Dom Mario Oliveri, bispo “neo-tradicionalista” de Albenga, novo alvo do Vaticano.

Por La Porte Latine | Tradução: Fratres in Unum.com Savona Il Secolo estampa em sua edição de 22 de Outubro:

“Diocese de Albenga-Imperia, o bispo dos escândalos ladeado por um comissário”, que “terá a função de bispo auxiliar encarregado oficialmente de o ajudar, mas que, de fato, está ali para substituí-lo.”

Dom Mario Oliveri, bispo diocesano de Albenga-Imperia (Itália)

Depois dos Frades Franciscanos da Imaculada, Roma acaba de atingir o bispo Mario Oliveri [foto acima], que errou, em primeiro lugar, ao ver com benevolência os sacerdotes e fiéis da sua diocese que permanecem fiéis ao rito de São Pio V.

Seria o próprio Papa em pessoa que assim teria disposto, após queixas de alguns fiéis e padres progressistas que acusam Dom Oliveri de ser “anacrônico e ultra-tradicionalista” e, particularmente, em seu seminário diocesano, censurando-lhe o uso de vestes pré-conciliar e de problemas diversos entre o reitor e seus seminaristas.

Inicialmente, o núncio apostólico Dom Adriano Bernardini, que tinha sido escolhido para “apoiar”, na verdade, substituir, o Ordinário de Albenga, que não demonstrou grande docilidade apesar do fechamento de dois conventos dos Franciscanos da Imaculada [em sua diocese], ordenados pelo Padre Volpi, também Comissário nomeado por Roma para disciplinar os religiosos muito “cripto-lefevbristas”!

Este novo ataque contra um bispo “neo-tradicionalista” parece totalmente surreal, no momento em que o antigo reitor do seminário em questão, padre Antonio Suetta, foi nomeado bispo de Ventimiglia-San Remo por decisão do próprio papa Francisco. Como escreveu Notions Romaines em sua edição de 22 de Outubro:

“Claramente, a incoerência parece ser a característica do governo bergogliano, principalmente pelo fato de que esta visitação foi ordenada por ninguém menos que o próprio Sumo Pontífice.”

Diante da consternação suscistada pelo desejo de descartar um bispo favorável ao Motu Propio de Bento XVI sobre a “forma extraordinária do rito chamado de São Pio V”, o Vaticano parece querer aliviar as tensões que ele mesmo provocou.

Com efeito, é necessário saber que – “indiretamente” – seria Dom Alberto Maria Careggio, bispo emérito de Ventimiglia-San Remo, Piemonte, de 77 anos, o convidado para “ajudar” Monsenhor Oliveri “muito cansado”…

Dom Carregio é “famoso” por ser o guia de montanha do falecido Papa João Paulo II. Ele também é conhecido, sobretudo, como um oponente notório ao mundo da Tradição e um verdadeiro amigo progressista de Francisco.

Se é ele o escolhido para “socorrer” Dom Oliveri, isso significaria que a Santa Sé tem uma noção por demais ambígua de “socorro ao próximo”, e pode-se facilmente compreender que sobre a futura ajuda se escreve com toda franqueza: “Timeo Danaos et dona ferentes ” [“Temo os gregos ainda quando oferecem presentes”].

* * *

Tal como feito com Dom Rogelio Livieres, no Paraguai, também a mídia anuncia supostos escândalos morais e financeiros na diocese que seriam, certamente, a razão da “solicitude paternal” do Papa Francisco… solicitude, curiosamente, só demonstrada para com conservadores, não é mesmo? De uma hora para outra, os que promovem todo tipo de depravado inveterado, tornam-se bastiões da moralidade eclesial!

Enfim, Dom Oliveri já apareceu no Fratres em outras ocasiões expressando propósitos assaz escandalosos:

21 Comentários to “Dom Mario Oliveri, bispo “neo-tradicionalista” de Albenga, novo alvo do Vaticano.”

  1. Mais uma do efeito Francisco ”papa”

    O Senhor através da cruz de São Damião disse:
    “Francisco, vai e reconstrói minha Igreja.

    E o hoje o Senhor volta a dizer:
    “Francisco, não destrói minha igreja.”

  2. Amigos, há tempos notícias de escândalos nessa diocese são veiculados. São denúncias graves, e pelo menos uma delas comprovada quando um sacerdote da diocese fora condenado, ao que parece, a contragosto do Bispo. O fato do Vaticano intervir em uma diocese governada por um tradicionalista é mera coincidência. Em qualquer lugar que fatos semelhantes ocorrerem, uma certeza teremos: haverá intervenção!

    • Claro, Francisco Cardoso! O que estranhamos é que esse tipo de coincidência ocorre só com “tradicionalistas”…

      “Em qualquer lugar que fatos semelhantes ocorrerem, uma certeza teremos: haverá intervenção!”

      Bem, poderiam fechar quase todas as diocese do Brasil, então!

    • Francisco Cardoso,
      se todos os escândalos em dioceses fossem motivo para intervenção, quase todas as paróquias da Igreja Católica no Brasil seriam desativadas.
      Você não tem ideia das torpezas e imoralidades que os seminaristas da Diocese de Nova Iguaçu/RJ cometem debaixo do nariz do Bispo. Ressalto a “coincidência” de que esta Diocese odeia o Motu Proprio e recentemente promoveu manifestações de apoio a candidata “católica” Dilma. Apesar de fartamente denunciado, ainda estamos aguardando as medidas disciplinares cabíveis com o mesmo rigor com que Roma trata os Franciscanos da Imaculada.

    • Bispos e cardeais austríacos já se rebelaram – e rebelam-se diariamente juntamente com pessoas que se dizem católicas – e não são punidos de forma alguma. Na Áustria, um grupo de “fiéis” (fiéis?) já disseram que eles mesmos celebrarão a missa, sem padre. E também não foram punidos. Os purpurados austríacos e alemães rebeldes já deveriam ter sido excomungados. No entanto, são tratados com todo “amor e compreensão” por Jorge Bergoglio. Claro que está havendo perseguição aos padres tradicionalistas!

  3. As punições de Jorge Bergoglio só são dirigidas aos padres, bispos, cardeais e demais prelados que seguem, verdadeiramente, a doutrina da Igreja. Os clérigos escandalosos e modernistas, tais como os alemães, austríacos e holandeses, gozam do seu amparo e proteção.

    • Ferreti,
      Ao que indica a intervenção na diocese italiana baseia-se em escândalos sexuais. Não tenho notícia de algo similar em grandeza em dioceses brasileiras. É claro, seria temerário afirmar que isto não ocorra de modo algum em algum lugar do Brasil. Porém quando tomamos conhecimentos de situações como esta por aqui, vem junto a ação do Bispo local, fato que ao que parece não ocorreu em Albenga-Imperio.

    • Caro Francisco, a própria imprensa laica italiana reconhece, além da completa inocência do bispo, sua atuação na apuração dos fatos…

    • Ferretti,
      Sim, ao que parece o Bispo é inocente na prática desses atos escandalosos. Mas como são públicos a tempos, supõe-se que o mesmo não agiu com “rapidez e rigor” para apurá-los ou punir/suspender os praticantes dos desvios. O caso do condenado ilustra esse pensamento! E ao que parece, o Vaticano não será tolerante com apurações morosas e complacentes com esses casos!
      Obrigado Ferreti, prazer em ‘falar’ contigo!

  4. Está mais do clara a intenção do Papa de acabar com a doutrina da Igreja, só não vê quem é cego ou alienado. O que deve nos preocupar é que é bem provável que por trás destas “pauladas na igreja” exista algum tipo de poder paralelo, alguma organização, ou talvez até algum poder sobrenatural.
    É muito estranho que o Papa que sucedeu Bento XVI esteja tão engajado em acabar com aquilo que foi conquistado através do Summorum Pontificum não é mesmo ?

  5. Mas bem que Bergoglio apoia os inimigos da doutrina católica, não é mesmo?
    Vejam aqui como ele anda de mãos dadas com o padre pro-gay Luigi Ciotti:

    http://www.rainhamaria.com.br/Pagina/16834/Papa-Francisco-aparece-em-foto-de-maos-dadas-com-um-Padre-revolucionario-pro-gayzismo-Como-entender

    Esta es la juventud del Papa!

  6. O livro do Apocalipse e a Carta de São Pedro nos dá algumas lições preciosas para os tempos em que estamos vivendo:

    “…Assim, o grande Dragão foi excluído para sempre. Ele é a antiga serpente chamada Diabo ou Satanás, que tem a capacidade de enganar o mundo inteiro. Ele e seus anjos foram lançados à terra. 1Então, ouvi uma voz grave que vinha dos céus proclamando: “Eis que agora chegou a salvação, o poder e o Reino do nosso Deus, e a autoridade do seu Cristo, pois foi expulso o Acusador de nossos irmãos, o mesmo que os denuncia de dia e de noite, perante o nosso Deus. Eles, portanto, o venceram por causa do sangue do Cordeiro e por intermédio da palavra do testemunho que anunciaram; posto que, face a face com a morte, não amaram mais a própria vida! …(Apocalipse 12)”

    Estamos vivendo tempos difíceis em que a única coisa que pode vencer o demônio e o mundo é a nossa Fé. Portanto aqueles que ainda guardam a Fé precisam estar cientes de que se tornaram alvos do “Acusador de nossos irmãos, o mesmo que os denuncia de dia e de noite, perante o nosso Deus”. Não interessa se Dioceses modernistas estão cheias de ladrões, fornicadores, hereges e sodomitas. Esses jamais serão incomodados, a menos que sirva a algum outro propósito da revolução. Mas se tais pecadores forem encontrados entre aqueles que ousam defender a fé, ou a menor irregularidade descoberta, é aí que se concentrará a vingança do Acusador. E digo isso a respeito de qualquer outra circunstância em que você, Católico militante se encontra. Se você defende a Sã Doutrina, mas não vive santamente ou não se confessa regularmente, pode ter certeza que você de alguma forma é um alvo do Acusador:

    “Uma vez que todas estas coisas se hão de desagregar, considerai qual deve ser a santidade de vossa vida e de vossa piedade, enquanto esperais e apressais o dia de Deus, esse dia em que se hão de dissolver os céus inflamados e se hão de fundir os elementos abrasados! Nós, porém, segundo sua promessa, esperamos novos céus e uma nova terra, nos quais habitará a justiça. Portanto, caríssimos, esperando estas coisas, esforçai-vos em ser por ele achados sem mácula e irrepreensíveis na paz” (2 Pd 3, 11-14)”.

  7. Vejam esta noticia:”Papa manda investigar diocese de “padres playboys” “, pelos vistos os únicos padres permitidos por este papa são os padres Gay. A imprensa não pára de fazer a dicotomia entre os bons, misericordiosos e comedidos padres gay, contra padres playboy, ladroes, tatuados dedicados à vida boémia.
    “Dirigida há 25 anos pelo bispo Mario Oliveri, de 70 anos, a diocese na região da Liguria (norte) tem nos últimos meses sido acusada de receber “padres playboys”, que à noite fazem serviço de barmen, furtam fundos paroquiais, têm um passado criminoso e tatuam-se.”
    http://www.dn.pt/inicio/globo/interior.aspx?content_id=4198385

  8. Uma duvida amigos e isto me atormenta. Existe alguma possibilidade do Papa Francisco angular o Motu Proprio do Papa Bento, acao que nos trouxe a Missa de Sempre? Agradecido

    • Mesmo que Francisco anule o Summorum Pontificum ainda existe a Bula Quo Primum Tempore, do papa São Pio V, que diz entre outras coisas : “Além disso, em virtude de Nossa Autoridade Apostólica, pelo teor da presente Bula, concedemos e damos o indulto seguinte: que, doravante, para cantar ou rezar a Missa em qualquer Igreja, se possa, sem restrição seguir este Missal com permissão e poder de usá-lo livre e licitamente, sem nenhum escrúpulo de consciência e sem que se possa encorrer em nenhuma pena, sentença e censura, e isto para sempre.”

  9. O General Paton dizia para que Deus tivesse misericórdia de seus inimigos pois ele não teria. Creio que São Miguel Arcanjo disse a mesma coisa na batalha que ocorreu no céus com a expulsão de Lúcifer.

    No diário de Santa Faustina Kowalska, a santa polonesa atenta para a verdadeira misericórdia que é os pecadores se converterem e não continuarem a andar no caminho do erro. Se os católicos modernistas acham que não serão perseguidos como ocorre hoje com os cristãos que estão tendo suas cabeças decepadas, estão muito enganados. Mas não adianta, muitos continuarão a “discutir o sexo do anjos” ao invés de lutar rezando o rosário como pedido por Nossa Senhora em Fátima.

  10. Aubrey Byrne, sim infelizmente é possível, pois o Santo Padre é soberano no decreto e revogação de Cartas Apostólicas sob ou não a forma de Motu Proprio. De qualquer forma existe um documento com mais força e força constitutiva ad aeternum que é a Constituição Apostólica de São Pio V sob a forma de Bula “Quo Primum Tempore” que garante a todos os sacerdotes dali em diante para todo o sempre o uso do Missal publicado pela mesma Bula, que é usado para os sacerdotes rezarem a chamada Missa Tridentina ou Missa Tradicional.

  11. Segue o trator bergogliano estrangulando impiedosamente todos os resquícios do catolicismo tradicional! Até atentar, criminosamente, contra a reputação e honra pessoal dos prelados tradicionais parece ser válido hoje em dia para o atual pontificado. No entanto, basta que pesquisemos sobre o antigo governo do arcebispado de Buenos Aires para percebermos que Bergoglio levou ao Vaticano simplesmente as antigas táticas que usava em sua antiga Arquidiocese: Campanha, inclusive, similar à que os petralhas fazem no Brasil: Injúrias, calúnias e difamações.

    Primeiro “assassinaram” a reputação de Dom Rogelio Livieres, que para a opinião pública em geral supõe-se que tenha sido destituído por acobertar padres pedófilos e gerenciar escândalos financeiros. A nota da Santa Sé o acusou AINDA vergonhosamente de semear a discórdia junto aos outros bispos paraguaios, cerceou e castrou vergonhosamente o exercício de sua defesa.

    Agora, a campanha difamatória bate na porta da Diocese de Albenga-Imperia, para trazer o seu bispo tradicionalista à público e “assassinar” sua reputação ante o orbe católico. A notícia da intervenção vem justamente acompanhada dos supostos “indícios” de desvios sexuais e outros escândalos contra o clero diocesano….

    Pergunto: Quando o braço de ferro do “humilde” Bispo de Roma bater na porta de Frederico Westphalen, quem aceitaria assistir passivamente a destituição e exposição à humilhação pública do seu Bispo, vitimado por uma campanha difamatória criminosa? Seria capaz o povo de Deus de segurar o braço do Bispo de Roma?

  12. Repito o que já disse: o atual governo de Roma, na pessoa de Francisco e seus ajudantes, é o “P.T. da Igreja”, em objetivos, métodos e propaganda, possivelmente em religião também.

  13. Obrigado pela informacao meus irmaos e amigos.

  14. FRATRES;
    * Primeiramente, gostaria de escrever ao Sr. Leonardo Campelo:
    Prezado Senhor:
    Penso que beira à blasfêmia comparar São Francisco de Assis, o qual teve a Graça de ouvir Nosso Senhor, e principalmente, ter vivenciado, de maneira ímpar, os Ensinamentos do Divino Salvador, com o atual bispo de Roma, como ele mesmo gosta de se intitular.
    Portanto, caro FRATER, melhor seria evitarmos tais comparações.
    * Segundo:
    Os feitos do bispo de Roma já estavam previstos tanto pelo Profeta Jeremias, quanto pelas profecias da Virgem Imaculada, desde Quito até Fátima (aquela mesma que outros papas não revelaram uns porque acreditavam que se tratava de “profetas da desgraça”, outros, perverteram os escritos …).
    Para terminar, somente lembro uma frase da Virgem em la Salette:
    “(…) E ROMA PERDERÁ A FÉ E TORNAR-SE-Á A SEDE DO ANTICRISTO !”
    Diante de toda a realidade que se descortina aos nossos olhos, IMPOSSÍVEL não comprovar o que ocorre!
    O pior cego é aquele que finge não ver…
    Assim, termino com “aquelas perguntinhas incômodas”:
    ESSA IGREJA CONCILIAR É SÉRIA?
    e também esta:
    É COM ESSA GENTE QUE O MONS. FELLAY QUER ESTAR EM PLENA COMUNHÃO?