Papa foi monitorado pela NSA, diz revista; agência americana nega.

Folha de São Paulo – Segundo informações da revista italiana “Panorama”, os telefonemas monitorados pela Agência Nacional de Segurança dos Estados Unidos (NSA) na Itália incluem o Vaticano e conversas do papa Francisco na época do Conclave.

“A Agência de Segurança Nacional não espiona o Vaticano. Afirmações de que a NSA alvejou o Vaticano, publicadas na revista italiana “Panorama”, não são verdadeiras”, afirmou a porta-voz da agência, Vanee Vines, em comunicado.

Entre os 46 milhões de telefonemas interceptados pela agência americana, estão, segundo a revista, aqueles realizados no Domus Internationalis Paulo VI, em Roma, onde o então cardeal Jorge Mario Bergoglio, 76, morava com outros clérigos.

Por outro lado, conforme já havia sido revelado pelo Wikileaks, o atual papa já era alvo da inteligência dos EUA desde 2005 por fazer parte das quatro categorias definidas pela NSA: intenção de liderança, ameaças ao sistema financeiro, objetivos de política externa e direitos humanos.

“Não temos informações sobre o assunto, e de qualquer modo, não temos nenhuma preocupação com isso”, afirmou o porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi, sobre as alegações da revista Panorama.

Tags:

6 Comentários to “Papa foi monitorado pela NSA, diz revista; agência americana nega.”

  1. Será interessante, Deus as vezes permite um mal para dele tirar um bem maior. Quem sabe conhecer melhor esse conclave pode ser de valia .

  2. Se eu fosse o Pe Lombardi estaria muito preocupado.

  3. Papa fala com Deus !

  4. O prêmio nobel da “paz”, Mr. Obama, representa realmente o Big Brother Light!
    Estamos vivendo, “ipsis litteris”, a obra 1984, de George Orwell.
    Preparemo-nos, irmãos, pois a Nova Ordem Mundial-NOW será implantada em breve.
    Bye bye liberdade (religiosa, econômica, militar, social…).

  5. Muito estranho..então Sr. Obama, já estava de olho em Bergoglio mesmo sem saber se seria Papa? Ou..será que sabia?