Piada francesa – direito à blasfêmia.

Absolvidas por ato na Notre Dame, feministas despertam críticas de políticos

Por BBC Brasil – A decisão da Justiça penal francesa de inocentar nove ativistas do movimento feminista Femen, acusadas de danificar um dos sinos da catedral Notre Dame de Paris durante um protesto, provocou críticas por parte de políticos e religiosos franceses.

Ao mesmo tempo, o Tribunal Penal de Paris condenou três vigias da catedral que haviam tentado interromper a ação das militantes a multas que vão de 300 euros a 1 mil euros (R$ 900 a R$ 3 mil) por violência contra as militantes.

Em fevereiro do ano passado, as ativistas, famosas por protestarem com os seios nus, haviam decidido “celebrar” a renúncia do papa Bento 16.

Elas entraram incógnitas na Notre Dame, misturadas aos turistas, arrancaram os casacos e, aos gritos de “papa nunca mais”, começaram a tocar com bastões de madeira três sinos que estavam sendo exibidos provisoriamente por ocasião das festividades dos 850 anos da célebre catedral.

Na queixa prestada pelas autoridades da Notre Dame, a polícia havia constatado que um pequena parte da camada de ouro de um dos sinos havia sido danificada.

“As acusações eram ridículas. Isso significa que nossa crítica às instituições religiosas não foi condenada”, afirmou Inna Shevchenko, uma das fundadoras do Femen, após o anúncio da decisão judicial.

“É um bom exemplo para os outros países. Isso nos encoraja a continuarmos com nossa ação. Temos orgulho de saber que a blasfêmia é um direito e que não seremos condenadas por isso.”

Julgamento e polêmica

No julgamento, as militantes do Femen contestaram ter danificado o sino, alegando que haviam coberto os bastões de madeira com feltro.

O advogado dos representantes da Notre Dame, por sua vez, disse que a proteção se descolou e que as ativistas tocaram o sino com um bastão sem proteção.

A Justiça considerou que não havia provas suficientes de que as ativistas haviam danificado o sino. O julgamento ocorreu em julho passado, mas a decisão só foi anunciada na última terça-feira.

O Ministério Público havia requerido multa de 1,5 mil euros (R$ 4,5 mil) contra cada uma das nove militantes.

Vários políticos criticaram nas redes sociais a decisão da Justiça. “Militantes do Femen absolvidas e vigias condenados. É um estímulo aos provocadores”, afirmou Thierry Mariani, ex-ministro e deputado do partido UMP.

“A absolvição da Femen nada mais é do que uma autorização para destruir e odiar”, declarou o senador Bruno Retailleau.

O abade Pierre-Hervé Grosjean, personalidade da Igreja Católica no país, considerou a decisão “lamentável”. “Não é dessa forma que vamos educar as pessoas a respeitar todas as religiões e os locais de culto”, disse

Esse foi o primeiro julgamento de militantes do Femen na França. Em outubro, uma ativista que também participou do protesto na Notre Dame será julgada por “exibição sexual” na igreja da Madeleine, em Paris.

Ela havia simulado um aborto utilizando pedaços de fígado de vitela, que representavam um feto, para protestar contra a possibilidade de restrições ao direito de interrupção da gravidez na Espanha.

Tags:

17 Comentários to “Piada francesa – direito à blasfêmia.”

  1. fica difícil saber quem é pior a ´´´´´´´´Justiça francesa““““ ou as membras da Femen. Gente louca, ambos já perderam o bom-senso.
    Mas se blasfêmia é um direito, o inferno também o é para quem comete tal ato.
    A condenação dessas mulheres é uma questão de bom-senso e sobriedade, qualquer pessoa sadia mentalmente, sendo católico ou não, acharia tal ato ofensivo e digno de punição.

  2. A justiça deixou de funcionar e não há mais instâncias humanas a se recorrer em tal situação. O que diz a doutrina da Igreja ao logo dos séculos sobre como proceder em tais situações?

    Comentando a decisão em específico, certamente já era um problema acusar as desgraçadas apenas por dano material ao invés de atentado ao pudor, invasão e incitação a ódio religioso. Desconheço as leis francesas, mas certamente existe algum tipo de legislação sobre pudor e ofensa. Processar apenas por causa de avario nos sinos deu nisso, os juízes pérfidos usaram como desculpa que não há provas de que foram elas e as inocentaram.

  3. Triste ver essas coisas ocorrerem com a “filha primogênita da Igreja”.

  4. Essas indecentes anátemas do FEMEM escaparam da condenação jurídica ,no Tribunal humano,apenas…
    Com suas ações blasfemas,violentas e pornográficas,demonstram um grande desequilíbrio emocional, desvio comportamental, má educação, falta de civilidade, grosseria, mau gosto, e brutalidade espiritual,ou seja…alma trevosa!
    Com esse “curriculum vitae” espiritual eivado de pecadões mortalérrimos conscientes….háh! …o Céu fica looonge,assim…loonge! Coitadas!

  5. É assim que a maçonaria age dentro do Judiciário em qualquer país do mundo. Os seguranças foram punidos por fazerem seu trabalho com esmero. Culpado disto: o ecumenismo do CVII.

  6. Essas mulheres só podem estar possuída pelo demônio como Nossa Senhora falou em La Salette, não tem condição isso. O pior é pra elas depois, que vão ser atormentadas pelos demônios o resto do inferno. A justiça terrestre falha, mas a divina não.

  7. Essas depravadas, fariam isso numa Mesquita ?

  8. Completa inversão de valores!

    Meu Deus, onde vamos parar?!?

    Valei-nos, Nossa Senhora!

  9. O mundo parece cego, diante de tamanhos absurdos. As autoridades civis, não mais representam a defesa da verdade. Parece que tudo está comprometido com o erro, o vandalismo a blasfêmia a profanação dos lugares santos. O que podemos esperar de uma sociedade desta? Estas pobres infelizes que profanaram este lugar santo. Terão terríveis castigos de Deus, terão que sofrer muito; caso não se arrependam e façam penitências. Aqui neste mundo e depois o castigo eterno, por toda eternidade. O que podemos fazer nestas horas de dor para a Santa Igreja? Nós que temos a graça de sermos católicos praticantes, temos que redobrar as nossas arações, para compartilhar com os sofrimentos de Jesus Cristo. Imitando a Santíssima Virgem, São João, as santa mulheres no caminho doloroso do Calvário.
    Joelson Ribeiro Ramos.

  10. Claro exemplo que confirma o provérbio ” a assombração sabe pra quem aparece:”

    “É um bom exemplo para os outros países. Isso nos encoraja a continuarmos com nossa ação. Temos orgulho de saber que a blasfêmia é um direito e que não seremos condenadas por isso.”

    Eu as encorajo a continuarem sua ação…mas em países islâmicos ou na Russia onde o “direito à blasfêmia” realmente é respeitado.
    Essas “marionetes de Satanás” só fazem essas gracinhas em lugares onde o sal do Cristianismo há muito tempo perdeu o sabor e agora só serve pra ser pisoteado pelos cães e porcos.
    Satanás sabe pra quem aparece, pois Catedrais como a de Notredame e outras mantidas por essas Arquidioceses modernistas só se mantém de pé porque foram tombadas pelo patrimônio histórico ou porque fazem parte da paisagem e das atrações turísticas da cidade.
    Infelizmente Igrejas e Catedrais construídas para o culto Católico e o Santo Sacrifício da Missa se tornaram como as pirâmides e templos politeístas egípcios num país de maioria muçulmana. Só ficam de pé porque ainda atraem turistas e dinheiro. Quando não servem mais para esse propósito são vendidas até pra se tornarem academias de ginástica ou galerias de arte.

  11. Fim dos tempos. Total inversão de valores, Mas a luta continua!! NÃO AO ABORTO!!!!!!

  12. Eu nunca vi essas maquiavélicas perversas protestar contra a Mutilação Genital Feminina ou contra a venda de meninas de 9 anos para casamentos arranjados ou o apedrejamento de mulheres …..

  13. Deve-se prestar uma justa homenagem ao “excelente” trabalho de apostasia e paganização nos últimos 50 anos à conferência episcopal francesa. Foi um trabalho árduo, que certamente requereu muito esforço, muita perseverança para vencer “obstáculos” como João Paulo II e Bento XVI.
    Mas no final das contas, a missão foi cumprida.
    A Sociedade Francesa está plenamente paganizada, livre de “tradições arcaicas romanistas” e já preparada para a vinda de um futuro novo e promissor para a Europa.
    A Conferência Episcopal Francesa, parabéns !

  14. mais uma decisão lamentável da justiça francesa jacobina-maçonica!
    mais um anos aquele país estará transformado num califado!

  15. CARLOS!!!! Comentário excelente e sucinto. Falou e disse! Concordo com você e também,com o
    GUSTAVO FREITAS!
    Eu também queria ver, se elas teriam coragem de “protestar”! contra o tipo de vida e costumes dos…muçulmanos e de sua mulheres….numa…Mesquita…! Hah!…mas, “formiga sabe a folha que morde…” , por isso, elas não vão ficar nuas, protestando dentro de uma Mesquita: não sairiam vivas de lá….seriam estrupadas e degoladas, decapitadas lá, …”na hora”!!! Ora se, se…!
    Essas falsas “corajosas” só fazem esses escândalos dentro das Igrejas Católicas, porque sabem que não serão punidas.

  16. Alguns fatos curiosos sobre a organização “sex extremista” FEMEM:

    1-O grupo foi criado por um HOMEM ucraniano, Viktor Svyatski que confessa: «Os homens fazem qualquer coisa pelo sexo, então eu criei o grupo pra ganhar mais mulheres”. A líder do movimento no entanto, a ucraniana Inna Shevchenko mente e depois desmente o fato, dizendo que não é verdade que o movimento foi fundado por um homem e em outra entrevista ela diz que sem um homem à frente o movimento jamais teria decolado.
    http://www.tempi.it/chi-e-inna-shevchenko-la-leader-delle-femen-che-da-oggi-predica-il-sex-tremismo-dal-sito-di-repubblica#.VBL340sQN6p

    2- Quem financia o grupo? Segundo a líder do movimento não existe um só milionário que financia o grupo e ela aceitaria doações até do diabo contanto que seja pra difundir a causa feminista. É mais que sabido que entre os doadores pra causa do FEMEM está George Soros e sua gang.
    http://www.tempi.it/leader-femen-rivendica-il-diritto-alla-blasfemia-accetterei-donazioni-anche-dal-diavolo-pur-di-diffondere-il-femminismo#.VBLzzEsQN6q

    3- Piada francesa foi o Presidente da França ter escolhido o rosto da lider do FEMEM pra ilustrar o selo postal dedicado ao símbolo da República. Com uma “costa- quente” como essa, acham mesmo que as autoridades francesas iriam condenar o “novo símbolo” da República?
    http://www.tempi.it/marianna-femen-francobollo-francia-inna-shevchenko-hollande#.VBL6t0sQN6p

    4- O alvo do movimento é a Igreja Católica. Não esperem nenhuma crítica ao Islamismo porque a líder do movimento já disse não ser “islamofóbica”. E até um twitter que ela fez criticando o Ramadã, imediatamente foi apagado depois pra evitar ferir os sentimentos dos “muçulmanos”. Então não esperem que na versão do feminismo da FEMEM estão incluídas as mulheres sequestradas, violentadas e espancadas por muçulmanos. Seu alvo é a destruição do Cristianismo na Europa e no mundo. Daí se explica porque os muçulmanos as “toleram”. Contanto que não blasfemem contra o Islã e os ajude no serviço sujo de destruir a Cristandade, só podem tornar o trabalho de dominação mais fácil para eles. Notem que islâmicos nunca participam de movimentos pró-vida ou contra sodomitas porque quanto mais a sociedade cristã se auto-destruir, melhor pra eles. O Islã então virá para restabelecer “a ordem”.
    http://www.tempi.it/blog/femen-ramadan-shevchenko-twitter-allah-chiede-scusa#.VBL0ZUsQN6p

    5- Depois de ter participado da profanação da Catedral de Notredame em Paris, uma das ativistas resolveu abandonar o movimento e denunciou as táticas do grupo num livro a ser publicado no Le Figaro. Segundo ela, o movimento não tem nenhum respeito pelas mulheres que são tratadas e substituídas como carne no açougue e a organização do grupo é quase paramilitar. As garotas arrebanhadas são geralmente estudantes universitárias de cabeça oca que defendem qualquer causa politicamente correta. Ali são radicalizadas e são obrigadas a dar uma disponibilidade de 24 horas para a causa. Segundo a ex- ativista esse é um compromisso que faz com que elas aceitem lentamente a submissão no interior do movimento que elas rejeitam exteriormente quando estão se expondo em praça pública. Ou seja, saem em praça pública se expondo ao ridículo pra lutar contra a submissão das mulheres ao sistema patriarcal enquanto são obrigadas a submeterem-se corpo e alma aos rigores de uma organização demoníaca comandada com mão de ferro por outra mulher e financiada por homens milionários que as usam como massa de manobra.
    http://www.tempi.it/le-femen-sono-sottomesse-contro-le-donne-e-ti-usano-come-carne-da-macello-parola-di-ex-sex-tremista#.VBL9Y0sQN6o

    Depois de ter lido tudo isso eu chego à conclusão que esse é o derradeiro ataque de Satanás contra a Igreja. Os ataques estão se intensificando porque seu tempo está contado. A Russia espalhou seus erros. Esse movimento a favor da BLASFÊMIA contra tudo que é sagrado ( islamismo não é sagrado, portanto não é atacado) nasceu na Ucrânia e não é à toa que a Ucrânia foi punida com a guerra e a destruição.
    Quanto a nós Católicos, quando tivermos que nos deparar com essas marionetes do demônio, ao invés de usarmos um pacifismo de conveniência, temos que ter a mesma atitude de Nosso Senhor que de chicote em punho derrubou as mesas dos cambistas e as cadeiras dos que vendiam pombas; dizendo-lhes:
    Está escrito: A minha casa será chamada casa de oração; mas vós a tendes convertido em covil de ladrões. (Mateus 21:12-13)

  17. É este tipo de coisa que me deixa mais perturbado nos tempos atuais. A existência de pessoas como estas mulheres do grupo femen (ou para ser mais claro, a existência de idiotas) sempre aconteceu, mas agora vivemos uma época onde os idiotas estão ocupando também as posições de poder.