Gregório Duvivier, um palhaço!

Por Boca Bendita – Fratres in Unum.com

Caro Gregório Duvivier, criador do portal de humor Porta dos Fundos,

Tomei conhecimento de sua “carta aberta” ao Cardeal Dom Odilo Pedro Scherer, publicada na madrugada de ontem, 13 de janeiro, em sua coluna da Folha de São Paulo. Como se já não bastasse a publicação de uma série de vídeos em que você e seus amiguinhos palhaços escracham a Fé católica, abusando da “liberdade de expressão”, você vem agora humilhar publicamente a Igreja na pessoa de uma eminente autoridade eclesiástica, a qual muito moderadamente julgou  apenas ser de “mau gosto” um dos vídeos-lixo que vocês produziram. Gregório, Gregório, como você deveria saber, “péssimo mau gosto” foi pouco, bem pouco mesmo… Foi o já enjoativo “mamão com açúcar” da Igreja da segunda metade do século XX. Fiquei surpreso, ao ver, no entanto, como esse “pouco”, esse “mamãozinho”, foi suficiente para que você mostrasse os verdadeiros dentes de sua tolerância, não no simpático sorriso do palhaço bonzinho, que você finge ser, mas no ato de fúria, irracional e incoerente, do palhaço de terror que você realmente é.

Gregório (esquerda) e seus amigos palhaços do Porta dos Fundos.

Gregório (esquerda) e seus amigos palhaços do Porta dos Fundos.

Em primeiro lugar, palhaço, a Igreja Católica, fundada por Cristo há dois mil anos, não julgou “gostos” ao longo da história. Ela julgou doutrinas, ideias, unindo a Fé à razão e a razão à Fé, coisa que, muito provavelmente, você ignora, palhaço, porque nunca teve a oportunidade ou a coragem de estudar, honesta e seriamente, algum livro de apologética tradicional. “Redundo” para que você entenda, palhaço: a Igreja nunca julgou gostos, meras preferências, mas ideias e fatos, e isso por meio de um sistema doutrinário robusto e coerente, que é, hoje, ignorado de uma maneira monstruosamente preconceituosa.

Por isso, palhaço, se você entendesse de ideias e de fatos 0,000000…1% do que você entende de métodos de escárnio, você saberia que nunca esteve, nem está, em boa companhia; em vasta, não nego, até porque é o número que faz a “verdade” e o seu sucesso hoje, palhaço: é o número que, em nossos dias, grita “a verdade não existe”, sem notar a contradição inerente a essa formulação, fazendo “verdade” essa falsidade.

Você, palhaço, aponta, como uma de suas boas companhias, a figura clichê de Galileu Galilei (1564 – 1642). De novo, Galileu! De novo! Ora, Galileu foi um obsessivo, incapaz de provar aquilo que pretendia. Essa é a verdade histórica, que diversos estudiosos já demonstraram, mas que não chega, como seu riso escrachado e “escrachante”, palhaço, às massas. O heliocentrismo só foi científica e definitivamente demonstrado por meio de uma prova ótica, que foi dada apenas em 1741, quase cem anos após a morte de Galileu, prova essa que a Igreja acolheu, seu palhaço. Se você conhecesse um pouco de história, você saberia disso. Você saberia que Galileu não provou nada com o movimento das marés. Você saberia que ele, na verdade, tinha, inclusive, inspirações pouco científicas para seu heliocentrismo, assim como Copérnico o qual, em sua defesa da centralidade do Sol, invocava a autoridade de Hermes Trimegisto! Mais: você saberia que a Igreja, na pessoa de São Roberto Belarmino, mostrou-se aberta a receber as provas do heliocentrismo, de modo que, uma vez provado esse sistema, seria necessário compreender as Escrituras de modo correto, com base nas novas descobertas; você deveria saber que Galileu foi condenado ao silêncio, não por defender o heliocentrismo como hipótese, mas por afirmá-lo como cientificamente certo, sem base para isso, causando perturbações. Naquelas circunstâncias, Galileu que, além disso, poderia ter sido condenado por outras heresias suas, que afetavam, por exemplo, a fé na Eucaristia, foi silenciado, por causa de seu heliocentrismo não demonstrado, por prudência.

Aliás, é muito interessante a menção que você, Palhaço Gregório, ignorante de história, fez ao diálogo fictício entre Salviati, Simplício e – você não o citou – Sagredo. Muito interessante! De fato, Galileu, incapaz de provar o heliocentrismo cientificamente, recorreu ao riso e à ficção no Diálogo sobre os dois principais sistemas do mundo, que foi publicado em 1632, um ano antes de sua segunda condenação. Não é impressionante como a tática não muda, seu palhaço?! Assim como seus vídeos-lixo, Galileu, sem provas, sem argumentos, teve de recorrer ao humor; a diferença é que “a liberdade de expressão”, naquela época, não estava a serviço da tolice e da injustiça.

Você não sabe nada sobre o caso Galileu. Nada. Você é apenas um palhaço que repete clichês. E, se esse livro de Galileu, intelectualmente não convincente, foi um sucesso retumbante, como você diz, tanto pior, e teria sido pior ainda se Galileu não estivesse correto em seu objeto, como a Igreja reconheceu, quando teve provas, de fato, científicas. O sucesso do humor nem sempre é bom, palhaço Gregório, nem sempre; seu sucesso, por exemplo, que serve à veiculação de tolices, é péssimo; o riso e a fantasia que você e seus amiguinhos palhaços criam provocam apenas para vocês e para o público que vocês envenenam o efeito de certeza, ao mesmo tempo em que ofendem a fé de muito católicos, inclusive daqueles que poderiam simplesmente destruí-los com argumentos.

Para sua informação também, Giordano Bruno não foi queimado por acreditar que o universo era infinito em sentido científico; ele não foi um mártir da ciência, exatamente como se tenta apresentar Galileu. Vá estudar um pouco de história, palhaço. Vá estudar: ele, ex sacerdote dominicano, foi condenado por causa do pensamento mágico, de tradição hermética, cabalista e esotérica, que ele cultivava. Não tem nada a ver com ciência, mas com heresia, seu palhaço!

Aliás, Giordano à parte, se você tivesse um pouco de inteligência real e conhecesse um pouco de filosofia, para além de suas chocarrices, você se daria conta de que nem você, palhaço, acredita que o universo seja infinito. Caso contrário, você teria de negar a teoria do Big Bang, pois, por definição, o que tem um começo não é infinito! E isso sem considerar que a física contemporânea demonstra que o universo está se expandindo; ora, se é assim, ele não pode ser infinito, porque o infinito, por definição, não pode se expandir, seu palhaço!

Por fim, a Igreja não absolveu a pessoa de Galileu, que não provou nada. Ela não absolveu Galileu por sua defesa do heliocentrismo. Ela reconheceu os erros de alguns de seus teólogos que, na época, diferentemente de São Roberto Belarmino, foram “incapazes de dissociar, de uma cosmologia milenária, os artigos de fé” e que “julgaram erroneamente que a aceitação da teoria de Copérnico poderia abalar a tradição católica, de modo que era seu dever proibir que ela fosse ensinada”.

Palhaços como você, Gregório, têm é sorte de lidar com uma Igreja que procurou se conciliar com o mundo depois do Concílio Vaticano II (1962 – 1965), que é responsável, em parte, pela crítica leve de Dom Odilo a vocês, mas nem com essa conciliação vocês se satisfizeram! Vocês querem mais! Muito mais! Não podemos nem reclamar do “péssimo mau gosto” do lixo idiotizante que vocês produzem! Depois da liberdade religiosa, do ecumenismo, da colegialidade, vocês querem agora que a Igreja – não o mundo, mas a Igreja, a qual hoje já está separada do Estado moderno – vocês querem que a Igreja aprove o sacerdócio de mulheres, o uso de métodos contraceptivos – que o Estado já permite e já fornece –, o aborto – que o Estado já provê –, a prática homossexual – que o Estado já permite e tende a oficializar –, a eutanásia – que, em processo coerente, está para ser autorizada –, e as pesquisas com células-tronco embrionárias (porque é somente contra essas que a Igreja é contra), hoje já realizadas.

Seu palhaço, não interessa que você julgue de “mau gosto” que a Igreja, hoje reduzida, em termos políticos, a mais uma das forças sociais, seja contra essas ideias. Não interessa. E é incoerente que você esculhambe Dom Odilo e, por extensão, a Igreja, com argumentos historicamente falsos, só porque ele julgou um de seus vídeos de “mau gosto”. Por coerência, palhaço, você deveria respeitar essa “opinião” do Cardeal e não incitar um verdadeiro linchamento moral contra ele. O que fica patente em sua atitude é sua falsa tolerância, seu falso respeito; fica patente que o que você quer mesmo, palhaço, é a completa destruição da Igreja.

Saiba, no entanto, que você, palhaço, não é somente incoerente em sua reação à Dom Odilo. Você está errado na questão de fundo mesmo! Muito errado.

Além de se meter onde não é chamado, você deveria se despir de sua arrogância palhacesca e estudar o mínimo de teologia antes de se posicionar sobre o sacerdócio de mulheres, o mínimo. Seu palhaço, foi Cristo que fundou a Igreja, e a fundou com doze apóstolos, e os fez sacerdotes. Foi assim que Cristo instituiu sua Igreja, foi assim que Ele estabeleceu a Tradição de sacerdotes homens, foi assim que foi por dois mil anos e é assim que deverá ser até o final dos tempos. Mesmo não acreditando na divindade de Cristo, qualquer idiota, que não seja palhaço, pode ser capaz de entender o porquê de a Igreja ter motivos doutrinários para não ordenar mulheres; só os palhaços não entendem, ou fingem que não entendem, porque querem destruí-la por meio da destruição de sua Tradição, que remonta a Cristo.

Você também deveria entender um pouco de filosofia, um pouco de lei natural e saber que a moral católica sobre o aborto, a eutanásia e a sexualidade em geral não está somente baseada na Revelação, na Fé, mas em dados da razão natural. Toda a moral católica está voltada à preservação e à promoção da vida, intelectual, moral e física, dos indivíduos e da sociedade. Por isso, “não mentir”. Por isso, “não matar”. Por isso, “não roubar”. Por isso, “guardar a castidade”, o que implica ter apenas relações sexuais naturais, abertas à vida, caso em que não se enquadra a relação homossexual. Você, palhaço, é um palhaço de terror, em favor da morte e da esterilidade. É um palhaço de terror, que não se importa que seres humanos sejam friamente gerados em laboratórios, fora de uma relação natural de amor, para que suas células sejam manipuladas, para que os usemos e os descartemos, matando-os, e tudo isso para servir à saúde ou à mera estética de um ser humano mais forte. Você, um palhaço de terror, tem o “péssimo mau gosto” de que os fracos – os fetos, os inválidos e os idosos – sejam descartados. Você, palhaço, não respeita a vida, não entende a vida. Você não sabe nada e não ama nada, só a seu umbigo e a seus interesses, o que inclui seu “cascalhinho”, seu palhaço.

Palhaço Gregório, Gregório palhaço, você não sabe nada sobre o que mencionou em sua carta aberta a Dom Odilo: você não sabe teologia, você não sabe filosofia e você não sabe história. Você não se harmoniza sequer com a liberdade que prega, seu palhaço: você, ateu, sequer é coerente e respeita a liberdade da Igreja Católica de estabelecer suas regras internas; você, relativista, sequer foi coerente e respeitou a opinião do Cardeal Dom Odilo, cuja reputação você visou a matar na nova arena da opinião pública, formada pela burrice de palhaços como você, e que tem um grande poder de divulgação, dada nossa sociedade idiotizada.

Gregório, Gregório, milhões podem rir de suas piadas e julgá-lo inteligente por elas; admita, nem que seja para você mesmo, no entanto, que você só faz sucesso na sociedade idiota e relativista (redundância de estilo) em que vivemos; não temos mais mestres, pensadores sérios, como guias, mas palhaços como você, considerado um “formador de opinião”, cujo riso é o riso irracional das hienas (ou dos macacos, seus ancestrais) e que vem, com sua baba e com seus dentes, trazer a morte para a sociedade brasileira: intelectual, moral e física.

Palhaço, fique com a boa companhia dos idiotas, inclusive dos idiotas antigos, como Galileu! E, sem qualquer capacidade de reflexão e de transcendência, se preocupe mesmo com seu “cascalhinho”: quem sabe você leva um pouco dele na gaveta de seu caixão, ao qual você poderá chegar, a se considerar o avanço da loucura de nossos tempos, realimentada por palhaços como você, legalmente “eutanasiado”, já que não foi legalmente abortado.

Boca Bendita

Brasil, 14 de janeiro de 2014

100 Comentários to “Gregório Duvivier, um palhaço!”

  1. Parabéns , pela resposta contundente.

  2. Não perdi meu tempo em ler a “carta aberta” em questão e pelo texto acima fiz bem. Entretanto, não assino embaixo desse texto por conta das ofensas ao autor da carta aberta (rebaixar-se em ataques a alguém que utiliza ataques ainda mais baixos) e da visão limitada sobre o Concílio Vaticano II.

    • Estou realmente feliz pelo texto que acabei de ler. E creio que ainda foi pouco, para uma pessoa que não acredita em nada, não busca compreender nada só criticar com falsos argumentos. Nossa igreja é una, santa, católica e apostólica. NUNCA VAMOS DEIXAR NADA NOS ABALAR!

    • Sr. Pedro, temos que defender sim a igreja de Jesus Cristo, e falar a mesma língua para que entendam bem a ofensa cometida, saíamos de cima do muro, Jesus nos consola por tudo isso que o palhaço faz

  3. Meus parabéns, ele realmente merece esse tipo de resposta pela ofensa a Dom Odilo que representa a esposa de Crsito.

  4. Oque mais me agradou no texto acima é que mesmo na “ofensa” a Gregorio Duvivier, não houve ofensa, uma vez que a profissão dele, é realmente de Palhaço.

    • Nisso você não está correto, nem todo humorista é palhaço, nem todo ator é palhaço. O infortúnio desta retórica ao meu ver, como palhaça que sou, é ter usado o conceito “palhaço” como tentativa pejorativa de ofensa. Eu não o considero um palhaço, apenas um humorista qualquer. Chaplin era palhaço, Buster Keaton era palhaço, Os Trapalhões eram palhaços, Oscarito e Grande Otelo eram palhaços. Usar este termo de um ofício tão digno e de pessoas tão sensíveis e inteligentes para designar o trabalho do Porta dos Fundos, é quase que reduzir a classe dos palhaços à insignificância e a zombaria.

  5. Apenas gostaria que essa sua resposta também aparecesse na coluna onde o palhaço divulga sua total falta de conhecimento sobre a matéria que escreveu, isso é possível? É uma forma de apresentar o quão superficial esse palhaço é!

  6. Palhaços que querem EMITIR opinião de valor e influenciar a sociedade precisam ser tratados é desta forma mesmo! Muito bom!

  7. Muito bom …
    Continuem assim
    Obrigado

  8. Ainda bem que houve essa resposta ao meu ver uma resposta muito mansa, felizmente ou infelizmente a Igreja não pode descer ao nível de seus algozes.

  9. Minhas reverências ao Sr. editor desta carta. Falou por milhões !

  10. Nossaaaaaaaaa, o cara escrachou. Adorei. Quem fala o que quer, ouve o que não quer.

  11. Bravo!

  12. Falou bem e ainda falou pouco! Pobre Gregório Palhaço! Péssimo como ator, péssimo colunista, ótimo idiota que lidera idiotas com uma fisionomia que expressa quanto imbecil é a nossa sociedade!

  13. Excelente! O Gregório poderia bem “vivier” sem essa, mas não quis! Tome!! Saia pela “porta dos fundos”… palhaço!

  14. Até os mundanos e que pouco estão ligando para a figura Régia de Nosso Senhor Jesus Cristo comentam que os humoristas estão sem humor. Quanto aos atores sejam humoristas ou não, agem como um bando de retardados sejam nas novelas, sejam na vida real.

  15. Ao ataque irmãos! Recomendo a todos o artigo publicado no site da Permanência sobre o caso Galileu: http://permanencia.org.br/drupal/node/876

  16. Parabéns!
    O texto representa milhões de católicos.

  17. Eu penso o seguinte. Em termos de estratégia política é um tiro no pé processar humoristas.
    Agora, quanto a este artigo do Gregório, que aí sim alguém deveria entrar na justiça contra a Folha de São Paulo pedindo direito de resposta e indenização pelas calúnias, difamações e injúrias publicadas pelo humorista, aí provavelmente ninguém vai fazer.

  18. Boa resposta.
    Interessante também que notemos o baixíssimo nível em que chegou a Folha de São Paulo, mantendo um colunista que usa esse espaço para atacar desafetos.

  19. obrigado pela aula mas
    não se responde ao que esse gregório escreveu
    argumentos se opõe a argumentos
    e ele não apresentou argumentos
    não porque o teor do tal argumento seja falso
    fruto de ignorância real ou fingida (mas sempre celebrada)
    mas porque antes de não haver argumento não há tese
    o que motiva o comicozinho a escrever? é mais um deboche
    com uma sugestão de superioridade intelectual e moral
    ele quer o direito de debochar sem que o debochado possa sequer reclamar,
    humor corajoso esse

  20. Li a insolente carta aberta do palhaço Gregório “Morrier”, mas não li a declaração do cardeal Scherer. Penso contudo que, se dom Odilo classificou apaticamente como “mau gosto” uma blasfêmia e sacrilégio contra Nosso Senhor e sua Mãe Santíssima (sim meninos, eu assisti, insinua-se lá que Nossa Senhora era promíscua), o tíbio arcebispo mereceu também ser alvo das piadas infames do bufão Gregório. Ora, dom Odilo Scherer, blasfemar contra Nosso Senhor e contra a fé de toda uma sociedade não é algo de “péssimo mau gosto”, é muito mais que isso! Mas vivemos os tempos em que as pedras gritam, porque os sucessores dos apóstolos não gritam mais. Parabéns à Boca Bendita, seja de que rosto for, pela resposta à altura. Com essa gente se lida assim, e daí pra baixo!

  21. Eu sinto orgulho – uma pontinha – por não conhecer esses palhaços. Aliás, minto… O único que conheço é esse bobalhão que está sentado… Mas também tive o desprazer de conhecê-lo recentemente e sem saber nada sobre sua origem e sua ‘atividade profissional’, logo deu para perceber que era um sujeito que se esforçava muito para tentar ser engraçado, mas sem talento algum, chegando a despertar aquele sentimento de vergonha alheia na gente e a tentativa de descobrir como pessoas sem talento como ele tem espaço na mídia e na televisão. Pesquisei no google agora… Fábio Porchat é o nome da vergonha.

    Mas apesar de saber pouco, já nesses dias eu vinha tomando conhecimento pela internet desse grupo que escarneceu da fé católica. Mas desconhecia o nome de seus integrantes e o conteúdo do vídeo…

    Enfim… é mais uma vez os leigos a saírem em defesa de Nosso Senhor e de sua Igreja. Defendem-na porque acreditam nela… e o ‘bom combate’ pela fé e pela santa Igreja é proporcional ao amor que as pessoas tem por elas… quem pouco ama – ou finge que ama – é natural que fique em silêncio…

  22. Parabéns! Sensacional!
    Só esqueceu de mencionar que o “palhaço”, além de (tentar ser) palhaço é bandido:

    Artigo 208 do Código Penal:

    “Dos Crimes contra o sentimento religioso: Ultraje a culto e impedimento ou perturbação de ato a ele relativo. Escarnecer de alguém publicamente, por motivo de crença ou função religiosa…”

  23. Lembrei agora daquela máxima do Reinaldo Azevedo, pelo menos foi de seus escritos que tomei conhecimento, que diz que escarnecer da Igreja e de Jesus no Ocidente é para covardes… Só os corajosos escarnecem do falso deus alá ou Maomé em um país muçulmano.

  24. É triste ver como o lixo da “carta aberta” do Palhaço tem mais de 15 mil curtidas no site da Folha… Eles ganham no grito! Nós, católicos, deveríamos “gritar” também! Precisamos unir nossas forças!

  25. Avante, soldados de Cristo!!
    “…as portas do inferno não prevalecerão.”

  26. Gostaria de agradecer a todos as mensagens de parabéns pela resposta ao Palhaço. Elas são um grande incentivo. Agradeço também ao Editor do Fratres in Unum pela aceitação do texto.

    • Pôxa, faz tempo que não me dou ao trabalho de ler textos longos. Mas, este me atraiu, do começo ao fim, não somente pela resposta clara e direta ao palhaço idiota, mas pelos conhecimentos que a mim também proporcionou e, com certeza me valerão para outras ocasiões em que virei a defender a Igreja (Santa e pecadora – porque ainda não perfeita como seu Fundador).

    • Nós que te agradecemos meu caro pela boa e sábias palavras. Que Deus o abençoe sempre.

  27. Ultimamente os palhaços que realmente me incomodam são os palhaços de dentro. Alguns, ignorando a alta dignidade a que foram chamados se rebaixam e ainda rebaixam a Igreja ao usarem um nariz de palhaço enquanto vestem o hábito clerical.
    Outros cometem a irreverencia e o sacrilégio de encenar uma Missa vestindo fantasia de palhaço enquanto transformam altares em picadeiros. Ou vão me dizer que aquelas “show-missas” de puro mau gosto no Santuário de Aparecida não são uma verdadeira palhaçada?
    De gustibus non est disputandum!!! Se até aqueles que ocupam postos de autoridade na Igreja zombam e menosprezam a fé dos Apóstolos, riem de devoções da piedade popular como o Santo Rosário, as Ladainha e as Procissões, fazem piadinhas a respeito do uso do véu e das genuflexões, seria esperar demais que os palhaços de fora ainda tivessem algum respeito ou reverência pela Igreja e pela Fé Cristã.

  28. Muito obrigado pela resposta ao palhaço!

  29. Sr. Gregório Duvivier, um indivíduo formado em Letras, pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (no ano de 2008)… Um indivíduo pego na adolescência, pela polícia militar, fazendo uso de entorpecentes… Não satisfeito com a insignificância de sua carreira medíocre no mundo das Letras em si, meteu-se pelas veredas das artes cênicas, onde, na categoria da comédia, insiste em destilar sua completa falta de talento por meio de roteiros sem graça e a tal ponto sem inspiração, que ele apela por descambar no ataque às instituições, muito especialmente, com particular pertinácia, na busca por atingir os paradigmas da Santa Igreja. Criar polêmicas e fomentar controvérsias…Conhecido e sórdido expediente, para, de maneira escusa, chamar a atenção e ganhar notoriedade. Tudo isso, no caso em questão, com o mais alto grau de cinismo, alicerçado sobre o generoso acréscimo de umas boas doses de desonestidade e falseação histórica. Expedientes muito próprios de seres destituídos de valores éticos e morais. Pessoas que, tanto quanto, lamentavelmente revelam desconhecer o respeito, a consideração e a reverência, se mostram, por outro lado, dominadas pelo mau caratismo, insignificância e mediocridade. Quem diria que o renomado periódico “Folha de São Paulo”, que já teve a honra de ter como articulista, ninguém mais ninguém menos, que o inolvidável Dr. Plínio Correia de Oliveira, viria agora se prestar a tão vergonhoso papel de trazer a lume as sandices desferidas por tamanho desclassificado. Realmente, muito decepcionante mesmo… Mas é isso, assim como quem faz papel de palhaço, faz jus a ser assim desta forma chamado, também quem se comporta como moleque merece nada mais que o título que lhe convém. COPIOSAS ORAÇÕES E ESPECIALMENTE MUITA PENITENCIA, PELA CONVERSÃO DESTE INFELIZ.

  30. Gregório (Palhaço) se entregou ao mundanismo desenfreado e bestialmente, alegou ser ateu e provavelmente, desde o berço, não teve amor! Mereceu cada palavra escrita! Parabéns pelo texto!

  31. Para BOCA BENDITA. O meu sincero aplauso às palavras que escreveu sobre o palhaço GREGÓRIO ou para o GREGÓRIO PALHAÇO, que julga ser o rei dos Palhaços – e se calhar é… – mas nestes palhaços que existem nos circos ele de certeza que NÃO CABE. Por isso, trabalha sozinho com meia dúzia de energúmenos que lhe acham graça. Desejo efectuar a transcrição deste texto para o meu blogue VAMOS LÁ SABER COMO É… http://vamoslasabercomoe.blogspot.com – para o que lhe solicito a devida autorização. Obrigado pela atenção que me conceder.

  32. Creio que Dom Odilo teve o que mereceu, afinal todo mundo sabe a que ponto chegam os tolos formados por esta geração se são tratados com mimos ou com tanta moderação como os tratou o Cardeal, quando na verdade mereciam uma imensa e belíssima ostentação da verdade nas fuças, uma correção – como a deste digno texto de resposta que acabei de ler – que faça com que todos esses tolos deformados pela sociedade ignorante em que vivemos tenham do que realmente se defender.

    Dom Odilo de forma simples só lamentou, como todo cristão constrangido pela alheia ignorância que leva tantos a pecarem tão gravemente contra a Igreja, o que por si já foi motivo de uma retaliação perigosa da parte do palhaço, mas o Cardeal não advertiu o orbe católico sobre a pestilência propagada pelo empenhado no mal grupo Porta dos Fundos. Só arrumou sarna pra se coçar, porque com essa gente tem que escancarar com toda opulência a verdade de modo irrepreensível para que os erros não sejam mais espalhados – e mesmo assim eles ainda replicariam, mas já sem moral; agora só dizer “é de péssimo mau gosto” é só repetir o que todo católico leigo pensa, o que vi muitas vezes. Um Bispo, na dignidade de Cardeal ainda mais, deve justamente estar acima do senso comum e defender com a total potência de seu múnus a Fé Católica.

    Muito melhor que seus irmãos no episcopado, é dever destacar, que deploravelmente se calaram, Dom Odilo agiu. Porém com os tornados ignorantes por satanás, travestidos com todo tipo de humor, escárnio e ironias, deve-se, como já disse, ser enérgico, mostrar toda a verdade, sem esquecimentos ou tibiezas, para aniquilar o erro, a mentira mais grosseira e venenosa!

    Meus sinceros e gratos parabéns a quem escreveu esta resposta, até branda a meu ver, ao Gregório Duvivier. E que ainda sempre escreva outras contra os demais ataques à Igreja de Deus vindos dessa gente!

  33. Que ridículo se incomodar com coisa que humoristas fazem.,… sinal claro que tem gente muito desocupada na Igreja… vamos arrumar o que fazer, porque os pés do santo são de barro e o telhado da nossa igreja é de vidro. Não julgueis para não serdes julgados. Duvido que o Santo Padre concordasse com essa sua manifestação. Ele possivelmente sentaria e daria gargalhadas ao ver o trabalho dos artistas. Deixe-os em paz e sigamos no Caminho.

    • Oscar, pelo visto a tua adoração se resume a Francisco na terra e também a Francisco no céu. Não sei porque te respondo, mas acho necessário lembrar que para o Católico, a vontade de Deus está acima, infinitamente acima, da vontade dos homens.

      Consentir num pecado grave como o de blasfemar contra Deus, contra a Mãe de Deus e contra a Igreja de Deus, é uma abominação. Invocar o nome de Deus em vão é pecado mortal, está nos Mandamentos de Deus, Mandamentos que os defensores da Igreja pobre, pobre em tudo e principalmente pobre em fé, não seguem!

    • Você se diz católico e aceita essas blasfêmias contra Nosso Senhor Jesus Cristo ?
      Pra mim, você é tão católico quanto Maomé.

    • É piada, né? (sem graça, tal e qual a dos palhaços citados)

  34. “Boca Bendita”,
    Parabéns pela carta!
    Fácil acabar com essa gente: basta-nos iniciar uma campanha de BOICOTE de TODAS, absolutamente TODAS as empresas que patrocinam essa gente e além disso, esclarecermos o motivo desse BOICOTE.
    Duvido que alguma dessas empresas continuará a patrocinar esses aí. Caso continuem, façamos nossa parte, não nos misturando com os blasfemadores.

  35. Senhor Oscar, se julga imprópria a resposta do articulista, então me explique como você recomenda “não julgueis” e no entanto JULGA o julgamento?
    Não seria mais humildade perceber a contradição e admitir que sua leitura do Evangelho, no que se refere ao “não julgueis” está equivocada?
    Pois se o senhor não está atento, digo-o que, apesar de ser leitor diário do Fratres in Unum e de ter desconhecido o ataque destes palhaços infames, li a resposta e por coincidência me chegaram duas divulgações do ATAQUE, partidas de pessoas mundanas, que ao contrário do senhor, estão divulgando estas injúrias por aí.

    Já que o senhor se recorda do “não julgueis” e entende isso de maneira mundana, e não como a religião sempre esclareceu, então lembre-se também que Nosso Senhor disse que quem dEle se envergonhasse diante dos homens, Ele também se envergonharia diante do Pai. Se um católico batizado e ungido com o Crisma da Salvação, que o faz soldado de Cristo se omite diante de ataques à sua fé, francamente, não sei para que existir, e pior, se apresentar como católico!

    Quanto ao articulista, me deleitei com a energia da resposta. Sinceramente, seria causa de muita alegria ter mais católicos agressivos em atacar os erros de forma tão contundente. A título de mera opinião pessoal, eu só sugeriria não escrever tantas e tantas vezes a palavra palhaço, para que a emoção não ficasse demasiado evidente para estes malfeitores, que procuram explorar o possível na argumentação alheia, e na falta disto, partem para a apelação e se seguram a coisas que nada tem a ver, afim de desviarem o debate.

  36. Esquecemos aí de mencionar a Pontifícia Academia das Ciências, laureada com alguns prêmios nobel e com inúmeros cientistas que ganharam tal prêmio e que posteriormente passaram a fazer parte da academia…

    CRIADA EM 1603…

    Tal nação que se orgulha de ter formadores de opinião como esse palhaço havia sido descoberto há poco mais de 100 anos, sem entrarmos em detalhes de precisão.

    Chega a ser até constrangedor comparar a Igreja Católica com o Brasil em alguns aspectos como arte, arquitetura, música e CIÊNCIA.

    Mesmo no plano natural, são as diversas nações que tem o que aprender com a Igreja, caso desejem ver esses aspectos culturais e científicos preservados e promovidos na sua beleza e integridade… Só vermos a ciência desprovida da fé… torna-se instrumento de morte e extermínio dos mais fracos. A cultura então nem se fala… Basta um rasgo de cristianismo em alguma nação, para vermos a diferença cultural que existe entre essa e aquela que lançou fora todo e qualquer fundamento cristão… o século xx é prova disso, onde ao mesmo tempo em que lança fora a salutar influência da Santa Igreja, incia-se o o terrível e diabólico culto a feiura… compararmos obras de arte do século xx com outros períodos da história, onde a Igreja era Mestra das nações, é compararmos ouro com tijolo…

    Pra mim o texto foi perfeito… responde-se as calúnias e afirma-se a fé, sem incorrer no erro de querer convencer o adversário a respeito da verdade da fé, o que seria, na minha avaliação, lançar as coisas santas aos cães… nesse caso ao palhaço…

  37. Vejam que tipo de “católicos” o papa Francisco está formando, pessoas como Oscar Karoleski que ao verem um escárnio público da Igreja, apenas dão a entender que riem junto com os inimigos.
    Rir e se calar com quem faz piada da Igreja é o mesmo que fazer como os judeus que arrumaram uma coroa de espinhos e colocaram na cabeça de Jesus, para O humilharem com ironias, chamando-O com deboche de Rei dos Judeus.
    É um escândalo! Estamos vendo a Igreja como a Cristo no 3º Mistério Doloroso do Santo Rosário, que aliás hoje, terça-feira, contemplamos!

  38. A Folha de S. Paulo,está caindo em conceito ,ao abrir para esse Porchat…pobres idéias!!Maria isabel de souza

  39. Excepcional resposta. É aquele discurso vazio de sempre, sempre a “intolerância” da Igreja, sempre as “vítimas” de sempre, o Galileu e o Bruno, sempre as mesmas historietas mal contadas, mal traçadas, mal cosidas.

    Parabéns à Boca Bendita: ainda que suas palavras não cheguem ao palhaço em questão e aos outros de sua laia, que pelo menos entrem pelos olhos, ouvidos e inteligência de católicos sérios, muitos dos quais, à vista da sociedade idiotizada em que vivemos, sequer sabia dessas verdades incontrastáveis, principalmente acerca daquelas duas supostas “vítimas” inquisitoriais.

    Pena que para a promoção da inteligência, da luz e das virtudes religiosas, morais, históricas e racionais, tenhamos que dar também voz e vez aos palhaços de plantão, a propagandear esses macacos irracionais e intolerantes.

  40. A resposta aos ataques não foram só em defesa de Dom Odilo, mas em defesa da Igreja, da nossa fé. Muitos cristãos estão embriagados com besteirol da midia ateia, acham tudo normal!!! Não!!! Devemos defender a Santa Igreja, custe o que custar, e nosso dever, do contrário, seremos omissos ou coniventes.

  41. Teve a resposta do Daniel Pires, no Facebook, que gosto ainda mais. Acho que vale a pena ser lida.

    “Vou ser o mais sucinto possível porque não gosto de perder tempo com subcelebridades que pegam carona na moda covarde do momento: Malhar os verdadeiramente oprimidos. Não poderei ser tão sucinto quanto desejo porque mentiras são difíceis de se desarmar, ao passo em que mentir é extremamente fácil. Tanto Galileu quanto Giordano Bruno não foram condenados por suas teses científicas, mas por heresia. As autoridades da época tinham pouca tolerância com quem desrespeita o sagrado e achavam que era aceitável se livrar de maneira definitiva de quem fosse considerado herege, já que isso poderia fazer com que a ira de Deus recaísse sobre a sociedade. Entende-se por “herege”: “chato que quer fazer a Mancha Verde torcer para o Corinthians”. É um tipo especial de chato que quer acabar com a unidade de um grupo. Ele não se contenta em se desassociar de uma determinada instituição com a qual já não tem mais compatibilidade. Ele quer continuar participando do grupo e falar em nome dele. Ou seja: Não há como ser herege fora da Igreja. O sujeito tem que se dizer católico e agir de maneira contraditória aos dogmas romanos. A toda instituição se reserva o direito de excluir dissidentes. Mas a ÚNICA instituição a quem se nega covardemente tal direito é a Igreja. De tal modo, cabia (como ainda cabe) à Igreja determinar se alguém era herege ou não. Caso se verificasse a hipótese de heresia, quem tomava as providências cabíveis eram os representantes do poder local. Você poderia até criticar tal conduta, mas tropeçaria no relativismo cultural próprio da ideologia esquerdista de que todas as culturas têm valor igual e os povos têm autodeterminação. Perguntaríamos: A cultura europeia vale menos? O fato de que Giordano Bruno foi queimado vivo por autoridades europeias é errado? De acordo com qual código moral OBJETIVO? Você tem algum para nos apresentar? Por que você defende o direito ao aborto mas é contra queimar pessoas vivas? O feto é menos humano que o condenado? Galileu, que tal qual grama, vive na boca imunda dos equinos (por opção), morreu católico, jurando fidelidade e amor à Igreja. Será que você viu algo que ele não viu? Porque a “vítima” aqui no caso era ele. Por que se condói a favor de quem sequer concorda com seus delírios? Quanto ao sacerdócio de mulheres, o que você tem a ver com isso? Entra na Igreja quem quer. A Igreja é uma instituição PRIVADA com regras próprias. Se formos no reino da kibação, aka HQ do Porta dos Fundos, pedir para que aceitem católicos tradicionais e conservadores em seu quadro de humoristas, vocês fariam isso? Certamente que não. Mais uma vez verificamos a crença estapafúrdia de que todas as instituições podem se autogovernar, menos a Igreja. E nós é que somos opressores? O mesmo cabe dizer quanto a métodos contraceptivos: Alguém é forçado a ser católico? Você teria essa pachorra de querer zombar de muçulmanos por não consumirem bacon? Faça isso, mas aumente significativamente sua “corajosa” audácia e vá fazê-lo no Irã. Não critique a religião aqui, no ocidente salvo pelos católicos nas cruzadas, em Lepanto, em Malta. Faça-o por lá. Vamos ver quanto tempo você dura. Ou melhor ainda, faça-o onde não há religião alguma senão a estatolatria positivista que você tanto gosta: Vá para a Coreia do Norte fazer piada com Kim Jong-Un. Ao que tudo indica, você se considera superior aos fetos deficientes ou frutos de estupro. Só faltou justificar: Por que você seria melhor que eles? Acaso não são humanos? E se são, com que autoridade você não só tenta negar seus direitos humanos, universais por natureza, como ainda quer repreender quem reconhece a dignidade da mais indefesa das classes? Seu utilitarismo vê as pessoas como ferramentas: Se não servem mais, que sejam abortadas, eutanasiadas. Descartadas. E enche a boca para falar de amor entre indivíduos do mesmo sexo? O que você entende de amor? Desde quando quem ama é homicida? Acha que amor é tratar um ao outro como um boneco inflável? O seu “amor” é um conceito abstrato e meloso utilizado para dar ares de pretensa superioridade ao seu discurso. Não resiste a um olhar mais minuncioso sem se provar falso. Nós, “opressores”, do outro lado, somos os abolicionistas de nossa época. Pedimos que se respeite a vida e nossa individualidade. Que absurdo, não? Quanto a você et caterva, a história relegará aquele que discrimina uma pessoa por ser doente ou estar dentro da barriga ao patamar dos escravagistas. A história pune, quando o ambiente acadêmico não está viciado por ideologias políticas. Por fim, termino dizendo que você não é um humorista, mas uma mera prostituta. Seu último parágrafo te expõe – Não somente como um mercenário, mas como um ignorante que fala do que não entende. Um estudo de teologia aprofundada, muito além do repressivo ambiente acadêmico brasileiro, faria muito bem para sua alma morta e cínica. P.S.: Células-tronco embrionárias são um sumidouro de bilhões que nunca rendeu resultados significativos, só aberrações. Já as células-tronco adultas, apoiadas pela Igreja… http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2012/10/nobel-de-medicina-premia-cientistas-por-trabalho-com-celulas-tronco.html Chupa.”

  42. Perdi meu tempo lendo isso. O autor deveria perceber as contradições de seu texto, evitar mandar o tal “palhaço” estudar ou chamá-lo de idiota, isso apenas demonstra quem é o real idiotizado. É fato que a igreja travou por séculos o desenvolvimento da ciência, também é fato, como o próprio autor confirma, que a igreja condenou/matou os que não concordavam com a sua superficial e fraca doutrina. A igreja “aceitou” o heliocentrismo, pois do contrário não teria como se sustentar, para isso mudou em muito a sua interpretação da Palavra e assim continuará a ser. Ainda bem que existem “palhaços” como os do Porta dos Fundos, assim a vida se torna mais leve e as “tradições” podem ser questionadas com simplicidade e por pessoas simples.

    • Márcio,

      É lá nas portas dos fundos do inferno que se deve estar precisando de assessores de palhaços, e não aqui..perdeu seu tempo mesmo! passe bem!

    • Vá assistir os seus palhaços, seu pagão, mas não queira nos obrigar a aceitar as hediondas blasfêmias que fazem contra Nosso Senhor e contra a Santíssima Virgem, darei minha vida e meu sangue, defendendo-os se for preciso.

      Cruzados de Maria Santíssima, adiante!!!

    • Pois então, ‘simplesmente sábio’ Márcio,
      poderia começar nos explicando as contradições de seu pequeno comentário..

      1. Temos então uma Igreja cheia de “tradições”, mas que ao mesmo
      tempo muda em muito a sua “interpretação da Palavra” para se sustentar?
      Mas se ela muda tanto, como é que ela é cheia de tradições?

      2. Depois de deixar mais claro tal apontamento,
      poderia compartilhar conosco um pouco mais de sua “sabedoria simples”
      e explicar como foi e de onde foi que veio a Ciência?
      De onde foi que ela se desenvolveu? Foi algum ‘alienígena’ superdotado
      do Século XV que a apresentou aos ‘terráqueos’. Será que foi assim?
      Vou pedir-lhe uma explicação em específico:
      Como foi que o mundo Ocidental (de onde veio a ciência propriamente dita)
      chegou à conclusão (há séculos) de que o mundo pode ser matematicamente
      estudado, e essas conclusões valeriam não apenas para a região em que
      se fez o estudo, mas para todo o mundo? De onde foi que veio essa
      conclusão? Foi o alienígena mesmo?

      3. Explique também de onde pensa que veio a ideia de que o ser humano
      é um ser superior aos outros seres (materiais),
      merecendo um tratamento digno de tal
      condição superior. Quando foi que resolveram abolir o abominável
      infanticídio de crianças nascidas “imperfeitas”, castrações de escravos,
      as superstições completamente doentias e irracionais dos povos bárbaros,
      as crueldades do domínio apenas da força e da estultice (e não da
      Justiça e da Verdade), tal como ocorria sobretudo no mundo bárbaro pré-cristão?
      Como foi que a Sociedade Ocidental aprendeu que não deve tratar
      o seu semelhante como se este fosse apenas um animal qualquer?

      (Veja, agora sim estou falando de pessoas “simples”,
      da Sociedade em geral. Não me venha dizer que existia um
      Aristóteles no mundo pagão. Porque, se hoje conhecemos Aristóteles,
      é graças a uma Igreja que, segundo sua “sabedoria”, “travou” o
      conhecimento por séculos, não permitindo que os Bárbaros
      destruíssem o que havia de cultura nas Civilizações Antigas)

      Assim, se a Igreja, em suas palavras, foi um verdadeiro “entrave”
      na História da Humanidade, é porque a “coisa tava boa” antes, não é?
      Acaso toparia viver (como uma “pessoa simples”)
      em uma sociedade Pagã da antiguidade?
      Não se contradiga, Márcio, cuidado!

      5. Agora, portanto, explique-nos como é que essas abominações
      comportamentais
      (regra geral no paganismo antigo, tal como é regra geral no paganismo
      moderno os estultos atacarem a Santa Madre Igreja e os pagãos,
      juntamente com os ‘católicos do IBGE’, rirem e os aplaudirem…)
      desapareceram (ao menos até há algumas décadas…)
      no mundo Ocidental, e isso foi graças a quem?
      Terão sido Giordano Bruno e Galileu Galilei, com varinhas de condão??
      Terão sido pessoas “simples” e bocudas, como esse estultíssimo senhor
      a quem defende?
      Será que o alienígena superdotado “atacou mais uma vez”?
      Ou tudo isso seria apenas mais uma contradição sua?

    • Quais são os fundamentos destes argumentos?? Ah, não precisa responder, já sei foi a escola esquerdista de esquina na qual você se formou.

    • ” É fato que a igreja travou por séculos o desenvolvimento da ciência”… É FATO O CACETE, Marcio. Não venha aqui vomitar suas babaquices de neo-ateu “Toddynho”.
      E “sorte” para o Porta dos Fundos que existem palhaços como você. Assim eles podem ganhar o cascalhinho deles de forma mais fácil!

  43. A réplica estimula a tréplica e alimenta a discussão cada vez mais acalorada sobre o tema gerando animosidade e desgaste para ambas as partes que passam a ter aliados em um número crescente. A melhor forma de lidar com gente como essa é deixá-los falar sozinhos para que suas palavras caiam no vazio, deixando de causar interesse. Não devemos alimentar sua argumentação dando-lhe ensinamentos de nossa fé. Se quiser conhecê-la ele que estude. Jesus nos ensinou:”Não atirais pedras aos porcos”, cumpramos seu ensinamento, deixemos os porcos comer aquilo que estão acostumados.

  44. Fico feliz que alguém tenha aberto a boca. Eu mesmo tentei separar algum tempo para escrever algo sobre o artigo do tal Duvivier. Por outro lado, me parece que o ‘Boca Bendita’ deveria ter se concentrado simplesmente nas incorreções históricas expostas pelo ‘humorista’, pois foi daí que o palhaço tentou tirar munição para humilhar o cardeal. Achei contraproducente a alusão a certas feridas internas da Igreja, que só dizem respeito aos católicos, assim como o ter entrado em questões morais e disciplinares, sobre as quais o babaca emitira, de passagem, meros achismos. Demonstrar que Duvivier é um ignorante pretensioso num tema que lhe parece caro, e humilhá-lo em sua arrogância: penso que este seria o caminho ideal para um confronto com este idiota. Tentar explicar para o energúmeno coisas que não lhe dizem respeito, me pareceu uma falha (‘pérolas aos porcos’). De qualquer forma, parabenizo o autor pela boa iniciativa. Que Deus o recompense pelo trabalho.

  45. Ótimo! No entanto não acredito que o palhaço entenderá o que está escrito!

  46. “Que ridículo se incomodar com coisa que humoristas fazem…” Sr. Oscar, o que é isso ? Não leve a mal, mas há um equívoco, muito grave nesta afirmação. O que este indivíduo, por nome Gregório Duvivier, e sua “troupe”, faz nada tem a ver com humor e muito menos ainda com “arte” (“trabalho dos artistas”, o que é isso Sr. Oscar ? ). Ele pode até tentar travestir as absurdezas que ele protagoniza como se inofensivamente fossem “humor” , só que acontece que uma coisa destas que causa tanta ofensa, mágoa, escândalo e indignação , chama-se INFÂMIA, ou seja, já extrapolou os limites do “humor” a muito tempo. Tanto é assim que uma queixa crime contra esta infâmia foi já protocolada junto ao Ministério Público pela Associação Nacional Católica Pró-Vida e Pró-Família. Não é possível, Sr. Orcar, que o senhor desconheça que a infâmia seja um crime previsto pelo Código Penal Brasileiro… A resposta a todo o achincalhe desta terrível infâmia perpetrada pelo Sr. Gregório Duvivier e seus pares, é esta, uma ação judicial pela qual muito dificilmente eles serão inocentados. O que irá demonstrar cabalmente que não se trata de uma “troupe de humor” e muito menos de artistas, mas sim de uma quadrilha de malfeitores, e malfeitores da pior espécie, aquela espécie maldita que busca atingir a honra, a dignidade, a idoneidade, a lisura da Santa Igreja. E saiba, senhor Oscar ,que zelar pela Santa Igreja e com toda justeza, manifestar-se contra todo e qualquer ataque que ela sofra, não é coisa de gente desocupada como o senhor diz não. Mas é coisa de quem ama ardorosamente esta Santa Igreja… É coisa de quem ama NOSSO SENHOR JESUS CRISTO mais que tudo no mundo… É coisa para quem tem a SANTÍSSIMA VIRGEM MARIA como uma mãe amadíssima. Coisa para quem a fé nesta Igreja é como o ar que se respira, e como o alimento de que se sobrevive… É por esta fé e por este amor que vivemos Sr. Oscar e é por tudo isso que aqui viemos nos manisfestar nossa indignação, não é por estarmos desocupados não senhor. Mesmo também, ainda por mais que estivéssemos ocupados, nenhuma outra ocupação haveria de ser mais impostante quando tudo isso esteja em jogo. Quanto a duvidar (já que o senhor fala em duvidar) eu vou dizer ao senhor que duvido com toda a força da minha existência que dentre os 265 papas anteriores ao atual, dos quais 258 foram já canonizados, pudesse haver algum que achasse a mínima graça no (DES)trabalho destes (ante)artistas. É com estes que estamos Sr. Oscar, e é o caminho deles que desejamos seguir e não este outro “caminho” que o senhor sugere.

  47. Ataques como os daquele colunista (ou seria melhor chamá-lo de palhaço?), muito menos pelos repetitivos clichês, mais pelo pretenso ar de superioridade, traço comum a todo contador de vantagem, devem ser respondidos imediatamente, de maneira contundente, esclarecedora e desafiadora.
    Parabéns!

  48. Há uma concepção que para o humor tudo vale. O humor teria um caráter de denúncia o que chancelaria a sua plena liberdade. Todavia, o direito à liberdade de expressão conflita com o direito da dignidade humana. Portanto, o humor, tal qual outras manifestações, é limitado. Por hipótese, e somente por hipótese, conto a seguinte piada. O humorista Chico Anísio teve o seu corpo cremado e as cinzas foram jogadas no Projac da Rede Globo por um helicóptero. Se eu contasse a piada que choveu Chico Anísio na Rede Globo a piada seria decente? E se contasse logo após o fato enquanto fãs e familiares estavam ainda enlutados? Não seria uma piada infame? Não se estaria desrespeitando o antigo e cultuado humorista a troco do triunfo do humor? Se é infame com um humorista, as piadas feitas contra Deus são infinitamente mais infames. Então que se faça humor e ria nos limites adequados.

  49. Sr. Márcio 14 janeiro, 2014 às 8:18 pm

    O sr nada argumentou apenas reforçou a acusação de seu amigo de picadeiro.

    Se o senhor deixar de ser papagaio e estudar, verá que o trabalho de Galileu foi em torno do trabalho do astrônomo católico Nicolau Copérnico, foi ele (Copérnico) que deduziu pelos seus estudos que os planetas moviam-se ao redor do sol. Galileu foi adiante e comprovou o sistema copernicano porém não tinha provas, então a Igreja acolheu a verdade, porém, pela falta de prova, sugeriu que ensinasse isso como uma HIPÓTESE. Os astrônomos Jesuítas confirmaram essa verdade e queriam provas para abandonarem o sistema de Tycho (mistura de heliocentrismo copernicano com geocentrismo ptolomaico).

    Papagaios adestrados para serem anticatólicos é o q n falta, como essa gente são intelectualmente desonesta não me estenderei, pois eles gostam mesmo é de atacar a Santa Igreja fora da qual não há salvação.

  50. Eu pensei que o Sr Oscar estivesse sendo irônico no seu comentário, pois, até agora, custo a acreditar que ele estava falando sério. Porém, vendo os comentários posteriores, não há outra coisa a fazer senão lamentar, tanto o meu engano quanto aquele comentário.

  51. Ao contrário do que se pensa, o heliocentrismo não está provado. Por isso é que existe a Teoria da Relatividade: porque ela é basicamente uma desculpa para não se abandonar o heliocentrismo. Pode ser chocante para muitos, mas o fato é que existem muito menos (supostas) evidências para o heliocentrismo do que para a evolução darwinista.

  52. Boca bendita disse: “É triste ver como o lixo da “carta aberta” do Palhaço tem mais de 15 mil curtidas no site da Folha… Eles ganham no grito! Nós, católicos, deveríamos “gritar” também! Precisamos unir nossas forças!”

    Data venia, Boca Bendita, nós católicos ganhamos na reza.

  53. Já que Gregório não crê em Deus, poderia ao menos crer em Salomão. Assim evitaria tamanha vergonha…”Até o tolo, quando se cala, é reputado por sábio; e o que cerra os seus lábios é tido por entendido.” Mas ele prefere ser UM PALHAÇO ! Parabéns ao autor do artigo.

  54. “foi condenado por causa do pensamento mágico, de tradição hermética, cabalista e esotérica, que ele cultivava. Não tem nada a ver com ciência, mas com heresia, seu palhaço!”

    Ufa. Agora queimar uma pessoa pareceu fazer sentido pra mim.
    Obrigado pelo fraco e patético, sim patético, texto. Parem de encher textos com palavras esquecidas numa busca para torná-lo mais “intelectual” e “concreto”.

    E “Vídeos-lixo” (plural) significa que o autor dessa baboseira assistiu mais de um. Certo?

    : )

    • Se é condenável de qualquer modo, o que justifica mentir e dizer que a condenação ocorreu por um motivo inverídico ao invés do verdadeiro?
      Quanto a assistir os vídeos, se alguém atacasse sua casa na sua ausência e colocasse o vídeo na internet para ganhar dinheiro com isso, você se negaria a assistir para não dar audiência e ficaria calado esperando que tudo voltasse ao normal (esperança vã, pois logo viria outro vídeo) ou assistiria para saber o que aconteceu?

    • Caro Junior, como declarar que lixo é lixo sem tê-lo visto antes? Se uma bobagem por vídeo é dita e foram feitos 10 vídeos, como não assistir os 10 para refutar? Um pouco de lógica faz bem…

      E finalmente, o que entendes por queimar pessoa? Se não tens Fé de fato no que quer que seja, já sei qual a resposta….

  55. Boca Bendita, me desculpe mas cometeu uma grave ofensa aos Palhaços, artistas circenses da alegria… Isso aí não passa de um idiota útil ou pior ainda de um velhaco servil procurando a aclamação barata de bolivarianos safados!

  56. O homem inteligente cedo ou tarde encontra-se com Deus. Os idiotas ficam apenas com a palhaçada.

  57. Parabéns pela ótima resposta….!

  58. Não seria contra os ensimentos de Jesus Cristo condenar e matar alguém queimado em uma fogueira ou qualquer condenção à morte?

    • Prezado Diego, Salve Maria!!!

      A pena de morte, ao contrário do que muitos românticos e esotéricos dizem, é perfeitamente legal. Nosso Senhor Jesus Cristo diz que “Quem matar à espada , importa que seja morto à espada” (Ap 13, 10). Em Jo 19, 10-11, ele reconhece o poder de Pilatos de condená-lo a morte!!! São Paulo, em At 25,11 não se recusa a morrer, se ele fez algo que mereça a pena de morte. E Cristo disse que não vinha modificar os profetas (que sempre aplicaram a pena de morte!!!), mas leva-los a perfeição!!! Esse pensamento de “Cristo tolerante”, “Cristo benevolente” é influência de esotéricos, protestantes e mesmo ateus para atingir a autoridade da Igreja!!! E pior, essa influência é tanta que afetou nossa Constituição, e as leis de muitos países. Sobre isso, devemos lembrar: Deus é infinitamente misericordioso, e também é infinitamente justo.

      No mais, parabéns ao autor da resposta a esse palhaço sem graça…

      Louvado Seja Nosso Senhor Jesus Cristo!!!!

  59. O PORTA DOS FUNDOS faz lembrar pelo nome que adotaram: Na verdade, na verdade vos digo que aquele que não entra pela porta no curral das ovelhas, mas sobe por outra parte, é ladrão e salteador. Jo 10:1
    O outro idiota-útil das ideologias “Porteiro dos fundos”, Fabio Porchat, perguntado porque não faz humor com Alá ou Maomé disse:
    Eu, por exemplo, não faço piada com Alá e Maomé, porque não quero morrer!
    Não quero que explodam a minha casa só por isso (risos)…
    Mesmo sem pilheriarem com Alá ou Maomé, vejam o que diz o Alcorão: “Uma vez expirados os meses sagrados, matai os idólatras onde quer que os encontreis, e apanhai-os e tornai-os prisioneiros, e ficai a sua espreita; mas, se eles se convertem, se observam a oração, se concedem a esmola, então deixai-lhes livre o caminho, pois Deus é indulgente e misericordioso.”Sura 9:5).
    Infiel é qualquer pessoa que não confessa os dois credos do Islã, ficando automaticamente condenado á morte:
    1 – Não há outro Deus além de Alá;
    2 – Maomé é o mensageiro de Alá, ambos apareceram quase 4000 anos após o judaísmo e 700 do cristianismo, dizendo que Alá é o mesmo Senhor Deus de Israel; tem lógica?
    De nossa parte, protestar, boicotar a cerveja Itaipava e protestar nas redes sociais, pois o mesmo daria com a Globo sexo-novelas – A BOEMIA EM SEU LAR – idem com seus programas e os anunciantes sairiam, e esse pessoal pagão tem é que mexer no bolso deles…

  60. Até acredito que o grupo Porta dos fundos é desrespeitoso em várias oportunidades e por isso apoio o discurso de “péssimo mau gosto”. O fato é que a presente resposta também contém conteúdo ofensivo, ao meu ver. Responder uma ofensa fundamentando-se em mais ofensa, acaba por igualar a mediocridade das palavras. Deve-se tomar cuidado com o que falas, pois as duas partes influenciam opiniões e, pelo que li nos cometários acima, tem muita gente valendo-se da “truculência” nas palavras a fim de defender um ponto de vista. Ponto de vista esse que foi, da mesma forma truculenta, sustentado nesse “post” pelo Sr. Boca Bendita, se é que é bendita mesmo! Lamentável

  61. Não é só Gregório Duvivier, mas toda a humanidade encontra-se moralmente em decadência (inclusive no meio cristão: adultérios, pílulas, divórcio, sexo fora do casamento, pedofilia, hedonismo…). Enfim, todas as estruturas físicas e biológicas estão sendo demolidas. Ao negar e retirar Deus da sua vida, o homem está atraindo sobre si mesmo as trevas e vai se tornando cada vez mais degradado. Testemunhamos hoje uma grande corrupção e degradação da sociedade humana. A família está diminuída, juntamente com a santidade do casamento. É incompreensível ver muitos defenderem a eutanásia, pornografia, prostituição, casamento entre pessoas do mesmo sexo… Com isto estamos arruinando gradativamente o nosso futuro e caminhando para a destruição.
    É o “velho” espírito do modernismo, do secularismo e do relativismo cresce cada vez mais. A visão anticristã do mundo está cada vez mais presente. E a culpa é nossa, dos cristãos OMISSOS!

  62. Muito bom!
    Mas o mais interessante disso tudo é certo tipo de católico que fala “ah, não devemos nos incomodar com o que falam os detratores da Igreja, vamos sentar e rir junto deles”;
    mas, no entanto, se incomoda profundamente com o que falam os defensores da Igreja.

  63. Amigos,

    Não caiamos na armadilha do inimigo de trazer pontos delicados da Igreja para desmerecê-la. O humorista em questão cometeu um sacrilégio, consciênte ou não, e esse é o ponto. Não vamos aqui discutir “Inquisição”, “ser legal ou ser chato”, etc. Não é esse o ponto!

  64. Sou católico e estava com esse palhaço engasgado na garganta. Sei que minha fé diz que não devo revidar as ofensas mas, alguém deveria responder ao mesmo e assim foi feito. A resposta da Santa Igreja foi dada, gostaria de ver qual seria a resposta das outras religiões, caso os palhaços do mundo fizessem ofensas às mesmas.

    • César,
      Como católico você não pode levar o preceito “dar a outra face” de maneira ABSOLUTA. Cristo ensinou isso, mas no julgamento de Anás, Cristo, ao ser agredido pelo guarda no templo, não lhe deu a outra face, mas protestou contra a agressão dizendo: “Se falei mal, mostra-me o que eu disse de mal; mas se falei bem, porque me bates?” (Jo XVIII, 23).

      Significa que só se deve perdoar, mostrar a face, quando se percebe que o perdão poderá trazer ao agressor o benefício da CONVERSÃO.
      Se você percebe que dar a face incentive a agressão, então é sua OBRIGAÇÃO reagir e esperar a punição do malfeitor.

      Ora, este palhaço foi além da ofensa pessoal. Ele ofendeu a Santa Madre Igreja, a Igreja fundada por Cristo para nossa salvação! Ofendendo ao Corpo Místico de Cristo, ele ofendeu a Deus! É um motivo para combatê-lo, e não para apanhar à toa.

      Lhe enganaram, moço. Seja sempre pronto a perdoar os que demonstram ter boa vontade, mas como soldado de Cristo pelo Sacramento da Crisma, não se furte a combater sempre a suas eventuais más inclinações, mas também a perversidade alheia.

  65. Parabéns, fratres in unum é uma agulha no palheiro. Tem se posicionado em favor dos religiosos insultados, perseguidos, segregados. Posicionou-se em relaçao a perseguiçao ao Frei Tiago, que tanto merece respeito, que tanto fez e faz, pela cristandade. E agora, responde aos insultos deste palhaço de menor envergadura. Este site é uma raridade, um pequeno oásis, um resquício de inteligencia, espiritualidade, respeito e bom senso, nesta sociedade que caminha rapidamente em direçao a barbárie e que se ilude na idiotice.
    Solidariedade e fraternidade ao querido Dom Odilo Scherer, uma das raras vozes cristas que ainda tem
    a coragem de defender a honra do que existe de mais sagrado, Nosso Senhor Jesus Cristo, José, e Nossa Mae celeste. Que por eles sejam sempre guiados e protegidos, Dom Odilo e fratres in unum.
    Laudate Dominum.

  66. Louvado seja Deus pelos cristãos que defendem a Fé! O temor de Deus é o princípio da sabedoria. Irmão Oscar, leia Rm. 1, 32. Graça e Paz!

  67. Postei no meu Face e não tive problemas, salvo uma indireta que preferi ignorar. Já um amigo foi bombardeado por comentários. Tive que ir lá dar um socorro e quase fui no grupo do Face clamar por ajuda de algum irmão daqui…

    Temos que nos conhecer, nos unir!

  68. Quem entra pela “PORTA DOS FUNDOS”….é o…LOBO! o LADRAO! o MALFEITOR!!!…..

    O DONO DA CASA entra pela PORTA da frente!!!!

    O nome desse…”grupo de “humoristas” é super adequado….! Escolheram certo o nome para seu…”trabalho profissional”!!!! Pelo menos nisso….eles foram inteligentes!!!

    MARANATHA!

  69. “Não se deixem enganar: de Deus não se zomba. Pois o que o homem semear, isso também colherá.”

  70. Meu irmão, seja abençoada tua vida abundantemente por defenderes a Igreja que Jesus Cristo nos deixou, e defendendo-a, defendes também o Próprio Jesus que é nossa cabeça, cabeça da Igreja Santa, Apostólica Romana. Deus seja louvado pelo tão grandioso zelo plantado no teu coração. Salve Maria.

  71. Espero que Dom Odilo reconheça o trabalho dos tradicionalistas, tais como a Montfort contra o cnlbsp e o Frates contra o porta. É algo que o clero parece que não quer ver, os leigos ligados tridentinos são muito mais fieis e ativos, pois sabem que o clero é a autoridade constituída por Deus.

  72. O texto é excelente. A única ressalva, observação já feita pela comentarista Julaiana (15/1, 15:43 pm), é o emprego excessivo do termo “palhaço” com contoação pejorativa e – ainda que não a tivesse – revelaria-se um recurso ad hominem desnecessário. Mesmo assim, não prospera o chororô de quem defende os pseudo humoristas anticristãos alegando texto ofensivo. Ora, mas então! O trabalho dos pseudo humoristas é de uma linha extremamente ofensiva, agressiva sem escrúpulos, francamente desrespeitosa. Além dele, as manifestações dos referidos, na grande imprensa ou na rede, mostram um desequilíbrio emocional sério quando tratando de seus desafetos, Igreja e religião cristãs uns deles. Apresentam, também, um quadro de estupidez inaudita no tocante a assuntos fora de sua pretensa área, caso das hitórias da Igreja e da ciência. Tudo exposto numa pletora de clichês, asneiras e distorções, bem ao gosto do mais extremista antirreligioso. Enfim, com a indicada ressalva, um ótimo texto, conquanto me pareceu bem mais incisiva e forte a do Daniel Pires, transcrita pelo Adriano (14/1, 7:42 pm).

    Obs1 – as afirmações “históricas” de Duvivier são facilmente refutáveis;

    Obs2 – chega a ser engraçado: o sujeito nutre enorme aversão pela Igreja, mas se preocupa com um assunto que só diz respeito à Igreja, internamente, caso do sacerdócio para mulheres, sem dúvida para ficar bem na fita da latrina do politicamente correto. Só “esqueceu” das inúmeras e valorosas mulheres católicas que não reivindicam uma mudança dessas e aceitam sem problema as regras do clero tais como são.

  73. Pior é saber que milhões e milhões de brasileiros curtem essa palhaçada e riem, blasfemam, escarnecem de Deus. O Brasil está pagão.

    Onde estão os católicos, os bispos e padres deste país?

  74. Falta assertividade para alguém falar a verdade sobre esse imbecil: ele não tem um grupo de piadas que usa o tema religioso, ele tem um grupo radical anti-cristão que utiliza piadas. Basta ver a diferença quando o Danilo Gentili fez uma piada considerada por alguns ofensiva para os judeus: quando foi atacado, sua reação imediata foi dizer que sua intenção era fazer humor e, se ele causou o sentimento contrário, se desculpava. Quando alguém reclama com o “PT dos fundos” a resposta deles parece estar pronta: um discurso de como a sociedade e o cristianismo são opressores e os direitos que eles têm de atacar os opressores. A piada não é o fim desse grupelho, é o meio. O fim é atacar de forma imoral o cristianismo. Talvez o Reinaldo Azevedo descasque melhor esse sujeito.

  75. O Porta dos fundos não pega pesado? A resposta foi a altura !!!!!! Parabéns……

  76. ” o universo está se expandindo; ora, se é assim, ele não pode ser infinito, porque o infinito, por definição, não pode se expandir ”

    Por favor, eu, na qualidade de cristão que sou, peço-lhe com clemência que pare de dizer tamanhas idiotices. Pare de nos envergonhar perante o mundo. Nós não somos tão estúpidos como fazes parecer.

    Você deve ser um seminarista concluindo o curso de teologia, ou recém concluído, talvez… Bem, não é por arrogância que digo, mas eu também sou graduado em filosofia pela Universidade de São Paulo (ainda que tenha optado pela Física como área de atuação) e fiz minha especialização (mestrado) justamente na Intelectualidade Medieval.

    O que dizes sobre Galileu e Copérnico chega a ser ofensivo de tantas verdades omitidas. Galileu foi um gênio e o fato de não ter provado metodicamente sua proposição não o tira deste posto. Ao contrário da Igreja Católica que, naquela época, trabalhara marcadamente a serviço da ignorância e rendição do “povo”. E você tenta justificar isso? Ah faça-me o favor, cale sua boca imunda ao invés de debochar de grandes gênios da ciência clássica.

    Falando agora na qualidade de Físico Teórico, não pude deixar de temer os rumos da educação brasileira quando li a citação que coloquei no início deste comentário. O infinito pode perfeitamente se expandir e se contrair. Tanto, que essa é a teoria que melhor explica a situação atual do universo. Seria imprudência minha acreditar que eu possa lhe transpor todas as evidências disso quanto ao universo neste comentário, principalmente quando se percebe que não tens sequer uma graduação ou Iniciação Científica em Física. Mas, acho que és capaz de entender se eu colocar alguns conceitos em termos de ensino fundamental, vamos lá: O conjunto dos números naturais é infinito, não é? Ora, contudo, o conjunto dos números racionais também é infinito, discorda? (Imagino que não). Mas veja, um é “mais infinito que o outro” (sim, estes não os termos adequados na matemática, mas acredito que posso usá-los aqui). Contudo, podemos criar uma função qualquer (simples) no conjuntos dos números naturais e torná-lo num conjunto mais amplo, contendo números inteiros e naturais. Pois bem, o conjunto dos números naturais partiu agora para um estado de infinitude amplificado, não chegando, porém, na amplitude do conjunto dos números racionais. Pois veja como é possível o infinito se expandir com uma alteração conceitual mínima de básicos conjuntos numéricos (alteração conceitual justamente por discordar do conceito de limites em conjunto [Nx –> xR]). Contudo conceituar algo, não é fazer disso uma verdade absoluta. A Física moderna trabalha com isso.

    Você irá discordar disso, com toda a certeza, preso em seu dogmatismo religioso, claramente perceptível no seu texto. Não me entenda mal, não é lei que para ser cristão é necessário ser dogmático, como você é, como eu busco não ser. E a despeito de tudo, eu acredito veemente em Deus. Contudo, obviamente eu seria queimado vivo se escrevesse algo desse tipo durante a Inquisição. E você, com certeza seria o primeiro a apoiar tal atrocidade, da mesma forma que blasfema contra Galileu, Copérnico e Giordano, da mesma forma com que tenta justificar suas punições pela ridícula e embriagada igreja católica medieval. Você, aparentemente, daria um excelente Inquisidor, ou, o carrasco.

  77. Obrigada por defender nossa igreja, DEUS o fortaleça a cada dia com forças novas, ilumine e aumente sua fé, sabemos que a porta e estreita, não nos intimidemos vamos em defesa da igreja de Cristo, fica com Jesus Maria e José eles te sustentarão até o fim

  78. Exceto D. Antônio Carlos Rossi Keller, “Onde estão os católicos, os bispos e padres deste país?”…

    A maioria estão ocupados e preocupados com a mãe terra, com a camada de ozônio, com a reforma agrária, etcccc…

    Pobre episcopado…

    O maior do mundo em número e em cabeças pensantes também…

    Deus nos livre e guarde!!!

  79. Excelente resposta ao pedantismo desse ator.
    Renato Aragão, o eterno Didi de Os Trapalhões, num programa de tv em que se encontrava Gregório Duvivier, falou que não concordava com escárnio e zombaria feita contra qualquer religião em programas de humor. O veterano ator se orgulha do fato de nunca ter feito durante sua careira, que fora bastante longeva, brincadeiras desrespeitosas contra a religião de ninguém. Ele entendera, já em sua mocidade, os limites da liberdade de expressão e do bom senso.
    Gregório tem dificuldade de perceber sua insignificância e o real valor de sua “arte”. Acha que a liberdade de expressão é um direito que se sobrepõe a todos os outros. Realmente lhe fata a sabedoria de um Didi.
    Não obstante tudo que foi dito, infelizmente muito maior dano fazem os próprios padres católicos atuais. Suas atitudes, opiniões e pensamentos têm um poder desmoralizador muito mais forte, na minha opinião, do que as paródias humorísticas. Posso sitar como exemplo mais recente o padre que canta em uma cerimônia a música de Anita. Procurem no youtube.