Medjugorje, o Papa isola os videntes.

Sim ao reconhecimento da sacralidade do lugar, mas os peregrinos não poderão assistir às aparições.

Por Serena Sartini – Il Giornale | FratresInUnum.com: Medjugorje, lugar de oração, mas nenhum reconhecimento das aparições de Nossa Senhora aos seis videntes. No dia do 34º. aniversário das aparições da Virgem Maria, Rainha da Paz, a seis crianças em um pequeníssimo e pobrevilarejo da Bósnia, ocorridas no dia 24 de junho de 1981, reuniu-se a assembleia plenária da Congregação para a Doutrina da Fé, que estabeleceu algumas orientações sobre o dossiê Medjugorje.

O relatório final, composto com a documentação reunida até hoje, está agora sobre a escrivaninha do Papa, que deverá decidir se acolhe o texto e quando o publicará.

Até onde sabe IlGiornale, as informações considerariam o reconhecimento de Medjugorje como um lugar de fé, de oração e de devoção, mas não a sua transformação em Santuário; o convite aos peregrinos para visitarem o local sem ter contato com os videntes e, por consequência, a proibição de participarem do momento da aparição que três videntes, dentre seis, receberiam todos os dias. Isso – explicam nos Sacros Palácios –, com a finalidade de evitar que haja fanatismos ou exaltações da figura dos videntes. De fato, os fiéis são convidados a ir em peregrinação a Medjugorje para rezar, e não para se encontrar com os videntes. E, sobretudo, o relatório elaborado pelo Vaticano sugere não considerar as aparições como “revelações sobrenaturais”. Acerca deste último, a Santa Sé respeitaria as disposições do Código de Direito Canônico, segundo o qual o reconhecimento das aparições não deve ocorrer enquanto estas ainda não tiverem terminado. “Espero com serenidade e tranquilidade aquele que vai ser o posicionamento do Papa – relata a Il Giornale uma das videntes, Vicka Ivankovic, por intermédio do padre Michele Barone, um dos sacerdotes mais assíduos em Medjugorje e muito próximo dela – estou em plena obediência à Igreja e Nossa Senhora me disse para não me preocupar”.

Precisamente hoje será divulgada a mensagem anual que a Virgem Maria lhes entrega, em 25 de junho de cada ano, em lembrança do exato dia no qual – segundo os videntes – Nossa Senhora se dirigiu a eles pela primeira vez, há 34 anos. Enquanto isso, milhões de fiéis estão à espera do discernimento do Papa que não poderá deixar de levar em consideração o testemunho de centenas e centenas de milhares de peregrinos que a cada ano se dirigem a Medjugorje e voltam dali plenos de fé. Nas redes sociais, os grupos ligados às aparições aguardam ansiosamente o anúncio do Papa: “Se disserem não a Medjugorje, haverá uma revolta da fé popular”, escrevem eles, em muitos desses grupos.

No retorno de sua viagem a Sarajevo, no último 6 de junho, Bergoglio havia mencionado o caso Medjugorje, recordando o excelente trabalho realizado pela Comissão instituída por Bento XVI e presidida pelo Cardeal Camillo Ruini, e anunciando que uma decisão seria tomada em breve. Alguns dias depois, em uma homilia proferida em Santa Marta, Papa Francisco voltava a falar das aparições, ainda que sem se referir diretamente ao caso de Medjugorje: “Mas onde estão os videntes que dizem: hoje Nossa Senhora vai nos mandar uma carta às 4h da tarde?”. Que a Igreja estava se orientando para a proibição de encontros públicos com os videntes já era sabido, quando a diocese de Modena anulara o encontro do dia 20 de junho, com Vicka, na comuna de Sestola. Agora estamos no último ato: a palavra do Papa derreterá qualquer reserva. E o jornalista e escritor Vittorio Messori adverte: “Se o papa Francisco disser não a Medjugorje, há o risco de um cisma”.

* * *

Leia nossa série de posts 

Tags:

19 Comentários to “Medjugorje, o Papa isola os videntes.”

  1. Que haja cisma entao e vao cuidar da sua seita ganhando uma “grana e fama”. Aparicao mariana? look at the feet ! como dizem os irnlandeses e repetia Fr. Malachi Martin que nao acreditava na realidade de Medjugordje.

    • Tsk,tsk. Não é pior um cisma do que a união sob um único Pastor? Comentário muito triste este…

  2. Nada de novo, as revelações particulares não se impõem à fé sobrenatural dos católicos

  3. Caros amigos, paz e bem!

    “E agora digo-vos: Dai de mão a estes homens, e deixai-os, porque, se este conselho ou esta obra é de homens, se desfará, mas, se é de Deus, não podereis desfazê-la; para que não aconteça serdes também achados combatendo contra Deus” (Atos 5, 38-39).

    Lamentamos tal decisão, mas não chega a ser surpresa, principalmente partindo dos papas João XXIII e Francisco (diferentemente da posição dos papas João Paulo II e Bento XVI), pois tais papas debocham gratuitamente das últimas aparições de Nossa Senhora para a humanidade. Senão, vejamos:

    i) Papa João XXIII e críticas à Fátima (1917- Portugal):
    – “Parece-nos que devemos discordar desses profetas da desgraça, que anunciam acontecimentos sempre infaustos, como se estivesse iminente o fim do mundo” (discurso de abertura do II Concílio do Vaticano (11 de outubro de 1962).

    ii) Papa Francisco e críticas à Mediugórie (1981- Bósnia and Herzegovina):
    – “Eu sei de um tal vidente, um visionário, que recebe cartas de Nossa Senhora, mensagens de Nossa Senhora”. “Nossa Senhora é Mãe e não uma gerente dos Correios que fica despachando mensagens todo dia” ou, ainda, “onde estão os videntes que nos dizem hoje a carta que Nossa Senhora mandará às 4 da tarde?. E vivem disso”.

    Nosso comentário:
    i) Papa João XXIII: no seu processo de canonização, dispensou-se inclusive a comprovação do segundo milagre. Como foram os frutos do Concílio Vaticano II? Com a palavra o papa Bento XVI:
    No seu último discurso de despedida (14/02/13), fez uma avaliação do Concílio Vaticano II (1962 a 1965), a seguir descrita:
    “Há muita interpretação distorcida das reuniões da igreja na época, influenciada pela Mídia, que resultaram em muitas das “calamidades” que afligem a igreja católica nos dias atuais. Isso se seguiu a “muitas calamidades, tantos problemas, a vários tormentos. Seminários fecharam, conventos fecharam, a liturgia foi banalizada”. (Bento XVI).

    Moral: o Vaticano II foi uma tragédia para a Igreja, além de abolir a oração do Pequeno Exorcismo de São Miguel Arcanjo logo após as missas. Saindo o arcanjo protetor da Igreja (S. Miguel), Lúcifer fez a sua festa desde então. E “pelos frutos, se conhece a árvore” (Jesus Cristo).

    ii) Papa Francisco: como pode a maior autoridade da Igreja defender a separação de casais, promover o lava-pés com transexual, exprimir frases do tipo: “quem sou eu para julgar” (sobre os homossexuais, tb serve para os PEDÓFILOS, para os CORRUPTOS, para os TERRORISTAS?), sugerir o limite de três filhos por casal, que na Encíclica Verde defender a criação de um órgão Supranacional para governar o mundo (acolhendo a tese dos Senhores do Mundo, do Governo da Sombra, da “Sinagoga de Satanás”), debochar, enfim, das últimas aparições de Nossa Senhora para a humanidade?!?

    Esses líderes religiosos católicos, salvo engano, estão equivocados, pois desde sempre, Nossa Senhora transmite ao mundo mensagens da parte de Deus: desde La Salette (Franca, 1846), passando por Fátima (Portugal, 1917) e Akita (Japão, 1973), e chegando até os dias de hoje em Medjugorje (Ex- Iugoslávia, 1981).

    As mensagens que Nossa Senhora transmite à humanidade, notadamente há aproximadamente 98 anos, são sempre as mesmas:
    – Orar com o coração – o rosário;
    – Penitência;
    – Eucaristia;
    – Leitura da Bíblia);
    – Conversão rápida.

    Seguem algumas mensagens significativas da Rainha da Paz (Mediugórie).

    Em 14/abr/ 1982, Maria revelou:
    “Deveis saber que Satanás existe. Ele, um dia, se apresentou diante do trono de Deus e pediu a permissão de tentar a Igreja por certo período com a intenção de destruí-la. Deus permitiu a Satanás de colocar a Igreja à prova por um século, mas completou: ‘Não a destruirá!’. Este século que viveis está sob o poder de Satanás, mas, quando forem realizados os segredos que vos foram confiados, o seu poder será destruído. Já, agora, ele começa a perder o seu poder e, por isso, tornou-se ainda mais agressivo: destrói os matrimônios, fomenta discórdias até entre as almas consagradas, causa obsessão, provoca homicídios. Protegei-vos, portanto, com o jejum e a oração, sobretudo com a oração comunitária. Levai convosco objetos bentos e colocai-os também nas vossas casas. E retomai o uso da água benta!”

    01/jan/2001, em Mediugórie, Ela nos alertou que Satanás estava livre de suas correntes e convidou-nos a consagrar ao Imaculado Coração de Maria e ao Sagrado Coração de Jesus para sermos protegidos por Deus. E o que ocorreu desde então: no mesmo ano (11/set/01) atentado nos EUA e agora, a renúncia do papa Bento XVI (fev/13). O que virá pela frente não sabemos, mas temos certeza de que Deus estará ao nosso lado.

    Sugiro, enfim, que o Vaticano siga o conselho de Gamaliel, sob pena de cometer uma grave injustiça e erro, a exemplo Santo Atanásio que chegou ao cúmulo de ser excomungado pelo então papa romano Libério (352-366) na época do Arianismo.

    Na festa de São Josemaría Escrivá de Balaguer, presbítero e fundador do Opus Dei.

  4. Agora é assim, se não fizerem o que queremos “haverá uma revolta dos fiéis”. Depois vem essa turma chamar os fiéis da FSSPX de desobedientes. Vale tudo pra colocar a Igreja de joelhos diante do mundo. Tudo, tudo, tudo.

    Roma vai ceder diante de uma possível revolta dos fiéis de Medjugorje? Fará um documento ambíguo, que proíbe e permite ao mesmo tempo?

    Há espaço pra tudo e todos na Igreja: gays, divorciados, feministas, abortistas, tropas de socialistinhas, videntes cheios de dinheiro, mas pra esse povo tradicionalista, nem morto!

    Estou farto desse assunto Medjugorje. Não suporto mais ler nada sobre isso. Afinal, abriram a gaiola das loucas e as loucas saíram a fazer seus baixos meretrícios.

    • Tem razão Eduardo.
      E digo ainda mais. Que Deus me perdoe se eu estiver blasfemando, mas do jeito que a igreja do CVII avacalhou a espiritualidade mariana, não seria impossível amanhã aparecer um travesti ou lésbica anunciar que teve uma aparição de Nossa Senhora mandando dizer ao Papa que homossexualismo não é pecado e que ele deveria aprovar o casamento de divorciados. Seria uma bomba que a imprensa mundana anticlerical adoraria estourar.

  5. Se há risco de cisma, é porque essas pessoas não eram católicos de fato e preferem a enganação satânica que prega heresias do que a Noiva de Cristo. Rezemos por essas almas que estão a ser enganadas pela desorientação demoníaca profetizada pela Irmã Lúcia, essa sim, uma vidente de verdade de Nossa Senhora.

  6. A história demonstra claramente que na maioria das vezes as censuras feitas a santos e a aparições estavam erradas. E se este papa é contra então a atenção tem que ser redobrada, pois acredito que ele será atingido por um destes segredos. Com certeza ele não quer que os católicos sejam alertados por Nossa Senhora sobre seus erros e ardis!

  7. E desde quando uma Rainha fala diariamente a seus súditos?

  8. Me lembrei de uma certa matéria muito precipitada aqui do site, dizendo que o Santo Padre aprovou Medjugorje. O mal é que negada gosta de botar palavra na boca do Papa Francisco I como se o próprio tivesse falado. E agora vem a notícia de que não é sobrenatural, ou seja não foi aprovada, e agora? https://fratresinunum.com/2014/08/07/papa-francisco-entrega-medjugorje-aos-carismaticos/

  9. Muito fácil perceber se a visita da Mãe Santíssima é verdadeira ou não. Primeiro estudar as aparições aprovadas pela Santa Sé. Percebam o enorme abismo que separa o comportamento dos santos e santas que de fato receberam a visita da Mãe, para os videntes de Medjugorje.

  10. Medjugorje é uma farsa e seus “videntes” estão milionários.

  11. Frates,

    “Porei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e o descendente dela; porquanto, este te ferirá a cabeça, e tu lhe picarás o calcanhar” (Gênesis 3, 15).

    Revelações Privadas não constituem dogma de fé, portanto, cada cristão poderá ou não acreditar em aparições. Sou partidário que não devemos desprezar as profecias atuais (Pe. Gobbi, Fátima, Mediugórie…), pois o momento é de vigilância e de oração. E somente o tempo, senhor da história, dirá se as profecias eram falsas ou verdadeiras.

    Poderia citar inúmeras opiniões favoráveis a Mediugórie, desde bispos (o primaz do Brasil e arcebispo de Salvador-BA, dom Murilo Krieger), passando pelo próprio papa João Paulo II (“Medjugorje é o centro espiritual do mundo” ou “Estas mensagens são a chave para compreender aquilo que acontece e aquilo que acontecerá no mundo”), e chegando no jornalista e escritor italiano Antonio Socci, dentre outros.

    Mas vou me ater ao Padre Gabriele Amorth (autor de inúmeros obras sobre o exorcismo, que recomendo: “o último exorcista”). Pois bem…

    Veja o que diz o Pe. Gabriel Amorth sobre Mediugórie. Ele é considerado o maior exorcista vivo da atualidade:
    “Eu sempre entendi Medjugorje como uma continuação de Fátima. De acordo com as palavras de Nossa Senhora em Fátima, se nós tivéssemos rezado e jejuado, não teria acontecido a II Guerra Mundial. Nós não a escutamos, e por isso houve a guerra. Também aqui em Medjugorje, Nossa senhora se,pré chama a rezar pela paz. Em suas aparições, Nossa Senhora sempre se apresenta com outro nome para mostrar o propósito de suas aparições. Em Lourdes, Ela apresentou a si mesma como a Imaculada Conceição e em Fátima, como a rainha do Santo Rosário. Aqui em Medjugorje, Nossa Senhora se apresentou com Rainha da Paz. Nós todos nos lembramos das palavras “Mir, mir, mir” (paz, paz, paz), que foram escritas no céu, no início das aparições. Nós vemos claramente que a humanidade está correndo o risco da guerra e Nossa Senhora insiste em oração e uma vida cristã para alcançar a paz.
    Medjugorje é realmente um lugar onde se aprende a rezar, mas também a se sacrificar, onde as pessoas são convertidas e mudam suas vidas. A influência de Medjugorje é mundial.. É suficiente pensar sobre quantos grupos de oração vieram graças à inspiração de Medjugorje. Ru também levei um grupo de oração, que foi fundado em 1984. Este grupo tem hoje 18 anos de idade. Nós passamos a tarde como vivemos em Medjugorje. Há sempre 700 ou 750 pessoas. Nós sempre meditamos a mensagem de Nossa Senhora dada no dia 25 do mês e sempre lemos esta mensagem a comparamos com um versículo do Evangelho porque Nossa Senhora não diz nada novo. Ela nos convida ao que Jesus nos mandou fazer. Grupos como o meu existem em todo o mundo. O testemunho de Maria, as últimas palavras Dela escritas na Bíblia , foram “Fazer tudo o que Ele disser”. Aqui em Medjugorje, Nossa senhora insiste novamente que as leis da Bíblia sejam respeitadas. A Eucaristia é o centro de todos os grupos em Medjugorje porque Nossa Senhora sempre guia para Jesus. Essa é sua principal preocupação: levar-nos a viver as palavras de Jesus. Isto é o que desejo para todos. Que possa a Imaculada interceder por vocês. Que as bênçãos de Deus possam descer sobre todos vocês, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém !”

    Enfim, o momento é grave! Não é hora de polêmicas, mas sim de Silêncio, Oração, Deserto, Conversão Pessoal, Jejum e Esmola. DIAS DIFÍCEIS virão pela frente! Tudo sinaliza para isso (situação bélica mundial: nova , clima, violência, cisma, assassinato do “bispo vestido de branco”, abolição do sacrifício perpétuo denunciado pelo profeta Daniel e “act of God”: terremotos, secas, enchentes…).

    O teólogo mariano René Laurentin, que fez uma comparação muito interessante sobre as últimas aparições marianas no mundo moderno:
    Inicialmente, em Lourdes, a Virgem aparecia de manhã. Em Fátima aparecia às 12h (meio-dia) e, atualmente, em Medjugorje ela aparece no final da tarde.

    Moral da história: Ele afirma que Nossa Senhora agora está aparecendo à tarde porque nós não estamos no começo, nem no meio, mas no fim, ou seja, estamos próximo ao final dos tempos, visto que o dia termina às 18h.

    • É isso mesmo Nathan, concordo. Sabe que na passada segunda houve uma aurora boreal, mas desta vez vermelha? dá que pensar…

  12. Se é pro Papa dizer que o local é bom, que todos fazem bem em rezar e blá blá blá, o papa não precisa se pronunciar. Isso todo mundo já sabe. O que se espera dele é uma avaliação conscienciosa sobre a realidade ou falsidade das aparições, e verdade ou heresia das mensagens. Afinal foram 30 anos de investigação feita pela Igreja com toda sua unção e autoridade. Se ainda não é capaz de se manifestar sobre o que realmente interessa é melhor ficar calado.

  13. Faz muito tempo que deixei de acreditar nestas “aparições”.Ao contrário dos videntes reais esses
    ficaram ricos vendendo palestras pelo mundo afora.Nossa Senhora sempre foi a Mulher do silêncio
    e como diz o Pe. Zézinho,derrepente virou uma tagarela.Tudo que a S.Virgem tinha a falar ela falou
    em La Salete,Lourdes e Fátima e não vamos esquecer Madre Mariana de Jesus,NOSSA SENHORA
    DO BOM SUCESSO.Só no Brasil deve estar perto de umas 500 aparições,é demais simplesmente
    não podemos acreditar,afinal não é dogma de fé

  14. Caros, a mensagem de Medjugorje é heterotodoxa doutrinalmente, e uma vez li uma trecho de uma mensagem ecumenista demais, onde Nossa Senhora diz q “foram os homens que inventaram as religiões”, dando a entender q para Deus, qualquer religião serve, desde q se atendam aos apelos das mensagens.

  15. Muito me admira que alguém possa falar de cisma por causa de um veredito contra certas ditas aparições de Nossa Senhora. Não consigo imaginar Nossa Senhora inspirando cisma em alguém.

    • Quem ia gostar era satanás,ele que é o divisor por excelência.Nossa Mãe não nos inspira divisões,cuidado…

%d blogueiros gostam disto: