Paz com o socialismo.

“Socialismo religioso, socialismo católico são termos contraditórios: ninguém pode ser ao mesmo tempo bom católico e verdadeiro socialista” (Pio XI, Quadragesimo Anno, n.º 119).

“Entre comunismo e cristianismo, o Pontífice [Pio XI] declara novamente que a oposição é radical. E acrescenta não poder admitir-se de maneira alguma que os católicos adiram ao socialismo moderado” (João XXIII, Mater et Magistra, n.º 31).

“O erro fundamental do socialismo é de caráter antropológico. De fato, ele considera cada homem simplesmente como um elemento e uma molécula do organismo social” (João Paulo II, Centesimus Annus, n.º 13).

* * *

Na contramão do bom senso e do ensinamento da Igreja Católica sobre o perigo dos regimes comunistas e socialistas, Dom Roberto Francisco Ferreria Paz, Bispo de Campos e Coordenador da Pastoral dos Católicos na Política no Estado do Rio, é apresentado como cabo eleitoral de um candidato a Deputado Federal de Niterói, onde Dom Roberto foi bispo auxiliar, pelo Partido dos Trabalhadores.

Em cartaz eleitoral, é atribuído a Dom Roberto o seguinte panegírico acompanhado por pedido descarado de voto:

Clique para ampliar.

Clique para ampliar.

“Falar do caríssimo vereador Marlos Costa é fazer referência a um dos políticos cristãos que apresentam um perfil qualificado e diferenciado pela sua ética, competência e compromisso com os pobres e excluídos. Sua gestão pública como vereador tem primado pelo respeito ao bem comum, a solidariedade e a busca da transparência, construindo um verdadeiro mandato comunitário e social. Colocar o Marlos no Congresso Nacional é agilizar o processo de reforma política, de consolidar uma legislatura em plena sintonia com o povo, com o desenvolvimento integral, solidário e responsável de aproximar os valores do Reino de Deus num espaço tomado pelo viés do fisiológico e os interesses privados. Vamos dar o nosso voto com consciência, alegria e esperança a este nosso irmão batalhador de todas as horas, presença constante na nossa pastoral de fé e política. Para a vitória da vida, da família, dos pequenos e da justiça social: Marlos Costa é uma indicação segura.”

+ Dom Roberto Francisco Ferreria Paz, Bispo de Campos.

Primeiro, esperamos sinceramente que esse apadrinhamento eclesiástico desavergonhado seja uma fraude e que Dom Roberto Paz não o tenha redigido nem autorizado sua divulgação.

Como assim, Excelência?

Por mais que o candidato possa ser bem-intencionado e tenha, dizem, propostas em prol dos pobres e excluídos, é fato público e notório que o partido ao qual se filiou obriga seus correligionários a aderirem à sua política socialista, abortista e gayzista. Conforme publicado recentemente neste blog, ‹‹ todo candidato filiado ao PT é obrigado a acatar as resoluções do partido, entre elas a resolução aprovada no 3º Congresso do PT, ocorrido em agosto e setembro de 2007, “Por um Brasil de mulheres e homens livres e iguais”, que inclui a “defesa da autodeterminação das mulheres, da descriminalização do aborto e regulamentação do atendimento a todos os casos no serviço público”. O Estatuto do PT põe como requisito para ser candidato pelo Partido “assinar e registrar em Cartório o ‘Compromisso Partidário do Candidato ou Candidata Petista’” (art. 140, c). Tal assinatura, diz o Estatuto, “indicará que o candidato ou candidata está previamente de acordo com as normas e resoluções do Partido, em relação tanto à campanha como ao exercício do mandato” (art. 140, §1º). Se o político contrariar uma resolução como essa, que apoia o aborto, “será passível de punição, que poderá ir da simples advertência até o desligamento do Partido com renúncia obrigatória ao mandato” (art. 140, §2º) ››.

Pelo visto, a plena comunhão com seus amigos tradicionalistas em Campos não fez efeito algum sobre o bispo uruguaio que, desgraçadamente, veio fazer estrago no Brasil. Seu histórico de feitos é longo: cidadão planetário, ativista do direito dos bosques e dos animais, arauto junto ao MST da “família humana sem fronteiras”, cujo diretório litúrgico deve ter sido redigido pela ONU — as colunas semanais do bispo quase sempre repercutem a agenda daquela entidade maçônica, comemorando grandiosíssimas festas como o dia internacional da Alfabetização, o dia internacional dos Desaparecidos… — Dom Roberto Paz (que recebeu o título de cidadão do Rio de Janeiro ao lado justamente de quem?… Do vereador para quem agora faz campanha…),  que vibrou com o “Flash Movíe” (?!) dos bispos na JMJ e amiúde cita artistas (indecentes) e filósofos modernos com toda pompa e eloquência, no alto de sua requintada cultura, é conhecido defensor da Teologia da Libertação.

Pois, então, explique-nos, senhor bispo, como um candidato filiado ao PT poderá representar a vitória da vida, da família e dos pequenos, como dito no panegírico acima, se seu partido é o maior promotor da cultura da morte em nosso país? Acaso devemos esquecer que os dois últimos deputados petistas que advogavam a favor do direito de nascer — Luiz Bassuma e Henrique Afonso — foram sumariamente expulsos das fileiras petistas pelo Diretório Nacional? Deveríamos nos espelhar no semelhante apoio dado ao deputado petista Alessandro Molón por influentes clérigos da cidade do Rio de Janeiro, cuja atuação “em favor dos pobres e excluídos” nunca incluiu um repúdio claro e consistente ao aborto ou aos chamados “casamentos” entre pessoas do mesmo sexo?

E mais, até quando dioceses, paróquias, encontros diocesanos e congressos de movimentos eclesiais servirão de palanque eleitoral para candidatos de partidos socialistas e comunistas sob não só o silêncio ou complacência de seus pastores, mas em muitos casos com seu explícito apoio?

Que nossos digníssimos promotores da Igreja dos pobres e para os pobres, intrépidos defensores da ficha limpa, enfim, façam uma faxina em seus próprios quintais e promovam a tal “reforma política”, não com plebiscitos enganadores, mas, primeiramente, abstendo-se de fazer o que há de mais sórdido da velha e suja política: captar votos de pessoas humildes utilizando-se do prestígio e autoridade moral que lhes confere a Igreja. Deixem de instrumentalizar a Casa de Deus em benefício de suas próprias agendas!

Santo Tomás Morus, rogai por nós!

* * *

ERRATA: Ao contrário do que havíamos divulgado, Dom Roberto Ferrería Paz não é vinculado ao Opus Dei.

27 Comentários to “Paz com o socialismo.”

  1. Seria possível conseguir o endereço do bispo ou da cúria?

  2. Pois é, é sério. Se nem na igreja onde, onde o sistema de poder e é autoritário, os bispos e padres obedecem imagine numa democracia pluripartidarista onde a fidelidade partidária é mera convenção.
    Que não goste do PT, nem eu gosto, não é problema meu. Mas Marlos é cristão engajando na sua paróquia desde adolescente, sei disso.
    Mas o bispo citado apoia também um candidato do PSDB, com dna católico-tucano, não citado. A bem da verdade recomendo correção ao texto.

    • Névio, além do apoio indevido a algum candidato, Sua Eminência comete o grave erro de angariar votos para o pior dos partidos em termo de moral e filosofia política católicas: o PT. Partidos como PT são partidos que obrigam seus candidatos a serem imorais, já os candidatos dos ditos “tucanos”, “demos” e etc são imorais por opção própria. Aécio Neves é a favor dos malditos “casamentos gays”, por convicção particular, o PSDB não o obriga a isso. Aliás, o candidato do Pró-Vida daqui de Brasília a Deputado Federal, Professor Paulo Fernando, está pelo PSDB justamente porque o partido não coloca imposições imorais de ser a favor aborto e do casamento gay. Até acredito, conforme suas palavras, que esse candidato Marlos seja católico; mas jogou na fogueira sua certidão de batismo, quando se aliou aos piores inimigos da Igreja. Se tem Fé, nalgum momento estará em crise de consciência quando ver seus princípios se chocarem com as ORDENS do PT para apoiar o aborto o casamento gay, entre outras imundícies. Se ele for mesmo CATÓLICO…

  3. Névio, o problema é que pessoas de boa-vontade no partido errado ficam “engessadas”. Elas não podem seguir avante com projetos que contrariem as diretrizes do partido. Terão que se calar, faltar a sessões ou focar em outras questões quando entrarem em pauta projetos importantes para a vida e a família. Nunca se ouviu dizer por exemplo de um deputado petista que se opusesse veementemente ao “casamento” de pessoas do mesmo sexo e ao aborto (os dois últimos foram expulsos, conforme diz o texto). Outros sempre encontram um pretexto para faltar às sessões que tratam desses assuntos. Assim, tentam conciliar o seu cristianismo com as diretrizes do partidão.

  4. Sendo minha diocese, aí vão os dados:

    BISPO DIOCESANO
    * Dom Roberto Francisco Ferrería Paz.
    Endereço: Av 7 de Setembro, 247 – Centro
    Cep: 28010-561– Campos dos Goytacazes – RJ
    Tel: (22) 2722-7750 / 2722-8051
    E-mail: secretariaepiscopal@yahoo.com.br

    É importante que se esclareça o ocorrido, pois o candidato pode ter colocado palavras na boca do Bispo. Mas se, ao invés, Dom Roberto realmente manifesta esse apoio e pede voto para o candidato, é lamentável e repreensível…

  5. De fato, há no facebook vídeo do Bispo Dom Roberto Paz pedindo voto para o candidato Márcio Pacheco, candidato apoiado pela RCC…

    Mas pelo menos o Márcio Pacheco não é filiado ao PT, mas ao PSC (Partido SOCIAL [e não SOCIALISTA] Cristão (do pastor Everaldo…)

    Os candidatos católicos, pelo menos os verdadeiros católicos, deveriam se filiar a um só partido, por exemplo o PHS do Hermes Nery.

    Outra opção é criar um partido católico, e reunir os católicos, do mesmo modo que os protestantes se reúnem e se articulam para ganhar espaço na política.

    • Além do conteúdo do post das duras condenações papais até Bento XVI*, ao se votar num candidato ou partido comunista, caso PT-Dilma, PSB-Marina etc., por serem amigos dos muçulmanos e terem os mesmos ideais de destruirem a civilização cristã e Ocidental no mundo, v colabora nesse intuito, no assedio à Igreja, da auto destruição e cair sob um regime de fanáticos.
      Por serem amigos e aliados, o governo brasileiro apoia o Hamas e nada faz contra a feroz perseguição cristã no Iraque e Síria!
      Em Londres, há bairros que já estão sob a “sharia” e os muçulmanos já investem contra cidadãos, particularmente mulheres e a policia de lá acuada!
      A disputa atual não é apenas entre democracia, ditadura e totalitarismo, mas envolve toda a estrutura de uma civilização, pois o Islã, como o movimento comunista, associaram-se na destruição completa da civilização cristã ocidental, sabendo nós que apenas ela dá perfeita coerência aos nossos valores de direitos individuais e direitos humanos na democracia e entre esses, predominam ditaduras fortemente opressoras e escravagistas.
      O relativismo moral, ético e cultural do Ocidente e o multiculturalismo são frutos cabais da militância do suposto Estado “laico” dos comunistas, caso PT – apenas aparencias, mas atuante “ateu-militante”, do “politicamente correto” – e por meio dessa pregação intelectual supostamente laica tem esvaziado o ético-moral cristão do Ocidente – com ajuda de muitos infiltrados na Igreja, da hierarquia, sendo os que apoiam ideologias comunistas; caso acima?.
      Assim, esse Estado “laico” relativizou os costumes gerais, sintonizando com os islâmicos a ponto de imporem a sharia ou até mesmo escravizarem mulheres muçulmanas no continente europeu, sem a menor reação de governos democráticos e entidades de direitos humanos, nessa hora acuados ou coniventes…
      * “Um governo sem princípios ético-morais não passa de um bando de malfeitores”.

    • Márcio Pacheco, me poupe. Procure saber sua conduta política além das aparências de beato. Como é fácil enrolar católicos! Só Jesus!

      Além desse, ele apoia Luis Paulo, 45678. Esse seria um partido correto?
      Partido é como igreja: têm santos, demônios e alegrinhos…

  6. Há muito eu venho dizendo, inclusive deparando-me com expressões de espanto em certas pessoas, que candidato de partido socialista, comunista ou de coisa que o valha (PT incluído, naturalmente) se apresentar como “católico” ou mandar seus asseclas pedir voto em porta de igreja, depois da missa dominical, é um estelionato moral! Deveria ser punido como crime, pelo menos com a inelegibilidade. Aqui no Rio temos um candidato a deputado federal do PT que alega ser católico e faz isso. Seus cabos eleitorais nas portas das igrejas o apresentam como Fulano de tal “da Rádio Catedral”, ora, faça-me o favor…
    Agora, que um Bispo o faça, é o fim! Imagino D. Fernando Rifan, o que pensará disso. Espero lhe faça uma correção fraterna, já que está no seu nível hierárquico. Coisa que, se um de nós tentasse, certamente seria tido por pessoa indelicada, em falta de respeito com o múnus episcopal e coisa do tipo, que alguns sabem usar muito bem em seu favor.

  7. Conheço o candidato Marlos Costa. De fato, ele é uma pessoa com boas e retas intenções, mas infelizmente ele está num partido errado. Ele está equivocado. Não por culpa dele, mas dos pastores que endossam sua escolha equivocada e enfatizam a sua malograda escolha. É como o pai que, vendo seu filhinho dirigir-se na direção do precipício, o encoraja a caminhar mais rapidamente e se lançar penhasco abaixo. Se houvesse seriedade e autêntica formação católica do nosso Clero, com certeza os candidatos que se pretendem católicos estariam cerrando fileiras em partidos coerentes com os ideais cristãos e em consonância com a Doutrina Católica verdadeira. É lamentável que isso aconteça no Brasil. Não acredito na má-fé do referido Prelado, mas acho que esteja sendo ingênuo ou demais confiante numa opção também errática e equivocada… rezemos pelos nossos Bispos.

  8. Para o Brasil se voltar a se tornar Católico, a CNBB precisa ser extinta.

  9. Repito:em quem votar? Ou temos os comunistas ou os socialistas ou,os despreparados para o cargo que pleiteiam ou…os de passado politico duvidoso!
    Em quem votamos?…Penso que se esse BISPO apoiou o candidato…é porque viu nele alguma qualidade,independente do Partido…mas, medmo assim, se isso é verdade…não deveria mesmo ter-lhe dado apoio,por causa dos Objetivos nocivos desses Partidos não cristãos.

  10. No Estado do Rio os católicos de verdade estão apoiando o Dr. Carlos Dias para deputado federal.

  11. Essas pragas estão aí justamente para isso, acabar com nossa Santa Igreja.
    Um bispo que no dia do seu aniversário, na celebração da missa em sua homenagem, por ser dia da terra, ele fala em “mãe terra”. Termo panteísta muito usado pela TL (Leonardo Boffe).
    Que quando da sua chegada à Campos, um repórter do jornal O Diário, citou que na sua mesa estava um livro sobre América Latina de nada mais nada menos que Emir Sader, conhecido como marquês de sader. Um dos piores elementos que existe e que seve ao PT e ao comunismo.
    Logo depois foi com pastor protestante fazer ” ecumenismo” em um acampamento de sem terra.
    Fez pedido para os padres da diocese, pedirem aos fieis assinarem o Doc da CNBdo B em apoio ao golpe Bolivariano, de cunho marxista, que irá levar o Brasil para o inferno comunista.
    O que mais podemos esperar desse bispo.
    Gilberto.

  12. Este daí é mais um “santo súbito” que faz parte da ladainha de santos da KGB-comunista do Putin.

  13. Esse Bispo é a gargalhada do demônio diante do retrato de Dom Antônio de Castro Mayer.

  14. Enviado para vários canais da mídia católica. Tudo muito lamentável.

  15. Caros amigos
    Concordo com todos os que afirmam que um católico coerente não deve votar em nenhum candidato do PT ou de qualquer outro partido que em seu programa defenda a “cultura da morte”. Se o bispo apoia qualquer candidato desses partidos cai em grave erro. Só não entendi a alusão ao Opus Dei já que São Josemaria Escrivá sempre se opôs vivamente a todo clericalismo. D. Roberto alguma vez se declarou da Obra?
    Caso haja alguma prova nessa linha não deixarei de comentar o assunto em meus sites claravalcister.com ou olivereduc. com.
    A crise na Igreja cresce mas não deve fazer com que diminua nossa luta amorosa em defesa da Santa Igreja. Cordiais saudações. Valter de Oliveira

  16. Socialismo = HERESIA; Comunismo = HERESIA; Nazi-fascismo = HERESIA; Cristianismo = VERDADE. Simples assim!

  17. Névio, o PSDB, Partido Social-Democrata Brasileiro, não é um partido correto, aliás, a Social Democracia não passa de Socialismo com pele de Democracia Liberal. Nenhum partido político brasileiro possui um programa doutrinário orientado pela Doutrina Social da Igreja ou pela Moral Católica. Mas, o PT e congêneres são piores por serem os únicos a conterem em seu estatuto doutrinário, a orientação pelos “direitos reprodutivos da mulher” e “casamento igualitário”, eufemismo para esconder o direito ao aborto e ao casamento gay; e “ai” do filiado que for contra a orientação do partido. Mas, como você “subiu nas tamancas”, “rodou a baiana”, numa reação totalmente desproporcional ao candidato petista, que duvido ser católico, e ainda falando “como é fácil enrolar católico”; isso apenas mostra que você deve ser mais um petista que se julga mais inteligente e esperto do que os outros.

  18. Caro Sr, Ferreti.
    Ave Maria Purissima!

    Grato pela prontidão da resposta e parabéns pela postagem da errata. Tudo muito digno para quem ama a suprema verdade que é Cristo.
    Que a Virgem Santíssima lhe conceda mil graças.
    Cordialmente, Valter de Oliveira

  19. Sou da Arquidiocese de Niterói e sei da linha modernista do Senhor Bispo, que desde o primeiro dia que pisou em Niterói só pensava em fazer política, e da pior espécie, vale dizer. É um Bispo de palavras e atos desastrosos…
    Infelizmente, Niterói persiste em seguir o caminho da modernidade e hoje temos um Bispo que namora a teologia da libertação e que se esqueceu de governar a Arquidiocese como bom pastor.

  20. Rogério Amaral Silva:
    “Nenhum partido político brasileiro possui um programa doutrinário orientado pela Doutrina Social da Igreja ou pela Moral Católica”

    Fratres…

    O que falta, então, para que se crie no Brasil um Partido Católico? Entendo que pelo nosso sistema proporcional, partidos anões saem prejudicados, mas se até o PT teve um começo, em algum momento então temos que iniciar um Partido Católico…

    Estamos quase sem opções para votar…

  21. Meus amigos discordo totalmente com o texto… Sei que o PT é criticado por tudo, mas nem todos são dessa parte suja da parada (parte essa que existe em todos os partidos) Conheço muito bem o trabalho do Vereador Marlos, ou melhor, conheço muito bem o excelente trabalho dele como vereador. Sempre foi um homem de fé, transparente e verdadeiro.Conheço pessoalmente e sei que ele vive uma vida cristã Como eu falei deixo aqui um exemplo bem claro sobre nem todo mundo do PT merece a reputação que o partido tem

    http://www.amigodecristo.com/2014/02/deputado-do-pt-contrario-ao-aborto-presidira-comissao-de-direitos-humanos.html