elogiará. Que Deus o ilumine no sentido de que desta forma ele estará afastando mais catolicos da Santa Igreja. Existe uma tecnica que a midia e a maçonaria está utilizando em face da Igreja (e do Papa) que, guardando a devida analogia, Dr. Plinio Correa de Oliveira descreveu em SOU CATÓLICO: POSSO SER CONTRA A REFORMA AGRÁRIA?

    “Nem tudo isso, porém, se reduz a um oportunismo calculista e insincero. Os sonhadores, como também os novidadeiros, amam facilmente as novidades, e os homens propendem de bom grado para as idéias cujo proselitismo lhes lisonjeia as ambições. Constituído assim um núcleo de esquerdistas prestigiosos, importa incorporar a este, outro gênero de recrutas: são os espíritos ingênuos e afeitos ao mimetismo em relação a tudo o que vem do Exterior com rótulo de ultramoderno. O núcleo estabelece entre eles uma fácil emulação. Pois se a tendência prestigiosamente “moderna” para a esquerda é dínamo produtor de influência, quanto mais energicamente for acionado o dínamo, tanto mais irradiante será essa influência.
    Tal fator dinâmico, se aplicado às esquerdas de matiz católico, despertará uma tendência para a radicalização ideológica crescente. E, assim, a profissão explícita do comunismo acaba por se
    constituir em pólo de atração até mesmo para o tipo de esquerdismo que por sua natureza seria mais
    infenso à radicalização. Isto é, o que se intitula católico”.
    Existe portanto um dinamo produtor de influencias. Quanto mais energico for o acionamento deste dinamo mais irradiante será a influencia. Em outros termos, quem controla o dinamo é a maçonaria e a midia. manipulando forças ocultas, consegue produzir uma ilusao no seu interlocutor, no caso, o Papa. Mas que Deus convença ao nosso Santo Padre o Papa que o grande Dinamo produtor de influencias é a Santa Igreja que iluminando o mundo pela graça dos sacramentos torna irrisório este dinamo maçônico. E o grande detentor de poder para fazer iluminar o Mundo, é o Papa Francisco. Que Deus faça dele um novo Papa Pipo IX.

  15. Chegou a hora da ONÇA beber água.(COMPLEMENTANDO)

  16. Mesmo tendo pessoas que vão me chamar de neurótico, eu peço a Deus: nos livre da maçonaria!

  17. “irmãos maçons de credo católico”. KKKKKKKKKKK. Pelo menos o autor da carta tem senso de humor. Queria escrever tanta coisa, mas basta por hora.

  18. Quer pôr fim às divisões? Deixem de existir enquanto seita.

  19. Já fecharam a loja da maçonaria que tinha na minha cidade, porque todos os maçons morreram e só sobrou um ou dois. A pintura do prédio, que todo mundo que passava por lá tinha medo, já até descascou, só dá pra ver um olho gigante agora no prédio caindo aos pedaços.

    Se a Igreja se juntar com os maçons terá o mesmo destino. Mas a Igreja é a Igreja de Cristo, nunca se aliará com o inimigo, os traidores sim, mas nunca os verdadeiros sucessores dos apóstolos que cuidam da grei de Cristo.

  20. Consequência lógica, porque a igreja conciliar tem cosmovisão maçônica e tem valores maçônicos. Por mais escandaloso que possa parecer, a amizade oficial não está selando uma ponte entre dois mundos diferentes, está apenas ligando a maçonaria de avental com a maçonaria sem avental.
    Então deitamos o olhar no passado e recordamos do quarto papa, São Clemente em sua epístola à Igreja de Corinto, ou aos cristãos de todos os séculos. Esta igreja que o grão-maçom propõe parceria não é a Igreja Católica, não pode ser porque na Igreja Católica não existe possibilidade de união com a maçonaria.
    a maçonização da igreja conciliar é uma realidade, infelizmente.Temo apenas pelo escândalo que causará nas almas do mundo inteiro esta união ilícita, porque este papa pelo visto tem pressa em consolidar a anti-igreja sob os escombros da verdadeira.

  21. “Peço a Vós, Santidade, um esforço para eliminar completamente as intolerâncias agora superadas nas nossas relações, publicamente, aceitando, pois, esta minha súplica a Vós – conclui o Grande Mestre Gian Franco Pilloni na carta – para transformar os nossos templos em templos para a paz, lugares de encontro, lugares de testemunho, dos mais altos e elevados sentimentos de solidariedade e de fraternidade humana”

    Um templo católico não é pra “encontro” de “solidariedade e de fraternidade humana”, não! É pra coisa séria, não pra sandice!

    Essa gente maçônica e modernista é perversa! A Igreja diz as coisas como elas são há 2 mil anos e essa gente tenta entrar na Igreja filosofando, se sentindo os reformadores que vão ficar famosos, alguns até são do clero como aquele padre Beto excomungado recentemente, e diz que a Igreja divide, segrega, tem preconceito e não sei mais o quê; que tem que mudar, aceitar tudo e mais um monte de idiotices patéticas e irracionais que nem os animais são tão indignos de fazerem… Parece que não conhecem o significado dos dogmas. Só parece, porque sabem e fazem de tudo para pervertê-los. Eles querem dividir com seus devaneios para melhor poderem tentar destruir.

    A encíclica Pascendi Dominici Gregis, apesar da muita dificuldade que tive para compreender o texto e o assunto tratado, é esclarecedora e atualíssima, parece que foi feita para os dias de hoje. “Incrível” é que essa encíclica tão portadora da verdade seja tão ignorada propositalmente por parte do clero.

  22. É com grande pesar que leio esta notícia, deste maçom convidando o Papa a unirem aos seus ideais. A maçonaria foi sempre condenada pela a Santa Igreja. Temos centenas de documentos provando que é impossível haver união entre a Igreja e a maçonaria. As duas tem doutrinas totalmente opostas. Assim como a água e o fogo não se combinam; assim também é ela e a Igreja. Estamos atravessando o “Calvário da Santa Igreja”. Podemos esperar de tudo ruim deste Papa. Seus princípios estão sedimentados na falsa ideologia. Esta é a causa dos inimigos gostarem tanto desde Papa. Nós católicos, podemos ficar com as “barbas de molho”. Quando vemos os inimigos se alegrarem muito, devemos ficar desconfiados. Ué! Como pode, os maus se alegrarem tanto? Com a atitude deste Papa. Qual a causa dos Papas que foram fiéis à doutrina da Santa Igreja está sendo esquecido pela mídia?
    Joelson Ribeiro Ramos.

  23. Engraçado que ele fala: “Peço a Vós, Santidade, um esforço para eliminar completamente as intolerâncias agora superadas nas nossas relações, publicamente, aceitando, pois, esta minha súplica a Vós – conclui o Grande Mestre Gian Franco Pilloni na carta – para transformar os nossos templos[…]”
    NA MAIOR CARA DE PAU, como se tivesse havido algum gesto de aproximação da Igreja em direção a eles que só faltaria consumar. Ao contrário, há não muito tempo atrás Bento XVI reafirmava que não se pode ser maçom e católico ao mesmo tempo. Hipócrita!

  24. “A natureza da Maçonaria é humanitária, filosófica e moral. Estimula a tolerância. Pratica a justiça, ajuda aos necessitados, promove o amor ao próximo”.

    Ah, sim! Como se viu durante a Revolução Francesa, a qual foi obra da maçonaria, houve um respeito muito grande pelos católicos e pela Igreja.
    Na Espanha na década de 30, os maçons (que também engrossavam as fileiras dos republicanos) também foram muito respeitosos em relação ao catolicismo.
    Antes, no México, os maçons se comportaram de maneira muito digna.
    Agora é sério:
    mas como esse pessoal mente. Aliás, a única coisa que esse pessoal faz razoavelmente bem é mentir. Falseiam a história, professam um panteísmo crasso e TODOS não passam de alpinistas sociais.

  25. Mas em caso de oficialização de uma aproximação da Igreja, seríamos nós, profanos que somos segundo eles, dignos de sentarmos nos mesmos bancos? Profanos ora ora ora. Muito cristão tal substantivo…Somos profanos simplesmente por não sermos maçons…

  26. Papa Francisco é cheio das novidades, mas ele é muito ortodoxo quanto ao que já foi condenado pela Igreja, e isto ninguém pode negar, aliás, boto minha mão no fogo que ele não dará a mínima para isto, porque se desse, ele saberia que estaria a enfrentar os últimos 10 papas, exceto o pp Luciani, que condenaram esta coisa de maçons.

  27. Interessante que esse senhor maçom escreva ao Papa: “nossas estradas são paralelas”. Estradas paralelas jamais se cruzarão.

  28. CRUZ CREDO! Disseram-me que “aquele”…..”crucifixo”, que o Papa Francisco usa no peito….onde se vê um homem com braços cruzados em “X”,….é um símbolo da MAÇONARIA,……!!!!”

    Disseram-me….. Não fui pesquisar para saber se é verdade, ou não… Não me interessa! Já percebi………..tudo! PERCEBE-SE!!!

    DEUS nos acuda!!!! Minha NOSSA SENHORA!!!!! Aonde estamos??????….CRUZES!

    SErá “essa”….cartinhola enviada ao Papa….um singelo…pedidozinho……ou…..na pior da hipóteses….uma……………..ordem????????????….!!!!!

    Salvai-nos JESUS DE NAZARÉ!!!!
    MARANATHA!

  29. CONCORDO, com JOELSON RAMOS….e….JOSE CARNEIRO!

    Que horror, essa….cartinhola sutilmente….diabólica… Lembrei-me daquela cena, do filme americano sobre a PAIXAO DE CRISTO, onde o….diabo azulado, todo disfarçado…..rondava JESUS CRISTO no Horto das Oliveiras!!!! CRUZ CREDO! Que horror!

    Ai, meu DEUS! Salvai-nos! Acudi a Tua e nossa IGREJA CATOLICA, SENHOR JESUS!

    MARANATHA!

  30. Ouço dizer que Maçonaria e Espiritismo não teem um fundador.
    Alguém poderia dizer algo a respeito?

  31. E o Papa…respondeu?

  32. é interessante perceber que os “maçons” tem um ódio à pessoa do papa. Eu descobrir que eles tem uma obra que trata o papa “negro”, não se assustem, eles se referem à vestimenta de uma ordem muita fiel ao papa, os jesuítas, logo…

  33. Fim da picada

  34. Que a Maçonaria sempre mexeu seus “pauzinhos” secretamente, aliciando um aqui e outro acolá dentre o clero todos nós sabemos. Que existe uma “maçonaria eclesiástica” já tantas vezes denunciada também temos conhecimento.
    Mas com Bergoglio, pelo visto, até a Maçonaria se sentiu segura pra “sair do armário” e declarar abertamente seu “orgulho”.
    Que Deus tenha misericórida de seu povo, pois o castigo que merecemos caiu pesado sobre nós.

  35. E então, houve alguma resposta?!

  36. Quer acabar com as diferenças?
    É só a Maçonaria aderir os princípios básicos da Igreja… ora
    Se os princípios são divergentes, como pode um maçônico querer ser e nao ser ao mesmo tempo?

  37. Eles são muito falsos mesmo!

    Tolerantes? Por que não toleram o que a Igreja determina?

    Maçons de credo católico? É como ser negro de pele branca. Uma coisa ou outra, ora!

    O pior é se o Papa obedecer a esse ultimato. Não duvidem que isso possa acontecer.

    • Há aqui alguém de cuiabá? Estive lá de férias e fiquei surpreendido pois tem uma loja maçónica enorme. Aqui em Portugal eles escondem-se como ratos. Porque é que o povo não se une para fechar essa loja?

  38. Pedro Longo,

    aconselho a leitura do livro do monsenhor Delassus um sacerdote frances que escreveu na epoca do reinado de São Pio X um livro intitulado “A Conspiração Anti cristã” cujo titulo um tanto longo continua: como a maçonaria e as força secretas querem das ruinas da cristandade construir o reino do demonio. Eu havia baixado o livro em frances do GloriaTV. Lá está bem descrito o que estamos vivendo hoje.

  39. A maçonaria já está na Igreja e no topo vejam este artigo. A raiva, dos auto proclamados “tolerantes”, a Cristo e a tudo que é santo leva-os a destruir tudo o que é bom. Agora até enviam para África aqueles que se impõem contra esta fétida maçonaria.
    http://eponymousflower.blogspot.ca/2013/10/the-way-to-exile-purge-against.html

  40. Exorcista italiano diz para Papa Francisco tomar cuidado com uma morte rápida e os maçons

    Padre Gabriele Amorth, exorcista-chefe da Diocese de Roma, alertou o novo Papa Francisco sobre uma morte rápida seguindo o destino do Papa João Paulo I. “O maçons têm suas filiais em todos os lugares, até mesmo no Vaticano, infelizmente”, Amorth disse em uma entrevista com o jornal italiano “Il Giornale”, que o jornal “Österreich” online relatou.

    Amorth disse que o novo Papa Francisco queria uma “igreja pobres dos pobres”, como João Paulo I “Eu não gostaria que ele terminasse como Luciani”, comentou o exorcista-chefe, mas os maçons aspiram apenas atrás de dinheiro e carreira “, eles ajudam um ao outro “, relatou,” Österreich “” online.

    Padre Gabriele afirma que eles incluem o atual primeiro-ministro italiano Mario Monti, um maçom, assim como o presidente Giorgio Napolitano. Em princípio, todos os políticos no poder são subordinados aos maçons e o mundo foi dominado por sete ou oito pessoas que mantiveram todo o dinheiro em suas mãos, disse o monge de 88 anos de idade, que acredita ter realizado 70.000 exorcismos com sucesso .

    Amorth tem aludido a Albino Luciani / Papa João Paulo I, que morreu em 1978, apenas 33 dias depois de sua eleição como papa. Uma autópsia de seu corpo foi negada pelo Vaticano, que deu origem a inúmeras teorias conspiratórias. Por exemplo, a avaliação foi divulgada que o Papa tinha sido envenenado, porque ele queria expor transações corruptas no Banco do Vaticano. – Fonte, http://www.catolicismoromano.com.br/content/view/2390/33/.”

  41. Pelo pouco que sei, jamais um Papa atenderá a tal pedido. Primeiramente, é preciso que efetivamente se convertam. Somente assim, poderão fazer parte do credo religioso que professamos. Seguir o Cristo Ressuscitado, requer muita renúncia. Será que estão dispostos, verdadeiramente a carregar a cruz salvífica?

  42. Vamos ver…

  43. Nesse momento só posso compartilhar uma humilde e simples oração, baseada no Titulo da Congregação mariana que participo:
    “Auxiliadora dos Cristãos, rogai por nós que recorremos a Vós e livrai o Brasil do Comunismo, do aborto e da MAÇONARIA”.

  44. PEDRO LONGO!

    Correção: I CORINTIOS 12 ( de 3 até 11) !!!

    também: DEUTERONOMIO 6 (13), ISAIAS 8 (19) , I CRONICAS 10 ( 13 ), MATEUS 4 ( 18 ),

    MATEUS 25 ( 41) e MATEUS 25 (46), LUCAS 23 ( 42), MATEUS 5 (17 até 48 )

    Nos textos biblicos indicados antes, e nestes agora, podemos ver, o que DEUS pensa da MAÇONARIA e do ESPIRITISMO!

    Devemos escolher fazer a VONTADE de DEUS, em nossas vidas! ALELUIA!

    MARANATHA!

  45. No dia em que a Igreja católica aceitar “in totum” a maçonaria, ela deixará de ser a Igreja fundada pelo próprio Senhor, o corpo místico de Cristo, para se tornar a “Sinagoga de Satanás”, nos termos da admoestação apocalíptica. Será o início do reinado do Falso Profeta no Vaticano.

    Iniciar-se-á a “Era das Trevas”, com o Bode, ao invés do Cordeiro, reinando nesta Revolução dos Bichos: “o admirável mundo novo”, proporcionado pela Nova Ordem Mundial – NOW, sob o comando do Príncipe deste mundo, auxiliado pelo “Governo da Sombra”, “Senhores do Mundo” e “Nobreza Negra”.

    Não estamos muito longe deste acontecimento escatológico…

    • Bem, esse dia nunca chegará pois a Igreja vai subsistir para sempre.
      Estou é um pouco indeciso relativamente ao Santo Padre, pois falta-lhe um pouco de firmeza nestas questões.

  46. Pedro Leitão,

    E o que você me diz sobre:
    “Roma perderá a fé e se tornará a sede do Anticristo” (Nossa Senhora La Salette)?

    • Bem, se isso acontecer então todo o católico deve marchar sobre Roma, com o Evangelho na mão direita e o catecismo na mão esquerda, para se bater pela verdade, com quem estiver sentado na cátedra.

    • Continuemos com a recitação do rosário. Eu o faço, diariamente.

  47. Caro Pedro Leitão, concordo em gênero, número e grau com a sua sugestão. Em Fátima, N. Senhora profetizou que Portugal conservará a fé. E segundo as profecias de São Malaquias, Francisco seria o último papa. Não tenho dúvidas de que Sua Santidade o papa Francisco é o verdadeiro sucessor de Bento XVI, pois a eleição foi legítima. Na história, os anti-papas tiveram eleições ilegítimas. Vamos confiar no Espírito Santo os destinos da Igreja, pois “as portas do inferno jamais prevalecerão” (Mateus 16, 18).