Vozes do inferno: a que ponto chega o ‘odium fidei’.

BUENOS AIRES, 25 de novembro de 2013, CNA / EWTN Notícias | Tradução: Fratres in Unum.com –  No domingo, 24 de novembro, durante sua reunião anual, as “autoconvocadas” – um grupo pró-aborto – agrediram jovens que defendiam pacificamente a parte externa da Catedral de San Juan, na Argentina, com insultos, pichações, toques físicos e cuspes.

O incidente ocorreu a despeito da presença de 600 policiais que estavam lá para garantir a segurança, em vista do risco de que as “auto-convocadas”, reunidas na cidade de 23 a 25 de novembro, repetissem os ataques a igrejas católicas perpetrados em anos anteriores. As igrejas do centro da cidade haviam sido cercadas com grades metálicas pelas autoridades.

Conforme informou o jornal La Provincia, da cidade de San Juan, algumas manifestantes “queimaram uma figura do Papa Francisco”, enquanto “outras giravam em torno da fogueira aos gritos.”

A maior parte das manifestantes, no entanto, “buscava um confronto com provocações em direção a uma fileira de católicos unidos em oração, que tentavam impedi-las de entrar na Catedral.”

Como se pode ver nos vários registros em vídeo, as promotoras do aborto, fazem pichações, insultam e cospem nos católicos que formam uma corrente humana e não respondem de outra maneira, senão com a recitação do Rosário.

A turba, entre os quais muitas mulheres com seios de fora, proferiu gritos como, por exemplo: “proíbem o aborto e são padres abusadores” ou “há estupradores nesses escalões”, enquanto empurravam e agrediam os católicos que formavam a parede humana do lado de fora da Catedral.

Conforme relatado por outros meios de comunicação locais, no dia 25 de novembro, as ruas de San Juan amanheceram repletas de pichações anticatólicas e a favor da prostituição.

Segundo Martín Patrito, diretor da plataforma “Argentinos Alerta”, a imagem da violência se repete, pois “a cada ano, centenas de mulheres se reúnem à guisa de debater, porém, sabemos bem que elas querem impor” .

Em declarações à ACI Prensa, Patrito disse: “A catedral estava protegida, assim como o resto das igrejas do centro da cidade. Até às 18:00h do domingo as manifestações eram pacíficas; elas  apenas gritavam e entoavam seus cânticos contra a Igreja, o Papa, o governo, os machistas e o que mais conseguissem conceber em suas mentes.”

No entanto, ao se depararem com um grupo de católicos que defendiam o acesso à Catedral, que não estava protegido pela cerca metálica, as ativistas pró-aborto ficaram furiosas.

“Foi aí que a fúria das fundamentalistas aumentou”, disse o membro do Argentinos Alerta.

“A discriminação no seu ponto mais alto: Insultos, cuspes, pichações, agressões, toques físicos. Um verdadeiro sábado das bruxas”, disse ele.

Patrito lamentou que “as queixas também atingiram o Papa Francisco, pois elas queimaram uma imagem que o simboliza enquanto cantavam ‘tirem seus rosários de nossos ovários’, ‘aborto legal no hospital’ e ‘se o papa fosse mulher, o aborto seria legal’”.

“O ódio à Igreja Católica é claro”, disse ele.

As pichações pró-aborto começaram a aparecer nas ruas de San Juan a partir do dia 22 de novembro, quando se denunciou que as ativistas pró-aborto atacaram duas religiosas que visitavam uma exibição da Caritas, tentando arrancar-lhes o hábito. O padre Romulo Campora, pároco da Catedral, também foi agredido.

Conforme informado pelo Argentinos Alerta, já na cerimônia de inauguração do Encontro de Mulheres “autoconvocadas”, em San Juan, um grupo de ativistas se propôs a “queimar a Catedral cantando ao ritmo de batucada”.

Tags:

26 Comentários to “Vozes do inferno: a que ponto chega o ‘odium fidei’.”

  1. Vamos ver do que as chamará o papa Francisco, pois aos católicos que rezavam o terço na catedral, os chamou de fanáticos…

    • Bruno, seu comentário é um escândalo! A diferença de situação É gritante. Misericórdia!

    • Concordo com o comentário do Sr. Bruno Luís Santana, só acrescento que os católicos modernistas já fazem tantas batucadas com suas musicas sem qualquer sacralidade que os católicos que querem combater a revolução sexual devem voltar para o canto gregoriano.

  2. Bom início de programa para a nova evangelização: por que não começar por evangelizar as autoconvocadas? Quem se habilita? Será que é a este “mundo” que a Igreja procura estar aberta?

  3. Cadê a polícia?? Tá ali só pra aparecer na foto? Credo!

  4. Este é o tempo de terríveis provas para os filhos de Deus, são provas de esperança e de fé, e também de caridade. Quem as fizer será bem recompensado. Quem desistir ficará em péssima situação. O que leva o mundo à destruição é a idolatria do pecado. Somente o pecado traz a destruição da humanidade.

  5. São Miguel Arcanjo!

  6. Com muito pesar e enorme sofrimento, desabafo aos leitores e editores do Fratres que desde que ví o nome do Cardeal Bergolio na lista da organização maçônica Rotary da Argentina, logo após ele ter sido nomeado Papa Francisco, tentei manter-me obediente e com amor ao novo papa, obedecendo às instruções de meu amado Padre Paulo Ricardo. Contudo, a profecia de São Francisco não me sai da cabeça e também o que está expresso do Catecismo a respeito dos erros finais que levarão à Igreja ao seu pior calvário. Com tristeza, mas também com alegria pelo cumprimento da revelação , ouso dizer que os erros ecumenistas e comunistas deste alto clero estão expondo os fiéis a este enorme sofrimento – para a glória de Nosso Senhor Jesus Cristo! Fico muito triste por tanta maldade e teimosia por parte dessas pessoas, mas por outro lado, como é bela a coragem dos santos mártires, esses jovens magníficos que a cada nova invasão e profanação nos contagiam com tanto amor Por Jesus e por Nossa Mãe Santíssima! Quem me dera um dia poder e ter a lealdade a Cristo e à Maria e defender a Santa Igreja desta forma… Sim, como eu gostaria de estar junto com esses jovens!

  7. “O meu rosário pode mais do que meus cem sermões” São João Vianney

    Infelizmente chegamos ao ponto que o ser humano perdeu o respeito por Deus, digo isso porque já não se “teme”, ao menos as penas de ofender a Deus, culpa disso parte da tibieza que enchem a Santa Igreja, digo dos membros. Se nós que somos de dentro, duvidamos do pecado, duvidamos a Justiça Divina, da Pureza, da Castidade, da condenação eterna; quanto mais essas pobres almas que se encontram empedernidas nas garras do demônio. Acredito que muitas dessas almas fizeram parte de movimentos católicos, grupos de jovens, festas católicas, etc, e agora perderam totalmente a dignidade humana, o pouco da imagem de Deus que resta a humanidade. De outro lado, vemos a Fé, o Amor a Deus, de um pequeno rebanho, que mesmo agredidos dentro da Igreja, por aqueles que deveriam defendê-la; agora são agredidos ao defender a Santa Igreja. Não cabe meio termo: ou estamos com Cristo e pesamos a cabeça da serpente, ou seremos pisados junto com a serpete.

  8. São Paulo, em sua Carta aos Romanos nos dá uma luz sobre a loucura que se abateu sobre a sociedade moderna:

    “Trocaram a verdade de Deus pela mentira, e adoraram e serviram à criatura em vez do Criador, que é bendito pelos séculos. Amém! Por isso, Deus os entregou a paixões vergonhosas: as suas mulheres mudaram as relações naturais em relações contra a natureza”.

    O movimento feminista é portanto outro efeito colateral da apostasia generalizada, da revolta declarada do homem contra Deus.
    O efeito não poderia ser outro: a mulher que foi criada por Deus pra ser companheira do homem, tirada de sua costela pra ser sua ajuda, sua alegria, seu complemento e mãe de sua prole, acabou por se tornar sua pior inimiga.
    A essa altura cabe aos homens se perguntar qual sua responsabilidade diante desse quadro desolador, pois São Paulo deixa bem claro que foi por causa da apostasia do homem, o qual foi criado por Deus pra ser cabeça da mulher é que a mulher também entrou em parafuso, mudando as relações naturais em relações contra a natureza.
    Lesbianismo é só uma dessas relações da mulher contra a natureza. Aborto é outra ruptura da mulher com seu instinto maternal. Abuso de drogas e alcool é a ruptura da mulher com seu instinto de auto-preservação tendo em vista a procriação.
    Quando se rompe o equilíbrio do espírito feminino gerando toda essa desordem, as potencias de sua alma que foram criadas para o amor, para gerar vida, proteger a cria e a família se invertem diabolicamente resultando no que vemos nas tais passeatas de vadias, ataques sacrílegos a igrejas, ódio a tudo que tem origem divina ou que soa como reprovação a seus desvarios.
    Infelizmente há organizações poderosas que há algum tempo se aproveitam da situação pra usá-las como fantoches a serviço de seus interesses.
    Essas mulheres são frutos de uma sociedade que há muito tempo rechaçou os direitos de Cristo Rey.
    Podem ter certeza que se muitas dessas mulheres tivessem crescido num lar onde havia um homem de verdade e de fé como exemplo, não estariam hoje na rua se prestando a esse papel ridículo.
    E digo mais: já vi muitas delas que depois de passarem anos militando em organizações feministas, acabaram se casando com muçulmanos fundamentalistas que lhes meteram um véu na cabeça e agora ficam só em casa cuidando dos filhos. A salvação da mulher é o homem…e paradoxalmente também a causa de sua ruína.

  9. Magnífica e exorcística resistência! Urge a pregação exorcística para colocar por terra esses demônios. Essas mulheres não são seres humanos normais, são possessas!

    Um grupo de pessoas como os resistentes e defensores da catedral de San Juan são a honra de um país.

    Parabéns!!!

  10. Ebrael, a polícia alegou que não podia fazer nada porque “elas são mulheres”.

    Igualdade, senhoras e senhores!

  11. O Brasil vai pelo mesmo caminho… mas tenhamos sempre em mente, como bem colocou nossa amiga Adriana acima, que tudo converge para a maior glória de Deus.

    Recentemente vi, em uma transmissão de Aparecida, a participação do Lions em uma Missa, inclusive com os estandartes ( ora, o Lions é um braço do Rotary, ambos maçons ).

    Bato e baterei nessa mesma tecla: ao mesmo tempo em que devemos rezar o Rosário, deveríamos, de alguma forma, nos organizarmos, a começar pelo estabelecimento de uma boa comunicação.

    Não quero me arvorar em mestre mas apenas constatar um fato, já muito bem colocado por São Bernardo: ‘saber que tudo depende de Deus, agir como se tudo dependesse de nós’.

    Enquanto nos dividimos cada vez mais, sob bandeiras cada vez mais específicas e nem sempre muito nobres, o estandarte da Cruz fica por assim dizer menos vigiado, protegido… não o fica de fato, como se vê pelo vídeo.

    Os inimigos de Deus sabem ‘fazer ecumenismo’ quando se trata de atacar a Igreja de Deus: não defendo aqui uma espécie de ‘tradiecumenismo’ mas, sim, um consenso em torno da Verdade.

    O maior gesto de Caridade que possa existir é nossa adesão e submissão à Verdade de Deus, Sua Doutrina e Sua Moral, que é imutável.

    Deus nos ajude no bom combate, por Maria.

    Um grande abraço a todos,
    Conforme o exemplo de São José,
    Nos SS Corações de Jesus e Maria.

  12. De um lado, ficamos chocados com a fúria demoníaca das abortistas, e oramos e agradecemos a Deus pelos heróicos católicos que estiveram ali para defender a Igreja e sofrer todo tipo de ataques, mostrando ao mundo que nossa resposta é a caridade. De outro lado, agradeço a Deus pela burrice delas, que, se queriam sensibilizar a sociedade para a defesa do aborto, acabaram atraindo o horror de todos.

  13. O estado moderno dito laico – além de embriagado e enlouquecido no pecado, o que é óbvio – não é sério, nem sincero, nem verdadeiro aos fins que diz perseguir, pois não cumpre os valores que afirma respeitar: tolerância, respeito ao direito individual, liberdade religiosa, um estado de direito onde se busca o respeito às leis. Quem se engana com esses mentirosos? Onde está o Estado em situações como essa? Qual punição humana essas desgraçadas vão receber? Mais interessante, esses encontros são patrocinados pelo governo, assim como as vadias aqui no Brasil.

    Pior que isso só as autoridades católicas não repudiarem isso publicamente em alto e bom som, exigirem que o governo cumpra seu papel e exporem quem está por trás desses “encontros” para toda a população. Nada pior do que traidores, e dentro dessa categoria, nada pior que aqueles que traem a Deus. Criaram esquemas mentais para esconderem sua covardia, “não respondo porque deus é amor”. Que vão provar a todos a sinceridade desse pensamento indo dar a cara a tapa em manifestações como essa. Cheguem lá com as vestes religiosas (mesmo que nunca usem). Que ao invés de fazerem vista grossa aos ataques contra a Igreja em nome de um suposto e sentimental amor, que aceitem as agressões contra si e saiam falando a mesma coisa. Aí acreditarei na sinceridade dessa conivência e passividade (e mesmo assim continuarei considerando errada, molenga, tola, pecaminosa).

    Tudo isso só traz indignação e perplexidade.

  14. È o final dos tempos mesmo! Estas agressões à Igreja e ao Papa, esta perversão, esta exigência de liberar o aborto e a prostituição é coisa do demônio, que está desesperado para vencer Jesus e Nossa Senhora. ” O mal não prevalecerá contra ela”, mas teremos muito sofrimento.

  15. Caros Alexandre V e André C.A,

    Os comentários de vocês expressam exatamente o que penso. Sou devota de São Bernardo de Claraval e tenho inclusive conversado sobre a importância de São Bernardo para a defesa da Europa e da Cristandade com amigos portugueses, que também estão assustados com a violência política que resoluções comunistas têm sido imposta ao povo português. Como o Carlos C.A chamou a atenção, uma das razões mais responsáveis para o avanço destas agendas no meu entendimento é um distorcido “discurso do amor” cobrado aos católicos por certos bispos que hoje ocupam postos de comenado na Igreja, como se o amor à Cristo e ao seu povo não devesse ser o Amor à Verdade de forma plena em defesa da Sã Doutrina e do Magistério Apostólico de 2000 anos. O lema de São Bernardo citado por Alexandre V é vital para o momento que estamos vivendo. Gostaria de dizer também que percebo outra realidade gravíssima que é o aparelhamento obscuro da “linha de frente” da defesa dos católicos. Nesse sentido, repito as palavras de Alexandre V de que é necessário que consigamos criar uma comunicação direta entre os católicos que estejam dispostos a se unir pela defesa da Igreja no Brasil. Deixo aqui meu email, caso desejem dar prosseguimento a estas reflexões: nana7893-nana@yahoo.com.br
    Salve Maria!

  16. Essa situação chegou onde chegou por culpa dos próprios católicos.

    Quem mandou apoiarem a igreja conciliar que nunca nos apoiou, e nem apoiará a gente.

  17. Mártires do século XXI…

  18. Parem com essa bobagem de fim dos tempos. Chegou a hora de reagir. Dentro da lei. Já ouviram falar em legítima defesa?

  19. É com esses excrementos de satã que o Papa quer dialogar?
    Elas não fanáticas, certo? Os que rezavam o rosário dentro da Catedral protestando, dignamente, contra a profanação da mesma por mais um ato dos trocentos que ocorreram e ocorrem, que poderia ser feito em qualquer lugar, menos num local onde se oferece o Sacrifício Daquele que os judeus não aceitaram e não aceitam são fanáticos, não é????
    É….
    O famoso diálogo com o mundo preconizado pelo Vaticano II mostra os frutos que deu…
    Ó Maria concebida sem pecado rogai por nós que recorremos a vós!

  20. Só consigo pensar que estão essas feministas militantes, possuídas mesmo. Esse ódio que elasentem por tudo que se refere a Deus não é simples assim, são movimentos altamente organizados e patrocinados por grandes grupos, com o interesse óbvio de destruir a fé, a crenças pessoais….Lamentável. Tá claro querem acabar com a única instituição que é a favor dos valores familiares. Aumente as famílias e terão uma nação de respeito e cidadania.

  21. Parabéns ao valor desses jovens e o sangue-frio. Porque que dá vontade de dar umas “bifas” nesse pessoal, ah dá!

  22. Está claro que isso parece ser incentivado pelo próprio governo comunista. Como está claro, também, que os católicos só conseguiram passar bem pela terrível prova devido a uma graça especial de Deus. Afinal, são combatentes dirigidos pelo demônio , de um lado, contra apenas a resistência pacífica do outro lado. Que heroísmo! No seu lugar eu teria (erradamente?) reagido físicamente.

  23. E sabe o que acontecerá com quem fez nisso? Nada, pois a Argentina é um governo totalitário e anti-cristão, como no Brasil. Isso não demorará muito a ocorrer por aqui, uma Igreja foi queimada em Campinas esse dias… tempos difíceis irmãos, peçamos a Deus que aumente a nossa fé.