“Onde houver dúvida, que eu leve…

Por Pe. Cristóvão – Fratres in Unum.com

… a fé”. Esta era a oração atribuída a São Francisco, deste que Bergoglio apresenta ao mundo como seu modelo, sua inspiração. De fato, um modelo, mas ao revesso. Com Bergoglio, no que se refere à Igreja, a oração do Seráfico Patriarca de Assis está em perfeita realização, ao contrário.

unnamed

“Onde houver fé, que eu leve a dúvida”, sim, pois hoje suas atitudes e palavras demonstram que ele não se preocupa nem em dissimular seu ativismo liberal. Enquanto os bispos católicos se contorciam para defender a doutrina, ele os atacava, explicitamente, impiedosamente, aplicando-lhes as mesmas palavras dirigidas por Nosso Senhor contra os mestres da Lei.

É o que vem reportado por “L’Osservatore Romano”:

“O Papa Francisco exortou a questionar-se sobre o motivo pelo qual os doutores da lei não compreendiam os sinais dos tempos, invocando um sinal extraordinário. E propôs algumas respostas: a primeira é ‘porque eram fechados. Fechados no seu sistema, tinham elaborado muito bem a lei, uma obra-prima. Todos os judeus sabiam o que se podia fazer, o que não se podia fazer, e até aonde se podia ir’. Mas Jesus surpreende-os fazendo ‘coisas estranhas’, como por exemplo ‘acompanhar com os pecadores, comer com os publicanos’. E os doutores da lei ‘não gostavam disso, era perigoso; estava em perigo a doutrina, que eles, os teólogos, tinham elaborado ao longo dos séculos’”.

Quer dizer, de repente, quem era ortodoxo passa a ser “mestre da lei”, “fariseu”, o anátema. Não lhe basta o reproche tout court, pune. O card. Burke, que se comportou nos últimos dias como heroico confessor da fé, segundo informações, está sendo removido do Supremo Tribunal da Signatura Apostólica.

Bispos africanos sendo vilipendiados por Kasper, por serem mais conservadores. Grupos de bispos se manifestando contra a escandalosa traição do texto de trabalho da “Relatio” ao magistério unânime da Igreja. Manipulações gritantes, que propiciaram a elaboração de um documento que só pode ter sido escrito pelo “Exterminador do futuro”… Senão, como um texto que deveria conter o resultado de umas discussões poderia reproduzi-lo em diversas línguas antes que as mesmas tivessem acontecido? O Vaticano está contratando ciganas? Ou o card. Baldisseri é a versão curial da Mãe Dinah?

Mas os danos não param por aí. A maioria dos padres sinodais foi favorável à inclusão elogiosa aos gays e aos recasados na “Relatio Synodi” – o que é uma vergonha! –, mas, como para a aprovação é necessário o sufrágio de dois terços dos votantes, eles sucumbiram à minoria. Contudo, Bergoglio não se deu por vencido: “em um movimento audaz, o Papa não apenas pediu que se dessem a conhecer os três parágrafos mencionados, mas também deu instruções para que os mesmos façam parte da ‘Relatio Synodi’, ainda que sob a categoria de ‘não aprovados formalmente’. Assim, de fato, deixou aberto o debate sobre os mesmos. A discussão se estenderá durante mais um ano, envolverá todas as dioceses do mundo e concluirá com outra assembleia do Sínodo, em outubro de 2015”.

Este Sínodo é uma piada, e de péssimo, de blasfemo gosto! Entretanto, como dizia o Apóstolo São Paulo, de “Deus não se zomba” (Gal. VI,7). Estes homens perderam o temor do Senhor, estão chamando o juízo de Deus sobre si e, mais dia, menos dia, este virá.

A Igreja virou um inferno a céu aberto, enquanto Bergoglio diz “fazei-me um  instrumento da vossa”… “paz?”. Não!, ninguém pode ser instrumento da paz quando diz sê-lo, mas, com suas ações confessa dia após dia “onde houver união, que eu leve a discórdia”.

Diz, mas talvez também escreva, pois todo este cenário de conflito desenrolava-se sob os salpiques do correio elegante entre Bergoglio e Baldisseri, B&B – daria um lindo logo para uma nova marca de perfumes! Engraçado para quem se acha moderno… Poderiam, ao menos, usar o whatsapp. Assim, poupariam os padres sinodais do constrangimento de se verem manipulados in loco e clamorosamente.

Mas, no fim das contas, Bergoglio é o soberano absoluto, a ele se rende a opinião pública, a Igreja, a fé e…, quem sabe?, até mesmo Cristo – óbvio, não o verdadeiro Cristo-Rei, mas este hippie que eles inventaram, à margem do Evangelho.

Todavia, a desgraça das desgraças, a meu ver, é que estamos testemunhando a “Santa Sé” ensinando a “obstinação no pecado”, “negando a verdade conhecida como tal”, o que a tradição católica, lendo obedientemente a Escritura, chamou sem titubeios de “pecado contra o Espírito Santo”. E isto sem disfarces, à luz do dia.

E as almas vão para o inferno, e Nossa Senhora pede para rezarmos pela conversão dos pecadores, e Bergoglio o acha antiquado… Não! Melhor colocar todo mundo dentro. Afinal de contas, com ele, conversando a gente se entende.

O melhor presente que Bergoglio poderia dar à Igreja seria reconhecer a confusão que está criando e renunciar. Mas, enfim, a sua vaidade nada franciscana não lhe permitirá reconhecer seus erros: ele prefere corrigir os “erros” de toda a Tradição da Igreja, do Evangelho, e até mesmo de Nosso Senhor.

Cabeças vão rolar. O sínodo continua. Novidades vêm aí. E é bom estarmos preparados para a pior de todas as provas: olhar para a Sede de Pedro e encontrar novamente a negação, a recusa, o perjúrio, o grito de “nescio hominem istum quem dicitis”, “não conheço este homem de quem falais” (Marc. XV,71).

Como dizia o Profeta, “não criam, os reis da terra e todos os habitantes do mundo, que entrassem o opressor e o inimigo pelas portas de Jerusalém” (Lam. IV,12).

A São Francisco, disse Cristo: “Vai, e reconstrói a minha Igreja”. Bergoglio ouviu, e o está fazendo, mas ao contrário.

59 Comentários to ““Onde houver dúvida, que eu leve…”

  1. Precisamos rezar mais pelo Santo Padre, para que cumpra sua verdadeira missão de vigário de Cristo.

    O artigo ia bem, mas a sugestão do papa renunciar não convém a um católico, muito menos padre, e que não o faria por vaidade é pior ainda.

  2. Esse artigo expressa a indignação de vários católicos, inclusive a mim, por esse sínodo terrível. Tudo está do avesso!

    Mas conhecemos os segredos de Fátima. Que o vosso Imaculado Coração triunfe logo, doce mãe, pois estamos sucumbindo!

  3. Se não houvessem as oposições dos conservadores, os gays seriam benvindos e a S Comunhãos aos irregulares em re-uniões?
    Se partirmos da premissa acima, o relativismo já tão gritante se intensificaria, ainda mais em mentes cada vez mais “evangelizadas” pela mídia globalista, o conceito de pecado estaria praticamente liquidado e metamorfoseado no relativismo protestante, tudo a critério pessoal.
    Estando nós em época de muitas pestes grassando por aí, como a do comunismo, o Ebola etc., o vírus Kasper se espalhou, parece estar determinado a se manter, desafiando a todos, além de gerarem suspeitas que forças ocultas o sustentam, pois a Igreja está infiltrada de maçons, comunistas, protestantes, lobistas pedófilos e homossexuais, além das diversas denuncias de que Satã estaria no Vaticano, o que não se pode de forma alguma duvidar.
    Desconfio que o Papa Bento XVI começaria a se movimentar mais depois desse Sínodo, pelo que vejo por aí…

    • Para que a profecia de La Salette seja cumprida, Bento deverá deixar Roma. Bem, acho que agora ele já deve estar pensando nisso, não? Visto que o tempo que Deus estava atrasando os acontecimentos acabou e agora os inimigos vão agir. Acredito que o tempo que ele ficou “exilado” era para atrasar a grande revolução “maldita”(não tem como essas mudanças serem benditas, né?) na Igreja.

    • são como víboras, estão à espreita, coitados tentam manchar a Verdade, para estas cobras não existe mais pecado, tudo agora é light, bonito…o que esperar, a Mãe em La Salette disse que “.. já não consegue segurar o braço de Seu Filho, por causa dos pecados dos seu ministros”.

  4. A falta de zelo pelo sagrado se tornará cada vez mais clara no interior da Igreja.Chegará o dia em que surgirá um HOMEM COM APARÊNCIA DE BOM e com sua falsa ideologia conseguirá enganar muitos,até mesmo os consagrados serão seduzidos.

  5. Muito bonito.

    Mas não comecem a reclamar que fica feio.
    Vocês não citam o nome desse sujeito no Canon? Vocês estão em comunhão com ele e o dizem em juramento durante a morte de Nosso Senhor na Cruz.

    Fiquem, sentem, relaxem e comam tudo….

    • O triste é que faz parte da doutrina citar o nome do Papa na oração eucarística. Até mesmo Padres sábios que sabem o que está acontecendo e são tradicionalistas são obrigados a citar o nome dele. Infelizmente eles não podem simplesmente ficar calados, senão estariam pulando o missal ou o rito.

  6. São Pio X explica, vejam os links abaixo:

  7. Como dizem vários filósofos acercando-se do modernismo, o que o liberalismo (que virou modernismo) não aceita é a má inclinação dos homens para o pecado. Ou seja, não aceita o pecado original e nossa condição primeira. E, portanto, passa a viver total paradoxo pela revolta diante de sua condição de partida. “Se sou mal inclinado, vou aproveitar de minha má inclinação e fazê-la trabalhar a meu favor até anulá-la ou fazê-la boa”, parecer ser o fundo do marxismo e do modernismo, quando acabam elegendo a má inclinação como justificativa para toda auto-vitimização e verdadeiro motor de pretensiosa e presunçosa evolução humana. É uma perversão e é uma esquizofrenia, porque regride e degenera e impossibilita um olhar crítico sobre si mesmo independente dos outros. Um modernista e um marxista nunca emitem uma crítica sobre si mesmos independente dos outros, porque sempre serão vítimas dos outros e de Deus. Daí a inversão que Francisco faz ao ponto de redimir Judas e os fariseus e de condenar Cristo como a ma´inclinação que o homem, finalmente, conseguiu crucificar e matar. Não achem ridículo o que eu falo, porque já faz parte de farta literatura, de manifesto de seitas e até de filmes no cinema. Vejo no rosto da criancinha da foto acima o Rosto do Cristo, com a mesma expressão da Criança e que pode ser aquela que manteve no beijo de Judas.

  8. Pois eu não rezo pra que Bergoglio renuncie, rezo para que Deus o tire desse mundo o mais rápido possível, porque vivo e “emérito” ele ainda agitará os pauzinhos nos bastidores e continuará dando essas entrevistas tão nocivas à imagem da Igreja.
    Na II Carta aos Tessalonicenses, o apóstolo Paulo nos faz uma advertência que serve para todos os cristãos e judeus em todos os tempos: que ninguém se deixe enganar pois o Dia do Senhor será precedido de duas coisas:
    1- a apostasia da Igreja; e
    2- que seja revelado o homem da iniqüidade, o filho da perdição, o qual se opõe e se levanta contra tudo o que é sagrado, a ponto de assentar-se no santuário de Deus, ostentando-se como se fosse o próprio Deus.
    Por que a maioria dos padres sinodais foi favorável à inclusão elogiosa aos sodomitas e aos adúlteros na “Relatio Synodi”?
    A resposta também está na II Tessalonicenses:
    “Com efeito, o mistério da iniqüidade já opera e aguarda somente que seja afastado aquele que agora o detém”.
    Afastado Bento XVI que ainda segurava a explosão do tumor, o que veio foi a metástase. A Igreja está dominada por agentes de Satanás como Kasper, Baldisseri, Maradiaga, Forte…etc, por sodomitas e seus protetores bem como um monte de “conservadores” que visam apenas “conservar” seus cargos e privilégios.
    E como esses “conservadores” sabem que vem aí a perseguição bergogliana, digna de um caudilho latino-americano, deram logo um jeito de trair Jesus Cristo em troca da vanglória efêmera desse mundo.
    Esse pontificado é a vergonha da Igreja. Os piores pontífices da história parecem santos ao serem comparados com Bergoglio pois nenhum deles foi tão hostil à Doutrina da Igreja, nenhum deles colocou tanto empenho em destruí-la.

    • Por mais que seja difícil, não consigo discordar do que você coloca quando leio as manipulações interpretativas que ele faz, chamando qualquer pessoa que tenha alguma preocupação em seguir a doutrina e os Mandamentos de fariseu e mestre da lei.
      O Modernismo preparava esse caminho, pois desde que nasci escuto gente dizendo que o pecado dos fariseus seria um radicalismo na lei. Fiquei surpreso quando mais tarde soube que, na verdade, o pecado dos fariseus foi a negação da Lei, pois Cristo cumpriu a Lei e por isso eles O mataram.

    • Tenho que ser obrigado a concordar muito a contragosto com você, Gercione Lima.
      Oxalá tivéssemos agora sentado na cátedra de Pedro um Alexandre VI com suas orgias sexuais e sua filha bastarda degenerada. Oxalá tívessemos assentado no trono de Pedro um Leão X, acusado pela História pelas suas aventuras homossexuais com jovens mancebos da coorte papal.
      Embora homossexual, Leão X jamais cometeu a ousadia de mudar a doutrina da Igreja.

    • Hábil e ferina em julgar, a senhora parece não ter lido corretamente os Evangelhos. O que se vê nesse comentário é que a senhora assumiu o papel de juiz, antes “delegado” a Deus. É melhor prudência e respeito ao desejo divino: Francisco É o Papa, quer a senhora queira ou não. Lembre-se que o Espírito sopra onde Ele quer, e não onde a senhora quer que ele sopre – para concordar com suas ideias.

    • Parabéns, falou apenas a verdade, Bergoglio implanta uma ideologia, uma semente do pecado que ele sabe que vai florescer, a mídia está à seu favor, o mundo está à seu favor mas digo “Quem como Deus?” .

  9. Texto importantíssimo no Rorate, para tradução (não posso traduzir por falta de tempo, infelizmente):

    http://rorate-caeli.blogspot.com/2014/10/the-pope-is-just-vicar-on-footsteps-of.html

    Lida com as tentações de sedevacantismo e desespero, e sobre a obediência ao Papa.

    Também recomendo a leitura do terceiro capítulo do “Caminho da Perfeição” de Santa Teresa, extremamente atual e oportuno para o momento. Discorre sobre a santidade nas pequenas coisas que nos é exigida por Deus como condição de que nossas orações pelos “grandes” da Igreja sejam ouvidas.

  10. O autor do artigo esteve muito mal ao julgar a intenção de renuncia do Papa. Somos livres para constatar factos e expor a nossa opinião. Mas dizer que não renuncia por vaidade já estamos a julgar uma intenção e na verdade não sabemos se esse é o real motivo. Infelizmente os comentários não ajudam nada, mas as nossas orações sim. Rezemos mais pela Igreja e pelos Bispos neste momento de crise.

  11. Fábio Tavares, partindo do seu raciocínio todos aqueles, inclusive Bergoglio, que vivem repetindo que Bento XVI renunciou por “humildade” igualmente fizeram muito mal ao julgar a renúncia do Papa.
    Se comentários não ajudam nada, porque então você se deu todo esse trabalho de vir aqui comentar e julgar o autor do artigo?
    Não lhe parece contraditório que ao invés de se agarrar ao rosário e ficar apenas rezando pela Igreja neste momento de crise, você resolva mirar sua metralhadora justamente contra aqueles que são as vítimas da apostasia que vem de Roma?
    É necessário que se grite dos telhados, é preciso rezar e muito mas é também preciso recordar aos impostores que conduzem esse circo, aquela passagem preciosa de João.10:

    “Na verdade vos digo que aquele que não entra pela porta no curral das ovelhas, mas sobe por outra parte, é ladrão e salteador.Aquele, porém, que entra pela porta é o pastor das ovelhas.
    A este o porteiro abre, e as ovelhas ouvem a sua voz, e chama pelo nome às suas ovelhas, e as traz para fora. E, quando tira para fora as suas ovelhas, vai adiante delas, e as ovelhas o seguem, porque conhecem a sua voz. Mas de modo nenhum seguirão o estranho, antes fugirão dele, porque não conhecem a voz dos estranhos”.

    João 10:1-5

  12. Meus caros,
    Toda e qualquer discussão visando possíveis mudanças geram inquietações. Foi assim em todos os tempos. E assim será!
    Em tempos assim, a sensatez, tolerância e bom coração para ouvir opiniões distintas são benéficas!
    E Francisco é feliz nesse ponto de vista: saber ouvir!!

    Desculpe-me pelo comentário, mas achei esse artigo inapropriado!!!

  13. Vou comentar aqui mais uma vez o que achei do pronúncia do Francisco quanto ao Sínodo.
    É como se ele tivesse organizado uma luta de boxe onde uma das partes só pode lutar pelas regras do boxe e com as mãos amarradas nas costas enquanto a outra está livre das regras do boxe podendo até mesmo usar faca. Depois que a luta termina com o que estava em vantagem vencendo a luta contra aquele impossibilitado de lutar se apresenta como se não fosse ele mesmo que tivesse estabelecido as regras da luta e se põe acima dos dois por ser imparcial e não defender nenhum dos dois lados.
    Esta foi minha impressão, se eu estiver errado, por favor, me corrijam.

  14. Já vêm ai os absurdos pós sinodais, vejam este protagonizado por um sacerdote.Tudo serve para justificar a apostasia deste senhores.
    “Pós-sinodal Reflexão: O que é uma família católica? Houve alguma família mais irregular do que a de Nazaré?”

    http://voxcantor.blogspot.pt/2014/10/holy-family-was-irregular-father-thomas.html

  15. Não Gercione, no caso de Bento XVI constatamos que a sua renuncia foi um gesto de humildade, pois em vez de ficar agarrado ao poder renunciou livremente. Foi uma constatação pós evento. Podiam existir outras razões, é certo, mas nós não sabemos quais. E quem disser que sabe está a especular.
    Agora dizer que Francisco não renuncia por vaidade.. Que eu saiba, ainda não conseguimos ler o pensamento de uma pessoa só por a ouvir falar! Existem muitas outras razões para Francisco não renunciar e ninguem sabe qual a real intenção dele.
    Eu dei-me ao trabalho de comentar numa chamada de atenção para uma parte menos correta no artigo, apenas isso.

  16. Ao contrário do que alguns opinam dizendo que este artigo foi inapropriado eu penso o contrário, é um artigo muito apropriado, há que fazer o rescaldo deste sínodo e tirar as conclusões e não esquecer como se nada de trágico tivesse acontecido dentro da Igreja.
    Uma coisa que me ficou atrás da orelha foi a questão dos parágrafos supostamente rejeitados ou chumbados. O que quer dizer ‘não aprovados formalmente’? Isto quer dizer que foram aprovados pelo papa e por isso devem seguir para próximas discussões durante o próximo ano, mas que não foram aprovados pelo conjunto dos padres do sínodo? Isto quer dizer que o papa não precisando de formalidades e tendo o poder de rejeitar ou confirmar partes do texto, preferiu refugiar-se atrás formalidades do sínodo para passar à socapa texto controverso sem sujar as mão como Pilatos?

  17. Pois o ato de Fé sobrenatural é aquele que permanece fiel aos dogmas da Igreja, principalmente os relacionados com o Papa, infalível e indefectível sempre. Permanecer fiel ao Papa, ainda que tudo conspire ao contrário, ainda que para muitos o Papa indefectível pareça falhar, seria o mais conforme aos dogmas. No entanto, duvidar do Papa e afastar-se dele, seria mais conforme a chamada apostasia, já que apostasia significa afastar-se. São Paulo Apóstolo fez o mesmo que está fazendo Francisco hoje, nos libertando da letra dos judaizantes talmudistas e nos introduzindo no espírito da lei de Cristo, que é verdade e vida.

    • “São Paulo Apóstolo fez o mesmo que está fazendo Francisco hoje, nos libertando da letra dos judaizantes talmudistas e nos introduzindo no espírito da lei de Cristo, que é verdade e vida.”

      Como se atreve a falar mal dos amigos de Francisco????? Segundo sua ótica, isso é apostasia, viu. Muito cuidado.

  18. Não era necessário reunir em Sínodo se o papa Bergolio já tem na sua ideia subverter toda a doutrina, sedimentada na Sagrada Escritura e na Tradição, no âmbito dos temas do divórcio e da homossexualidade. Interessante ver como o que vinha a público, através da Sala de Imprensa da Santa Sé, era seleccionado com o intuito de mostrar apenas à opinião publica de que os Padres Sinodais estavam de acordo com as ideias bergolianas e kasperianas, o que se veio a provar não ser verdade com a intervenção do Cardeal Sul Africano (maltratado pelo Cardela Kasper).
    O próximo passo de Bergolio é sanear do próximo Sinodo, para aprovar estas aberrações doutrinais, os cardeais e bispos que se opõe, como o caso de Müller, que até lá deve ser varrido do Vaticano.
    Afinal a abertura, o diálogo a colegialidade é mentira.

  19. A ROMA RUGE E A CARAVANA PASSA
    Parece-me que já vi um título semelhante na blogsfera, mas com o seu sentido interpretado as avessas…
    Neste lugar, pareceu-me, que o sr. Autor, com toda a autoridade do mundo neo-católico, dizia que a Suprema Autoridade afirmava, mais uma vez, mesmo contra toda a evidência factual, que estava Ela (a Autoridade) no controle; que estava sondando os rins e os corações; que era a autêntica detentora da Doutrina; que era a legítima dispensadora da misericórdia; que era a única disciplinadora; que não possuía críticos; que não necessitava de limites; que, em suma, não se dobrava a nada nem ninguém com esta demonstração de Potestade espiritual…
    Não adiantava as manifestações em contrário, pois a Autoridade é soberana em suas atribuições e delegações e não se poderia exigir qualquer explicação ou apelo, muito menos qualquer questionamento, pois a disciplina doutrinária era exercido com força suavemente descomunal…
    Hoje, vemos no que dá a mão suavemente disposta a exercer o Seu poder de governo: desmando!
    Numa tentativa de adequar-se as necessidades hodiernas de avidez pela Graça, cai-se na desgraça das necessidades hodiernas de adequar-se ao mundo.
    Não é o Mundo que marca o passo da Igreja, mas é a Igreja que acerta o passo do Mundo!
    A clave da misericórdia está sendo usada para encobrir uma multidão de pecados, com o agravante de falsificação desta mesma misericórdia: o verdadeiro “coração dos miseráveis” é dar-lhes a verdade e a justiça, não a cegueira moral e o esquecimento seletivo!
    Parece-me (apenas, parece-me) que o Papa Francisco não esqueceu as suas raízes latino-americanas: exacerba as suas experiências locais e as atualiza nas suas ações eclesiais.
    O que, para meu espanto e decepção, era uma “promessa”, hoje é uma realidade: vê-se que Roma ruge somente para aqueles que lhes são fiéis, e deixa a caravana modernista passar incólume, com ares de procissão solene, com o ostensório dos novos costumes, sendo icensado pelos novos sacerdotes do Mundo…

  20. Temos de ter cautela. Neste momento, não sabemos a real situação que se passa em Roma. Se não temos certeza, melhor não acusarmos o Papa. Bergoglio tinha posições fortes na Argentina.

    Na época, como Arcebispo de Buenos Aires, Bergoglio afirmou que a aprovação do casamento gay era um “ataque destrutivo ao plano de Deus” e que a adoção de crianças por homossexuais era uma maneira de discrimina-la. Pessoas mal intencionadas sempre existiram para distorcer os ensimanentos da Igreja, em todos os pontificados.

    Se o Papa realmente estiver errado, rezemos pela sua conversão e não pela morte dele. Quanto maior a confusão, pior para o rebanho. Rezemos, Deus Pai, seja feita a Vossa vontade assim na Terra como no Céu. Estaremos seguros e abertos para o bom Pastor.

  21. Amigos, salve Maria

    Muito bom ler um comentário do Marcus Pimenta. No passado os escritos dele me ajudaram demais. Que bom que continua amando e defendendo a fé católica.

    Abraços,

    Sandro de Pontes

  22. Não sei se este documento é verdadeiro mas seu conteúdo é muito atual.

    “ECÔNE ESTÁ NO BOM CAMINHO
    J – Ecône triunfará.
    E – Que é que disseste? Repete Judas Iscariotes! De quem é que estás a falar? Em nome de Jesus, diz a verdade e só a verdade!
    J – Após um longo combate, Ecône triunfará.
    E – Fala em nome de Jesus!
    J – Ecône encontra-se no único bom caminho.
    E – Isso corresponde à verdade? É o Céu que diz? Fala em nome de Jesus.
    J – Ao referir que está no bom caminho, isso não significa que não haja mais ninguém no bom caminho; mas o caminho que Ecône segue é o único bom. É isso que queremos dizer: não há muitos caminhos que sejam bons, mas há muitas pessoas que estão no bom caminho. Ecône está no caminho certo, e muitas pessoas que não
    conhecem Ecône, mas que procuram a verdade, também o estão.
    E – Continua, em nome (…) diz o que tens a dizer!
    J – Monsenhor Lefébvre terá ainda de sofrer, mas ele é bom.
    E – A Liturgia que ele segue é boa? Diz a verdade, em nome de Jesus!
    J -A Liturgia que ele segue é a única boa.
    E – Em nome de Jesus, isso é verdade?
    J – É a pura verdade.
    E – Em nome da Santíssima Trindade, mentiste?
    J – Não! É a pura verdade.
    E – Donde é que ela vêm? Quem te ordenou que dissesses isto? Fala, em nome (…).
    J – Foi Ela (aponta para cima) que o disse: São Eles, lá em cima, que o dizem. A verdade vem do alto. Eles, lá em cima, não gostam da nova Liturgia. Não era preciso modificar o antigo Missal… Digo isto bem contra minha vontade (geme e grita). Nos dias de hoje já não há a obrigação de obedecer a todos os Bispos.
    E – Ainda há Bispos bons? Em nome de (…) diz só a verdade!
    J – Ainda há Bispos a quem se pode obedecer, mas não a todos! Akabor já falou desse assunto (geme e quase não consegue respirar). ”

    Clique para acessar o AsrevelacoesatravesdosPadresExorcistas.pdf

  23. SOusa
    20 outubro, 2014 às 10:08 am
    Para que a profecia de La Salette seja cumprida, Bento deverá deixar Roma. Bem, acho que agora ele já deve estar pensando nisso, não?

    R- Às vezes eu fico pensando como seria se Bento XVI abandonasse seu isolamento no Vaticano e fosse bater na porta da FSSPX. Acho que vou começar a rezar por isso…

  24. Que Deus e a Virgem nos ajude a permanecer na única fé verdadeira: a mesma fé da Roma Eterna; da Roma dos papas santos; da Roma dos mártires; da Roma da Tradição; da Roma da sã Doutrina; da Roma católica, guardiã da fé; da Roma mestra de sabedoria e de verdade; Roma donde Cristo proclamou, pela boca de Seu Vigário: “Anathema sit” para com os modernistas!!!

  25. Vale lembrar o que disse o Papa Pio XII alguns anos antes do II Concilio Ecumênico do Vaticano:

    “Estou preocupado com as mensagens da Santíssima Virgem a Lúcia de Fatima. Essa insistência de Maria contra os perigos que ameaçam a Igreja é uma advertência divina contra o suicídio de alterar a Fé em sua liturgia, sua teologia, em sua alma. Eu ouço ao meu redor os inovadores que querem desmantelar a capela sagrada, destruir a chama universal da Igreja, abandonar seus ornamentos e fazê-la sentir remorso de seu passado histórico. Chegará um dia em que o mundo civilizado negará seu Deus. Em que a Igreja duvidará como Pedro duvidou. Ela será tentada a crer que o homem se converteu em deus. Em nossas igrejas, os cristãos buscarão em vão a lâmpada vermelha onde Deus os espera; e como Maria Madalena, chorando diante do túmulo vazio, eles se perguntarão: Para onde O levaram?”

    Papa Pio XII

    • Isso foi profético. Se Pio XII relatou isso estava sendo inspirado pelo Espírito Santo a ser luz para nossa caminhada hoje propriamente.

  26. A verdade é que – embora há séculos somos avisados por meio de profecias de que um dia a apostasia alcançaria a Igreja – agora nos encontramos no “olho do furacão” e não sabemos como reagir, o que pensar, como nos portar… Ficamos “entre a cruz e a espada”: Ou fechamos os olhos e fingimos que tudo vai bem, correndo o risco de sermos culpados por omissão (mornos) ou subimos aos telhados para gritar aos 4 ventos, correndo o risco de sermos culpados de imprudência e mesmo injustiça. O fato é que foi muito mais fácil para aqueles que viveram diante da iminência da tempestade falar sobre ela do que para nós que estamos debaixo da chuva torrencial, dos ventos, raios e trovões.

    Mesmo que saibamos que desde o Vat II “mudanças” – algumas difíceis de se compreender, outras inaceitáveis – vem ocorrendo, não há como negar que nos dois últimos anos coisas inimagináveis se reproduzem sem que tenhamos tempo sequer para respirar. Não há como negar que há cinco anos atrás não imaginaríamos nem em sonho certo acontecimentos recentes.

    Portanto, creio que antes de nos indignarmos com artigos e demais reações “duras” (como o presente artigo publicado no Fratres) devemos nos concentrar naqueles que estão a provocar tais “duras” reações, afinal, seria como se estivéssemos a censurar a criança que aponta que o Rei está nu enquanto o desnudo Rei – causador do escândalo – fica isento de críticas.

  27. ivonetediegues@gmail.com
    Prezado Sousa, a profecia é de Monsenhor Fulton Sheen. Impressiona porque foi escrita no ano de 1948.

  28. Ana Carolina cita Revelações Particulares (Diabofanias) contra Roma??? Cita a fala do Diabo contra Petrus Romanus??? Então devemos agora acreditar no Diabo e não no Papa??? Agora o Diabo é o detentor da ortodoxia??? Só que esse diabo aí é um herege, pois como pode afirmar que a Liturgia Tridentina é a única boa??? E as Liturgias Orientais, consagradas pelo Sacrossanto Concílio de Trento não são boas??? Desculpem, mas esse diabo aí é herético, peguem outro. rsrsrsrs. Meu Deus, a que ponto chagamos, prefere-se acreditar no diabo do que acreditar no Papa!!!

  29. É o fim…
    Já imaginei que seria um caos esse sínodo, porém, nunca imaginei que o papa fosse o articulador do ataque frontal à Igreja…
    Como na “suposta mensagem de Fátima”, dada a “conhecer” pelo ex-papa, havia uma igreja em ruínas…
    Bem, apesar de tudo, essa parte parece não ser mais uma das mentiras infames dos filhos do concílio, pois o trabalho de Bergoglio deixará a “fresta por onde entra a fumaça de satanás”, aberta, arreganhada, escancarada, como a bocarra desses teólogos da libertação e da libertinagem que tomaram de assalto a Igreja de Deus!
    Santo Atanásio, rogai por nós!

  30. Ah, quase ia me esquecendo:
    É COM ESSA GENTE QUE O MONS. FELLAY QUER ENTRAR EM PLENA COMUNHÃO?
    Kyrie Eleison!

  31. Luis Fernandes, Padre Rosica é outro efeminado ( não posso afirmar se tb é homossexual) que Bergoglio chamou para ser o “Lombardi” da língua inglesa. É conhecido como pró-gay e feroz crítico dos movimentos pró-vida.
    Aqui no Canadá ele é diretor de uma emissora “católica” liberal chamada Sal & Luz onde ele convida e promove heréticos, excomungados, sodomitas…etc como palestrantes. É como se fosse a “TV Aparecida” do hemisfério Norte.
    https://www.lifesitenews.com/news/same-sex-marriage-advocate-gregory-baum-lauded-by-canadian-catholic-media

  32. Acredito desde o início que a renúncia de Bento XVI foi forçada. Haja vista, os acontecimentos da época. E com os do momento tenho mais motivo para acreditar. Porém, só o tempo dirá e se Bento XVI, o Magno, pronunciar-se.

    • Eu acredito que a renúncia dele foi “forçada” entre aspas. Ele poderia permanecer, mas escolheu renunciar para preservar a Igreja Católica de ataques vinculados à imagem dele.

  33. Qto rezar pelo Papa e pelo Bispo Diocesano é obrigação de toda a classe de fiéis. Assim, procedem até msm os mais ferrenhos críticos do CVII, entre eles a FSSPX (Guardiã do Fé). Pode-se ter dúvidas qto a legitimidade do Papa Francisco, mas enquanto é apenas uma suposição, é por ele que devemos rezar na Oração Eucarística e em outras orações oficiais. Nada impede, e é salutar, pedir em outras orações pelo Papa Bento XVI.

    • Bento XVI e Padre Roberto Lettieri tem as portas abertas de um Mosteiro nas serras fluminenses.
      Alguém conseguiu enviar correspondência para Bento XVI após o seu exílio no Vaticano e ser respondido por ele ou, ao menos, por seu secretário?

  34. O que será que está se passando no coração de nosso querido Bento XVI ao acompanhar tudo o que tem feito seu sucesssor, principalmente depois deste sínodo? o que me consola é tê-lo como papa emérito.

  35. Desculpe a ignorância, mas já estamos em 2015?O Sínodo Geral já aconteceu?O Papa já mudou a Doutrina?
    Até agora só vejo falação e achismos, nada confirmado ou definido.
    A mudança na Igreja, penso que acontece com cada um de nós, portanto ficar apontando ou definindo o que o outro pensa ou ainda se quer fez, não é uma atitude muito cristã.
    Esperemos em Cristo e deixemos que as coisas aconteçam conforme Sua vontade.

    “Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela;
    E eu te darei as chaves do reino dos céus; e tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus”

    Mateus 16:18-19

    • “A mudança na Igreja, penso que acontece com cada um de nós, portanto ficar apontando ou definindo o que o outro pensa ou ainda se quer fez, não é uma atitude muito cristã.”

      Se o papa falasse abertamente o que pensa seria ótimo! E não estamos aqui apontando o que sequer foi feito, estamos apontando justamente O QUE FOI FEITO!

    • Teresa G.

      Você acompanhou os acontecimentos? Vários cardeais se levantaram contra a mudança na doutrina católica. Já é escândalo suficiente que ela tenha sido proposta e astutamente inserida em um pré-relatório, justamente pelos escolhidos por Francisco. E também já foi suficiente para que mídia aproveitasse tudo isso.

  36. Já leram o relatório final? Parece que afinal vai continuar tudo na mesma. Já está publicado em italiano no site do vaticano. E quanto ao homossexualismo diz:

    A atenção pastoral a respeito das pessoas com orientação homossexual
    55. Algumas famílias passam pela experiência de possuir, entre seus membros, pessoas com orientação homossexual. A respeito dos que nos interrogam sobre quais cuidados pastorais são oportunos nestas situações, [em resposta] referimo-nos a quanto ensina a Igreja: «Não existe fundamento algum para assimilar ou estabelecer analogia, nem mesmo remota, entre as uniões homossexuais e o desígnio de Deus sobre o Matrimônio e a família». Inobstante, os homens e as mulheres com tendências homossexuais devem ser acolhidos com respeito e delicadeza. «Em relação a eles, evitar-se-á todo traço de discriminação injusta» (Congregação para a Doutrina da Fé, Considerações sobre os projectos de reconhecimento legal das uniões entre pessoas homossexuais, 4).
    56. É totalmente inaceitável que os pastores da Igreja sofram pressões nesta matéria, [bem como] que os organismos internacionais condicionem o auxílio financeiro aos países pobres à introdução de leis que instituam o “matrimônio” entre pessoas do mesmo sexo.

    Acho que se criou muita desconfiança para nada, as bisbilhotices e rumores não fazem nada bem em lado nenhum, quanto mais quando diz respeito ao papa.

  37. Caro Fê e assemelhados, como diria o saudoso prof. Fedeli, numa de suas aulas, mencionando um princípio antigo de “mudança revolucionária”, dizia: Nada é destruído se não for substituído.
    O espetáculo midiático e os debates teológicos servem para promover uma espécie de ambiente onde as idéias serão melhor acolhidas num futuro próximo, pois o tempo é o melhor remédio para o esquecimento [da sã doutrina].
    Hoje vemos que as questões morais fechadas são agora debatidas e repensadas para o homem de hoje, já que as idéias venerandas, antigas e ultrapassadas, desusadas e inadequadas, precisam de uma nova roupagem semântica, com aquela piedosa preocupação de não alterar o conteúdo, para substituir e destruir aquilo que todos, em toda a parte, sempre acreditaram.
    MMLP

  38. Há até quem deseje a morte do Papa??

    Virgem Santíssima!

  39. Robson, concordo com quase tudo que foi discutido a respeito, só tenho medo da “demonização antecipada” de um homem que é líder da nossa igreja.
    Tenho comigo que grande parte dos assuntos e debates levantados até o momento sobre o Papa, podem ser verdade, porém aonde está o Espírito Santo que guiou a igreja durantes todos os séculos até aqui?Por um acaso se calou?Com certeza não.
    Peço que rezemos para que Deus nos mande mais Catarinas de Sena, Paulos para ajudarem ao Santo Padre para tomar o rumo certo, mas desejar a “morte” de Pedro (Eu sei que você não disse isso), desculpe, isso eu não acho nem um pouco católico.

  40. Ana Carolina citou o Relato dos Exorcistas, uma amiga me enviou a verdadeira interpretação dessas Revelações, de São Vicente Ferrer: “1- Bispo Francês Marcel Lefebvre que se insurgiu contra os modernismos do Concilio Vaticano II.”
    Muitos Restauracionistas(Rad Trads) afirmam que diante da Santíssima Trindade e de Maria Santíssima o Diabo de forma alguma podem mentir,afirmando que todo o discurso proferido pelo Diabo é um fato recorrente e real que está acontecendo na Igreja atualmente,mas São Vicente Ferrer na época já enfrentava tal onda de profecias e visões de diversas partes,e ele respondeu de um modo objetivo como lidar com tais acontecimentos:
    “Com efeito, o povo cristão foi instituído desde o início e ordenado conforme a Providência divina por leis certas e determinadas, a serem observadas de maneira perpétua e imutável na Igreja militante, contra as quais profecia nenhuma, milagre nenhum, visão nenhuma deve ser admitida. Se anjos de Deus falassem contra a determinação da Igreja Romana, não se deveria crer neles.O Apóstolo diz, na Epístola aos Gálatas, capítulo 1: Se um anjo de Deus vos anunciar outra coisa diferente do que eu vos anunciei, seja ele anátema. A Glosa diz isto: Ele tem tal certeza da verdade de seu Evangelho, que se um anjo anunciasse outra coisa, não creria nele, mas o consideraria anátema. Se o próprio Cristo aparecesse e dissesse para fazer ou crer algo contrário às regras gerais da Igreja Romana, as quais segundo a Providência devem ser observadas de maneira imutável, seria preciso crer que não é Cristo.”
    (São Vicente Ferrer em Tractatus…, p. 168.)
    Veja bem se até com anjos de Luz,o Santo Advertiu,se fossem contrários a determinação de Roma não se deve ouvi-los imaginem com os Anjos das Trevas,irmãos rezemos por esses e tantos outros que por um simples má interpretação são levados a acreditar que é possível colher na desobediência a Santidade.
    Que o Senhor nos defenda de tal Vicio,Salve Maria!”