Pobre Igreja, pobre cardeal.

Por Fratres in Unum.com: Dom João Braz de Aviz, prefeito da Congregação para os Religiosos, faz cada católico brasileiro participar de sua púrpura. O vermelho de seu cardinalato, que representa a prontidão em dar o próprio sangue por amor a Cristo, para nós chega como rubor pela pobreza, intelectual e de espírito, do cardeal. Em Dom João Braz de Aviz temos uma Igreja pobre, paupérrima!

Entrevista de Dom João Braz de Avis à Veja.

Entrevista de Dom João Braz de Avis à Veja.

Em entrevista à revista Veja desta semana (edição 2420), o ex-arcebispo de Brasília revela escancaradamente o que há muito já sabíamos, mas que, por caridade, esforçávamo-nos em não crer. Em suma: um ódio visceral ao que a Igreja construiu ao longo dos séculos e a defesa ardorosa de tudo o que há de revolucionário, reservando seu pobre veneno apenas a Bento XVI e aos “tradicionalistas na Igreja”.

No testemunho de Dom João, estas seriam palavras de Francisco: “Peço a Deus a graça de viver o suficiente para que as reformas na Igreja sejam irreversíveis”.

Reformas não só cosméticas, mas de fundo:

“Existe, no entanto, uma reforma muito mais profunda já em curso. Trata-se de uma mudança de base — simples e complexa ao mesmo tempo. A de fazer com que a Igreja seja mais fraterna, que se abra para valores autênticos — amor, justiça e paz. Nós, católicos, fomos sempre muito fechados. Convivemos por séculos com a ideia de que é preciso converter as pessoas para trazê-las para perto. Não podemos agir como se fôssemos donos da moral”.

É exatamente a tese Kasperiana, “teologia de joelhos” elogiada publicamente pelo Papa Francisco, que dissocia doutrina e pastoral. Assim, para o cardeal:

“Há duas maneiras de ler o Evangelho. Uma, de forma puramente doutrinal, racional. A outra é ver a mensagem de Jesus nas palavras do Evangelho. A mensagem de amor e de acolhimento de Jesus […] O Papa se justifica para essas pessoas. Pessoas que veem o Evangelho de forma restrita, puramente doutrinal. São os tradicionalitas da Igreja. Aos eclesiásticos e aos fiéis não tradicionalistas, ele certamente não precisa se explicar”.

Duas leituras: uma, que leva a sério o que disse Nosso Senhor. Outra, que ignora suas palavras para procurar, como filha legítima do protestantismo, ler nas entrelinhas e encontrar um “espírito” adaptável, de modo absolutamente subjetivista, às idéias do momento, às modas, à pobreza humana. Pois, de acordo com o purpurado, “o Papa não pode jamais mudar o ensinamento de Jesus. Mas pode mudar a interpretação”.

Para Dom João, “nós, católicos, fomos sempre muito fechados”. De fato, Sua Eminência nunca pôde abrir-se a Bento XVI, que, tristemente, fê-lo cardeal:

“Digamos que eu passei por uma crise pessoal muito grande. Em 2012, o então secretário da congregação que eu coordeno, o arcebispo Joseph Tobin, foi destituído por Bento XVI sob acusação de ter tomado o partido das freiras americanas responsabilizadas por desvios de disciplina e doutrina. A acusação era injusta. Posso dizer isso porque ele era meu braço-direito. Eu sempre achei que fazer a vontade de Deus por meio do caminho da Igreja é essencial. Mas, no momento em que passo a pensar que a vontade de Deus pode ser mentirosa, como eu fico? Simplesmente, calei-me diante daquela injustiça”.

É que Dom João esperava um Papa à sua medida, moldado à sua ideologia. Até a agenda é motivo para contrapor os pontífices, exaltando a um e execrando publicamente a outro:

“Vejo o Papa Francisco pelo menos a cada duas semanas […] Quanto a Bento XVI, na última vez que pedi para falar com ele, o encontro foi marcado para dali a quatro meses. Ele é extremamente tímido, e essa timidez causou uma dificuldade de comunicação muito grande”.

Pobre época, pobre Igreja, pobre cardeal!

* * *

Os leitores podem enviar seus comentários para divulgação no “Espaço do leitor” da revista Veja até a próxima quarta-feira, 8: veja@abril.com.br.

59 Comentários to “Pobre Igreja, pobre cardeal.”

  1. “Nós, católicos, fomos sempre muito fechados.”
    Mas o senhor não é católico, Excelência.

  2. E na entrevista ele diz abertamente que votou em Francisco (o voto não era secreto?) e revela alguns acontecimentos dos conclaves de 2005 (que ele sequer participou) e do de 2013 (não era passível de pena revelar segredos dos conclaves?).

  3. Parafraseando Chesterton, qualquer pedaço de pau serve para bater nos tradicionalistas, a lepra da igreja para senhores lamentáveis como este.

  4. Ontem quando li na íntegra a entrevista ficou ratificado uma coisa: o ódio do cardeal por Bento XVI.
    Como é que o papa Bento pôde promover esse homem a cardeal?
    Não entendo…
    Outra fato relevante, foi o fato do cardeal Martini ter pedido votos para Bergoglio.
    Intensifiquemos nossas orações pois daqui a 5 meses teremos a guerra do sínodo.

    • Alexandre Antunes , a prudência de Bento XVI nos ensina a mantermos os amigos por perto e os inimigos mais perto ainda !

  5. Será que o Cardeal pinta o cabelo? Tenho a viva impressão de que o Cardeal pinta o cabelo…! Será que o Cardeal tem complexo de Peter Pan “for ever young I wanna be…”? Usaria ele produtos Avon ? Essa marca – dizem – é bem populesca. E desde quando um Cardeal fala mal do próprio Papa que lhe deu o barrete? Em bom Português: Que esculhambação é essa?

  6. Mas…..qué qué ilso, cumpanhero ! Dando tiro no próprio pé , assim ?

  7. É isso aí, Fratres, senta a pua!

  8. Está perto dos setenta anos com a cabeça pretinha ! Quanta vaidade Dom Aviz ! Bem moderninho.

  9. Excelencia!!!!
    Por favor….queira lavar sua boca,para tocar no nome de SUA SANTIDADE O PAPA BENTO XVI !!!
    Ora…só!!!!

  10. Este cardeal não deve gostar nada da historia da conversão do apostolo Paulo. Deve achar que foi algo muito forçado da parte de Nosso Senhor. Derruba-lo do cavalo e deixa-lo cego ate alguém vir para batiza-lo. Cadê a atração nisso?. Nós pelo contrário vemos a beleza da caridade de Nosso Senhor. Que fez de tudo. Ate mesmo por imposição para faze-lo ver seu erro e se converter a verdade de Cristo. Uma bela história de conversão. Porem, não por “atração” como o cardeal gostaria.

  11. IRMÃOS. Que lucidez, que visão, que claridade, que beleza a entrevista do Dom João de Aviz. De fato a Igreja está num novo caminho. É uma luz para nossa caminhada.

  12. Há duas formas de ler o evangelho: aquela do cardeal e a da Igreja durante dois séculos. Qual escolheremos?

  13. “Nós, católicos, fomos sempre muito fechados. Convivemos por séculos com a ideia de que é preciso converter as pessoas para trazê-las para perto. Não podemos agir como se fôssemos donos da moral”. Em outras palavras,a Igreja Católica não é mais a Igreja de Cristo e não temos a obrigação apologética de pregar o evangelho a toda criatura. Que cardeal preguiçoso!

    • Cada um só faz o que pode. Se a massa celebral de Sua Eminência não dá para mais (talvez devido à tinta no cabelo) que podemos esperar dele?
      Na minha maneira de ver o Colégio Episcopal dos Cardeais está a ser atingido pela heresia que os seminários efrentam nestes ultimos anos.
      Vamos lutar para salvar a Liturgia. S. Pio X, rogai por nós.
      .

  14. Misericórdia, essas freiras americanas foram punidas por serem a favor do aborto e o Senhor Joseph Robin as defendia. Como pode esse cardeal levantar essa lebre? Maranata!!

  15. Em Fátima Nossa Senhora advertiu que a Rússia espalharia seus erros para o mundo e durante o CVII quem tomou para si esta operação de espalhar os erros do comunismo foi o próprio clero trabalhando também pela “Autodemolição da Igreja”.

  16. O Santo Padre Emérito Bento XVl é que está segurando o Vaticano!!!
    “Santidade nunca poderemos pagar-lhe por tamanha coragem.” Muito Obrigado Santo Padre Emérito.

  17. Os adoradores da igreja conciliar não pode se queixar: Este está em “pleníssima comunhão”…

  18. Mas, é Sagração levada a cabo por Dom Williansom deixou a Igreja de Deus aflita. Filtram um mosquito, mas engolem um camelo inteiro.

  19. Minha Nossa Senhora de fátima! Graças a Deus Cristo ressuscitou e esta é nossa esperança, uma vez que se depender de muitos dos “nossos pastores” estaremos sempre no caminho da perdição. Feliz Pascoa a todos!!

    Salve Maria!!!

  20. Quando li neste final de semana, ratifiquei meu verdadeiro asco por tal personagem. Desautoriza Nosso Senhor ( é só reinterpretar a Doutrina ); converter, para quê?
    Não dá para entender como Bento XVI o elevou ao barrete cardinalício. Ele somente destila ódio ao Papa Bento e aos católicos. Por fim, rompe com o sigilo da eleição do atual Papa, incorrendo em automática excomunhão.

  21. Save Maria!

    Não sei como envio a mensagem para a Veja e estou sem tempo para aprender ,se alguém caridosamente puder enviar.É esta:

    É bom deixar claro que a Igreja que Sua Eminência defende , não é a Igreja que Nosso Senhor Jesus Cristo fundou , tendo a sua frente Pedro.Igreja esta que forjou inúmeros santos : Santo Tomás, Santo Agostinho , Santa Teresinha , Santa Tereza D’Ávila entre outros . A Igreja que o Cardeal defende pode ser qualquer uma , menos a que Nosso Senhor fundou . Arrisco palpitar que seja uma Igreja híbrida , entre o protestantismo e a teologia da libertação , duas heresias que fizeram e fazem miséria na Igreja .

  22. Esta entrevista é a prova viva que o pecado turva o uso da razão, sem falhar do orgulho que estes homens nutrem nas suas almas.
    – “… fazer com que a Igreja seja mais fraterna, que se abra para valores autênticos — amor, justiça e paz.” mas não foi isso que a Igreja fez sempre !!! Será que o senhor e os outros lobos acham que são maiores que os santos que no passado permaneceram firmes na fé de sempre? Já diz o ditado “presunção e água benta, cada qual toma a que quer” e o senhor deve ter caído no caldeirão da água benta,à semelhança do Obelix, porque a sua presunção não tem limites.
    – “Não podemos agir como se fôssemos donos da moral”” Nós quem ? O senhor está a falar da Igreja de Cristo ou da sua pessoa !! Então a Igreja de Cristo não é dona da moral? Quais são as suas referências?
    -“Uma, de forma puramente doutrinal, racional. A outra é ver a mensagem de Jesus nas palavras do Evangelho.” Então a Igreja de Cristo tem que actuar de forma irracional como os animais, seguindo os instintos, encher a barriga , beber e fazer sexo,sim fazer sexo livre como os animais sem medir a consequências. As suas palavras realmente explicam muito da práxis modernista, do humanismo Bergogliano que só se preocupa com a pobreza material como se a vida humana terminasse na matéria. .
    – “Quanto a Bento XVI, na última vez que pedi para falar com ele, o encontro foi marcado para dali a quatro meses.” Hó quanta pena tenho de si ! pelos vistos o tempo veio dar razão a Bento XVI.
    – ““Peço a Deus a graça de viver o suficiente para que as reformas na Igreja sejam irreversíveis”.” Não se preocupe morto ou vivo verá e viverá as consequências das reformas.

  23. João Braz de Aviz mostra para qualquer católico que queira ver como trabalham os inimigos internos dentro da Madre Igreja.

    Essses inimigos não querem sair da Igreja e fundar suas seitas; eles querem continuar dentro dela até afundá-la totalmente.

  24. Esse indivíduo nefasto, para a idade dele, não deveria ter pelo menos alguns cabelos brancos? Quero crer que ele tenha uma genética rara e privilegiada que conserve a cor dos cabelos, pois recuso-me a aventar a hipótese de que um cardeal da Santa Romana Igreja pinte os cabelos. Isso seria o cúmulo do ridículo.

  25. O comentário da Carol é perfeito. Num só golpe fulmina todos os progressistas anti-conversão, anti-proselitismo, anti-doutrinação. Perfeito. Foi a melhor objeção que li até agora no pontificado de Bergoglio e olha que estamos falando de articulistas com de Mattei, Palmaro, dentre outros. Parabéns!

  26. Uma Igreja cúmplice do pecado…politicamente correta para não ofender o mundo. O mesmo mundo que condenou Jesus à morte e morte de cruz. Uma Igreja que não é mais salga que salga nem luz que ilumina….É a idolatria prestado ao populismo barato. Que o Senhor se apiede de sua Igreja e venha em seu socorro. Essa entrevista “bonitinha” só confirma a impressão de mediocridade que tenho sobre esse pobre purpurado……”Aunque la mona se vista de seda, mona se queda” = Mesmo vestida de seda, a macaca é sempre macaca…

  27. Miserere nobis.

  28. A IGREJA CATOLICA…o Cristianismo é que davam um Lastro Moral…um freio..uma Orientação segura ,para a Humanidade ,em termos de vida virtuosa e pacifica…

    Agora..com essa lassidão…essa frouxidão Moral, dentro da IGREJA…desde os mais altos escalões eclesiásticos,na aceitação e incentivo, a vidas pecaminosas…
    Bem…agora…num Planeta sem freios Morais..aonde tudo é permitido…tudo é normal…natural…!! Aonde a DOUTRINA CRISTÃ tem que ser…”adaptada” ao Homem pecador…para agradá-lo…
    Salve-se quem puder!!!..
    Nero seria um “santo” hoje..!!! e…canonizado!!! he..he..hi..hi..he..!!!

    Mas…aguardemos. DEUS agirá,com certeza!!! É só esperarmos na Fé,na FIDELIDADE e na Vigilancia esperançosa e inabalável!!! Amém.
    JESUS não abandonará os fiéis! Amém.

  29. Não acredito que a VEJA publique as cartas dos leitores do FRATRES. Essa revista enaltece o Papa Francisco desde sua eleição e agora dá espaço para D. João Braz de Aviz.
    Há alguns anos, essa mesma revista taxou o filme “A Paixão de Cristo” de antissemita, assim como a maioria da imprensa secular brasileira.

  30. Tendo como base as palavras do D João Aviz, quando o Pe Anchieta veio para o Brasil converter os indígenas e manter na fé os que tinham aderido a ela vindos da Metrópole, agiu mal; deveria deixar que os índios continuassem com seus Tupãs da vida e os vindos da Europa cada um que ficasse na sua!
    Afinal, sob esse conceito, para que os sacerdotes interpelarem na S Missa os pecadores com seus vícios; as confissões para perdão de pecados e conselhos aos penitentes, direção espiritual, tudo desnecessário nesse caso, inclusive conversão pessoal é algo medieval…
    Um vigário próximo a mim, com cartazes na porta da igreja para não entrarem senhoras mal vestidas, conf modelos expostos, e cada vez á hora da S Comunhão aviso: as senhoras e moças decotadas, costas de fora etc., não devem se aproximarem da mesa… Prá que isso, né, D Aviz?
    Podem me informar qual o nome da Igreja de D João Aviz?

  31. Parábens Aviz, Deus veio para os pecadores, os pobres, doentes… são esses que Ele ama por excelência. Pena que alguns apenas vêem sempre erro em tudo. É… a boca fala do que o coração está cheio.

    • Ah!….mas DEUS veio para os pecadores,sim,….mas para os pecadores………..A R R E P EN D I D O S !!!

      Aqueles pecadores…que reconheceram estarem errados , e que desejam mudar de vida!!! JESUS veio nos ensinar a sermos “filhos do Pai Eterno”, e para isso..temos que nos arrepender e….mudar de vida!!! Obedecer a DEUS! Para gente assim…DEUS veio,sim,perdoa-lhes e os acolhe!!!

      Agora…para os orgulhosos ,e teimosos, que se deliciam em permanecer pecando…mergulhados na lama do pecado mortal…achando que ..”tá tudo muito bom!!!… tá tudo muito bem”!!!!… Háh!…para esses…há a JUSTIÇA DIVINA…que existe…sim!!!

    • Já tivemos papas de todas as formas e propostas que a história nos relata, principalmente os que foram impostos sem qualquer comunhão com a Igreja, Aviz é apenas mais um religioso do alto clero que irá passar por Ela pois as portas do inferno não prevalecerão contra a Igreja Una.

  32. Apenas peço que não levem em conta a boca imunda desse senhor, mas analisem bem o raciocínio (aqui nesse texto não há nenhuma palavra imoral):

    Olavo de Carvalho

    A subversão na Igreja não começou botando logo no trono um Papa amiguinho do Stedile. Começou colocando discretos agentes comunistas nos seminários, falsos padres nas paróquias. Depois foi espalhando, pouco a pouco, livros com uma teologia católica às avessas, com o auxílio da mídia que dava a fama de gênio ao autor de qualquer dessas m*. Em seguida conseguiu fazer um bispo aqui, outro ali, até somar vários e criar engenhocas como a CNBB por toda parte. No Concílio Vaticano II, já começou a fazer sucesso em público. Por fim conseguiu criar um Papa na medida das suas preferências. O processo inteiro levou NOVENTA ANOS. A única resistência que encontrou foram alguns gemidos teológicos sem nenhum efeito prático. Agora pergunte: Durante esse tempo todo, que foi que os fiéis católicos fizeram para EXPULSAR OS FALSOS PADRES E BISPOS? Nada, coisa nenhuma. Então, vendo que deixavam Sua Igreja às moscas, Deus permitiu que a abominação crescesse até dimensões papais, de modo que NENHUM católico pudesse alegar que não estava enxergando. Em vez de resmungar diretamente contra o Papa, não seria melhor começar fazendo aquilo que Deus há noventa anos espera de nós? Não seria melhor começar removendo as causas, uma por uma, paciente e obstinadamente, em vez de querer logo apagar por mágica o efeito derradeiro e mais espetaculoso? Deus não vai condenar ninguém por ter medo de brigar com um Papa. Mas todo mundo ficar quietinho e de cabeça baixa diante de qualquer arremedo de padre ou caricatura de bispo é coisa que Ele não vai tolerar tão facilmente.

    • Sr. Marlon,

      Olavo de Carvalho é um neocon que ataca a Doutrina Social da Igreja, defende incondicionalmente os judeus e atua como desinformante no meio católico.
      A subversão na Igreja não começou com agentes comunistas. Desde a Revolução Francesa, a Igreja Católica passou a ser atacada e perseguida pela maçonaria. Após o fracasso da República Romana, que inclusive resultou na fuga do Papa Pio IX de Roma, os maçons mudaram de tática e decidiram se infiltrar na Igreja para poder corrompê-la. O livro maçônico Alta Vendita, publicado no século 19, é um texto-confissão do plano diabólico dos maçons.
      Cuidado com tudo o que Olavo de Carvalho escreve. Por que, em vez de citar a amizade com João Pedro Stédile, Carvalho não cita as relações amistosas de Bergoglio com os judeus de Buenos Aires? Procure no youtube o vídeo do então cardeal de Buenos Aires dançando a Hannukah com seus amigos judeus em Buenos Aires. Até livro em conjunto com um rabino argentino, Bergoglio publicou.
      A Nova Ordem Mundial beneficiará exclusivamente os judeus. São João Damasceno, reconhecido como doutor da Igreja pela Santa Sé, ensinou que o Anticristo, o líder da NOM, será recebido como rei pelos judeus e a profecia de Nossa Senhora de La Salette ratificou o ensinamento desse grande santo.

    • Sr. Francisco, não julgueis (os comentários do Marlon e do Olavo de Carvalho) para não serdes julgado. O problema da Igreja já não é mais o comunismo ou a maçonaria, estes eram os problemas de antes. Agora que já está tudo dominado, precisamos encarar a realidade e salvar o que sobrou da Igreja. Ficar sapateando frente ao leite derramado, não resolve nada. Foi isto que o Marlon quis dizer, e concordo com ele perfeitamente.

    • Sr. Francisco, a resposta do Marlon é correta. A Igreja já está completamente tomada e precisamos encará-la como tal. É como se você conhecesse uma pessoa que está doente e ao invés de se tratar, não aceita a própria doença porque não a merece … isto é loucura!! Enxergue a Igreja como ela está, tome ciência dos problemas de infiltração de comunistas e maçons, e procure salvar a parte que ainda não está doente. Faça a sua parte na sua comunidade e vida que segue.

  33. Ainda do Olavo de Carvalho:

    “Repito: se os católicos não agirem logo contra o pseudo-clero excomungado, ele é que vai começar a agir contra eles, para intimidá-los e obrigá-los a alinhar-se com o PT. Isto é questão de meses ou semanas, e aliás já começou a aparecer um caso aqui, outro ali.

    “Repito: se os católicos não agirem logo contra o pseudo-clero excomungado, ele é que vai começar a agir contra eles, para intimidá-los e obrigá-los a alinhar-se com o PT. Isto é questão de meses ou semanas, e aliás já começou a aparecer um caso aqui, outro ali.”

    “Não adianta reclamar ao Papa nem contra o Papa. Comece a limpar a igreja do seu bairro, da sua cidade.”

  34. “O Papa se justifica para essas pessoas. Pessoas que veem o Evangelho de forma restrita, puramente doutrinal. São os tradicionalitas da Igreja. Aos eclesiásticos e aos fiéis não tradicionalistas, ele certamente não precisa se explicar”
    Pois eu sempre achei que fosse o contrário. Se é a nós que ele visa em suas falas está fazendo um péssimo trabalho, pois quanto mais fala menos sentido faz.

  35. Há!!!!!!!!!! Se vocês conhecesse quem é Dom João Braz de Aviz e o que ele fez com padre Sergio David de Araujo em Brasilia, acautelavam-se em publicar sua declarações. Quem vê cara não vê coração. Ele odeia a tradição e a Missa Tradicional. É devedor da justiça divina e muito. Bem que Nossa Senhora em Fátima avisou: “O que tiver apodrecido cairá. E o que estiver podre não se levantará mais”. Meu Deus: “Salvai a Sua Santa Igreja, o Brasil e o mundo, daqueles que se tornaram partidários de satanás, e querem nos destruir “. Rezai. Rezai. Rezai muito, e mortificai vossos sentidos, para que estejamos de pé no grande e terrível dia do Senhor.
    Salve Jesus e Maria!

  36. Falta de lealdade e gratidão para coM o santo padre o papa emérito Bento XVI e também com a igreja de Cristo. Caro fratres não foi esse cardeal que irrompeu com comentários infundados e improvados acerca do padre Lettieri?
    Ele realmente parece uma lavadeira fofocando asneiras aos quatro ventos.
    Que o belíssimo esposo da igreja tenha compaixão dele.

  37. Imaginem se Aviz virar papa? Francisco II? Em 2017?

    Aí deve estar perto de soar a 1ª trombeta.

    • Cruz creedo!!! JESUS não deixará as portas do Inferno, prevalecer contra a Sua Igreja!!
      Se isso acontecer….o Cometa Absinto se chocará com a Terra…!!!! Apocalipse…now!!

  38. Finalmente temos a palavra firme a respeito do real significado do Evangelho. Palavras do Cardeal. A Igreja era fechada. Não considerava os pecadores. Também com esses São Francisco de Assis, São Francisco de Sales, Santo Inácio, Santa Tereza, Santa Joana D´Arc, São João Crisóstomo, São Bernardo, São José de Anchieta, Santa Terezinha, São Paulo, São Pedro, São Pio X, São Pio V, e tantos outros, onde pensavam que a Igreja ia chegar? Era todos fechados. Uma velharia! O novo é o Cardeal Aviz! É o novo(velho) arejamento apregoado por João XXIII. Agora vai! Viva no novo! Joguem os santos velhos tudo fora! Joguem as encíclicas. Joguem os rituais. Começem tudo de novo. Porque não demolem o Vaticano? Comecem acabando com aquela excrecência que é o Museu do Vaticano com peças pagãs. Pintem a Capela Sistina de azul bebê. Novos tempos. É isso que o Dom Aviz deseja. Falou a voz da sabedoria! E acabem com o cargo de cardeal. Que coisa mais velha!

  39. Na Santa Missa em razão da despedida de Dom João Braz de Aviz daqui da Arquidiocese de Brasília, durante a celebração litúrgica, uma pessoa apareceu gritando que Sua Eminência era maçom. Prontamente a mulher foi retirada da catedral de Brasília. Nunca esqueci esse fato que me contaram, eu não estava presente no dia, meu amigo estava.
    Oremos muito pela situação atual da Santa Igreja, pois a renúncia de Bento XVI e o pontificado de Francisco vieram realmente como um raio que cai dos céus de uma hora para outra. Felizmente a Arquidiocese de Brasília já respira melhor, mas, infelizmente, Sua Eminência agora causa danos à toda Igreja Católica, vide o caso dos Franciscanos da Imaculada. Que Nosso Senhor se levante em defesa desta congregação, assim como defendeu Santa Maria Madalena várias vezes no Santo Evangelho.

    • Grato por essa informação, Thiago. Não foi por acaso que a maçonaria italiana comemorou a renúncia de Bento XVI e a eleição de Francisco. Os maçons eclesiásticos ainda não fizeram todo o estrago que desejam dentro da Igreja, mas está chegando o dia do Sínodo.

  40. Copia IPSIS LITTERIS de texto de Dom (vermelho) Claudio Hummes, em O DOMINGO da Editora (Socialista) Paulus no EVANGELIZAÇÃO E COMUNICAÇÃO, dia 21/12/14.
    … Nosso amado Papa Francisco também procura guiar-nos por esse caminho de uma Igreja que não é autoreferencial, não é indiferente, não se fecha entre muros, mas é pobre e aberta, ama, constrói pontes, vai ao encontro das pessoas, aproxima-se e se torna companheira de viagem, com misericórdia, autodoação, perdão, diálogo, compreensão, compaixão, ternura solidariedade, Assim, o Espírito Santo reformará e renovará de verdade a Igreja”
    Vejam bem: essa Igreja tal não é AUTOREFERENCIAL, quer dizer, não serve de referencia alguma, iguala-se às outras. Não tem qualquer exigencia de nada e qual mesmo dos “espíritos santos” que a reformará e renovará?
    Para mim, ele é da mesma igreja de D Avis, uma das “grorias” do episcopado brasileiro!

  41. Esse….CARDEAL AVIZ….para um azar deles,…..é descendente da família real portuguesa os ..AVIZ…?
    Será…?….Coitados!!!!

  42. O alto nível desse Cardeal já se mostrava quando do consistório em que Bento XVI anunciou a sua renúncia num comunicado lido, naturalmente, em latim. O pobre Braz de Aviz ficou com cara de burro olhando passar a procissão, percebendo as reações de seus colegas de púrpura, começou a perguntar-se: o que terá falado o Papa?

  43. Papa Bento XVI, o senhor foi (é?) uma ovelha no meio de lobos, um santo!

  44. – “Quanto a Bento XVI, na última vez que pedi para falar com ele, o encontro foi marcado para dali a quatro meses.”

    Sou obrigado a concordar com Braz de Aviz, pois se Bento XVI tivesse tido a oportunidade de conversar com ele por mais vezes – creio que 5 minutos seriam suficientes – certamente não lhe teria concedido o barrete cardinalício, tendo em vista a “qualidade” do dito cujo…

  45. “Nós, católicos, fomos sempre muito fechados.”

    Nós católicos? Ora, Dom Braz de Avis é tão católico quanto suas madeixas são naturalmente pretas…

    Ou seria Acaju 6.5 Eminência?

  46. “Toda árvore que não der bons frutos será cortada e lançada ao fogo. Pelos seus frutos os conhecereis.” (Mt VII,19-20)