A CNBB decrépita e a Juventude da Fé Católica.

FratresInUnum.com – Da matéria de Alexandre Trindade, Assessor de Imprensa da Câmara dos Deputados, sobre o encontro de Lula com religiosos, dentre os quais, Dom Pedro Luiz Stringuini, bispo de Mogi das Cruzes e em cujo perfil no facebook encontramos a reportagem:

Entre os debates públicos mais preocupantes, o bispo ressaltou a proposta de redução da maioridade penal de 18 para 16 anos, em análise na Câmara dos Deputados. A CNBB – Conferência Nacional dos Bispos do Brasil já se manifestou contra a redução da maioridade penal. Dom Pedro relatou debate realizado em Mogi e demonstrou sua preocupação ao notar fortes sinais de conservadorismo numa parcela de nossa juventude, inclusive nos seminarista [sic], que segundo ele “estão inseridos numa juventude mais conservadora, uma juventude mal informada, manipulada pela mídia”.

O blog “Os amigos do presidente Lula” (!) cita o bispo ipsis verbis:

“É importante reconhecer o senhor e os avanços em seus oito anos de governo. Mas, diante da crise atual, esse esforço tem de ser continuado […] Realizamos um grande debate sobre o assunto na Câmara Municipal de Mogi, e, em determinado momento, me surpreendi com a presença de um grupo de jovens que não conhecia. Para nossa surpresa, eram jovens a favor da redução da maioridade penal, e jovens da periferia (…) Comentamos na Igreja como os novos seminaristas estão mais conservadores. Não só eles. Eles estão inseridos numa juventude mais conservadora, uma juventude mal informada, manipulada pela mídia”,

Fratres in Unum pode confirmar que, em reunião à portas fechadas na Assembléia Geral dos Bispos em Aparecida deste ano, nossos ilustres pastores debateram calorosamente sobre a guinada conservadora da juventude católica. Lamentavam, sobretudo, sua militância na internet.

Entre vestes rasgadas e arroubos escandalizados, um importante arcebispo teve de tomar a palavra para dizer o óbvio: “não há como esperar nada de diferente dos jovens, já que nossa casa está uma completa bagunça”.

Domingo, 15 de março de 2015 - Jovens protestam em São Paulo contra a CNBB.

Domingo, 15 de março de 2015 – Jovens protestam em São Paulo contra a CNBB.

Lamentavelmente, boa fatia de nosso episcopado não enxerga um palmo diante da face, não vê a trave nos próprios olhos e ainda tem coragem de falar em juventude “mal informada, manipulada pela mídia” (!), quando, na verdade, foi justamente o advento da livre informação, o acesso a documentos do Magistério da Igreja e a difusão da Fé pelos blogs e redes sociais que retirou os fiéis da caverna de ignorância em que nossos bispos enfiaram a Igreja nas últimas décadas.

Os tiozões da CNBB acham que para atrair os jovens basta promover liturgias bizarras, com braços pra cima e iê-iê-iê. Crêem que importar o mundanismo para dentro da Igreja é o suficiente, aquele mundanismo que eles, nas décadas de 60 e 70, utopicamente e sem Fé, viam como a salvação da Religião.

Destroem a catequese, banem qualquer reverência na liturgia, aparelham as paróquias e pastorais de militantes esquerdistas, proscrevem qualquer jovem minimamente conservador dos seminários — e para tudo isso, não hesitam em lançar mão de todos os procedimentos, mesmo os mais vis, os mais cruéis, numa verdadeira inquisição progressista! Não são capazes de reconhecer o fracasso de sua geração, que esvaziou igrejas, destruiu altares, extirpou, ou ao menos tentou extirpar, a fé do povo brasileiro.

Seus projetos são um verdadeiro fiasco em todos os sentidos: não conseguem, com toda a estrutura da Igreja no Brasil, colher sequer um terço das assinaturas pretendidas para uma reforma política ridícula e tendenciosa. E ainda abrem a boca para se colocar contra a maioria esmagadora (87%) da população, que quer a redução da maioridade penal.

Ah, façam-nos um favor! Reconheçam a falência de sua geração decrépita, má formada (basta ver o nível intelectual da maior parte de nossos bispos), manipulada pelos inimigos da Igreja. A ideologia senil dos senhores perdeu a batalha para a juventude da Fé verdadeira.

Tags:

29 Responses to “A CNBB decrépita e a Juventude da Fé Católica.”

  1. A sua observação final neste artigo está excelente. Tinha que ser publicada num jornal.

  2. Fiquem tranquilos, pois a exemplo de Ciudad del Este, a Diocese de Mogi das Cruzes em breve receberá a visita do cardeal visitador apostólico… ops, só que não…

  3. Respeito os “pastores” de alma, que na verdade, não nos respeita. Falam de tolerância para todo tipo de novidades, respeito a todos… mas os jovens “conservadores” que saíam da frente. O pior é que não sei se o sr. bispo faz jogos com as palavras ou pensa que realmente está falando a absoluta verdade… se estivéssemos informados pela mídia secular (como eles estão) aí sim haveria real preocupação… é somente olhar o resultado nas ações dos “tiozões” (como cita o blog) da CNBB. Essa conferência pode ser de bispos, mas não de católicos. Pelo menos por agora.

  4. Graças a Deus. Estão, a contra gosto, reconhecendo o conservadorismos da juventude e dos seminaristas. Com relação aos seminaristas é sinal de que teremos, para o futuro, uma geração de santos sacerdotes. Em uma carta enviada aos bispos da França o Papa São Pio X disse: “Os verdadeiros amigos do povo não são os inovadores nem os revolucionários, são os tradicionalistas”. (Notre Charge Apostolique – sermão sobre o modernismo, do pe Daniel Pinheiro)

  5. Post que fez valer a pena esta semana.
    A serpente é mais agressiva quando se vê acuada.

  6. Quem quer que debata sobre, a assim chamada, guinada conservadora da juventude católica, faria muito bem a sua alma se reconhecesse que tal coisa é simplesmente suscitada por DEUS NOSSO SENHOR ! Que sua militância na internet floresça e frutifique cada vez mais…

  7. “Eles estão inseridos numa juventude mais conservadora, uma juventude mal informada, manipulada pela mídia.”
    Tentativa barata de desqualificar quem discorda de sua opinião, como se essa juventude fosse um amontoado de moleques ignorantes.
    Detalhe: tenho 38 anos e tenho amigos mais velhos que são, como eu, “conservadores mal-informados”.

  8. Bispos “progressistas” e juventude católica “conservadora”: Sinal dos Tempos!

    Em tempo: segue e-mail que enviei para o Bispo dom Pedro Luiz Stringhini, de Mogi das Cruzes:

    “de: renato assis assis
    para: curiadiocesanamogi@uol.com.br
    data: 22 de junho de 2015 11:27
    assunto: Instituto Lula – comparecimento lamentável
    enviado por: oi.com.br

    Senhor bispo,
    In Verbo Autem Tuo (“Em resposta a tua Palavra” – Lc 5,5)

    Temos a honra de cumprimentá-lo ao tempo em que lamentamos profundamente o seu comparecimento no Instituto Lula recentemente. Como ainda há “joio misturado no trigo” infiltrado no seio da Igreja, profetizou Jesus há dois mil anos.

    Como pastor, Vossa Excelência Reverendíssima deve Anunciar o Evangelho da Vida (detalhe: o estatuto do PT defende o aborto, inclusive expulsou dois deputados federais (BA e AC) e Denunciar os Sinais de Morte na sociedade (corrupção, alcoolismo, invasão de terras, lavagem de dinheiro, sonegação, enriquecimento ilícito, evasão de divisas …).

    Senhor bispo, aceito o seu desafio de visitar os presos (no seu perfil no Facebook). Aliás, informo que participava da pastoral carcerária de Brasília-DF, bem como atuei na Vara de Execuções criminais, conseguindo muitos direitos para os presos pobres sem advogados(diferentemente dos Mensaleiros Petistas que contrataram os melhores e mais caros advogados do Brasil).

    Vamos marcar sim, embora resida em Belo Horizonte. Sou católico apostólico romano e auditor fiscal de profissão (ameaçado de morte por políticos corruptos).
    Saudações cristãs,

    Renato e família.
    Seguem meus contatos:
    Renato Aguiar de Assis
    Rua Gentios, 50 apto 1101 – Coração de Jesus
    30380-490 Belo Horizonte –MG
    Tel: (31) 2515-3464 ou 9209-4467″

  9. Alguns posts atrás noticiou-se um certo bispo que fez um desafio para seus críticos visitarem os presos. É só para dizer que eu topo, mas sob uma condição: quando toda a corja da CNBB estiver na cadeia, já que ela não esconde que pertence à mesma quadrilha do PT.

    Quando todos eles estiverem na cadeia, podem me chamar.

  10. A CNBB está de comum acordo com o PT, está lendo a sua cartilha. O clero acha que nós leigos somos idiotas. Nós realmente éramos mal informados, o que não acontece hoje com o advento da internet. Graças à Deus temos acesso a tudo e é por isso que os jovens estão batendo pé contra isso. O clero não quer ovelhas que pensem, o que desejam é a manipulação das massas. ACORDA CNBB!!! Não dá mais para tolerar certas coisas!!!

  11. Os bispos que ai estão – e já chegou a geração dos nascidos na década de 1960 – foram em geral muito mal formados. Pegaram o pior tempo da T.L. com todos os seus efeitos deletérios. O problema está, pois, nos seminários. De nada serve essa formação meia-boca que é dada ao clero. O seminarista vagabundo e relaxado, inculto e diletante de hoje, pode ser o bispo de amanhã…

    É verdade que muitos bispos se preocupam, e não sabem mais o que fazer. Gostariam de ter bons formadores e seminaristas sadios. Mas faz muito tempo que nem mesmo as faculdades da Urbe conseguem manter um bom nível intelectual. Tenho em casa uma dissertação feita na Gregoriana onde um padre sustenta a legitimidade e mesmo a necessidade dos cultos dos “orixás” que os pobres africanos trouxeram consigo.

    Perguntem, por exemplo, a algum padre formado na FAI na década de ’90 (conheço um ou dois) sobre o que ele “aprendeu” por lá….

    Passem os Bispos a morar com os seus seminaristas, vistam eles a batina, sejam exemplos de piedade eucarística e mariana e esperem o resultado… Sejam líderes da Igreja, e não de sindicatos, visitem suas paróquias com frequência, abram seus palácios aos pobres, aos pequenos, e não aos políticos e aos “empoderados”; abandonem toda a hipocrisia, safadeza e mentira (não adianta ir pecar noutra cidade pra não ser descoberto na sua); sejam os pais dos órfãos e nunca os acobertadores de psicopatas bolinadores de crianças; sejam pessoas sagradas, pessoas religiosas e não os entediados e esquálidos burocratas do sagrado (?) que têm obrigação de andar sorrindo enquanto estão destroçados, ressequidos e vazios por dentro. Ninguém tem obrigação de ser super-herói e executivo de multinacional, mas santo. Deem uma chance ao passado da Igreja e verão quais frutos a antiga piedade católica é capaz de trazer e traz. Preguem Jesus Cristo ao povo. Assim, belo dia, sem qualquer aviso e de mansinho, as coisas começarão a melhorar.

  12. Tenho 23 anos (convertido formalmente ao Catolicismo há três anos) e não foram os padres “moderninhos” que me atraíram para a Igreja de Cristo. Me encantei com sua vasta herança cultural, com a fé inabalável dos grandes santos e com a coragem dos bravos cruzados que sacrificaram suas vidas em prol da Cristandade. Foi por esta Igreja, una, santa, católica e apostólica, guiada pelo legítimo sucessor de Pedro (o “doce Cristo na terra”) que me encantei, dela me tornei membro através dos santos sacramentos e nela pretendo permanecer até a morte.

    O que vejo hoje é uma Igreja chagada, traída e insultada. Sem o auxílio de Nossa Senhora (a quem recorro todos os dias através da oração do Santo Terço), minha fé já teria desmoronado nestes poucos anos de prática. E o que mais me choca é saber que não são os hereges, pagãos e incrédulos que a insultam de modo mais grave, mas seus próprios filhos… e pior, justamente aqueles que deveriam prezar pela integridade espiritual do rebanho.

    Peço, porém, a permissão do Fratres para discordar de um ponto do texto: não concordo que a “ideologia senil” dos senhores bispos perdeu (ainda) a Batalha. Apesar de reconhecer a forte e santa oposição de muitos jovens à doutrinação ideológica dos católicos brasileiros, a TL parece estar saindo do túmulo. Nunca se viu tanta “movimentação marxista” na Igreja desde que alguns ousaram declarar a TL e seus líderes definitivamente sepultados.

    A verdade é que o cão não quer largar o osso. Se quisermos erradicar este mal, a oposição terá de ser mais consistente e abranger um número maior de fiéis. Infelizmente, embora os católicos conservadores cresçam em número, são muito dispersos, tornado difícil uma reação de peso realmente relevante.

    Ainda temo pelo futuro da Igreja no Brasil.

    Salve Maria!

  13. Caros bispos, quem é o Senhor a quem servem?

  14. Demos graças a Deus, Nosso Senhor.

  15. Sobre esse patético e vergonhoso argumento que os esquerdopatas adotaram, – de dizer que todo aquele que lhes contraria é porque está sendo “manipulado pela mídia” e/ou porque não tem formação, – quero lembrar que, quando Dilma (supostamente) venceu as últimas eleições, com margem mínima de votos, foram mais do que rápidos em dizer que era a “vontade do povo”, e que a oposição era “golpista” por não aceitar a opção soberana da maioria. Então porque agora, que as pesquisas apontam que acima de 80% da população é favorável à redução da maioridade penal, vêm com essa cantilena de “manipulação”, de que o povo não é capaz de decidir por si próprio, que falta formação, e blablabla??
    A cada dia que passa me parece mais claro que a solução, – ou o desastre completo, – não virá por meios pacíficos. E tremo em dizê-lo.

  16. Graças a internet temos sites como o Fratesinunum.com que nos livra dos erros que a CNBdoB insiste sistematicamente em “enfiar guela abaixo” nas paróquias. Pois que mais jovens se unam em favor da Sã Doutrina e que possamos nos livrar de teologias demoníacas dentro da nossa Igreja.

  17. “Break the convention. Keep the commandments.”
    Gilbert Keith Chesterton

    E viva os nossos jovens!

  18. Com poucas exceções. são os bispos no mundo todo que estão tirando a fé do povo. Desde que entrei no Seminário em 1962, já comecei a tomar conhecimento desta triste realidade. Tive a graça de ter superiores que me informavam, como, por exemplo, o meu próprio pároco, diretor espiritual e reitor. Ainda no Seminário, pude constatá-lo pessoalmente quando comecei a estudar o Concílio Vaticano II. E durante quase 50 anos venho acompanhando esta crise de fé provocada pelos bispos e através deles também pelos padres. Podemos dizer mais ou menos o mesmo que disse Santo Hilário na época do Arianismo: os ouvidos dos fiéis são mais católicos do que os corações dos bispos. Estes empregavam a ambiguidade, mas o povo só entendia no sentido ortodoxo. Parabéns à juventude tradicional, isto é, verdadeiramente católica!!!

  19. San Tiaagoooooooooooooo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  20. Os jovens são conservadores sim, mas a grande maioria de nós ficamos sem rumo por ausência de tutor presente. Nisso, ficamos fragmentados, e não parecemos tão forte quanto somos.

  21. Viva a juventude Católica corajosa e conservadora!

    Sinais dos tempos terríveis: Bispos Católicos lamentarem o conservadorismo dos jovens Católicos!!

  22. Eles estão começando a ficar com medo. Isso é um ótimo sinal. Já faz algum tempo que pararam de falar as suas estultices sozinhos.

  23. Sabe o que me surpreende? É o fato de dom Pedro Luiz constituir o arquétipo do “bispo conservador”: cioso na celebração da liturgia nova, bastante generoso em relação à missa tridentina e com um passado de proximidade com a teologia da libertação que, aparentemente, tinha ficado para trás. Aparentemente, como se vê pelo comentário ferino e amargurado compartilhado neste infausto encontro com um dos maiores inimigos da fé católica no Brasil. O bispo de Mogi das Cruzes talvez melhor figure outro arquétipo, o do lobo em pele de cordeiro. Acredito que os mesmos fieis ligados à missa tridentina em Franca, que puderam contar com a sua disposição e ajuda para a implementação do Summorum Pontificum quando de sua passagem naquela diocese, devam ter ficado surpresos com a desfaçatez do sr. bispo e a comunidade de espírito e ideias com os inimigos da fé.

  24. Obrigado, Cristiane! Peço suas valiosas orações para minha perseverança. Para complementar meu comentário, transcrevi um artigo do saudoso Gustavo Corção. Está em meu blog: ZELO ZELATUS SUM.

Trackbacks