Quem? O meu Papa!

Por Sandro Magister | Tradução: Fratres in Unum.com – Não é mais suficiente, para a Editora Mondadori, a revista semanal de grande sucesso “Chi” – tipo, revista “Caras”, no Brasil (ndt) – para “lhe fazer conhecer as pessoas para além dos personagens”. Para alguém como Jorge Mario Bergoglio é necessário um novo produto, ainda mais ambicioso, só e totalmente para ele, “a primeira revista semanal do mundo inteiramente dedicada ao Papa Francisco”.

É isso mesmo! A partir do dia 5 de março estará nas bancas todas as quartas-feiras “Il mio Papa” – “O meu Papa” –, cujo preço de lançamento será de 0,50 euros e a tiragem inicial distribuirá meio milhão de cópias, três milhões no primeiro mês.

De corte popular, fácil leitura, fotos com grande impacto emotivo. Assim, a Editora Mondadori antecipa as características de “Il mio Papa”. A nova revista contará como foi a semana do líder da Igreja, “prestando grande atenção às mensagens de mudança que caracterizam este pontificado”. Estará anexo ao segundo número um DVD para festejar “o primeiro ano com ele”.

Não faltarão “curiosidades e imagens que retratem a grande simplicidade de Papa Francisco nos pequenos gestos quotidianos”. Cada número trará um pôster duplo “com a frase mais significativa da semana” e a história ilustrada de sua vida contada em episódios “sob a forma de encarte a ser destacado e conservado”. Terá também um espaço no qual os leitores poderão publicar cartas, poesias, reflexões.

A ênfase dada diariamente aos gestos do Papa Francisco foi uma das acusações lançadas contra Dino Boffo pelos seus detratores, que teriam causado a sua destituição como diretor da TV 2000. O mantra posto em circulação foi que “Francisco é um Papa que não quer sem contado nem interpretado”. Mas a Mondadori não é a “TV do Papa”. Tem a sua honrosa autonomia. Fez seus cálculos. E, por baixo, está bem segura de seus ganhos com Bergoglio.

15 Responses to “Quem? O meu Papa!”

  1. O papa merece… é muito condizente com sua “humildade”…

  2. Até quando Senhor tolerará o deboche dos soberbos? “Farta por demais está nossa alma do sarcasmo dos opulentos e da soberba dos insensatos!”

  3. O papa Francisco já declarou que não gosta de fama de Super-homem:
    “Pintar o Papa como se fosse uma espécie de Superman, uma espécie de astro, é ofensivo. O Papa é um homem que ri, chora, dorme tranquilo e tem amigos como todos. É uma pessoa normal”, disse Francisco na entrevista ao jornal italiano Il Corriere della Sera.
    Na entrevista, publicada também de forma simultânea e exclusiva pelo jornal argentino La Nación, o pontífice garantiu que combinou com o papa emérito Bento XVI que participe ativamente da vida da igreja:
    – “Não é uma estátua de museu”, afirmou Francisco ao se referir ao seu antecessor, a quem admira por sua sabedoria, que é ‘um dom de Deus’.
    Que o seu sim, seja sim e o seu não seja não, o que passar disso vem do Maligno” (Mateus 5, 37).

  4. Uma grande ideia dos editores da revista. A Igreja Católica tem apenas a ganhar com tal iniciativa.

  5. E parece que deu outra entrevista. Mais uma…

  6. Não admira que este papa seja bajulado pelo mundo vejam esta entrevista.
    “Papa, em entrevista, sugere igreja poderia tolerar algumas uniões civis”
    http://www.catholicnews.com/data/stories/cns/1400916.htm

  7. A ambigüidade estava caindo em coma, mas infelizmente deram um tratamento de choque, um verdadeiro encarniçamento medicamentoso, e agora essa mùmia monstruosa grassa de novo na Igreja, manca, malcheirosa e esfarrapada.

  8. Comunque … é il mio Papa!

  9. Quando um papa começa a agradar demais o mundo, é sinal de que não está fazendo seu trabalho de forma adequada. Isso todos nós podemos notar.

  10. Ambição (ganhar dinheiro em cima da imagem do Papa), futilidade (“Caras” do Papa), hipocrisia (não são entusiastas da humildade do Papa?), cara-de-pau (tem que ter muita para por em prática algo assim), e, talvez um ingrediente secreto – interesse (conseguir dar vazão às falas e ações que podem ser instrumentalizadas para o “progressismo”), foram colocadas no forno e o resultado é essa revista.

  11. É possível que esse empreendimento se torne o melhor e mais bem aceito de todos os tempos e lugares do mundo. A Mondadori será regiamente recompensada. Quanto a nós, invoquemos o Espírito Santo. Só com os seus sete dons conseguiremos sobreviver na verdadeira Fé, na Esperança e na Caridade.

  12. Ao que tudo indica, com cerca de 90% da mídia mundial nas mãos dos encarniçados inimigos da Igreja, sugere que as intenções dessa revista seria caricaturizar o papa Francisco de forma tão sutil que não parecesse ao grande público – ações de laboratórios de engenharia social especializados em manipulação – obviamente atendendo os apelos de cada vez mais mostrar que é um modernista, além de fabricarem divisões na Igreja.
    As sutis intenções dessa revista seria também projetar os católicos modernistas contra os tradicionais, criar ainda mais celeumas no interior da Igreja já tão problematizado, e ao mesmo tempo apresentando-se como apoio às supostas ideias do papa Francisco, exorcizando tudo que se refira aos anteriores a ele como obsoleto; Para quem está por detrás dessa revista, imergi-lo por meio de factoides cada vez mais no relativismo.

  13. Dependendo de como expostos, os fatos relacionados ao Pontífice poderão contribuir com a evangelização.

    Contudo, D. Bosco ensinava seus jovens a não bradarem “Viva Pio IX”, mas tão somente “Viva o Papa”.

  14. Cada vez que ouço falar de …..”uma entrevista” concedida pelo Bispo de ROMA……tremo ,fico com o coração acelerado…..aí….vem!!!! Preparemo-nos!!!…..

    Santo DEUS!!!

Trackbacks