Foto da semana.

unnamed

Novo sacrário do Santuário Pai das Misericórdias, na sede da Comunidade Canção Nova, em Cachoeira Paulista, SP. O novo santuário será dedicado pelo bispo diocesano de Lorena, SP, no próximo dia 5.

41 Comentários to “Foto da semana.”

  1. O que é isso? A representação de um neurônio?

  2. Que lindo! Uma videira seca!

  3. Sim, eu entendi o que quiseram fazer. A Carne de Cristo, cercada pela Terra e as parreiras com as uvas simbolizando o Sangue de Cristo se espalhando.
    Mas alguém mais além de mim ao olhar para esta imagem sente que ela está esvaziada de um sentido transcendental e remete um culto à Gaia?

    • Cercada pela Terra. E pelo ouro que receberam de doação de inúmeros desavisados nas campanhas televisivas para adquirir fundos para a conclusão das obras. E teve até casais que enviaram as próprias alianças para serem negociadas com o objetivo de adquirir fundos para as obras.
      E que casais são esses que entregam o símbolo sagrado de seus matrimônios !

    • Este sacrário me remete à teologia da libertação e está em total conformidade com a mentalidade da CNBB e o encontro do Bergoglio com líderes de movimentos sociais.
      Pode ser que a minha interpretação da imagem que remete a um materialismo esteja errado, e se estiver, por favor me corrijam, mas é como se Deus estivesse preso nas profundezas da Terra (como se ele estivesse contido e não contêm) e Ele fosse uma semente e que terrivelmente as suas árvores são quase infrutíferas e em certa maneira como se fosse uma instrumentalização política dEle para os movimentos que estiveram com o papa. Me parece uma espécie de deboche, um escárnio.
      Seria interessante saber quem foi o “artista” responsável pela obra e se ele tem algum envolvimento com a teologia da libertação.

  4. Sem noção!!!!! Meu caçula quando viu levou um susto.

  5. Eita coisa feia

  6. Sacrário “feio como o pecado”. Para espantar os fiéis, é difícil imaginar um sacrário mais feio do que este!! Precisamos fazer um ato de reparação ao Santíssimo Sacramento, prisioneiro neste horrendo “sacrário”.

  7. Parece o olho de Sauron.

  8. Uma rodela de abacaxi com alguns galhos secos ao redor.

  9. A cara de quem fez.

  10. Repulsivo. Dá pra inferir muita coisa sobre a mente de quem concebeu (e quem pagou por) isso aí.

  11. A idéia foi até boa, como bem o Maxwell elucidou, mas a execução deixou a desejar.

  12. Achei esquisito. A necessidade de inovar tudo é uma doença da modernidade.

  13. Feio como o pecado. Para Deus o belo.

  14. É… se for para representar a Igreja atualmente acho que caiu bem…

  15. A pia batismal do Vaticano inaugurada por Bento XVI é ainda mais feia.

  16. O artistatata nunca viu uma videira nem tentou pesquisar se quis realmente representa-la mas acho que isso (carrapicho rasteiro???) só será problema se colocarem, algum dia, uma Hostia Consagrada, aquele pão ázimo que espalham pela plateia não é nada não, afinal é o que acreditam…

  17. MEU CARO IRMÃO MAXWELL.
    A Canção nova odeia a Teologia da libertação. Eles seguem a Teologia da Louvação. É EU E DEUS e só. É O SALVA TUA ALMA sem muita ligação com os pobres e caídos. A Teologia da Libertação Pelo pouco que conheço, não gosta destas coisas de ouro, de ufanismo, de artes sacras etc. Eles são mais simples COMO ERA NO INÍCIO DA IGREJA. Estive numa capela onde o Padre é da Teologia da Libertação e o sacrário é uma casinha de madeira simples como as dos camponeses do lugar. Só por dentro é forrada. O Papa Francisco também não gosta destas coisas ufanistas e pomposas. Ele é mais humilde como era Jesus que não tinha onde reclinar a cabeça. NESTA Capela não tem cruz, porque o verdadeiro símbolo do Cristianismo devia ser o PÃO e não um símbolo de morte. Um grande abraço IRMÃO. SALVE MARIA – In corde Jesu ,semper.

    • Cruz Credo! Vade retro! É o diabo que não gosta da cruz e sai batido quando a vê.

    • Eu até agora não entendi se você fez este comentário seriamente ou se criou um personagem e vem até o site para zombar. Vou me abster da resposta.

    • Senhor “ex Padre” Adroaldo Lamaison,

      “artes sacras etc”???

      Do trecho acima do seu comentário, onde há arte sacra na imagem do post? O senhor que já foi padre, sabe também que a afirmação “…A Teologia da Libertação Pelo pouco que conheço, não gosta destas coisas de ouro, de ufanismo, de…” é uma assertiva dos militantes ateus.

      Talvez o senhor possa nos falar um pouco da sua vida sacerdotal e o que o levou a desistir dela, para que possamos entender um pouco da sua experiencia frustante, se é possível se frustar de Jesus, tendo em vista aqueles que pretendam ser sacerdotes de Cristo.

      Parece que o senhor tem conhecimento de causa ao que diz da sua resumida biografia:

      “Adroaldo Lamaison começou a trabalhar aos 14 anos numa loja de roupas e calçados – era vendedor. Entrou no grupo de jovens da minha paróquia, foi catequista e aos 19 anos entrou no seminário dos Padres Palotinos = Santa Maria – RS. Fez a Teologia, Filosofia e o noviciado e foi ordenado Padre em 1983. Trabalhou no Amazonas, Mato Grosso, Paraná e Santa Maria RS. Deixou o sacerdócio em 1990. Atualmente mora em Caxias do sul – RS. E casado, tem dois filhos. Estudou Psicologia e Marketing. Trabalhou na Volvo e na Brahma. Hoje tem uma empresa e ministra palestras para empresários, gerentes, vendedores e funcionários em todo Brasil. Ajuda na pastoral na Diocese de Caxias e ministra curso de FORMAÇÃO DE LIDERANÇA CRISTÃ em várias paróquias. Depois que deixou o sacerdócio fez os exercícios espirituais de Santo Inácio – 30 dias e todos os anos faz um retiro com os Jesuítas de 8 dias. Participa da comunidade Mundial para a Meditação na Tradição Cristã. Pratica a Meditação há 2 anos. Ministra palestra para os padres na região de Caxias do Sul. Palestras de relações humanas, liderança, comunicação e espiritualidade. Trabalha ativamente numa paróquia.

      Se formou em marketing e trabalha com líderes das empresas, e adotou os seus programas para a vida paroquial.

      Diz Adroaldo Lamaison: “O que eu tenho feito aqui em várias paróquias é um projeto de renovação paroquial. Esta renovação começa pelos líderes. Renovar a fé, o entusiasmo, o comprometimento com o projeto de construção do reino de Deus na cidade. Em geral a gente olha a paróquia para os próximos 5 anos e forma uma visão do que queremos, aonde queremos chegar na paróquia?”

      http://www.pscj.org.br/detalhe_00500.php?cod_select=5607&cod_002=1

    • Irmãos, em primeiro lugar perdoem-me por ser adepto daquilo que conheço por Teologia da Libertação(nos termos do documento do Cardeal Muller).
      Em segundo lugar, Santa Tereza d’Ávila, responda por nossos lábios o insano insulto acima feito(provavelmente mais por ignorância do que por má-fé).

      “À Cruz

      Gostosa quietação da minha vida,
      sê bem-vinda, cruz querida.

      Ó bandeira que amparaste
      o fraco e o fizeste forte!
      Ó vida da nossa morte,
      quão bem a ressuscitaste!
      O Leão de Judá domaste,
      pois por ti perdeu a vida.
      Sê bem-vinda, cruz querida.

      Quem não te ama vive atado,
      e da liberdade alheio;
      quem te abraça sem receio
      não toma caminho errado.
      Oh! ditoso o teu reinado,
      onde o mal não tem cabida!
      Sê bem-vinda, cruz querida.

      Do cativeiro do inferno,
      ó cruz, foste a liberdade;
      aos males da humanidade
      deste o remédio mais terno.
      Deu-nos, por ti, Deus Eterno
      alegria sem medida.
      Sê bem-vinda, cruz querida.”

      (Santa Teresa de Ávila)

    • Difícil de concluir, Maxwell. Muito difícil. Mas uma coisa é certa, mesmo que seja personagem, tem muitos como ele que são igualzinhos e de verdade.

    • Simbolo de que? Não será mais propriamente: In hoc signo vinces!

  18. O que Jesus suporta por amor às almas!!!!!!Mas que nosso Senhor merece algo melhor: merece!

  19. Parece tudo, menos um sacrário!

  20. Legenda da foto:

    “Excelso e Perscrutador OLHO CANSADO E ICTÉRICO do Supremo Demiurgo da Grande Loja da Ígnea Falação em Línguas do Templo de Jah, Quadragésimo nono Grau do Rito Páleo-Aceito da Jamaica Ocidental Reflorestada”

  21. A Teologia da Libertação devia sair logo do armário e confessar que é Teologia da Franga Solta, de um lado e, do outro lado, a Teologia de Judas que nega um bálsamo a Cristo que vai morrer, mas que no fundo desvia a sacolinha dos pobres para custear festinhas com seminaristas afeminados ou enxurrada de guaraná com bolo para os leigos não denunciarem nada. A Verdadeira Religião é a da Cruz que fez São Paulo largar qualquer outro discurso para dizer que está crucificado com Cristo e que com Ele morreu e que considera o resto como lixo. Bergoglio e São Paulo são como água e óleo. Aos hereges nem se dá bom dia ou boa noite!

  22. Sr. Adroaldo Lamaison

    Eu li direito? O senhor chamou a CRUZ DE CRISTO de SÍMBOLO DE MORTE? A Santa Cruz que nos redimiu? Vade retro Satanás!!!!! Aqui o senhor não se cria.

    “A Cruz Sagrada seja a minha Luz. Não seja o dragão o meu guia. Retira-te Satanás. Nunca me aconselhes coisas vãs. É mau o que tu me ofereces. Bebe tu mesmo o teu veneno.”

    “A linguagem da cruz é certamente loucura para os que se perdem mas, para os que se salvam, para nós, é força de Deus.”(1Cor1,18).

    Infelizmente o senhor parece não amar muito a Cruz de Cristo nem a Santa Igreja. Li no seu site, que aliás de uns dias pra cá saiu do ar, que o senhor já foi padre. Eu não acreditei.Os bons padres que conheço amam profundamente a Cruz.

  23. Me parece uma rodela de abacaxi assado caído em cima de um espinheiro seco. Muito feio!

  24. ´´NESTA capela não tem cruz, porque o verdadeiro simbolo do Cristianismo deveria ser o Pão um simbolo de morte´´ ??????? Catecismo Católico, parágrafo 617, a Igreja a venera professando nela sua esperança: “Salve, ó Cruz, única esperança”.

  25. A arquitetura do presbitério do santuário da Canção Nova lembra um pouco a do Santuário da Divina Misericórdia em Cracóvia.
    Vejam: http://img.cancaonova.com/cnimages/canais/uploads/sites/11/2014/04/Santuario-Divina-Misericordia.jpg
    Mas este sacrário da Cracóvia é ainda mais estranho, por ser o globo terrestre!!

    • Luiz Augusto, eu olhei a imagem do altar em Cracóvia, e é lindo, não tem nem comparação com a rodela de abacaxi. Pura arte modernista desforme, pura teologia da liberação.

  26. A primeira coisa que me veio na cabeça quando olhei foi “Uma Rodela de Abacaxi cheia de espeto”.

  27. Para ser sincero, achei até católico romano. Ficou muito melhor que aqueles produzidos pelo Claúdio Pastro, que são por certo, muito pagãos. Outra coisa, é que não é tanto conciliar assim, pois, um santuário deste tamanho e não fizeram uma capela do Santissimo reservado, e ainda O- colocaram no presbitério. Isto foi bem contra ao proposto pelo Concílio Vaticano II.

  28. Pelas explicações que vi na Canção Nova, o Sacrário do Santuário do Pai das Misericórdias representa Jesus Cristo, como figura central que é, por meio do Santíssimo Sacramento da Eucaristia simbolizado pela videira. Já os 12 ramos que brotam dessa videira central representam os Doze Apóstolos. Talvez a execução não tenha correspondido à ideia.

  29. Honestamente, colocaria este e as pinturas da Capela Sistina, de tecnica incomparavel, ao mesmo nivel em paganismo. Explico : o da Capela eh, de um paganismo impudico que tem muito pouco de cristao. Aos que nao concordam , busquem ver o original por Michelangelo. Este tipo de arte tem infiltrado a Igreja ha seculos . Quao diferente da devocao expressa nos icones e imagens medievais ou mesmo as pinturas das catacumbas.