Apelo a Dom Walmor pela suspensão de Frei Cláudio Van Balen.

Por Hermes Rodrigues Nery

Caríssimo Dom Walmor Oliveira de Azevedo,

Rogamos a sua atenção e providências quanto a situação que aflige a igreja em Belo Horizonte, com o triste episódio envolvendo o rebelde frei Cláudio Van Balen.

Mais uma vez os fiéis católicos de Belo Horizonte vivem a angústia da omissão da autoridade eclesiástica em relação a providências cabíveis para fazer valer o que está no Catecismo da Igreja Católica, e como autoridade eclesiástica zelar pela sã doutrina. Trata-se do caso de frei Cláudio Van Balen, herege explícito, contumaz, rebelde, que já defende outra igreja que não a católica da qual ele foi ordenado e teria o dever, por juramento da Ordem, de preservar. Mas é de vosso conhecimento que o luciferino frei Cláudio Van Balen, causa de desordem e cisão na Igreja local belohorizontina, da qual Vossa Reverendísisma é o pastor, resiste a aceitar a autoridade de seu pároco, frei Evaldo Xavier, e, recalcitrante, está a mover seus apaniguados a uma vergonhosa ação de desobediência e de infidelidade, a proferir ofensas e heresias contundentes. Até quando, Dom Walmor, haverá omissão? A hora exige a vossa tomada de posição, a vossa decisão, em defesa da Igreja.

Até quando permitirá que tais acontecimentos continuem a causar dor à Igreja Católica de Belo Horizonte? Urge que a autoridade eclesiástica tome providências e suspenda frei Cláudio de suas atividades, para que a harmonia seja restabelecida, e que frei Evaldo Xavier, dentro das suas prerrogativas, inteiramente legítimas, possa conduzir a sua paróquia, de acordo com as diretrizes do Catecismo e do Magistério da Igreja: “Os presbíteros, embora não possuam o pontificado supremo e dependam do bispo no exercício do próprio poder, todavia estão-lhes unidos na honra do sacerdócio” (CIC 1564), e e esta honra justamente se confirma com a caridade na verdade, com ações em fidelidade à sã doutrina.

Se as providências não forem tomadas, o povo católico poderá as tomar, agudizando ainda mais a crise, pois a angústia é grande, especialmente dos que tem amor à Igreja. Até quando nossos bispos ficarão reféns dos lobos progressistas, que estão minando, por dentro, a sã doutrina católica? Rogamos então, encarecidamente, a Vossa Reverendíssima, urgente providência pela suspensão de frei Cláudio Van Balen e total apoio a frei Evaldo Xavier.

Que Nossa Senhora interceda para que haja discernimento e coragem para a solução desta grave questão, pelo bem da Igreja.

Prof. Hermes Rodrigues Nery

* * *

Leia também:

Frei Cláudio Van Balen quebra o silêncio, fala sobre celibato, casamento gay e outras polêmicas

Archidiócesis brasileña cede a las presiones y un sacerdote heterodoxo impide su remoción

35 Comentários to “Apelo a Dom Walmor pela suspensão de Frei Cláudio Van Balen.”

  1. “estaremos analisando o seu pedido” (bem Call Center). que responda logo.

  2. O Frei Thiago foi convidado a sair do Eremiterio depois de 10 anos de trabalho, e nem desobedeceu o então Bispo de Atibaia, agora esse Frei que atendia o povo, auxiliava, ajudava a muitos foi convidado a sair da Diocese, queremos não somente sacerdotes santos, mas que a Igreja veja que o povo está cansado de Sacerdotes que só querem regalias, e que na hora de atender o povo, tem hora para tudo, e serem incomodados nossa jamais.
    Engraçado que quando alguém se dispõe a isso incomoda, está na hora de muitos padres perceberem que Igrejas vazias não tem dizimo e sem isso o que será deles, afinal eles sobrevivem de quem ajuda a Igreja.

  3. Eu penso que esse…..”frei” tem um “discurso” bem………..moderno!!! É assim, que muitos “batizados” pensam………infelizmente!!!

    Ele,….realmente, não tem perfil para Sacerdote, em virtude de….”remar contra a maré”…….”naõ vestir a camisa da Instituição onde trabalha”….. em virtude da sua enoooorme desobediencia, ou seja:…………….. r e b e l d i a !

    As Autoridades Catolicas de BELÔ, podem sim, removê-lo da Paróquia, e encaminhá-lo para um Tratamento Psicologico, e um RETIRO ESPIRITUAL, afim de que reflita sobre o seu Sacerdócio:…….. quer continuar?……. ou não?……….

    Do jeito em que se encontra, NÂO pode continuar na nossa IGREJA CATOLICA….jamais!!! está prestando um mau serviço……!!!

    DEUS tenha pena dele e o converta! Amém! Oremos! Amém!

  4. oremos para o Para Francisco continuar com força e passá-las para os seus subalternos. Fortaleza para expurgar pessoas que estão feito lobos bons no meio de ovelhas perdidas. Sofri dentro da propria equipe de trabalho quando elementos achavam que eu não deveria nem ao menos falar durante as formações de Casos Especiais que casais de Segunda União não “deveriam” comungar(pessoas da equipe e inclusive párocos pensam e falam que eles podem) …e mais= que os padres deveriam se casar… isso dito dentro da igreja.E a gente fica sozinho nisso.E mais, os Bispos Cardeais não nos ajudam a fazer nada…Calar-se ou brigar contra tudo e contra todos e passar por “louca”, inconveniente, polêmica?? Há sim de se ter uma mão derradeira e firme que se bata o martelo do leilão… é assim e pronto.Quem poupa a vida do lobo condena à morte as ovelhas…(Victor Hugo) Quem poupa os maus ofende os bons…. Há que se aumentar aprofundar o período da catequese inicial… decore-se os dez mandamentos pelo menos…

    • Cara Altamira Augusta Botter de Lima, o santo padre como sabes é a maior autoridade da igreja católica, sendo assim, ele sabe perfeitamente o que deve ser mudado ou não. Os casais de segunda união ele ainda não resolveu. Quanto aos padres casarem se não me falhe a memória ele já se manifestou a respeito, ou seja, é contra. De qualquer forma ele como autoridade máxima da igreja católica vai dizer o que devemos ou não seguir. Como cristãos obedientes, devemos respeitar todas as suas (papa) decisões. Abraços!

  5. Por favor coloque o email de Dom Walmor de Oliveira Azevedo para que todos possamos pedir o mesmo. Obrigada e fiquem com Deus

  6. Dom Walmor arcebispo de BH já demonstrou sua inercia sobre o episodio “frei Claudio”. Não seria a hora de apelarmos ao Vaticano, caso ainda não tenha sido feito? O Prof. Hermes, o próprio fratres poderiam anexar videos, reportagens com as declarações heréticas deste senhor e enviá-las a quem de direito no Vaticano até mesmo diretamente ao Papa, se isso for possível.

    • Caro J.Reis, concordo com vc em gênero, número e grau. Se a liderança da Arquidiocese de Belo Horizonte não se manidestar com relação ao evento se faz necessária levar ao conhecimento do santo padre, papa Francisco. O santo padre, papa Francisco tem recebido inúmeras cartas do mundo inteiro e dentro do possível tem atendido principalmente as mais relevantes. Nesse caso, pressuponho que ele(papa) dará atenção mais rápida, afinal, se trata de algo importante. Vamos procurar manter contato todos que repudiam a conduta desse Sr.
      Meu e-mail é: edadigo_obl@Yahoo.com.br
      Abraços!

  7. A Arquidiocese de BH tem D Walmor de Oliveira Azevedo renomado biblista como arcebispo titular, mas é assessorado por mais 4 bispos em regiões distritais dentro da região e esse bispo titular dessa área talvez seria o indicado para fazer frente ao TeeLista frei Claúdio van Balen, há muito comentado em blogs, outrora numa dupla com frei Gilvander, o das CEBs, bonezinho do MST e de apoio ao homossexualismo, agora frei van Balen seria apoiado por frei Petronio que lhe daria suporte a seus desvios e o das bênçãos aos rolezinhos, maias os TeeListas paroquianos.
    Seria ele infiltrado na Igreja, está algo fora si, perdeu a fé, seria das hostes marxistas que apoiam montarem querelas para dividirem os católicos uns contra os outros e causar o caos? Desordens e divisões são características dos satanistas comunistas.
    Tempos atrás apoiou um casal em segunda união ainda com cônjuge vivo para receber a S Eucaristia, sem remorso algum…
    Por outro lado, num programa da TV Horizonte, “Questões de Fé”, sábado 10:30, oferecem-se livros e coisas mais de Pe Libanio-TL – residia lá em BH e à sua morte muito a lamentaram; o cantor Zé Vicente-TL; o sempre lembrado deles em livros e CDs, Pe Fabio de Melo-relativismo ambulante e, salvo engano, parece-me que a TL para eles não é assim tão desprezível…

    • Caro Max, seria interessante levarmos ao conhecimento do santo padre, papa Francisco todos esses casos já que está ocorrendo omissão da lideramça da Arquidiocese de Belo Horizonte. Vamos nos comunicar, meu email é: edadigo_obl@yahoo.com.br – Face: EDA LIMA. Abraços!

  8. “Ouso dizer: a Igreja nunca esteve tão bem como hoje!”

  9. Se as providências não forem tomadas, o povo católico poderá as tomar, agudizando ainda mais a crise, pois a angústia é grande, especialmente dos que tem amor à Igreja.

    —————————————

    Não entendi a ameaça.

    • Não é uma ameaça, é uma realidade. Esse frei não é apenas herege ou comunista, ele é um criminoso e instila seu séquito de seguidores a cometerem crimes, e os católicos que sofrem nas mãos desse frei e já sofreram ameaças e agressões de seus fanáticos seguidores estão cada vez mais perplexos com a (falta de) atitude das autoridades (ir)responsáveis. A tensão aumenta, a coisa passa a afetar a integridade física e moral daqueles que não são seguidores do herege, e nem todo mundo tem paciência de Jó. Mais que isso, mesmo que tenha, não há garantias de que seus parentes (ou mesmo as testemunhas) também tenham e aceitem passivamente este tipo de situação.

    • Caro Gabriel, tudo será resolvido. Se a liderança da Arquidiocese de Belo Horizonte não se manifestar a respeito levaremos o caso ao santo padre, papa Francisco. Ele como autoridade máxima da Igreja Católica saberá tomar as proxidências necessárias. Portanto, confie. Vamos manter contato OK? Meu e-mail: edadigo_obl@yahoo.com.br – Face: EDA LIMA

      Abraços!

  10. Quem quiser ter um perfil de Dom Walmor veja seus artigos no link abaixo:

    http://www.cnbb.org.br/outros/dom-walmor-oliveira-de-azevedo/

  11. A carta do Prof. Hermes Rodrigues Nery diz toda a verdade sobre o Frei Cláudio, e agradeço pelo seu apoio ao Frei Evaldo, Provincial da Ordem do Carmo.

    Mas eu gostaria de esclarecer que estive no início desta semana em reunião com Dom João Justino para um esclarecimento sobre esta questão do Frei Cláudio. Dom João Justino me disse que já foi feito um encontro do Provincial Frei Evaldo com Dom Walmor e este deu esclareceu que a Ordem do Carmo é independente da Arquidiocese e tem competência para resolver esta questão de transferência de Frei Cláudio, como também o impedimento das atividades pastorais. Portanto, só depende do Frei Evaldo tomar coragem e assinar junto com o Conselho da Ordem do Carmo a transferência do Frei Cláudio.
    Esclareceu ainda que o Dom Walmor já fez contato com o Prior Geral da Ordem, Frei Fernando Millan Romeral informando sobre a situação do Frei Cláudio.

    Quero esclarecer a todos aqui que no dia 18/01/2014 o meu filho e eu entregamos em mãos do Prior Geral uma petição pública dos católicos solicitando a saída do Frei Cláudio da Paróquia do Carmo de BH e ele nos prometeu tomar uma providência.

    O que parece é que a Ordem do Carmo não quer assumir o compromisso de transferir o Frei Cláudio e quer empurrar a sua responsabilidade na Arquidiocese. Assim como o Provincial também não assumiu as agressões que aconteceram com dois paroquianos dentro da sacristia da igreja do Carmo pelos seguidores do Frei Cláudio no dia 1º de janeiro de 2014, que inclusive negou de entregar a filmagem de circuito interno da sacristia às vítimas para que elas pudessem anexar ao processo.

    Já que está havendo um jogo de empurra entre a Arquidiocese e a Ordem do Carmo, aconselho as duas partes lavrarem um único documento com assinatura de ambas, assim estarão dividindo as responsabilidades e resolverão a questão da igreja do Carmo de BH que caminha no erro há 40 anos.

    Antônia, OTC

    BH, 07/02/2014

  12. Giovanni: Ela esta se referindo ao Frei Tiago de São José da Ordem dos Carmelitas Eremitas de Atibaia, diocese de Bragança Paulista. Se quiser maiores detalhes pesquise no Fratres.

  13. Seguem os e-mails da Arquidiocese de BH:
    arcebispobh@arquidiocesebh.org.br (arcebispo D. Walmor)
    secretariageral@pucminas.br (secretária de D. Walmor, Sra. Osana)
    emails@pucminas.br (geral)

    PS.: Se o povo de Deus não agir logo, os filhos das trevas dominarão a Igreja. Lamentavelmente, há muitos lobos em peles de ovelha: “o joio está misturado com o trigo”, disse Jesus.

    • Obrigada querido! Vamos agir sim e defender nossa santa madre igreja. Quem não estiver satisfeito que pegue o seu boné e se retire, afinal, a Igreja Católica Apostólica Romana tem que ser respeitada.

      Caro Renato Assis, segue abaixo parte do comentário que fiz à Altamira Augusta Botter de Lima:
      O santo padre como sabes é a maior autoridade da igreja católica, sendo assim, ele sabe perfeitamente o que deve ser mudado ou não. Os casais de segunda união ele ainda não resolveu. Quanto aos padres casarem se não me falhe a memória ele já se manifestou a respeito, ou seja, é contra. De qualquer forma ele como autoridade máxima da igreja católica vai dizer o que devemos ou não seguir. Como cristãos obedientes, devemos respeitar todas as suas (papa) decisões. Abraços!

      Meu e-mail: edadigo_obl@yahoo.com.br – Face: EDA LIMA

  14. E-mail de Dom Walmor: arcebispobh@arquidiocese.bh.org.br

  15. Caro Gabriel, não se trata de ameaça,mas de uma constatação. As portas do inferno não prevalecerão, pois sempre haverá quem defenderá a sã doutrina. Nesse caso de frei Cláudio, não pode haver omissão da autoridade eclesiástica. O Arcebispo não pode se calar diante de tão graves fatos e deve intervir, pelo bem da Igreja.

  16. É triste, porém, não reconhecer o trabalho de Frei Cláudio, nos últimos dois decênios, no bem que fez a tantos pobres. Pobres estes que sustentam também a Igreja, que doam suas moedinhas, como a viúva do Evangelho. Pobres estes que sustentam a vida pastoral da Igreja, vá ver nas periferias como é ser cristão.Contudo, o movimento que fizeram em BH não foi a mando dele. Ele é um homem bom e o conheço a anos, não se pode julgar uma pessoa por um ato que ela não cometeu, no mais da verdade há tantos que se dizem cristãos, são batizados, crismado e as vezes ordenados, mas em matéria de caridade (solidariedade) são inertes, ateus contumazes, não fazem um porcento do que Frei Claudio já o fez pelo povo pobre que circunda o Sion, Carmo. Contudo ser Cristão todo mundo diz que é, mas seguir a Cristo são poucos que tem a coragem. Por isso, declaro aqui minha solidariedade a este sacerdote de Jesus Cristo, que pensando diferente, diz a mensagem de Cristo hoje. E no mais, é preciso saber da origem de Frei Claudio. A Igreja da Holanda foi sempre pioneira. Mas, em questão de solidariedade muito ativa, não como a Igreja do Brasil, que as vezes venha a nós apenas e ao Vosso Reino nada. Prestemos atenção!

    • Triste é a falta de vergonha de certas pessoas em defenderem o indefensável.

      A Igreja sempre fez pelos pobres e se esse “frei” fez alguma coisa foi com dinheiro da igreja. Se o preço por ele fazer alguma boa pelos pobres (assumindo, por exercício, que ele fez) for pregar o ateísmo, a destruição da Missa, a heresia, a apostasia e outras coisas, definitivamente não compensa, nem mesmo para o suposto pobre que recebeu a suposta ajuda.

      E é sintomático que não tenham sido os pobres que tenham partido em sua defesa, mas os endinheirados que conseguiram inclusive pressionar a diocese e implantar notícias em jornais. Fácil uma burguesia decadente em costumes encontrar um ídolo que afague suas safadezas e passar a adorá-lo.

      A “igreja da Holanda” é tão “pioneira” que o país virou ateu. Deus nos livre desse pioneirismo. Mas essa discussão não é sobre a “igreja da Holanda”, nem sobre a Igreja na Holanda, mas sobre esse frei
      apóstata e herege.

      Sobre sua afirmação de que “o movimento que fizeram em BH não foi a mando dele”, isso é o que ele diz.

    • Me exasperei na mensagem resposta que dirigi ao Amaral e acho que ela não foi aprovada. Tentarei, então, ser mais objetivo.

      “É triste, porém, não reconhecer o trabalho de Frei Cláudio, nos últimos dois decênios, no bem que fez a tantos pobres.”

      A Igreja sempre fez pelos pobres. Se Van Balen fez alguma coisa pelos pobres, foi com o dinheiro da paróquia. Não há novidade nisso. E, mesmo supondo que seja verdade que ele fez muito pelos pobres, se o preço para isso for esse (pregar heresias, apostasias, criar seitas dentro da Igreja, pregar ateísmo, negar a Deus, negar a divindade de Cristo, negar os dons de Nossa Senhora, falsificar a Missa, pregar relativismo moral, negar os dogmas e ensinamentos da Igreja, pregar o ódio contra a Igreja a partir de dentro dela), definitivamente essa ajuda não compensa, nem mesmo para o suposto pobre que recebe a suposta ajuda.

      “Pobres estes que sustentam também a Igreja, que doam suas moedinhas, como a viúva do Evangelho. Pobres estes que sustentam a vida pastoral da Igreja, vá ver nas periferias como é ser cristão.”

      Quem está nesse movimento não são os pobres, são grupos endinheirados que se fanatizaram em torno de Van balen. Influentes o suficiente para pressionarem a diocese e plantarem notícias em jornais, tão influentes que mulheres de políticos do estado já se meteram na situação.
      Botam a mão no bolso de vez em quando e acham que só isso os faz cristãos? Junte décadas de relativismo moral sendo pregado do púlpito, com doses de marxismo contra a hierarquia e a doutrina da Igreja e dê a uma burguesia que não tem interesse em mudança de vida (Van balen endossa todo tipo de relativismo moral, inclusive o aborto), que o resultado é este que estamos vendo.

      “Contudo, o movimento que fizeram em BH não foi a mando dele.”

      Isso é o que ele diz.

      “Contudo ser Cristão todo mundo diz que é, mas seguir a Cristo são poucos que tem a coragem.”

      O que Van balen e seus adoradores fazem é seguir Jesus Cristo????

      “Por isso, declaro aqui minha solidariedade a este sacerdote de Jesus Cristo, que pensando diferente, diz a mensagem de Cristo hoje. E no mais, é preciso saber da origem de Frei Claudio. A Igreja da Holanda foi sempre pioneira.”

      Sacerdote que rejeita o sacerdócio e que rejeita Jesus Cristo. Procure os ignificado de “sacerdote” e de “Cristo” que você vai entender que alguém que rejeita o sobrenatural, que falsifica o sacrifício e que rejeita a divindade de Jesus não pode ser um “sacerdote de Jesus Cristo”.
      Quanto à “igreja da Holanda”, é tão “pioneira” que o país virou ateu. Deus nos livre desse pioneirismo. Mas a discussão não é sobre a “igreja da Holanda”, nem sobre a Igreja na Holanda.

  17. A palavra de Dom Walmor (14/10/08):

    “Católicos não encontram Deus na Igreja”
    “Os que abandonam procuram sinceramente a Deus”
    “Depois que abandonam assumem um digno comportamento moral”
    “A Palavra que escutam (na seita) é formativa para sua vida, alimenta seus espíritos e testemunham os valores religiosos que agora interiorizam”

    Ou seja, o novo modelo de Igreja católica tem que ser igual aos das seitas.

    Bispo brasileiro: católicos passam às seitas porque não vêem Deus na Igreja

    VATICANO, 14 Out. 08 / 02:09 pm (ACI).- O Arcebispo de Belo Horizonte (Brasil), Dom Walmor Oliveira de Azevedo, assinalou nesta segunda-feira durante o Sínodo de Bispos que as seitas seguem sendo um desafio, porque se um católico abandona a Igreja para entrar em uma seita é “porque não encontra a Deus nela”.

    Durante sua intervenção no Sínodo, o Prelado do Brasil, um dos países com o mais alto índice de abandono da Igreja, assinalou que “muitas vezes a gente simples que abandona nossa Igreja não o faz pelo que os grupos não católicos acreditam, senão fundamentalmente por como vivem essa pertença, não por motivações dogmáticas, senão pastorais, não por problemas teológicos, senão de método dentro de nossa Igreja”.

    O Arcebispo destacou que “muitos dos que passam às seitas não querem abandonar nossa Igreja, mas procuram sinceramente a Deus”.

    Dom Oliveira de Azevedo destacou que por este motivo, “as seitas seguem sendo um enorme desafio para a Igreja católica e para as confrontar é necessária uma estreita conexão entre o ministério celebrado e o ministério testemunhado, entre a palavra proclamada e escutada e o testemunho pessoal”.

    O Arcebispo sublinhou que as pessoas que enchem as seitas na América Latina provêm do catolicismo e fez insistência em que “basta que passem a essas seitas, para que mudem o modo de comportar-se”, pois “assumem um digno comportamento moral, deixando de lado tudo o que parece indigno na nova vida de crentes. A Palavra que escutam é formativa para sua vida, alimenta seus espíritos e testemunham os valores religiosos que agora interiorizam”.

    Dom Oliveria de Azevedo assinalou que é necessário perguntar-se o que encontram estes fiéis nas seitas, “este é um ponto que se deverá refletir”, concluiu.

    • Meus amados irmãos, Hermes Rodrigues Nery,Amaral ,Renato Assis, Antônia Coelho, André C.A, Altamira Augusta Botter de Lima,Gaby,Cleir, Luiz Fernado de Andrade Pacheco,Cristian. Vamos tentar resolver os problemas da melhor maneira possível sem que ninguém saia triste, afinal, sabemos perfeitamente que todos nós amamos a santa madre igreja. Vamos enviar ao arcebispo de Belo Horizonte vários e-mails, entretanto, caso a situação continue levaremos o caso ao santo padre, papa Francisco. Ele como autoridade máxima da igreja Católica Apostólica Romana saberá com agir.

      E-mail de Dom Walmor: arcebispobh@arquidiocese.bh.org.br

      Seguem os e-mails da Arquidiocese de BH:
      arcebispobh@arquidiocesebh.org.br (arcebispo D. Walmor)
      secretariageral@pucminas.br (secretária de D. Walmor, Sra. Osana)
      emails@pucminas.br (geral)

      OBS: Sou do Rio de Janeiro, mas como católica não posso ficar inerte aos acontecimentos. Caso queiram manter contato comigo segue abaixo meus endereços eletrônicos:

      Meu e-mail: edadigo_obl@yahoo.com.br

      Meu face: EDA LIMA

      Que Deus na sua infinita bondade derrame sobre todos vcs infinitas abençãos!!!

      Abraços

  18. Caro Luiz Fernado de Andrade Pacheco, por que desastroso Concílio Vaticano II?

  19. Não sei o porquê da inércia do Dom Walmor e do Dom João Justino que é o Bispo daquela região episcopal

  20. Caros fraternos, paz e bem!

    Vejam o abaixo-assinado que vem circulando na internet exigindo providências contra o apostata e herege Frei Claudio Van Balen, O.Carm
    fonte: http://www.peticaopublica.com.br/pview.aspx?pi=BR64476

    Nós, Católicos Apostólicos Romanos, batizados, nos unimos para exigir que a Província Carmelitana de Santo Elias, a Arquidiocese de Belo Horizonte e a Nunciatura Apostólica do Brasil tomem providências urgentes de acordo com o Cânon 1364 do Código de Direito Canônico, contra o Frei Claudio Van Balen, O.Carm, residente na Paróquia Nossa Senhora do Carmo, bairro Carmo/Sion em Belo Horizonte, Minas Gerais.
    Este mesmo Frade já está excomungado por latae sententiae, pois existem provas evidentes de sua apostasia e que a punição seja de acordo com o Cânon 1336, parágrafo I como rege o Código como punição para os clérigos, onde consta que o Frei Claudio deve antes de mais nada perder o direito de residir na Paróquia, e ter os ofícios suspensos, e posteriormente até mesmo a demissão do estado clerical.

    O referido sacerdote fez declarações públicas, documentadas em áudio e vídeo onde afirma não acreditar na Divindade de Deus e de Cristo, e que o mesmo Cristo não “era Deus” no início da Igreja, é contrário aos dogmas Marianos e diz que Maria nada tem acima de nós (contrário a Hiperdulia dedicada à Santíssima Virgem, Mãe de Deus), e contrário até mesmo até mesmo à oração da Ave – Maria, pois segundo o Frei Claudio, é violentamente contra aquilo que ele acredita.

    Logo, percebe-se claramente que se trata de um sacerdote agnóstico e que há mais de trinta anos tem podado a Fé dos paroquianos da maior paróquia de Belo Horizonte bem como a manifestação da Fé dessas mesmas pessoas.

    Reiteramos a nossa exigência à Arquidiocese, principalmente ao Arcebispo Dom Walmor Oliveira de Azevedo e seus auxiliares que façam valer o Direito Canônico e a excomunhão imediata deste Frade, já que o atual provincial dos Carmelitas desta província, Frei Geraldo D’Abadia Pires Maciel O.Carm se recusa a tomar qualquer providência.

    Em Cristo que nos une,

    Abaixo assinamos:

  21. Caros cristãos do site, segue carta que enviei ao D. Walmor, arcebispo de BH, para conhecimento, reflexão e divulgação…
    Forte abraço a todos,
    Renato

    Excelentíssimo Reverendíssimos Senhor
    Dom Walmor Oliveira de Azevedo
    MD. Arcebispo metropolitano de Belo Horizonte-MG
    Nesta

    Senhor arcebispo Dom Walmor, paz e bem!

    ASSUNTO: frei Cláudio Van Balen é um herege

    “Virá tempo em que os homens já não suportarão a sã doutrina da salvação. Levados pelas próprias paixões e pelo prurido de escutar novidades, ajustarão mestres para si.
    Apartarão os ouvidos da verdade e se atirarão às fábulas” (2 Timóteo 4:3-4)

    Tenho a honra de cumprimentá-lo ao tempo em que protesto veementemente contra o retorno do polêmico herege frei Cláudio Van Balen à paroquia do Carmo em Belo Horizonte-MG, pelos motivos abaixo relacionados.

    Inicialmente, devo confessar que fiquei perplexo ao tomar conhecimento da notícia pela internet, no seguinte endereço eletrônico:
    (http://www.em.com.br/app/noticia/gerais/2014/02/03/interna_gerais,494698/frei-claudio-e-autorizado-a-retomar-celebracao-de-missas-na-igreja-do-carmo.shtml).

    Como morador de Belo Horizonte-MG, constato, lamentavelmente, que o frei Cláudio Van Balen trata-se de um herege (que renegou a sã doutrina católica para transmitir erros teológicos por onde passava). É ligado à Teologia da Libertação (o correto seria: IDEOLOGIA da libertação), a exemplo de tantos outros JOIOS misturados com o TRIGO. Sou testemunha ocular de suas aberrações, contradições e perca da fé que podem se conferidas através das suas declarações públicas, documentadas em áudio e vídeo, tais como: afirmar que não acredita na Divindade de Deus e de Cristo, e que o mesmo Cristo não “era Deus” no início da Igreja, é contrário aos dogmas Marianos e diz que Maria nada tem acima de nós (contrário a Hiperdulia dedicada à Santíssima Virgem, Mãe de Deus), e contrário até mesmo até mesmo à oração da Ave – Maria, pois segundo o Frei Claudio, é violentamente contra aquilo que ele acredita.

    Tempos atrás (por ocasião do aniversário do então pároco da Paróquia Santo Antônio-BH) denunciamos pessoalmente ao senhor, D. Walmor, a apostasia levada a cabo por certos “pastores” na capital mineira. A gota dágua foi a série de artigos publicados no Jornal de Opinião (da Cúria) aconselhando A NÃO AJOELHAR-SE no momento da consagração). Estranhava-se o fato de censurar apenas o gesto de ajoelhar-se; pois o restante, tudo era permitido na missa: (podia ficar em pé, sentado, pular, dançar… mas era proibido ficar de joelhos durante a missa). O então “Jornal de Opinião”, mantido pela arquidiocese de Belo Horizonte-MG, vez por outra vinha publicando artigos que questionavam a adequação da postura de joelhos no momento da consagração, na Santa Missa. Ao denunciei pessoalmente ao arcebispo D. Walmor solicitando um DIREITO DE RESPOSTA aos famigerados artigos, o Senhor D. Walmor, na época, respondeu-me dizendo que eu deveria entrar em contato com o responsável pelo jornal e solicitasse o direito de resposta. Todas as minhas tentativas foram infrutíferas. Mais tarde, o Jornal de Opinião fechou por motivo de falta de leitores.

    BELO HORIZONTE vem se deteriorando há anos. Senão, vejamos:
    – É considerada a capital dos barzinhos (com reflexos na alta taxa de alcoolismo precoce, acidentes….);
    – Elegemos políticos homossexuais, viciados em drogas pesadas e até são pegos em flagrante traficando aproximadamente 500 kg de cocaína pura. Repito: meia tonelada de cocaína (caso do piloto do helicóptero do senador Zezé Perrella, ex-presidente do Cruzeiro);
    – Crescimento das seitas na região;
    – Somos irradiadores de apostasia (Frei Cláudio, frei Betto, JB Libânio que embora tenha falecido recentemente, suas obras, vídeos e palestras estão nas prateleiras dos seminários “católicos”…);
    – A violência está cada dia mais alta…

    Outrora, Belo Horizonte era considerada o centro irradiador do catolicismo para todo o Brasil, tendo sido Dom Cabral um dos bispos mais edificadores da Igreja em Minas (o que lançou o ideal confessional totalmente traído da Universidade Católica), que ainda contou com mais antigas e grandes colaborações de Dom Viçoso e Dom Silvério, outros bispos santos e de padres santos como Padre Eustáquio, Monsenhor Horta e Padre Vítor, mais ao sul. Mas com o passar dos tempos, a permissividade chegou com a infiltração. Os comunistas infiltrados fizeram logisticamente de Belo Horizonte o centro irradiador do comunismo na igreja e perverteram a PUC e criaram o ISI (hoje, FAJE), o ISTA, a Faculdade das Paulinas com os evangelhos gnósticos. E vieram o Frei Betto, o JBLibânio, cujos livros heréticos foram adotados por todas as faculdades e seminários de Teologia, o Mesters e o Frei Cláudio e aquele outro herege belga que escreveu “Povo de Deus”, dizendo que a Igreja foi feita para o povo governar. E a Boa Viagem, de defensora da Sã Doutrina, criou sua própria mini-faculdade para ensinar apostasia e comunismo. Foi uma pena. Não só a cidade, mas toda a cultura e a moral mineiras se foram. Tudo isso com a cegueira propositada do bispo, que seguiu o mais permissivo bispo conciliar. Chesterton dizia que a “TOLERÂNCIA é tudo o que resta depois que a pessoa perdeu todos os seus princípios.” Com efeito, tanto a tolerância como também o POLITICAMENTE CORRETO em questões de fé já estão condenados pelos ensinamentos de Jesus, pela tradição cristã e pelo magistério da Igreja.

    Este Frade já está excomungado “ latae sententiae”, pois existem provas evidentes de sua apostasia e que a punição seja de acordo com o Cânon 1336, parágrafo I como rege o Código como punição para os clérigos, onde consta que o Frei Claudio deve antes de mais nada perder o direito de residir na Paróquia, e ter os ofícios suspensos, e posteriormente até mesmo a demissão do estado clerical.

    Reiteramos, enfim, que o Arcebispo Dom Walmor Oliveira de Azevedo e seus auxiliares façam valer o Direito Canônico e a excomunhão imediata deste Frade, já que o atual provincial dos Carmelitas desta província, Frei Geraldo D’Abadia Pires Maciel O.Carm se recusa a tomar qualquer providência.
    Diz a sabedoria popular:
    Errar é humano. Reconhecer o erro é divino. Perseverar no erro é DIABÓLICO.

    É possível que Vossa Excelência Reverendíssima não tenham tomado conhecimento completo das heresias proclamadas aos quatro ventos pelo frei Cláudio. Em razão disso, achei por bem comunicar-lhe o lamentável fato e pedir que o referida padre seja AFASTADO IMEDIATAMENTE da Paróquia do Carmo e aberto um processo de excomunhão, por ser medida de justiça nos termos do Código de Direito Canônico e para o maior bem do povo de Deus em Belo Horizonte-MG.

    Que Nossa Senhora da Boa Viagem, padroeira de Belo Horizonte, interceda pessoalmente para que seja retornada a sã doutrina cristã e restabelecida a ordem na Paróquia do Carmo para a maior glória de Deus.

    “Se cada cristão fizer da Eucaristia o centro de sua vida, tudo será transformado: as pessoas, a Igreja e a humanidade.” (São Pedro Julião Eymard).

    Renovo, nesta oportunidade, todo o meu apreço e a mais distinta consideração.
    Saudações cristãs,

    Renato Aguiar de Assis
    Cidadão brasileiro, auditor fiscal, católico apostólico romano.
    e-mail: renatobg@oi.com.br

    Belo Horizonte (MG), 08/02/2014 ( Santos do dia: São Jerônimo Emiliani, presbítero; Santa Josefina Bakhita, virgem; Santo Estêvão de Grandmont, abade)

    PS.: Mas “onde abundou o pecado, superabundou a graça”, nos revela S. Paulo. O lado bom de Belo Horizonte-MG, é que já existem em inúmeras paróquias o TERÇO DOS HOMENS, o Rosário completo (Catedral de Bom Viagem) rezados ininterruptamente há 4 (quatro) anos (que no próximo dia 15 de fevereiro de 2014, a recitação do rosário completo, com os quatro terços, na Catedral da Boa Viagem – na verdade, no oratório externo dedicado a Nossa Senhora de Fátima -, completará 4 anos ininterruptos.
    Vem Senhor Jesus!

    Com cópia para:

    – Dom Raymundo Damasceno Assis (presidente da CNBB);
    – Dom Giovanni D’Aniello (núncio apostólico no Brasil)

  22. Pessoal,

    Se depender do arcebispo de BH, o baiano D. Walmor, tudo continua como “dantes… no quartel de Abrantes”, como diz a sabedoria popular. O arcebispo só está interessado atualmente no seu projeto FARAôNICO: Construção da nova Catedral Cristo Rei.
    Interessante: o arquiteto do projeto é o COMUNISTA descarado Oscar Niemeyer. Na maquete da catedral é possível ver a olho nu dois símbolos tradicionais do COMUNISMO: a foice e o martelo. A foice está no lado direito e o martelo encontra-se no lado esquerdo (de cabeça para baixo). Basta visualizar no site abaixo:
    http://www.catedralcristoreibh.com.br/catedral.php

    Será que não existia nenhum arquiteto católico apostólico romano ou ortodoxo ou irmãos separados para fazer um projeto cristão para a futura sede, a exemplo da atual catedral da Boa Viagem? Aliás, a catedral de N.Sa. da Boa Viagem constitui um santuário arquidiocesano de adoração perpétua eucarística (“Laus perennis”). Será que na futura catedral continuará a adoração eucarística perpétua? Tenho séria dúvidas. E a posição do sacrário será no centro da catedral ou ficará escondida numa sala adjacente da nave da Igreja?

    Como diz no site da arquidiocese: “Edificada no chamado Vetor Norte de Belo Horizonte, a Catedral Cristo Rei ficará na periferia da Capital, lugar que é, ao mesmo tempo, epicentro de toda a Região Metropolitana. Será presença estratégica, promoverá o desenvolvimento humano das comunidades mais pobres e, ao mesmo tempo, fortalecerá o compromisso com a solidariedade, em todos os 28 municípios que integram a Arquidiocese”.

    Por quê sair do centro e ir para periferia? Somente os teólogos da Corte (leia-se: os ideólogos da Teologia da Libertação-TdL) cometem tal suicídio religioso?

    Ademais, a futura catedral dos mineiros encontra-se em frente ao Shopping Estação, de BH. Não é possível, sr. arcebispo, agradar a Deus e ao Dinheiro, nos alertou o próprio Cristo. Nota: a atual catedral de BH, Nossa Senhora da Boa Viagem, fica no centro da cidade, num bairro tranquilo, silencioso, convidativo e está aberta 24 horas em virtude da adoração perpétua eucarística.
    Em razão disso tudo, interrompi minhas doações para a construção desse novo templo faraônico em BH, projetado por um COMUNISTA ATEU. Detalhe: morei em Brasília que possui algumas obras deste arquiteto (ex: memorial JK, novamente aparece a foice, ícone dos comunistas). Suas obras são CARAS, PESADAS (concreto), não são funcionais, conquistadas sem Licitação ou Concorrência etc. Quem sempre defendeu esse ateu militante foi o ex-franciscano Leonardo Boff (teólogo da corte).
    Enfim, Oscar Niemeyer amava o ditador Stalin. Concordo com o colunista de Veja, o católico Reinaldo Azevedo quando diz:
    “Minha tese é que ele (Oscar Niemeyer) representava o ícone perfeito da CHEC (Comunistas Hipócritas da Esquerda Caviar). No Brasil, você pode ser podre de rico, viver no maior conforto de frente para o mar, mamar nas tetas do governo, desde que adote a retórica socialista. Falar em “justiça social” enquanto enche o bolso de dinheiro público, isso merece aplausos por aqui. Já o empresário que defende o capitalismo, produz bens demandados pelo povo e não depende do governo é visto como o vilão. Os discursos sensacionalistas valem mais do que as ações concretas. Imagem é tudo!”
    http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/tag/oscar-niemeyer/

  23. Dá pena ver tanta gente desinformada, a começar por este sítio e pelo professor, articulista que admiro. Rezo por todos que buscam a Verdade com amizade sincera por Nosso Senhor, mas parece que nunca leram a “Candeia” de Calderón. Ao lado da maestria na interpretação tomista, Calderón faz uma preciosa coletânea da legislação atual da igreja conciliar. Sei que alguém do sítio leu e me deixa perturbado acerca de sua real intenção com tanta omissão. Explico: pela legislação atual, a autoridade eclesial, ante a inculturação, que não é apenas litúrgica, mas para todo o pastoreio, não é mais autoridade, mas apenas um moderador. Ou seja, nem a Revelação ou a Vontade inequívoca de Nosso Senhor prevalece, mas aquilo que o povo crê que atende sua fé ou senso de fé. Este sensus fidei do povo, que antes estava no mais baixo grau da escala de infalibilidade (e era como é o mais falível), agora, elevado pelos teólogos que preconizam o poder popular acerca do que se deve crer, supera, em verdade e em verdade, o anterior Magistério infalível e até mesmo o Novo Testamento. Por isso, Dom Walmor sempre deixou como sempre vai deixar o povo decidir e com ele Roma que assim impõe de cima para baixo. Roma só tem este poder de exigir que valha o que o povo quer. E não mais o que Nosso Senhor quis e fez. Falo sem papa na língua e no popular, mas podem consultar tanto Calderón como o Arquivo romano que verão que as leis pastorais da igreja conciliar são estas e são assim e nada mais. Ou seja, o povo vai fazendo sua igreja do seu jeito e a igreja romana já não é mais do jeito que quis Nosso Senhor. Desafio o Fratres a publicar o meu comentário ou, se não, que se sinta obrigado perante Nosso Senhor a coletar e publicar a legislação ou os documentos de orientação e de juízo da igreja conciliar como fez Calderón para provar que não engana e que não quer iludir a orbe católica que ainda acredita que a lei é como a lei de antes e de sempre, porque se o povo bem intencionado é iludido quanto a isso, é Nosso Senhor que é traído!