TV Aparecida e sua apologia a uma nova pastoral gayzista.

Paradoxo progressista: quando se trata de defender seu próprio relativismo (ou advogar em causa própria?), os amáveis e delicados membros da igreja dos pobres, dialogantes defensores da cultura do encontro, ressuscitam o tom apologético digno de verdadeiros inquisidores — passam até a acreditar no inferno e no papado, que é instrumentalizado para justificar seus desvarios! É tanta “sensibilidade pastoral”!

Eis a descrição do vídeo no Youtube, publicado em 28/03/2014: “Padre Pedro Cunha, Denise Procópio e Rodolfo Ferraz, que ouvem os telespectadores e orientam com direções espirituais, psicológicas e filosóficas. A cada semana novas participações apresentam dificuldades, problemas e desafios da vida por quais as pessoas passam, e o programa ajuda com reflexões confortantes para os telespectadores. Dúvidas sobre relação afetiva, violência, saúde, vocação, comportamento e algumas questões sobre Igreja são alguns dos temas que norteiam as orientações e a conversa com o telespectador. Em Frente: todas as quintas-feira, às 21h, na Rede Aparecida”.

[Atualização – 15 de maio de 2014, às 11:45] O vídeo, que causava comoção entre os católicos, há semanas, nas redes sociais, foi retirado do ar após a divulgação em Fratres in Unum.com.

68 Responses to “TV Aparecida e sua apologia a uma nova pastoral gayzista.”

  1. “Não acredito no amor para toda a vida” ; “Os orientais são mais espirituais do que nós. Não precisam de milagres nem de santos para viverem a vida espiritual” PADRE FÁBIO DE MELO, ontem, na Canção Nova. Será que ouvi bem, ou estaria a dormir com algum pesadelo? Alguém me pode ajudar???

  2. Quase vomitei..

    Fizeram tanta cena pra uma resposta que poderia ter sido tão simples. E a resposta deveria ter sido:

    A orientação para quem pode ou não pode comungar, vale tanto para homossexuais como para heterossexuais: se aproximem somente da fila da comunhão quem estiver em estado de graça.

    Ponto final!

    Pessoas totalmente despreparadas nesse programa. O programa da Canção Nova ao menos é fiel ao Catecismo da Igreja e não tem medo de ensinar o que a Igreja diz. Desvincular ação pastoral da doutrina é um erro gravíssimo, isso sim.

  3. Nojo, nojo, nojo! Consegui assistir somente até ao 1’27”. Insuportável, repugnante, asqueroso. Se o Papa tivesse ficado calado ao menos sobre “quem sou eu para julgar”, esse argumento dele não seria usado em rede nacional pela TV Aparecida. E o Padre apresentador hein? Dizendo que não conseguiria responder sem sentir raiva do seu irmão no sacerdócio que em sua paróquia disse “homossexuais não podem comungar”.

    Facínoras, eu sinto é nojo! Muito nojo!

    Quantas pessoas assistiram isso? O quanto isso irá penetrar nas paróquias? Nas pastorais?

    O que mais me enoja é que a loira disse “o Papa desse padre não é o Papa Francisco? Porque se fosse ele não faria isso” [proibir a comunhão]. Ah sei, quando proibiram as Missas de Sempre no pontificado de Bento XVI ninguém foi nessas porcarias de TV’s católicas dizer “O Papa desse padre não é o Papa Bento? Porque se fosse ele não proibiria a Missa de Sempre”.

    Nojo, nojo, mil vezes nojo!

  4. E não é que ressucitaram não só o tom apologético nem o papado, mas ressucitaram também o zelo pela liturgia, viu como o o rapazinho disse que tem que seguir o que está no missal e não ficar fazendo firulas? Só vale avacalhar a missa se for pra dançar o negro nagô, aí pode!

  5. Esse padre apresentador dizendo que seu irmão no sacerdócio está na escuridão por negar a comunhão aos homossexuais? Sério mesmo que esse padre teve a audácia de dizer isso em rede nacional? Nossa, por que estou assombrado? Porque a apostasia deixou de ser silenciosa e agora é mais escancarada do que já escancarou, e me dói sim ver a Igreja ser desfigurada por estas pessoas que prefiro nem qualificar.

    Sim, estou escandalizado! Esse tal de Rodolfo Ferraz dizer que se um homossexual em consciência se sente livre e desimpedido pra comungar deverá comungar sem impedimento, citando Gaudium et Spes!

  6. Penso que o tal padre não foi muito claro na forma como abordou o problema. Ele deveria ter dito que as pessoas QUE PRATICAM O ATO HOMOSSEXUAL não podem aproximar-se da sagrada comunhão. Desta forma, não excluiria os homossexuais que vivem na castidade (que obviamente podem e devem comungar) e não dava margem para ser criticado.

    • Não sabemos o que o padre disse, tudo que temos é o email de um fiel que estava na missa que pode muito bem ter passado por cima desta distinção feita pelo padre. O pior é que todos os apresentadores tomaram a palavra do leitor como pura expressão do que aconteceu, sem levantar a menor dúvida.

  7. “Nojo, nojo, nojo! … Insuportável, repugnante, asqueroso. Se o Papa tivesse ficado calado ao menos sobre “quem sou eu para julgar”, esse argumento dele não seria usado em rede nacional pela TV Aparecida. ( II )

    “viu como o o rapazinho disse que tem que seguir o que está no missal e não ficar fazendo firulas? Só vale avacalhar a missa se for pra dançar o negro nagô, aí pode!” ( II ).

    Pior que os padrequinhos da estatura desse aí do programa, ao lado dessa loira oxigenada, não sabem nem manusear o Missal, ficam mal e porcamente presos aos jornaizinhos chulas que pululam nossas Igrejas no Brasil; se tiverem que usar o Missal…coitadinhos…é o mesmo que colocar um prato fino na frente de um porco…serão capazes de rasgarem-no…rssss…pra não chorar…

    Só acrescento que cada vez mais fico convencido de que muitas dessas “missas” são inválidas, por falta de intenção do padre fazer o que a Igreja Católica Apostólica Romana faz e às vezes por falta até mesmo de matéria válida…

    “Nojo, nojo, nojo! …. Insuportável, repugnante, asqueroso. Se o Papa tivesse ficado calado ao menos sobre “quem sou eu para julgar”, esse argumento dele não seria usado em rede nacional pela TV Aparecida.” ( IIIIII ).

  8. Não acredito que isso é um programa de TV e a imagem aí seja algo do youtube deste mundo.

    Os demonios conseguirem de alguma forma construir aquilo que os cientistas vêm obcecadamente tentando há muito tempo: abrir uma janela para outra dimensão, onde se possa assistir o que se passa por lá.

    Ou seja, para concluir, que assistimos não é programa da TV Aparecida, é uma reunião de demonios discutindo estratégias para levarem almas ao inferno.

    Os desgraçados ainda incitam a processarem o padre. Os demonios são muitos astutos mesmo.

  9. A consciência não deve ser formada, esclarecida, corrigida ou agora é ela a “divindade” e não mais Deus que fala a consciencia?
    Citas-te tão bem a observância da liturgia, o Catecismo da Igreja …. que quase eu me emocionei…mas… lembrei logo que também Satanás usou a Sagrada Escritura para tentar Jesus no deserto!
    O que entristeceu-me foi o sarcasmo com que “tratastes um irmão no sacerdócio, sentindo-se na altura de julgá-lo e condená-lo ao INFERNO! “Assim, aquele que pensa que está de pé é melhor ter cuidado para não cair Cor. 10:12-13

  10. Ainda não vi o vídeo, mas pelos comentários, a coisa deve ser muito grave. Eu recomendaria que o Ferreti organizasse um compêndio de comentários aproveitando a popularidade do FRATRES para enviar à direção da TV Aparecida e também ao apresentador do programa (que parece muito afetado) tal como foi feito na época do triste artigo de Dom Roque sobre a “saudade da Missa em Latim”. Esta é uma forma clara de mostrar para as mídias católicas que seu público não é gado que aceita qualquer lixo na programação.

  11. Onde podemos denunciar tal abuso?

    • Meu caro Gabriel, denuncie em suas orações a Virgem Santíssima Imaculada para Ela rogar diretamente a Cristo Deus ( o católico centro de tudo e não o homem).A Congregação para Doutrina da Fé é chefiada por um herege modernista que já atacou várias vezes a Sã Doutrina e os Dogmas católicos.Tudo isso que ocorre na “igreja” conciliar tem autorização desses hereges modernistas que estão no Vaticano.

      In Corde Jesu, semper.

  12. Que nojo ainda estou com a boca aberta. Nojo que nojo. Este papa tem as chaves do inferno e abriu-o para que os espíritos imundos viessem incentivar estes senhores e senhoras propagar a doutrina de Satanás, abertamente e sem qualquer vergonha ou pudor. A arrogância e pedantismo, com que falam com se fossem donos da verdade, dizendo que “o irmão no sacerdócio estava a viver na sombra” e é claro estas excelências diabólicas estão na luz. São como cegos que guiam outros cegos. A desenvoltura como torcem e distorcem a doutrina católica e chegam a dizer indiretamente que os papas anteriores estavam no erro,e este papa na verdade, uma vez que não usavam “da bondade e da beleza” mas apenas da verdade, citando os doutores da Igreja para blasfemarem. “Caridade sem verdade não passa de sentimentalismo” e é pois com puro sentimentalismo diabolico que este video acaba.
    Não há por ai um sacerdote com coragem que exorcize esta gente.

  13. Todo o vídeo é um esforço para relativizar a Igreja, diminuir o peso da doutrina e enaltecer a “prática pastoral”. O lema hoje da Igreja é “quem somos nós?”. É a minha consciência quem me diz se estou pecando. Ora, a Igreja ilumina as consciências, porque se eu depender somente da minha, escolherei o lado mais cômodo. E vejam como os progressistas sempre distorcem as palavras dos Papas e da Igreja!!

    O Padre deveria apenas ter exposto a doutrina Católica do estado de graça – que é um sinal de busca da santidade! -, e evitado mais polêmicas.

  14. Incríveis afirmações destas pessoas na televisão, desorientando os fiéis. O pior de tudo é que tudo fica na mesma, não são afastadas da televisão, pretensamente católica.

  15. Temos neste vídeo três grandes atores dignos dos melhores canais de telenovela e seriados do mundo: o padre sem batina e muito menos doutrina; a dama de cara deformada de tanta cirurgia plástica e o rapazinho de explicações afetadas… Três grandes intérpretes desta grande palhaçada de “igreja do amor” onde se pode fazer tudo, menos pregar Cristo, e Cristo crucificado. Pensei que o rapazinho de explicações afetadas iria falar de 4 idéias “muito bonita” da Igreja e dos Santos Padre defendidas pelo Santo Padre, mas ele escondeu o quarto dedinho… E com ele, talvez, a sua fé católica.

  16. Santa mãe de Deus e nossa Rogai por nós, Os tempos são maus…

  17. Dispensa exclusiva e particular do mandamento da castidade. Eles não acreditam que é Lei de Deus. Acham que foi montagem cultural como normas de um bando de gorilas, que veio do Código de Hamurabi… É isso que ensinam nos seminários e que não existe pecado, que pecado é errar o alvo da felicidade, que se precisa apenas avaliar as metas, etc. Cansa… “Há eunucos que se fazem eunucos por amor de Mim”. Ninguém tem TV no Brasil sem pedir benção àquela turminha do oculto. Antes do Congresso decidir pela concessão, já se reuniram pelo beneplácito… Era para isso que os padres progressistas diziam para que nos preparássemos com a eleição de Francisco. Para a empreitada agressiva do lobby gay dentro da Igreja. Eles não vão desistir. Há ordes de padres envolvidas até o pescoço nisso. E todos de muitos seminários. Parece que Deus irá apertar os bispos a tomarem partido. Leiam a profecia de Akita: “bispos se levantarão contra bispos” ou substituirão toda a Religião… Quero salientar que certas comunidades de leigos consagrados, algo estranho à Doutrina, também favorecem essas aberrações, pois jovens fogem da responsabilidade do matrimônio, nem vivem o celibato com votos religiosos sob consagração submissa a à apostilicidade da Igreja e, numa “aliança de vida” acabam vivendo estilo de vida gay ou praticando o homossexualismo e tudo com reconhecimento canônico conciliar, o que é pior de tudo!

  18. Eu até pensei em fazer um comentário. Mas é tanta nojera os que esses três disseram que eu fiquei sem entusiasmo para fazê-lo.
    Que Nossa Senhora, em sua casa, Aparecida, tenha piedade desse Padre.

  19. “quem sou eu para julgar”
    Desde de quando denunciar práticas tão repugnantes, é julgar???
    S. João Batista denunciou os pecados e erros de Heródes, contra a sacralidade do casamento, e pagou pelo ódio de sua coragem e Amor a N.S.
    Esse Rev.está de fato muito longe dos padres “Vitor” de outrora…
    Nossa Mãe merece a fina flor do sacerdócio e não Judas Escariótes como esse…

  20. Quer dizer que a consciência das pessoas é uma doutrina acima de tudo? Se uma pessoa tem consciência que está pecando e está contra Cristo, mas se sente bem, está no bom caminho porque está se sentindo bem?

    A verdade não depende da consciência das pessoas. Se as pessoas rejeitarem a verdade conscientemente, a verdade continuará sendo verdade. A Igreja diz a verdade e tem como dever dar testemunho dela ao mundo. Se o mundo não aceitar a verdade, o mundo prestará suas contas no Juízo. Ou não é assim?

    Eu nem vi o vídeo até o fim, porque é tanta bobagem e mentira que não vale a pena perder tempo!

    Mas que povo é esse para derrubar a Doutrina da Igreja, que na parte sobre a Eucaristia proíbe os indignos de receberem o Corpo do Senhor?

    Até onde vi só falaram do papa Francisco, como se a Igreja se resumisse no papa Francisco e como se o papa Francisco tivesse mudado a Doutrina. Mas o papa não mudou nada e mesmo se quiser mudar, não pode mudar, logo vale aquilo que São Paulo, falando pela Igreja, diz:

    “Portanto, todo aquele que comer o pão ou beber o cálice do Senhor indignamente será culpável do corpo e do sangue do Senhor. Que cada um se examine a si mesmo, e assim coma desse pão e beba desse cálice. Aquele que o come e o bebe sem distinguir o corpo do Senhor, come e bebe a sua própria condenação. Esta é a razão por que entre vós há muitos adoentados e fracos, e muitos mortos.” (I Coríntios 11, 27-30)

    São Paulo é claro e todos os que comungarem indignamente é culpado. Que todos examinem a consciência e vendo pecado mortal, se confesse, para não receber a condenação por desprezar o Corpo do Senhor.

    • São Paulo é claro e todos os que comungarem indignamente são culpados. Que todos examinem a consciência e vendo pecado mortal, se confessem, para não receberem a condenação por desprezar o Corpo do Senhor.

    • “Quer dizer que a consciência das pessoas é uma doutrina acima de tudo? Se uma pessoa tem consciência que está pecando e está contra Cristo, mas se sente bem, está no bom caminho porque está se sentindo bem?”
      Parece que foi isso mesmo que o Rodolfo Ferraz disse, fácil, né?!

  21. É muita porcaria para tão pouca gente junta. A custa de ser Francisco, o papado é sacrificado. Parece que todos os outros papas erraram e Francisco é o cara. Como o Pe. Fábio de Melo que a custa de ser meloso sacrifica o sacerdócio. Não sei onde isso vai parar, Monsenhor Juan Claudio Sanauha, disse que a resposta tem que vir dos leigos, por que é o que tem acontecido em todo o mundo.

  22. Mas também, o que esperar “desse tipo” de padres? O pior cego é o que não quer ver.

  23. O que faz um juiz se não ligar e desligar? Se alguém fala mal de um gay por ser gay, o juiz o liga a uma cadeia. E o papa não pode julgar? Nem ligar ou desligar? Mas o que disse Jesus ao dar as chaves do Reino para Pedro?: “O que ligares na terra, ligarei no céu e o que desligares na terra, desligarei no céu”. Vejam a inversão de valores e de autoridades! Um delegado não pode ser maior do que o delegante e nem ir contra o delegante ou extinguirá a delegação por perda de objeto ou por tornar impossível o seu objeto! Isso prova que não querem Pedro nem como rei e nem como juiz! O meu último professor de Direito Canônico num seminário conciliar começava suas aulas dizendo assim: “antes do concílio era a lei que valia, depois do concílio o que vale é a pessoa”! O subjetivismo substituiu a realidade objetiva. A verdade está dentro de cada um: gnose da intuição como reveladora da verdade. A velha Alexandria do homossexual Alexandre, o velho narcisismo grego…

  24. É uma crise contra o Pai por querer ser pai e contra os pais. Usaram as mulheres e as mães para isso e isso confessaram antes de fazer. Bastou fazer as mães quererem se livrar dos filhos, ao menos para trabalhar e ter o dinheiro próprio. Logo viriam os mimos próprios, para elas e para os filhos feminilizados ou afeminados já na pauta de consumo. Isso planejaram abertamente. E os pais abdicaram em nome do prazer ou da fuga fora de casa. É uma crise contra a casa, contra a ordem da casa, contra a família como uma equipe, um time, uma identidade insolúvel. O Pai não pode querer, não pode saber mais, nem pode dar a linha da vida por já ter vivido mais. O Pai, ser espiritual, não pode querer dizer como usar um corpo. Vão mesmo contra Ele, com ódio dEle e preferem um inferno sem Ele. É triste, auto-destruidor, de uma burrice imensa, inclusive sociológica, porque nenhuma sociedade se refaz sem antes fazer ou manter seus insumos e quem fará os insumos se todos se ocupam (ao menos juntando caquinhos) enquanto auto-destroem? É próprio do narcisismo essa cegueira, querer por querer é o próprio narcisismo que denuncia que quer sem reconhecer limites, inclusive aqueles para poder continuar querendo,,,

  25. Minha nossa. Esse é o tipo de coisa que as redes de televisão católicas do nosso país as vezes colocam na casa de quem as assiste. Falaram, falaram, falaram enquanto, como disse o Ricardo, a resposta correta não duraria nem um minuto. Mas imagina, falar em estado de graça, pecado mortal. Isso não existe mais.
    E o rapaz ainda diz que querer impor a orientação ética da Igreja para toda a sociedade é um erro gravíssimo…

  26. Corrijo insolúvel para indissolúvel, pois foi na pressa…

  27. Se a coisa continuar assim, vamos ter uma Igreja Católica, composta por não católicos…

  28. Por falar em narcisismo, estes três devem pensar que são a “trilogia” que reivindicam para justificar suas agressões a fé.

  29. Caberia fazermos uma manifestação de repúdio dessa matéria? Alguém tem o contato da TV Aparecida para nos manifestarmos? Façamos!

  30. Vejam o que esse elemento de camisa preta diz aos 4:38… prestem atenção! O padre só deve anunciar o que a Igreja pensa se alguém perguntar? Fora isso ele deve ficar calado? É isso que os padres prometem na ordenação sacerdotal? Lobos em pele de cordeiro, ridículos. Tem um cardeal em Aparecida. Depois do Papa, o cardeal deve ser o primeiro a defender a fé. O que ele vai dizer? Por sinal o cardeal de Aparecida é o presidente da CNBB.
    É o típico comportamento desses: não pode julgar… mimimi… tem que perdoar… mimimi… o que importa é o coração.. mimimi.. .mas esses são os primeiros a condenar quem pensa diferente deles. Vejam o jeito que esse “padre” tratou um outro sacerdote em rede nacional. Tive nojo de ver esse vídeo.

  31. Em primeiro lugar, ninguém tem o DIREITO de não ter a sua consciência ofendida. Quer dizer então que se eu disser para um pedófilo que aquilo é errado, mas se ele se sente bem com aquilo, eu é que estou fazendo o mal?
    Quanta besteira!
    Em segundo lugar, este padre acusou o outro de estar cometendo um crime por estar pregando um ensinamento da Igreja. O problema é que este padre nem pode ser acusado de calúnia pois não existe nenhuma previsão legal para o que ele disse, mas este padre pode responder por difamação contra o outro padre. Como muito provavelmente o bispo dele não irá tomar nenhuma providência, qualquer padre que ensine corretamente a doutrina da Igreja pode promover uma ação contra ele.

  32. Ou o tal do PL 122 já foi aprovado e eu não fiquei sabendo?
    Depois ainda dizem que o PL 122 não irá afetar a liberdade religiosa. Se nem sendo aprovado já o está fazendo, imagina quando for.

    • O PLC 122 foi rejeitado no senado, está devidamente sepultado. Mas precisamos ficar de olho na comissão de justiça em face da configuração política.
      Graça e Paz

  33. Que inversao, hein!
    Para quem nao conhece o tal programa, esse video e’ quase inacreditavel, alem de ser uma “perola” da chamada “nova evangelizacao” e da “misericordia” sem conversao.
    Mas, nao e’ de hoje que o tal programinha “em frente” (resta saber em frente a que) vem fazendo das suas.
    A consciencia agora e’ autonoma? E’ pecado dizer o que e’ pecado, pois isso e’ ir contra a consciencia das pessoas? Entao, o que a Igreja vem fazendo durante dois mil anos de existencia? Convencendo os homens da existencia da morte, do pecado e do juizo. Cristo tambem fez o mesmo. Quer dizer que isso e’ ir contra ‘a consciencia das pessoas?
    E’ o fim da evangelizacao. Passa a vigorar o “faz o que quiseres. Se esta’s feliz, tudo bem”.
    O papel da Igreja passa a ser qual? Acolher. So’ isso.
    Dai’ o beijo lesbico na Catedral de Cordoba, durante um batizado. A Santa Se’ nao abriu a boca para censurar.
    Dai’ o elogio do Papa ao discurso do LOBO Cardeal Kasper, defendendo dar a comunhao aos divorciados em segundas nupcias sem que os mesmos renunciem ao pecado.
    Dai o conselho muy amigo do Papa ao mesmo Cardeal quando os outros Cardeais censuraram o discurso: entra por um ouvido e sai pelo outro.
    E’ como se tivesse acabado a Missao da Igreja de denunciar o pecado.
    Pois, segundo o Sr. Rodolfo, o Papa acha que a Igreja se precuparia demais com a verdade e se esqueceria da “beleza”.
    Verdade, e’? Mas, que verdade, seu Rodolfo? Os padres hoje la pregam a verdade? Sao muito poucos os que o fazem.
    E quando pregam, como esse padre denunciado pela mulher da carta, ainda e’ massacrado pelos senhores.
    Essa e’ a Igreja que Francisco quer.
    Igreja da inclusao.
    Igreja da misericordia…
    … sem conversao.
    Esses senhores do programa se esqueceram de dizer que a consciencia nao e’ a fonte do bem e do mal. Ela tem de ser formada (tambem esta’ no Catecismo de 1992) e e’ dever do padre fazer isso na sua condicao de pastor. Formar a consciencia dos fieis dentro da doutrina de Cristo.
    O homossexual praticante deve ser conscientizado de que esta’ em estado de pecado grave, e que nao pode receber o Corpo do Senhor enquanto nao se converter. O mesmo vale para quem pratica qualquer outro pecado mortal. Conscientizar alguem disso e’ obra de misericordia, ao passo que dizer que se pode fazer tudo e, principalmente, que se pode receber a comunhao em estado de pecado grave, e’ crueldade para com as almas (pois as leva para o inferno), por mais que tal atitude se revista exteriormente de “respeito ‘a consciencia”.
    Os apresentadores (causa admiracao o tamanho da indignacao dos tres) se aproveitaram da diferenca entre uma pessoa com tendencia homossexual que pratica a castidade e o homossexual praticante. Nao ficou clara a diferenca entre os dois, e foi usado o termo “homossexual” sem distincao, ora significando uma coisa ora outra, sem colocar os pingos nos “is”.
    Certamente, o padre criticado falou do homossexual praticante, e nao da pessoa de tendencia homossexual que pratica a castidade (pois a pessoa casta pode receber a comunhao se estiver em estado de graca).
    Agora, os apresentadores tinham que citar a “Evangelium Gaudium”, nao e’? A “carta magna” dos “novos tempos”. Claro! Pois la’ o Papa Francisco ja diz com todas as letras que a comunhao nao e’ um premio para os santos, mas um remedio para o pecador. Ele, no entanto, tem o “cuidado” de nao repetir as palavras do Apostolo sobre o risco de condenacao eterna para quem come e bebe indignamente (ou seja, em pecado mortal) o Corpo do Senhor.
    Pra bom entendedor, meia palavra basta.
    Pois trata-se de preparar os espiritos para o que vira’ no Sinodo de outubro proximo. Esperem e verao.

    • J. Marques, o seu comentário está perfeito! É exactamente isso que eu penso. Em relação ao próximo sínodo, também estou apreensivo pois o tema da comunhão para os recasados causa muita divisão na Igreja, quando deveria ser claro para todos que não é possível receber a comunhão em estado de pecado mortal. Vamos rezar pelo Santo Padre e pelo próximo sínodo, confiando na Providência e no poder do Espírito Santo.

    • É J. Marques,

      “E’ o fim da evangelizacao. Passa a vigorar o “faz o que quiseres. Se esta’s feliz, tudo bem”.

      Pior! Há quem diga que isso é ser a imagem e semelhança de Deus.

    • J. Marques,

      Desculpe-me, o trecho que eu queria aproveitar de seu comentário contra aqueles que espalham o erro doutrinal era esse:

      “uma “perola” da chamada “nova evangelização” e da “misericórdia” sem conversão”(…)

      e minha nota seria a mesma:

      Pior! Há quem diga que isso é ser a imagem e semelhança de Deus.

      Ou seja, há argumentos do tipo: ser misericordioso para com pecadores é ser a imagem e semelhança de Deus. Eu quis destacar o sentido pervertido de “misericórdia” que essa turma toma.

  34. Estes três do vídeo, estão fazendo as suas interpretações e adaptação das palavras do Papa. Apenas por ser o ideal, nem sempre os três substantivos (verdade, bondade e beleza) estarão juntos (3:50 min). Mas, em qualquer situação, a verdade tem de ser integral; caso contrário é preferível que fique só. A insinuação de que a verdade pode ser relativizada é idiotice e mal intencionada. Na crucificação de Cristo descobrimos a Sua verdade; mas de nossa parte prevaleceu a maldade e a feiura.

  35. A conciência das pessoas acima da doutrina, e da verdade revelada ( quem são eles para citarem o conceito de verdade bondade beleza, olhem a musica litúrgica atual, os “templos”, a bondade de acariciar o errado ao invés de corrigi-lo), muito bem, eis a raiz do protestantismo, mas neste caso, é o que se chama de “neoprotestantismo”, que são pessoas com a índole protestante , como a de Lutero,mas que não querem se desligar da Una igreja.
    “Rezem o terço e façam penitencia”, eis o que nossa mãe nos pede. Realizemo-o.

  36. Fratres in unum, assista esse vídeo: http://youtu.be/_gbcVdSfnc0 nele o padre é ainda mais expecifico, falou para um homossexual casado com outro homem que ele pode comungar e confessar normalmente, e criticou o padre que não quis lhe dar a absolvição na confissão.

  37. “Quem comer deste Pão sem condições, come a própria condenação”. Foi isso que o padre condenado ao inferno pelo padre do programa, tentou evitar. Mas o padre do programa não faz isso, e se torna conivente com aqueles a quem dá a Santa Comunhão indevidamente, sem prevení-los. Assume com eles seu pecado (ou talvez até, no lugar deles, e sem comunhão com o Cristo que pagou por nossos pecados).
    Já o rapaz das explicações disse que não se deve interferir na consciência de ninguém, nem portanto alertá-los de nada pois o que sua consciência aprovar tá certo pra ele. Talvez se aquele pai que matou o filho de 11 anos há poucas semanas tivesse conversado com o rapaz do programa antes do crime sobre sua ideia de assassinar o menino, não teria sido alertado pro grave pecado que estava tencionando cometer, pois se estava convencido de fazer a coisa necessária não estaria pecando, né?
    Quanto a loirinha… ah… sem comentários…sem conteúdo… sem conhecimento… sem noção. Mas combinou bem com todo o resto.

  38. Não consegui ver até o final. Só me redimi do profundo mal-estar, após ler os comentários ao vídeo. Que beleza ter tantos católicos verdadeiros na espreita de tais barbaridades e, qual destemidos guerreiros, analisam com coragem essas aberrações. A pergunta que não quer calar, no entanto, é essa: como que uma emissora reconhecidamente católica permite a veiculação de tal conteúdo? Estamos nos finais dos tempos, sem dúvida.

  39. Concordo…
    Conheço alguns homossexuais (claro que não assumidos) que trabalham ativamente nas paróquias e dão um grande testemunho de fé.
    Também já ouvi padres comentarem que atentem em direção espiritual pessoas homossexuais que vivem na graça de Deus, que travam uma batalha imensa por terem tal inclinação… as vezes são muito mais dignas que aquelas que comungam todas as missas, e que ao virar as costas, já estão julgando erroneamente os demais apontando-lhes blasfêmias julgando-se “santas e imaculadas”.
    Creio que negar a comunhão apenas pelo o que as pessoas aparentam ser, seja um grave equívoco, pois Deus não vê as aparências, vê o coração e o estado de graça de seus filhos amados.
    Ainda bem que Deus é misericordioso, acima de todo julgamento humano.

  40. De fato, a disciplina da Santa Igreja está aniquilada. Cresce assombrosamente o numero de hereges e os escândalos se multiplicam impunemente. Inexiste autoridade capaz de dar um basta nisso. O CV II escancarou as portas para a invasão do fenômeno do neoprotestantismo dentro da própria Igreja. Isto é, cada um faz a sua igrejinha particular, com suas próprias regrinhas de boa convivência, de acordo com os interesses pessoai$$$ e em conformidade com a demanda do mundo paganizado. Tudo é válido para que os vendilhões do templo sejam bem sucedidos nos seus negócios televiso$$$$$ (TV Aparecida e CN que o digam), onde se promove uma falsa doutrina voltada apenas para homem se realizar na busca do ser, do ter e do prazer. O que passa disso, deve ser voltado ao anátema, inclusive as verdades eternas, a começar das realidades do pecado e de suas consequências. O que está por trás de tudo isso é a grande apostasia anunciada nas profecias bíblicas e nas aparições da Virgem Santíssima. Primeiro vão banalizar a sagrada comunhão do corpo e do sangue do Senhor, dando livre acesso a quem quiser, não importando o estado de pecado em que se vive, o que, por si só, constitui um gravíssimo sacrilégio. Depois disso, vão negar a real presença de Cristo no Santíssimo Sacramento (aliás, isso já está sendo feito em vários lugares Brasil a fora). Por fim, irão abolir a Santa Missa. “E então farão cessar o sacrifício perpétuo e a abominação da desolação ocupará o lugar santo.” (Dn 9,27).
    Mas, aquele que for fiel até o fim, esse será salvo, disse Nosso Senhor Jesus.
    Portanto, os tempos são maus. É preciso rezar muito, fazer penitência, e rejeitar as pompas de satanás, recusando o pecado, custe o que custar.
    Quem não vigiar e orar, vai cair.

  41. Depois deste programa, não há razão de ensinar os 10 Mandamentos, a Liturgia dos Santos Sacramentos, afinal o subjetivismo, relativismo religioso está impregnado no Neo-Catolicismo. “Largo é o caminho que conduz a perdição”. Espero que esses padres têm como se responsabilizar pela almas que lançam ao inferno, pois as chaves dadas a Pedro, não poderão ajudá-los. Do ponto de vista ético, esse tema foi colocado com intuito de armar um circo, pois tal pergunta não poderia ser feita ao vivo, antes de passar por uma avaliação, se há falta de Caridade, foi desse “padres” e dessa apresentadora de não saberem dar a devida resposta, a essa pessoinha que, parece, ter feito isto também com má fé. Não esqueçamos o que dizia Santo Agostinho ( ou Santo Tomás); ao comugar, Judas deixou que o Demônio entrasse em sua alma, logo comungou a sua própria condenação. Ao permitir que os pegadores públicos recebam os sacramentos de vivos, os padre está sendo cúmplice da condenação eterna desta alma. Então que usou de caridade; quem advertiu do erro ou quem permitiu que continuasse no erro? Respeito humano, não salva almas, pois Deus não se deixa levar por sentimentos humanos sem valor. “O que dará o homem em troca de sua alma? O que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro se vier a perder a sua alma?” Espero que a tal legalidade dos que se dizem ministros válidos e lícitos da Santa Igreja, possa conseguir responder diante de Deus por esses desvarios. O que serve aos héteros, também serve aos homos: Sexto Mandamento – Não pecar contra a Castidade e Nono – Não desejar a Mulher ( homem) do próximo. Muito foi perdoado a Maria Madalena,-pecadora pública-porque muito AMOU. Não porque lavou os pés com perfumes e enxugou com os cabelos, mas por ter amando tanto ao Mestre, que se arrependeu da sua vida passada, não continuou a pecar. Aliás, Nosso Senhor disse;”Vá e NÃO PEQUES MAIS”; impossível merecer o perdão de Deus, continuando na vida de pecado. Impossível que seja admitido aos Santos Sacramentos os que vivem apegados ao pecado. Logo não existe casais de segunda união, pois bem sabem que uma vez recebido o Sagrado Matrimônio de modo válido e lícito, esse só se extingue pela morte de um dos cônjuges. Ao viverem juntos sob o mesmo teto, colocan-se em risco de queda ao pecado, olhe o 9º Mandamento. Alimentar algo que é errado, é pecado. Da mesma forma a convivência entre “casais homossexuais”, alimenta o pecado contra a castidade. É uma situação difícil, é aquela situação que Nosso Senhor diz sobre certa casta de demônios, que só com muita oração e penitência que se pode afastar. Sobre a questão penal, creio que esses padres seriam os primeiros a renunciar a Deus, não perderem, nem digo a vida, mas um quadro na televisão. Infelizmente faz eco a centenas de mihares de “católicos” que seguem a mesma cartilha perdição. Já dizia o apóstolo que no muito falar, não tarda pecar. O que de “asneiras” se falam contra Deus é triste e vergonhoso, pois na maioria das vezes partem da boca daqueles, como bem falou o “padrea” da programa, que passam 6, 8 ou 10 anos estudando, mas parece que a letra mata tudo que o espírito que deveria ser formado, vivifica. “Quando o Filho do Homem voltar a terra, encontrará Fé ainda?”

  42. Mandem emails para emfrente@tvaparecida.com.br conforme informa o canal do youtube deste vídeo para não ficar tão barato tal horrível episódio. Dizer que os mandamentos de Deus e o catecismo podem ser relativizados por estado de consciência êh heresia. Ter ódio de um padre que faz o que a igreja manda êh coisa do maligno. Deixar esta senhora aí no meio da história êh de péssimo mal gosto, inclusive pq esta fomenta a idéia de denúncia ao braço secular. Não deixem de clamar até onde puderem.
    Deus tenha piedade…

  43. De fato, o segundo vídeo indicado pelo marcos é muito pior. Porque no primeiro não era explícito se a pessoa tinha atos homossexuais e, portanto, pecaminosos. Já no segundo a pessoa diz ter casado no civil e vive estavelmente com o parceiro. Sexo fora do santo matrimônio é pecado tanto para héteros quanto para homossexuais. De todo modo, esse padre não tem o direito de relativizar o ensinamento católico e de acabar, em rede nacional, com o outro padre. Isso gera confusão nos fieis e é uma grande falta de caridade. Revela uma luta fratricida e ideologizada, distante da verdade da Palavra de Deus e do Magistério da Igreja. Um desserviço para a Igreja e à evangelização.

  44. A TV Aparecida bloqueou o vídeo por causa dos nossos comentários!

    Comentem agora na própria página dela no YouTube: http://br.youtube.com/user/tvaparecida/discussion

  45. O vídeo foi bloqueado. Isso, no meu entender, é uma demonstração clara da forma como as coisas são feitas por essa gente. Sempre de forma ambígua, obscura, através de desmentidos, não foi bem isso que eu quis dizer. Se essa é a posição deles, pois que a assumam e deixem o vídeo disponível. Ou então perceberam que fizeram lambança. De toda forma, eu assisti todo o conteúdo do vídeo e acho deplorável os pitacos emitidos, em total dissonância com a doutrina da Igreja. Eu acredito que as pessoas de bem, católicos autênticos, não são a favor de que se espanque um gay, ainda que ele tenha práticas homossexuais. Agora, chancelar sua atitude é outra coisa bem diferente. Se o homossexual vive em estado de graça, vivendo sua castidade, nada o impede de se aproximar da Santa Comunhão. Eu, na qualidade de homem casado, se for infiel ao meu matrimônio, também não posso comungar. Do jeito que as coisas vão, logo teremos algum “reverendo” emitindo sua “opinão” no sentido de que, em nome da misericórdia, os adúlteros, em paz com sua consciência (solo sagrado), também poderão comungar livremente.

  46. Agora que ficaram com vergonha?! Que falta de vergonha.

  47. Disse São Gregório Magno: ”A Igreja, nos últimos tempos, será espoliada da sua virtude. O espírito profético esconder-se-á, não mais terá a graça de curar, terá diminuta a graça da abstinência, o ensino esvair-se-á, reduzir-se-á – senão desaparecerá de todo – o poder dos prodígios e dos milagres. Para o anticristo está se preparando um exército de sacerdotes apóstatas”.

  48. Alguém salvou o vídeo? O outro vídeo que o Marcos 14 maio, 2014 às 9:54 pm que é tão ou mais horroroso eu baixei.

    Se alguém salvou, faz o upload no youtube! Vamos mostrar a esses canalhas que não sairão ilesos!

  49. Em nome da ENS – Equipes de NSra enviei a minha indignação.
    http://www.a12.com/tv-aparecida/contato

    Graça e Paz

  50. Já já vão emprestar a basílica da Mãe Aparecida para “ordenações” de “bispos” de outras “igrejas” (lembram desse caso?)… depois dessa não duvido mais de nada…

  51. Estou de alma lavada lendo esses comentários…. De verdadeiros católicos e até padres contra essa aberração.Que mistura de nojo com tristeza senti,mesmo não conseguindo ver até o fim!.Dai-nos santos sacerdotes Senhor!

  52. O padre apresentador é muito arrogante e grosso, como pode? E tb ele confessa ser menos prudente na mantença da sua castidade do que muitos homossexuais que ele conhece, que isso? A gente até esquece que padre é homem, no sentido de ter que refrear os instintos próprios da sexualidade humana, tão santificado que a gente enxerga o padre, pra ele ficar dizendo uma coisa dessas. E outra, o que o padre supostamente falou na missa não é crime não! É convicção religiosa. Fosse assim, a Igreja comete crime em não casar divorciados, já que pela Lei civil toda pessoa tem direito a divorciar-se e casar-se novamente. E ele fala em crime “civil”??? Como assim?!! Existe ilícito civil, mas crime! Crime é crime, nunca um crime é civil, onde já se viu uma coisa dessas! Isso porque ele estudou mais de 10 anos, não foi Direito, com certeza.

  53. Este homem é Filosofo, Psicólogo e Sociólogo, menos Padre Católico.

Trackbacks