Agenda gay e do aborto foram derrotadas no Parlamento Europeu.

MADRI, 12 Dez. 13 / 08:00 am (ACI/EWTN Noticias).- O “Relatório Estrela”, como se conhecia a “Proposta de Resolução sobre Saúde Sexual e Reprodutiva e Direitos Afins”, que tentava impor a agenda gay e do aborto na Europa, foi rejeitada pela segunda vez pelo Parlamento Europeu no dia 10 de dezembro. Os defensores da vida e da família celebraram o fato como um triunfo dos valores não negociáveis.

O documento rejeitado pelos parlamentares europeus promovia na Europa a distribuição obrigatória de preservativos para crianças, o aborto livre e gratuito para as adolescentes, a livre eleição do sexo e a identidade sexual da infância e a educação sexual com perspectiva ideológica de gênero.

O Plenário da Câmara do Parlamento Europeu, ao rejeitar o “Relatório Estrela”, que recebe o nome da parlamentar socialista Edite Estrela, promotora do projeto, foi rejeitado assinalando que “a formulação e a posta em prática de políticas sobre direitos de saúde sexual e reprodutiva e sobre a educação sexual nas escolas são uma competência dos Estados membros”.

Esta resolução foi adotada por 334 votos a favor e 327 contra. Houve 35 abstenções.

O parlamentar europeu Jaime Mayor Oreja, que liderou a rejeição do “Relatório Estrela” assegurou que “vamos somando vitórias passo a passo, não se pode ir de zero ao infinito. Já há um novo relatório, inclusive a famosa expositora Estrela disse que evidentemente ela retirava o nome desta proposição”.

“Isso significa que eles se sentem, como é lógico, derrotados”, indicou.

Com esta derrota, os promotores do aborto não poderão impô-lo como um “direito” na Europa.

As organizações HazteOír e CitizenGo lançaram alertas recolhendo assinaturas, e conseguiram que milhares de cidadãos europeus se mobilizem para com êxito deter o “Relatório Estrela”.

Tags:

8 Comentários to “Agenda gay e do aborto foram derrotadas no Parlamento Europeu.”

  1. Nem tudo na Europa parece estar perdido, graças a Deus. Rezemos para que não aprovem essas propostas malignas contra o plano de Deus.

    A Austrália, na área da capital, proibiu o “casamento” gay nesta semana também. Peçamos a intercessão de Nossa Senhora para que nos outros lugares, incluindo o Brasil, onde pecados como esse são permitidos, façam o mesmo que a Suprema Corte da Austrália ao proibi-los.

  2. É interessante que notícias como estas não são divulgadas nos telejornais. Lembro que quando a França aprovou a sodomia, em todos os lugares davam destaque, e depois só diziam que a população era contra os protestos que reuniam 1 milhão de católicos em defesa da família tradicional.

    É de se lamentar por quem controla os grandes meios de comunicação propagar tão grandes erros, e de se lamentar mais ainda que essa mesma mídia aplaude um papa!

  3. É impressionante a obstinação dos maus em querer aprovar o aborto, o homossexualismo e tudo que não presta! Mas nós não ficaremos calados!

  4. Isso confirma o que eu afirmara, na semana passada, em meu pronunciamento na Câmara dos Deputados: “E o que está acontecendo hoje, é que lá, como também nos Estados Unidos, está havendo um forte movimento, de crescente capilaridade, para rever as legislações que lá impuseram o aborto, a eutanásia, o homossexualismo, etc.: http://youtu.be/97EnsLrN64Q

  5. Só estão se dando conta do horror da agenda pró-gay e pró-aborto, em poucos anos de legislações vigentes fez ressentir o quão venenosas são essas soluções, o quão elas enfraquecem e combalem a saúde da sociedade. Deus queira que o Ocidente acorde a tempo de rever as linhas desse suicídio civilizacional, que, sob a escusa de defender a “dignidade do homem”, apenas viola e ofende a vida humana. Que cada vez mais se faça barulho para reverter essa agenda maligna que ameaça toda a sociedade. Cedo ou tarde a mídia secularista e anti-cristã não poderá mais ignorar um movimento cada vez mais organizado e amplo de refutação ao progressismo ateu, utilitarista, consumista e hedonista.

  6. Permita Deus que, pela intercessão da Santíssima Virgem, bem como de São bento, Padroeiro da Europa, exceção não vire regra. Agora falta restaurar a importância do cristianismo para a Europa, uma vez que muitos pretendem extirpar essa memória fundante daquele continente. Virgem de Fátima, olhai pela Europa. Virgem de Guadalupe, velai pelas nossas Américas.

  7. Votação apertada… vigiemos e oremos com Cristo, por Maria.