Foto da semana.

fssp

Na madrugada de quarta-feira, dia 11 de junho de 2014, um criminoso invadiu a residência paroquial da Igreja Mater Misericordiae, Diocese de Phoenix, Arizona, dirigida pela Fraternidade Sacerdotal São Pedro, onde estavam dois sacerdotes da Fraternidade, Padre Kenneth Walker (direita) e Padre Joseph Terra (esquerda).

Padre Terra foi atacado pelo ex-detento e viciado em drogas, portando uma barra de ferro — cujos golpes lhe quebraram os dedos e feriram gravemente a cabeça (como se vê na imagem acima; pe. Terra ficou por alguns dias na UTI e saiu de lá diretamente para a Missa de Requiem de seu confrade). Como não conseguia dominar o criminoso, Padre Terra correu para pegar uma arma, mas, com os dedos quebrados, não conseguiu atirar e foi dominado novamente pelo agressor, que lhe tomou a arma.

Naquele momento, Padre Walker, ao ouvir o barulho, correu em socorro do amigo e foi recebido a balas. O assaltante desferiu vários tiros em Padre Walker e fugiu em seguida. Padre Terra ainda teve forças para ligar para o 911 e quando policiais e paramédicos chegaram ao local, antes de conduzirem Padre Terra, que estava banhado em sangue, para a ambulância, relataram que Padre Terra administrou os últimos ritos a Padre Walker em latim:

Per istam sanctan unctionem et suam piissimam misericordiam, indulgeat tibi Dominus quidquid per visum, per audtiotum, … per odorátum, … per gustum et locutiónem, per tactum, gressum deliquisti.

Padre Walker foi absolvido de todos os seus pecados antes de expirar e, como disse o Bispo de Phoenix, dormiu para acordar nos braços de Nosso Senhor.

Se Padre Walker não tivesse corrido para tentar ajudar seu irmão no sacerdócio, a essa hora estaríamos falando da morte de Padre Terra, pois o assaltante só fugiu depois dos disparos.

Padre Walker salvou a vida do amigo ao morrer em seu lugar e Padre Terra salvou a alma de Padre Walker ao absolvê-lo de todos os pecados antes de entrar na vida eterna.

“Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a sua vida por seus amigos” (Jo, 15, 13).

O jovem sacerdote falecido Padre “Kenny” Walker, mesmo sendo filho de pais divorciados, mesmo vendo sua família dividida (seu irmão mais velho foi morar com sua mãe para protegê-la, e Kenny, com cerca de 6 anos, foi morar com seu pai para consolá-lo), se converteu à Igreja Católica lendo as obras de G.K. Chesterton e se apaixonou pela Missa Tridentina aos 10 anos de idade. Seu amor por ela era tão grande que começou estudar latim por conta própria. Aos 17 anos, entrou para o Seminário da Fraternidade de São Pedro, em Nebraska, e dali só saiu quando foi ordenado. Sua vida sacerdotal durou pouco mais de 2 anos, mas, segundo o celebrante de suas exéquias, “se tivessem dito a Padre  Walker, durante seus vários anos de estudo no Seminário, que ele morreria jovem por causa de seu serviço, ainda assim ele teria escolhido se tornar sacerdote. Só pela oportunidade de celebrar essa missa, ainda que fosse por uma única vez”.

Rezemos pelo descanso eterno do jovem Padre Walker e pelo restabelecimento do Padre Terra.

É possível enviar uma mensagem de apoio e oferecer suas orações ao Pe. Terra através do seguinte endereço:

Fr. Joseph Terra:
Mater Misericordiae Mission
1537 West Monroe Street
Phoenix, Arizona 85007

Post baseado no comentário de Gercione Lima.

Tags:

6 Comentários to “Foto da semana.”

  1. O ódio de satanas ao sacerdócio tem crescido de maneira violenta, oremos e façamos exercicios de piedade pela Igreja de Nosso Senhor e seus ministros.

  2. Meus sentimentos pelo falecimento do padre Walker que agora se encontra nos braços de Jesus a quem serviu com Amor e dedicação na sua vida sacerdotal,oremos pela sua alma e que a sempre Virgem Maria Santíssima o acolhe e conduza ao Divino Pai Eterno através do vosso filho muito Amado Nosso Senhor Jesus Cristo-Amém.

  3. Dois Sacerdotes, um único coração.
    “Rest in peace” Kenny.

  4. Que história terrível!

  5. e ao mesmo tempo cheia de coragem e de amor… assim, por parte das vítimas.

  6. A Missa de Requiem completa. Vale a pena assistir: